Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.319.267.100.028 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 22 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 22 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1057463
Autor: Abdel-Ghaffar, Hala S; Abdel-Wahab, Amani H; Roushdy, Mohammed M.
Título: Oral trans-mucosal dexmedetomidine for controlling of emergence agitation in children undergoing tonsillectomy: a randomized controlled trial / Dexmedetomidina transmucosa oral para controle da agitação ao despertar em crianças submetidas a amigdalectomia: ensaio clínico randomizado
Fonte: Rev. bras. anestesiol;69(5):469-476, Sept.-Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: Emergence agitation is a negative behavior commonly recorded after pediatric tonsillectomy. We investigated the efficacy of preoperative premedication with oral transmucosal buccal dexmedetomidine on the incidence and severity of emergence agitation in preschool children undergoing tonsillectomy under sevoflurane anesthesia. Methods: Ninety patients aged (3-6 years), ASA I‒II were enrolled into three groups (n = 30) to receive oral transmucosal dexmedetomidine 0.5 µg.kg-1 (Group DEX I), 1 µg.kg-1 (Group DEX II) or saline placebo (Group C). Our primary endpoint was the Watcha agitation score at emergence in PACU. Secondary outcomes were preoperative sedation score, intraoperative hemodynamics, postoperative Objective Pain Scale (OPS) and adverse effects. Results: The patients' demographics, preoperative sedation scores and extubation time showed no difference between groups. Significant differences between groups in incidence and frequency distribution of each grade of Watcha score were evident at 5 minutes (p= 0.007), 10 minutes (p= 0.034), 30 minutes (p= 0.022), 45 minutes (p= 0.034) and 60 minutes (p= 0.026), postoperatively with significant differences between DEX I and II groups. DEX groups showed lower OPS scores at 5 minutes (p= 0.011), 10 minutes (p= 0.037) and 30 minutes (p= 0.044) after arrival at PACU, with no difference between DEX I and II groups. Patients in DEX II group exhibited lower intraoperative mean heart rate at 15 min (p= 0.020), and lower mean arterial pressure at 30 minutes, (p= 0.040), 45 minutes (p= 0.002) and 60 minutes (p= 0.006) with no significant differences between groups in other time points. Conclusion: This study demonstrates the clinical advantage and the simple technique of oral transmucosal DEX premedication for emergence agitation in preschool children undergoing tonsillectomy under sevoflurane anesthesia compared with saline placebo. Trial registration Clinical Trials.gov trial registry: NCT02720705.

Resumo Objetivos: A agitação ao despertar da anestesia é um comportamento negativo comumente registrado após amigdalectomia pediátrica. Avaliamos a eficácia da pré-medicação com dexmedetomidina via transmucosa oral no pré-operatório sobre a incidência e gravidade da agitação ao despertar em crianças pré-escolares submetidas à amigdalectomia sob anestesia com sevoflurano. Métodos: Noventa pacientes entre três e seis anos e estado físico ASA I-II foram incluídos em três grupos (n = 30) para receber 0,5 µg.kg-1 ou 1 µg.kg-1 de dexmedetomidina via transmucosa oral (Grupo DEX I e Grupo DEX II, respectivamente) ou solução salina (Grupo C). O desfecho primário foi o escore de agitação ao despertar medido com a escala de Watcha na SRPA. Os desfechos secundários foram escore de sedação pré-operatória, hemodinâmica intraoperatória, escore OPS (Objective Pain Scale) e efeitos adversos no pós-operatório. Resultados: A demografia dos pacientes, os escores de sedação pré-operatória e o tempo de extubação não apresentaram diferença entre os grupos. Diferenças significativas entre os grupos na distribuição da incidência e frequência de cada grau do escore de Watcha foram evidentes aos 5 minutos (p = 0,007), 10 minutos (p = 0,034), 30 minutos (p = 0,022), 45 minutos (p = 0,034) e 60 minutos (p = 0,026) no pós-operatório, com diferenças significativas entre os grupos DEX I e II. Os grupos DEX apresentaram escores OPS mais baixos aos 5 minutos (p = 0,011), 10 minutos (p = 0,037) e 30 minutos (p = 0,044) após a chegada à SRPA, sem diferença entre os grupos DEX I e II. Os pacientes do grupo DEX II apresentaram menor frequência cardíaca média aos 15 minutos de intraoperatório (p = 0,020) e menor pressão arterial média aos 30 minutos, (p = 0,040), 45 minutos (p = 0,002) e 60 minutos (p = 0,006), sem diferenças significativas entre os grupos em outros momentos. Conclusão: Este estudo demonstra a vantagem clínica e a técnica simples da pré-medicação com DEX por via transmucosa oral para agitação ao despertar em crianças pré-escolares submetidas à amigdalectomia sob anestesia com sevoflurano, comparado à solução salina. Registro do estudo: Clinical Trials.gov trial registry: NCT02720705.
Descritores: Tonsilectomia
Dexmedetomidina/administração & dosagem
Delírio do Despertar/prevenção & controle
Hipnóticos e Sedativos/administração & dosagem
-Administração Bucal
Método Simples-Cego
Mucosa Bucal
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-336751
Autor: Miranda Nuñez, Miriam Rocío.
Título: Evaluación de la actividad antiinflamatoria de Piper Elongatum (Matico) administrado por vía oral, comparado con indomnetacina en Cobayos / Evaluation of the activity antiinflammatory of Piper Elongatum (Matico) administered by oral way, compared with indomnetacina in guinea pigs
Fonte: SITUA;10(19):50-54, sept.-dic. 2001. tab.
Idioma: es.
Resumo: Con la finalidad de reunir información referente a Piper elongatum, evaluamos su actividad durante el proceso de la inflamación; entendiéndose como tal a la respuesta predominante local del organismo vivo a la agresión, a través de un fuerte efecto quimiotáctico sobre los eosinófilos macrófagos y neutrófilos. previo a un estudio piloto se agruparon las unidades experimentales (cobayos), en base a la edad, sexo, peso. La inflamación aguda inducida por la administración de ácido acético al 1 por ciento por vía subcutánea en ambas patas anteriores y posteriores, fué evaluada a través de una muestra biópsica de control a las 12 horas. Posteriormente se administraron los agentes antiinflamatorios: extracto alcohólico, extracto acuoso, indometacina, y el grupo control que recibió agua destilada. Las muestras biópsicas se fueron tomando secuencialmente, con un intervalo de tiempo de 24 horas entre cada una de ellas. Los resultados mostraron diferencias entre los tratamientos. El efecto de la indometacina es indudablemente superior en todos los casos, pero esto no invalida que el extracto alcohólico del Matico presente también un efecto antiinflamatorio importante, siendo esta superior al extracto acuoso y grupo control. Respeto al índice de infiltración leucocitaria la indometacina presenta una disminución gradual del número de células hasta un 76,8 por ciento, extracto alcohólico del Matico 56,7 por ciento, extracto acuoso 47,7 y grupo control 18,9 a las 72 horas de provocada la lesión. El índice de congestión vascular indica que indometacina produjo un 84,6 por ciento de remisión, mientras que el extracto alcohólico 61,5 por ciento, extracto acuoso 42,8 por ciento y grupo control 28,6 por ciento. Tanto indometacina como Matico indujeron modificaciones histológicas, sin embargo indometacina produjo variaciones más inmediatas y de mayor intensidad; a diferencia de los extractos donde se observaron modificaciones si bien es cierto no inmediatas pero si gradualmente progresivas, siendo mas evidente con el extracto alcohólico. por lo tanto el extracto alcohólico de Piper elongatum (Matico) mantiene una moderada actividad antiinflamatoria frente a la indometacina, administrado por vía oral.
Descritores: Matico
Indometacina
Cobaias
Anti-Inflamatórios
Administração Bucal
Inflamação
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  3 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-321063
Autor: Medina Salinas, María Berna.
Título: Terapéutica medicamentosa en odontopediatría.
Fonte: Asunción; EDIFAO; 1992. 40 p.
Idioma: es.
Descritores: Administração Bucal
-Odontopediatria/tendências
Limites: Humanos
Responsável: PY8.1 - Biblioteca
PY8.1


  4 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-545679
Autor: Souza, Alex Sandro Rolland; Amorim, Melania Maria Ramos; Costa, Aurélio Antônio Ribeiro; Noronha Neto, Carlos.
Título: Farmacocinética e farmacodinâmica do misoprostol em Obstetrícia / Pharmacokinetics and pharmacodynamics of misoprostol in Obstetrics
Fonte: Femina;37(12):679-684, dez. 2009. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Nos últimos anos a antecipação do parto vem sendo uma prática frequente na Obstetrícia. O misoprostol é um produto sintético, metil análogo da prostaglandina E1 que tem recebido maior atenção, principalmente para a indução do trabalho de parto e do abortamento, além de outras indicações, como controle da hemorragia pós-parto e para promover modificações na cérvice uterina, facilitando a realização de procedimentos como histeroscopia e colocação de dispositivo intrauterino. A administração do misoprostol atualmente é realizada por diferentes vias: oral, vaginal, bucal, sublingual e retal. Assim, é prudente o conhecimento da farmacologia, dos efeitos e mecanismos de ação do misoprostol nas diferentes formas de administração, com base nas evidências científicas e de acordo com os graus de recomendação. O maior pico do nível plasmático de misoprostol, em ordem decrescente, é do grupo sublingual, oral, vaginal com adição de água e vaginal. A biodisponibilidade é também maior na via sublingual. Entretanto, o nível plasmático é mantido por um maior período de tempo quando a via vaginal é utilizada.

Anticipation of delivery has been a frequent practice in Obstetrics nowadays. Misoprostol is a synthetic metyl analogue of prostaglandin E1 that has been used mainly for induction of labor and abortion, as well as for other indications like prevention and control of postpartum hemorrhage. In Gynecology, its use has been introduced to induce cervical modifications for facilitating gynecologic procedures as hysteroscopy and intrauterine device insertion. Misoprostol administration can be done by different routes: oral, vaginal, buccal, sublingual and rectal. Therefore, it is prudent to study pharmacokinetics and pharmacodynamics of this drug and its various routes of administration, according to scientific evidences and grades of recommendation. The highest plasmatic peak of misoprostol, in decreasing order, is sublingual, oral, vaginal and vaginal plus water administration route. Bioavailability is also greater for sublingual route. Notwithstanding, plasmatic levels are maintained for more time when vaginal route is used.
Descritores: Misoprostol/administração & dosagem
Misoprostol/farmacocinética
Misoprostol/farmacologia
-Administração Bucal
Administração Intravaginal
Administração Oral
Administração Retal
Administração Sublingual
Limites: Humanos
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  5 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-766303
Autor: Choudhary, Nilesh; Avari, Jasmine.
Título: Formulation and evaluation of taste mask pellets of granisetron hydrochloride as oro dispersible tablet
Fonte: Braz. j. pharm. sci;51(3):569-578, July-Sept. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Orally disintegrating systems have carved a niche amongst the oral drug delivery systems due to the highest compliance of the patients, especially the geriatrics and pediatrics. In addition, patients suffering from dysphagia, motion sickness, repeated emesis and mental disorders prefer these medications because they cannot swallow large quantity of water. Further, drugs exhibiting satisfactory absorption from the oral mucosa or intended for immediate pharmacological action can be advantageously formulated in these dosage forms. However, the requirements of formulating these dosage forms with mechanical strength sufficient to withstand the rigors of handling and capable of disintegrating within a few seconds on contact with saliva are inextricable. The purpose of this research was to mask the bitter taste of granisetron hydrochloride. To mask the taste Kollicoat(r) Smartseal 30D was used as coating polymer for pellet coating. The coated pellets of the drug was directly compressed with different superdisintegrant as AC-Di-Sol, Explotab and Kollidon CL in different concentration 5.0-7.5% w/w into an ODT. The prepared tablets were evaluated for hardness, friability, weight variation, wetting time, wet absorption ratio, in-vitro disintegration time and in vitro dissolution studies. Tablets exhibited quick disintegration characteristics with Kollidon CL in concentration 7.5% w/w i.e., within 20 seconds, which is characteristic of orally disintegrating dosage forms. More than 98% of drug was released from the formulations within 15 minutes. Formulations subjected to stability testing as per the ICH guidelines for 3 months, indicated stability with no change in taste, hardness, drug content, disintegration time and dissolution profiles. Thus, the results conclusively demonstrated successful masking of taste and rapid disintegration of the formulated dosage forms in the oral cavity.

Sistemas de desintegração oral têm um nicho entre os sistemas de administração de medicamentos por via oral devido à maior aceitação dos pacientes, especialmente os de geriatria e pediatria. Além disso, pacientes que sofrem de disfagia, enjoo de movimento, emese repetida e distúrbios mentais preferem estes medicamentos porque não podem engolir grande quantidade de água. Além disso, os fármacos que exibem absorção satisfatória a partir da mucosa oral ou que se destinam a ação farmacológica imediata podem ser vantajosamente formulados nestas formas de dosagem. No entanto, a formulação destas formas farmacêuticas exige-lhes resistência mecânica suficiente para suportar os rigores do manuseio e capacidade de desintegrar dentro de alguns segundos em contato com a saliva. O objetivo desta pesquisa foi o de mascarar o gosto amargo de cloridrato de granisetrona. Para mascarar o sabor, utilizou-se Kollicoat smartseal 30D como polímero para io revestimento dos péletes. Os péletes revestidos do fármaco foram diretamente comprimidos com superdesintegrante diferente como Ac-Di-Sol, Explotab e Kollidon CL, em diferentes concentrações 5.0-7.5% m/m em comprimidos de dispersão oral (ODT). Os comprimidos preparados foram avaliados quanto à dureza, friabilidade, variação de peso, ao tempo de umedecimento, à razão de absorção de umidade, ao tempo de desintegração in vitro e em estudos de dissolução in vitro. Os comprimidos apresentaram características de desintegração rápida com Kollidon CL, em concentração de 7,5% m/m, ou seja, dentro de 20 segundos, o que é característico para formas farmacêuticas de desintegração oral. Mais do que 98% do fármaco foi liberado a partir das formulações no prazo de 15 minutos. Formulações submetidas a testes de estabilidade de acordo com as diretrizes da ICH por 3 meses indicaram estabilidade sem alteração no sabor, dureza, teor de fármaco, tempo de desintegração e perfis de dissolução. Assim, os resultados demonstraram que o mascaramento de gosto foi bem-sucedido e atingiu-se rápida desintegração das formas de dosagem na cavidade oral.
Descritores: Química Farmacêutica
Granisetron/análise
Comprimidos/farmacocinética
-Administração Bucal
Vias de Administração de Medicamentos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-758496
Autor: Sosa, Lisbeth; Dávila Barrios, Lorena; Quiñonez, Belkis; Infante, Lolimar.
Título: Uso terapéutico de los antibióticos en el tratamiento periodontal: revisión de la literatura / Therapeutic use of antibiotics in periodontal treatment: a review of the literature
Fonte: Rev. Asoc. Odontol. Argent;103(1):35-46, mar.2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: Las enfermedades periodontales son consecuencia de la acumulación de la placa dental. Las bacterias presentes en ella inician un proceso inflamatorio en los tejidos periodontales por medio de la liberación de toxinas bacterianas. El tratamiento indicado implica terapias mecánicas no quirúrgicas y quirúrgicas y, en algunos casos, terapia farmacológica. En pacientes que no responden a la terapia mecánica, los estudios sugieren el uso de terapias complementarias con antibióticos locales o sistémicos. En esos casos, es necesario el desarreglo previo de la placa dental adherida a la superficie radicular. Los antibióticos, junto con el raspado y alisado radicular (RAR) y el colgajo periodontal, son una alternativa de agentes terapéuticos, pues garantizan resultados satisfactorios en el tratamiento periodontal. El objetivo de esta revisión es analizar las propiedades de los antibióticos como agentes coadyuvantes de la terapia periodontal...
Descritores: Antibacterianos/uso terapêutico
Doenças Periodontais/tratamento farmacológico
-Administração Bucal
Amoxicilina/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Interações Medicamentosas
Macrolídeos/uso terapêutico
Metronidazol/uso terapêutico
Quinolonas/uso terapêutico
Administração Sistêmica
Tetraciclinas/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  7 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-751364
Autor: Almeida, Nilsa Maria Galvão; Lima, Renata; Alves, Thaís Francine Ribeiro; Rebelo, Márcia de Araújo; Severino, Patrícia; Chaud, Marco Vinícius.
Título: A novel dosage form for buccal administration of bupropion
Fonte: Braz. j. pharm. sci;51(1):91-100, Jan-Mar/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Bupropion is an antidepressant used in the treatment of smoking. The purpose of this study was to prepare controlled-release hydrogel films for buccal administration of bupropion and investigate its physicochemical and cytotoxic properties. The films were prepared from ultrapure sodium carboxymethylcellulose, hydroxypropylmethylcellulose K4M, and medium-viscosity chitosan. Evaluation of film physicochemical characteristics was based on scanning electron microscopy, bupropion content, mechanical strength (burst strength, relaxation, resilience, and traction), and cytotoxicity. Bupropion content in bilayer films was 121 mg per 9 cm2. The presence of bupropion modified film mechanical strength, but did not compromise the use of this pharmaceutical form. As shown by the cytotoxicity results, films containing bupropion did not cause cellular damage. Bupropion administration in the form of hydrogel films is a potentially useful alternative in the treatment of smoking.

A bupropiona é um antidepressivo utilizado no tratamento do tabagismo. O objetivo deste trabalho foi a preparação de filmes hidrogelatinosos de liberação controlada para administração bucal de bupropiona. Os filmes foram preparados utilizando carboximetilcelulose sódica ultrapurificada, hidroxipropilmetilcelulose K4M e quitosana de média viscosidade. As características físico-químicas dos filmes foram avaliadas por microscopia eletrônica de varredura, teor de bupropiona, resistência mecânica (perfuração, relaxação, resiliência e tração) e citotoxicidade. Os resultados mostraram que os filmes em bicamada apresentaram teor de bupropiona de 121 mg por 9 cm2 de filme e que a bupropiona modifica a resistência mecânica dos filmes, sem, no entanto, inviabilizar o uso desta forma farmacêutica. Os estudos de citotoxicidade mostraram que as formulações dos filmes contendo bupropiona não causam dano celular. Este estudo mostrou que a bupropiona veiculada na forma de filme hidrogelatinoso pode ser uma alternativa útil no tratamento do tabagismo.
Descritores: Administração Bucal
Bupropiona/análise
-Liberação Controlada de Fármacos
Liberação Controlada de Fármacos/efeitos dos fármacos
Tabaco/classificação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-573261
Autor: Ecuador. Consejo Nacional de Salud. Comisión Nacional de Medicamentos e Insumos.
Título: Cuadro nacional de medicamentos básicos / National basic medicine picture.
Fonte: Quito; Ecuador. Ministerio del Salud Publica; 2006. 114 p. tab.
Idioma: es.
Descritores: Administração Bucal
Preparações Farmacêuticas/administração & dosagem
Responsável: EC1.1 - BICME - Banco de Información Científico-Médica
EC1.1; 20042


  9 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-529406
Autor: Marquezan, Mariana; Marquezan, Marcela; Pozzobon, Roselaine Terezinha; Oliveira, Marta Dutra Machado.
Título: Medicamentos utilizados por pacientes odontopediátricos e seu potencial cariogênico / Medicines used by pediatric dentistry patients and its cariogenic potential
Fonte: RPG rev. pos-grad;13(4):334-339, out.-dez. 2006. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O uso de medicamentos faz parte do quotidiano de muitas crianças que sofrem com problemas crônicos ou doenças agudas recorrentes. A grande maioria das drogas desenvolvidas para Pediatria têm em sua composição algum tipo de açúcar para o "mascaramento" do seu sabor; o que, embora torne o medicamento mais aceitável pelas crianças, pode acarretar efeitos danosos à sua saúde dental. O objetivo desta pesquisa foi verificar o percentual de crianças das Clínicas de Odontopediatria da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) sob uso de medicação sistêmica e avaliar seu potencial cariogênico. Os instrumentos de pesquisa foram um questionário aplicado aos pais (n=100), inspeção das bulas para verificação dos edulcorantes presentes na fórmula, com potencial de causar xerostomia e da posologia usual dos medicamentos, assim como verificação do pH endógeno por meio de pHmetro Quimis, modelo Q400-A. Dezesseis por cento das crianças estavam fazendo uso de alguma medicação no momento da pesquisa. Das 84% restantes, 43% utilizavam medicações com frequência ou haviam utilizado no último ano. Foi verificado que a maior parte das madicações analisadas continha sacarose em sua composição e o pH endógeno de todos os medicamentos foi ácido, sendo inferior ao pH crítico para desmineralização do esmalte em 75% deles. O único medicamento encontrado com potencial de causar xerostomia foi o Claritin. Médicos e dentistas devem conhecer o potencial cariogênico dos medicamentos, prescrever medicamentos livre de sacarose, encorajar os pais a utilizarem a medicação prescrita e orientar à escovação com dentifrício após sua administração.
Descritores: Administração Bucal
Cariogênicos
Cárie Dentária/prevenção & controle
Preparações Farmacêuticas
-Composição de Medicamentos
Pais
Odontopediatria
Inquéritos e Questionários
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico


  10 / 22 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Id: lil-398991
Autor: Medeiros, Paulo José.
Título: Cirurgia dos dentes inclusos: extração e aproveitamento / Unerupted teeth surgery: extraction and use.
Fonte: São Paulo; Santos; 2003. 147 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Dente não Erupcionado
-Administração Bucal
Cuidados Pós-Operatórios/métodos
Cuidados Pré-Operatórios/métodos
Uso de Medicamentos
Osteotomia
Cirurgia Bucal
Condutas Terapêuticas
Dente não Erupcionado
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta
BR28.1; D756, M467c; BR97.1; D75, M488c



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde