Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.760.169.063.500.067 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1347 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 135 ir para página                         

  1 / 1347 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1090046
Autor: Barbosa, Luciana Gardin; Frazão, Cinthya da Silva.
Título: Impact of demonstration in a realistic simulation environment as a postoperative education in patients' experience / Impacto do uso de técnicas de demonstração em ambiente de simulação realística como forma de educação pós-operatória na experiência do paciente internado
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO4831, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate the impact of training in the Practical Life Room on patients experience during hospitalization. Methods Subjects submitted to orthopedic surgeries were randomized to two groups (Control and Intervention) in the postoperative period. The Control Group received only the printed guidelines regarding the postoperative period, and the Intervention Group received the printed guidelines and a demonstration and training session with a physical therapist, in an environment created to simulate a house and its rooms (living room, bedroom, kitchen, laundry and bathroom). The participants of both groups answered the questionnaire Hospital Consumer Assessment of Healthcare Providers and Systems on the day of discharge. Results Sixty-eight subjects were included in the study, 30 (44.1%) in the Control Group and 38 (55.9%) in the Intervention Group. The Hospital Consumer Assessment of Healthcare Providers and Systems questionnaire score showed no significant difference between the groups (p=0.496). Conclusion There was no influence of the proposed intervention on the results of the Hospital Consumer Assessment of Healthcare Providers and Systems questionnaire, perhaps because of the limitation of the instrument or due to the fact it was employed when patients were still hospitalized. However, by reports from patients in the Intervention Group about felling better prepared and safer for performing daily activities, it is believed that patient education approaches through demonstration should be included as part of the process to prepare for discharge, whenever possible.

RESUMO Objetivo Avaliar o impacto do treinamento no Ambiente Vida Prática na experiência do paciente durante a internação. Métodos Pacientes em pós-operatório de cirurgias ortopédicas foram randomizados em dois grupos (Controle e Intervenção). O Grupo Controle recebeu orientações por escrito quanto ao pós-operatório, e o Grupo Intervenção recebeu adicionalmente uma sessão de demonstração e treinamento em um ambiente criado para simular uma casa e seus cômodos (sala, quarto, cozinha, lavanderia e banheiro) com profissional fisioterapeuta. Os participantes de ambos os grupos responderam o Questionário de Avaliação do Paciente Internado Relativo aos Sistemas e Prestadores de Cuidados de Saúde no dia da alta hospitalar. Resultados Foram analisados 68 indivíduos, sendo 30 (44,1%) do Grupo Controle e 38 (55,9%) do Grupo Intervenção. O escore do Questionário de Avaliação do Paciente Internado Relativo aos Sistemas e Prestadores de Cuidados de Saúde foi semelhante entre os dois grupos (p=0,496). Conclusão Não houve influência da intervenção proposta nos resultados do Questionário de Avaliação do Paciente Internado Relativo aos Sistemas e Prestadores de Cuidados de Saúde, talvez por limitação do instrumento ou por sua aplicação com o paciente ainda internado. Entretanto, por relatos dos pacientes do Grupo Intervenção sobre maior preparo e segurança para a execução das atividades do cotidiano, acredita-se que abordagens de educação do paciente por meio de demonstração devam ser inseridas como parte do processo de preparação para a alta, sempre que possível.
Descritores: Atividades Cotidianas
Educação de Pacientes como Assunto/métodos
Procedimentos Ortopédicos/reabilitação
Treinamento por Simulação/métodos
-Alta do Paciente
Período Pós-Operatório
Artroplastia/reabilitação
Escoliose/cirurgia
Escoliose/reabilitação
Inquéritos e Questionários
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Satisfação do Paciente
Estatísticas não Paramétricas
Hospitalização
Deslocamento do Disco Intervertebral/cirurgia
Deslocamento do Disco Intervertebral/reabilitação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1090078
Autor: Andrade, Suzana Carvalho Vaz de; Marcucci, Rosa Maria Bruno; Faria, Lilian de Fátima Costa; Paschoal, Sérgio Márcio Pacheco; Rebustini, Flávio; Melo, Ruth Caldeira de.
Título: Health profile of older adults assisted by the Elderly Caregiver Program of Health Care Network of the City of São Paulo / Perfil de saúde dos idosos assistidos pelo Programa Acompanhante de Idosos na Rede de Atenção à Saúde do Município de São Paulo
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5263, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: ABSTRACT Objective To assess the health profile of community-dwelling older adults, according to sex, assisted by the Elderly Caregiver Program of the City of São Paulo. Methods Secondary data of 535 older adults, assisted by ten Elderly Caregiver Program teams from the southern region of São Paulo, were collected from medical records and the Multidimensional Evaluation of Older People in Primary Care, after verifying the inclusion and exclusion criteria for the study and obtaining subjects' consent. Results Older adults assisted by this program were predominantly female (77.6%), mean age of 76.2±8.0 years. They had negative self-rated health (67.8%), difficulties in instrumental activities of daily living (68.4%) and signs of mood changes (60.3%). A high prevalence of older adults with vision problems (58.8%), polypharmacy (58.1%), memory-related complaints (55.8%) and multiple morbidities (50.6%) were observed. The prevalence of multiple morbidities, polypharmacy, cognitive impairment and signs of mood changes were higher in women. On the other hand, men reported more hearing problems than women. Conclusion The poorer health conditions of the older adults in this study, evidenced by a high prevalence of subjects with negative self-rated health, difficulties in instrumental activities of daily living, multiple morbidities, polypharmacy and other complaints (sensorial changes, depressive and cognitive symptoms), reinforce the importance of this program as a long-term care policy and as a way to ensure these older adults can continue living in their communities.

RESUMO Objetivo Analisar o perfil de saúde de idosos residentes na comunidade, de acordo com o sexo, cadastrados no Programa Acompanhante de Idosos do Município de São Paulo. Métodos Os dados secundários de 535 idosos assistidos por dez equipes do Programa Acompanhante de Idosos da região sul de São Paulo foram coletados a partir da consulta em prontuários e da Avaliação Multidimensional da Pessoa Idosa na Atenção Primária, após verificados os critérios de inclusão e exclusão para o estudo e a autorização dos idosos selecionados. Resultados Os idosos assistidos por este programa eram predominantemente do sexo feminino (77,6%), apresentavam média de idade 76,2±8,0 anos, tinham autoavaliação negativa de saúde (67,8%), comprometimento das atividades instrumentais da vida diária (68,4%) e indícios de alterações de humor (60,3%). Foi observada alta prevalência de idosos com dificuldades para enxergar (58,8%), polifarmácia (58,1%), queixas de problemas de memória (55,8%) e com múltiplas morbidades (50,6%). Na comparação entre os sexos, a presença de múltiplas morbidades, polifarmácia, queixas cognitivas e sinais de alterações de humor foi maior entre as mulheres. Por outro lado, a demanda de maior prevalência entre os homens foi referente a dificuldades em ouvir. Conclusão As piores condições de saúde desses idosos, constatadas pela alta prevalência de autoavaliação negativa de saúde, pelo comprometimento das atividades instrumentais da vida diária, por múltiplas morbidades, pela polifarmácia e outras queixas (alterações sensoriais, sintomas depressivos e alterações cognitivas), reafirmam a importância deste programa como política de cuidados de longa duração e para a manutenção destes idosos residindo na comunidade.
Descritores: Avaliação Geriátrica/estatística & dados numéricos
Serviços de Saúde para Idosos/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Atividades Cotidianas
Nível de Saúde
Prevalência
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Idoso Fragilizado/estatística & dados numéricos
Fatores Etários
Distribuição por Idade
Polimedicação
Fragilidade/epidemiologia
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1287906
Autor: Brandão, Bárbara Maria Lopes da Silva; dos Santos, Renata Clemente; de Araújo-Monteiro, Gleicy Karine Nascimento; Carneiro, Alan Dionizio; Medeiros, Fabíola de Araújo Leite; Souto, Rafaella Queiroga.
Título: Risk of violence and functional capacity of hospitalized elderly: a cross-sectional study / Riesgo de violencia y capacidad funcional de los ancianos hospitalizados: estudio transversal / Risco de violência e capacidade funcional de idosos hospitalizados: estudo transversal
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;55:e20200528, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).
Resumo: ABSTRACT Objective: To analyze the risk of violence associated to functional capacity and sociodemographic characteristics of hospitalized elderly. Method: Quantitative, cross-sectional, multicenter study conducted with elderly receiving care at university hospitals of the municipalities of João Pessoa and Campina Grande, in the state of Paraíba, Brazil. The scales Katz and Hwalek-Sengstock Elder Abuse Screening Test were applied. The data was analyzed through descriptive and inferential statistics using Chi-squared Pearson test, Spearman correlation test, and multiple logistic regression. Results: The participating elderly amounted to 323. The risk of violence was predominant among female elders aged 60 to 70 who are unable to read or write, live with someone, perform no labor activity, and whose income is higher than a minimum wage. Elders who were dependent for basic and instrumental activities presented a 2.11 score (Confidence Interval = 1.22-3.64; p = 0.000) and 1.70 (1.01-2.85; p = 0.044) and a higher risk of violence. Conclusion: Elders who depended on other people to perform both complex and basic activities are the most exposed to situations of violence.

RESUMEN Objetivo: Analizar el riesgo de violencia asociado a la capacidad funcional y a las características sociodemográficas de los ancianos hospitalizados. Método: Estudio cuantitativo, transversal y multicéntrico, desarrollado con pacientes ancianos atendidos en hospitales universitarios de los municipios de João Pessoa y Campina Grande, en el estado de Paraíba, en Brasil. Se aplicaron la escala de Katz y el Hwalek-Sengstock Elder Abuse Screening Test. Los datos se analizaron mediante estadística descriptiva e inferencial utilizando las pruebas de chi-cuadrado de Pearson, de correlación de Spearman y la regresión logística múltiple. Resultados: Participaron 323 ancianos. El riesgo de violencia fue predominante entre las ancianas con una edad de entre 60 y 70 años, que no saben leer ni escribir, viven con alguien, no ejercen ninguna actividad laboral y tienen una renta superior a un salario mínimo. Los ancianos dependientes para las actividades básicas e instrumentales presentaron una puntuación de 2,11 (Intervalo de Confianza = 1,22-3,64; p = 0,000) y 1,70 (1,01- 2,85; p = 0,044) y un mayor riesgo de violencia. Conclusión: Los ancianos que dependen de otros para realizar tanto las actividades más complejas como las más básicas son los que están más expuestos a situaciones de violencia.

RESUMO Objetivo: Analisar o risco de violência associado à capacidade funcional e características sociodemográficas de idosos hospitalizados. Método: Estudo quantitativo, transversal e multicêntrico, desenvolvido com idosos atendidos em hospitais universitários dos municípios de João Pessoa e Campina Grande, Paraíba, Brasil. Foram aplicadas as escalas de Katz e a Hwalek-Sengstock Elder Abuse Screening Test. Os dados foram analisados por estatística descritiva e inferencial utilizando testes qui-quadrado de Pearson, correlação de Spearman e regressão logística múltipla. Resultados: Participaram 323 idosos. O risco de violência foi predominante entre idosas, com idade entre 60 e 70 anos, que não sabem ler e escrever, moram com alguém, não exercem atividade laboral e possuem renda acima de um salário mínimo. Os idosos dependentes para as atividades básicas e instrumentais apresentam escore de 2,11 (Intervalo de Confiança = 1,22-3,64; p = 0,000) e 1,70 (1,01-2,85; p = 0,044) e maior risco de violência. Conclusão: Os idosos que dependem de terceiros para realizar tanto as atividades mais complexas quanto as mais básicas são aqueles que estão mais expostos às situações de violência.
Descritores: Saúde do Idoso
Enfermagem Geriátrica
-Violência
Idoso
Atividades Cotidianas
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  4 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133774
Autor: Dias, Karina Mello; Herdman, Tracy Heather; Ferretti-Rebustini, Renata Eloah de Lucena; Lopes, Camila Takao; Santos, Eduarda Ribeiro dos.
Título: Relationships between nursing diagnoses and the level of dependence in activities of daily living of elderly residents / Relações entre diagnósticos de enfermagem e nível de dependência para atividades da vida diária de idosos
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5445, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To identify and validate nursing diagnoses of elderly residents, and determine their relationship with the level of dependence in activities of daily living. Methods: One hundred thirty-five older adults were assessed using medical history and physical examination. Twelve validated gerontological instruments were administered to assess delirium, nutritional status, risk for falls, risk for pressure injury, dementia, cognitive losses, depression, and level of dependence in daily living and instrumental activities of daily living. Nursing diagnoses were identified and validated by experienced, doctorally-prepared nurses. The association between the presence of a nursing diagnosis and the level of dependence was assessed by a test for trend in proportions. The Kruskal-Wallis hypothesis test was used to investigate the association between the number of nursing diagnoses and the level of dependence of the elderly. Results: Most older adults were at risk for malnutrition, at high risk for falls, cognitively impaired, totally dependent for daily living and activities of daily living. In addition, they had very mild dementia and most did not have risk for pressure injuries. Depression was noted among those with dementia, but was absent in those without dementia. A total of 52 nursing diagnoses were validated. Of these, 11 were associated with the level of dependence in daily living. Conclusion: These results can be reproduced in other skilled nursing facilities for older adults, and these may allow the planning of interventions to alleviate etiologies and signs/symptoms of nursing diagnoses, rather than simply directing care toward a general category of dependence. Therefore, guaranteeing individualized nursing care to meet the specific needs of each resident.

RESUMO Objetivo: Identificar e validar diagnósticos de enfermagem em idosos de uma instituição de longa permanência e determinar sua relação com o nível de dependência para atividades da vida diária. Métodos: Foram avaliados 135 idosos por meio de histórico clínico e exame físico. Utilizaram-se 12 instrumentos gerontológicos validados para avaliar delirium, estado nutricional, risco de quedas, risco de lesão por pressão, demência, declínio cognitivo, depressão e nível de dependência para atividades da vida diária e atividades instrumentais da vida diária. Os diagnósticos de enfermagem foram identificados e validados por enfermeiros doutores com expertise clínica. A associação entre a presença de diagnóstico de enfermagem e o nível de dependência foi avaliada por teste de tendência de proporções. A associação entre o número de diagnósticos de enfermagem e o nível de dependência dos idosos foi verificada pelo teste de hipótese de Kruskal-Wallis. Resultados: A maioria dos idosos apresentou risco de desnutrição, alto risco de quedas, declínio cognitivo, dependência total para atividades da vida diária e atividades instrumentais da vida diária e demência muito leve. A maior parte não apresentou risco de lesões por pressão. A depressão foi verificada entre aqueles com demência, mas estava ausente naqueles sem demência. Foram validados 52 diagnósticos de enfermagem. Destes, 11 foram associados ao nível de dependência para atividades da vida diária. Conclusão: Estes resultados podem ser reproduzidos em outras instalações qualificadas para idosos e permitir o planejamento de intervenções para aliviar etiologias e sinais/sintomas dos diagnósticos de enfermagem, em vez de simplesmente direcionar os cuidados para uma categoria geral de dependência e, assim, garantir cuidados de enfermagem individualizados para atender às necessidades específicas de cada residente.
Descritores: Diagnóstico de Enfermagem
Atividades Cotidianas
Demência/diagnóstico
Enfermagem Geriátrica/métodos
Instituição de Longa Permanência para Idosos/organização & administração
Casas de Saúde/organização & administração
-Desnutrição
Processo de Enfermagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1286281
Autor: Korkes, Fernando; Teles, Saulo Borborema; Nascimento, Matheus Prado; Almeida, Samira Scalso de; Codeço, Artur Martins.
Título: Comparison of outcomes and costs of surgery versus sclerotherapy to treat hydrocele / Comparação entre resultados e custos de cirurgia e de escleroterapia para tratamento de hidrocele
Fonte: Einstein (Säo Paulo);19:eGS5920, 2021. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To evaluate the outcomes and costs associated with surgery versus sclerotherapy as treatment of hydroceles. Methods: A total of 53 men consecutively treated for hydrocele at our organization, between December 2015 and June 2019, were retrospectively analyzed (39 with Jaboulay technique and 14 with sclerotherapy). All charts were reviewed, assessing clinical data, ultrasound findings, surgical data, and post-procedure outcomes. The hospital finance department calculated the cost of outpatient evaluation, complementary tests, supplies, drugs, and professionals' costs throughout all procedures. Results: The median age for both groups was similar (58 and 65 years old). Comorbidities were less frequent in the Surgery Group (20; 51%) than in the Sclerotherapy Group (14; 100%, p<0.05). The median length of hospital stay was 34.5±16.3 hours for the Surgery Group and 4 hours for the Sclerotherapy Group. The mean follow-up period was similar for both groups (85.4±114.8 days after surgery, and 60.9±80.1 days after sclerotherapy, p=0.467). No significant complications occurred in any patient. Success rates were 94.8% after surgery and 92.8% after sclerotherapy. The mean cost per patient was US$2,558.69 in the Surgery Group (Hydrocelectomy Group) and US$463.58 in the Sclerotherapy Group (p<0.0001). Costs directly related to in-hospital treatment procedures were significantly higher for surgery versus sclerotherapy (US$2,219.82±US$1,629.06 versus US$130.64±US$249.60; p<0.0001). Conclusion: Sclerotherapy is an excellent treatment option for idiopathic hydrocele as compared to traditional Jaboulay. It has a high success rate, low complication rates, fast discharge and patients return quicker to activities of daily living.

RESUMO Objetivo: Avaliar resultados e custos associados à cirurgia e à escleroterapia como tratamentos das hidroceles. Métodos: Foram tratados consecutivamente para hidrocele em nossa instituição 53 homens, entre dezembro de 2015 e junho de 2019, os quais foram analisados retrospectivamente (39 pela técnica de Jaboulay e 14 por escleroterapia). Todos os prontuários foram revisados, avaliando dados clínicos, achados de ultrassom, dados cirúrgicos e desfechos pós-procedimento. O departamento financeiro do hospital calculou o custo da avaliação ambulatorial, dos exames complementares, dos insumos, dos medicamentos e dos profissionais em todos os procedimentos. Resultados: A idade mediana foi semelhante nos dois grupos (58 e 65 anos). Comorbidades foram menos frequentes no Grupo Cirurgia (20; 51%) do que no Grupo Escleroterapia (14; 100%; p<0,05). O tempo mediano de internação hospitalar foi 34,5±16,3 horas para o Grupo Cirurgia e 4 horas para Grupo Escleroterapia. O período médio de seguimento foi semelhante nos dois grupos (85,4±114,8 dias após a cirurgia e 60,9±80,1 dias após escleroterapia; p=0,467). Nenhuma complicação significativa ocorreu nos pacientes. As taxas de sucesso foram de 94,8% após a cirurgia e 92,8% após a escleroterapia. O custo médio por paciente foi de US$2,558.69 para Grupo Cirurgia e US$463.58 para Grupo Escleroterapia (p<0,0001). Os custos relacionados aos procedimentos de tratamento hospitalar foram significativamente maiores para cirurgia em relação à escleroterapia (US$2,219.82±US$1,629.06 versus US$130.64±US$249.60; p<0,0001). Conclusão: A escleroterapia é uma excelente opção de tratamento para hidrocele idiopática em comparação com a tradicional Jaboulay. Apresenta alta taxa de sucesso, baixas taxas de complicações e alta rápida, além de os pacientes retornarem mais rapidamente às atividades diárias.
Descritores: Escleroterapia
Hidrocele Testicular/terapia
-Atividades Cotidianas
Estudos Retrospectivos
Tempo de Internação
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1286297
Autor: Araújo, Lara Miguel Quirino; Moreira, Patrícia Ferreira do Prado; Almada Filho, Clineu de Mello; Araújo, Luciano Vieira de; Costa, Aline Granja; Sesso, Ricardo de Castro Cintra; Bilezikian, John P; Lazaretti-Castro, Marise; Cendoroglo, Maysa Seabra.
Título: Association between fibroblast growth factor 23 and functional capacity among independent elderly individuals / Associação entre fator de crescimento de fibroblastos 23 e capacidade funcional em idosos independentes
Fonte: Einstein (Säo Paulo);19:eAO5925, 2021. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Objective To examine the association of between serum fibroblast growth factor 23 and the functional capacity among independent individuals, aged 80 or older. Methods The functional capacity of 144 elderly was assessed by Instrumental Activities of Daily Living, cognitive tests, handgrip strength and the timed ability to rise from a chair and sit down five times. Fibroblast growth factor 23 was measured using an ELISA assay. Results Participants in the lowest fibroblast growth factor 23 tertile had the highest mean±standard deviation estimated glomerular filtration rate, the highest mean hemoglobin level, the lowest average number of diseases and the lowest number of medications used. In participants with the estimated glomerular filtration rate >45mL/minute/1.73m2, mean fibroblast growth factor 23 level was higher in those with 25(OH) vitamin D <20ng/mL than in those with 25(OH) vitamin D ≥20ng/mL (75.6RU/mL±42.8 versus 68.5RU/mL±41.7; p<0.001). There was an increase in the mean serum cystatin C (from 1.3mg/mL±0.3 to 1.5mg/mL±0.3 to 1.7mg/mL±0.4) as function of higher fibroblast growth factor 23 tertile (p<0.001). Fibroblast growth factor 23 levels were not significantly associated with capacity in physical or cognitive tests. Conclusion In independent community-dwelling elderly, aged ≥80 years, fibroblast growth factor 23 was associated with aged-related comorbidities and renal function but not with functional capacity.

RESUMO Objetivo Examinar a associação entre o fator de crescimento de fibroblastos 23 sérico e a capacidade funcional em indivíduos independentes, com 80 anos ou mais. Métodos A capacidade funcional de 144 idosos foi avaliada por meio de Atividades Instrumentais da Vida Diária, testes cognitivos, força de preensão manual e capacidade de levantar de uma cadeira e sentar cinco vezes. O fator de crescimento de fibroblastos 23 foi medido pelo teste ELISA. Resultados Os participantes no tercil mais baixo de fator de crescimento de fibroblastos 23 tiveram a maior média±desvio-padrão da taxa de filtração glomerular estimada, concentração média de hemoglobina mais alta, menor número médio de doenças e menor número de medicamentos utilizados. Em participantes com taxa de filtração glomerular estimada >45mL/minuto/1,73m2, o nível médio do fator de crescimento de fibroblastos 23 foi maior naqueles com 25(OH) vitamina D <20ng/mL do que naqueles com 25(OH) vitamina D ≥20ng/mL (75,6RU/mL±42,8 versus 68,5RU/mL±41,7; p<0,001). Houve aumento na cistatina C sérica média (de 1,3mg/mL±0,3 a 1,5mg/mL±0,3 a 1,7mg/mL±0,4) em função do tercil de fator de crescimento 23 de fibroblastos mais alto (p<0,001). Os níveis de fator de crescimento de fibroblastos 23 não foram significativamente associados à capacidade em testes físicos ou cognitivos. Conclusão Em idosos independentes residentes na comunidade ≥80 anos, o fator de crescimento de fibroblastos 23 foi associado a comorbidades relacionadas à idade e à função renal, mas não à capacidade funcional.
Descritores: Atividades Cotidianas
Força da Mão
-Fatores de Crescimento de Fibroblastos
Taxa de Filtração Glomerular
Limites: Humanos
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1289972
Autor: Maia, Luciana Colares; Colares, Thomaz de Figueiredo Braga; Morais, Edgar Nunes de; Costa, Simone de Melo; Caldeira, Antônio Prates.
Título: Impact of matrix support on older adults in primary care: randomized community trial / Impacto do apoio matricial a idosos na atenção primária: ensaio comunitário randomizado
Fonte: Rev. saúde pública (Online);55:10, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To analyze the effect of matrix support on health for older adults in primary care according to the dimensions of frailty measured with the Clinical-Functional Vulnerability Index-20 (IVCF-20). METHODS This is a randomized controlled community trial, developed in the Northern Minas Gerais state, Brazil, in 2018. Initially, the stratification of clinical and functional vulnerability of older adults supported by six Family Health Strategy teams occurred with the IVCF-20. Subsequently, three teams were drawn to receive matrix support for six months, and the others for control. In this intervention, face-to-face educational activities were developed for health teams. Descriptive statistics were performed, followed by bivariate analysis by Pearson's chi-square test, to compare the variables of the IVCF-20 between the two moments (before and after the intervention), with a 5% significance level. Relative risks and respective 95% confidence intervals (95%CI) were estimated. RESULTS The groups were similar before intervention, and the effect of matrix actions was positive for most dimensions measured by IVCF-20 (instrumental daily living activity, cognition, mood, mobility, communication, and multiple comorbidities). At the end of the research, the percentage of frailty in the group assisted by professionals participating in matrix support was lower than that of the control group. CONCLUSIONS Matrix support actions, such as pedagogical attribution and horizontal care for health teams, have the potential to contribute to the articulation of models of care for older adults. REBEC registro BR-7b9xff

RESUMO OBJETIVO Analisar o impacto do apoio matricial em saúde ao idoso na atenção primária de acordo com as dimensões de fragilidade aferidas por meio do índice de vulnerabilidade clínico-funcional (IVCF-20). MÉTODOS Trata-se de ensaio comunitário randomizado controlado (ECRC), desenvolvido no norte de Minas Gerais, Brasil, em 2018. Inicialmente ocorreu, por meio do IVCF-20, a estratificação de vulnerabilidade clínico-funcional dos idosos assistidos por seis equipes de Estratégia de Saúde da Família. Posteriormente, três equipes foram sorteadas para receber apoio matricial durante seis meses, e as demais, para controle. Nesta intervenção, desenvolveram-se atividades educativas presenciais para as equipes de saúde. Realizou-se estatística descritiva, seguida de análise bivariada pelo teste qui-quadrado de Pearson, para comparação das variáveis do IVCF-20 entre os dois momentos (antes e após a intervenção), com nível de significância de 5%. Estimaram-se os riscos relativos (RR) e os respectivos intervalos de confiança de 95% (IC95%). RESULTADOS Os grupos eram similares antes da intervenção, e o efeito de ações de matriciamento foi positivo para a maioria das dimensões aferidas pelo IVCF-20 (atividade de vida diária instrumental, cognição, humor, mobilidade, comunicação e comorbidades múltiplas). O percentual de fragilidade no grupo assistido por profissionais participantes do apoio matricial, ao final da pesquisa, foi inferior ao do grupo controle. CONCLUSÕES As ações de matriciamento, como atribuição pedagógica e assistência horizontal para as equipes de saúde, têm o potencial de contribuir para a articulação de modelos de cuidado para a saúde do idoso. REBEC registro BR-7b9xff
Descritores: Atividades Cotidianas
Fragilidade
-Atenção Primária à Saúde
Brasil
Limites: Humanos
Idoso
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-715333
Autor: Rubio-Grillo, María Helena; Salazar-Torres, Lenis Judith; Rojas-Fajardo, Aida.
Título: Habilidades motoras y de procedimiento que interfieren en la vida académica habitual de un grupo de estudiantes con signos y síntomas de TDAH / Procedural Motor Skills and Interference in the Academic Life Routine of a Group of Schoolchildren With Signs and Symptoms of ADHD
Fonte: Rev. colomb. psiquiatr;43(1):18-24, ene.-mar. 2014. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Hay una ascendente prevalencia del trastorno por déficit de atención e hiperactividad (TDAH) en las instituciones educativas. Las dificultades en el desarrollo académico se manifiestan en la lentitud del procesamiento de información, dificultades en la planificación y la memoria de trabajo, dificultades en mantener la concentración y en seleccionar los datos o estímulos relevantes para la ejecución y la finalización de tareas. Si no se establecen medidas educativas y adecuada intervención especializada, estas características pueden afectar a los aprendizajes significativos. Se propuso identificar las habilidades motoras y de procedimiento que interfieren en las actividades académicas de un grupo de estudiantes de básica primaria con signos y síntomas de TDAH. Material y métodos: Investigación descriptiva, en la que participaron estudiantes de 2.º a 4.º grado de básica primaria, en quienes se detectaron signos y síntomas de TDAH a partir de los cuestionarios para profesores y de conducta en la escuela. Se determinaron las habilidades motoras y de procedimiento, y se evidenció cuáles interferían en la ejecución de actividades académicas. Resultados: La población que presentó comportamientos de inatención e hiperactividad manifestó dificultades de comportamiento, bajo funcionamiento académico y, a su vez, mayor dificultad en las habilidades de postura y de organización de espacio y objetos, lo que interfirió en las actividades de la vida académica diaria. Conclusiones: La valoración de las habilidades motoras y de procedimiento permitió determinar las dificultades específicas en las actividades cotidianas y acordar las estra tegias de intervención en el aula de clase.

Introduction: There is a rising prevalence of attention deficit and hyperactivity disorder (ADHD) in educational institutions. Difficulties in academic development manifest as: slow information processing, difficulty in planning and working memory, difficulty staying focused, struggle selecting data or stimuli relevant to the implementation and completion of tasks. If adequate educational measures and specialized intervention are not established, the characteristics may affect instrumental learning. The aim of this study is to identify procedural motor skills that interfere with academic activities in a group of elementary school children, with signs and symptoms of ADHD. Material and methods: Descriptive study including children from 2nd to 4th grade of elementary school in which teachers detected signs and symptoms of ADHD by using questionnaires and observing school behavior. Procedural motor skills were identified and it was evidenced which skills interfered in the execution of academic activities. Results: The population that showed inattention and hyperactivity behaviors manifested behavioral problems, low academic performance, and in turn, greater difficulty in postural skills and skill related with organization of space and objects, which interfered with the activities of daily living academic routine, as expected. Conclusions: The assessment of procedural motor skills allowed to determine specific difficulties in routine activities, and to agree on intervention strategies in the classroom.
Descritores: Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade
Atividades Cotidianas
Desempenho Acadêmico
-Instituições Acadêmicas
Sinais e Sintomas
Comportamento
Docentes
Comportamento Problema
Destreza Motora
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: CO78 - Asociación Colombiana de Psiquiatría


  9 / 1347 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Cesar, Cibele Comini
Proietti, Fernando Augusto
Texto completo
Id: biblio-979037
Autor: Ferreira, Fabiane Ribeiro; César, Cibele Comini; Andrade, Fabíola Bof de; Souza Junior, Paulo Roberto Borges de; Lima-Costa, Maria Fernanda; Proietti, Fernando Augusto.
Título: Aspects of social participation and neighborhood perception: ELSI-Brazil / Aspectos da participação social e a percepção da vizinhança: ELSI-Brasil
Fonte: Rev. saúde pública (Online);52(supl.2):18s, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Brazilian Ministry of Health; . Secretariat of Health Care; . Secretariat of Health Care; . Secretariat of Health Care.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To determine the impact of the physical and social surroundings of the neighborhood, which are presented as facilitators or barriers for the social participation of Brazilian older adults. METHODS The study was conducted in a probabilistic representative sample of the Brazilian population aged 50 years and older and who lived in urban areas (n = 7,935). The response variable was social participation, which was defined from two questions about activities performed with other persons: visited friends or relatives in their homes in the last 12 months (yes, no); went out with other persons to public places, such as restaurant, movies, club, park, in the last 12 months (yes, no). The explanatory variables included fear of falling because of defects in sidewalks, concern about the difficulty to get on a bus, subway, or train, difficulty to cross streets, and perception of violence in the neighborhood. Potential confounding variables included age, marital status, education level, self-rated health, living in an asphalted or paved street, time living in the municipality, and socioeconomic position score. Prevalence ratios and respective confidence intervals were estimated using Poisson regression. RESULT Difficulty to cross streets presented an independent association with restricted social participation (PR = 0.95; 95%CI 0.93-0.98) among both women (PR = 0.96; 95%CI 0.92-0.99) and men (PR = 0.94; 95%CI 0.90-0.99). Concern about the difficulty to get on a bus, subway, or train was associated with the outcome only among men (PR = 0.95; 95%CI 0.91-0.99). The fear of falling because of defects in sidewalks and the perception of violence in the neighborhood were not associated with social participation. CONCLUSIONS Urban characteristics that hinder the crossing of streets and accessibility to public transport can be inferred as important barriers for the social participation of Brazilian older adults.

RESUMO OBJETIVO Determinar o impacto do entorno físico e social da vizinhança, que se apresentam como facilitadores ou barreiras, para a participação social de adultos mais velhos brasileiros. MÉTODOS O estudo foi conduzido em amostra probabilística representativa da população brasileira, residente em áreas urbanas, com 50 anos ou mais de idade (n = 7.935). A variável resposta foi participação social, definida a partir de duas perguntas sobre atividades realizadas com outras pessoas: visitou seus amigos ou familiares em suas casas nos últimos 12 meses (sim, não); saiu com outras pessoas para lugares públicos, como restaurante, cinema, clube, praça, nos últimos 12 meses (sim, não). As variáveis explicativas incluíram medo de cair por causa de defeitos nos passeios, preocupação com a dificuldade de subir em ônibus, metrô ou trem, dificuldade em atravessar a rua e percepção de violência na vizinhança. As potenciais variáveis de confusão incluíram faixa etária, situação conjugal, escolaridade, autoavaliação da saúde, residência em rua asfaltada ou pavimentada, tempo de moradia no município e escore de indicador de posição socioeconômica. Razões de prevalência e respectivos intervalos de confiança foram estimados por meio da regressão de Poisson. RESULTADO A dificuldade em atravessar a rua apresentou associação independente com a restrição para participação social (RP = 0,95; IC95% 0,93-0,98), tanto entre as mulheres (RP = 0,96; IC95% 0,92-0,99) quanto entre os homens (RP = 0,94; IC95% 0,90-0,99). A preocupação com a dificuldade de subir em ônibus, metrô ou trem apresentou associação com o desfecho somente entre os homens (RP = 0,95; IC95% 0,91-0,99). O medo de cair por causa de defeitos nos passeios e a percepção de violência na vizinhança não foram associados à participação social. CONCLUSÕES Características urbanas que ocasionam dificuldade em atravessar a rua e a acessibilidade ao transporte público podem ser inferidas como importantes barreiras para a participação social de adultos mais velhos brasileiros.
Descritores: Apoio Social
Envelhecimento
Características de Residência/estatística & dados numéricos
Participação Social
-População Urbana
Brasil
Atividades Cotidianas
Estudos Transversais
Estudos Longitudinais
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1347 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Cherchiglia, Mariângela Leal
Texto completo
Id: biblio-979033
Autor: Andrade, Eli Iola Gurgel; Cherchiglia, Mariângela Leal; Souza Junior, Paulo Roberto Borges de; Andrade, Fabíola Bof de; Mambrini, Juliana Vaz de Melo; Lima-Costa, Maria Fernanda.
Título: Factors associated with the receipt of pensions among older adults: ELSI-Brazil / Fatores associados ao recebimento de aposentadorias entre adultos mais velhos: ELSI-Brasil
Fonte: Rev. saúde pública (Online);52(supl.2):15s, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Brazilian Ministry of Health; . Secretariat of Health Care; . Secretariat of Health Care; . Secretariat of Health Care.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To describe the prevalence of receipt of pensions and associated factors in a nationally representative sample of the Brazilian population aged 50 years and over. METHODS We used data from 9,130 participants from the Brazilian Longitudinal Study of Aging (ELSI-Brazil) baseline survey. The outcome variable was receipt of pensions from any source. The exploratory variables were age, gender, residence by region and by urban/rural area, household arrangements, schooling, household assets, perception of income sufficiency, age when started working, number of chronic diseases, and functional limitation. The analyses were based on the Poisson and binary logistic regressions. RESULTS The prevalence of the receipt of pension was 54.3%. In the multivariate analysis, the following factors showed statistically significant (p < 0.05) associations with the outcome: age [Prevalence Ratio (PR) = 2.59 and 3.24 for 60-69 and 70 years], rural residence (PR = 1.23 ), residence in the Northeast, South and Southeast compared to the North (PR ranging from 1.18 to 1.23), living arrangements (PR = 1.07 and 1.15 for living with one person and living alone), perception of income sufficiency (PR = 1.08 and 1.15 for sometimes and always), functional limitation (PR = 1.13) and having 1 and ≥ 2 chronic diseases (PR = 1,09 and 1,17). Negative association was observed for 5-8 years of education. No association between age when the individual started working and the outcome was observed. Younger participants (50-59 years old) with ≥ 2 diseases or functional limitation were 31% and 63% more likely to receive pensions, respectively; the strength of these associations declined with age. CONCLUSIONS The results suggest that health conditions are important determinants of early retirement. Discussions to increase age to the retirement cannot be separated from those on improvements in the health conditions of the Brazilian population.

RESUMO OBJETIVO Descrever a prevalência do recebimento de aposentadorias e pensões e analisar seus fatores associados em amostra nacional da população com 50 anos ou mais. MÉTODOS Foram utilizados dados de 9.130 participantes da linha de base do Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil). O desfecho foi o recebimento do benefício por qualquer fonte. As variáveis exploratórias incluíram: idade, sexo, residência por região e zona urbana ou rural, arranjos domiciliares, escolaridade, bens domiciliares, suficiência da renda, idade em que começou a trabalhar, número de doenças crônicas e limitação funcional. As regressões de Poisson e logística binária foram utilizadas nas análises. RESULTADOS A prevalência do recebimento do benefício foi de 54,3%. Na análise multivariada, os seguintes fatores apresentaram associações significantes (p < 0,05) com o recebimento do benefício: idade [razão de prevalência (RP) = 2,59 e 3,24 para 60-69 e 70 anos], residência rural (RP = 1,23), residência no Nordeste, Sul e Sudeste em comparação ao Norte (RP variando entre 1,18 e 1,23), arranjos domiciliares (RP = 1,07 e 1,15 para morar com uma pessoa e para morar só), percepção da suficiência da renda (RP = 1,08 e 1,15 para às vezes e sempre suficiente), ter doenças crônicas (RP = 1,09 e 1,17 para 1 e ≥ 2) e limitação funcional (RP = 1,13). Associação negativa foi observada para escolaridade igual a 5-8 anos (RP = 0,88). O recebimento do benefício não foi associado com a idade em que começou a trabalhar. Participantes mais jovens (50-59 anos) com ≥ 2 doenças crônicas ou limitação funcional foram 31% e 63% mais propensos a receber o benefício. Com o aumento da idade, a força dessas associações diminuiu. CONCLUSÕES Os resultados sugerem que as condições de saúde são importantes determinantes da aposentadoria ou pensão precoce. As discussões para aumentar a idade da aposentadoria não podem ser separadas daquelas acerca de melhorias das condições de saúde da população brasileira.
Descritores: Pensões/estatística & dados numéricos
Atividades Cotidianas
Doença Crônica/epidemiologia
-População Rural
Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Prevalência
Estudos Longitudinais
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 135 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde