Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.760.666 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1407 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 141 ir para página                         

  1 / 1407 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135782
Autor: Oliveira, Andréia Elisa Garcia de; Cury, Vera Engler.
Título: A experiência de pacientes assistidos por um serviço de atenção domiciliar (sad) / La experiencia de pacientes asistidos por um servicio de atención domiciliaria (sad) / Patients experience assisted by a home care service (hcs)
Fonte: Psicol. Estud. (Online);25:e44108, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO. Apresentam-se os resultados de uma pesquisa de doutorado em psicologia, que buscou compreender, fenomenologicamente, a experiência de pacientes assistidos por um Serviço de Atenção Domiciliar (SAD), vinculado ao Sistema Único de Saúde (SUS), num município do Estado de São Paulo. A pesquisadora realizou encontros dialógicos individuais, mediados por uma questão norteadora, com sete pacientes adultos de ambos os sexos e a partir de suas impressões, escreveu narrativas compreensivas sobre a experiência de cada participante. Excertos dessas narrativas serão aqui apresentados, assim como os elementos essenciais da experiência de ser cuidado em casa. Concluiu-se que a vivência do cuidado em domicílio favorece a autonomia do paciente, possibilitando o convívio com os familiares e a manutenção de elementos identitários presentes na moradia. Como contribuição deste estudo, aponta-se que o espaço da casa, enquanto contexto de cuidado em saúde favorece relações interpessoais positivas entre a equipe de profissionais de saúde, pacientes e familiares, tornando-o potencialmente mais humanizador.

RESUMEN. Presenta los resultados de una investigación doctoral en psicología, que intentó comprender, por intermedio del método fenomenológico, la experiencia de pacientes asistidos por un Servicio de Atención Domiciliaria (SAD) vinculado al Sistema Unificado de Salud (SUS), en una Ciudad en el estado de São Paulo-Brasil. Encuentros dialógicos individuales ocurrió, mediada por la pregunta orientadora, con 7 pacientes adultos de ambos sexos. A partir de sus impresiones, escribió narrativas comprensivas sobre la experiencia de cada participante. Los extractos de estas narrativas se presentarán aquí, así como los elementos esenciales de la experiencia de ser cuidado en el hogar. Se concluyó que la vivencia del cuidado en domicilio favorece la autonomía del paciente, posibilitando la convivencia con los familiares y el mantenimiento de elementos identitarios presentes en la vivienda. Como contribución de este estudio, se señala que el espacio de la casa, en cuanto contexto de cuidado en salud, favorece relaciones interpersonales positivas entre el equipo de profesionales de salud, pacientes y familiares, haciéndolo potencialmente más humanizador.

ABSTRACT. This paper presents the results of a doctoral research in Psychology, which sought to understand, through the phenomenological method, the experience of patients assisted by a Home Care Service - HCS (Known in Brazil as Serviço de Atenção Domiciliar - SAD), that is part of the Unified Health System- UHS (Known in Brazil as Sistema Único de Saúde - SUS), in a city in the State of São Paulo-Brazil. Dialogical meetings took place, mediated by guiding questions, with seven adults, patients of both sexes. Then, based on the authors' perceptions, comprehensive narratives were written on each participant's experience. Excerpts of these narratives will be presented here as well as the essential elements of the experience of being in a care home. It was concluded that the experience of home care favors the autonomy of the patient, enabling the coexistence with family members and the maintenance of identity elements present in the housing. As a contribution of this study, it is pointed out that the home space, as a context of health care, favors positive interpersonal relationships among the team of health professionals, patients and family members, making it potentially more humanizing.
Descritores: Sistema Único de Saúde
Serviços de Assistência Domiciliar
-Cuidados Paliativos/psicologia
Equipe de Assistência ao Paciente
Autocuidado
Características de Residência
Autonomia Pessoal
Assistência à Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  2 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147749
Autor: Mejía-Rendón, Yahel-Tatiana; Carlier-Salcedo, Amine-Yulie; Vargas-Martínez, Claudia-Marcela; López-Posada, Karen-Johanna; Fuentes-Bermúdez, Genny-Paola.
Título: Evaluación de la calidad de los servicios de cuidados paliativos domiciliarios: revisión de la literatura / Assessing the Quality of Home-based Palliative Care Services: A Literature Review / Avaliação da qualidade dos serviços de cuidados paliativos domiciliares: revisão de literatura
Fonte: Rev. colomb. enferm;19(3):1-16, Dic 11, 2020.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La calidad de los servicios de salud se mide con indicadores que permiten encontrar oportunidades de mejora, datos clínicos y no clínicos de relevancia, información epidemiológica y calidad percibida del servicio brindado. Los cuidados paliativos pueden ofrecerse en distintas modalidades, siendo los cuidados domiciliarios una ruta novedosa que permite el cuidado del paciente lejos del intervencionismo hospitalario; los indicadores que evalúan la calidad de esta modalidad varían respecto a los servicios intramurales. Objetivo: describir los indicadores de calidad en salud utilizados para evaluar los servicios de cuidados paliativos domiciliarios según la literatura consultada. Método: revisión sistemática de la literatura científica disponible sobre los indicadores de calidad en salud para los cuidados paliativos domiciliarios. Para valorar la calidad metodológica se usó la lista CASPe. Resultados:se encontraron 47 indicadores que evalúan la calidad de los servicios de atención domiciliaria paliativa, siendo los indicadores de resultados los que tuvieron mayor presencia. Dentro de los indicadores se midieron diversos aspectos de los cuidados paliativos como manejo de síntomas, visitas domiciliarias por personal especializado, lugar de muerte elegido, eventos relacionados con la seguridad del paciente y disponibilidad de medicamentos. Conclusiones: La medición del lugar de fallecimiento y la presencia de síntomas aun con un tratamiento farmacológico establecido fueron dos de los indicadores más encontrados. Se observó una medición al personal médico y enfermero superior al resto de profesionales que conforman el equipo multidisciplinario de cuidados paliativos, se encontraron algunos indicadores específicos para pacientes con patologías oncológicas

Introduction: Quality of health services is measured by indicators that make it possible to find improvement opportunities, relevant clinical and non-clinical data, epidemiological information, and perceived quality of the provided service. Palliative care can be offered in different forms; home-based care is a novel path that enables patients to be cared for far from hospital interventionism; the quality indicators that assess this form of care vary from those that assess intramural services. Objective: To describe quality indicators for health care used to assess home-based palliative care services, according to the literature consulted. Method: Systematic review of the available scientific literature on quality indicators for home-based palliative care. The CASPe list was used to assess methodological quality. Results: 47 indicators for quality assessment of home-based palliative care services were found; outcome indicators had the greatest presence. Among the indicators, different aspects of palliative care were measured, such as symptom management, home visits by specialized personnel, chosen place of death, events related to patient safety, and medication availability. Conclusions: Measurements for the place of death and presence of symptoms, even with a determined pharmacological treatment, were the two most frequently found indicators. A measurement of medical and nursing personnel higher than the rest of the professionals that make up the palliative multidisciplinary team was observed, some specific indicators were found for patients with oncological pathologies

Introdução: A qualidade dos serviços de saúde é medida com indicadores que permitem encontrar oportunidades de melhoria, dados clínicos e não clínicos de relevância, informação epidemiológica e qualidade percebida do serviço prestado. Os cuidados paliativos podem ser oferecidos em diferentes modalidades, sendo o atendimento domiciliar uma rota inovadora que permite o atendimento ao paciente longe do intervencionismo hospitalar; os indicadores que avaliam a qualidade dessa modalidade variam no que diz respeito aos serviços intramuros. Objetivo: descrever os indicadores de qualidade de saúde utilizados para avaliar os serviços de cuidados paliativos domiciliares segundo a literatura consultada. Método: revisão sistemática da literatura científica disponível sobre indicadores de qualidade em saúde em cuidados paliativos domiciliares. Para avaliar a qualidade metodológica foi utilizada a guia CASPe. Resultados: foram encontrados 47 indicadores que avaliam a qualidade dos serviços de atenção paliativa domiciliar, sendo os indicadores de resultado os que tiveram maior presença. Dentro dos indicadores mediram-se vários aspectos dos cuidados paliativos, como manejo dos sintomas, visitas domiciliares pelo pessoal especializado, local de preferência para o óbito, eventos relacionados com a segurança do paciente e disponibilidade de medicamentos. Conclusões: A medição do local do óbito e a presença de sintomas, mesmo com o tratamento farmacológico estabelecido, foram dois dos indicadores mais encontrados. Observou-se uma medição à equipe médica e de enfermagem superior ao restante dos profissionais que compõem a equipe multiprofissional de cuidados paliativos. Acharam-se alguns indicadores específicos para pacientes com patologias oncológicas
Descritores: Cuidados Paliativos
Atenção
Gestão da Qualidade
Indicadores (Estatística)
Revisão Sistemática
Visita Domiciliar
Indicadores e Reagentes
Responsável: CO120.1 - Biblioteca Juan Roa Vásquez


  3 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785826
Autor: Grau, Juan José; Caballero, Miguel; Langdon, Cristobal; Bernal-Sprekelsen, Manuel; Blanch, Jose Luis.
Título: Electrochemotherapy as palliative treatment in patients with thyroid papillary carcinoma / Eletroquimioterapia como tratamento paliativo em pacientes com carcinoma papilar da tireoide
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(3):285-288graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Local progression of papillary thyroid carcinoma (PTC) after failure of standard therapies may cause pain, ulceration, and bleeding. As patients are fully aware of the tumor growth, they might suffer high grade anxiety. Electrochemotherapy (ECT) is a new local palliative treatment for skin metastases of malignant melanoma or other tumors, including squamous head e neck cancer patients. OBJECTIVE: To evaluate the impact of ECT in patients with local progression of PTC. METHODS: Four patients with local progression of PTC were treated with ECT based on Bleomycin, and evaluated according to tumor response, local pain and side effects. RESULTS: In all cases, some grade of tumor response was observed, lasting 6, 7, 12 and 8 months, respectively. Also, reduction of local pain and anxiety was registered in all patients. Tumor infiltrated skin necrosis was the only collateral effect of the treatment. ECT induced a tumor response in all PTC patients with improvement of symptoms. CONCLUSIONS: ECT may be an option for local palliative treatment in PTC patients with local tumor progression.

Resumo Introdução: A progressão local do carcinoma papilífero de tireoide (CPT) após a falha da terapia de rotina pode causar dor, ulceração e sangramento. Considerando que os pacientes estão perfeitamente cientes do crescimento tumoral, podem apresentar um alto grau de ansiedade. A eletroquimioterapia (EQT) é um novo tratamento paliativo para metástases de pele de melanoma maligno ou de outros tumores, inclusive em pacientes com carcinoma escamoso de cabeça e pescoço. Objetivo: Avaliar o impacto da EQT em pacientes com progressão local de CPT. Método: Quatro pacientes com progressão local de CPT foram tratados com EQT com base em bleomicina, e avaliados em relação ao grau de resposta tumoral, dor local, efeitos colaterais. Resultados: Em todos os casos, foi observado algum grau de resposta tumoral, que perdurou por 6, 7, 12 e 8 meses, respectivamente. Da mesma forma, foi registrada diminuição da dor local e da ansiedade em todos os pacientes. Necrose cutânea na infiltração tumoral foi o único efeito colateral do tratamento. EQT induziu resposta tumoral em todos os pacientes com CPT, com melhora dos sintomas. Conclusões: EQT pode ser uma opção para o tratamento paliativo tópico em pacientes com CPT com progressão tumoral local.
Descritores: Cuidados Paliativos
Bleomicina/administração & dosagem
Neoplasias da Glândula Tireoide/tratamento farmacológico
Carcinoma/tratamento farmacológico
Eletroquimioterapia
Antibióticos Antineoplásicos/administração & dosagem
-Carcinoma Papilar
Resultado do Tratamento
Câncer Papilífero da Tireoide
Recidiva Local de Neoplasia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146273
Autor: Santos, Letícia Celestino Ferreira dos; Silva, Silmar Maria da; Silva, Alexandre Ernesto; Mendoza, Isabel Yovana Quispe; Pereira, Fabiano Moraes; Soares, Rosimeire Angela de Queiroz.
Título: Idosos em cuidados paliativos: a vivência da espiritualidade frente à terminalidade / Older adults in palliative care: experiencing spirituality in the face of terminality / Adultos mayores en cuidados paliativos: la experiencia de la espiritualidad ante la terminalidad
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e49853, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: compreender a vivência da espiritualidade de idosos em cuidados paliativos de um hospital público de Belo Horizonte. Método: trata-se de uma pesquisa qualitativa com 11 idosos em cuidados paliativos, por meio uma entrevista a partir de três questões norteadoras. Para análise dos dados, foram aplicadas as três etapas previstas no processo de análise de conteúdo. Resultados: emergiram duas categorias, "A espiritualidade no idoso em cuidados paliativos" e "A percepção do idoso sobre a abordagem da espiritualidade pela equipe de saúde". Conclusão: os idosos em cuidados paliativos vivenciam a espiritualidade, as relações com o transcendente, independentemente de possuir uma religião. E buscam adaptações às novas condições de vida, dando alívio dos sintomas por meio da relação com o sagrado.

Objective: to understand the experience of spirituality in older adults in palliative care at a public hospital in Belo Horizonte. Method: this qualitative study of 11 older adults in palliative care was conducted by interview based on three guiding questions. Data were processed by three-step content analysis. Results: two categories emerged, "Spirituality in older adults in palliative care" and "Older adults' perceptions of the health team's approach to spirituality". Conclusion: the older adults in palliative care experienced spirituality, relationships with transcendence, regardless of whether or not they had a religion. They endeavor to adapt to the new conditions of life and relieve their symptoms through relationships with things sacred.

Objetivo: comprender la experiencia de la espiritualidad en adultos mayores en cuidados paliativos en un hospital público de Belo Horizonte. Método: este estudio cualitativo de 11 adultos mayores en cuidados paliativos se realizó mediante entrevista basada en tres preguntas orientadoras. Los datos se procesaron mediante análisis de contenido de tres pasos. Resultados: surgieron dos categorías, "Espiritualidad en adultos mayores en cuidados paliativos" y "Percepciones de los adultos mayores sobre el enfoque de espiritualidad del equipo de salud". Conclusión: los adultos mayores en cuidados paliativos experimentaron espiritualidad, relaciones con trascendencia, independientemente de si tenían religión o no. Se esfuerzan por adaptarse a las nuevas condiciones de vida y aliviar sus síntomas mediante relaciones con cosas sagradas.
Descritores: Cuidados Paliativos
Cuidados Paliativos na Terminalidade da Vida
Doente Terminal
Espiritualidade
Hospitais Públicos
-Equipe de Assistência ao Paciente
Percepção
Brasil
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  5 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-580935
Autor: Siqueira, Karina Machado.
Título: Compreendendo o ser da pessoa com câncer: suas posturas e possibilidades existenciais / Understanding the be of the person with cancer: his postures and existential possibilities / Comprendiendo el ser con cáncer: sus posturas y posibilidades existenciales
Fonte: Rev. eletrônica enferm;10(3):866-868, set. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O número expressivo de pessoas que buscam as instituições de saúde para o tratamento do câncer nos leva a assumir uma postura reflexiva em relação à forma com que vêm sendo cuidadas pelos profissionais de saúde. O desenvolvimento deste estudo teve como propósito desvelar o significado de ser-com-câncer para pacientes oncológicos, buscando compreendê-los nesse vivenciar e vislumbrando a descoberta de novos caminhos para o cuidado a essas pessoas. Sustentando-me no entendimento de que somente as pessoas que experimentam a situação de adoecer com câncer são capazes de transmitir o sentido e o significado do que estão vivendo, optei pela metodologia da pesquisa qualitativa ? modalidade fenomenológica, baseada no referencial filosófico de Edmund Husserl. Foram realizadas entrevistas junto a onze pacientes internados em uma instituição de saúde especializada no tratamento do câncer, localizada em Goiânia ? GO. Todos os pacientes eram adultos e estavam conscientes do diagnóstico. Apropriei-me de algumas idéias da ontologia existencial de Martin Heidegger para melhor desenvolver a análise dos dados. Pude apreender que o câncer mostra-se ao Ser que vive essa situação de doença como uma experiência difícil, saturada de sofrimento e dor. O recebimento do diagnóstico revelou-se como um dos piores momentos para o paciente, quando vivencia, dentre outros sentimentos, a angústia diante do desconhecido e o medo da morte. Ao aproximar-me do mundo-vida dessas pessoas, percebi o quanto o câncer, enquanto realidade na vida do Ser, pode afetar tanto sua autopercepção e seu comportamento, quanto suas relações sociais. A partir do momento em que o Ser se depara com a realidade de existir com uma doença grave, diversos projetos existenciais tendem a ser anulados ou modificados pela situação vivida. Ao se depararem com a necessidade de conviver com um problema de saúde grave, as pessoas buscam, em muitos casos, formas de enfrentamento que diferem daquelas oferecidas pela medicina convencional, dentre estas se destacam as práticas baseadas no saber popular e a religiosidade. A presença de pessoas significativas, como familiares e amigos, foi considerada importante pelos que vivenciam o estar doente. Desvelar o significado de existir com câncer possibilitou-me a compreensão do vivido pela pessoa, sinalizando para a necessidade de discutir sentimentos, compartilhar suas dores, tristezas e preocupações. O cuidado a essas pessoas implica em desenvolver a sensibilidade de olhar o Ser como alguém dotado de consciência da situação em que se encontra e que necessita de cuidados direcionados para sua singularidade.

The expressive number of people in health care institutions for cancer treatment leads us to assume a reflective attitude in relation to the way it is being treated by health care professionals. The purpose of the development of this research was to unveil the meaning of being-with-cancer for oncologic patients, trying to understand them in this experience and trying to find new ways to take care of these people. Based on the insight that only people who have actually gone through the experience of suffering from cancer are able to transmit the meaning and the importance of what they have been experiencing, I opted for the methodology of qualitative research ? phenomenological modality based on the philosophical reference of Edmund Husserl. Interviews were conducted with eleven patients interned in a health care institution specialized in cancer treatment, located in Goiânia ? GO. All the patients were adults and aware of the diagnosis. I adopted some ideas of Martin Heidegger?s existential ontology to better develop data analysis. I could understand that cancer shows itself to the Being who lives this situation as a difficult experience, saturated with suffering and pain. Receiving the diagnosis revealed itself as one of the worst moments for the patient, as an experience, among other feelings, the anguish of the unknown and fear of death. Approaching the world of these people?s lives, I noticed how much cancer, as a reality in the being?s life, can affect both their self-perception and behaviour as well as their social relations. From the moment on in which the Being is confronted with the reality of living with a severe disease, several existential projects tend to be cancelled or modified. Being confronted with the necessity of living with a severe health problem, people in many cases search ways of facing this which differ from the ways offered by conventional medicine; among these stand out the practices based on popular knowledge and religiosity. The presence of significant people, such as relatives and friends, were considered important by those who experienced being sick. To unveil the meaning of living with cancer allowed me a comprehension of what the person was experiencing, signalling the need for discussing feelings, and sharing his/her pains, sadness, and worries. Taking care of these people implies developing the sensibility of seeing the Being as someone given the gift of awareness of the situation he finds himself in and as someone who needs care directed to his singularity.

El número expresivo de personas que buscan las instituciones de salud para el tratamiento de cáncer nos lleva asumir una actitud reflexiva respecto de la manera como están siendo cuidadas por los profesionales de salud. El desarrollo de esta investigación tuvo como propósito desvelar el significado de ser-con-cáncer para los pacientes oncológicos, intentando entenderlos en esta experiencia e intentando encontrar nuevas maneras de cuidar de estas personas. Basado en la visión que sólo personas que realmente han pasado por la experiencia de padecer el cáncer pueden transmitir el significado y la importancia de lo que ellos han experimentando, yo opté por la metodología de investigación cualitativa - la modalidad fenomenológica basada en la referencia filosófica de Edmund Husserl. Fueran realizadas entrevistas con once pacientes internados en una institución de salud especializada en el tratamiento de cáncer, localizada en Goiânia - GO. Todos los pacientes eran adultos y estaban conscientes del diagnóstico. Yo adopté algunas ideas de la ontología existencial de Martin Heidegger para mejor desarrollar los análisis de los datos. Yo pude aprehender que el cáncer se muestra al Ser que vive esta situación como una experiencia difícil, saturada con sufrir y dolor. El recibimiento del diagnóstico se reveló como uno de los peores momentos para el paciente, cuando vivencia, entre otros sentimientos, la angustia delante el desconocido y miedo de la muerte. Acercándose el mundo-vida de estas personas, yo noté cuánto el cáncer, como una realidad en la vida del Ser, puede afectar tanto su auto-percepción y su comportamiento, así como sus relaciones sociales. Del momento en que el Ser se confronta con la realidad de vivir con una enfermedad severa, varios proyectos existenciales tienden a ser anulados o modificados pela situación vivida. Confrontándose con la necesidad de vivir con un problema de salud severa, las personas buscan, en muchos casos, maneras de enfrentamiento que difieren de las maneras ofrecidas por la medicina convencional; entre éstos se destacan las prácticas basadas en el conocimiento popular y religiosidad. La presencia de personas significativas, como los parientes y amigos, fue considerada importante por aquéllos que vivenciaron el estar enfermo. Desvelar el significado de vivir con el cáncer me permitió una comprensión del vivido por la persona, señalando la necesidad de discutir los sentimientos, y compartiendo sus dolores, tristezas, y preocupaciones. El cuidado a estas personas implica en desarrollar la sensibilidad de ver al Ser como alguien dotado de conciencia de la situación en que se encuentra e que necesita cuidados orientados para su singularidad.
Descritores: Enfermagem Oncológica
Cuidados Paliativos
Neoplasias/psicologia
-Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  6 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056958 LILACS-Express
Autor: Azevedo, Creuza da Silva; Pfeil, Natália Vodopives.
Título: No fio da navalha: a dimensão intersubjetiva do cuidado aos bebês com condições crônicas complexas / The intersubjective dimension of caring for babies with complex chronic conditions
Fonte: Physis (Rio J.);29(4):e290406, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Apesar de todos os avanços da medicina moderna, muitas são as doenças e condições crônicas de saúde que não se consegue curar. As situações crônicas de saúde progressivas e limitadoras do tempo de vida são mais comuns no adulto e no idoso, mas podem ocorrer em todas as idades. Os bebês com condições crônicas complexas (CCC) apresentam fragilidades clínicas, altas taxas de morbidade e mortalidade e, portanto, necessidades que demandam transformações dos sentidos sobre o cuidado em saúde. O objetivo do artigo é explorar os desafios advindos do cuidado de bebês cronicamente adoecidos e submetidos à dependência tecnológica na perspectiva dos profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem), vistos como sujeitos capazes de elaboração psíquica e transformação de suas práticas profissionais. Abordou-se a experiência de profissionais de saúde a partir de estudo qualitativo em um hospital de referência no Rio de Janeiro no ano de 2015, a partir de entrevistas com 15 profissionais de saúde e observação participante. A análise do material empírico, dialogada entre a abordagem clínica psicossociológica francesa e as contribuições da psicanálise, reconheceu e valorizou os desafios da prática de cuidado e as repercussões psíquicas nos profissionais de saúde. Buscou-se compreender em profundidade a realidade estudada e a singularidade da experiência cotidiana, sendo central a valorização da elaboração psíquica e da produção de sentidos dos sujeitos.

Abstract Despite all the advances in modern medicine, many diseases and chronic health conditions cannot be cured. Chronic progressive and life-limiting health situations are more common in adults and the elderly, but may occur at all ages. Infants with complex chronic conditions (CCC) have clinical weaknesses, high morbidity and mortality rates and, therefore, demand sensory transformations about health care. This paper aimed to explore the challenges arising from the care of chronically ill babies and those who are subject to technological dependence from the perspective of health professionals (doctors, nurses and nursing technicians), seen as subjects capable of psychic elaboration and transformation of their professional practices. The experience of health professionals was approached from a qualitative study in a referral hospital in Rio de Janeiro in 2015, from interviews with 15 health professionals and participant observation. The analysis of the empirical material, dialogued between the French psycho-sociological clinical approach and the contributions of psychoanalysis, recognized and valued the challenges of care practice and the psychic repercussions on health professionals. We sought an in-depth understanding of the reality studied and the uniqueness of everyday experience, which was central to the appreciation of the psychic elaboration and the production of meanings of the subjects.
Descritores: Equipe de Assistência ao Paciente
Cuidado da Criança
Saúde da Criança
Doença Crônica/terapia
Pessoal de Saúde/psicologia
Assistência à Saúde
-Cuidados Paliativos
Brasil
Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica
Serviços de Saúde da Criança
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  7 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1005570
Autor: Crenitte, Milton Roberto Furst; Miguel, Diego Felix; Jacob Filho, Wilson.
Título: Abordagem das particularidades da velhice de lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros / An approach to the peculiarities of lesbian, gay, bisexual, and transgender aging
Fonte: Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.);13(1):50-56, jan-mar.2019.
Idioma: pt.
Resumo: A invisibilidade do envelhecimento de lésbicas, gays, bissexuais e pessoas transgêneras (LGBT) é uma realidade. Sofrem com os etarismos da sociedade, por diversas formas de discriminação e pela presunção de que todos são heterossexuais e cisgêneros. Ademais, eles expressam maiores riscos de estarem morando sozinhos, de não terem filhos e de não apresentarem alguém para chamar em caso de uma emergência. Poucos são os estudos que abordam esse tema, principalmente na literatura médica brasileira. Além disso, o geriatra e o gerontólogo podem se deparar com situações desafiadoras em suas práticas ao cuidarem de uma pessoa idosa LGBT saudável, com demência ou até mesmo em fase final de vida. Assim, este artigo de revisão bibliográfica teve como objetivos: abordar o envelhecimento dessa população, reforçar as definições apropriadas e discutir sobre as discriminações que sofrem nos serviços de saúde, sobre as medidas para a promoção de sua saúde e sobre as especificidades no cuidado da pessoa idosa LGBT com demência, em fase final de vida ou residente de uma instituição de longa permanência

The invisibility of lesbian, gay, bisexual, and transgender people (LGBT) aging is a reality. These individuals suffer from ageism, from various forms of discrimination, and from the assumption that all are heterosexual and cisgender. They are also at higher risk of living alone, being childless, and having no one to call in an emergency. Few studies have addressed the subject, especially in the Brazilian medical literature. Additionally, geriatricians and gerontologists may encounter challenging situations when caring for LGBT older adults who are healthy, or have dementia, or are even at the end of life. Thus, this review article aimed to investigate the aging process of the LGBT population; to reinforce appropriate terminology; and to discuss the discrimination that they face in health care services, measures for health promotion, and the specific care of the LGBT older person with dementia, at the end of life, or living in a long-term care facility
Descritores: Isolamento Social/psicologia
Envelhecimento/psicologia
Minorias Sexuais e de Gênero/psicologia
Minorias Sexuais e de Gênero/estatística & dados numéricos
Barreiras ao Acesso aos Cuidados de Saúde
Serviços de Saúde para Idosos/tendências
-Cuidados Paliativos
Saúde do Idoso
Pessoal de Saúde/educação
Demência
Homofobia/psicologia
Equidade de Gênero
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  8 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146680
Autor: Barbosa, Ana Paula de Magalhães; Santo, Fátima Helena do Espírito; Hipólito, Rodrigo Leite; Silveira, Isabelle Andrade; Silva, Rachel Cardoso da.
Título: Vivências do CTI: Visão da Equipe Multiprofissional Frente ao Paciente em Cuidados Paliativos / Experiences of the icu: multiprofessional team's view of the patient in palliative care
Fonte: Enferm. foco (Brasília);11(4):161-166, dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar a visão dos profissionais de saúde frente ao paciente fora de possibilidade terapêutica na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Método: Estudo descritivo, de abordagem qualitativa, realizado com 15 profissionais de saúde da UTI de um Hospital Universitário submetidos a entrevista semiestruturada. Resultados: Os profissionais veem esses pacientes como pessoas que necessitam de cuidados e medidas que tornem o processo de morte menos sofrido e mais digno, porém também demonstram insatisfação com a realidade do cenário atual dos cuidados paliativos na terapia intensiva. Conclusão: A implementação dos cuidados paliativos na UTI é um desafio para toda a equipe, visando o equilíbrio entre medidas paliativas e curativas. Portanto, alguns avanços precisam acontecer, principalmente em pesquisas na área bem como no campo da legislação. (AU)

Objective: To analyze the vision of the health professionals before the patient outside the therapeutic possibility in the Intensive Care Unit (ICU). Method: Descriptive study with a qualitative approach, performed with 15 health professionals from a University Hospital submitted to a semi - structured interview. Results: The professionals see these patients as needing care and measures that make the death process less painful and more dignified, but also demonstrate dissatisfaction with the reality of the current scenario of palliative care in intensive care. Conclusion: Of palliative care in the ICU is a challenge for the whole team, aiming at balancing palliative and curative measures. Therefore, some advances need to happen, especially in research in the area as well as in the field of legislation. (AU)

Objetivo: Es analizar la visión de los profesionales de salud frente al paciente fuera de posibilidad terapéutica en la Unidad de Terapia Intensiva (UTI) Método: Estudio descriptivo con enfoque cualitativo, realizado con 15 profesionales de salud de la UTI de un Hospital Universitario sometidos a entrevista semiestructurada. Resultados: Los profesionales ven a estos pacientes como personas que necesitan cuidados y medidas que hacen el proceso de muerte menos sufrido y más digno, pero también demuestran insatisfacción con la realidad del escenario actual de los cuidados paliativos en la terapia intensiva. Conclusión: Para los cuidados paliativos en la UTI es un desafío para todo el equipo, buscando el equilibrio entre medidas paliativas y curativas. Por lo tanto, se necesitan algunos avances, principalmente en la investigación en el área, así como en el campo de la legislación. (AU)
Descritores: Cuidados Críticos
-Cuidados Paliativos
Equipe de Assistência ao Paciente
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  9 / 1407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146606
Autor: Reis, Karine Marques Costa dos; Jesus, Cristine Alves Costa de.
Título: Acompanhamento longitudinal do manejo de sintomas em serviço especializado de cuidados paliativos oncológicos / Longitudinal follow-up of the management of symptoms in specialized palliative oncological care service
Fonte: Enferm. foco (Brasília);11(4):72-78, dez. 2020. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar a funcionalidade e os sintomas de pacientes oncológicos em fim de vida durante internação em unidade especializada em cuidados paliativos. Método: Trata-se de avaliação longitudinal da admissão até o óbito, com monitorização semanal da funcionalidade e score de sintomas, de 59 participantes. Utilizou-se o teste paramétrico Wilcoxon pareado, para avaliação da mediana dos scores de sintomas e funcionalidade com nível de significância de 5%. Resultados: A amostra do estudo consistiu em indivíduos do sexo feminino, com idade média de 60 anos e funcionalidade limitada. Predominou o diagnóstico de câncer do trato digestório. Quanto a avaliação dos sintomas e funcionalidade, considerando a segunda e terceira semana de internação observou-se melhora do score dor, cansaço e tristeza, como também da função. Conclusão: Apesar de internação tardia e com grande extensão da doença, o participante apresentou melhora de alguns sintomas sugerindo o benefício dos cuidados paliativos. Em unidade especializada, houve melhora dos sintomas dor, cansaço e tristeza, com também da funcionalidade dos participantes em duas semanas de internação. Assim, esses achados corroboram quanto a importância do cuidado baseado no conforto e auxiliará na elaboração de políticas públicas e no planejamento do cuidado do enfermeiro. (AU)

Objective: To analyze the functionality and symptoms of end-of-life cancer patients during hospitalization in a specialized unit in palliative care. Method: This is a longitudinal assessment from admission to death, with weekly monitoring of functionality and symptom score, of 59 participants. The paired Wilcoxon parametric test was used to assess the median of symptom scores and functionality with a significance level of 5%. Results: The study sample consisted of female individuals, with an average age of 60 years and limited functionality. The diagnosis of cancer of the digestive tract predominated. Regarding the assessment of symptoms and functionality, considering the second and third week of hospitalization, an improvement was noted in the pain, tiredness and sadness score, as well as in function. Conclusion: Despite late hospitalization and with a large extent of the disease, the participant showed improvement in some symptoms suggesting the benefit of palliative care. In a specialized unit, the symptoms of pain, tiredness and sadness, as well as the functionality of the participants in the weeks of hospitalization. Therefore, these results corroborate the importance of care based on convenience and assistance in the development of public policies and guide the planning of care for the sick. (AU)

Objetivo: Analizar la funcionalidad y los síntomas de los pacientes con cáncer al final de la vida durante la hospitalización en una unidad especializada de atención paliativa. Método: Esta es una evaluación longitudinal desde el ingreso hasta la muerte, con monitoreo semanal de la funcionalidad y la puntuación de los síntomas, de 59 participantes. La prueba de Wilcoxon paramétrica pareada se utilizó para evaluar la mediana de las puntuaciones de los síntomas y la funcionalidad con un nivel de significación del 5%. Resultados: La muestra del estudio consistió en individuos femeninos, con una edad promedio de 60 años y funcionalidad limitada. Predominó el diagnóstico de cáncer del tracto digestivo. En cuanto a la evaluación de los síntomas y la funcionalidad, considerando la segunda y tercera semana de hospitalización, se observó una mejora en el puntaje de dolor, cansancio y tristeza, así como en la función. Conclusión: A pesar de la hospitalización tardía y con una gran extensión de la enfermedad, el participante mostró una mejoría en algunos síntomas que sugieren el beneficio de los cuidados paliativos. En una unidad especializada, los síntomas de dolor, cansancio y tristeza, así como la funcionalidad de los participantes en las semanas de hospitalización. Por lo tanto, estos resultados corroboran la importancia de la atención basada en la conveniencia y la asistencia en el desarrollo de políticas públicas y guían la planificación de la atención a los enfermos. (AU)
Descritores: Cuidados Paliativos
-Sinais e Sintomas
Neoplasias
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  10 / 1407 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-897487
Autor: Galvão, Maria Ireni Zapalowski; Borges, Moema da Silva; Pinho, Diana Lúcia Moura.
Título: Comunicação interpessoal com pacientes oncológicos em cuidados paliativos / Comunicación interpersonal con pacientes oncológicos ΕΝ cuidados paliativos / Interpersonal communication with oncological patients in palliative care
Fonte: Rev. baiana enferm;31(3):e22290, 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo compreender o processo da comunicação interpessoal na trajetória dos pacientes em cuidados paliativos à luz de Peplau. Método estudo exploratório e descritivo de abordagem qualitativa. Participaram pacientes em cuidados paliativos de um hospital de Brasília, Distrito Federal. Os dados foram coletados em setembro e outubro de 2015, por meio de entrevista semiestruturada e foram submetidos a análise de conteúdo com auxílio do software Alceste. Resultados da análise de conteúdo emergiram dois eixos, O primeiro refere-se à comunicação das más notícias, o tratamento e as estratégias de enfrentamento; o segundo relaciona-se a fatores resilientes que ajudaram a superar as adversidades. Conclusão as necessidades sentidas pelos pacientes foram atendidas por meio de uma comunicação eficaz, e a equipe mobilizou as melhores capacidades e potencialidades do ser humano para enfrentar as situações estressoras e preservar a autonomia e a dignidade de pessoas sob seus cuidados.

Objetivo Comprender el proceso de comunicación interpersonal en la experiencia de pacientes bajo cuidados paliativos a la luz de Peplau. Método Estudio exploratorio, descriptive, de abordaje cualitativo. Participaron pacientes en cuidados paliativos de un hospital de Brasília, Distrito Federal. Datos recolectados en setiembre V octubre de 2015, mediante entrevistas semiestructuradas, sometidos a análisis de contenido con ayuda del software Alceste. Resultados Del análisis de contenido surgieron dos ejes. El primero hace referencia a la comunicación de las malas noticias, el tratamiento y las estrategias de enfrentamiento; el segundo se relaciona a factores resilientes que ayudaron a superar las adversidades. Conclusión Las necesidades sentidas por los pacientes fueron atendidas mediante una comunicación eficaz, y el equipo empleó las mejores capacidades y potencialidades del ser humano para enfrentar las situaciones generadoras de estrés y para preservar la autonomía y dignidad de las personas bajo sus cuidados.

Objective to understand the interpersonal communication process in the trajectory of patients under palliative care in the perspective of Peplau's theory. Method exploratory, descriptive study with a qualitative approach. Patients under palliative care from a hospital in Brasília, Distrito Federal, Brazil, participated in the study. Data were collected in September and October 2015 through semi-structured interviews and were submitted to content analysis with the use of the software Alceste. Results content analysis generated two axes. The first one refers to communication of bad news, the treatment, and coping strategies; the second one relates to resilient factors that helped them to overcome adversities. Conclusion the needs experienced by patients were met by means of an effective communication, and the team mobilized the best skills and potentialities of the human being to cope with these stressful situations and maintain the autonomy and dignity of individuals under their care.
Descritores: Enfermagem Oncológica
Cuidados Paliativos
Comunicação
-Adaptação Psicológica
Relações Interpessoais
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería



página 1 de 141 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde