Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.760.169.063.500.083 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 17 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 17 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996626
Autor: Cerminara, R.
Título: Las mascotas con fines terapéuticos en el ámbito hospitalario / Pets for therapeutic purpose in the hospital setting
Fonte: Med. infant;26(1):50-52, Marzo 2019.
Idioma: es.
Descritores: Equipe de Assistência ao Paciente
Pacientes/psicologia
Terapia Assistida por Animais
Hospitais Pediátricos/tendências
Limites: Seres Humanos
Animais
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: AR305.1 - SID - Servicio de Información y Documentación


  2 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-965228
Autor: Marinho, Jéssica Riedi Souza; Zamo, Renata de Souza.
Título: Terapia assistida por animais e transtornos do neurodesenvolvimento / Animal assisted therapy and neurodevelopmental disorders / Terapia asistida por animales y transtornos del neurodesarollo
Fonte: Estud. pesqui. psicol. (Impr.) = Estud. pesqui. psicol;17(3):1063-1083, set.-dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo visa levantar, por meio de construções teórico-científicas, os benefícios que a Terapia Assistida por Animais (TAA) pode gerar quando utilizada para tratamento com crianças que apresentam algum comprometimento neurodesenvolvimental. O contato humano-animal é conhecido desde a antiguidade, porém, apenas na atualidade estudos em torno deste viés estão crescendo. Portanto, foi realizada uma revisão crítica da literatura, analisando os dados coletados a partir de análise de conteúdo. Os resultados apontam o potencial benéfico deste tipo de intervenção com crianças com dificuldades sociais, cognitivas e físicas. Os animais mais utilizados são cachorros e cavalos para tratamento de crianças com Transtorno do Espectro Autista, Síndrome de Down e Deficiência Intelectual. Dessa forma, há uma possibilidade de que os profissionais da Psicologia, e de outras áreas da saúde, utilizem ou encaminhem para a Terapia Assistida por Animais (TAA) seus pacientes. Ainda assim, conclui-se que há a necessidade de mais estudos empíricos. (AU)

This article aims to evaluate, through theoretical and scientific papers, the benefits that Animal Assisted Therapy (AAT) can provide to children who have some neurodevelopmental impairment. The benefits of human-animal contact has been known since antiquity, but studies around this area are starting to grow only currently. Therefore, we performed a critical review of the literature by analyzing the data collected using content analysis. The results showed the potential benefit of this type of intervention to children with social, cognitive and physical disabilities. The most commonly used animals were dogs and horses for treatment of children with Autism Spectrum Disorder, Down Syndrome and Intellectual Disabilities. Thus, there are possibility for psychologists and other professionals of health areas use or referee this kind of intervention to their patients. Still, we can conclude that there is a lack to more empirical studies using AAT. (AU)

El presente artículo tiene por objeto evaluar, por medio de los aportes teóricos y científicos, los beneficios que la Terapia Asistida por Animales- (TAA) puede generar cuando se la utiliza para el tratamiento de niños con algún tipo de compromiso en el desarrollo neurológico y mental. El contacto humano-animal es conocido desde la antigüedad, sin embargo, los estudios en torno a esta tendencia están empezando a crecer sólo en este momento. Por lo tanto, se realizó una revisión crítica de la literatura mediante el análisis de los datos obtenidos por medio del análisis de contenido. Los resultados muestran el beneficio potencial de este tipo de intervención con niños con dificultades sociales, cognitivas y físicas. Los animales más utilizados son el perro y el caballo para el tratamiento de los niños con trastorno del espectro autista, síndrome de Down y Discapacidad Intelectual. De este modo, existe la posibilidad de los profesionales de psicología, y otras áreas del salud, utilizar o indicar este medio de intervención para ayudar en el tratamiento de los pacientes. Aun así, se puede concluir que existe una necesidad de más estudios empíricos. (AU)
Descritores: Criança
Saúde Mental
Terapia Assistida por Animais
-Transtornos do Neurodesenvolvimento
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1691.1 - Biblioteca CEH/A


  3 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-972684
Autor: Milhomem, Alyne Coelho Moreira; Calefi, Mariana Pereira Sayago Soares; Marodin, Nayara Brea.
Título: Visita terapêutica de cães a pacientes internados em uma unidade de cuidados paliativos / Therapeutic visit of dogs to patients hospitalized in a palliative care unit
Fonte: Comun. ciênc. saúde;29(supl. 1):84-87, ago. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: o uso terapêutico de animais na saúde é utilizado há décadas. Apesar dos benefícios, a presença de animais em serviços é questionada, tendo em vista o risco de infecções. Objetivo: relatar a implantação das atividades assistidas por animais em Unidade de Cuidados Paliativos. Métodos: relato de experiência acerca da implantação das visitas terapêuticas de cães a pacientes internados. Resultados e discussões: houve relatos de pacientes, acompanhantes e funcionários favoráveis à continuação do projeto. Não foram relatados incidentes com relação a comportamento dos cães e não foram registrados surtos de infecções. Considerações: iniciativas como esta são estimulantes e desafiadoras.

Introduction: the therapeutic use of animals in health has been used for decades. Despite the benefits, the presence of animals in services is questioned, given the risk of infections. Objective: to report the implementation of animal assisted activities in the Palliative Care Unit. Methods: report of experience about the implantation of the therapeutic visits of dogs to inpatients. Results and discussions: there were reports of patients, companions and employees favorable to the continuation of the project. No incidents were reported regarding dog behavior and no infection outbreaks were reported. Considerations: initiatives like this are stimulating and challenging.
Descritores: Terapia Assistida por Animais
Assistência Hospitalar
Controle de Infecções
Cuidados Paliativos
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)


  4 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-910233
Autor: Ichitani, Tatiane; Cunha, Maria Claudia.
Título: Effects of animal-assisted activity on self-reported feelings of pain in hospitalized children and adolescents
Fonte: Psicol. reflex. crit;29:43, 2016. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Animal-assisted intervention (AAI) is an approach recently introduced into the hospital environment to improve the quality of hospitalization and provide important benefits for patients with chronic diseases and long-term hospitalizations. This work aims to verify the effects of animal-assisted activity (AAA) on the expression and quality of self-reported pain in hospitalized children and adolescents, while considering the subjects' subjectivity. The participants were 17 hospitalized children/adolescents of both genders, aged 7 years and older, who complained of pain. Two therapy dogs were selected for the intervention according to the criteria of international protocols. The participants were asked an open question ("How would you describe your pain?"). After the question, an AAA session, which lasted between 5 and 10 min, was held with random activities spontaneously chosen by the subject. The open question was asked again at the end of the session, without the presence of the dog. Positive effects were observed in this population with regard to a decrease in self-reported pain. These results suggest that there is a possible symbolic elaboration of pain by the subject, in which the dog might represent acceptance and affection at a moment of great emotional suffering. (AU)
Descritores: Adolescente Hospitalizado/psicologia
Terapia Assistida por Animais
Criança Hospitalizada/psicologia
Manejo da Dor/psicologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  5 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-881978
Autor: Oliveira, Glícia Ribeiro de; Cunha, Maria Claudia.
Título: Efeitos da Atividade Assistida por Animais nas condutas comunicativas de idosos: abordagem fonoaudiológica / Effects of Animal Assisted Activity in elderly's communication conducts: speech therapy approach / Efectos de la Actividad Asistida por Animales en las conductas comunicativas de ancianos: enfoque de la terapia del habla
Fonte: Distúrb. comun;29(4):644-653, dez. 2017. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Nos dias atuais, estudos sobre o uso dos animais no tratamento com pessoas (Intervenções Assistidas por Animais, as IAAs) ressaltam efeitos benéficos, melhoria na promoção ou melhoria da saúde. Objetivo: Descrever os efeitos da Atividade Assistida por Animais (AAA) nas condutas comunicativas de idosos. Método: Pesquisa de natureza clínico-qualitativa, desenvolvida em uma clínica geriátrica, obedecendo aos critérios éticos para a realização de pesquisas com seres humanos. Casuística: nove idosos, de ambos os sexos, na faixa etária entre 61 e 92 anos, residentes em uma clínica, que demonstraram disposição/motivação mediante contato com o cão participante do estudo. Procedimento: foram seis sessões em grupo, de periodicidade mensal, com duração de 45 minutos, gravados em vídeo. O material foi transcrito ortograficamente destacando-se os elementos verbais e não verbais mais significantes da interação fonoaudiólogo-idosos-cão, privilegiando-se as condutas comunicativas. Foram registradas três sessões da pesquisadora ao grupo dos nove idosos sem a presença do cão, para efeito comparativo. Resultados: A presença do cão foi um facilitador das interações e promoveu o estabelecimento/fortalecimento dos vínculos interpessoais quanto à ocorrência e a caracterização da atividade dialógica, ocorrência e caracterização de condutas não verbais e das condutas psicossociais dos idosos. Conclusão: A presença do cão configurou-se como recurso potente, cuja efetividade foi revelada pela evolução significativa do desempenho comunicativo dos sujeitos estudados. Esta pesquisa pretendeu contribuir com a busca de evidências científicas sobre o tema, especificamente na Fonoaudiologia.

Introduction: Studies on the use of animals in the treatment of people emphasize the promotion or improvement of health related to the beneficial effects of the so-called Animal-Assisted Interventions, the IAAs. Objective: To describe the effects of Animal Assisted Activity (AAA) in elderly communication. Method: Research of clinical-qualitative nature, developed in a geriatric clinic, obeying the ethical criteria for conducting research with human beings. Casuistry: 09 elderly, of both genders, in the age group between 61 and 92 years who demonstrated disposition / motivation through contact with the dog participating in the study. Dog selection followed criteria relating to health assessment, temperament and socialization. Procedure: Six group visits, monthly, lasting 45 minutes, videotaped. The material was transcribed for the most significant verbal and non-verbal elements of the speech-hearing-elderly-dog interaction, favoring communicative behaviors. Three visits of the researcher were registered without the presence of the dog, for comparative effect. Results: The presence of the dog was a facilitator of the interactions and promoted the establishment / strengthening of the interpersonal ties regarding the occurrence and characterization of the dialogical activity, occurrence and characterization of nonverbal behaviors and psychosocial behaviors of the elderly. Conclusion: The presence of the dog was configured as a potent resource, whose effectiveness was revealed by the significant evolution of the communicative performance of the studied subjects. This research intends to contribute with the search of scientific evidences on the subject, specifically in Speech, Language and Hearing Sciences.

Introducción Estudios sobre el uso de animales en el tratamiento de personas muestran la promoción, el perfeccionamiento de la salud relacionada con los beneficios de las intervenciones de ayuda para los animales, el IAA. Objetivo Describir los efectos de la actividad asistida para Animales (AAA) en la comunicación de los ancianos. Método Investigación clínico-cualitativa, en una clínica geriátrica, de acuerdo con criterios éticos para la realización de investigaciones en humanos. Pacientes: 09 ancianos de los dos sexos, con edades entre 61-92 años que han demostrado su voluntad/motivación poniéndose en contacto con el estudio del perro participante. El perro siguió criterios de selección para la evaluación de la salud, el temperamento y la socialización. Procedimiento: seis sesiones grupales mensuales con duración de 45 minutos, grabadas en vídeo. El material fue transcrito en relación a los elementos verbales y no verbales más significativos de la interacción fonoaudiólogo-ancianos-perro, destacando los comportamientos comunicativos. Fueron registradas tres visitas del investigador sin el perro, a efectos comparativos. Resultados La presencia del perro fue un facilitador de las interacciones y ha promovido el establecimiento / fortalecimiento de los vínculos interpersonales como la ocurrencia y la caracterización de la actividad dialógica, ocurrencia y caracterización de comportamientos no verbales y comportamientos psicosociales de los ancianos. Conclusión La presencia del perro ha configurado como poderoso recurso cuya eficacia ha sido revelada por la evolución significativa de la comunicación de los sujetos estudiados. Esta investigación objetiva contribuir a la búsqueda de evidencias científicas sobre el tema, específicamente en la Fonoaudiología.
Descritores: Idoso
Terapia Assistida por Animais
Comunicação
Cães
Fonoaudiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri


  6 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-879293
Autor: Oliveira, Glícia Ribeiro de; Ichitani, Tatiane; Cunha, Maria Claudia.
Título: Atividade Assistida por Animais: efeitos na comunicação e interação social em ambiente escolar / Animal Assisted Activity: effects in communication and interpersonal relations inside the school environment / Actividad Asistida por Animales: efectos sobre la comunicación y la interacción social en el entorno escolar
Fonte: Distúrb. comun;28(4):759-763, dez. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: As Intervenções Assistidas por Animais englobam Atividade, Educação e Terapia Assistida por Animais (A/E/TAA). A AAA define-se como interações informais por meio de visitas realizadas em instituições de saúde e educação, com fins motivacionais, educacionais e recreativos. A AAA foi introduzida na rotina de uma creche-escola utilizando cães. O sujeito, do gênero masculino, 11 anos de idade, fez parte de um grupo de cinco crianças selecionadas pela diretora pedagógica. A queixa era de agressividade, hiperatividade, os comportamentos frequentes de isolamento, brigas corporais e recusa em participar de atividades em grupo. Foram propostas atividades motivacionais sobre concentração, paciência e persistência. A cada AAA, observou-se a evolução positiva do sujeito na interação com os colegas, nas demais situações cotidianas na creche, redução das condutas agressivas e de isolamento habituais. Pontua-se a AAA como um facilitador da interação social dessa criança, promovendo a superação da condição estigmatizada diante do grupo.

The Animal Assisted Interventions cover Activity, Education, and Animal Assisted Therapy (A/E/ AAT). AAA is defined as informal interactions by visits done to health and educational institutions for motivational, educational, and recreational purposes. Dogs were introduced to a day care-school's routine. The subject was an 11-year-old male, part of a group of five children selected by pedagogy director. The complaint was that the subject showed aggressiveness, hyperactivity, frequent isolation behavior, physical fights, and refusal to participate on group activities. It was proposed motivational activities of concentration, patience, and persistence. In each AAA was observed a positive development of the subject in regards to interaction with friends, with other daily situations at the day care, and the reduction on both aggressiveness actions and isolation habits. AAA has shown to be a facilitator on the social interaction of the subject by promoting the subject's control over his stigmatized condition before the group.

Las Intervenciones Asistidas por Animales incluyen Actividad, Educación y Terapia Asistida por Animales (A / E / TAA). AAA se define como interacciones informales a través de visitas en las instituciones de salud y educación, con propósitos de motivación, educación y recreativas. Fue introducido actividad con perros en la rutina de un jardín de infancia. El sujeto, sexo masculino, de 11 años, fue parte de un grupo de cinco niños seleccionados por el director pedagógico. La queja fue la agresión, hiperactividad, conductas frecuentes de aislamiento, peleas físicas y la negativa a participar en actividades de grupo. Se propuso actividades de motivación sobre la concentración, la paciencia y la persistencia. A cada sesión de AAA, hubo una evolución positiva del sujeto en interacción con colegas en otras situaciones cotidianas en las guarderías, la reducción del comportamiento agresivo y el aislamiento habitual. Señalamos la AAA como facilitador de la interacción social infantil, promover la superación de la condición estigmatizada en el grupo.
Descritores: Terapia Assistida por Animais
Criança
Comunicação
Relações Interpessoais
Limites: Seres Humanos
Criança
Responsável: BR195.3 - Biblioteca Nadir Gouvêa Kfouri


  7 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-835407
Autor: Crippa, Anelise; Costa, Gabrieli Caroline da; Feijó, Anamaria Gonçalves dos Santos.
Título: Atividade assistida por animais na pediatria / Animal-assisted activity in pediatrics
Fonte: Rev. AMRIGS;59(3):243-247, jul.-set. 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A atividade assistida por animais (AAA) é a interação entre animais e seres humanos, com auxílio de um cuidador do animal, visando à melhora do paciente. No Brasil, nas instituições hospitalares, esta ainda é uma prática pouco usual. Diante disso, objetiva-se identificar o perfil sociodemográfico dos pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde envolvidos na área pediátrica de um hospital universitário e a sua opinião sobre a AAA. Os dados foram obtidos através da aplicação de um questionário estruturado e analisados no programa SPSS versão 17.0 for Windows. Pode-se identificar que há uma aceitação dos respondentes em relação aos animais, mostrando-se abertos a esta prática. Esta investigação nos permite inferir que as instituições de saúde poderiam se utilizar da AAA como ferramenta complementar de tratamento pediátrico, pois o mesmo seria bem recebido entre os envolvidos neste ambiente hospitalar.

Animal-assisted activity (AAA) is the interaction between animals and humans, with the help of an animal caretaker, aiming at the improvement of the patient. In hospital institutions in Brazil this is still an unusual practice. Therefore, the aim here is to identify the socio-demographic profi le of patients, caregivers and healthcare professionals involved in the pediatric area of a university hospital and their views on AAA. Data were obtained by applying a structured questionnaire and analyzing the responses with SPSS (17.0 for Windows). We found that there is acceptance of animals by the respondents, who are open to this practice. This research allows to infer that health institutions could use AAA as a complementary tool for pediatric treatment, as it would be well received among those involved in this hospital setting.
Descritores: Terapia Assistida por Animais
Pacientes Internados
Limites: Seres Humanos
Animais
Criança
Adolescente
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  8 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-833896
Autor: Crippa, Anelise; Costa, Gabrieli Caroline da; Feijó, Anamaria Gonçalves dos Santos.
Título: Atividade assistida por animais na pediatria / Animal-assisted activity in pediatrics
Fonte: Rev. AMRIGS;59(3):243-247, jul.-set. 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A atividade assistida por animais (AAA) é a interação entre animais e seres humanos, com auxílio de um cuidador do animal, visando à melhora do paciente. No Brasil, nas instituições hospitalares, esta ainda é uma prática pouco usual. Diante disso, objetiva-se identificar o perfil sociodemográfico dos pacientes, acompanhantes e profissionais da saúde envolvidos na área pediátrica de um hospital universitário e a sua opinião sobre a AAA. Os dados foram obtidos através da aplicação de um questionário estruturado e analisados no programa SPSS versão 17.0 for Windows. Pode-se identificar que há uma aceitação dos respondentes em relação aos animais, mostrando-se abertos a esta prática. Esta investigação nos permite inferir que as instituições de saúde poderiam se utilizar da AAA como ferramenta complementar de tratamento pediátrico, pois o mesmo seria bem recebido entre os envolvidos neste ambiente hospitalar (AU)

Animal-assisted activity (AAA) is the interaction between animals and humans, with the help of an animal caretaker, aiming at the improvement of the patient. In hospital institutions in Brazil this is still an unusual practice. Therefore, the aim here is to identify the socio-demographic profile of patients, caregivers and healthcare professionals involved in the pediatric area of a university hospital and their views on AAA. Data were obtained by applying a structured questionnaire and analyzing the responses with SPSS (17.0 for Windows). We found that there is acceptance of animals by the respondents, who are open to this practice. This research allows to infer that health institutions could use AAA as a complementary tool for pediatric treatment, as it would be well received among those involved in this hospital setting (AU)
Descritores: Terapia Assistida por Animais
Criança Hospitalizada
-Cuidadores
Prática Clínica Baseada em Evidências
Pessoal de Saúde
Pediatria/métodos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  9 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829833
Autor: Moreira, Rebeca Lima; Gubert, Fabiane do Amaral; Sabino, Leidiane Minervina Moraes de; Benevides, Jéssica Lima; Tomé, Marcela Ariadne Braga Gomes; Martins, Mariana Cavalcante; Brito, Mychelangela de Assis.
Título: Terapia assistida com cães em pediatria oncológica: percepção de pais e enfermeiros / Terapia asistida con perros en pediatría oncológica: percepción de padres y enfermeros / Assisted therapy with dogs in pediatric oncology: relatives' and nurses' perceptions
Fonte: Rev. bras. enferm;69(6):1188-1194, nov.-dez. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: apreender a percepção de profissionais da equipe de enfermagem e responsáveis por crianças e adolescentes com câncer acerca da Terapia Assistida com Cães. Método: Estudo qualitativo baseado na técnica de Observação Participante, realizado junto a 16 participantes em um hospital de referência paracâncer infantil. Aplicou-se entrevista em profundidade e os dados foram interpretados com base na técnica de análise de conteúdo. Resultados: A prática é reconhecida como benéfica para os participantes, mas estes não compreendem o verdadeiro objetivo terapêutico e aplicações. Associam-na apenas a algo que distrai e diverte, sem, no entanto, perceber que ali ocorre um processo mais complexo, que envolve mudanças além das emocionais, que são percebidas mais facilmente. Conclusão: As percepções dos participantes reforçam recomendações que podem ser aplicadas no contexto hospitalar e evidencia que a terapia em questão pode tornar-se uma tecnologia efetiva para promoção da saúde de crianças e adolescentes com câncer.

RESUMEN Objetivo: comprender la percepción de profesionales del equipo de enfermería y responsables de niños y adolescentes con cáncer acerca de la Terapia Asistida por Perros. Método: estudio cualitativo, basado en técnica de Observación Participante, realizado con 16 participantes en hospital de referencia de cáncer infantil. Se aplicó entrevista en profundidad. Datos interpretados por técnica de análisis de contenido. Resultados: la práctica es reconocida como benéfica para los participantes, aunque ellos no entienden su verdadero objetivo terapéutico y aplicaciones. La consideran sólo algo que distrae y divierte, sin percibir que lo que ocurre es un proceso más complejo que involucra cambios más allá de los emocionales, los más fácilmente perceptible. Conclusión: las percepciones de los participantes refuerzan recomendaciones aplicables en el contexto hospitalario y evidencian que la práctica en cuestión puede convertirse en técnica efectiva de promoción de salud en niños y adolescentes con cáncer.

ABSTRACT Objective: to understand the perception of nursing staff professionals and legal guardians of children and adolescents with cancer regarding Assisted Therapy with dogs. Method: qualitative study based on participant observation conducted with 16 participants in a reference hospital of child cancer. We applied an in-depth interview and interpreted the data according to a content analysis technique. Results: the practice is admittedly beneficial to participants despite the fact they do not understand its true objectives and therapeutic applications. Participants only associate it with something distracting and entertaining without realizing the occurrence of a more complex process behind it, which comprises changes besides the emotional ones (more easily perceived). Conclusion: the perceptions of participants reinforce recommendations that can be applied in the hospital environment, also showing that the therapy in question can become an effective technology to promote the health of children and adolescents with cancer.
Descritores: Adaptação Psicológica
Terapia Assistida por Animais
Vínculo Homem-Animal de Estimação
Criança Hospitalizada/psicologia
Neoplasias/terapia
-Brasil
Entrevistas como Assunto
Neoplasias/enfermagem
Enfermagem Oncológica
Enfermagem Pediátrica
Limites: Seres Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Cães
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 17 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Miglino, Maria Angélica
AMBROSIO, Carlos Eduardo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-798017
Autor: Ferreira, Amanda O; Rodrigues, Elaine A. F; Santos, Amilton C; Guerra, Ricardo R; Miglino, Maria Angélica; Maria, Durvanei A; Ambrósio, Carlos Eduardo.
Título: Animal-assisted therapy in early childhood schools in São Paulo, Brazil / Terapia assistida por animais em escolas de educação infantil de São Paulo
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(supl.1):46-50, June 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Since ancient times, humans and animals have interacted for different purposes. Animal Assisted Therapy (AAT) is used for the assistance and treatment in humans and educational projects where animals are used as co-therapists or co-educators. The use of animals facilitates the process of teaching and learning, and stimulates physical and therapeutic activities. So that knowledge on AAT could be expanded, current study analyzes the opinion of people directly involved in education on AAT implementation as an educational model in early childhood schools in São Paulo, Brazil. Questionnaires were handed out to 10 pedagogical coordinators, 32 teachers, 23 parents and 26 children aged 3-6 years. Results revealed that AAT is not well-known for most interviewees, including pedagogical coordinators, teachers and parents. However, interviewees believe in the benefits of child-pet interactions and are favorable to the implementation of AATs in schools. Projects should be interdisciplinary and must involve professionals from other areas, such as psychologists and veterinarians. Regarding the educational model, interviewees believe in the innovation capacity of AAT and in the possibilities of interdisciplinarity among teachers in the use of animals. Research also demonstrated that children like and support the use of animals in the school.(AU)

Desde a pré-história já existia a interação dos humanos com os animais com diferentes finalidades. A terapia assistida por animais (TAA) é utilizada para assistências e tratamentos em humanos e projetos pedagógicos, na qual os animais são utilizados como co-terapeutas ou co-educadores. O emprego de animais facilita o processo de ensino-aprendizagem e estimula atividades físicas e terapêuticas. Para contribuir com o conhecimento da TAA, o presente trabalho objetivou abordar a opinião de pessoas diretamente relacionadas à escola, a respeito da implantação da TAA, como modelo educacional nas escolas de educação infantil da cidade de São Paulo. Foram aplicados questionários em 10 coordenadores pedagógicos, 32 professores, 23 pais e 26 crianças de 3 a 6 anos de idade. Os resultados encontrados demonstraram que a TAA ainda não é bem conhecida por uma parcela dos entrevistados, incluindo coordenadores pedagógicos, professores e pais de alunos. No entanto, os entrevistados acreditam nos benefícios da interação criança-animal e defendem projetos voltados a implantação da TAA nas escolas, embora estes projetos devam ser interdisciplinares e envolver profissionais de outras áreas, tais como, pedagogos, psicólogos e médicos veterinários. Em relação ao modelo educacional, nossos entrevistados acreditam na capacidade inovadora da TAA, assim como, nas possibilidades de interdisciplinaridade entre os professores no uso dos animais. Também ficou demonstrado que as crianças gostam e apoiam o uso de animais na escola.(AU)
Descritores: Terapia Assistida por Animais/tendências
Educação Infantil/psicologia
-Vínculo Homem-Animal de Estimação
Terapias Complementares/psicologia
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde