Base de dados : LILACS
Pesquisa : E01.370.600.700 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 530 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 53 ir para página                         

  1 / 530 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1047890
Autor: Santos, Lorrane Nascimento dos; Nakagima, Yasmim Hikari; Stocco, Thiago Domingues.
Título: Efeito agudo de diferentes métodos de termoterapia na amplitude de movimento articular / Acute effect of different thermotherapy methods on articular range of motion
Fonte: Rev. ciênc. méd., (Campinas);28(2):69-76, jan.-mar. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo O objetivo deste estudo foi comparar quantitativamente o efeito agudo de diferentes técnicas de termoterapia no ganho da amplitude de movimento. Participaram da pesquisa voluntários (n=34) de ambos os sexos e média de idade de 22,3 anos (±3,3 anos). Métodos Os participantes foram divididos aleatoriamente em dois grupos: em um grupo, os indivíduos foram submetidos a aplicação da lâmpada infravermelha (calor superfi cial), enquanto no outro grupo utilizou-se o aparelho de ondas curtas (calor profundo) como técnica de termoterapia. Resultados Como resultado, observou-se que o grupo submetido ao calor profundo obteve melhora significante em relação a amplitude de movimento, tanto em comparação dentro do mesmo grupo, confrontando-se a amplitude de movimento pré- e pós-intervenção (aumento médio de 10,9+3,1º), quanto quando comparado ao grupo submetido ao calor superficial, que não apresentou melhora significativa (aumento médio de 3,1+2,5º). Conclusão Concluiu-se que, embora o efeito agudo da termoterapia seja benéfico no ganho de amplitude de movimento, o calor profundo parece ter um efeito mais pronunciado quando comparado às técnicas de calor superficial.

Objective The objective of this study was to quantitatively compare the acute effect of different thermotherapy techniques on the gain of range of motion. Methods Research volunteers (n=34) of both genders and mean age of 22.3 years (±3.3 years) were randomly divided into two groups: one group in which subjects were treated with infrared lamp (surface heat) while the other group was treated with the selected thermotherapy technique with the shortwave apparatus (deep heat). Results The deep heat group obtained a significant improvement in terms of range of motion, both within the same group, comparing the pre and post intervention range of motion (mean increase of 10.9±3.1º) when compared to the superficial heat group, which in turn did not show significant improvement (mean increase of 3.1+2.5º). Conclusion Although the acute effect of thermotherapy is beneficial in gain of range of motion, deep heat seems to have a more pronounced effect when compared to surface heat techniques
Descritores: Amplitude de Movimento Articular
Maleabilidade
Hipertermia Induzida
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  2 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146629
Autor: Figueroa, David; Guiloff, Rodrigo; Naranjo, Marcela; Figueroa, María Loreto; Vaisman, Alex.
Título: Artroplastía total de rodilla con asistencia de brazo-robótico: resultados clínicos postoperatorios tempranos / Robotic arm-assisted total knee arthroplasty: early postoperative results
Fonte: Rev. chil. ortop. traumatol;60(3):97-105, dic. 2019. tab, ilus.
Idioma: es.
Resumo: OBJETIVO: Describir los resultados clínicos postoperatorios tempranos de la primera serie de pacientes operados de artroplastía total de rodilla (ATR) con asistencia de brazo-robótico en Latinoamérica. MATERIALES Y MÉTODOS: Estudio prospectivo de 52 pacientes (53 rodillas) con gonartoris tricompartimental sintomática operados de ATR primaria con asistencia de brazo-robótico (RIO-MAKO) de manera consecutiva, con seguimiento a 2 meses postoperados. No se excluyeron pacientes. Se utilizó el mismo protocolo anestésico y de rehabilitación. Se realizó revisión de fichas clínicas para recolectar los siguientes resultados: tiempo de isquemia quirúrgica, estadía hospitalaria, tiempo a marcha, dolor postoperatorio diario [Escala visual análoga (EVA)], uso de opioides, rangos de movilidad articular (ROM), pérdida sanguínea, complicaciones y eje mecánico postoperatorio. RESULTADOS: Tiempos de Isquemia: 82 minutos (60­120). Estadía Hospitalaria: 4 días (2­12). Dolor postoperatorio: EVA el mismo día operatorio de 0 (0­10) y previa al alta de 0 (rango 0­4), con 0,3 purgas (0­6,5) de opioides por paciente. Tiempo a marcha (día logrado): 1 día (1­3), cuarenta y cinco pacientes (84,9%) iniciaron la marcha el primer día postoperatorio. ROM (Extensión-Flexión): Aumento progresivo durante el seguimiento. En el control ambulatorio de los dos primeros meses [23 días (13­50)], veintiún pacientes (40%) alcanzaron un ROM mayor o igual a 0­90° y once (20%) presentaron un ROM funcional máximo (0­120°). Pérdida sanguínea: Siete pacientes (13,2%) requirieron transfusión. Complicaciones: un paciente (1,89%) presentó una dehiscencia del cierre de la artrotomía. No hubo otras complicaciones. Eje mecánico postoperatorio: 179,1° (178,2­180). DISCUSIÓN: Los resultados concuerdan con la evidencia descrita en otras regiones, sugiriendo que la asistencia de brazo-robótico permite resultados postquirúrgicos reproducibles. CONCLUSIÓN: Los resultados clínicos postoperatorios tempranos de esta serie de pacientes operados de ATR con asistencia de brazo-robótico, muestran una baja percepción del dolor, con bajo consumo de opioides, una rápida recuperación funcional de la marcha y ROM, y excelentes resultados desde el punto de vista del eje mecánico postoperatorio. NIVEL DE EVIDENCIA: IV.

OBJECTIVE: Describe the early clinical postoperative outcomes, of the first series of patients operated on Robotic Arm-Assisted Total Knee Arthroplasty (TKA) in Latin America. MATERIAL AND METHOD: Retrospective study including 52 patients (53 knees) with advanced symptomatic knee osteoarthritis, consecutively operated on Robotic ArmAssisted TKA (RIO-MAKO) during October 2018 and May 2019 with two months of follow-up. No patients were excluded from the study. The same anesthetic and rehabilitation protocol was followed for all patients. Data were obtained from the clinical files for the following outcomes: Surgical tourniquet time, hospital stay, time to walk, postoperative daily pain [Visual Analog Scale (VAS)], opioid consumption, range of motion (ROM), blood loss, complications, and the attained postoperative mechanical axis. RESULTS: Tourniquet Time: 82 minutes (60­120). Hospital Stay: 4 days (2­12). Postoperative Pain: VAS of 0 (0­10) the same day of surgery, and 0 (0­4) before discharge. The opioid consumption was 0,3 purge (0­6,5) per patient. Time to Walk (Day achieved): 1st day (1­3), forty-five patients (84,9%) walked on their first postoperative day. ROM (Extension-Flexion): progressively increases during the follow up. On the first two-month visits [23 days (13­50)], twenty-one patients (40%) reached a ROM equal or superior to 0­90°, and eleven (20%) presented a maximal functional ROM (0­120°). Blood Loss: Seven patients (13.2%) required a blood transfusion. Complications: one patient (1.89%) presented dehiscence of the arthrotomy closure. No other complications were registered. Postoperative Mechanical Axis: 179.1° (178.2­180). DISCUSSION: The results coincide with the reported evidence from other regions. Robotic-arm assistance may generate reproducible postoperative results. CONCLUSIONS: The early postoperative clinical results of this series of patients operated on Robotic Arm-Assisted TKA show a low pain perception and opioid use, a rapid functional rehabilitation in terms of gait and ROM, and excellent postoperative mechanical alignment. LEVEL OF EVIDENCE: IV.
Descritores: Artroplastia do Joelho/métodos
Procedimentos Cirúrgicos Robóticos/métodos
-Dor Pós-Operatória/tratamento farmacológico
Cuidados Pós-Operatórios
Complicações Pós-Operatórias
Epidemiologia Descritiva
Estudos Prospectivos
Seguimentos
Amplitude de Movimento Articular
Resultado do Tratamento
Artroplastia do Joelho/estatística & dados numéricos
Recuperação de Função Fisiológica
Procedimentos Cirúrgicos Robóticos/estatística & dados numéricos
Analgésicos Opioides/uso terapêutico
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araújo, Cláudio Gil Soares de
Texto completo
Id: biblio-887942
Autor: Nishijuka, Fábio Akio; Silva, Christina Grüne de Souza e; Duarte, Carlos Vieira; Araújo, Claudio Gil Soares de.
Título: Pre-Participation Physical Fitness does not Influence Adherence to a Supervised Exercise Program / Aptidão Física Pré-Participação não Influencia a Aderência a um Programa de Exercício Supervisionado
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(4):340-347, Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Exercise-based cardiac rehabilitation tends to reduce mortality. However, it requires medium/long-term adherence to regular physical exercise. It is relevant to identify the variables that affect adherence to an supervised exercise program (SEP). Objective: To evaluate the influence of pre-participation levels of aerobic and non-aerobic physical fitness components in medium-term adherence to SEP. Methods: A total of 567 SEP participants (65 ± 12 years) (68% men) were studied. Participants adherent to the program for less than 6 months (48%) (non-adherent - NAD) were compared with 52% of participants who were adherent for 6 months or more (adherents - AD). In the non-aerobic fitness, flexibility (FLX) (Flexitest) and muscle power (MPW)/body weight in standing rowing (watts/kg) were evaluated while aerobic fitness was obtained by direct measure of VO2max/body weight (VO2). These measurements were normatized for sex and age based on percentiles (P) (P-FLX/P-MPW) of reference data or percentages of predicted (P-VO2). Additionally, AD and NAD with extreme results (tertiles) were simultaneously compared for the three variables. Results: There was no difference between AD and NAD for non-aerobic results, in median [P25-P75], P-FLX: 30 [13-56] and 31 [9-52], respectively, (p = 0.69) and P-MPW: 34 [17-58] and 36 [16-62], respectively (p = 0.96), and for aerobic results (mean ± standard error) P-VO2 (75.9 ± 1.3% and 75.0 ± 1.3%, respectively) (p = 0.83). When comparing extreme tertiles, a difference was found for P-MPW in the lower tertile only, with a slight advantage of AD over NAD- 9 [5-16] versus 4 [1-11] (p = 0.04). Conclusion: Although awareness of the pre-participation levels of aerobic and non-aerobic physical fitness components is useful for individualized exercise prescription, these variables do not seem to influence medium-term adherence to SEP.

Resumo Fundamento: Reabilitação cardíaca com ênfase em exercício tende a reduzir a mortalidade. Contudo, é necessário que haja aderência de médio/longo prazo ao exercício físico regular. Identificar variáveis influenciadoras da aderência a programas de exercício supervisionado (PES) é relevante. Objetivo: Avaliar a influência dos componentes da aptidão física aeróbica e não-aeróbica pré-participação na aderência de médio prazo a PES. Métodos: Foram estudados 567 participantes (65 ± 12 anos) (68% homens) de um PES. Os participantes aderentes por menos de 6 meses (48%) (não-aderentes - NAD) foram comparados aos 52% dos participantes aderentes por 6 meses ou mais (aderentes - AD). Na aptidão não-aeróbica avaliou-se flexibilidade (FLX) (Flexiteste) e potência muscular (PTO)/peso corporal na remada em pé (watts/kg). Na aeróbica foi medido o consumo máximo de oxigênio (VO2 máx)/peso corporal. Essas medidas foram normalizadas para sexo e idade usando percentis (P) (P-FLX/P-PTO) de dados de referência ou percentuais do previsto (P-VO2). Adicionalmente, foram comparados AD e NAD com resultados extremos (tercis) simultaneamente para as três variáveis. Resultados: Não houve diferença entre AD e NAD para os resultados não-aeróbicos, em mediana [P25-P75], de P-FLX: 30[13-56] e 31[9-52], respectivamente (p = 0,69), e P-PTO: 34[17-58] e 36[16-62] (p = 0,96), respectivamente, e para resultados aeróbicos (média ± erro padrão) P-VO2 (75,9 ± 1,3% e 75,0 ± 1,3%), respectivamente (p = 0,83). Nos extremos, houve diferença apenas para P-PTO no tercil inferior com discreta vantagem dos AD sobre NAD - 9[5-16] versus 4[1-11] (p = 0,04). Conclusão: Embora seja útil conhecer os níveis pré-participação dos componentes de aptidão física aeróbica e não-aeróbica para a prescrição individualizada de exercício, essas variáveis não parecem influenciar a aderência de médio prazo a PES.
Descritores: Exercício Físico/fisiologia
Aptidão Física/fisiologia
Cooperação do Paciente/estatística & dados numéricos
Terapia por Exercício/estatística & dados numéricos
Reabilitação Cardíaca/métodos
Reabilitação Cardíaca/estatística & dados numéricos
-Consumo de Oxigênio/fisiologia
Valores de Referência
Fatores de Tempo
Estudos Retrospectivos
Amplitude de Movimento Articular
Estatísticas não Paramétricas
Força Muscular
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147743
Autor: Ranalletta, Maximiliano.
Título: Infiltración con corticoides para la capsulitis adhesiva del hombro / Infiltration with corticosteroids for adhesive capsulitis of the shoulder
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);36(1):15-16, mar. 2016.
Idioma: es.
Descritores: Bursite/tratamento farmacológico
Anti-Inflamatórios não Esteroides/administração & dosagem
Corticosteroides/administração & dosagem
-Articulação do Ombro/fisiologia
Medição da Dor
Bursite/fisiopatologia
Bursite/reabilitação
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Administração Oral
Estudos Prospectivos
Estudos Retrospectivos
Amplitude de Movimento Articular/fisiologia
Recuperação de Função Fisiológica/efeitos dos fármacos
Terapia por Exercício/métodos
Dor Musculoesquelética/prevenção & controle
Analgésicos/administração & dosagem
Injeções Intra-Articulares
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  5 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-977429
Autor: Mehlmann, Fernanda Moreira Gomes; Ferraro, Leonardo Henrique Cunha; Sousa, Paulo César Castello Branco de; Cunha, Graziella Prianti; Bergamaschi, Esthael Cristina Querido Avelar; Takeda, Alexandre.
Título: Ultrasound-guided selective nerve blocks for trigger finger surgeries to maintain flexion/extension of fingers - Case series / Bloqueios seletivos guiados por ultrassom para cirurgias de dedo em gatilho para manutenção da flexão/extensão dos dedos - Série de casos
Fonte: Rev. bras. anestesiol;69(1):104-108, Jan.-Feb. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: A patient's ability to move his/her fingers during hand surgery may be helpful to surgeons because it allows the effectiveness of the intervention evaluation and prediction of hand function in the postoperative period. The purpose of this case series is to demonstrate the efficacy of an ultrasound-guided peripheral nerve block technique to maintain the hand flexor and extensor muscles motor function and discuss the benefits of the technique for trigger finger surgery. Case report: Ten patients scheduled to undergo trigger finger surgery were selected. The goal was to maintain flexion and extension of the fingers during the procedure. Thus, ultrasound-guided ulnar, radial, and medial nerve block was performed in the distal third of the forearm, at 5-7 cm proximal to the wrist. The block was performed with 5 mL of 0.375% bupivacaine on each nerve. All procedures were uneventfully performed maintaining the flexion and extension of the fingers. In two cases, it was observed that the motricity maintenance and the patients' ability to move their fingers when requested allowed the success of the surgical procedure after the third intraoperative evaluation. Conclusion: This case series shows that it is possible to maintain the motor function of the hand flexor and extensor muscles to perform finger trigger surgeries using specific ultrasound-guided distal blocks.

Resumo Justificativa: A capacidade de um paciente mover os dedos durante a cirurgia da mão pode ser útil para o cirurgião porque permite a avaliação da eficácia da intervenção e a predição da função da mão no pós-operatório. O objetivo desta série de casos é demonstrar a eficácia de uma técnica de bloqueio de nervo periférico guiado por ultrassom na manutenção da função motora dos músculos flexores e extensores da mão e discutir os benefícios da técnica para cirurgias de liberação de dedo em gatilho. Relato de caso: Foram selecionados 10 pacientes em programação para cirurgia de liberação de dedo em gatilho. O objetivo era manter a flexão e a extensão dos dedos durante o procedimento. Dessa forma, o bloqueio dos nervos ulnar, radial e mediano, guiados por ultrassom, foi feito no terço distal do antebraço, 5 a 7 cm proximais ao punho. O bloqueio foi feito com 5 mL de bupivacaína a 0,375% em cada nervo. Todos os procedimentos foram feitos sem complicações e com manutenção da flexão e extensão dos dedos. Em dois casos, observou-se que a manutenção da motricidade e a capacidade dos pacientes de mover os dedos quando solicitado permitiu o sucesso do procedimento cirúrgico após a terceira avaliação intraoperatória. Conclusão: Esta série de casos mostra que é possível manter a função motora dos músculos flexores e extensores da mão em cirurgias de liberação de dedo em gatilho por meio de bloqueios distais específicos guiados por ultrassom.
Descritores: Dedo em Gatilho
Dedo em Gatilho/fisiopatologia
Bloqueio Nervoso/métodos
-Amplitude de Movimento Articular
Ultrassonografia
Período Intraoperatório
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1144211
Autor: Cardoso, Afonso Nobre Pinto; Viegas, Rui; Gamelas, Patrícia; Falcão, Pedro; Baptista, Carolina; Silva, Filipa Santos.
Título: Ulnar Shortening Osteotomy: Our Experience / Osteotomias de encurtamento da ulna: A nossa experiência
Fonte: Rev. bras. ortop;55(5):612-619, Sept.-Oct. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective The objective of the present study was to evaluate the clinical and radiographic results of our series regarding ulnar shortening osteotomy, as well as to briefly review the pathology, indications and surgical options of ulnocarpal conflict. Methods We performed a retrospective analysis of consecutive patients who were treated with ulnar shortening osteotomy between January 2012 and June 2017 at our hospital. We clinically evaluated pain, articular range of motion, grip strength and functional outcomes using the quick-DASH questionnaire. We radiographically measured the pre- and postoperative ulnar variance and the shortening performed. Results We identified eight operated patients, and it was possible to evaluate seven of them. Pain decreased in this population (visual analogue scale [VAS] score changed from 7 to 2.6, p< 0.05), there was a decrease in quick-DASH (64 to 28, p< 0.05) and we found a decrease in the articular amplitude ∼ 7° for flexion (p= 0.2), and of 5.5° for supination (p= 0.3), as well as decreasing grip strength to about 86% on the contralateral side (p= 0.07). The ulnar variance changed from a mean of + 5.5 mm to - 1.1 mm (p< 0.05). Two out of 8 patients (25%) presented plaque-related symptoms and one of them underwent a new intervention to extract the material. Conclusions Ulnar shortening osteotomy is an effective surgical procedure both in the treatment of ulnocarpal conflict and in the discharge of the ulna. The results presented agreement with other results published in the literature, with good clinical and radiographic results.

Resumo Objetivo O objetivo do presente estudo foi avaliar os resultados clínicos e radiográficos da nossa casuística relativamente a osteotomias de encurtamento da ulna, bem como rever sumariamente a patologia, as indicações e as opções cirúrgicas do conflito ulnocárpico. Métodos Realizamos uma análise retrospectiva de pacientes consecutivos que foram tratados com osteotomia de encurtamento da ulna entre janeiro de 2012 e junho de 2017 no nosso hospital. Avaliamos clinicamente a dor, amplitude articular, força da garra e resultados funcionais recorrendo ao questionário quick-DASH. Medimos radiograficamente a variância ulnar pré- e pós-operatória e o encurtamento realizado. Resultados Identificamos oito pacientes operados, tendo sido possível avaliar sete destes. Nesta população, obtivemos uma diminuição da dor (escala analógica visual [VAS, na sigla em inglês] de 7 para 2.6, p< 0,05), uma diminuição do quick-DASH (64 para 28, p< 0,05) e constatamos uma diminuição da amplitude articular ∼ 7° para a flexão (p= 0.2), de 5.5° para a supinação (p = 0,3), bem como diminuição da força da garra para cerca de 86% do lado contralateral (p = 0,07). A variância ulnar foi alterada de uma média de + 5.5 mm para −1.1 mm (p < 0,05). Dois em 8 pacientes (25%) apresentaram sintomatologia relacionada com a placa, sendo que um deles foi submetido a nova intervenção para extração do material. Conclusões A osteotomia de encurtamento da ulna é um procedimento cirúrgico eficaz, tanto no tratamento do conflito ulnocárpico, como na descarga da ulna. Os resultados apresentados vão ao encontro aos demais publicados na literatura, tendo-se obtido bons resultados clínicos e radiográficos.
Descritores: Osteotomia
Dor
Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
Ulna
Articulação do Punho
Estudos Retrospectivos
Amplitude de Movimento Articular
Força da Mão
Amplitude
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  7 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1144216
Autor: Cohen, Marcio; Zaluski, Alexandre Dreifus; Siqueira, Glaucio Sales de Lima; Amaral, Marcus Vinicius Galvão; Monteiro, Martim Teixeira; Motta Filho, Geraldo Rocha.
Título: Risk Factors for Coracoid Graft Osteolysis after the Open Latarjet Procedure / Fatores de risco para osteólise do enxerto do coracoide após o procedimento de Latarjet aberto
Fonte: Rev. bras. ortop;55(5):585-590, Sept.-Oct. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective Coracoid osteolysis has been described as a possible complication after the Latarjet procedure. The aim of the present study was to investigate the incidence and risk factors associated to coracoid graft osteolysis and to correlate them with clinical results. Methods A retrospective review of 38 Latarjet procedures was conducted. Computed tomography (CT) scans were obtained from all of the patients before and at least 1 year after the surgery. Coracoid osteolysis was evaluated and correlated to preoperative factors, namely: age, smoking status, and preoperative glenoid bone loss. The patients were divided into 2 groups: A (no or minor bone resorption) and B (major or total bone resorption). The functional outcome was determined by the Rowe score. Results Coracoid graft osteolysis occurred in 22 cases (57.8%). The mean preoperative glenoid defect was 22.8% in group A, and 13.4% in group B (p= 0.0075). The mean ages of the subjects in both groups were not significantly different. Smoking did not seem to affect the main outcome either, and no correlation was found between graft osteolysis and postoperative range of motion, pain, or Rowe score. There were no cases of recurrent dislocations in our sample, although four patients presented with a positive anterior apprehension sign. Conclusion Bone resorption of the coracoid graft is present in at least 50% of the patients submitted to the Latarjet procedure, and the absence of significant preoperative glenoid bone loss showed to be the only risk factor associated with severe graft osteolysis, even though this did not influence significantly the clinical outcome.

Resumo Objetivo Osteólise do processo coracoide é descrita como uma possível complicação da cirurgia de Latarjet. O objetivo do presente estudo foi avaliar a incidência e fatores de risco associados à osteólise do enxerto do coracoide e correlacioná-los com resultados clínicos. Métodos Foi realizada uma revisão retrospectiva incluindo 38 casos submetidos ao procedimento de Latarjet. Em todos os casos, foi realizada uma tomografia computadorizada antes e pelo menos 1 ano após a cirurgia. A presença de osteólise do coracoide foi avaliada e correlacionada com os seguintes fatores de risco: idade, tabagismo, e perda óssea pré-operatória da glenóide. Os pacientes foram divididos em dois grupos: A (ausência ou menor reabsorção óssea) e B (maior reabsorção óssea ou total). A avaliação funcional foi determinada através do escore de Rowe. Resultado Osteólise do processo coracoide ocorreu em 22 casos (57,8%). O defeito ósseo médio pré-operatório da glenóide foi de 22,8% no grupo A e de 13,4% no grupo B (p= 0.0075). A média de idade dos casos em ambos os grupos não apresentou diferença estatística. Tabagismo também não esteve relacionado com diferenças no resultado. Não houve correlação entre a presença de osteólise e o arco de movimento, dor ou ao escore de Rowe. Não houve casos de reluxação; entretanto, quatro pacientes apresentaram apreensão anterior no exame físico. Conclusão A reabsorção do processo coracoide ocorreu em pelo menos 50% dos pacientes submetidos à cirurgia de Latarjet, e a ausência pré-operatória de perda óssea significativa da glenóide foi o único fator de risco associado a osteólise mais severa do enxerto, porém sem influência no resultado clínico.
Descritores: Osteólise
Dor
Luxação do Ombro
Articulação do Ombro
Tabagismo
Osso e Ossos
Reabsorção Óssea
Fumar
Tomografia Computadorizada por Raios X
Amplitude de Movimento Articular
Processo Coracoide
Instabilidade Articular
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  8 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1050799
Autor: Jesus, Ana Elisa Santiago de; Alcalde, Guilherme Eleutério; Arca, Eduardo Aguilar; Fiorelli, Carolina Menezes; Fiorelli, Alexandre.
Título: Efeitos agudos dos exercícios posturais globais na dor e amplitude de movimento de abertura da boca em indivíduos com disfunção temporomandibular / Acute effects of global postural exercises on pain and range of motion opening in individuals with temporomandibular disorders
Fonte: Rev. Salusvita (Online);37(4):823-837, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: a disfunção temporomandibular (DTM) é um conjunto de fatores que são associados aos ruídos articulares e dor nos músculos adjacentes, incluem também limitação de movimentos articulares da mandíbula, dores na face e cabeça. Objetivo: investigar os efeitos agudos na amplitude de movimento (ADM) de abertura da boca e intensidade da dor em indivíduos com DTM submetidos a exercícios posturais globais. Métodos: foram incluídos no estudo voluntários de ambos os sexos, com diagnóstico de DTM de acordo com os Critérios de Diagnóstico em Pesquisa para Disfunções Temporomandibulares (RDC/TMD). Para avaliar a dor, foi utilizado um dolorímetro Palpeter® com precisão de 0,5 kg e 1,0 kg nos músculos faciais definidos pelo RDC / TMD. Para mensurar a ADM de abertura da boca, foi utilizado um paquímetro com registro em uma casa decimal. Todas as medidas avaliativas foram realizadas antes e após o término do protocolo de intervenção com exercícios posturais globais. Resultados: em relação à intensidade da dor, houve diferença significativa no músculo masseter superior esquerdo e médio direito. Na ADM de abertura da boca houve diferença estatisticamente significante entre os momentos, mas não houve diferença quando comparado entre grupos. Conclusão: o programa de exercícios posturais globais contribuiu para a redução na limitação da ADM de abertura da boca e diminuição da dor no músculo masseter.

Introduction: temporomandibular disorder (TMD) is a set of factors that are associated with joint noises and pain in adjacent muscles, also include limitation of joint movements of the jaw, pain in the face and head. Objective: to investigate the acute effects on the range of motion (ROM) of mouth opening and intensity of pain in individuals with TMD undergoing global postural exercises. Methods: volunteers of both sexes with a diagnosis of TMD according to the Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders (RDC / TMD) were included in the study. To assess pain, a Palpeter® painter with an accuracy of 0.5 kg and 1.0 kg was used in the facial muscles defined by RDC / TMD. To measure the mouth opening ROM, a pachymeter was used with one decimal place. All evaluative measures were performed before and after the end of the intervention protocol with global postural exercises. Results: in relation to the pain intensity, there was a significant difference in the left and right upper right masseter muscles. In the mouth opening ROM there was a statistically significant difference between the moments, but there was no difference when compared between groups. Conclusion: the global postural exercise program contributed to the reduction in the limitation of mouth opening ROM and decrease of pain in the masseter muscle.
Descritores: Terapia por Exercício
-Articulação Temporomandibular
Amplitude de Movimento Articular
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR36.1 - Biblioteca


  9 / 530 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Cohen, Moisés
Texto completo
Id: biblio-1137998
Autor: Falótico, Guilherme Guadagnini; Bento, André Orlandi; Goulart, Luana Tossolini; Zafalon, Leonardo; Arliani, Gustavo Gonçalves; Cohen, Móises.
Título: Comparison between the Dominant and Non-dominant Sides of Athletes with Groin Pain / Comparação funcional entre membro dominante e não dominante em atletas com dor inguinal
Fonte: Rev. bras. ortop;55(2):203-207, Mar.-Apr. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To compare the difference in range of motion (ROM) between the dominant and nondominant hips of the athletes and to correlate the results with groin pain, as well as to compare the differences in ROM among the main hip injuries. Methods The participants included 75 athletes, 56 males and 19 females, aged between 20 and 46 years old, who were diagnosed with hip injury. These individuals were subdivided according to the pathologies (femoroacetabular impact or labral lesion, adductor and pubic lesions and trochanteric syndrome) and characteristics of each hip were analyzed. Results A total of 150 hips (right and left) were measured for the present analysis. When comparing the ROM of the injured hip with the healthy hip, no statistically significant differences were found. There were also no significant differences between the amplitudes of hip movement when the main pathologies were compared. Conclusion The present study did not find differences in ROM rotation between the various pathologies of the hip.

Resumo Objetivo Comparar a diferença do arco de movimento (ADM) entre o quadril com lesão e o não lesionado de atletas com as principais patologias femoroacetabulares. Além disso, analisar a diferença da ADM do quadril em cada patologia considerada. Métodos Os participantes do presente estudo foram 75 atletas de diversas modalidades esportivas, sendo 56 mulheres e 19 homens, com idades entre 20 e 46 anos, os quais tinham diagnóstico de lesão do quadril. Esses indivíduos foram subdivididos em três grupos de acordo com as patologias (impacto femoroacetabular ou lesão labral, pubalgia ou lesão dos adutores e síndrome trocantérica) e as características de cada quadril foram analisadas. Resultados Um total de 150 quadris (direito e esquerdo) foram mensurados para a presente análise. Comparou-se o ADM do quadril lesado e do quadril saudável de cada atleta e não foram encontradas diferenças estatísticas. Da mesma forma, não houve diferença significativa entre a ADM do quadril entre as principais injúrias. Conclusão O presente estudo não encontrou diferenças no arco de movimento entre o quadril lesionado e o contralateral, bem como não houve diferença na amplitude dos movimentos entre as patologias femoroacetabulares analisadas.
Descritores: Dor
Amplitude de Movimento Articular
Amplitude
Lesões do Quadril
Atletas
Impacto Femoroacetabular
Movimento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  10 / 530 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mattos, Carlos Augusto de
Texto completo
Id: biblio-1138007
Autor: Mattos, Carlos Augusto de; Maia, Danilo; Castro, Rodolfo; Etchebehere, Maurício.
Título: Reinsertion of Distal Brachial Biceps Tendon Rupture through Single Incision Using Anchors / Reinserção da ruptura distal do bíceps braquial mediante incisão única com uso de âncoras
Fonte: Rev. bras. ortop;55(2):191-197, Mar.-Apr. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To evaluate 15 patients with ruptured distal biceps tendon submitted to reinsertion via a single, anterior and transverse approach using two anchors. They were submitted to a rehabilitation protocol and, within six months, to an evaluation of the range of motion and strength intensity during flexion and supination of the operated elbow. Methods The data were collected prospectively, and were analyzed through the Mann-Whitney test and the mixed-model test to evaluate the force between the operated and non-operated elbows. Results A total of 80% of the patients were men, 60% were injured on the dominant side, 46% were manual workers, and 73% led sedentary lifestyles. The use of anabolic steroids was reported by two patients. After the treatment, the patients recovered supination strength by 98% and flexion by 94%. According to the Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH) questionnaire, 73% of the patients presented the score expected of a normal population. Conclusion The single, anterior and transverse approach associated with tendon repair using anchors was esthetically satisfactory, with good strength recovery during flexion and supination, and no occurrence of heterotopic ossification.

Resumo Objetivo Avaliar 15 pacientes com ruptura do tendão distal do bíceps submetidos a reinserção por meio de via única, anterior e transversa no antebraço com o uso de duas âncoras. Os pacientes foram submetidos a um protocolo de reabilitação e, ao término de seis meses, efetuou-se avaliação do arco de movimento do cotovelo operado e da intensidade de força durante a flexão e a supinação. Métodos Os dados foram coletados de maneira prospectiva, e foram analisados pelo teste de Mann-Whitney e pelo teste de modelos mistos para avaliar a força entre os cotovelos operado e não operado. Resultados Um total de 80% dos pacientes eram homens, 60% sofreram lesão do lado dominante, 46% eram trabalhadores braçais, e 73% não praticavam atividades físicas regularmente. O uso de anabolizante foi relatado por dois pacientes. Após o tratamento, os pacientes recuperaram 98% da força de supinação, e 94% da de flexão. De acordo com questionário de Disfunções do Braço, Ombro e Mão (Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand, DASH), 73% dos pacientes encontram-se dentro do esperado para uma população normal. Conclusão A via única, anterior e transversa associada ao reparo do tendão com o uso de âncoras apresentou-se esteticamente satisfatória, com boa recuperação da força durante a flexão e a supinação, não ocorrendo casos de ossificação heterotópica ou complicações graves.
Descritores: Reabilitação
Ruptura
Inquéritos e Questionários
Amplitude de Movimento Articular
Cotovelo
Antebraço
Estilo de Vida
Categorias de Trabalhadores
-Músculos Isquiossurais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central



página 1 de 53 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde