Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.520.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 97 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 10 ir para página                        

  1 / 97 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-906515
Autor: Palencia Tejedor, Camilo; Azuaje González, Ruth; Barrios Benedeti, Óscar; Ayala Hernández, José; Oberto Machado, Carlos; Salazar Estéfano, Florángel.
Título: Relação entre parâmetros de monitorização ambulatorial de pressão arterial e o índice ambulatorial de rigidez arterial / Relación entre parámetros del monitoreo ambulatorio de presión arterial y el índice de rigidez arterial ambulatorio / Relationship between parameters of ambulatory blood pressure monitoring and ambulatory arterial stiffness index
Fonte: Rev. cienc. cuidad;14(1):9-22, 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: analisar a relação existente entre os parâmetros de avaliação da monitorização ambulatorial de pressão arterial (pressão arterial, variabilidade, pressão de pulso, carga e padrão) e o índice ambulatorial de rigidez arterial, de um hospital de quarto nível na cidade de Caracas, Venezuela. Materiais e Métodos: realizou-se um estudo observacional retrospectivo, com uma amostra significativa de 179 pacientes registrados na base dados de monitorização ambulatorial de pressão arterial, na consulta cardiometabólica de um hospital, no período compreendido entre junho a dezembro de 2014. Resultados: analisaram-se as monitorizações ambulatoriais de pressão arterial de 179 pacientes em 24 horas, com idade média de 55 ± 16 anos, dos quais o 36,3 % era de sexo masculino e o 87,0 % feminino, com um índice ambulatorial de rigidez arterial médio de 0,43 ± 0,17 e se utilizou a correlação de Pearson, com a pressão de pulso r = 0,50 p <0,001, com a idade r = 0,42 p <0,001, a pressão arterial sistólica r = 0,24 p = 0,001, a carga r = 0,20 p = 0,007. Conclusão: encontrou-se correlação positiva entre o índice ambulatorial de rigidez arterial e os parâmetros de avaliação do índice ambulatorial de rigidez arterial, evidenciando que a rigidez ambulatorial arterial é uma medida fácil de obter, que tem boa relação com fatores de risco conhecidos e pode ser contemplada como parâmetro de controle e seguimento cardiovascular.

Objetivo: analizar la relación existente entre los parámetros de evaluación del monitoreo ambulatorio de presión arterial (presión arterial, variabilidad, presión de pulso, carga y patrón) y el índice de rigidez arterial ambulatorio, de un hospital de cuarto nivel en la ciudad de Caracas, Venezuela. Materiales y Métodos: se realizó un estudio observacional retrospectivo, con una muestra significativa de 179 pacientes registrados en la base datos del monitoreo ambulatorio de presión arterial, en la consulta cardio-metabólica de un hospital, en el periodo comprendido entre junio a diciembre de 2014. Resultados: se analizaron los monitoreos ambulatorios de presión arterial de 179 pacientes en 24 horas, con edad promedio 55 ± 16 años, de los cuales el 36,3 % era de sexo masculino y el 87,0 % femenino, con un índice de rigidez arterial ambulatorio promedio de 0,43 ± 0,17 y se utilizó la correlación de Pearson, con la presión de pulso r = 0,50 p <0,001, con la edad r = 0,42 p <0,001, la presión arterial sistólica r = 0,24 p = 0,001, la carga r = 0,20 p = 0,007. Conclusión: se encontró correlación positiva entre el índice de rigidez arterial ambulatorio y los parámetros de evaluación del índice de rigidez arterial ambulatorio, evidenciando que la rigidez arterial ambulatoria es una medida fácil de obtener, que tiene buena relación con factores de riesgo conocidos y puede ser contemplada como parámetro de control y seguimiento cardiovascular.

Objective: To analyze the existent relationship between the evaluation parameters of ambulatory blood pressure monitoring (blood pressure, variability, pulse pressure, load and pattern) and the ambulatory arterial stiffness index, from a level IV hospital in the city of Caracas, Venezuela. Materials and Methods: a retrospective observational study was performed, with a significant sample of 179 patients registered in the database of blood pressure monitoring, in the cardio metabolic consultation unit of a hospital, in the period between June and December of 2014. Results: the blood pressure monitoring of 179 patients were analyzed in 24 hours, with an average age of 55 ± 16 years , from which 36.3% were male and 87,0% female, with an average of arterial stiffness index of 0,43 ± 0,17 and the Pearson's correlations was used, with pulse pressure r = 0,50 p <0,001, with the age r = 0,42 p <0,001, the systolic blood pressure r = 0,24 p = 0,001, the load r = 0,20 p = 0,007. Conclusion: a positive correlation was found between the arterial stiffness index and the parameters of evaluation of ambulatory arterial stiffness index, evidencing that the ambulatory arterial stiffness is an easy measure to obtain, that it has a good relation with known risk factors, and can be contemplated as a parameter of control and cardiovascular monitoring
Descritores: Monitorização Ambulatorial
-Rigidez Vascular
Pressão Arterial
Responsável: CO648.1


  2 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1096374
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Dirección General de Gestión del Riesgo de Desastres y Defensa Nacional en Salud.
Título: Lineamientos para el fortalecimiento de acciones en establecimiento de salud, redes de salud y oferta móvil frente al COVID-19 (Fase de trasmisión comunitaria) / Guidelines for strengthening actions in health establishments, health networks and mobile offer in front of COVID-19 (Community transmission phase).
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20200500. 14 p.
Idioma: es.
Resumo: El documento contiene las directrices para orientar el desarrollo de las intervenciones destinadas a monitorizar y atender pacientes COVID-19 y sus contactos.
Descritores: Estratégias Nacionais
Infecções por Coronavirus
Monitorização Ambulatorial
Assistência Ambulatorial
Instalações de Saúde
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  3 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-483684
Autor: Zuleta Arcilla, Eduardo; Rodríguez Montes de Oca, Jorge; Estremadoyro Stagnaro, Luis Oscar; Molfino Quiroga, Julio.
Título: Evaluación del monitoreo ambulatorio de la presión arterial: area hipertensiva sistólica nocturna (Relación con el índice de masa ventricular izquierda) / Clinical value of ambulatory blood presure determination. Systolic nocturnal hipertension (Relation with left ventricular mas index)
Fonte: Diagnóstico (Perú);40(2):87-92, mar.-abr. 2001. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Evaluar la correlación entre el area hipertensiva sistólica nocturna (AHSN) medida por monitoreo ambulatorio de la presión arterial (MAPA) y el indice de masa ventricular izquierda (IMVI), así como describir la asociación entre hipertensión sistólica nocturna (HSN) y frecuencia cardíaca normal o baja. Se evaluaron 78 personas, 69 pacientes hipertensos y 9 voluntarios sanos. A los pacientes hipertensos, después de un período de lavado farmacológico de dos semanas se les realizó MAPA de 24 horas y ecocardiografía. Se encontró una correlación estadísticamente significativa entre el AHSN y el IMVI (r igual 0.48; p igual 0.001). Encontramos en el 70.3 por ciento de un total de 697 registros simultáneos la coincidencia de HSN y frecuencia cardíaca normal o baja. El AHSN es un parámetro que debe ser evaluado al analizar los resultados del MAPA ya que la HSN se asocia a daño de órgano blanco (hipertrofia ventricular izquierda). Encontramos que la asociación de HSN y frecuencia cardíaca normal o baja es muy frecuente.
Descritores: Frequência Cardíaca/fisiologia
Função Ventricular
Monitorização Ambulatorial
Sístole
-Estudos Prospectivos
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  4 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-576973
Autor: Ávila, Christiane Wahast; Aliti, Graziella Badin; Feijó, Maria Karolina Ferreira; Rabelo, Eneida Rejane.
Título: Pharmacological adherence to oral anticoagulant and factors that influence the international normalized ratio stability / Adesão farmacológica ao anticoagulante oral e os fatores que influenciam na estabilidade do índice de normatização internacional / Adhesión farmacológica al anticoagulante oral y factores que influyen en la estabilidad del índice de estandarización internacional
Fonte: Rev. latinoam. enferm;19(1):18-25, Jan.-Feb. 2011. tab.
Idioma: en.
Resumo: Cross-sectional study developed to relate the international normalized ratio (INR), used as a parameter to monitor the levels of blood clotting, stability to adherence, age, level of education, socioeconomic level, interaction with other drugs, comorbidities, vitamin K intake, anticoagulation time and drug cost. 156 patients were included, mean age 57±13 years, (53.8 percent) male, 61 (39.1 percent) had high adherence, 91 (58.3 percent) medium and 4 (2.6 percent) low adherence to treatment, 117 (75 percent) had INR stability up to 50 percent and 39 (25 percent) > 75 percent, patients with shorter time of anticoagulation presented higher stability, those who spent less on the drug remained more stable and had better adherence. It was concluded that more than 90 percent of patients had high and medium adherence and that the anticoagulation time and drug cost were the factors related to the anticoagulation stability.

Este é um estudo transversal, desenvolvido com o objetivo de relacionar a estabilidade do índice de normatização internacional (INR), utilizado como parâmetro para monitorar os níveis de coagulação do sangue, com adesão, idade, escolaridade, nível socioeconômico, interação com outras medicações, comorbidades, ingesta de vitamina K, tempo de anticoagulação (ACO) e custo com medicações. Incluíram-se 156 pacientes, idade média 57±13 anos, 53,8 por cento pertencente ao sexo masculino; 61 (39,1 por cento) tiveram alta adesão, 91 (58,3 por cento) média e 4 (2,6 por cento) baixa adesão ao tratamento; 117 (75 por cento) apresentaram estabilidade do INR de até 50 por cento e 39 (25 por cento) > a 75 por cento; pacientes com menor tempo de ACO apresentaram maior estabilidade; aqueles que gastavam menos com a medicação permaneciam mais estáveis e com melhor adesão. Concluiu-se que mais de 90 por cento dos pacientes apresentaram alta e média adesão referida, e que tempo de anticoagulação e custo com a medicação foram os fatores relacionados à estabilidade da ACO.

Se trata de un estudio transversal, desarrollado con el objetivo de relacionar la estabilidad del índice de estandarización internacional (INR), utilizado como parámetro para monitorizar los niveles de coagulación de la sangre, con adhesión, edad, escolaridad, nivel socioeconómico, interacción con otras medicaciones, comorbilidad, ingesta de vitamina K, tiempo de anticoagulación (ACO) y costo con medicamentos. Se incluyeron 156 pacientes, edad promedio 57±13 años, 53,8 por ciento perteneciente al sexo masculino; 61 (39,1 por ciento) tuvieron alta adhesión, 91 (58,3 por ciento) promedio y 4 (2,6 por ciento) baja adhesión al tratamiento; 117 (75 por ciento) presentaron estabilidad del INR de hasta 50 por ciento y 39 (25 por ciento) > a 75 por ciento; los pacientes con menor tiempo de ACO presentaron mayor estabilidad; aquellos que gastaban menos con la medicación permanecían más estables y con mejor adhesión. Se concluyó que más del 90 por ciento de los pacientes presentaron adhesión alta y promedio, y que el tiempo de anticoagulación y el costo con la medicación fueron los factores relacionados a la estabilidad de la ACO.
Descritores: Anticoagulantes
Coeficiente Internacional Normatizado
Monitorização Ambulatorial
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  5 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Cianciarullo, Tamara Iwanow
Texto completo
Id: lil-500327
Autor: Grossi, Sonia Aurora Alves; Cianciarullo, Tamara Iwanow; Della Manna, Thaís.
Título: Caracterização dos perfis glicêmicos domiciliares como estratégia para os ajustes insulinoterápicos em pacientes com diabetes mellitus do tipo 1 / Caracterización de los perfiles glicémicos domiciliares como estrategia para los ajustes insulino-terápicos en pacientes con diabetes mellitus tipo 1 / Glycemic profiles in insulin adjustments in patients with type 1 diabetes mellitus
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;37(1):62-71, mar. 2003. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo tem como objetivo principal caracterizar os perfis glicêmicos domiciliares de pacientes com diabetes mellitus tipo1, a partir de um esquema de monitorização proposto, e adotá-los como estratégia de ajuste nas doses de insulina. Foram realizados 3259 testes, 781 antes do café, 752 antes do almoço, 765 antes do jantar, 740 antes de deitar e 221 pela madrugada. A média das glicemias nestes períodos ultrapassaram os limites superiores satisfatórios em 6,87%, 3,83%, 11,37%, 30,50% e 19,28% respectivamente. Estes dados forneceram subsídios para ajustes nos esquemas insulinoterápicos. Os níveis HbA1c não mudaram de forma significante com os ajustes realizados porém, foram mantidos em 10%.

The goal of this paper is to characterize the glycemic profiles of patients with type 1 diabetes mellitus like a strategy in insulin adjustments. A total of 3259 tests were realized being 781 before breakfast, 752 before lunch, 765 before dinner and 740 before bed and 221 in the dawn. The average of the blood glucose tests in these periods oversteped the superior limits in 6,87%, 3,83%, 11,37%, 30,50% e 19,28% respectively. These data gave the conditons to make the insulin adjustments. The HbA1c levels evidenced that there was no significant statistical difference in the metabolic control, but they remained in 10%.

El objetivo principal de este artículo consiste en caracterizar los perfiles glicémicos domiciliares de los pacientes con diabetes mellitus tipo 1, a partir de un esquema propuesto de monitorización, para aplicarlo como estrategia, en los ajustes de las dosis de insulina. Fueron realizados 3.259 tests, de los cuales 781se hicieron antes del desayuno, 752 se realizaron antes del almuerzo, 765 antes de la merienda, 740 se hicieron antes de dormir y los 221 se hicieron en la madarugada. La media de las glicemias en estos períodos ultrapasaron los límites superiores satisfactorios em 6,8%, 3,83%, 11,37%, 30,50% y 19,28% respectivamente. Estos datos ofrecieron subsidios para poder ajustar los esquemas insulinoterápicos. Los niveles de HbA1c no variaron de forma significativa com los ajustes realizados y se mantuvieron em 10%.
Descritores: Glicemia/análise
Diabetes Mellitus Tipo 1/tratamento farmacológico
Hipoglicemiantes/administração & dosagem
Insulina/administração & dosagem
-Automonitorização da Glicemia/métodos
Diabetes Mellitus Tipo 1/sangue
Monitorização Ambulatorial/métodos
Fatores de Tempo
Limites: Adolescente
Adulto
Criança
Pré-Escolar
Feminino
Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-384819
Autor: Guariente, Maria Helena Dantas de Menezes; Karino, Márcia Eiko; Haddad, Maria do Carmo Lourenço; Kasai, Francismery; Fria, Caroliny Rossi de; Freitas, Iria Roberta Staut.
Título: Crianças e adolescentes com diabetes mellitus: vantagens e limites da monitorização / Monitorization to diabetic children and diabetic adolescents: advantages and limits
Fonte: Cogitare enferm;7(1):48-54, jan.-jun. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A monitorização do controle glicêmico é parte fundamental do tratamento do Diabetes Mellitus, especialmente em diabéticos tipo 1, uma vez que o controle metabólico diminui ou até mesmo retarda complicações crônicas. Com o objetivo de avaliar a prática da monitorização glicêmica entre crianças e adolescentes diabéticos foi realizada uma pesquisa descritiva na abordagem quantitativa com diabéticos atendidos em um programa interdisciplinar do Ambulatório Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Londrina. Aplicou-se um instrumento sobre a freqüência de realização da monitorização e dificuldades encontradas para sua efetivação. A amostra constituiu-se de 63 diabéticos, sendo 47 (74,6 por cento) adolescentes e 16 (25,4 por cento) crianças. Concuiu-se que nessa população a monitorização está aquém do ideal. Esta informação mobiliza os profissionais da equipe multiprofissional na continuidade do trabalho em ressaltar a importância do controle glicêmico, auxiliando os diabéticos na busca de alternativas para a superação das dificuldades de ordem emocional, econômica e social, que dificultam a efetivação do procedimento.
Descritores: Diabetes Mellitus
Automonitorização da Glicemia
Glicemia/análise
Monitorização Ambulatorial
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR16.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde


  7 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1099525
Autor: Secretaría de Salud HN.
Título: Lineamientos para el manejo clínico ambulatorio de pacientes con COVID-19 según estadíos de la enfermedad / Guidelines for the outpatient clinical management of patients with COVID-19 according to disease stages.
Fonte: Tegucigalpa; Secretaría de Salud; jun. 2020. 32 p.
Idioma: es.
Descritores: Guias de Prática Clínica como Assunto/normas
Infecções por Coronavirus/terapia
-Monitorização Ambulatorial/métodos
Técnicas de Laboratório Clínico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: HN1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  8 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-906652
Autor: Ribeiro, Hugo A; Battisti, Douglas; Germano, Eliseu; Carvalho, Sergio T.
Título: Notificações de monitoramento remoto de pacientes usando redes sociais / Remote patient monitoring notifications using online social networks
Fonte: J. health inform;8(supl.I):859-868, 2016. ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Informática em Saúde, 15, Goiânia, 27-30 nov. 2016.
Resumo: OBJETIVO: Permitir o encaminhamento de notificações, relacionadas ao monitoramento contínuo de sinais vitais de pacientes, para profissionais de saúde e familiares utilizando redes sociais online. MÉTODO: Integração destas redes sociais a um sistema de monitoramento remoto de pacientes permitindo que os usuários demonstrem interesse em receber notificações por meio da manutenção de relacionamentos. RESULTADOS: Um protótipo com um sistema de notificação de eventos apoiado por redes sociais online acoplado a tecnologias que geralmente fazem parte do cotidiano das pessoas, como smartphones. CONCLUSÃO: A integração de sistemas de redes sociais online a sistemas de monitoramento remoto de pacientes, permite que complicações e anomalias sejam identificadas e comunicadas com antecipação, ocasionando redução na taxa de readmissão hospitalar.

OBJECTIVE: To enable the routing of notifications related to continuous monitoring of vital signs of patients to health professionals and family using online social networks. METHOD: Integration of social networks to a remote patient monitoring system allowing users to show interest in receiving notifications through relationships management. RESULTS: A prototype with an event notification system supported by online social networks coupled with technologies that are often part of daily life, such as smartphones. CONCLUSION: The integration of social networks online systems to remote patient monitoring systems allows to identify and communicate complications and anomalies in advance, causing reduction in hospital readmission rate.
Descritores: Software
Monitorização Ambulatorial
Monitoramento
Rede Social
Monitorização Fisiológica
-Congressos como Assunto
Limites: Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  9 / 97 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-997827
Autor: Becker, Alexandre Dalpiaz; Lima, Eliandra da Silveira de; Ledur, Priscila; Schaan, Beatriz D'Agord.
Título: Controle glicêmico em pacientes com diabetes mellitus e doença cardiovascular acompanhados em ambulatório de referência / Glycemic control in patients with diabetes mellitus and cardiovascular disease monitored at a reference outpatient clinic
Fonte: Clin. biomed. res;34(2):132-138, 2014.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: O controle da hiperglicemia característica do diabetes mellitus é parte importante do seu tratamento, e se associa, em longo prazo, à redução de complicações crônicas da doença. No entanto, atingir bom controle glicêmico não é tarefa fácil; múltiplas abordagens têm sido buscadas com este intuito. Nosso objetivo foi descrever o controle glicêmico de uma amostra de pacientes atendidos em nível terciário e analisar possíveis preditores de alcance de bom controle glicêmico no seguimento. MÉTODOS: Estudo observacional, coletados dados de pacientes com diabetes tipo 2 em acompanhamento ambulatorial, através de dados do prontuário eletrônico. Coletadas variáveis demográficas, clínicas e laboratoriais (glicemia, hemoglobina glicada (HbA1c), lipídios, creatinina e microalbuminúria). RESULTADOS: Foram incluídos 57 pacientes; 61,4% alcançaram HbA1c ≤8% (grupo Diabetes Mellitus controlado, DMC) e 22 (38,6%) não atingiram este valor (grupo Diabetes Mellitus não controlado, DMNC) em 1 ano. A maioria dos pacientes do grupo DMNC eram homens (p = 0,030); idade, associação com outras comorbidades, escolaridade, tempo de diabetes não foram diferentes entre os grupos. Número de consultas marcadas foi semelhante entre os grupos, mas o de consultas realizadas foi maior no grupo DMNC. O controle glicêmico inicial era pior no grupo DMNC (HbA1c 9,2 ±1,4 vs.11,0 ±1,5%, p < 0,001). Alta ambulatorial foi mais frequente no grupo DMC (p = 0,01). CONCLUSÃO: A intensificação do cuidado ao diabetes por equipe especializada em nível terciário é capaz de trazer melhor controle glicêmico para a maioria destes pacientes, especialmente quando encaminhados ainda com HbA1c não muito elevada

INTRODUCTION: Controlling hyperglycemia in diabetes mellitus is an important part of the treatment and is associated with long-term reduction of chronic complications. However, it is difficult to achieve, and different approaches to glycemic control are being investigated. We aimed to analyze glycemic control in a sample of patients treated at a tertiary hospital, as well as to analyze possible predictors of good glycemic control during follow-up. METHODS: In this observational study, we collected data from the electronic medical records of patients with type 2 diabetes treated at a reference outpatient clinic. We analyzed demographic, clinical and laboratory variables (blood glucose, glycosylated hemoglobin (HbA1c), lipids, creatinine and microalbuminuria). RESULTS: Out of 57 patients, 61.4% had HbA1c levels ≤8% (controlled diabetes mellitus group, CDM), and 38.6% (n = 22) did not reach this value (uncontrolled diabetes mellitus group, UDM) in 1 year. Most patients in the UDM group were men (p = 0.030). Age, association with other comorbidities, educational attainment, and duration of diabetes were not different between groups. The number of scheduled appointments was similar between groups, but the number of attended appointments was higher in the UDM group. Initial glycemic control was worse in the UDM group (HbA1c 9.2 ±1.4 vs. 11.0 ±1.5%, p < 0.001). Outpatient discharge was more frequent in the CDM group (p = 0.01). CONCLUSION: Intensifying diabetes care by a specialized team at tertiary centers can improve metabolic control for the majority of these patients, especially for those with a lower HbA1c at the time of referral
Descritores: Monitorização Ambulatorial
Diabetes Mellitus/prevenção & controle
Hiperglicemia/prevenção & controle
-Doenças Cardiovasculares/prevenção & controle
Seguimentos
Limites: Humanos
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  10 / 97 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-982111
Autor: Nájera Castellón, Rodrigo; Contreras, Edgar.
Título: Manejo ambulatorio de la enfermedad pulmonar obstructiva crónica / Outpatient Management of Chronic Obstructive Pulmonary Disease
Fonte: Rev. med. interna Guatem;19(1):40-48, ene-abr. 2015. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La Organización Mundial para la Salud (OMS) estima que actualmente en el mundo existen 210 millones de personas que padecen EPOC; asimismo estima que en el año 2030 esta enfermedad será la tercera causa de muerte a nivel mundial. El 90% de las muertes se producen en países de ingresos medios a bajos. De las dos presentaciones de EPOC la más frecuente es a nivel mundial bronquitis crónica...(AU)
Descritores: Broncodilatadores/administração & dosagem
Monitorização Ambulatorial/estatística & dados numéricos
Antagonistas Colinérgicos/administração & dosagem
Pneumopatias Obstrutivas/tratamento farmacológico
-Espirometria/estatística & dados numéricos
Fatores de Risco
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: GT5.1 - Biblioteca y Centro de Documentación Dr. Julio de León Méndez



página 1 de 10 ir para página                        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde