Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.148 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1000 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 100 ir para página                         

  1 / 1000 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1026510
Autor: Iravedra, Jorge.
Título: Irradiación en accesos vasculares en cateterismos diagnósticos / Irradiation in vascular accesses in diagnostic catheterizations
Fonte: Salud(i)ciencia (Impresa) = Salud(i)ciencia (En linea);22(8):763-764, dic.-mar. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Radiação
Cateterismo
Dispositivos de Acesso Vascular
Limites: Seres Humanos
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  2 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004251
Autor: Salgueiro-Oliveira, Anabela de Sousa; Costa, Paulo Jorge dos Santos; Braga, Luciene Muniz; Graveto, João Manuel Garcia Nascimento; Oliveira, Vânia Silva; Parreira, Pedro Miguel Santos Dinis.
Título: Práticas relacionadas ao uso do garrote durante a punção venosa periférica: uma revisão de escopo / Health professionals' practices related with tourniquet use during peripheral venipuncture: a scoping review / Prácticas relacionadas al uso del garrote durante la punción venosa periférica: una revisión de alcance
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);27:e3125, 2019. graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.
Resumo: Objetivos durante a punção venosa periférica, recomenda-se o uso de um garrote acima do local da punção para potencializar a distensão venosa. Dadas as suas características e o uso em ambientes clínicos, os garrotes podem representar uma fonte de disseminação de micro-organismos. Entretanto, os resultados de estudos científicos nessa área estão dispersos na literatura. Esta revisão de escopo tem como objetivo mapear as evidências disponíveis a respeito das práticas dos profissionais de saúde no que concerne ao uso do garrote durante a punção venosa periférica e à contaminação microbiológica associada. Método revisão de escopo de acordo com a metodologia do Instituto Joanna Briggs. Dois revisores independentes analisaram a relevância dos estudos, extraíram e sintetizaram dados. Resultados quinze estudos foram incluídos na revisão. Em geral, os garrotes foram reutilizados sem processos de descontaminação recorrentes. Verificou-se que os profissionais compartilham esses dispositivos entre si e os usaram continuamente por períodos entre duas semanas e sete anos e meio. Conclusão as práticas de enfermagem relacionadas ao uso do garrote durante a punção venosa periférica não são uniformes. A reutilização de garrotes pode colocar em risco a segurança do paciente se o reprocessamento (limpeza e desinfecção/esterilização) não for adequado, dado o tipo de material do garrote e a microbiota encontrada. Novos estudos são necessários para avaliar o impacto de vários tipos de práticas de reprocessamento na descontaminação de garrotes e na segurança do paciente.

Objectives during peripheral venipuncture, health professionals are recommended to use a tourniquet above the puncture site in order to potentiate venous distension. Given its characteristics and use in clinical settings, tourniquets may represent a source of microorganism dissemination. However, the results of scientific studies in this area are scattered in the literature. This scoping review aims to map the available evidence on health professionals' practices related with tourniquet use during peripheral venipuncture and associated microbiological contamination. Methods scoping review following the Joanna Briggs Institute methodology. Two independent reviewers analyzed the relevance of the studies, extracted and synthesized data. Results fifteen studies were included in the review. Overall, tourniquets were reused without being subject to recurring decontamination processes. It has been found that practitioners share these devices among themselves and use them successively for periods between two weeks and seven and half years. Conclusion nursing practices related to tourniquet use during peripheral venipuncture are not standard. Reuse of tourniquets may jeopardize the patient's safety if reprocessing (cleaning and disinfection/sterilization) is not adequate, given the type of tourniquet material and microbiota found. New studies are needed to assess the impact of various types of reprocessing practices on tourniquet decontamination and patient safety.

Objetivos durante la punción venosa periférica, se recomienda el uso de un garrote arriba del sitio de la punción para potenciar la distensión venosa. Dadas sus características y uso en ambientes clínicos, los garrotes pueden representar una fuente de diseminación de microorganismos. Sin embargo, los resultados de estudios científicos en esta área están dispersos en la literatura. Esta revisión de alcance tiene como objetivo mapear las evidencias disponibles acerca de las prácticas de los profesionales de salud en lo que concierne al uso del garrote durante la punción venosa periférica y la contaminación microbiológica asociada. Método revisión de alcance de acuerdo con la metodología del Instituto Joanna Briggs. Dos revisores independientes analizaron la relevancia de los estudios, extrajeron y sintetizaron datos. Resultados quince estudios se incluyeron en la revisión. En general, los garrotes fueron reutilizados sin procesos de descontaminación recurrentes. Se verificó que los profesionales comparten estos dispositivos entre sí y los utilizaron continuamente por períodos entre dos semanas y siete años y medio. Conclusión las prácticas de enfermería relacionadas al uso del garrote durante la punción venosa periférica no son uniformes. La reutilización de garrotes puede poner en riesgo la seguridad del paciente si el reprocesamiento (limpieza y desinfección/esterilización) no es adecuado, dado el tipo de material del garrote y la microbiota encontrada. Nuevos estudios son necesarios para evaluar el impacto de varios tipos de prácticas de reprocesamiento en la descontaminación de garrotes y en la seguridad del paciente.
Descritores: Prática Profissional
Cateterismo/métodos
Pressão Venosa Central/fisiologia
Desinfecção/instrumentação
Contaminação de Equipamentos/prevenção & controle
-Portugal
Pessoal de Saúde
Flebotomia/métodos
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-954109
Autor: Jesus, Valeria Santos de; Nascimento, Aline Marques; Miranda, Rogério dos Anjos; Lima, Joel Silva; Tyll, Milene de Andrade Gouvea; Veríssimo, Adriana de Oliveira Lameira.
Título: Waiting for Cardiac Procedure in Congenital Heart Disease: Portrait of an a Hospital in the Amazonian Region / Fila de Espera para Tratamento de Pacientes com Cardiopatia Congênita: Retrato de um Centro de Referência Amazônico
Fonte: Int. j. cardiovasc. sci. (Impr.);31(4):374-382, jul.-ago. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Congenital heart disease is an important cause of morbidity and mortality in childhood, and in 50% of cases, surgery is required in the first year of life. A high deficit of surgical procedures is estimated in Northern Brazil. Objective: To analyze the waiting time for elective surgical treatment and/ or intervention in children with congenital heart disease in a Cardiology referral center, and to make considerations about heart diseases and forms of treatment in that institution. Methods: A cross-sectional study of all patients aged less than 14 years, with a diagnosis of congenital heart disease that were waiting for elective surgical or percutaneous cardiac treatment. Results: Among the 407 children with congenital heart defects, the most prevalent age group was > 2 to 6 years (34.0%). The average waiting time was 23.1 ± 18.3 months, with a median of 19. The most frequent heart disease was ventricular septal defect (28.98%), patent ductus arteriosus (18.42%) and atrial septal defect (11.05%). Most children (63.4%) were not from the metropolitan area. The percutaneous interventions represented only 27.84% of the catheterization procedures and 14,85% of all heart treatments. Approximately 60% of the pediatric surgeries occurred in children who were not previously registered due to urgency cases. Conclusion: Most of the children waiting for a cardiac procedure were not from the metropolitan area and had malformations potentially treatable by catheterization. It is necessary to increase the capacity of the single referral center in the state of Pará, as well as decentralize the high-complexity cardiological care in the metropolitan region

As cardiopatias congênitas são importantes causas de morbimortalidade infantil e, em cerca de 50% dos casos, é necessária a intervenção cirúrgica no primeiro ano de vida. Estima-se alto défice de procedimentos na Região Norte do Brasil. Objetivo: Analisar o tempo de espera para realização de tratamento eletivo cirúrgico e/ou intervencionista de crianças portadoras de cardiopatias congênitas em um centro de referência cardiológico, e fazer considerações sobre as cardiopatias e suas formas de tratamento na referida instituição. Método: Estudo analítico, de caráter transversal do período de janeiro de 2012 a outubro de 2014, de pacientes com idade igual ou inferior a 14 anos diagnosticados com cardiopatias congênitas que estavam na fila de tratamento cardíaco eletivo cirúrgico ou percutâneo. Resultados: Das 407 crianças que aguardavam por tratamento, a faixa etária mais prevalente foi a de > 2 a 6 anos (34,0%). O tempo médio de espera, em meses, foi 23,1 ± 18,3, com mediana de 19. As cardiopatias mais frequentes foram comunicação interventricular (28,98%), persistência do canal arterial (18,42%) e comunicação interatrial (11,05%). A maioria das crianças (63,4%) não pertencia à região metropolitana. As intervenções percutâneas representaram somente 27,84% do total de cateterismos e 14,85% de todos os tratamentos cardíacos. Cerca de 60% do volume de cirurgias pediátricas ocorreu em crianças sem cadastro prévio no sistema, devido ao caráter de urgência. Conclusão: Grande parte das crianças que aguardam por procedimento cardíaco é procedente de fora da região metropolitana e tem malformações potencialmente tratáveis por cateterismo. É necessário aumentar a capacidade operacional do único centro de referência público do Estado, além de descentralizar o atendimento em alta complexidade cardiológica da região metropolitana
Descritores: Criança
Listas de Espera
Cardiopatias Congênitas/cirurgia
Cardiopatias Congênitas/terapia
-Anormalidades Congênitas
Brasil
Cateterismo/métodos
Institutos de Cardiologia
Epidemiologia Descritiva
Prevalência
Estudos Transversais
Coleta de Dados
Procedimentos Cirúrgicos Eletivos/métodos
Comunicação Atrioventricular/terapia
Coração
Comunicação Interventricular/terapia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  4 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1012629
Autor: Brandão, Alexandre Malta; Raymundo, Selma Regina de Oliveira; Miquelin, Daniel Gustavo; Miquelin, André Rodrigo; Reis Neto, Fernando; Silva, Gabriela Leopoldino da; Galão, Heloisa Aparecida; Veloso, Maria Lucia Luiz Barcelos.
Título: Cateterização profilática de artérias uterinas com oclusão temporária do fluxo sanguíneo em pacientes de alto risco para hemorragia puerperal: é uma técnica segura? / Prophylactic catheterization of uterine arteries with temporary blood flow occlusion in patients at high risk of pospartum hemorrhage: is it a safe technique?
Fonte: J. vasc. bras;18:e20180134, 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A placenta acreta é um importante causa de morbimortalidade materna, sendo responsável por aproximadamente 64% dos casos de histerectomia de urgência e em torno de 2/3 dos casos de sangramento puerperal. Objetivos Descrever uma série de casos de cateterização uterina profilática para evitar sangramento significativo no pós-parto ou durante parto cesárea em gestantes com diagnóstico prévio de acretismo. Métodos Foi realizada uma análise retrospectiva de prontuários dos casos de cateterização da artéria uterina durante cesarianas eletivas ou de urgência em pacientes com alto risco de sangramento puerperal. Resultados O procedimento foi realizado em 14 pacientes. O tempo médio do procedimento cirúrgico e da internação foi de 214,64 minutos (± 42,16) e 7 dias, respectivamente. Todas as pacientes foram submetidas a histerectomia por indicação obstétrica. Nenhuma paciente necessitou de embolização. Não houve sangramento ou necessidade de reabordagem em nenhuma paciente e nenhuma complicação relacionada à punção. Houve apenas um caso de morte fetal e nenhuma morte materna. Conclusões Neste estudo, a cateterização profilática de artérias uterinas com oclusão temporária do fluxo sanguíneo demonstrou ser uma técnica segura, pois apresentou baixa mortalidade fetal, baixa necessidade de hemotransfusão, e nenhuma morte materna. Portanto, pode ser considerada uma estratégia terapêutica importante e eficaz para a diminuição da morbimortalidade materna, especialmente em gestantes com implantação placentária anômala. Além disso, a possibilidade de preservação uterina com o uso do método traz excelente contribuição na terapêutica nesse grupo de pacientes. Entretanto, são necessários ensaios clínicos randomizados para avaliar a eficácia do uso rotineiro da técnica

Placenta accreta is an important factor in maternal morbidity and mortality and is responsible for approximately 64% of emergency hysterectomy cases and about 2/3 of cases of puerperal bleeding. Objectives To describe a series of cases of prophylactic uterine catheterization performed to prevent significant postpartum bleeding or during caesarean delivery in pregnant women with a previous diagnosis of accretion. Methods A retrospective analysis was conducted of medical records of cases of uterine artery catheterization performed during elective or emergency caesarean sections of patients at high risk of postpartum bleeding. Results The catheterization of uterine arteries procedure was performed in fourteen patients. Mean duration of surgery and hospital stay were 214.64 minutes (± 42.16) and 7 days, respectively. All patients underwent obstetric hysterectomy. No patient required embolization. There was no bleeding or need to revisit any patient and there were no complications related to puncture. There was one fetal death and no maternal deaths. Conclusions In this study, prophylactic uterine artery catheterization with temporary occlusion of blood flow proved to be a safe technique with low fetal mortality, no maternal mortality, and a low rate of blood transfusion and can be considered an important and effective therapeutic strategy for reduction of maternal morbidity and mortality, especially in pregnant women with anomalous placental attachment. Furthermore, the possibility of uterine preservation with the use of this method is an excellent contribution to therapeutic management of this group of patients. However, randomized clinical trials are needed to evaluate the effectiveness of routine use of the technique
Descritores: Cateterismo
Artéria Uterina
Hemorragia Pós-Parto/terapia
-Placenta Acreta
Complicações na Gravidez
Útero
Espectroscopia de Ressonância Magnética/métodos
Análise Estatística
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Ultrassonografia/métodos
Embolização Terapêutica/métodos
FREEZE FRACTURINGABDOMEN, ACUTE
Histerectomia/métodos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  5 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-686270
Autor: Santos, Luciano Marques dos; Holtz, Tatiana Ribas Gomes; Santana, Deisielle Mota de; Lopes, Daniela de Medeiro; Santos, Leandro Feliciano Nery dos; Santana, Rosana Castelo Branco de.
Título: Critérios para a fixação de acessos venosos periféricos em recém-nascidos prematuros / Criterios para la fijación de accesos venosos periféricos en recién nacidos prematuros / Criteria for peripheral venous access fixation in premature newborns
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);5(1):3238-3250, jan.-mar. 2013. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Analisar os critérios para a fixação de acessos venosos periféricos em recém-nascidos prematuros, utilizados pela equipe de enfermagem, da Unidade Semi-intensiva Neonatal de um hospital público do interior da Bahia. Métodos: Estudo descritivo, exploratório e qualitativo realizado em um hospital público da Bahia, no período de agosto a setembro de 2009, com dezesseis profissionais de enfermagem. Foi aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa pelo parecer de no 01.278-2009. Os dados foram coletados de entrevistas semi-estruturadas e registros fotográficos de acessos venosos periféricos, sendo analisados através da Análise de Conteúdo de Bardin e Análise Semiológica de Imagens, respectivamente. Resultados: A fixação dos acessos venosos periféricos é realizada através de critérios inconsistentes e sem evidências científicas, não havendo padronização que norteiem os profissionais a realizarem esta prática. Conclusões: Sugerimos a elaboração de um protocolo assistencial que embase estes profissionais e sistematize esta prática, pautada na qualidade e excelência do cuidado.

Examinar los criterios para la fijación de accesos venosos periféricos en recién nacidos prematuros, utilizados por el personal de enfermería, el Semi-Intensivo de la Unidad Neonatal de un hospital público del interior de la Bahía. Metodo: Estudio descriptivo, exploratorio y cualitativo, que se celebró en un hospital público del interior de la Bahía, en el período de agosto a septiembre de 2009, dieciséis miembros del equipo de la enfermería. Fue aprobado por el Comité de Ética, en el dictamen 01278-2009. Los datos fueron obtenidos de entrevistas semi-estructuradas y registros fotográficos de una vía venosa periférica y de análisis de contenido de Bardin y el análisis semiológico de las imágenes, respectivamente. Resultados: El establecimiento de una vía venosa periférica se realiza por criterios incoherentes y sin evidencia científica, no existe un estándar para guiar a los profesionales para llevar a cabo esta práctica. Conclusión: Se sugiere la elaboración de un protocolo de atención que dan soporte a los profesionales y sistematizar esta práctica, basada en la calidad y la excelencia de la atención.

Objectives: To analyze the criteria for the peripheral venous access fixation in premature newborns used by nursing staff of the Semi-Intensive Neonatal Unit of the public hospital in the interior of Bahia. Method: A qualitative descriptive exploratory study that was made with sixteen professional nursing staff of a public hospital in the interior of Bahia in the period from August to September 2009. This study was approved by the Ethics Committee, with opinion number 01278-2009. Data were collected through semi-structured interviews and photographic records of peripheral venous access, and analyzed through content analysis of Bardin and semiological analysis of images, respectively. Results: The peripheral venous access fixation is achieved by inconsistent criteria and without scientific evidence. There is no standard to guide the professionals to carry out this practice. Conclusion: We suggest the elaboration of a care protocol care to underpin these professionals and systematize this practice, based on quality and excellence of care.
Descritores: Cateterismo Periférico/enfermagem
Recém-Nascido Prematuro
Unidades de Terapia Intensiva Neonatal
-Brasil
Cateterismo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  6 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-959395
Autor: González H, Daniela; Hasbún A, Sandra; Tapia R, Roberto; Herrera N, Juan Carlos; Tepper L, Patricio; Molina G, Gabriela; Contreras H, Gonzalo.
Título: Tratamiento de pseudoaneurisma iatrogénico con compresión ecoguiada / Treatment of iatrogenic pseudoaneurysm with echo-guided compression
Fonte: Rev. chil. cir;70(4):354-357, ago. 2018. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Objetivo: Evaluar la efectividad obtenida con la compresión ecoguiada como primera elección para lograr la trombosis del pseudoaneurisma iatrogénico post estudio o intervencionismo. Material y Método: Estudio retrospectivo observacional de 9 pacientes en quienes se realizó la compresión ecoguiada como primera alternativa de manejo frente a pseudoaneurismas iatrogénicos secundarios a procedimientos diagnósticos o terapéuticos ocurridos entre agosto de 2012 y diciembre de 2015 en el Hospital Regional de Talca. Resultados: De 4.070 procedimientos se presentó la complicación en 9 pacientes, un 0,22%; 7 posterior a procedimientos terapéuticos (0,4%), y 2 en el grupo de diagnósticos (0,08%). La muestra se compone por 6 hombres y 3 mujeres de edad promedio 70 años. El vaso comprometido fue principalmente la arteria femoral con un 77%. Los pseudoaneurismas ocurrieron mayoritariamente posteriores a procedimientos terapéuticos (77%); y el éxito de la compresión ecoguiada se obtuvo en el 67%. No hubo complicaciones asociadas al tratamiento. Conclusiones: La compresión ecoguiada tiene un porcentaje de éxito menor en esta pequeña serie que los obtenidos por otros autores, pero al no presentar complicaciones y por su bajo costo creemos debe mantenerse como primera alternativa.

Objective: To evaluate the effectiveness obtained with echo guided compression as the first choice to achieve thrombosis of iatrogenic pseudoaneurysm after study or interventionism. Material and Method: Retrospective observational study of 9 patients who underwent echo-guided compression as the first management alternative to iatrogenic pseudoaneurysms following diagnostic or therapeutic procedures that occurred between August 2012 and December 2015 at the Regional Hospital of Talca. Results: Of 4,070 procedures the complication was presented in 9 patients, 0.22%; 7 after therapeutic procedures (0.4%), and 2 in the diagnostic group (0.08%). The sample consists of 6 men and 3 women of average age 70 years. The involved vessel was mainly the femoral artery with 77%. Pseudoaneurysms occurred mostly after therapeutic procedures (77%); and the success of the echogenic compression was obtained in 67%. There were no complications associated with treatment. Conclusions : Image guided compression has a lower success rate in this small series than those obtained by other authors, but since there are no complications and because of its low cost, we believe that it should be kept as the first alternative.
Descritores: Cateterismo/efeitos adversos
Técnicas Hemostáticas
Ultrassonografia/métodos
Falso Aneurisma/terapia
-Pressão
Fatores de Tempo
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Falso Aneurisma/etiologia
Falso Aneurisma/epidemiologia
Falso Aneurisma/diagnóstico por imagem
Artéria Femoral/lesões
Doença Iatrogênica
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: CL61.1 - Biblioteca Central Campus Sur


  7 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-311162
Autor: Sudbrack, Guilherme; Geier, Karl Otto.
Título: Cateter peridural deslocado: uma causa de falha de analgesia. Relato de caso / Displaced epidural catheter: a reason for analgesia failure: case report / Catéter peridural deslocado: una causa de falla de analgesia. Relato de caso
Fonte: Rev. bras. anestesiol;52(1):55-61, fev. 2002. ilus.
Idioma: en; pt.
Resumo: Justificativa e Objetivos - A migração do cateter peridural é uma ocorrência rara. No entanto, quando não se obtém bloqueio condutivo após injeção de anestésico local através do mesmo, deve-se suspeitar de que ele não esteja no local esperado. O objetivo deste relato é descrever um caso de migração de cateter peridural (L3ðL4) para o interior do músculo psoas maior direito, confirmado radiologicamente. Relato do Caso - Paciente feminina com 58 anos, portadora de tromboangeíte obliterante foi submetida à amputação do hálux esquerdo sob técnica combinada raqui-peridural. A punção subaracnóidea foi feita em L4ðL5 e o cateter peridural foi passado em L3ðL4 com o objetivo de fazer analgesia controlada pelo paciente (ACP), por via peridural, no pós-operatório, suspeitou-se de migração do cateter peridural que foi confirmada por estudo radiográfico contrastado. O cateter saiu pelo forâmen intervertebral e ficou alojado no músculo psoas maior direito. Conclusões - A ausência de efeitos após injeções repetidas de soluções analgésicas através de cateter peridural faz suspeitar que o mesmo não esteja no local apropriado. Estudo radiológico com contraste pôde confirmar o diagnóstico
Descritores: Cateterismo
Analgesia Epidural
Bombas de Infusão Implantáveis
Cateteres de Demora/efeitos adversos
Espaço Epidural
Migração de Corpo Estranho/etiologia
Músculos Psoas
Limites: Seres Humanos
Feminino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  8 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1008670
Autor: Vital, Larceny Moreira.
Título: Estudo sobre orientação a um grupo de pacientes em preparo para exame hemodinâmico / Não consta.
Fonte: São Paulo; s.n; 1984. 43 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este estudo foi realizado em hospital público, universitário, na cidade de São Paulo, no período e 03 de abril a 16 de maio de 1983. A população constou de 100 pacientes submetidos a exame hemodinâmico. Para a coleta de dados, empregou-se a técnica de entrevista, utilizando-se dois formulários e um impresso para orientação dos pacientes. Os objetivos propostos visaram a verificação: do conhecimento do paciente sobre CAT; das fontes deste conhecimento; de como ele se sentia frente ao exame e o que gostaria de saber sobre o mesmo; da correspondência entre a orientação padronizada e as informações desejadas pelo paciente; da opinião do paciente sobre o exame, após ser submetido ao mesmo; da correspondência entre a orientação dada e o que ocorreu no CAT com o paciente e se esta orientação o ajudou no decorrer deste procedimento. A opinião de 82 pacientes sobre o que é CAT, relacionou-se a: técnica utilizada no exame, sensações, conceito relativo ao risco, procedimentos do paciente, finalidades do exame e tecnologia empregada. Foram referidas como fontes de informação, por ordem decrescente: Médico; enfermagem e livreto do hospital, sede do estudo; parentes e outros que fizeram o exame; outros que não o fizeram; televisão e literatura. Dezoito pacientes nada opinaram. Frente ao cateterismo cardíaco, 57 pacientes disseram sentir-se calmos e 35, ansiosos; quatro apresentaram sentimentos dúbios de calma e ansiedade e quatro disseram nada sentir. Agrupou-se 122 tipos de perguntas concernentes a efeitos e procedimentos do exame, consequências decorrentes do seu resultado e restrição de atividades físicas e de trabalho condicionadas ao CAT. A correspondência entre a orientação padronizada e questões dos pacientes antes do exame, ocorreu numa proporção de 12 itens de orientação para 8 tipos de questões. Para um tipo de questão, não se encontrou resposta nos itens de orientação. Após serem submetidos ao CAT, 93 pacientes julgaram-no do jeito e melhor do que esperavam e sete, pior do que esperavam. As sensações mais referidas foram: calor, introdução do catéter, corte no braço, picada para injeção do anestésico e os menos referidos: choque na mão e braço, ânsia de vômito, vontade de urinar, nervosismo, medo, adormecimento da boca e mão e falta de ar. Para 99 pacientes, a orientação os ajudou preparando, tranquilizando e tornando-os cooperativos. Um paciente referiu que a orientação não o ajudou. Para 93 pacientes houve correspondência da orientação em relação ao exame realizado, para seis a correspondência foi parcial e para um, não houve correspondência.
Descritores: Cateterismo
-Orientação
Pacientes
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1


  9 / 1000 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1007131
Autor: Marin Franco, Antonio José; González Diez, Basilia; Prieto, Badawi Hijazi; Yépez León, Gabriel; Redondo Terán, Magdalena; Abáigar Luquín, Pedro.
Título: Migración espontánea de catéter yugular tunelizado en pacientes en hemodiálisis / Spontaneous migration of tunneled yugular cathether in patients in hemodialysis
Fonte: Rev. nefrol. diál. traspl;39(1):82-86, ene. 2019. ilus.
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Congreso de la American Society of Nephrology (Kidney Week 2018, San Diego, Estados Unidos), San Diego, 23-28 Oct. 2018.
Descritores: Cateterismo
Diálise Renal/instrumentação
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR444.1 - BAN - Biblioteca Argentina de Nefrología Dr. Víctor R. Miatello


  10 / 1000 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1006727
Autor: Mastrapasqua, Sonia; Rodríguez Somoza, Fabiola; Martínez, María Carolina.
Título: Síndrome de la bolsa de orina púrpura. Un caso / Purple urine bag syndrome. A case
Fonte: Rev. nefrol. diál. traspl;38(1):87-90, mar. 2018. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: El síndrome de la bolsa de orina púrpura es una condición muy poco frecuente, caracterizada por una llamativa coloración púrpura intensa de la orina. Se observa en pacientes con cateterización de la vía urinaria y la infección por determinadas bacterias capaces de generar una reacción química entre la orina y el material plástico de la bolsa colectora, que resulta en un llamativo color púrpura en la orina. Presentamos un caso de PUBS por ser un fenómeno poco frecuente, por la preocupación que genera en el enfermo y en el equipo de salud, y por las implicancias clínicas del manejo de las infecciones del tracto urinario

Purple urine bag syndrome is a rare condition, characterized by purple coloration of the urine inside the bag. It is observed in patients who have urinary catheters together with an infection associated with certain bacterial species, which produce a chemical reaction between the plastic of the urine bag and the urine, resulting in an intense purple color of the urine. We report a patient with PUBS, because it is an unfrequented phenomenon that generates alarm in family members and health care workers and because of the clinical implications of urinary tract infection management
Descritores: Infecções Urinárias
Cateterismo
Diálise Renal
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR444.1 - BAN - Biblioteca Argentina de Nefrología Dr. Víctor R. Miatello



página 1 de 100 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde