Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.774.945.500.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 9 [refinar]
Mostrando: 1 .. 9   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 9 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1087152
Autor: Sarmiento, Karen Cueto; Enz, Paula Andrea; Torre, Ana Clara; Cura, María Julia; Martínez Piva, María Manuela; Ferini , Gonzalo Ariel; Kowalczuk, Alicia.
Título: Desafíos terapéuticos en la enfermedad injerto contra huésped / Therapeutic challenges in graft versus host disease
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);37(2):68-72, jun. 2017. ilus., tab..
Idioma: es.
Resumo: La enfermedad injerto contra huésped es una entidad en la cual las células inmunológicas competentes de un tejido injertado reconocen y dañan antígenos presentes en el receptor del trasplante, que es incapaz de defenderse de ellas. Es una complicación frecuente del trasplante alogénico de médula ósea, y con menor frecuencia se produce luego de trasplantes de órganos sólidos o transfusiones de hemoderivados no irradiados. Se comunica el caso de una paciente de sexo femenino de 23 años, con leucemia linfoblástica aguda.y trasplante alogénico de médula ósea, que presentó una enfermedad injerto contra huésped con compromiso cutáneo y gastrointestinal dependiente de corticoides, con mejoría de los signos y síntomas cutáneos luego del tratamiento con infliximab y fotoféresis extracorpórea. (AU)

Graft versus host disease is an entity in which competent grafted immune cells recognize and damage tissue antigens present in the transplant recipient, who is unable to defend from them. It is one of the most serious complications in patients undergoing allogeneic bone marrow transplantation, although less frequently it may be associated with solid organ transplants or transfusions of not irradiated blood products. We report the case of a 23 year-old patient with acute lymphoblastic leukemia and allogeneic bone marrow transplantation, that presented graft versus host disease with skin and gastrointestinal involvement, dependent on corticosteroids, that showed improvement in signs and skin symptoms after treatment with infliximab and extracorporeal photopheresis. (AU)
Descritores: Fotoferese
Doença Enxerto-Hospedeiro/tratamento farmacológico
Doença Enxerto-Hospedeiro/terapia
-Sinais e Sintomas
Transplante Homólogo/efeitos adversos
Transfusão de Sangue
Metilprednisolona/administração & dosagem
Prednisona/administração & dosagem
Dor Abdominal
Ganciclovir/administração & dosagem
Fatores de Risco
Transplante de Órgãos/efeitos adversos
Transplante de Medula Óssea/efeitos adversos
Tacrolimo/administração & dosagem
Corticosteroides/efeitos adversos
Corticosteroides/uso terapêutico
Infecções por Citomegalovirus/diagnóstico por imagem
Diarreia
Mucosite
Leucemia-Linfoma Linfoblástico de Células Precursoras/complicações
Leucemia-Linfoma Linfoblástico de Células Precursoras/radioterapia
Neutropenia Febril
Infliximab/uso terapêutico
Desenluvamentos Cutâneos/tratamento farmacológico
Desenluvamentos Cutâneos/sangue
Doença Enxerto-Hospedeiro/etiologia
Doença Enxerto-Hospedeiro/mortalidade
Imunossupressores/efeitos adversos
Ácido Micofenólico/administração & dosagem
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  2 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787293
Autor: Villarreal, Cesar Daniel Villarreal; Alanis, Julio Cesar Salas; Pérez, Jose Carlos Jaime; Candiani, Jorge Ocampo.
Título: Cutaneous graft-versus-host disease after hematopoietic stem cell transplant - a review
Fonte: An. bras. dermatol;91(3):336-343tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Graft-versus-host disease (GVHD) is a major complication of allogeneic hematopoietic stem cell transplants (allo-HSCT) associated with significant morbidity and mortality. The earliest and most common manifestation is cutaneous graft-versus-host disease. This review focuses on the pathophysiology, clinical features, prevention and treatment of cutaneous graft-versus-host disease. We discuss various insights into the disease's mechanisms and the different treatments for acute and chronic skin graft-versus-host disease.
Descritores: Dermatopatias/etiologia
Transplante de Células-Tronco Hematopoéticas/efeitos adversos
Doença Enxerto-Hospedeiro/etiologia
-Dermatopatias/terapia
Doença Crônica
Fotoferese/métodos
Exantema/etiologia
Exantema/terapia
Glucocorticoides/uso terapêutico
Doença Enxerto-Hospedeiro/terapia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-771735
Autor: Molgó, Montserrat; Jaque, Alejandra; Vial, Verónica; Ocqueteau, Mauricio; Pereira, Jaime; Chang, Mayling; González, Sergio.
Título: Fotoféresis en el tratamiento de Síndrome de Sézary: Caso clínico / Sézary syndrome treated with extracorporeal photopheresis: Report of one case
Fonte: Rev. méd. Chile;143(11):1449-1458, nov. 2015. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Sézary syndrome (SS) is an unusually aggressive T- cell lymphoma characterized by the triad of erythroderma, the presence of more than 1,000 Sézary cells in peripheral blood and lymphadenopathies. It is accompanied by generalized pruritus and poor quality of life. The management of SS depends on its stage, patient comorbidities, and treatment availability. Extracorporeal photopheresis (ECP) is the first line of treatment for patients with T-cell lymphomas in stage IVA1, IVA2 or SS. This treatment comprises three phases: leukapheresis, photoactivation and subsequent reinfusion of lymphocytes. As it is an immunomodulatory therapy it does not produce generalized immunosuppression. We report a 76 year-old male with SS stage IIIb initially treated with 12 sessions of ultraviolet phototherapy without response. After 10 well-tolerated sessions of ECP, itching and skin lesions eventually disappeared.
Descritores: Fotoferese/métodos
Síndrome de Sézary/terapia
Neoplasias Cutâneas/terapia
-Biópsia
Citometria de Fluxo
Fibroblastos/patologia
Prurido/patologia
Indução de Remissão/métodos
Síndrome de Sézary/patologia
Neoplasias Cutâneas/patologia
Limites: Idoso
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-626087
Autor: Stringa, Matías Federico.
Título: Enfermedad de injerto contra huésped cutánea en el trasplante alogénico de médula ósea / Cutaneous graft versus host disease after allogenic hematopoyetic stem cell transplantation
Fonte: Dermatol. argent;16(4):252-260, 2010. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Debido al incremento en la utilización del trasplante alogénico de médula ósea como terapéutica, es cada vez más frecuente observar la enfermedad injerto contra huésped como una de sus complicaciones de mayor relevancia. Ésta suele ser una causa importante de morbimortalidad en los pacientes trasplantados. Las manifestaciones cutáneas generalmente son las primeras en aparecer, y tanto su forma aguda como crónica presentan una gran variedad clínica. El objetivo de este trabajo es revisar la etiología, las características clínicas e histopatológicas, el diagnóstico y la terapéutica de la enfermedad de injerto contra huésped cutánea.
Descritores: Doença Enxerto-Hospedeiro/classificação
Doença Enxerto-Hospedeiro/fisiopatologia
Doença Enxerto-Hospedeiro/patologia
Doença Enxerto-Hospedeiro/tratamento farmacológico
-Transplante de Medula Óssea
Glucocorticoides
Imunossupressores
Fotoferese
Pulsoterapia
Transplante Homólogo/efeitos adversos
Limites: Humanos
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  5 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-496284
Autor: Silva, Márcia M; Bouzas, Luis Fernando S.
Título: Fotoferese extracorpórea / Extracorporeal photopheresis
Fonte: Rev. bras. hematol. hemoter;30(2):153-161, mar.-abr. 2008. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Fotoferese extracorpórea é uma modalidade de terapia celular que tem demonstrado eficácia e segurança em pacientes portadores de doenças auto-imunes e mediadas por células T, incluindo esclerodermia, linfoma de células T cutâneo/ Síndrome de Sézary e doença enxerto-contra-hospedeiro após transplante de células-tronco hematopoiéticas. Tem sido empregada, ainda, com o intuito de induzir tolerância em transplantes de órgãos sólidos. O tratamento se baseia no efeito biológico de uma substância fotossensibilizante, o 8-metoxipsoraleno, e da radiação ultravioleta A, nas células mononucleares coletadas por aférese e reinfundidas ao paciente. O mecanismo de ação parece ser devido à indução de imunidade anticlonotípica direcionada a clones patogênicos de células T. O tratamento induz a apoptose de células T patogênicas, e a ativação de células apresentadoras de antígenos desempenha papel importante no processo imunomodulador.

Extracorporeal photopheresis is a method of cell therapy that has demonstrated efficacy in autoimmune diseases, cutaneous T-cell lymphoma/Sézary syndrome and graft-versus-host disease after hematopoietic stem-cell transplantation. This technique has also been employed as a treatment strategy to induce tolerance after solid organ transplants. Treatment is based on the biological effect of ultraviolet A radiation and a photosensitizing drug, 8-methoxypsoralen, on mononuclear cells collected by apheresis and reinfused into the patient. The suggested mechanism of action is related to the induction of anticlonotypic immunity directed against pathogenic clones of T lymphocytes. Treatment induces apoptosis of pathogenic T-cells, and it appears that activation of antigen-presenting cells has an important role in this process.
Descritores: Ficusina
Doença Enxerto-Hospedeiro
Linfoma
Fotoferese
Limites: Humanos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  6 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-415422
Autor: Arruda, Carla Cardozo Pinto de.
Título: Indução de resistência à infecção por Leishmania amazonensis (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) no modelo murino por formas atenuadas do parasito / Induction of resistance against Leishmania amazonensis (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) infection in murine model by attenuated forms of the parasite.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; jan.03, 2005. xii,141 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Oswaldo Cruz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As leishmanioses tegumentares compreendem importantes doenças em termos de morbidade, principalmene em áreas tropicais do mundo. No Brasil, a Leishmaniose Tegumentar Americana encontra-se em expansão em todas as regiões, sendo assinalada em praticamente todos os Estados. O controle da leishmaniose torna-se difícil pela grande variedade de espécies distintas de Leishmania e seus respectivos perfis epidemiológicos. Uma solução seria o desenvolvimento de vacinas contra a doença, o que se torna extremamente difícil devido ao polimorfismo genético e à diversidade biológica dos parasitos. No presente trabalho, os processos de fotoferese (associação do 8-metoxipsoraleno com a radiação UVA) e exposição à radiação-g foram utilizados como mecanismos de atenuação das formas promastigotas de L. amazonensis, visando à indução de resistência contra a infecção com as formas virulentas do parasito no modelo murino. Foi observado que, apesar das formas promastigotas tratadas pela dose de 50 Krad de radiação-g não provocarem lesões cutâneas características de L. amazonensis, as mesmas não foram capazes de induzir imunidade protetora em camundongos suíços, fato verificado através do desafio com formas virulentas do parasitos, onde foi observada uma alta carga parasitária no local da inoculação. A imunomodulação da vacinação com promastigotas g-irradiadas pelo BCG conferiu proteção aos camundongos desafiados, evidenciada pelo estudo histopatológico, que demonstrou ausência de parasitos e presença de reação inflamatória local. A vacinação com promastigotas tratadas pelo 8-MOP associado à radiação UVA induziu resistência dos camundongos ao desafio com formas virulentas, não sendo observados parasitos através de estudo histopatológico até 90 dias após o desafio. A vacinação com formas tratadas somente pela radiação UVA ou pelo 8-MOP, no entanto, não foi capaz de induzir tal imunidade, verificando-se lesões semelhantes às da infecção pelas formas virulentas do parasito. A reinfecção com formas promastigotas de L. amazonensis realizada seis dias após a primeira inoculação também foi indutora de resistência, uma vez que não foram encontrados parasitos nos camundongos reinfectados até 90 dias após a dose reinfectiva através de estudo histopatológico.
Descritores: Leishmania mexicana
Leishmaniose
Vacinação
-Brasil
Fotoferese
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1


  7 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-402410
Autor: Wollina, Uwe; Wurbs, Claudia; Schonlebe, Jaqueline.
Título: Papulose linfomatóide - relato de dois casos / Lymphomatoid papulosis - Report of two cases
Fonte: An. bras. dermatol;80(2):161-164, mar.-abr. 2005. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: A papulose linfomatóide (PL) constitui uma variante rara dos linfomas cutâneos de células T com a presença de amplo infiltrado intracutâneo de células T positivas para CD30. O exame histológico sugestivo de doença altamente maligna e agressiva opõe-se ao curso crônico-recidivante, muitas vezes auto-limitado, presente na maioria dos casos. São apresentados os relatos de dois pacientes. Uma mulher com 64 anos de idade e história de 10 anos de PL recebeu terapia Puva em creme, sendo a doença controlada. No segundo caso, uma mulher de 42 anos apresentava história de 18 anos de PL tratada com Puva e, posteriormente, com fotoquimioterapia extracorpórea (FEC). Durante a FEC, observou-se rápida disseminação metastática que não pôde ser controlada por poliquimioterapia. A paciente foi a óbito após um ano, em razão de metástase no sistema nervoso central
Descritores: Linfoma Cutâneo de Células T
Papulose Linfomatoide
Fotoferese
Terapia PUVA
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Idoso
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Relatos de Casos
Responsável: BR461.1 - Biblioteca


  8 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-346697
Autor: Velasquez, Margarita M.
Título: Inmunointervencion: Fotoferesis, radioferesis y vacunacion con celulas dentriticas / Inmunointervention: photoferesis, radioferesis and vaccination with dentritic cells
Fonte: Rev. Asoc. Colomb. Alerg. Inmunol;10(3):77-84, sept. 2001.
Idioma: es.
Resumo: El reconocimiento de la participación de mecanismos inmunológicos en la fisiopatología de muchas enfermedades ha estimulado el desarrollo de nuevas estrategias terapéuticas de inmunointervención como la fotoféresis, la radioféresis y la vacunación con células dendríticas. Las observaciones clínicas han mostrado efectos positivos y resultados alentadores en la utilización de estas terapias
Descritores: Células Dendríticas/imunologia
Fotoferese/métodos
Fotoferese
Vacinas
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO5.1 - Centro de Información y Conocimiento


  9 / 9 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-215560
Autor: Olivares, Liliana M.
Título: Terapéutica de pénfigo-no esteroidea / Non-steroid therapy in pemphigus
Fonte: Dermatol. argent;3(3):235-9, jul.-sept. 1997. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Se hace una revisión de los recursos terapéuticos no esteroideos, empleados en el tratamiento de las diferentes formas clínicas de pénfigo. Se enumeran los factores que condicionan la elección de dicha terapéutica; forma clínica, edad, embarazo, concomitancia con otras enfermedades, interacción con otros fármacos y efectos adversos. El esteroide continúa siendo la droga de primera elección, debiendo estar asociado con otras medicaciones adyuvantes, habitualmente desde su inicio, a fin de promover un descenso más rápido del mismo, con menor incidencia de complicaciones. En los pénfigos graves se preferirá su asociacián con inmunosupresores, en primer lugar con la azatioprina o bien con ciclofosfamida. La dapsona, como las tetraciclinas, será alternativa para algunas formas más leves de pénfigo, mientras que los pulsos de ciclofosfamida, así como la plasmaféresis, deberán reservarse para aquellos casos graves que no hayan respondido a las terapéuticas convencionales
Descritores: Azatioprina/efeitos adversos
Ciclofosfamida/efeitos adversos
Pênfigo/tratamento farmacológico
-Azatioprina
Azatioprina/uso terapêutico
Ciclofosfamida
Ciclofosfamida/uso terapêutico
Ciclosporina
Ciclosporina/uso terapêutico
Dapsona
Dapsona/uso terapêutico
Fotoferese/normas
Ouro
Ouro/uso terapêutico
Leucopenia/induzido quimicamente
Niacinamida
Niacinamida/uso terapêutico
Plasmaferese/normas
Tetraciclinas
Tetraciclinas/uso terapêutico
Limites: Humanos
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde