Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.190.888.124 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 127 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 127 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Tavares, Cláudia Mara de Melo
Texto completo
Id: lil-494080
Autor: Tavares, Claudia Mara de Melo.
Título: O papel da arte nos centros de atenção psicossocial - CAPS / The role of art in centers of psychosocial care - CAPS
Fonte: Rev. bras. enferm;56(1):35-39, jan.-fev. 2003.
Idioma: pt.
Resumo: Estudo sobre o uso da abordagem artística nos cuidados desenvolvidos nos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Fundamentado em bases conceituais de Reforma Psiquiátrica, o objeto de estudo foi abordado por meio de uma pesquisa exploratória de campo, através da entrevista com profissionais dos CAPS. Os resultados encontrados indicam que atividades de base artística são utilizadas visando a uma interação positiva com o usuário do serviço na perspectiva de sua reabilitação psicossocial. Concluímos que o trabalho do CAPS atualiza a potencialidade criativa dos profissionais e usuários, sendo a arte tomada como uma estratégia de cuidar.
Descritores: Terapia pela Arte
Assistência à Saúde
Centros de Reabilitação
Enfermagem Psiquiátrica
-Apoio Social
Reabilitação
Saúde Mental
Limites: Humanos
Responsável: BR905.1 - Biblioteca


  2 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-715249
Autor: de Morais, Aquiléia Helena; Roecker, Simone; Jodas Salvagioni, Denise Albieri; Jacklin Eler, Gabrielle.
Título: Significance of clay art therapy for psychiatric patients admitted in a day hospital / Significado de la arteterapia con arcilla para los pacientes psiquiátricos en un hospital de día / Significado da arteterapia com argila para os pacientes psiquiátricos num hospital de dia
Fonte: Invest. educ. enferm;32(1):128-138, Jan.-Apr. 2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective. To understand the significance of clay art therapy for psychiatric patients admitted in a day hospital. Methodology. Qualitative, descriptive and exploratory research, undertaken with 16 patients in a day hospital in Londrina, in the state of Parana, Brazil, who participated in seven clay therapy sessions. Data collection took place from January to July 2012 through interviews guided by a semi structured questionnaire and the data were submitted to content analysis. Results. Three themes emerged: Becoming familiar with clay art therapy; Feeling clay therapy; and Realizing the effect of clay therapy. Conclusion. The use of clay as a therapeutic method by psychiatric patients promoted creativity, self-consciousness, and benefited those who sought anxiety relief.

Objetivo. Comprender el significado de la arteterapia con arcilla para pacientes psiquiátricos en un hospital de día. Metodología. Estudio descriptivo y exploratorio, cualitativo, realizado con 16 pacientes en un hospital de día en Londrina - PR, Brasil, quienes asistieron a 7 sesiones de arteterapia con arcilla. Los datos fueron recolectados de enero a julio de 2012 mediante entrevistas guiadas por cuestionario semiestructurado cuyos datos fueron sometidos a análisis de contenido. Resultados. Emergieron tres temas: acercarse a la arte-terapia con arcilla, sintiendo la terapia con arcilla y percibir el efecto del tratamiento con arcilla. Conclusión. El uso de la arcilla como medio terapéutico en estos pacientes psiquiátricos promovió la creatividad y la conciencia de sí mismo; también brindó beneficios a aquellos que buscaban alivio de la ansiedad.

Objetivo. Compreender o significado da arteterapia com argila para pacientes psiquiátricos num hospital de dia. Metodologia. Estudo descritivo e exploratório, qualitativo, realizado com 16 pacientes num hospital de dia em Londrina - PR, Brasil, que assistiram a 7 sessões de arteterapia com argila. Os dados foram coletados de janeiro a julho de 2012 através de entrevistas guiadas por questionário semiestruturado e os dados foram submetidos a análises de conteúdo. Resultados. Emergiram três temas: acercar-se à arte-terapia com argila, sentindo a terapia com argila, e perceber o efeito do tratamento com argila. Conclusão. O uso da argila como meio terapêutico nestes pacientes psiquiátricos promoveu a criatividade, a consciência de si mesmo e teve benefício naqueles que procuravam alívio da ansiedade.
Descritores: Transtornos de Ansiedade/terapia
Terapia pela Arte/métodos
Transtornos Mentais/terapia
-Silicatos de Alumínio
Brasil
Hospital Dia
Entrevista Psicológica
Inquéritos e Questionários
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: CO332 - Facultad de Medicina


  3 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1011128
Autor: Rubio-Grillo, María Helena; Perdomo-Oliver, Nilia Matilde; Zamudio-Espinosa, Diana Carolina.
Título: Estimulación prenatal en gestantes de alto riesgo obstétrico: una mirada desde la ocupación / Prenatal Stimulation in Pregnant Women with High Obstetric Risk: A Perspective from Activity / Estimulação pré-natal em manipuladores obstétricos de alto risco: um olhar da ocupação
Fonte: Aquichan;18(4):426-437, Oct.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo: reeducar gestantes de alto riesgo obstétrico en prácticas de estimulación prenatal y ocuparlas en actividades que mejoren su calidad de vida mientras están hospitalizadas. Materiales y métodos: estudio cualitativo de investigación acción participativa durante el segundo semestre de 2015 y el primer semestre de 2016, mediante caracterización sociodemográfica, grupos focales de conocimiento de experiencias y prácticas de las madres, negociación de talleres educativos de estimulación prenatal, ejecución de actividades ocupacionales y evaluación de cambios. Resultados: participaron 35 gestantes entre 18 y 41 años, de las cuales el 80 % fueron diagnosticadas con preeclampsia, y el 50 % tenían menos de 33 semanas gestacionales. Se encontraron diferencias y similitudes en los conocimientos y las prácticas sobre estimulación prenatal, así como la necesidad de mejorarlos. La negociación de los talleres educativos propició la realización e incorporación de prácticas como actividad ocupacional con significado; la elaboración de un juguete para el bebé generó curiosidad, exploración, habilidades o formas ocupacionales y desempeño consistente en respuesta a demandas del ambiente. Conclusiones: al realizar actividades con sentido y propósito, las gestantes incorporaron la capacidad, eficacia y goce en los procesos adquiridos y realizados. Estar ocupadas les permitió implementar nuevas formas de saber y hacer, así como motivarse por encontrar actividades significativas en el reaprendizaje de la estimulación prenatal.

ABSTRACT Objectives: To reeducate pregnant women with high obstetric risk in prenatal stimulation practices and to involve them in activities that improve their quality of life while hospitalized. Materials and methods: Qualitative study with a participatory action research approach conducted during the second half of 2015 and the first half of 2016, through sociodemographic characterization, focus groups of knowledge of mothers' experiences and practices, negotiation of educational prenatal stimulation workshops, performance of occupational activities, and evaluation of changes. Results: Thirty-five pregnant women between 18 and 41 years old participated. 80 % were diagnosed with preeclampsia and 50 % were less than 33 weeks pregnant. Differences and similarities were found in prenatal stimulation knowledge and practices, as well as the need to improve them. Negotiating educational workshops promoted the use and incorporation of practices as meaningful occupational activities; making a toy for the baby caused curiosity, exploration, occupational skills and consistent performance in response to environmental demands. Conclusions: In carrying out activities with sense and purpose, pregnant women incorporated ability, effectiveness and enjoyment in the processes conducted. Being busy allowed them to implement new ways of knowing and doing and motivated them to find meaningful activities in relearning prenatal stimulation.

RESUMO Objetivo: reeducar gestantes de alto risco obstétrico nas práticas de estimulação pré-natal e realizar atividades que melhorem a qualidade de vida durante a internação. Materiais e métodos: estudo qualitativo da Pesquisa Ação Participativa, durante o segundo semestre de 2015 e o primeiro semestre de 2016. Por meio de caracterização sóciodemográfica, grupos focais de conhecimento de experiências e práticas de mães, negociação de oficinas educativas de estimulação pré-natal, execução de atividades ocupacionais e avaliação de mudanças. Resultados: participaram 35 gestantes, entre 18 e 41 anos, das quais 80% foram diagnosticadas com pré-eclâmpsia e 50% tinham menos de 33 semanas de gestação. Além disso, diferenças e semelhanças foram encontradas no conhecimento e nas práticas de estimulação pré-natal, bem como na necessidade de aprimorá-las. A negociação de oficinas educativas levou à realização e incorporação de práticas como: atividade ocupacional com significado; a elaboração de um brinquedo para o bebê; exploração, habilidades e/ou formas ocupacionais e desempenho consistente em resposta às demandas ambientais. Discussão e conclusão: ao realizar atividades com significado e propósito, as gestantes incorporaram a capacidade, a eficácia e o prazer nos processos adquiridos e realizados. O fato de estarem ocupadas permitiu que elas implementassem novas formas de conhecer e fazer, bem como que estivessem motivadas para encontrar atividades significativas na reaprendizagem da estimulação pré-natal.
Descritores: Relações Materno-Fetais
Gestantes
Educação Pré-Natal
-Terapia pela Arte
Terapia Ocupacional
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  4 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1046124
Autor: Roscoche, Kariane Gomes Cezario; Sousa, Albertina Antonielly Sydney de; Aguiar, Adriana Sousa Carvalho de.
Título: Artes visuais no cuidado de enfermagem em saúde mental: uma revisão integrativa / Visual arts in mental health nursing care: an integrative review
Fonte: Arch. Health Sci. (Online);26(1):55-61, 28/08/2019.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A práxis do enfermeiro em saúde mental deve envolver estratégias de promoção da saúde e que embasem o Relacionamento Terapêutico. Dentre essas, destaca-se o uso da arte, que permite a mobilização das subjetividades e sua expressão artística. Nesse contexto, destacam-se as produções visuais, que permitem aos sujeitos realizar construções simbólicas de sua realidade e expressar significados e sentidos inerentes à sua produção. Objetivo: Descrever o uso das artes visuais por enfermeiros no cuidado em Saúde Mental segundo a literatura científica. Material e Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura com identificação de resultados entre os anos de 1997 e 2018. Os dados foram coletados no portal de Periódicos da Coordenaria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e nas bases Literatura Latino-americana de Ciências da Saúde e Scientific Eletronic Library Online. Selecionaram-se artigos originais, disponíveis na íntegra em inglês, espanhol ou português, com pelo menos um enfermeiro entre os autores do estudo. Resultados: Segundo os critérios de elegibilidade, selecionaram-se 17 estudos, predominantemente qualitativos, realizados em ambiente hospitalar e com adultos em sofrimento psíquico e outras doenças crônicas. Como recursos artísticos utilizados nos estudos, destaca-se o uso da argila, pintura, desenho, colagem, costura, construção de legados com miçangas e exposição de obras de arte. Conclusão: os enfermeiros utilizam a arte nos diferentes âmbitos de cuidado e as intervenções com artes visuais impactaram positivamente sobre diversos aspectos da saúde mental dos indivíduos. Como benefícios destacam-se a facilitação da comunicação terapêutica, estímulo à partilha das vivências e reflexão, por parte dos sujeitos, do impacto do adoecimento sobre sua saúde mental.

Introduction: The nurse praxis in mental health should involve strategies of health promotion and supports the Therapeutic Relationship. Among these, we highlight the use of art, which allows the mobilization of subjectivities and their artistic expression. In this context, the visual productions stand out, which allow the subjects to make symbolic constructions of their reality and express meanings about their production. Objective: To describe the use of visual arts by nurses in Mental Health care according to the scientific literature. Material and Methods: This is a literature integrative review which identified results from 1997 to 2018. Data were collected from the Portal de Periódicos da Coordenaria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior and at the Latin American Literature of Science Health and Scientific Electronic Library Online. We selected original articles, full available in English, Spanish or Portuguese language, with at least one nurse among the authors of the study. Results: According to the eligibility criteria, 17 studies were selected. They predominantly presented a qualitative approach, and they were carried out at a hospital setting with adults suffering from psychic and other chronic diseases. As artistic resources used in the studies, were cited the use of clay, painting, drawing, collage, sewing, bead legacy construction and exhibition of works of art. Conclusion: Nurses have used art in different care settings, and that interventions with the visual arts have positively impacted on various aspects of individuals' mental health
Descritores: Terapia pela Arte/métodos
Saúde Mental
Cuidados de Enfermagem/métodos
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  5 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-474394
Autor: Bugamelli, Laura Eloisa; Abdalla, Liane Maria.
Título: Grupo de adesão: oficina de pintura / Adhesion group: painting workshop
Fonte: In: Caraciolo, Joselita Maria Magalhães; Shimma, Emi. Adesão: da teoria à pratica: experiências bem sucedidas no EStado de São Paulo. São Paulo, Centro de Referencia e Treinamento DST/Aids, 2007. p.191-196. (Prevenção às DST/Aids).
Idioma: pt.
Descritores: Terapia Antirretroviral de Alta Atividade
Terapia pela Arte
Limites: Humanos
Responsável: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1; L2450


  6 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-569319
Autor: Pádua, Flávia Helena Passos; Morais, Maria de Lima Salum e.
Título: Oficinas expressivas: uma inclusão de singularidades / Expressive ateliers: an inclusion of singularities / Ateliers expressifs: une inclusion des singularités / Oficinas expresivas: una inclusión de singularidades
Fonte: Psicol. USP;21(2):457-478, abr.-jun. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo pretende fazer uma reflexão crítica sobre as atividades artísticas realizadas nos serviços de saúde mental e nos diversos espaços sociais. Inicialmente, contextualiza-se como a loucura tem sido percebida socialmente, como o trabalho tem sido visto na forma de tratamento moral e como a assistência psiquiátrica modificou-se no decorrer da história. A seguir, problematizam-se as formas ainda exclusoras de realizar oficinas terapêuticas apenas em serviços de saúde mental e unicamente com a participação de pessoas que possuem transtornos mentais. Questiona-se também a clínica tradicional e cronificante. Discute-se, ainda, a segregação daqueles que desviam da serialização de subjetividades impostas pela sociedade de controle. As atividades expressivas propõem a inclusão de múltiplas singularidades. Além disso, busca-se um acolhimento às diversas formas de linguagem, não apenas aquelas restritas ao verbal, e a circulação de afetos e de produções artísticas em diversos territórios comunitários

This article intends to make a critical reflection on the artistic activities accomplished in mental health services, and in many social spaces. Initially, it's contextualized how mental illness has been perceived in society, how the work seemed to be a moral treatment, and how the psychiatric assistance has been modified through history. Following, we consider the still excludent forms of accomplishing therapeutical workshops only in services of mental health, and with the exclusive participation of people with mental disturbances. The traditional and chronifying clinical practice is also questioned. Another discussion is about the segregation of people who deviate from the serialization of subjectivities imposed by a society of control. Expressive activities consider the inclusion of multiple singularities. Moreover, there is a search for a way of sheltering the multiple forms of language, not only those restricted to the verbal one, and the circulation of affection and artistic productions in different communitarian territories

Cet article vise à faire une réflexion critique sur les activités artistiques réalisées dans les services de santé mentale et dans divers espaces sociaux. Initialement, on contextualize comme la folie a été perçue socialement, comme le travail a été vu sous la forme de traitement moral et comme l'assistance psychiatrique s'est modifiée pendant l'histoire. À suivre, on pose quéstion sur les formes d'ateliers thérapeutiques qui encore excluent les personnes, dans la mesure où ils sont realisés seulement dans services de santé mentale et seulement avec la participation de personnes qui souffrent de bouleversements mentaux. On discute aussi la clinique traditionnelle et chronifiée et la ségrégation des personnes qui dévient de la serialization de la subjectivité imposée par la société de contrôle. Les activités expressives proposent l'inclusion de multiples singularités. En outre, on cherche accueillir les diverses formes de langage - non seulement celles-là restreintes au verbal - et permettre la circulation d'affections et de productions artistiques dans divers territoires communautaires

Este articulo pretende hacer una reflexión sobre las actividades artísticas realizadas en los servicios de salud mental y en los diversos espacios sociales. Inicialmente, se contextualiza como la locura ha sido percibida socialmente, como el trabajo en la forma de tratamiento moral y como la asistencia psiquiátrica se ha modificado en el recorrer de la historia. A seguir se problematizan las formas todavía exclusoras de realizar oficinas terapéuticas solo en servicios de salud mental y solamente con la participación de personas que tienen trastornos mentales. Se cuestiona, aún, la clínica tradicional y cronificante. Se discute, todavía, la segregación de los que desvían de la socialización de subjetividades impuestas por la sociedad de control. Las actividades expresivas proponen la inclusión de múltiples singularidades. Fuera de eso, se busca un acogimiento a las diversas formas de lenguaje, no solo aquellas restrictas al verbal, pero también a la circulación de afectos y producciones artísticas en diversos territorios comunitarios
Descritores: Experimentação Humana Terapêutica
Individuação
Serviços de Saúde Mental
Terapia pela Arte
Unidade Hospitalar de Psiquiatria/história
Limites: Humanos
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  7 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Castro, Eliane Dias de
Texto completo
Id: lil-486613
Autor: Mecca, Renata Caruso; Castro, Eliane Dias de.
Título: Experiência estética e cotidiano institucional: novos mapas para subjetivar espaços destinados à saúde mental / Experiencia estética y cotidiano institucional: nuevos mapas para tornar subjetivos los espacios destinados a la salud mental / Aesthetic experience and institutional daily life: new maps for subjectively dealing with spaces for mental healthcare
Fonte: Interface comun. saúde educ;12(25):377-386, abr.-jun. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: Discute-se o uso das atividades artísticas como agenciadoras de práticas de cuidado em saúde mental, vinculadas à organização do cotidiano e do espaço institucional em serviços substitutivos como os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Discorre-se sobre a importância da porosidade desse cotidiano para o acolhimento da criação dos usuários e a articulação desta com as demais atividades que estruturam o cotidiano e habitam os espaços institucionais. Defende-se a necessidade de o espaço institucional refletir o estilo de ser e as necessidades das pessoas que lá se tratam, e de a instituição funcionar como pano de fundo para a articulação semântica das experiências dos sujeitos e seus possíveis diálogos com a cultura.

The use of artistic activities as agents for mental healthcare practices in relation to the organization of daily life and institutional spaces, in substitutive services such as at psychosocial care centers, is discussed. The importance of porosity in this daily life to welcome users' creations and link them with the other activities that structure daily life and occupy institutional spaces is discussed. It is advocated that institutional spaces need to reflect the intrinsic characteristics and needs of people who are treated there, and for the institution to function as a backdrop for semantic linkage of the subjects' experiences and their possible dialogue with culture.

Se discute el uso de las actividades artísticas como promotoras de prácticas de cuidados en salud mental, vinculadas a la organización del cotidiano y del espacio institucional en servicios substitutivos como los Centros de Atención Psico-social. Se discurre sobre la importancia de la porosidad de dicho cotidiano para la acogida de la creación de los usuarios, su articulación con las demás actividades que forman la estructura del cotidiano y habitar los espacios institucionales. Se defiende la necesidad de que el espacio institucional refleje el estilo de ser y las necesidades de las personas que allí se tratan y de que la institución funcione como telón de fondo para la articulación semántica de las experiencias de los sujetos y sus posibles diálogos con la cultura.
Descritores: Serviços de Saúde Mental/organização & administração
Serviços de Saúde Mental/tendências
Terapia pela Arte/tendências
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  8 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, Regina Aparecida Garcia
Texto completo
Id: lil-239022
Autor: Françani, Giovana Muller; Zilioli, Daniela; Silva, Patrícia Regina Ferreira; Sant'ana, Roberta Paula de Melo; Lima, Regina Aparecida Garcia de.
Título: Prescriçäo do dia: infusäo de alegria. Utilizando a arte como instrumento na assistência à criança hospitalizada / Prescription for the day: infusion of joy. Using art as an instrument for the care of hospitalized children
Fonte: Rev. latinoam. enferm;6(5):27-33, dez. 1998.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho é relatar a experiência de um grupo de alunas do Curso de Graduaçäo em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeiräo Preto da Universidade de Säo Paulo que utiliza a arte (aspectos do teatro Clown) como recurso auxiliar da enfermagem na assistência à criança hospitalizada. Baseado no trabalho realizado pelo grupo "Doutores da Alegria" e nos conhecimentos teóricos das disciplinas de Psicologia e Enfermagem Pediátrica e Neonatal estas alunas criaram a Companhia do Riso que procura resgatar o riso da criança/família hospitalizada. A partir desta experiência pode-se observar algumas transformaçöes no dia-a-dia: o espaço hospitalar tornou-se mais informal e descontraído, o riso pode ser ouvido com maior frequência e objetos, sons, movimentos, cores, espaços e personagens podem se tornar brinquedos.
Descritores: Jogos e Brinquedos/psicologia
Terapia pela Arte
Estudantes de Enfermagem
Criança Hospitalizada/psicologia
-Riso
Enfermagem Pediátrica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  9 / 127 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, Regina Aparecida Garcia
Texto completo
Id: lil-695273
Autor: Sposito, Amanda Mota Pacciulio; Sparapani, Valéria de Cássia; Pfeifer, Luzia Iara; Lima, Regina Aparecida Garcia de; Nascimento, Lucila Castanheira.
Título: Estratégias lúdicas de coleta de dados com crianças com câncer: revisão integrativa / Estrategias lúdicas de recolección de datos con niños con cáncer: revisión integradora / Playful strategies for data collection with child cancer patients: an integrative review
Fonte: Rev. gaúch. enferm;34(3):187-195, set. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: As crianças são as melhores fontes de informação sobre suas experiências e opiniões; e as pesquisas qualitativas têm privilegiado desenvolver e aplicar técnicas que deem vozes a elas e facilitem a sua aproximação com o pesquisador. Objetivou-se identificar, mediante revisão integrativa da literatura, recursos lúdicos utilizados na coleta de dados de pesquisas qualitativas com crianças com câncer e suas formas de aplicação. Realizaram-se buscas sistematizadas em bases de dados eletrônicas e biblioteca virtual, que, somadas a uma amostra não sistematizada, abrangendo o período de 2000 a 2010, totalizaram 15 estudos. Identificaram-se os recursos de desenho, brinquedo terapêutico, fantoche, fotografia e dinâmicas de criatividade e sensibilidade que, associados ou não à entrevista, mostraram-se facilitadores da coleta de dados, direta ou indiretamente, ampliando a interação com as crianças e permitindo maior expressão de seus sentimentos. São apresentadas vantagens e limitações da utilização desses recursos, contribuindo-se para o planejamento de pesquisas com crianças.

Los niños son las mejores fuentes de información sobre sus experiencias y opiniones e investigaciones cualitativas han privilegiado el desarrollo y la aplicación de técnicas que les den voces y faciliten su aproximación con el investigador. La finalidad fue identificar, mediante revisión integradora de la literatura, recursos lúdicos utilizados para recolectar datos con niños con cáncer y sus formas de aplicación. Fueron efectuadas búsquedas sistematizadas en bases de datos electrónicas y biblioteca virtual que, sumadas a una muestra no sistematizada, del 2000 al 2010, totalizaron 15 estudios. Fueron identificados los recursos de diseño, juguete terapéutico, fantoche, fotografía y dinámicas de creatividad y sensibilidad que, asociados o no a la entrevista, se mostraron facilitadores de la recolección de datos, directa o indirectamente, ampliando la interacción con los niños y permitiendo mayor expresión de sus sentimientos. Se presentan ventajas y limitaciones de estos recursos, contribuyendo a la planificación de investigaciones con niños.

Children are the best sources of information on their experiences and opinions, and qualitative studies have favored the development and application of techniques that facilitate their self-expression and approaching the researcher. Through an integrative literature review, the objective of this research was to identify playful resources used in qualitative research data collection with child cancer patients, and their forms of application. Systemized searches of electronic databases and a virtual library were undertaken, which, combined with a non-systemized sample, totaled 15 studies spanning the period from 2000 and 2010. Drawing, toys, puppets, photography and creativity and sensitivity dynamics were identified which, in association with interviews or not, were shown to directly or indirectly facilitate data collection, thereby broadening the interaction with the children, and permitting further expression of their feelings. The advantages and limitations of using these resources are presented, thus contributing to planning research with children.
Descritores: Psicologia da Criança
Coleta de Dados/métodos
Entrevistas como Assunto/métodos
Neoplasias/psicologia
Ludoterapia
Pesquisa Qualitativa
-Terapia pela Arte
Atitude Frente a Saúde
Coleta de Dados/instrumentação
Bases de Dados Factuais
Bibliotecas Digitais
Narração
Fotografação
Ludoterapia/instrumentação
Ludoterapia/métodos
Jogos e Brinquedos
Redação
Limites: Adolescente
Criança
Pré-Escolar
Feminino
Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 127 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-695270
Autor: Carvalho, Evanilda Souza de Santana; Paiva, Mirian Santos; Aparício, Elena Casado; Rodrigues, Gilmara Ribeiro Santos.
Título: Trajetórias afetivo-sexuais de pessoas com feridas crônicas nos membros inferiores: aspectos na escuta terapêutica / Trayectorias afectivo-sexuales de personas con heridas crónicas en las piernas: aspectos en la escucha terapéutica / Sexual-affective trajectories of people with chronic leg ulcers: aspects of therapeutic listening
Fonte: Rev. gaúch. enferm;34(3):163-170, set. 2013. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Estudo qualitativo com o objetivo de discutir as trajetórias de pessoas com feridas crônicas nos membros inferiores, focando as experiências afetivas e sexuais. Participaram 51 adultos atendidos num ambulatório de hospital público em Salvador, Bahia, entre 2008 e 2009. Os dados foram obtidos através do desenho estória-tema e de entrevistas em profundidade, durante a escuta terapêutica. Em seguida foram submetidos à análise de conteúdo temática e à análise de conteúdo para desenhos, respectivamente, surgindo três categorias: "trajetórias solitárias", "fragmentadas" e "lineares ou contínuas". Conclui-se que as limitações corporais impostas pelas feridas influenciam a subjetividade dessas pessoas, conduzindo-as a processos de perda da autoconfiança, autodepreciação e temor quanto a demandas afetivo-sexuais. Torna-se, pois, evidente a necessidade da promoção, não apenas de intervenções curativas para o corpo, mas também da escuta terapêutica e do apoio psicológico durante o cuidado proporcionado a essas pessoas.

Estudio cualitativo objetivó analizar las trayectorias de personas heridas crónicas en las piernas, enfocándose las experiencias emocionales y sexuales. Participaron 51 adultos, atendidos en un hospital público de Salvador, en Bahia. Los datos fueron recolectados en la escucha terapéutica a través del diseño de la historia-tema y la entrevista en profundidad. A continuación se sometieron al análisis de contenido temático y análisis de contenido para dibujos. Los datos revelaron tres categorías: Las trayectorias solitarias, fragmentadas y lineales o continuas. Se concluye que las limitaciones impuestas por las heridas influyen en la subjetividad de esas personas llevándolas a la pérdida de confianza en sí mismas, autodesprecio y miedo de afrontar las demandas afectivo-sexuales, es necesario tener en cuenta no sólo para la prestación de las intervenciones la curación del cuerpo, sino también para la inclusión de escucha terapéutica y apoyo psicológico en la atención a este grupo.

This is a qualitative study that aims to discuss the trajectories of people with chronic sores on the lower limbs, focusing on their affective and sexual experiences. Fifty-one adult outpatients participated and they received care at the infirmary of a public hospital in Salvador - Bahia, between 2008 and 2009. Data was collected through techniques that included themed-story drawings and in-depth interviews, during therapeutic listening sessions, followed by an analysis of the content and an analysis of the drawing contents. Three categories emerged: solitary sexual-affective trajectory, fragmented sexual-affective trajectory, and continuous or linear sexual-affective trajectory. It was concluded that the limitations imposed by sores influence the subjectivity of these people, leading them to processes of loss of self-confidence, self-deprecation and fear of sexual- affective demands. It becomes clear, therefore, for the need to promote, not only curative interventions for the body, but also to include therapeutic listening and psychological support in the assistance offered to these people.
Descritores: Afeto
Úlcera da Perna/psicologia
Narração
Comportamento Sexual
-Terapia pela Arte
Doença Crônica
Medo
Identidade de Gênero
Relações Interpessoais
Úlcera da Perna/enfermagem
Ambulatório Hospitalar
Técnicas Projetivas
Pesquisa Qualitativa
Autoimagem
Parceiros Sexuais/psicologia
Isolamento Social
Limites: Adolescente
Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde