Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.319.890 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 58 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 58 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001909
Autor: Pessôa, Carlos Leonardo Carvalho; Mattos, Maria Julia da Silva; Alho, Artur Renato Moura; Fischmann, Marianna Martini; Haerdy, Bruno Mendes; Côrtes, Ana Carolina Castro; Mendes, Flávio de Oliveira; Brignol, Sandra Mara Silva.
Título: Most frequent errors in inhalation technique of patients with asthma treated at a tertiary care hospital / Erros mais frequentes na técnica inalatória de pacientes com asma brônquica em tratamento em hospital terciário
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(2):eAO4397, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To demonstrate the most frequent errors in inhalation technique in patients with asthma undergoing treatment at a tertiary care hospital. Methods: A cross-sectional study with a convenience sample of asthma patients aged 18 years or over, treated at a pulmonology outpatient clinic of a tertiary care hospital. The assessment of inhalation technique of users of the dry powder inhalers Aerolizer®, Aerocaps and Diskus®, or metered-dose inhalers was based on the manufacturer's instructions for use of each inhaler device. Patients demonstrated the inhalation technique with empty inhaler devices, and it was considered correct when all stages were performed properly, or when errors probably did not interfere with the treatment outcome. Results: Among 71 participants, 43 (60.5%) performed inhalation technique incorrectly. Among metered-dose inhalers and dry powder inhalers users, inhalation technique errors were found in 84.2% and 51.9%, respectively (p=0.013). Errors were more frequent at the exhalation stage (67.4%), followed by breathing in (58.1%) and apnea (51.2%). In the group using dry powder inhalers, the most common errors occurred during exhalation and, for those using metered-dose inhalers, the most compromised stage was aspiration. Conclusion: Errors were more frequent among those using metered-dose inhalers compared with dry powder inhalers. Misconceptions are more common at the expiration stage among users of dry powder inhalers and in aspiration among those on metered-dose inhalers.

RESUMO Objetivo: Demonstrar os erros mais frequentes na técnica inalatória de pacientes com asma brônquica em tratamento em hospital terciário. Métodos: Estudo transversal, com amostra de conveniência de pacientes com asma, com 18 anos ou mais, em tratamento em ambulatório de pneumologia de um hospital terciário. A avaliação da técnica inalatória dos usuários dos dispositivos de pó seco Aerolizer ®, Aerocaps® ou Diskus®, ou de aerossóis dosimetrados teve como base as orientações da bula do fabricante de cada dispositivo inalatório. Os pacientes demonstraram a técnica inalatória com dispositivos inalatórios vazios, e ela foi considerada correta quando todas as etapas foram realizadas de forma apropriada, ou quando os equívocos provavelmente não interferiam no resultado do tratamento. Resultados: Entre os 71 participantes, 43 (60,5%) realizaram a técnica inalatória de forma incorreta. Dentre os usuários de aerossóis dosimetrados e dispositivos de pó seco, ocorreram erros de técnica inalatória em 84,2% e 51,9%, respectivamente (p=0,013). Os erros foram mais frequentes na etapa da expiração (67,4%), seguidos da aspiração (58,1%) e da apneia (51,2%). No grupo que usava dispositivos de pó seco, os erros mais comuns aconteceram na expiração e, nos que utilizavam aerossóis dosimetrados, a etapa mais comprometida foi a aspiração. Conclusão: Os erros foram mais frequentes entre os que usavam aerossóis dosimetrados em comparação com dispositivos de pó seco. Os equívocos foram mais comuns na etapa da expiração entre os usuários de dispositivos de pó seco e na aspiração entre os que usavam aerossóis dosimetrados.
Descritores: Asma/tratamento farmacológico
Administração por Inalação
Erros de Medicação
-Fatores Socioeconômicos
Autoadministração/normas
Educação de Pacientes como Assunto
Estudos Transversais
Inaladores Dosimetrados
Inaladores de Pó Seco/instrumentação
Centros de Atenção Terciária
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1251632
Autor: Palma-Álvarez, Raul Felipe; Grau-López, Lara; Ros-Cucurull, Elena; Abad, Alfonso Carlos; Dualde, Julia; Robles-Martínez, María; Roncero, Carlos.
Título: Psychosis induced by abuse of ayahuasca: a case report / Psicosis inducida por el abuso de la ayahuasca: un caso clínico
Fonte: Rev. colomb. psiquiatr;50(1):43-46, Jan.-Mar. 2021.
Idioma: en.
Resumo: A B S T R A C T Ayahuasca is a psychotropic infusion prepared by boiling the bark of Amazonian plants and has many psychopharmacological effects not fully understood. Some of those effects are used as treatment for different diseases. However, the side effects of ayahuasca, including ayahuasca-induced psychosis, are an important issue. Here we report the case of a patient who had a psychotic episode after taking ayahuasca and who was successfully treated with antipsychotic medication. Given the current spread of ayahuasca consumption in developed societies, the present case highlights the need for better understanding and regulation of the social-legal condition of ayahuasca and the need for further research. Additionally, psycho-education seems advisable in order to create awareness of the potential risks of the use of ayahuasca.

RESUMEN La ayahuasca es una bebida psicotrópica preparada a través de la cocción de plantas de la cuenca amazónica que tiene muchos efectos psicofarmacológicos no del todo estudiados. Algunos de esos efectos son usados como tratamiento de diversas patologías. Sin embargo, existen efectos secundarios de la ayahuasca que deben ser tenidos en cuenta, entre ellos psicosis inducida por ayahuasca. Reportamos un caso de un paciente que, tras autoadministración de ayahuasca, presentó un episodio psicótico y que fue satisfactoriamente tratado con antipsicóticos. Dada el uso cada vez más frecuente de ayahuasca en las sociedades desarrolladas, el caso actual resalta las necesidades de entender, regular e investigar el uso de la ayahuasca. Además, crear conciencia de los potenciales riesgos del uso de ayahuasca a través de la psicoeducación debería ser implementado.
Descritores: Plantas
Transtornos Psicóticos
Autoadministração
-Controle Social Formal
Conscientização
Terapêutica
Antipsicóticos
Banisteriopsis
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO78 - Asociación Colombiana de Psiquiatría


  3 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Zanetti, Maria Lúcia
Texto completo
Id: lil-666735
Autor: Becker, Tânia Alves Canata; Teixeira, Carla Regina de Souza; Zanetti, Maria Lucia.
Título: Nursing intervention in insulin administration: telephone follow-up
Fonte: Acta paul. enferm;25(spe1):67-73, 2012. tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To analyze the competency of people with diabetes mellitus to perform the insulin administration process, before and after telephone monitoring. METHODS: A quantitative, observational, longitudinal, comparative study. Participants were 26 people enrolled in the at-home capillary glycemia self-monitoring program. Data collection occurred in three phases, in January and February of 2010, for a period of 30 days for each person, by means of interview guided by a data collection instrument and an intervention manual. RESULTS: Of the 38 (100%) questions referring to the insulin administration process, telephone monitoring was demonstrated to be efficient in 30 (78.9%), but in 19 (50%) the intervention was statistically significant (p<0.05), in 11 (28.9%) there were no errors in responses to the final competency evaluation, and seven (18.4%) were not amenable to intervention. CONCLUSION: Telephone mornitoring was effective, as a nursing intervention strategy for the insulin administration process in the home.

OBJETIVO: Analisar a competência da pessoa com Diabetes mellitus para realizar o processo de aplicação de insulina, antes e após o acompanhamento por telefone. MÉTODOS: Estudo de abordagem quantitativa, observacional, longitudinal, comparativo. Participaram 26 pessoas cadastradas no programa de automonitorização da glicemia capilar no domicílio. A coleta de dados ocorreu em três fases, entre janeiro e fevereiro de 2010, no período de 30 dias para cada pessoa, por meio de entrevista, norteada pelo instrumento de coleta de dados e o manual de intervenção. RESULTADOS: Das 38 (100%) questões referentes ao processo de aplicação de insulina, o acompanhamento por telefone demonstrou-se eficiente em 30 (78,9%), pois em 19(50%) a intervenção foi estatisticamente significante (p<0,05), em 11(28,9%) não houve erros nas respostas na avaliação da competência final e sete (18,4%) não eram passíveis de intervenção. CONCLUSÃO: O acompanhamento por telefone foi efetivo, como estratégia de intervenção de enfermagem no processo de aplicação de insulina no domicílio.

OBJETIVO: Analizar la competencia de la persona con Diabetes mellitus para realizar el proceso de aplicación de insulina, antes y después de acompañamiento por teléfono. MÉTODOS: Se trata de un estudio de abordaje cuantitativo, observacional, longitudinal, comparativo. Participaram 26 personas registradas en el programa de automonitorización de la glicemia capilar en el domicilio. La recolección de los datos se llevó a cabo em tres fases, entre enero y febrero del 2010, en el período de 30 días para cada persona, por medio de entrevista, orientada por el instrumento de recolección de datos y el manual de intervención. RESULTADOS: De las 38 (100%) preguntas referentes al proceso de aplicación de insulina, el acompañamiento por teléfono demostró que es eficiente en 30 (78,9%), pues en 19(50%) la intervención fue estadísticamente significativa (p<0,05), en 11(28,9%) no hubo errores en las respuestas en la evaluación de la competencia final y siete (18,4%) no eran pasibles de intervención. CONCLUSIÓN: El acompañamiento por teléfono fue efectivo, como estrategia de intervención de enfermería en el proceso de aplicación de insulina en el domicilio.
Descritores: Automonitorização da Glicemia
Cuidados de Enfermagem
Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Insulina/administração & dosagem
Telefone
-Estudos de Avaliação como Assunto
Autoadministração
Estudos Longitudinais
Estudos Observacionais como Assunto
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto Jovem
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central


  4 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Soares, Sônia Maria
Texto completo
Id: biblio-961135
Autor: Vianna, Mayara Sousa; Silva, Patrícia Aparecida Barbosa; Nascimento, Cíntia Vieira do; Soares, Sônia Maria.
Título: Self-care competence in the administration of insulin in older people aged 70 or over / Competência para o autocuidado na administração de insulina por idosos septuagenários ou mais de idade / Capacidad de autocuidado en la administración de insulina en adultos mayores de 70 años de edad o más
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);25:e2943, 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the self-care competence in the administration of insulin performed by older people aged 70 or over. Method: cross-sectional study carried out with 148 older people aged 70 or over, who performed self-administration of insulin. Data collection was carried out using a structured questionnaire and an adapted guide for the application of the Scale to Identify Self-Care Competence of Patients with Diabetes, at the participants' home. Data analysis included descriptive and inferential statistical tests, with forward logistic regression. Results: the prevalence of self-care competence in the administration of insulin was 35.1%. Handwashing error was the most frequent in self-administration of insulin. Self-care competence was negatively associated with retirees and positively associated with senior patients who performed capillary blood glucose monitoring and skin pinching during insulin application. Conclusion: there was low self-care competence and it was associated with both the sociodemographic and the clinical characteristics with regard to self-application of insulin by the older people.

RESUMO Objetivo: analisar a competência para o autocuidado na administração de insulina por idosos septuagenários ou mais de idade. Método: estudo transversal, com 148 idosos septuagenários ou mais de idade, que realizavam autoadministração de insulina. A coleta de dados deu-se por meio de questionário estruturado e guia adaptado para aplicação da Escala para Identificação da Competência do Diabético para o Autocuidado, no domicílio dos participantes. Na análise dos dados, foram compreendidos testes estatísticos descritivos e inferenciais, com regressão logística forward. Resultados: a prevalência da competência para o autocuidado na administração de insulina foi de 35,1%. Lavagem das mãos foi o erro mais frequente na autoaplicação de insulina. A competência para o autocuidado apresentou associação negativa para os aposentados e associação positiva para os idosos que realizavam glicemia capilar e prega subcutânea, durante a aplicação de insulina. Conclusão: a competência para o autocuidado foi baixa e esteve associada tanto às características sociodemográficas e clínicas quanto ao desempenho do idoso para a autoaplicação de insulina.

RESUMEN Objetivo: analizar la capacidad de autocuidado en la administración de insulina en adultos mayores de 70 años de edad o más. Método: estudio transversal realizado con 148 adultos mayores de 70 años de edad o más, que realizaban la autoadministración de insulina. La recolección de datos se llevó a cabo mediante un cuestionario estructurado y una guía adaptada para la aplicación de la Escala para la Identificación de la Capacidad de Autocuidado de Pacientes con Diabetes, en el hogar de los participantes. En el análisis de los datos, se incluyeron pruebas estadísticas descriptivas e inferenciales, con regresión logística forward. Resultados: la prevalencia de capacidad de autocuidado en la administración de insulina fue del 35,1%. El error en el lavado de manos fue el más frecuente en la autoadministración de insulina. La capacidad de autocuidado se asoció negativamente con los jubilados y se asoció positivamente con los adultos mayores que realizaban la monitorización de la glucemia capilar y el pellizco en la piel durante la aplicación de la insulina. Conclusión: la capacidad de autocuidado fue baja y se asoció con las características sociodemográficas y clínicas con respecto a la auto-aplicación de la insulina por los adultos mayores.
Descritores: Autocuidado
Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Hipoglicemiantes/administração & dosagem
Insulina/administração & dosagem
-Autoadministração
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  5 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-960847
Autor: Moreira, Tiago Ricardo; Toledo, Luana Vieira; Colodette, Renata Maria; Mendonça, Érica Toledo de; Amaro, Marilane de Oliveira Fani; Ayres, Lilian Fernandes Arial; Henriques, Bruno David.
Título: Fatores relacionados à autoaplicação de insulina em indivíduos com diabetes mellitus / Factores relacionados con la autoadministración de insulina en sujetos con diabetes mellitus / Factors related to the self-application of insulin in subjects with diabetes mellitus
Fonte: Rev. gaúch. enferm;39:e20170066, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo OBJETIVO Identificar os fatores associados à autoaplicação de insulina em adultos com Diabetes Mellitus. MÉTODO Estudo transversal desenvolvido no município de Viçosa-MG, que avaliou 142 pacientes. A coleta de dados foi realizada entre abril e julho de 2013 mediante entrevista no domicílio do participante. Regressão logística múltipla foi utilizada. RESULTADO A prevalência de autoaplicação de insulina foi de 67,6%, apresentando associação com idade entre 57 e 68 anos (OR = 0,3; IC95%: 0,1 - 0,9), conviver com companheiro e filhos (OR = 2,5; IC95%: 1,1 - 5,0), ter 9 anos ou mais de estudo (OR = 8,4; IC95%: 1,9 - 37,9), morar em área não coberta pela Estratégia Saúde da Família (ESF) (OR = 2,8; IC95%: 1,1 - 7,0). CONCLUSÃO Autoaplicação de insulina mostrou-se associada à idade, escolaridade, situação conjugal e cobertura da ESF. O reconhecimento desses fatores pode contribuir para o desenvolvimento de estratégias para adesão à autoaplicação de insulina.

Resumen OBJETIVO Identificar los factores asociados con la autoadministración de insulina en adultos con diabetes mellitus. MÉTODOS Se trata de un estudio transversal desarrollado en el municipio de Viçosa-MG, en el que se evaluaron 142 pacientes. La recolección de datos se llevó a cabo entre abril y julio de 2013 mediante entrevistas en el hogar del participante. Se aplicó la regresión logística múltiple. RESULTADOS La prevalencia de la auto-administración de insulina fue de 67,6% y se asoció con edad entre 57 y 68 años (OR = 0,3; IC del 95%: 0,1 - 0,9), que viven con una pareja e hijos ( OR = 2,5; IC del 95%: 1.1 5,0), con 9 o más años de educación (OR = 8,4; IC del 95%: no 1,9-37,9), que viven en un área cubierta por la Estrategia de Salud de la familia (ESF) (OR = 2,8; IC del 95%: 1.1 7.0). CONCLUSIÓN La autoadministración de insulina se asoció con la edad, la educación, el estado civil y la cobertura del ESF. El reconocimiento de estos factores puede contribuir para la adhesión a la autoadministración de insulina.

ABSTRACT Objective: To identify the factors associated with the self-application of insulin in adult individuals with Diabetes Mellitus. Method: A cross-sectional study developed in the city of Viçosa-MG, which assessed 142 patients. The data collection was performed between April and July 2013 through an interview at the participant's home. Multiple logistic regression was used. Results: The prevalence of the self-administration of insulin was of 67.6%, and it was associated with ages between 57 and 68 years old (OR = 0.3, 95% CI: 0.1-0.9), living with a partner and children (OR = 2.5, 95% CI: 1.1-5.0), 9 years or more of study (OR = 8.4, 95% CI: 1.9-37.9), living in an area not covered by the Family Health Strategy (FHS) (OR = 2.8, 95% CI: 1.1 - 7.0). Conclusion: The self-application of insulin was associated with age, schooling, marital status, and the FHS coverage. The recognition of these factors may contribute to the adherence to the self-application of insulin.
Descritores: Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Adesão à Medicação
Hipoglicemiantes/administração & dosagem
Insulina/administração & dosagem
-Brasil/epidemiologia
Autoadministração
Casamento
Área Programática de Saúde
Comorbidade
Educação de Pacientes como Assunto
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores Etários
Cobertura do Seguro
Grupos de Populações Continentais
Diabetes Mellitus/psicologia
Diabetes Mellitus/epidemiologia
Escolaridade
Hospitalização/estatística & dados numéricos
Hipertensão/epidemiologia
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Insulina/uso terapêutico
Pessoa de Meia-Idade
Programas Nacionais de Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1119509
Autor: Cruz Vargas, Teresa Leticia.
Título: Caracterización de automedicación en pacientes adultos que asisten a Clínica Centro Médico Caribe Honduras. Tegucigalpa, Honduras. Abril del 2019 / Characterization of self-medication in adult patients attending Clínica Centro Médico Caribe Honduras. Tegucigalpa, Honduras. April 2019.
Fonte: Ocotal, Nueva Segovia; s.n; mayo 2019. 61 p. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad Nacional Autónoma de Nicaragua. Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud. Escuela de Salud Pública de Nicaragua para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Objetivo: Caracterizar la automedicación en pacientes adultos que asisten a la clínica Centro Médico Caribe Honduras, Tegucigalpa, Honduras. Abril 2019 Diseño Metodológico: Estudio descriptivo de corte transversal, realizado en las clínicas Médicas Caribe Honduras, Tegucigalpa, Honduras. Adultos que visitan la clínica en el mes de Abril (51) del 2019. Estuvo constituido por un universo y una muestra de 51 pacientes. Resultados: El 31% (16) de los pacientes automedicado están en el rango de 26-33 años, 59%(30) eran mujeres , el 100% (51) de procedencia urbana, y con escolaridad universitaria en 59% (30), patología más frecuente en el proceso de automedicación los procesos respiratorios en 35%(46), de enfermedades crónicas 92%(11) y en otras enfermedades el dolor de cabeza con 64%(36), las causas familiares la madre es la mayor influencia 39%(21), en las causas no familiares los dependientes de farmacia en primer lugar con 46%(35), y en el área profesional el área de enfermería encabeza el listado con 56%(9), y el medio de comunicación más influyente es la televisión con 57%(25). Los motivos de automedicación fueron la percepción leve de los síntomas con 45%(32), siendo los analgésicos el de mayor elección con 29%(46) y el lugar de obtención de los medicamentos automedicados es en farmacia. Conclusiones: Los pacientes que se automedicaron en el período de Abril la mayoría son personas jóvenes, universitarias del casco urbano, mujeres, con influencias familiares fuertes siendo la madre la creadora de esta cultura, y siendo de un nivel educativo alto deciden confiar su salud a personal poco calificado para esta práctica como ser dependientes de farmacias siendo los analgésicos los medicamentos más usados y las farmacias los lugares de obtención de estos
Descritores: Automedicação
Autoadministração
Preparações Farmacêuticas
-Saúde Pública
Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Adulto
Responsável: NI15.1 - CEDOC - Centro de Documentación e Información


  7 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-283129
Autor: Pinho, Jorge Luizi.
Título: Tratamento supervisionado em tuberculose no município de Taboäo da Serra, SP, 1998-1999 / Directly observed therapy of tuberculosis in Taboäo da Serra city, Säo Paulo, 1998-1999.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 2000. 135 p. tab, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introduçäo: No Brasil, os municípios têm sido orientados a utilizarem experimentalmente o tratamento supervisionado (TS) em seus programas de controle de tuberculose. Em janeiro de 1999, o município de Taboäo da Serra introduziu o TS em todas as unidades. Objetivo: Verifica se a implantaçäo do TS influenciou as taxas de sucesso e compará-lo com o tratamento auto-administrado (TA) entre as unidades de atendimento do município de Taboäo da Serra. Método: Estudo de coortes dos casos tratados no período de 01 de janeiro de 1998 a 31 de dezembro de 1999. As coortes de casos, a partir de 01 de setembro de 1998, foram classificadas de acordo com a estratégia de tratamento e comparadas segundo suas taxas de sucesso. Resultado: Foram estudados 250 casos no período. Optaram pelo TS 92 pacientes, dos quais 86,8 por cento foram curados e apenas quatro abandonaram o tratamento, enquanto que o TA registrou uma taxa de curta de 83 por cento com oito abandonos. Conclusäo: O TS foi mais efetivo quando comparado ao TA no mesmo período. O desempenho do programa municipal melhorou após a implantaçäo do TS, inclusive promovendo uma maior efetividade do TA
Descritores: Tuberculose Pulmonar/tratamento farmacológico
Antituberculosos
Pacientes Desistentes do Tratamento/estatística & dados numéricos
-Autoadministração
Estudos de Coortes
Cooperação do Paciente
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1/616.995*31; BR67.1/Mtr 934


  8 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-460650
Autor: Vaz, Marta Regina Cezar; Loureiro, Mariângela de Magalhães; Cabreira, Graciela Oliveira; Sena, Janaína.
Título: Trabalhador em saúde: subjetividade e auto-organização / Workers in health: devotion and self organization
Fonte: Texto & contexto enferm;11(1):50-65, jan.-abr. 2002.
Idioma: pt.
Resumo: Este texto compõe-se de um ensaio teórico acerca de dois núcleos conceituais no trabalho em saúde, o trabalhador, como força vital, e a ação humana pelo trabalho, como subjetividade coletiva. Explorando a subjetividade e a auto-organização do processo, o intento foi refletir o sujeito do trabalho, como uma força vital para a produção de saúde, que pode, desta forma, apropriar-se da positividade da saúde...

The article consists in a theoretical essay on two conceptual nuclei in the health care work, one is the worker as a vital strength, and the other encompass human action as a consequence of working as a collective subjectivity. Exploring the subjectivity and the process self organization, the purpose was to reflect the work subject as a vital strength for health production, allowing one to grasp health positively...

Este texto se trata de un ensayo teórico acerca de dos núcleos conceptuales en el trabajo en salud, el trabajador, como fuerza vital, y la acción humana por el trabajo, como subjetividad colectiva. Explorando la subjetividad y la auto-organización del proceso, el intento fue reflexionar el sujeto del trabajo, como una fuerza vital para la producción de salud, que puede de esta manera, apropiarse de la positividad de la salud...
Descritores: Autoadministração
Filosofia em Enfermagem
Pessoal de Saúde
Saúde
-Recursos Humanos
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  9 / 58 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Zanetti, Maria Lúcia
Texto completo
Id: lil-398714
Autor: Souza, Carla Regina de; Zanetti, Maria Lúcia.
Título: A prática de utilização de seringas descartáveis na administração de insulina no domicílio / The use of disposable syringes in the administration of insulin at home
Fonte: Rev. latinoam. enferm;9(1):39-45, ene. 2001.
Idioma: pt.
Resumo: Estudo descritivo que tem por objetivo conhecer o comportamento de 113 portadores de diabetes mellitus, atendidos em um hospital de grande porte, em relação à utilização e reutilização de seringas descartáveis para a administração de insulina no domicílio, por meio de entrevista semi-estruturada. Os resultados obtidos mostram que 98,2 por cento utilizam seringa descartável para aplicação de insulina e apenas 5,3 por cento descartam a seringa. Desses, 94,6 por cento reutilizam a seringa descartável após o uso, adotando variados procedimentos. Acreditamos que esta prática é uma das facetas da educação em diabetes e em vista disso ressaltamos a necessidade de revisão da recomendação do DIMED — Portaria n.° 4/86, baseada em evidências científicas.
Descritores: Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico
Equipamentos Descartáveis/estatística & dados numéricos
Insulina/administração & dosagem
Seringas
-Autoadministração
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 58 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Zanetti, Maria Lúcia
Texto completo
Id: lil-427540
Autor: Dall'Antonia, Cristina; Zanetti, Maria Lúcia.
Título: Auto-aplicação de insulina em crianças portadoras de diabetes mellitus tipo 1 / Self-administration of insulin by diabetic type 1 children
Fonte: Rev. latinoam. enferm;8(3):51-58, jul. 2000. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Estudo de natureza descritiva que tem por objetivos caracterizar a criança diabética tipo 1, segundo as variáveis sócio-demográficas e identificar as dificuldades relacionadas a auto-aplicação de insulina e controle domiciliar. Foram entrevistadas 34 crianças diabéticas tipo 1, em um hospital de grande porte. Os resultados obtidos apontam que as crianças são brancas (82,4 por cento), feminina (61,8 por cento), idade entre nove e onze anos (54,1 por cento) católicas (67,7 por cento), são portadoras da doença há três anos (64,3 por cento). Aprenderam a administrar a insulina com as mães (35,3 por cento), realizam rodízio para auto-aplicação (32,3 por cento). As dificuldades para realizar o controle domiciliar estão relacionadas aos recursos disponíveis e a falta de informação. Os resultados indicam a necessidade de um trabalho planejado e integrado da equipe multiprofissional a criança que atenda a cada aspecto abordado, observando a sua independência para o êxito do cuidado à criança diabética tipo 1.
Descritores: Autoadministração
Cuidados de Enfermagem
Diabetes Mellitus Tipo 1/terapia
Insulina
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde