Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.760.415 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 414 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 42 ir para página                         

  1 / 414 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1281106
Autor: Oliveira, Murilo Rezende; Konzen, Vanessa de Mello; Fleig, Tania Cristina Malezan; Signori, Luis Ulisses.
Título: Impacto sobre a capacidade funcional e cognitiva em idosos após um ano de institucionalização / Impact on functional and cognitive capacity in elderly after a year of institutionalization
Fonte: Fisioter. Bras;20(2):139-146, Maio 1, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Acompanhar por um ano as modificações da capacidade funcional e cognitiva de idosos institucionalizados. Métodos: A pesquisa se caracteriza em coorte prospectivo, compreendendo uma amostra de 41 idosos institucionalizados, com idade de 80,0 ±10,6 anos, sendo 32 (78,8%) do sexo feminino. As coletas de dados foram realizadas em uma Instituição de Longa Permanência para Idosos, na cidade de Cachoeira do Sul/RS. O perí­odo de coleta de dados foi entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2017. A capacidade cognitiva foi avaliada pelo teste de cognição Mini-Exame de Estado Mental (MEEM) e a capacidade funcional pela Medida de Independência Funcional (MIF). Resultados: Durante o perí­odo de um ano, a capacidade funcional reduziu 7,6% (p = 0,003) e a capacidade cognitiva reduziu 6,7% (p = 0,001). A correlação entre as capacidades funcional e cognitiva no ano de 2016 e 2017 foram respectivamente de r = 0,478 e r = 0,505. A regressão linear demonstrou que durante o perí­odo a capacidade funcional influenciou em 25% (r² = 0,247) na capacidade cognitiva e que para cada 1 ponto da MIF, diminui 0,1 ponto do MEEM (p = 0,001). Conclusão: Durante o perí­odo de um ano, observou-se a redução das capacidades funcional e cognitiva de idosos institucionalizados. (AU)

Objective: To monitor for one year the changes in functional and cognitive capacity of institutionalized elderly. Methods: The study is a prospective cohort of 41 institutionalized elderly, aged 80.0 ± 10.6 years, 32 (78.8%) being female. Data were collected at a Long-Term Care Institution for the Elderly, in the city of Cachoeira do Sul/RS. The data collection period was between January 2016 and February 2017. The cognitive ability was evaluated by the Mini-Mental State Examination (MMSE) test and functional capacity by the Functional Independence Measure (FIM). Results: During the one-year period, functional capacity decreased by 7.6% (p = 0.003) and cognitive capacity decreased by 6.7% (p = 0.001). The correlation between the functional and cognitive capacities in the year 2016 and 2017 were respectively r = 0.478 and r = 0.505. The linear regression showed that functional capacity influenced 25% (r² = 0.247) in cognitive capacity during the period and that for each 1 point of FIM, 0,1 point of MMSE decreased (p = 0.001). Conclusion: During the one-year period, the functional and cognitive abilities of the institutionalized elderly were reduced. (Au)
Descritores: Cognição
Avaliação do Impacto na Saúde
Institucionalização
-Idoso
Saúde do Idoso
Assistência de Longa Duração
Instituição de Longa Permanência para Idosos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  2 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1254822
Autor: Genero, Isabella Kolln; Santos, Karolina Reis dos.
Título: Vivências de mulheres sobre o processo de parturição e pós-parto em um hospital escola / Women's experiences about the process of parturition and postpartum in a school hospital
Fonte: Rev. Psicol., Divers. Saúde;9(3):261-279, Nov. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Trata-se de uma pesquisa qualitativa que objetivou compreender a percepção das mulheres sobre o atendimento ofertado em um Hospital-Escola Público, assim como apreender as representações sociais sobre maternidade que perpassam este contexto, considerando de que forma a amamentação tem sido vivenciada pelas mulheres e incorporada na assistência em saúde. A coleta de dados ocorreu através de entrevistas presenciais semiestruturadas com oito mulheres hospitalizadas. A escolha pela entrevista semiestruturada se deu para que o foco da pesquisa pudesse ser investigado e não corrêssemos o risco de obter falas aleatórias e não relacionadas ao tema. Foi utilizada a Análise de Conteúdo de Bardin, resultando em quatro categorias de análise elaboradas pela pesquisadora após análise do conteúdo das falas obtidas, são elas: a) As representações sobre ser mãe; b) Vivências do trabalho de pré-parto, parto e pós-parto imediato; c) A institucionalização do corpo; d) Atendimento ofertado às mulheres e relação profissional-paciente. Como resultados, elucidou-se que as representações sociais sobre a maternidade estavam presentes nas experiências das mulheres entrevistadas, interferindo em sua maternagem e na percepção da amamentação, bem como na assistência em saúde. A institucionalização do corpo e partos disciplinadores entre cuidado/prevenção também agravam a regulação da mulher. Relatos de práticas de acolhimento, interdisciplinaridade e integralidade no cuidado estiveram presentes, porém a vivência de limitações nos processos comunicacionais, a organização do serviço de saúde, a relação de saber/poder transformada em hierarquização no encontro paciente-profissional e a objetificação da mulher no processo de parto, denotaram a necessidade de importantes modificações na forma de cuidar e assistir mulheres durante este processo, afim de possibilitar o protagonismo das mulheres e humanização hospitalar. Percebeu-se a importância desta pesquisa como forma de efetivação de um lugar de fala para as mulheres-pacientes e suas realidades, fato que justifica sua execução e publicação, uma vez que os dados obtidos podem contribuir para a melhora dos cuidados ofertados pela equipe multiprofissional, que pode também atuar objetivando a construção de um espaço de troca entre essas pacientes e os profissionais que as atendem.

This is a qualitative research that aimed to understand women's perception of the care offered in a Public School Hospital, as well as to apprehend the social representations about maternity that pervade this context, considering how breastfeeding has been experienced by women and incorporated into health care. Data collection occurred through semi-structured face-to-face interviews with eight hospitalized women. The choice for the semi-structured interview was made so that the research focus could be investigated and we did not run the risk of obtaining random and unrelated statements. Bardin Content Analysis was used, resulting in four categories of analysis elaborated by the researcher after analysis of the content of the speeches obtained: a) Representations about being a mother; b) Experiences of pre-partum, delivery and immediate post-partum work; c) The institutionalization of the body; d) Attendance offered to women and professional-patient relationship. As results, it was elucidated that the social representations about maternity were present in the experiences of the interviewed women, interfering in their maternity and in the perception of breastfeeding, as well as in health assistance. The institutionalization of the body and disciplinary births between care/ prevention also aggravate women's regulation. Reports of reception practices, interdisciplinarity and integrality in the care were present, however the experience of limitations in the communicational processes, the organization of the health service, the relation of knowledge/power transformed in hierarquization in the patient-professional relation and the objectification of the woman in the childbirth process, denounced the necessity of important modifications in the way of caring and assisting women during this process, in order to make possible the protagonism of the women and hospital humanization. It was perceived the importance of this research as a form of accomplishment of a place of speech for the women-patients and their realities, fact that justifies its execution and publication, once the obtained data can contribute for the improvement of the cares offered by the multiprofessional team, that can also act aiming at the construction of a space of exchange between these patients and the professionals that attend them.
Descritores: Mulheres
-Poder Familiar
Institucionalização
Responsável: BR333.2 - Biblioteca - Campus II


  3 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145238
Autor: Patricio, Tamiris Lima; Bortoleto, Marco Antonio Coelho; Toledo, Eliana.
Título: Institucionalização da ginástica para todos no brasil: três décadas de desafios e conquistas (1988-2018) / Institutionalization of gymnastics for all in brazil: three decades of challenges and achievements (1988-2018) / Institucionalización de la gimnasia para todos en brasil: tres décadas de desafíos y logros (1988-2018)
Fonte: Pensar Prát. (Online);23, 17/04/2020. Ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo analisou a institucionalização da Ginástica Para Todos (GPT) no âmbito da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), entre 1988 e 2018. Trata-se de uma pesquisa documental e um estudo de campo, incluindo entrevistas e questionários, cujos dados foram tra - tados por análise de conteúdo. Identificou-se um paulatino crescimen - to da GPT, embora ainda sem a consolidação de um festival nacional. Os profissionais que atuam junto à CBG contribuíram para mudanças administrativas, apesar de ainda haver dificuldades na constituição do comitê. Constatou-se que a formação de especialistas é realizada funda - mentalmente pelas universidades, sem a participação da CBG. Por fim, é patente a maior atenção ao esporte de alto rendimento, dificultando o desenvolvimento da GPT nacionalmente.

This study analyzed the institutionalization of Gymnastics for All (GfA) within the Brazilian Gymnastics Confederation (CBG), between 1988 and 2018. A documental research and a field research were conduct, including interviews and questionnaires, whose data were treated by content analysis. We identified a gradual growth of GfA, although still without the consolidation of a national festival. The experts which collaborate with CBG contributed to administrative changes, despite difficulties in setting up the committee are still noted. It was found that the instructors training is carried out meanly by universities, without the participation of the CBG. Finally, greater attention to high performance sport is evident, hindering the development of GfA nationally.

Este estudio analizó la institucionalización de la Gimnasia para Todos (GPT) en el interior de la Confederación Brasileña de Gimnasia (CBG), entre 1988 y 2018. Una investigación documental y un estudio de campo fue realizado, incluyendo entrevistas y cuestionarios, cuyos datos fueron tratados por análisis de contenido. Identificamos un crecimiento gradual de GPT, aunque todavía sin la consolidación de un festival nacional. Los profesionales que trabajaran para la CBG contribuyeron para cambios administrativos, aunque las dificultades para establecer el comité. Se descubrió que la formación de especialistas se lleva a cabo principalmente por las universidades, sin la participación de la CBG. Finalmente, es evidente una mayor atención al deporte de alto rendimiento, lo que dificulta el desarrollo de GPT a nivel nacional.
Descritores: Esportes
Ginástica
Institucionalização
-Sociedades
Universidades
Constituição e Estatutos
Tutoria
Limites: Humanos
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  4 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1154925
Autor: Farias, Lennon Giulio Santos de; Nepomuceno, Léo Barbosa; Sanchez Neto, Luiz; Silva, Eduardo Vinícius Mota e.
Título: A institucionalização do racismo contra negros(as) e as injúrias raciais no esporte profissional: o contexto internacional / The institutionalization of racism against black people and racial slurs in professional sports: the international context / La institucionalización del racismo contra negros y los insultos raciales en el deporte profesional: el contexto internacional
Fonte: Movimento (Porto Alegre);26:e26074, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O racismo é um fenômeno sociocultural que tem notável expressão nos campos esportivos. O objetivo desta pesquisa foi analisar a produção científica internacional sobre o racismo nos esportes profissionais publicada entre 2008 e 2018. A busca foi realizada em duas bases de dados: Portal da Capes e revistas indexadas na área de avaliação "Educação Física" da Plataforma Sucupira. Foram selecionados 65 artigos os quais são analisados a partir das categorias "injúria racial" e "racismo institucional". Vários casos de injúria racial são analisados e ilustram formas como o racismo tem colocado obstáculos às trajetórias de atletas negros em diversas modalidades. No plano institucional, são analisadas campanhas contra o racismo, bem como formas racistas de discriminação presentes em esportes como futebol, basquete, beisebol e futebol americano. Destacam-se a variedade de enfoques, a relevância dos estudos e a importância da temática para o enfrentamento do racismo nos campos esportivos estudados.

Racism is a sociocultural phenomenon with remarkable expression in sports. This study analyzes scientific works on racism in professional sports published between 2008 and 2018. Searches were performed on two databases: Portal da CAPES and journals indexed on the Sucupira Platform' evaluation area of 'Physical Education.' Sixty-five articles were selected and divided into the categories 'racial slur' and 'institutional racism.' Several cases of racial slurs are analyzed and illustrate how racism has hampered black athletes' careers in several sports. At institutional level, campaigns against racism are analyzed, as well as racist forms of discrimination present in sports such as football, basketball, baseball and American football. We highlight the variety of approaches, the relevance of the studies and the importance of the topic for addressing racism in the studied sports fields.

El racismo es un fenómeno sociocultural que tiene una notable expresión en el deporte. El objetivo de esta investigación fue analizar la producción científica internacional sobre el racismo em los deportes profesionales entre 2008 y 2018. La búsqueda se realizó en dos bases de datos: Portal de la CAPES y revistas indexadas en el área de evaluación "Educación Física" de la Plataforma Sucupira. Fueron seleccionados 65 artículos que son analizados a partir de las categorías "insulto racial" y "racismo institucional". Varios casos de injuria racial son analizados e ilustran las formas en que el racismo ha puesto obstáculos a las trayectorias de los atletas negros en diversas modalidades. A nivel institucional, se analizan campañas contra el racismo, así como formas racistas de discriminación presentes en deportes como fútbol, baloncesto, béisbol y fútbol americano. Destacamos la variedad de enfoques, la relevancia de los estudios y la importancia del tema para enfrentar el racismo en los campos deportivos estudiados.
Descritores: Esportes
Atletas
Racismo
Discriminação Social
Difamação
-Publicações Periódicas como Assunto
Futebol
Beisebol
Basquetebol
Futebol Americano
Institucionalização
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR553.1 - Biblioteca Edgar Sperb


  5 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133620
Autor: Almeida, Evany Bettine de; Lima-Silva, Thais Bento; Menna-Barreto, Luiz.
Título: Depressive symptoms and chronotypes of elderly nursing home residentes: A case management study / Sintomas depressivos e cronotipos de idosos residentes de instituições de longa permanência (ilpis): um estudo decorrente de gestão de casos
Fonte: Dement. neuropsychol;14(2):165-170, Apr.-June 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT. Institutionalization potentiates the tendency for specific sleep disturbances which occur with aging, besides negative health consequences such as increased rate of depressive symptoms. Objective: To compare sleep profile and depressive symptoms in elderly nursing home residents, highlighting gender differences. Methods: A quantitative descriptive study of 29 elderly from two different nursing homes was conducted. A sociodemographics questionnaire, Sleep Diary, Morningness-Eveningness Questionnaire and the 15-item Geriatric Depression Scale were applied. Data were analyzed using descriptive statistics, Student's t-test and the Mann-Whitney U-test. Results: The sample comprised individuals that were predominantly female (72%), aged 80-90 years (48%), widowed (66%) and low-educated (83%). The women were found to sleep and awake later than the men. Regarding chronotypes, the women were classified as evening types and men as intermediate/indifferent types. Most of the elderly exhibited symptoms of major depression (48%). Compared to men, women had more depressive symptoms in both dysthymia and major depression categories. Conclusion: No significant differences were evident on comparisons of sleep profile and depressive symptoms, but elderly with the intermediate chronotype scored lower on the depressive symptoms scale.

RESUMO. A institucionalização potencializa a tendência às alterações específicas que ocorrem no sono com o envelhecimento, além de consequências negativas para a saúde como o aumento da prevalência de sintomas depressivos. Objetivo: Comparar o perfil do sono com os sintomas depressivos de idosos residentes em instituições de longa permanência para idosos. Métodos: Trata-se um estudo descritivo e quantitativo, desenvolvido 29 com idosos residentes em duas diferentes Instituições de Longa Permanência para Idosos. Foram utilizados um questionário de informações sociodemográficas, Diário do Sono, Questionário para identificação de Indivíduos Matutinos e Vespertinos e Escala de Depressão Geriátrica versão de 15 itens. Os dados foram analisados por meio de uma estatística descrita, Teste t de Student e teste U de Mann-Whitney. Resultados: Houve predomínio de mulheres (72%%), idade entre 80 a 90 anos (48%), viúvas (66%) e com baixa escolaridade (83%). Observou-se que as mulheres dormiram e acordaram mais tarde comparados aos homens. Quanto ao cronotipo, as mulheres foram classificadas como vespertino e os homens como intermediários/ indiferentes. A maioria dos idosos apresentou sintomas de depressão maior (48%), quando comparado aos homens, as mulheres manifestaram mais sintomas depressivos, tanto na categoria distimia quanto depressão maior. Conclusão: Conclui-se que não houve diferença significante nas comparações entre o perfil do sono e sintomas depressivos, porém os idosos com o cronotipo intermediário apresentaram menor escore na escala de sintomas depressivos.
Descritores: Sono
-Depressão
Institucionalização
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  6 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1247303
Autor: Chaves, Caroline Magna Pessoa.
Título: Administração de medicamentos orais à criança em unidade de acolhimento institucional: avaliação da prática de enfermagem / Administration of oral medications to children in an institutional care unit: evaluation of nursing practice.
Fonte: Fortaleza; s.n; jul 2017. 104 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem, Universidade Federal do Ceará para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A via de administração de medicamentos mais utilizada em Unidade de Acolhimento Institucional (UAI) é a oral. A administração de medicamentos por via oral, ainda que seja a mais simples, demanda uma série de cuidados complexos, que exigem da equipe de enfermagem competência da técnica e das propriedades farmacológicas dos medicamentos a serem administrados. Objetivou-se avaliar a prática dos profissionais de enfermagem no preparo e administração de medicamentos orais à criança em Unidade de Acolhimento Institucional. Estudo exploratório, descritivo, observacional, de natureza quantitativa, desenvolvido em duas Unidades de Acolhimento Institucional Pediátrico, estaduais, de Fortaleza-CE, que possuem equipe de enfermagem em tempo integral. A população do estudo foi constituída por 22 profissionais de enfermagem, cuja amostra foi composta por 12 técnicas de enfermagem que participaram do processo de administração de medicamento por via oral e que estavam nas escalas de trabalho durante o período do estudo nas unidades investigadas. Para o número de observações, considerou-se o cálculo para população finita, com um total de 257 observações do processo de administração de medicamento por via oral. Para a coleta de dados realizouse entrevista com a equipe de enfermagem e observação sistemática do processo de administração de medicamento por via oral na criança, considerando cinco etapas, quais sejam: leitura da prescrição médica (3 ações), higienização das mãos (12 ações), preparo do material (3 ações), preparo do medicamento (20 ações) e administração do medicamento (13 ações), totalizando 51 ações. Os dados foram analisados pela estatística descritiva e pelo teste Qui-quadrado de Pearson para verificar relação entre a execução das ações e o turno de observação, tempo de formação e tempo de experiência na pediatria dos profissionais observados. Para a análise de desempenho dos profissionais, foi adotado como satisfatório o desempenho cujo ponto de corte foi > 70%. Como resultados das prescrições analisadas nas duas instituições, constatou-se que as três ações referentes à leitura da prescrição médica foram satisfatórias. Houve adesão à higienização das mãos em somente 34,6% das observações. Das ações do preparo do material e do medicamento, dez apresentaram desempenho satisfatório dos profissionais (> 70%). Enquanto 13 foram insatisfatórias, destacando-se: "Não mistura medicamentos no mesmo copo de plástico medidor" (21,7%), "Prepara medicamentos líquidos misturando os conteúdos agitando o frasco antes da administração" (27,6%); Quando necessário fracionar o comprimido, com a mão limpa ou enluvada, partia somente os comprimidos previamente sulcados pelo fabricante (22,2%). Na etapa administração de medicamentos propriamente dita consideraram-se os nove certos, dos quais cinco tiveram percentuais de realização > 70%, quais sejam: paciente certo (82,4%), medicamento certo (100%), via certa (100%), hora certa (74,7%) e dose certa (93,7%). Concluiu-se que houve desempenho satisfatório em 30 ações (59,6%) do processo de administração de medicamento por via oral. Portanto, faz-se necessário implementar rotinas de cuidados seguros para os profissionais desenvolverem competências no processo de administração de medicamentos à criança em UAI (AU).
Descritores: Enfermagem Pediátrica
Pediatria
Administração Oral
Segurança do Paciente
Institucionalização
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  7 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1237333
Autor: Bakirtzief, Zoica.
Título: Conhecimento cientifico e controle social: a isntitucionalizacao do campo da hanseniase (1897-2000) / ?.
Fonte: Sao Paulo; s.n; 2001. 125 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Pontificia Universidade Catolica de Sao Paulo para obtenção do grau de Doctor.
Resumo: Este trabalho analisa as concepcoes e praticas de controle social da hanseniase, mediante estudo das fontes documentais de dominio publico na perspectiva socioconstrucionista da Psicologia Social. O processo de institucionalizacao da hanseniase e analisado a partir da nocao de campo cientifico de Bourdieu e dos conceitos e definicoes cristalizadas em livros, revistas e indices bibliograficos. A perspectiva diacronica aponta as transformacaoes ocorridas ao longo dos anos: do paradigma da hereditariedade ao bacteriano e a imunogenetica atual. A serie historica analisada (1879-2000) mostra o discurso hegemonico, rejeitando os discursos marginais, tratou a doenca, nao o doente, ao qual nao deu voz. A institucionalizacao do campo da hanseniase ocorreu por um movimento mais amplo da Medicina Social
Descritores: Hanseníase/epidemiologia
Hanseníase/prevenção & controle
Institucionalização
Psicologia Social
Saúde Pública
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer
[{"text": "BR191.1", "_a": "WC335.300.10", "_b": "B171c"}]


  8 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1223341
Autor: Bezerra, Elys Oliveira; Bastos, Ismael Brioso; Bezerra, Ana Karoline Barros; Monteiro, Priscila de Vasconcelos; Pereira, Maria Lúcia Duarte.
Título: Aspectos da Violência Obstétrica Institucionalizada / Aspects of institutionalized obstetric violence
Fonte: Enferm. foco (Brasília);11(6):157-164, dez. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Descrever aspectos de violência obstétrica vivenciada durante o trabalho de parto e parto. Método: Pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa, realizada entre maio e agosto de 2016 em unidade básica de saúde de município da região norte do Ceará. Os participantes foram gestantes adscritas no território de abrangência da referida unidade, que realizavam acompanhamento pré-natal com a equipe multiprofissional do serviço. Realizou-se entrevista semiestruturada abordando perfil sociodemográfico, econômico e história obstétrica, percepções, experiências e expectativas acerca do parto. Resultados: A partir da transcrição das entrevistas, com posterior Análise de Conteúdo do discurso das participantes, elencou-se diferentes formas de violência obstétrica, estas vivenciadas através da comunicação, cuidado prestado e processos de trabalho nos atendimentos, violação de direitos e violação contra o corpo feminino. Conclusão: Evidencia-se a necessidade dos profissionais de saúde se sensibilizarem para mudanças de rotinas e garantia de um cuidado livre de situações tidas como violência obstétrica, assegurando a mulher durante o ciclo gravídico-puerperal. (AU)

Objective: To describe aspects of obstetric violence experienced during labor and delivery. Methods: Descriptive research, with a qualitative approach, carried out between May and August 2016 in a basic health unit in a municipality in the northern region of Ceará. Participants were pregnant women registered in the territory covered by the unit, who underwent prenatal care with the multidisciplinary service team. A semi-structured interview was conducted addressing socio-demographic, economic and obstetric history, perceptions, experiences and expectations about childbirth. Results: From the transcription of the interviews, with subsequent Content Analysis of the participants' discourse, different forms of obstetric violence were listed, these experienced through communication, care provided and work processes in attendance, violation of rights and violation of Feminine body. Conclusion: The need for health professionals to become aware of changes in routines and the guarantee of care free from situations considered to be obstetric violence is evident, ensuring women during the pregnancy-puerperal cycle. (AU)

Objetivo: Describir aspectos de la violencia obstétrica experimentados durante el parto y el parto. Métodos: Investigación descriptiva, con enfoque cualitativo, realizada entre mayo y agosto de 2016 en una unidad básica de salud en un municipio de la región norte de Ceará. Las participantes eran mujeres embarazadas registradas en el territorio cubierto por la unidad, que se sometieron a atención prenatal con el equipo de servicio multidisciplinario. Se realizó una entrevista semiestructurada sobre historia, percepciones, experiencias y expectativas sociodemográficas, económicas y obstétricas sobre el parto. Resultados: A partir de la transcripción de las entrevistas, con el posterior análisis de contenido del discurso de los participantes, se enumeraron diferentes formas de violencia obstétrica, que se experimentaron a través de la comunicación, la atención brindada y los procesos de trabajo en la asistencia, violación de derechos y violación de Cuerpo femenino. Conclusión: Es evidente la necesidad de que los profesionales de la salud se den cuenta de los cambios en las rutinas y la garantía de atención sin situaciones consideradas violencia obstétrica, lo que garantiza a las mujeres durante el ciclo embarazo-puerperal. (AU)
Descritores: Gestantes
-Parto
Atenção à Saúde
Violência contra a Mulher
Institucionalização
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  9 / 414 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829556
Autor: Varella, Andrea Yasbek Monteiro; Fukuda, Juliana Maria; Teivelis, Marcelo Passos; Campos, José Ribas Milanez de; Kauffman, Paulo; Cucato, Gabriel Grizzo; Puecch-Leão, Pedro; Wolosker, Nelson.
Título: Translation and validation of Hyperhidrosis Disease Severity Scale / Tradução e validação da Hyperhidrosis Disease Severity Scale
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);62(9):843-847, Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY Introduction The evaluation of patients with hyperhidrosis (HH) can be accomplished, among other ways, through questionnaires and scales. The Hyperhidrosis Disease Severity Scale (HDSS) has been used as a simple and quick tool to perform this evaluation. Although HDSS has been well established in several languages, it has not been translated into Portuguese, restricting its specific use for Brazilian patients. The aim of this study was to translate HDSS into Portuguese and validate it in a sample of Brazilian subjects. Method 290 Brazilian patients (69% women, with a mean age of 28.7±9.6 years and BMI 22.4±3.9 kg/m2) diagnosed with HH were evaluated using HDSS, Quality of Life Questionnaire (QLQ) and Sweating Evolution Questionnaire (SEQ) before and after a five-week oxybutynin treatment. Regarding validation, an association between HDSS results and two other questionnaires was performed. To analyze HDSS sensitivity, evaluation of effects pre- and post-treatment with oxybutynin was conducted. Furthermore, HDSS reproducibility was analyzed in a subsample in which the scale was applied again after 7 days of the first follow-up appointment. Results There was statistical correlation between HDSS and QLQ and between HDSS and SEQ before treatment and after 5 weeks. Additionally, HDSS was reproducible and sensitive to clinical changes after the treatment period. Conclusion The Portuguese version of HDSS has been validated and shown to be reproducible in a Brazilian sample. Therefore it can be used as a tool to improve medical assistance in patients with HH.

RESUMO Objetivo: a avaliação de pacientes com hiperidrose (HH) pode ser realizada, entre outras maneiras, por questionários e escalas. O Hyperhidrosis Disease Severity Scale (HDSS) tem sido utilizado como uma forma simples e rápida. Embora o HDSS seja utilizado em outros idiomas, ainda não foi traduzido para o português, limitando sua utilização em pacientes brasileiros. O objetivo deste estudo foi traduzir o HDSS para o português e validá-lo em uma amostra brasileira. Método duzentos e noventa (290) pacientes brasileiros (69% mulheres, idade média de 28,7±9,6 anos e IMC médio de 22,4±3.9 kg/m2) com HH foram avaliados pelo HDSS, pelo Questionário de Qualidade de Vida (QQV) e pelo Questionário de Evolução da Sudorese (QES) antes e após 5 semanas de tratamento com oxibutinina. Para a validação de constructo do HDSS, foi realizada a associação entre seus resultados com os dos outros dois questionários. Para analisar a sua sensibilidade, foi realizada a análise do efeito pré e pós-tratamento com oxibutinina. Além disso, foi analisada a sua reprodutibilidade em uma subamostra, na qual a escala foi aplicada novamente após 7 dias da primeira consulta. Resultados observamos correlação estatística entre o HDSS e o QQV e entre o HDSS e o QES antes do tratamento e após 5 semanas. O HDSS demonstrou ser reprodutível e sensível em relação ao efeito do tratamento. Conclusão a versão em português da escala HDSS apresentou validade e reprodutibilidade em amostra brasileira e pode ser utilizada como instrumento na assistência à saúde de pacientes com HH.
Descritores: Qualidade de Vida/psicologia
Avaliação Geriátrica
Vida Independente
Institucionalização
-Brasil
Atividades Cotidianas
Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Cognição/classificação
Força da Mão
Depressão/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 414 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829557
Autor: Cucato, Gabriel Grizzo; Ritti-Dias, Raphael Mendes; Cendoroglo, Maysa Seabra; Carvalho, José Maria Maluf DE; Nasri, Fábio; Costa, Maria Luiza Monteiro; Matos, Luciana Diniz Nagem Janot DE; Franco, Fábio Gazelato DE Mello.
Título: Health-related quality of life in Brazilian community-dwelling and institutionalized elderly: Comparison between genders / Qualidade de vida relacionada à saúde em idosos brasileiros residentes em comunidade e institucionalizados: comparação entre gêneros
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);62(9):848-852, Dec. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY Objective To compare the health-related quality of life (HRQL) indicators between institutionalized and community-dwelling elderly men and women. Method This was a cross-sectional study with a sample of 496 elderly men and women, surveyed by researchers at a private hospital that attends institutionalized and community-dwelling elderly. HRQL (World Health Organization Quality of Life), daily living activities (Katz questionnaire), and instrumental daily living activities (Lawton questionnaire), mini-mental state examination, handgrip strength test, and function capacity (timed up and go test) were obtained. Results Institutionalized men presented higher scores in physical and psychological domains of HRQL compared to elderly men living alone (p<0.05). Among women, the scores in all domains (physical, psychological, relationship, and environment) were similar between institutionalized and community-dwelling individuals. Conclusion Institutionalized elderly men reported better scores in physical and psychological domains of HRQL compared to their community-dwelling pairs, while both institutionalized and community-dwelling elderly women presented similar HRQL.

RESUMO Objetivo comparar os indicadores de qualidade de saúde de vida (QV) entre idosos homens e mulheres institucionalizados e aqueles que vivem na comunidade sozinhos ou com a família. Método estudo transversal com amostra composta por 496 idosos homens e mulheres, entrevistados por pesquisadores em um hospital privado que atende idosos institucionalizados e da comunidade. Os indicadores de QV (World Health Organization Quality of Life), atividades da vida diária (Katz questionnaire), atividades instrumentais da vida diária (Lawton questionnaire), exame do estado mental (mini-mental), teste de força de preensão manual (Handgrip) e capacidade funcional (Timed up to go) foram obtidos. Resultados homens institucionalizados apresentaram maiores escores de QV no domínio físico e psicológico em relação aos idosos que vivem na comunidade sozinhos (p<0,05). Nas mulheres, os escores em todos os domínios de QV (físico, psicológico, relações sociais e ambientais) foram semelhantes entre as idosas institucionalizadas e as residentes na comunidade, que vivem sozinhas ou com a família. Conclusão homens idosos institucionalizados relataram melhores escores de QV nos domínios físico e psicológico em comparação com pares que vivem na comunidade, enquanto, em mulheres, resultados similares foram observados nas idosas institucionalizadas e da comunidade.
Descritores: Qualidade de Vida/psicologia
Avaliação Geriátrica
Inquéritos e Questionários
Vida Independente
Institucionalização
-Brasil
Atividades Cotidianas
Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Cognição/classificação
Força da Mão
Depressão/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 42 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde