Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.319.267.120.805 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 17 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 17 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-782812
Autor: Torricelli, Andre Augusto Miranda; Parede, Taís Renata Ribeiro; Netto, Marcelo Vieira; Crestana, Francisco Penteado; Bechara, Samir Jacob.
Título: Intraocular straylight before and after low myopic photorefractive keratectomy with and without mitomycin C / Dispersão de luz intraocular antes e depois da ceratectomia fotorrefrativa para baixa miopia com e sem mitomicina C
Fonte: Arq. bras. oftalmol;79(2):88-91, Mar.-Apr. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate ocular straylight before and after photorefractive keratectomy (PRK) for low myopia with and without topical mitomycin (MMC) treatment. Methods: Patients who underwent PRK for low myopia were enrolled into the study. PRK without MMC was performed in 21 eyes (12 patients), whereas PRK with topical 0.02% MMC was performed in 25 eyes (14 patients). Both groups were treated using the NIDEK EC5000 excimer laser. Measurements were performed using the C-Quant straylight meter preoperatively and at two and four months postoperatively. Results: The mean patient age was 30 ± 4 years, and the mean spherical equivalent refractive error was -2.2 ± 0.75 D. The mean preoperative intraocular straylight values were 1.07 ± 0.10 in the PRK without MMC group and 1.07 ± 0.11 log(s) in the PRK with topical MMC group. At two months after surgery, there was a decrease in mean intraocular straylight values in both groups. However, a significant difference was only reached in the PRK with MMC group [0.98 ± 0.09 log(s), p=0.002] compared with preoperative values, which was likely due to a greater scatter of measurements in the PRK without MMC group [1.03 ± 0.13 log(s), p=0.082]. At four months postoperatively, ocular straylight values were not significantly different compared with those at baseline in either the PRK without MMC group [1.02 ± 0.14 log(s), p=0.26] or in the PRK with topical MMC group [1.02 ± 0.11 log(s), p=0.13]. Conclusion: PRK for low myopia decreases ocular straylight, and MMC application further reduces straylight in the early postoperative period. However, ocular straylight values do not significantly differ at four months after surgery compared with those at baseline.

RESUMO Objetivo: Avaliar a dispersão de luz intraocular antes e depois da ceratectomia fotorrefrativa (PRK) para baixa miopia com e sem a aplicação tópica de mitomicina C. Métodos: Pacientes submetidos à PRK para baixa miopia foram selecionados para o estudo. PRK sem MMC foi realizado em 21 olhos (12 pacientes) e PRK com MMC tópica a 0,02% foi realizado em 25 olhos (25 pacientes). Ambos os grupos foram tratados com o excimer laser da Nidek EC5000. Avaliações foram realizadas usando o medidor de dispersão de luz C-Quant no pré-operatório e com 2 e 4 meses de pós-operatório. Resultados: A média de idade dos pacientes foi 30 ± 4 anos e a média do equivalente esférico foi -2,2 ± 0,75 D. As médias da dispersão de luz intraocular no pré-operatório foram 1,07 ± 0,10 no grupo PRK sem MMC e 1,07 ± 0,11 log(s) no grupo PRK com MMC tópica. Após 2 meses da cirurgia houve uma diminuição na média da dispersão de luz intraocular em ambos os grupos. Entretanto uma diferença estatisticamente significante, comparado com os valores pré-operatórios, foi observada apenas no grupo PRK com MMC (0,98 ± 0,09 log(s), p=0,002), provavelmente devido as medidas com maior espalhamento de luz no grupo sem MMC (1,03 ± 0,13 log(s), p=0,082). Após 4 meses de pós-operatório, os valores de dispersão de luz não apresentavam diferença estatisticamente significantes quando comparados com os valores iniciais, tanto no grupo sem MMC (1,02 ± 0,14 log(s), p=0,26) quanto no grupo com MMC tópica (1,02 ± 0,11 log(s), p=0,13). Conclusão: PRK para baixa miopia diminui a dispersão de luz ocular e a aplicação de MMC contribui para uma ainda menor dispersão de luz no período pós-operatório inicial. Entretanto, quatro meses após a cirurgia a dispersão de luz intraocular não é significantemente diferente das medidas pré-operatórias.
Descritores: Mitomicina/administração & dosagem
Reagentes para Ligações Cruzadas/administração & dosagem
Lasers de Excimer/uso terapêutico
Aberrações de Frente de Onda da Córnea/fisiopatologia
Luz
Miopia/cirurgia
-Período Pós-Operatório
Espalhamento de Radiação
Ceratectomia Fotorrefrativa/efeitos adversos
Doenças da Córnea/prevenção & controle
Administração Oftálmica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888116
Autor: Costa, Alexandre Xavier da; Gomes, José Álvaro Pereira; Marculino, Leonardo Guedes Candido; Liendo, Vera Lucia; Barreiro, Telma Pereira; Santos, Myrna Serapião dos.
Título: Supratarsal injection of triamcinolone for severe vernal keratoconjunctivitis in children / Injeção supratarsal de triancinolona na ceratoconjuntivite primaveril grave em crianças
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(3):186-188, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate the use of supratarsal injection of triamcinolone acetonide in severe vernal keratoconjunctivitis (VKC) in children. Methods: Patients included in this open clinical trial were those with severe VKC-associated with keratitis, gelatinous limbal infiltrates, and/or giant papillae, with a history of recurrence and resistance to conventional topical antiallergic agents. Patients were treated with a supratarsal injection of 20 mg triamcinolone acetonide. Results: Analysis included 27 injections in 23 eyes of 17 patients with severe allergic keratoconjunctivitis. Mean age was 12.3 (range: 7-19) years. Mean follow-up time was 39.3 months (SD=19.21). In the 17 patients, the disease was successfully controlled for an average of 3.6 months (range: 1-16), during which allergy symptoms and signs were significantly improved, with complete resolution of lid edema and conjunctival chemosis, significant decline of pannus and keratitis, and reduction of giant papillae size. Conclusion: Treatment of severe, acute VKC in children with supratarsal injection of 20 mg triamcinolone acetonide showed satisfactory results and was well tolerated by patients; it may therefore constitute a safe option for severe and challenging cases. While full disease remission was not achieved, a significant improvement was found in ocular allergy symptoms and signs, with a reduction in the frequency of acute recurrences.

RESUMO Objetivo: Avaliar o uso da injeção supratarsal de triancinolona na ceratocon junti vite primaveril grave (VKC) em crianças. Métodos: Pacientes com VKC grave associada à ceratite, limbo gelatinoso e/ou papilas gigantes, com história de recidivas e resistência a agentes antialérgicos tópicos convencionais foram incluídos neste ensaio clínico. Os pacientes foram tratados com injeção de 20 mg de acetato de triancinolona supratarsal. Resultados: A análise incluiu 23 olhos de 17 pacientes com ceratoconjuntivite alérgica grave. A idade média foi de 12,3 com intervalo de 7-19 anos. O tempo médio de acompanhamento foi de 39,3 meses (DP 19,21). Dos 17 pacientes, a doença foi controlada com sucesso por uma média de 3,6 meses (intervalo 1-16) em que os sinais e sintomas foram significativamente melhorados com resolução completa do edema palpebral e quemose conjuntival, redução significativa de pannus, ceratite e redução do tamanho das papilas gigantes. Conclusão: O tratamento da VKC grave em crianças com injeção supratarsal de 20 mg de acetato de triancinolona mostrou resultados satisfatórios, sendo bem tolerada pelas crianças às quais foram submetidas, podendo constituir uma opção segura para casos graves e difíceis de VKC. Uma melhora significativa foi encontrada nos sinais e sintomas alérgicos oculares, com diminuição da frequência de recidivas agudas, no entanto sem se mostrar efetiva para a completa remissão da doença.
Descritores: Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Triancinolona Acetonida/administração & dosagem
Injeções Intraoculares
Glucocorticoides/administração & dosagem
-Fatores de Tempo
Estudos Prospectivos
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Idade de Início
Pálpebras/efeitos dos fármacos
Administração Oftálmica
Ilustração Médica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950429
Autor: Mete, Alper; Kimyon, Sabit; Saygılı, Oguzhan; Güngör, Kıvanç; Temizer, Mithat.
Título: Comparison of topical and retrobulbar anesthesia in terms of pain experience during silicone oil extraction / Comparação da sensação de dor durante a extração de óleo de silicone sob anestesia tópica e retrobulbar
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(2):95-101, Mar.-Apr. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To compare the use of topical anesthesia and retrobulbar anesthesia during silicone oil removal with a mixed pars plana technique, through evaluating the pain experience of patients. Methods: We selected patients according to their behavior during previous vitreoretinal surgery and ophthalmologic examinations and divided them into two anesthesia groups: topical (n=36) and retrobulbar (n=33). We used a mixed technique for the passive removal of silicone oil in both groups. During each step of the surgery, the patients' pain experience and the surgeon's comfort were scored according to a pain scale. Results: The pain experienced during the application of the anesthesia was significantly greater in the retrobulbar group (p<0.001). The topical group experienced greater pain during trocar insertion (p<0.001). There was no significant difference between the groups regarding the overall pain experience or complications. Conclusions: The pain experience of the selected patients during silicone oil removal was comparable between the topical and the retrobulbar anesthesia. Topical anesthesia with the mixed pars plana technique is an effective and safe alternative option for silicone oil removal surgery.

RESUMO Objetivo: Comparar a sensação de dor de pacientes durante a remoção do óleo de silicone sob anestesia tópica e retrobulbar, usando uma técnica via pars plana combinada. Métodos: Os pacientes foram selecionados, de acordo com suas atitudes durante cirurgia vitreorretiniana prévia e exames oftalmológicos, e divididos em dois grupos: anestesia tópica e retrobulbar. Para a remoção passiva do óleo de silicone, utilizou-se uma técnica combinada em ambos os grupos. A sensação de dor dos pacientes e o conforto do cirurgião foram classificados através de uma escala de dor durante cada etapa da cirurgia. Resultados: Os grupos anestesia tópica e retrobulbar incluíram 36 e 33 pacientes, respectivamente. A sensação de dor durante a aplicação da anestesia foi significativamente maior no grupo retrobulbar (p<0,001). O grupo anestesia tópica sentiu mais dor durante a inserção do trocarte (p<0,001). Não houve diferença significativa entre os grupos em relação à sensação geral de dor e a complicações. Conclusões: A sensação de dor é comparável entre a anestesia tópica e a retrobulbar durante a remoção de óleo de silicone. A combinação de anestesia tópica e uma técnica via pars plana é uma opção alternativa eficaz e segura para a cirurgia de remoção de óleo de silicone.
Descritores: Medição da Dor
Óleos de Silicone
Estudos Prospectivos
Injeções Intraoculares/métodos
Administração Oftálmica
Dor Processual/prevenção & controle
Anestesia Local/métodos
Anestésicos Locais/administração & dosagem
-Sucção/instrumentação
Sucção/métodos
Acuidade Visual
Estatísticas não Paramétricas
Cirurgia Vitreorretiniana/efeitos adversos
Cirurgia Vitreorretiniana/métodos
Agulhas/efeitos adversos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950477
Autor: Zulim, Luís Felipe da Costa; Nai, Gisele Alborgetti; Giuffrida, Rogério; Pereira, Carolina Silva Guimarães; Benguella, Hugo; Cruz, Aline Gutierrez; Foglia, Bruna Toledo Duran; Batista, Aline da Silveira; Andrade, Silvia Franco.
Título: Comparison of the efficacy of 0. 03% tacrolimus eye drops diluted in olive oil and linseed oil for the treatment of keratoconjunctivitis sicca in dogs / Comparação do colírio tacrolimus 0, 03% em óleo de oliva e linhaça no tratamento da ceratoconjuntivite seca em cães
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(4):293-301, July-Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To compare the efficacy of 0.03% tacrolimus eye drops diluted in two different vehicles (linseed oil and olive oil) for the treatment of keratoconjunctivitis sicca (KCS) in dogs. Methods: This study included 60 dogs. Of this group, 20 were healthy and allocated to the control group, and 40 were diagnosed with bilateral KCS and randomly allocated to either the TO (tacrolimus in olive oil) or the TL (tacrolimus in linseed oil) groups. Ophthalmic examinations, Schirmer Tear Test-1 (STT-1), Tear Film Break-up Time (TBUT) and Fluorescein Test (FT) were carried out monthly, along with cytological and histopathological examinations at the beginning and end of the study. Results: The clinical signs, corneal ulcers, Schirmer Tear Test-1 values, and Tear Film Break-up Time values improved in both groups after one month of treatment. Cytological examination at the end of the study showed decreased lymphocytes, neutrophil, metaplastic, and squamous cell counts in both groups, while the histopathological analysis showed decreases in lymphocytes and neutrophils and an increase in goblet cell density (cells/mm2). The decreases in neutrophil count were more significant (p<0.05) in the TL group for both types of examination. Conclusion: In sum, 0.03% tacrolimus eye drops diluted in olive oil and linseed oil were effective in the treatment of keratoconjunctivitis sicca. None of the evaluated parameters differed significantly between the two groups, except for neutrophil count which was significantly lower in the TL group. Thus, linseed oil may be considered as an alternative diluent for tacrolimus eye drops.

RESUMO Objetivo: Comparar a eficácia do tacrolimus 0,03% colírio, diluído em óleo de linhaça e óleo de oliva, no tratamento de ceratoconjuntivite seca em cães. Métodos: Foram utilizados 60 cães; 20 cães saudáveis como grupo controle, e 40 cães com diagnóstico de ceratoconjuntivite seca bilateral, distribuídos aleatoriamente em dois grupos: Tacrolimus em óleo de oliva (TO) e Tacrolimus em óleo de semente de linhaça (TL). Os animais foram avaliados mensalmente com exames oftálmicos, Teste lacrimal de Schirmer-1 (TLS-1), Tempo de ruptura do filme lacrimal (TRFL) e Teste de Fluoresceína (TF), e mensalmente com citologia conjuntival e com exame histopatológico no início e final do estudo. Resultados: Nos dois grupos de tratamento os sinais clínicos, Teste lacrimal de Schirmer-1, óleo de semente de linhaça e Tempo de ruptura do filme lacrimal apresentaram melhora após um mês de tratamento. E no final do estudo, na análise citológica, ambos apresentaram diminuição de linfócitos, neutrófilos, células metaplásicas e células escamosas, e na análise histopatológica houve diminuição de linfócitos, neutrófilos e o aumento de células caliciformes. No grupo óleo de semente de linhaça, a diminuição de neutrófilos foi mais significativa (p<0,05) em ambas análises. Conclusão: Em suma, tacrolimus 0,03% colírio diluído em óleo de oliva e óleo de linhaça foram eficientes no tratamento de ceratoconjuntivite seca. Nenhum dos parâmetros avaliados diferiu significativamente entre os dois grupos, exceto a contagem de neutrófilos, que foi significativamente menor no grupo TL. Assim, o óleo de linhaça pode ser considerado como um diluente alternativo para o colírio tacrolimus.
Descritores: Óleo de Semente do Linho/administração & dosagem
Ceratoconjuntivite Seca/veterinária
Tacrolimo/administração & dosagem
Azeite de Oliva/administração & dosagem
Imunossupressores/administração & dosagem
-Ceratoconjuntivite Seca/tratamento farmacológico
Resultado do Tratamento
Quimioterapia Combinada/veterinária
Administração Oftálmica/veterinária
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973846
Autor: Ortiz-Basso, Tomás; Galmarini, Agustina; Vigo, Rodolfo Luis; Gonzalez-Barlatay, Joaquín Miguel; Premoli, Eduardo Jorge.
Título: The relationship between topical anti-glaucoma medications and the development of lacrimal drainage system obstruction / A relação entre medicamentos tópicos anti-glaucoma e o desenvolvimento de obstrução do sistema de drenagem lacrimal
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(6):490-493, Nov.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To evaluate whether any topical anti-glaucoma medications increase the risk of lacrimal drainage system obstruction or whether the presence of preservatives alone is sufficient to generate obstruction. Methods: This nested case-control study compared a group of patients with lacrimal duct obstruction who received topical anti-glaucoma medications to a control group of patients without obstruction. Results: The medical records of 255 patients with glaucoma who consulted the Oculoplastic Section with complaints of watery eyes were reviewed. Among these patients, 59 exhibited lacrimal drainage obstruction. Ninety-four percent of patients with lacrimal drainage obstruction used beta-blockers, and 41% used prostaglandin analogs. A logistic regression model was used to adjust for age, sex, and the use of other medications. No significant differences were observed regarding the topical anti-glaucoma medications used between groups. Conclusion: No single topical anti-glaucoma medication demonstrated a stronger association with the development of lacrimal duct obstruction.

RESUMO Objetivo: Avaliar se algum medicamento tópico anti-glaucoma aumenta o risco de obstrução do sistema de drenagem lacrimal ou se a presença de conservantes é su fi cien te para gerar obstrução. Métodos: Este estudo de caso-controle aninhado comparou um grupo de pacientes com obstrução do ducto lacrimal que receberam medicações tópicas anti-glaucoma contra um grupo controle de pacientes sem obstrução. Resultados: Foram revistos os prontuários de 255 pacientes com glaucoma que consultaram a Seção de Oculoplástica com queixas de olhos lacrimejantes. Dentre esses pacientes, 59 apresentavam obstrução da via lacrimal de drenagem. Noventa e quatro por cento dos pacientes com obstrução usaram betabloqueadores e 41% usaram análogos de prostaglandinas. Um modelo de regressão logística foi utilizado para ajustar a idade, sexo e o uso de outros medicamentos. Não foram observadas diferenças significativas em relação às medicações tópicas anti-glaucoma usadas entre os grupos. Conclusão: Nenhum medicamento anti-glaucoma tópico único demonstrou uma associação mais forte com o desenvolvimento de obstrução do ducto lacrimal.
Descritores: Soluções Oftálmicas/uso terapêutico
Glaucoma/tratamento farmacológico
Obstrução dos Ductos Lacrimais/complicações
-Conservantes Farmacêuticos/uso terapêutico
Prostaglandinas Sintéticas/uso terapêutico
Inibidores da Anidrase Carbônica/uso terapêutico
Estudos de Casos e Controles
Glaucoma/complicações
Estudos Retrospectivos
Antagonistas Adrenérgicos beta/uso terapêutico
Administração Oftálmica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973856
Autor: Bilgin, Burak; Karadag, Ayse Sevgi.
Título: Effects of combined oral doxycycline and topical cyclosporine treatment on ocular signs, symptoms, and tear film parameters in rosacea patients / Efeitos da doxiciclina oral combinada e tratamento tópico com ciclosporina nos sinais e sintomas oculares e em parâmetros do filme lacrimal em pacientes com rosácea ocular
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(6):466-470, Nov.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: This study reports the effects of combined use of oral doxycycline and topical cyclosporine on ocular signs, symptoms, and tear film parameters in rosacea patients. Methods: Fifty-four right eyes of 54 patients were included in this study. All patients underwent full ophthalmologic examination-including best corrected visual acuity measurement, slit-lamp anterior segment and fundus examination, tear film break-up time, and Schirmer test-before treatment and six months post-treatment. Patients were divided into two treatment groups. The first group was treated with oral doxycycline 100 mg twice daily for the first month and once daily for the following two months. The second group received topical 0.05% cyclosporine emulsion drops twice daily for six months in addition to the oral doxycycline treatment regimen. All patients received preservati ve-free artificial tear drops, warm compress, eyelash cleaning, and topical corticosteroid drops three times daily for one month. Results: A significant improvement in ocular signs and symptoms was recorded for all patients in groups 1 and 2 after treatment. There was not a significant difference in terms of itching, burning, meibomian gland inspissation, corneal neovascularization, and conjunctival hyperemia score changes between groups 1 and 2. The increases in Schirmer test and break-up time scores were significantly higher in group 2 than in group 1. Conclusions: Our results support the finding that topical cyclosporine in addition to the standard regimen improves tear function, as shown by Schirmer test and break-up time scores, in ocular rosacea patients.

RESUMO Objetivo: Este estudo relata os efeitos do uso combinado de doxiciclina oral e ciclosporina tópica sobre sinais e sintomas oculares e sobre parâmetros do filme lacrimal em pacientes com rosácea. Métodos: Cinquenta e quatro olhos direitos de 54 pacientes foram incluídos no estudo. Todos os pacientes foram submetidos a exame oftalmológico completo - incluindo a melhor medida da acuidade visual corrigida, segmento anterior em lâmpada de fenda e exame de fundo de olho, tempo de ruptura do filme lacrimal e teste de Schirmer - antes do tratamento e após seis meses de tratamento. O primeiro grupo foi tratado com doxiciclina oral 100 mg duas vezes ao dia no primeiro mês e uma vez ao dia nos dois meses seguintes. O segundo grupo recebeu gotas tópicas de emulsão de ciclosporina a 0,05% duas vezes ao dia por seis meses, além do tratamento com doxiciclina por via oral. Todos os pacientes receberam gotas de lágrima artificial sem conservantes, compressas mormas, limpeza de cílios e gotas de corticosteróide tópico três vezes ao dia durante um mês. Resultados: Uma melhora significativa nos sinais e sintomas oculares foi registrada para todos os pacientes do grupo 1 e 2 após o tratamento. Não houve diferença significativa em termos de prurido, queimação, inspeção da glândula meibomiana, neovascularização da cór nea e alterações na pontuação da hiperemia conjuntival entre os grupos 1 e 2. O teste de Schirmer e o aumento do tempo de ruptura no grupo 2 foram significativamente maiores do que no grupo 1. Conclusões: Os autores concluíram que os resultados apoiam a descoberta de que a ciclosporina tópica, além do tratamento padrão, melhora a função lacrimal como demonstrado pelo teste de Schirmer e o tempo de ruptura em pacientes com rosácea ocular.
Descritores: Ciclosporina/uso terapêutico
Doxiciclina/uso terapêutico
Rosácea/tratamento farmacológico
Imunossupressores/uso terapêutico
Antibacterianos/uso terapêutico
-Lágrimas/efeitos dos fármacos
Lágrimas/fisiologia
Administração Oral
Estudos Retrospectivos
Ciclosporina/administração & dosagem
Ciclosporina/farmacologia
Doxiciclina/administração & dosagem
Doxiciclina/farmacologia
Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico
Quimioterapia Combinada
Administração Oftálmica
Antibacterianos/administração & dosagem
Antibacterianos/farmacologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973878
Autor: Machado, Edicley Vander; Cristovam, Priscila Cardoso; Freitas, Denise de; Gomes, José Álvaro Pereira; Santos, Vagner Rogério dos.
Título: Evaluating the diameter of eyedropper tips using a computer vision system / Avaliação do diâmetro de bicos de conta-gotas de colírios por visão computacional
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(1):51-55, Jan.-Feb. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: This study aimed to determine the variation in diameters of outer and inner apertures of eyedropper tips using a computer vision system. Standardizing the size of eye drop nozzles is crucial to reduce the treatment cost of chronic eye diseases and to ensure a continued use of medication. An eyedropper volume of >20 µL (maximum storage of the conjunctival sac) causes medication wastage and increases treatment costs. Methods: We measured the diameters of the outer and inner apertures of eyedropper tips and evaluated variations in diameters using a computerized visual inspection system. Results: The computer visual inspection system identified anomalies in the apertures of eyedropper tips that resulted in diameter variations. Conclusions: The results of the present study show discrepancies in diameters of eyedropper tips, suggesting a variation in eyedropper size and medication wastage.

RESUMO Objetivo: Este estudo teve como objetivo determinar a variação dos diâmetros das aberturas externa e interna dos bicos conta-gotas utilizando sistema de visão computacional. A padronização do tamanho dos colírios conta-gotas é importante para reduzir o custo do tratamento de doenças crônicas e garantir o uso contínuo de medicamentos. O volume da gota maior do que 20 µl (volume de armazenamento máximo do saco conjuntival) gera desperdício da medicação e aumenta o custo do tratamento. Métodos: Medimos os diâmetros das aberturas externa e interna das pontas dos conta-gotas e avaliamos as variações no diâmetro usando um sistema de inspeção visual computadorizado. Resultados: O sistema de inspeção visual por computador identificou anomalias nas aberturas dos bicos dos frascos conta-gotas que resultaram em variações de diâmetro. Conclusões: Os resultados do presente estudo mostram discrepâncias nos diâmetros dos bicos dos frascos dos conta-gotas, sugerindo uma variação no tamanho das gotas e no desperdício de remédios.
Descritores: Soluções Oftálmicas/administração & dosagem
Inteligência Artificial
Embalagem de Medicamentos/normas
-Padrões de Referência
Análise de Variância
Administração Oftálmica
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989390
Autor: Müller, Guilherme Gubert; José, Newton Kara; Castro, Rosane Silvestre de; Holanda, Erick Carneiro de.
Título: Long-term use of topical tacrolimus ointment: a safe and effective option for the treatment of vernal keratoconjunctivitis / Uso prolongado de tacrolimus tópico: opção eficaz e segura no tratamento da ceratoconjuntivite vernal
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(2):119-123, Mar.-Apr. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To assess the compliance, efficacy, and safety of the long-term use of topical tacrolimus for the clinical management of vernal keratoconjunctivitis. Methods: The medical records of patients with vernal keratoconjunctivitis undergoing long-term treatment with 0.03% topical tacrolimus were retrospectively reviewed. The duration of tacrolimus use and the causes for drug discontinuation were used to assess treatment compliance. To assess drug efficacy, the need for and the number of times that topical corticosteroids were used to control symptoms were registered. Side effects related to tacrolimus use were monitored to determine drug safety. Results: The study cohort consisted of 21 patients who met the eligibility criteria. The mean duration of tacrolimus use was 41.3 ± 18.5 months. Fourteen patients (66.7%) continuously used tacrolimus, and three (14.3%) discontinued treatment following complete remission. Four patients (19%) did not use tacrolimus as prescribed or interrupted tacrolimus use on their own: two (9.5%) because of discomfort upon application and two (9.5%) because of the lack of improvement. Ten patients (47.6%) maintained disease control without the use of corticosteroids, whereas 11 (52.4%) required an average of 2.70 ± 1.35 corticosteroid cycles to control symptoms. The only reported side effect was discomfort upon application. Conclusions: Despite the small sample size and study design limitations, these results support the long-term use of topical tacrolimus as an effective and safe option for the treatment of vernal keratoconjunctivitis, with good compliance of patients to the treatment.

RESUMO Objetivo: Avaliar a aderência, a eficácia e segurança do uso prolongado de tacrolimus tópico no controle clínico da ceratoconjuntivite vernal. Métodos: Um estudo retrospectivo foi desenvolvido através da análise de prontuários de pacientes com ceratoconjuntivite vernal em tratamento prolongado com tacrolimus tópico 0,03%. A duração do tempo de uso do ta­crolimus e as causas de descontinuação da medicação foram usadas para avaliar a adesão ao tratamento. Para avaliar a eficácia da droga, a necessidade e o número de vezes em que corticoides tópicos foram utilizados para controlar os sintomas foram registrados. Os efeitos colaterais relacionados ao uso do tacrolimus foram monitorados para determinar a segurança da droga. Resultados: Vinte e um pacientes preencheram os critérios de eleição e foram incluídos no estudo. A duração média do uso de tacrolimus foi de 41,3 ± 18,5 meses. Quatorze pacientes (66,7%) usaram continuamente o tacrolimus e 3 (14,3%) descontinuaram o tratamento após a remissão completa. Quatro pacientes (19%) não usaram o tacrolimus conforme prescrito ou interromperam o uso da droga isoladamente: 2 (9,5%) por desconforto na aplicação e 2 (9,5%) pela falta de melhora. Dez pacientes (47,6%) mantiveram a doença sob controle sem o uso de corticoides, enquanto 11 (52,4%) necessitaram em média 2,70 ± 1,35 ciclos corticoides para controle dos sintomas. O único efeito adverso relatado foi desconforto na aplicação. Conclusões: Apesar do pequeno tamanho da amostra e das limitações do desenho do estudo, esses resultados suportam o uso prolongado do tacrolimus tópico como opção eficaz e segura para o tratamento da ceratoconjuntivite vernal, com boa adesão dos pacientes ao tratamento.
Descritores: Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Tacrolimo/administração & dosagem
Administração Oftálmica
Imunossupressores/administração & dosagem
-Pomadas/administração & dosagem
Fatores de Tempo
Reprodutibilidade dos Testes
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Corticosteroides/uso terapêutico
Adesão à Medicação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088967
Autor: Çavdarlı, Cemal; Şahlı, Esra; Çavdarlı, Büşranur; Alp, Mehmet Numan.
Título: Regression of macular edema with topical brinzolamide and nepafenac alone and identification of a novel gyrate atrophy mutation / Regressão de edema macular com o uso tópico de brinzolamida e nepafenac e identificação de uma nova mutação na atrofia girata
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(2):149-152, Mar.-Apr. 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Gyrate atrophy is a rare metabolic autosomal recessive disorder caused by ornithine aminotransferase enzyme deficiency that leads to characteristic progressive, degenerative chorioretinal findings. Patients complain mostly of low vision, night blindness, and peripheral vision loss. Posterior subcapsular cataract, myopia, choroid neovascularization, and intraretinal cysts may be accompanying factors related to vision loss. We encountered a patient with vision loss secondary to posterior subcapsular cataract and intraretinal cysts. After treatment with topical brinzolamide and nepafenac (and without any diet mo dification and/or supplementation), we observed 143- and 117-mm macular thickness resolutions with 2 and 1 Snellen lines of visual gain in his right and left eyes, respectively. Also, we detected a novel homozygous mutation in the ornithine aminotransferase gene: c.1253T>C (p.Leu418Pro). Carbonic anhydrase inhibitors and/or non-steroid anti-inflammatory drugs can control macular edema in patients with gyrate atrophy-associated intraretinal cysts. The genetic variants may also be a determinant in the responsiveness to the therapy type.

RESUMO A atrofia girata é um distúrbio autossômico recessivo metabólico raro causado pela deficiência da enzima ornitina ami notransferase, que leva a achados degenerativos coriorretinianos progressivos característicos. Os pacientes queixam-se principalmente de baixa visão, cegueira noturna e perda de vi são periférica. A catarata subcapsular posterior, a miopia, a neovascularização da coróide e os cistos intrarretinianos podem ser fatores associados à perda da visão. Encontramos um paciente com perda de visão secundária à catarata subcapsular posterior e cistos intrarretinianos. Após o tratamento com brinzolamida tópica e nepafenaco (e sem modificação e/ou suplementação da dieta), observamos resoluções de espessura macular de 143 e 117 mm e com 2 e 1 linhas de Snellen de ganho visual nos olhos direito e esquerdo, respectivamente. Além disso, detectamos uma nova mutação homozigótica no gene da ornitina aminotransfera se: c.1253T>C (p.Leu418Pro). Inibidores da anidrase carbônica e/ou drogas anti-inflamatórias não esteróides podem controlar o edema macular em pacientes com cistos intrarretinianos associados à atrofia girata. As variantes genéticas também podem ser determinantes na responsividade ao tipo de terapia.
Descritores: Fenilacetatos/administração & dosagem
Inibidores da Anidrase Carbônica/administração & dosagem
Atrofia Girata/genética
Anti-Inflamatórios não Esteroides/administração & dosagem
Edema Macular/tratamento farmacológico
Benzenoacetamidas/administração & dosagem
-Ornitina-Oxo-Ácido Transaminase/genética
Sulfonamidas/administração & dosagem
Tiazinas/administração & dosagem
Angiofluoresceinografia
Edema Macular/diagnóstico por imagem
Tomografia de Coerência Óptica
Sequenciamento de Nucleotídeos em Larga Escala
Administração Oftálmica
Mutação
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 17 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-831462
Autor: Werli-Alvarenga, Andreza.
Título: Efeito das intervenções de enfermagem na prevenção de lesão na córnea: ensaio clínico randomizado / Effect of nursing interventions in the prevention of corneal injury: randomized clinical trial.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2014. 143 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Pacientes criticamente enfermos apresentam maior risco para lesão na córnea, uma vez que os mecanismos responsáveis pela lubrificação e proteção ocular podem estar comprometidos. Entretanto, a literatura diverge em relação à melhor prática clínica para a sua prevenção e tratamento. Objetivo: Avaliar o efeito das intervenções de enfermagem: higiene ocular, gel ocular, colírio e filme de polietileno para a prevenção de lesão na córnea em pacientes criticamente enfermos. Casuística e método: foram incluídos pacientes clínicos e cirúrgicos admitidos na UTI de um hospital de ensino, que apresentassem um dos seguintes critérios: pacientes sedados (valor da escala de Ramsay em 5 ou 6); pacientes comatosos (escala de coma de Glasgow menor ou igual a 7); pacientes em ventilação mecânica; pacientes em uso de máscara facial de oxigênio com oferta maior que 6 litros/minuto; reflexo de piscar menor que cinco vezes por minuto; exposição do globo ocular (conjuntiva e/ou córnea). Esses indivíduos foram alocados aleatoriamente para um dos seguintes cuidados: higiene ocular, gel ocular, colírio ou filme de polietileno. Os pacientes eram seguidos até a alta da UTI e o desfecho (lesão na córnea) foi avaliado diariamente através do exame ocular com fluoresceína e oftalmoscópio com luz azul de cobalto. A avaliação da eficácia do cuidado ocular foi medida comparando cada cuidado à higiene ocular, bem como todos os grupos de intervenção entre si, através do valor da incidência de lesão na córnea encontrada em cada grupo (desfecho primário). Os desfechos secundários foram descritos em relação à caracterização demográfica, clínica e ocular. Modelo ajustado com os fatores de risco para lesão na córnea foi construído. Resultados: foram incluídos 360 pacientes no estudo, sendo 90 em cada grupo. A incidência de lesão na córnea foi superior no grupo controle (p<0,001) quando comparado aos demais grupos de intervenção. Ao comparar o gel ocular...

Critically ill patients are at greater risk for injury to the cornea, since the mechanisms responsible for lubrication and eye protection may be compromised. However, the literature differs on the best clinical practice for prevention and treatment. Objective: To evaluate the effect of nursing interventions: eye care, eye gel, eye drops and polyethylene film for the prevention of corneal injury in critically ill patients. Patients and methods: it included clinical and surgical patients admitted to the ICU of a teaching hospital, to present one of the following criteria: sedated patients (Ramsay scale value of 5 or 6); comatose patients (lower Glasgow Coma Scale or equal to 7); patients on mechanical ventilation; patients using facial mask with oxygen supply greater than 6 liters / minute; reflex blink less than five times per minute; exposure of the eye (conjunctiva and / or cornea). These individuals were randomly allocated to one of the following care: eye care, eye gel, eye drops or polyethylene film. Patients were followed until discharge from the ICU and the outcome (corneal injury) was evaluated daily by visual examination with fluorescein and ophthalmoscope with cobalt blue light. Assessing the effectiveness of eye care was measured by comparing every care to eye care as well as all intervention groups with each other, through the value of the incidence of corneal injury found in each group (primary endpoint). Secondary outcomes were described in relation to demographic and clinical characteristics and eye. Model adjusted to the risk factors for corneal injury was built. Results: 360 patients were included in the study, 90 in each group. The incidence of corneal injury was higher in the control group (p <0.001) when compared to other intervention groups. Comparing the eye gel and eye drops (p = 0.035) and polyethylene eyedrop group (p = 0.018), statistically significant differences were...
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Lesões da Córnea/enfermagem
Lesões da Córnea/prevenção & controle
-Administração Oftálmica
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Fatores de Risco
Inquéritos e Questionários
Lesões da Córnea/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WW220, ALEF



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde