Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.875.800.937 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 260 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 26 ir para página                         

  1 / 260 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-972954
Autor: Engelhardt Jr, H. Tristam.
Título: Common ground as battleground: the culturewars framing bioethics continue: Bioethics, the Culture Wars, and WesternChristianity: Assessing the Current Terrain / Pontos comuns como resultado do campo de batalha: guerras culturais e oenquadramento da bioética continuam: Bioética, as guerras de cultura e OcidentalCristianismo: Avaliar o terreno atual
Fonte: Mundo saúde (Impr.);39(4):[514-530], s.d.
Idioma: en.
Resumo: I. Bioethics, the Culture Wars, and WesternChristianity: Assessing the Current TerrainThere is no cultural peace. We are in aculture war defined by disagreements. Salientamong the disagreements are bioethical battlesabout abortion, human embryo stem-cellresearch, artificial insemination of unmarriedwomen, reproduction in marriage with the use ofdonor gametes, healthcare allocation, physicianassistedsuicide, and euthanasia, to name onlya few issues.

Bioética, as guerras de cultura e OcidentalCristianismo: Avaliar o terreno atualNão há paz cultural. Estamos em umaguerra da cultura definida por discordâncias. Salienteentre as discordâncias são batalhas bioéticassobre o aborto, embrião humano com células-troncopesquisa, inseminação artificial de solteiramulheres, a reprodução em casamento com o uso degametas de doadores, a alocação de cuidados de saúde, physicianassistedsuicídio e da eutanásia, para citar apenasalgumas questões.
Descritores: Bioética
Cristianismo
Cultura
Aborto
Células-Tronco Embrionárias
Inseminação Artificial
Princípios Morais
-Eutanásia
Suicídio
Princípios Morais
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)


  2 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-970654
Autor: Santos, R; Tortorella, R. D; Barbosa, E. A; Teixeira, H. C. A; Paiva Neto, M. A; Ramos, A. F.
Título: Protocolo com nove dias de progesterona para inseminação artificial em tempo fixo em vacas taurinas adaptadas ao clima tropical / Protocol with nine days of progesterone for fixed-time artificial insemination in Bos taurus cows adapted to the tropical weather
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);70(6):1899-1906, nov.-dez. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Três experimentos foram realizados para adaptar um protocolo de sincronização de estro e da ovulação para ser utilizado em programas de inseminação artificial em tempo fixo (IATF) em vacas taurinas tropicalmente adaptadas. No Exp. 1 (crossover), vacas pluríparas Curraleiro Pé-Duro (n= 12) receberam um dispositivo intravaginal contendo 1g de P4 por oito dias e 2mg de BE intramuscular (IM) no momento da inserção do dispositivo (dia 0). No dia da remoção do dispositivo (dia 8), as fêmeas receberam 150µg de D-cloprostenol sódico e 300UI de gonadotrofina coriônica equina (eCG) IM, sendo, então, divididas aleatoriamente para receber 1mg de BE no dia 8 (BE8) ou 1mg de BE no dia 9 (BE9). A aplicação de BE no D9 atrasou a ovulação em aproximadamente 15 horas (P<0,05). No Experimento 2, foram avaliados protocolos com oito (P4D8) e nove dias (P4D9) de exposição à progesterona, resultando em parâmetros de desenvolvimento folicular e luteal semelhantes entre os tratamentos (P>0,05). No Experimento 3, os protocolos hormonais de IATF BE8 e P4D9 foram testados para a taxa de prenhez, alcançando 23% (10/43) e 20% (9/45), respectivamente (P>0,05). Embora o grupo P4D9 tenha mostrado avanço na proporção de animais que responderam ao protocolo quando comparado ao protocolo BE8, este não se refletiu em melhora na taxa de prenhez.(AU)

Three experiments were performed to adapt a synchronization protocol of estrus synchronization and ovulation to be used in fixed time artificial insemination programs (FTAI) in tropically adapted Bos taurus cows. In Exp. 1 (crossover) multiparous Curraleiro Pé-Duro cows (n= 12) received an intravaginal device containing 1g of P4 for 8 days and 2mg of EB at the time of device insertion (Day 0). On the P4 device removal (Day 8) females received 150g of D-cloprostenol Sodic and 300IU of equine chorionic gonadotropin (eCG). Then, they were randomly divided to receive 1mg of EB on Day 8 (EB8) or on Day 9 (EB9). EB9 delayed ovulation approximately 15 hours (P<0.05). In Exp. 2, protocols using progesterone for eight (P4D8) or nine days (P4D9) were evaluated, resulting in similar parameters of folicular and luteal development (P>0.05). In Exp. 3, EB8 and P4D9 protocols were used to evaluate the pregnancy rate, reaching 23% (10/43) and 20% (9/45), respectively (P>0.05). Although P4D9 protocol has shown improvement in proportion of animals that responded to the protocol when compared to EB8 protocol, it was not able to improve pregnancy rate.(AU)
Descritores: Progesterona/análise
Bovinos/embriologia
Inseminação Artificial/fisiologia
-Sincronização do Estro
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-964897
Autor: Alvares, Caio Tácito Gomes; Cruz, Jurandir Ferreira; Brandão, Felipe Zandonadi; Romano, Carla Cristina; Maciel, Bianca Mendes.
Título: The role of cytokines in immune regulation of female reproductive physiology
Fonte: Rev. bras. ciênc. vet;24(3):118-124, jul- set. 2017. il..
Idioma: en.
Resumo: Cytokines act as protein mediators of the immune system and exert pleiotropic effects on the source cells and/or on target cells. Cytokines are formed in a cascade, bind to specific receptors, and influence the activity, differentiation, proliferation, and survival of immune cells of both T helper 1 (Th1) type (which has proinflammatory properties) and Th2 type (with an anti-inflammatory function). The female reproductive system is regulated by the immune system via cytokines at various physiological stages: during the ovarian cycle, maternal recognition, embryo implantation, gestation, and birth, participating in homeostasis and protection from pathogens. These processes interact under the hormonal influence of the hypothalamic­pituitary­gonadal axis. This review is aimed at addressing the involvement of some cytokines in female reproductive physiology, highlighting the maternal recognition of the embryo and implantation as immunologically important steps for fetal survival. The scientific knowledge on the role of cytokines in female reproduction processes, such as the Th1/Th2 balance and immune tolerance should advance the research in various fields of assisted reproduction in humans and animals, such as artificial insemination, embryo transfer, and in vitro fertilization. The same is true for the development of contraceptive methods and understanding of pathological processes such as uterine infections and autoimmune diseases.
Descritores: Inseminação Artificial
Sistema Imunitário
Limites: Animais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  4 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-913460
Autor: Pfeifer, Luiz Francisco Machado; Mapletoft, Reuben John; Dardawal, Dinesh; Singh, Jaswant.
Título: Effect of injectable progesterone on follicular development in lactating beef cows treated with estradiol plus a low-concentration progesterone device / Efeito da progesterona injetável no desenvolvimento folicular em vacas de corte lactantes tratadas com estradiol e dispositivo de progesterona de baixa concentração
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);55(2):136924, 26 jul. 2018. ilus, graf, tab.
Idioma: en.
Projeto: Saskatchewan Agriculture Development Fund, Natural Science and Engineering Council of Canada and Westgen and by Embrapa.
Resumo: The effect of injectable progesterone was evaluated along with estradiol benzoate (EB) on the fate of the dominant follicle (DF) present in the ovary at the beginning of low progesterone-based TAI protocol. All cattle were given 500 µg cloprostenol im (PGF; Schering-Plough Animal Health for Estrumate, Pointe-Claire, QC, Canada) twice, 11 d apart, and allocated into two groups: Estradiol group (E group, n = 11) and Estradiol-Progesterone group (EP group, n = 11). Ten days after the second PGF (Day 0), all cattle were given an intravaginal progesterone device with half progesterone concentration (Cue-Mate with a single pod containing 0.78 g progesterone). Concurrently, all cattle were given 1.5 mg im of estradiol benzoate in 3 mL of canola oil and PGF im on Day 0 of the protocol in a crossover design, in which each cow received both treatments. Cows in the EP group also received 100 mg im progesterone (Sigma) in 2 mL of canola oil. On Day 8, progesterone devices were removed and all cattle were given PGF im. All statistical analyses were performed with SAS 9.0. The DF present on Day 0 ovulated in 76% (16/21) of cows from E group and 28.6% (6/21) of cows from EP group (P = 0.002). After progesterone device removal, the size of ovulatory follicle did not differ between groups (E group, 15.5 ± 0.43 mm vs EP group, 15.8 ± 0.98 mm; P = 0.82). These follicles ovulated in 81.3 ± 3.1 h in E group and 71.0 ± 6.1 h in EP group (P = 0.13). In conclusion, injectable progesterone reduced the proportion of cows that ovulate the dominant follicle present in the ovary at the beginning of estradiol-progesterone-based protocols. However, no difference was detected on time of ovulation after progesterone device removal between groups.(AU)

Foi avaliado o efeito da progesterona injetável e do benzoato de estradiol (BE) no destino do olículo dominante (FD) presente no ovário no início do protocolo de IATF. Todas as vacas receberam duas injeções de 500 µg de cloprostenol im (PGF; Schering-Plough Animal Health for Estrumate, Pointe-Claire, QC, Canadá) em um intervalo de onze dias e foram alocadas em dois grupos: Estradiol (grupo E, n = 11) e Estradiol-Progesterona (grupo EP, n = 11). Dez dias após a segunda injeção de PGF (Dia 0), elas receberam um implante intravaginal de progesterona com metade da concentração hormonal (Cue-Mate com apenas uma haste contendo 0,78 g de progesterona). Além disso, todas vacas receberam 1,5 mg im de BE dissolvido em óleo de canola e PGF im no Dia 0 do protocolo, em um delineamento em crossover no qual cada vaca recebeu ambos tratamentos. Vacas do grupo EP ainda receberam uma injeção de 100 mg im de progesterona (Sigma) em 2 mL de óleo de canola no Dia 0. No Dia 8, os dispositivos de progesterona foram removidos e todas as vacas receberam PGF im. A análise estatística foi realizada por meio do pacote estatístico SAS 9.0. O FD presente no Dia 0 ovulou em 76% (16/21) das vacas do grupo E e em 28,6% (6/21) das vacas do grupo EP (P = 0,002). Após a remoção do dispositivo de progesterona, o diâmetro do folículo ovulatório não apresentou qualquer diferença entre os grupos (grupo E, 15,5 ± 0,43 mm; grupo EP, 15,8 ± 0,98 mm; P = 0,82). Esses folículos ovularam em 81,3 ± 3,1 h no grupo E e em 71,0 ± 6,1 h no grupo EP (P = 0,13). A conclusão obtida foi que o uso de progesterona injetável reduziu a proporção de vacas que ovularam o folículo dominante presente no ovário no início do protocolo à base de estradiol e progesterona. No entanto, entre os grupos não houve diferença no momento da ovulação após a remoção do dispositivo de progesterona.(AU)
Descritores: Estradiol/administração & dosagem
Folículo Ovariano/crescimento & desenvolvimento
Progesterona/análise
-Inseminação Artificial/veterinária
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888087
Autor: Dias, L. M. K; Sales, J. N. S; Viau, P; Barros, M. B. P; Nicolau, S. S; Simões, L. M. S; Alves, N. G; Alonso, M. A; Valentim, R; Oliveira, C. A.
Título: Although it induces synchronized ovulation, hCG reduces the fertility of Santa Ines ewes submitted to TAI / Embora induza a ovulação sincronizada, hCG reduz a fertilidade de ovelhas Santa Inês submetidas à IATF
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);70(1):122-130, Jan.-Feb. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to evaluate hCG treatment on ovarian response and on pregnancy rate using a 9-day oestrus synchronization protocol in Santa Ines ewes. On a random oestrus cycle day, ewes received an intravaginal progesterone device (Primer-PR®, Tecnopec, Brazil). Nine days later (Day 9), 30µg of d-cloprostenol (Prolise®, Syntex, Argentina) and 250IU of eCG (Folligon®, Intervet, Brazil) were administered and the progesterone device was removed. This moment, the ewes were randomly assigned on two groups: Control Group and hCG Group. In the hCG Group, the ewes received 500IU of hCG (Vetecor®, Hertape-Calier, Spain) 24h after device removal. In the Control Group, the ewes did not receive any ovulation inductor. Control and hCG Groups ewes were inseminated 60h and 48h after device removal, respectively. There was no difference between the groups regarding the first ovulatory follicle diameter and the second ovulatory follicle. hCG Group ewes had shorter interval between device removal and ovulation (Control: 79.9±15.4h and hCG: 54.7±4.9h; P=0.001) and more synchronized ovulations. However, the treatment with hCG decreased the pregnancy rate after TAI (P=0,009). In conclusion, hCG administration improves ovulatory synchronisation, but causes a decrease in the pregnancy rate.(AU)

Avaliou-se o tratamento com hCG na resposta ovariana e na taxa de prenhez utilizando protocolo de sincronização do estro de nove dias em ovelhas Santa Inês. As ovelhas receberam um dispositivo intravaginal de progesterona em fase aleatória do ciclo (dia zero= D0). No momento da remoção do dispositivo (D9), as fêmeas receberam 30µg de d-cloprostenol (Prolise®, Syntex, Argentina) e 250UI de eCG (Folligon®, Intervet, Brasil). Nesse momento, as ovelhas foram aleatoriamente distribuídas em dois grupos de tratamento: controle sem indução de ovulação e tratamento com 500UI hCG para indução de ovulação. As ovelhas dos grupos controle e hCG foram inseminadas 60h e 48h após a remoção do dispositivo, respectivamente. Não houve diferença entre os grupos para o diâmetro do primeiro e do segundo folículo pré-ovulatório. As avelhas do grupo hCG apresentaram menor intervalo entre a remoção do dispositivo e a ovulação (grupo controle: 79.9±15.4h e grupo hCG: 54.7±4.9h; P=0.001) e maior sincronização das ovulações. No entanto, o tratamento com hCG diminuiu a taxa de prenhez após a IATF (P=0,009). Conclui-se que, apesar de a administração de hCG aumentar a sincronização da ovulação, reduz a taxa de prenhez.(AU)
Descritores: Ovulação
Progesterona/análise
Ovinos/sangue
Ovinos/embriologia
-Gonadotropina Coriônica Humana Subunidade beta
Inseminação Artificial
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-879464
Autor: Oliveira, Letícia Zoccolaro; Ribeiro, Lucas Bernardes; Silva, Luiz Gustavo Teodoro da; Oliveira, Clara Slade; Dias, Erika Aline Ribeiro; Campanholi, Suzane Peres; Campos, Carla Cristian; Oliveira, Maiana Visoná de; Monteiro, Fabio Morato.
Título: Assessment of different in vitro sperm challenges and in vivo fertility of bovine semen batches / Avaliação de diferentes desafios espermáticos in vitro e da fertilidade in vivo de partidas de sêmen bovino
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);54(3):264-276, 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this work was to submit sperm cells to different laboratory challenges and to compare in vitro results with in vivo semen fertility. Four different batches from the same Brangus bull were used in a timed-AI program of 332 Brangus cows. Each batch (B) was submitted to the following procedure: semen sample was thawed at 36°C for 30 seconds (control). Sperm motility parameters, plasma membrane integrity, sperm morphology, and concentration were assessed. Then, an aliquot of thawed sample was incubated in a water bath at 45°C for 40 min (thermal challenge group; TCG) and another aliquot was centrifuged at 500 xg (Percoll gradient 45%/90%) for 15 min (centrifugation challenge group; CCG). Centrifuged semen was also submitted to another thermal challenge, being incubated (water bath) at 45°C for 40 min (centrifugation + thermal challenge group; CTCG). At the end of each challenge (CCG, TCG, and CTCG), the same laboratory tests used for control group were repeated. The following conception rates (CR) were observed for each batch: B1 = 48.9% (44/90); B2 = 44.2% (23/52); B3 = 55.5% (40/72); B4 = 43.2% (51/118); (p < 0.10). In the lab, B3 presented higher (p ≤ 0.05) progressive motility (PM) than B4 after thawing (control group) and after all sperm challenges (TCG, CCG, and CTCG). However, despite B3 and B4 having demonstrated a similar percentage of plasma membrane integrity (PMI) to the control group (B3 = 66.7 ± 1.3 and B4 = 65.2 ± 3.3), B3 demonstrated higher (P ≤ 0.05) percentage of PMI (37.2 ± 2.5) than B4 (26.7 ± 3.3) after passing through the most stressing in vitro challenge (CTCG). The semen batch presenting the highest resistance to in vitro challenges was the one that presented a trend for higher in vivo fertility, suggesting that submitting semen samples to laboratory challenges may be an interesting alternative for selecting batches with greater field fertility.(AU)

O objetivo deste estudo foi estressar células espermáticas em diferentes desafios laboratoriais e comparar os resultados in vitro com a fertilidade in vivo do sêmen. Quatro partidas de um mesmo touro Brangus foram utilizadas em um programa de IATF de 332 vacas Brangus. Cada partida foi submetida ao seguinte procedimento: a amostra de sêmen foi descongelada a 36°C por 30 segundos (grupo controle). Foram avaliados parâmetros de motilidade espermática (CASA), integridade da membrana plasmática (PMI), morfologia e concentração espermática. Em seguida, uma alíquota da amostra descongelada foi incubada em banho-maria a 45°C durante 40 minutos (grupo de desafio térmico, TCG) e outra alíquota foi centrifugada a 500 xg (gradiente de Percoll 45%/90%) durante 15 min (grupo desafio de centrifugação, CCG). Uma aliquota do sêmen centrifugado foi ainda submetida ao desafio térmico, sendo incubado a 45°C durante 40 min (grupo de desafio térmico + centrifugação, CTCG). No final de cada desafio (CCG, TCG e CTCG), os mesmos testes laboratoriais utilizados para o grupo de controle foram realizados. A seguinte taxa de concepção (CR) foi observada para cada partida (B): B1 = 48,9% (44/90), B2 = 44,2% (23/52), B3 = 55,5% (40/72) e B4 = 43,2% (51/118); (P < 0,10). No laboratório, B3 apresentou maior (P ≤ 0,05) motilidade progressiva (PM) do que B4 logo após o descongelamento (grupo controle) e após todos os desafios laboratoriais (TCG, CCG e CTCG). Porém, apesar de B3 e B4 demonstrarem similar porcentagem de PMI no grupo controle (B3 = 66,7 ± 1,3 e B4 = 65,2 ± 3,3), B3 apresentou maior (P ≤ 0,05) PMI (37,2 ± 2,5%) do que B4 (26,7 ± 3,3%) após passar pelo maior desafio laboratorial (CTCG). A partida seminal que in vitro apresentou maior resistência aos desafios laboratoriais foi a mesma que apresentou tendência para maior fertilidade in vivo. Assim, sugere-se que submeter amostras seminais a desafios laboratoriais pode ser uma alternativa interessante para selecionar partidas com maior fertilidade a campo.(AU)
Descritores: Fertilização In Vitro/veterinária
Inseminação Artificial/veterinária
Técnicas de Reprodução Assistida/veterinária
Preservação do Sêmen/efeitos adversos
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-877315
Autor: Silva-Meirelles, J. R; Castro, M. L; Bergstein, T. G; Ferrari, M. V; Dornbusch, P. T.
Título: Inseminação em ovelhas por videolaparoscopia por meio de acesso único: relato de caso / Videolaparoscopic insemination in sheeps: case report
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);69(5):1163-1166, set.-out. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A inseminação artificial (IA) proporciona melhoramento genético, intensifica o manejo animal e possibilita a utilização de sêmen de reprodutores que se encontram em diferentes regiões do país, bem como de animais de alto valor zootécnico que já morreram ou de machos que possuem subfertilidade. Por peculiaridades anatômicas das ovelhas, a inseminação artificial intrauterina transcervical é dificultosa. Dessa forma, bons resultados na IA são alcançados quando há deposição do sêmen diretamente dentro do útero, realizada por meio de laparoscopia. Atualmente, diversas técnicas laparoscópicas são utilizadas para inseminação; os métodos rotineiramente empregados são realizados através de dois ou três portais de acesso. O presente trabalho tem o objetivo de verificar a viabilidade de uma nova técnica de inseminação videolaparoscópica intrauterina em ovelhas, com o uso de um acesso único, visando a um procedimento mais eficaz, mais rápido, com menor trauma tecidual e com menor contaminação bacteriana, a fim de minimizar o desconforto pós-operatório. A média do tempo cirúrgico foi de 5,92 minutos. Não foram encontradas dificuldades para realização dos procedimentos, e os animais recuperaram-se sem nenhuma complicação. A utilização de um único acesso mostrou-se eficaz, pois reduziu o tempo cirúrgico e não apresentou complicações.(AU)

Artificial Insemination (AI) provides genetic gain, enhances animal management and enables the use of semen from rams that are in different regions of the country, high-value livestock animals that have died or males who have subfertility. Because of anatomical peculiarities of sheep, transcervical intrauterine insemination is troublesome, thus good results in IA are achieved when there is deposition of semen directly into the uterus, performed by laparoscopy. Currently, various techniques are used for laparoscopic insemination, those routinely employed are conducted using two or three access portals. This study aims to verify the feasibility of a new laparoscopic intrauterine insemination in sheep using a single access, aiming at a more effective and faster procedure with less tissue trauma, minimizing post-operative discomfort and lower bacterial contamination. The mean operative time was 5,92 minutes, there were no difficulties in the procedures and the animals recovered without complications. The use of a single access was effective, reducing the time of the surgery and complications weren't observed.(AU)
Descritores: Inseminação Artificial/veterinária
Laparoscopia/métodos
Laparoscopia/veterinária
Ovinos
Cirurgia Vídeoassistida/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Cristani, J
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-876507
Autor: Ternus, E. M; Vanz, A. R; Lesskiu, P. E; Preis, G. M; Serafini, L; Consoni, W; Traverso, S. D; Cristani, J.
Título: Performance reprodutiva de leitoas submetidas à inseminação artificial pós-cervical / Reproductive performance of gilts submitted to post-cervical artificial insemination
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);69(4), jul.-ago. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho reprodutivo de nulíparas submetidas à inseminação artificial pós-cervical (IAPC) comparada à inseminação artificial tradicional (IAT). Foram avaliados ocorrência de sangramento, ocorrência de refluxo, dificuldade no transpasse da cérvix e total de células refluídas até 30 minutos após inseminação. Fêmeas submetidas à IAPC (n=279) foram inseminadas com doses de 1,5 x 109 diluídas em 45mL, e fêmeas submetidas à IAT (n=273) inseminadas com doses de 2,5 x 109 em 80mL. O transpasse da cérvix foi possível em 91,04% (254/279) das leitoas. A dificuldade no transpasse foi de 41,58% (116/279), não comprometendo o desempenho reprodutivo (P>0,05). Presença de sangramento não afetou a taxa de parto nem o número de leitões nascidos para ambos os tratamentos (P>0,05). O percentual de espermatozoides presentes no refluxo foi maior na IAT, não sendo observada diferença no tamanho de leitegada de acordo com o percentual de espermatozoides no refluxo (P>0,05) e no número de leitões nascidos totais (11,63 e 11,81) entre os tratamentos IAT e IAPC, respectivamente. Pode-se realizar IAPC em leitoas sem causar redução no desempenho, utilizando-se doses com 1,5 x 109 células espermáticas.(AU)

The objective of this study was to evaluate the reproductive performance of gilts subjected to post-cervical artificial insemination (PCAI) compared to traditional artificial insemination (TAI). We also evaluated the degree of difficulty in bypassing the cervix, time required to perform the insemination, presence of bleeding after insemination, semen backflow, as well as the volume and the total reflow cells 30 minutes after insemination. Gilts submitted to PCAI (n = 279) were inseminated with 45 mL doses of 1.5 x 109 sperm cells and the ones submitted to TAI (n = 273) were inseminated with 80 mL doses with 2.5 x 109 cells. The bypassing of the cervix was possible in 91.04% (254/279) of gilts. The difficulty bypassing the cervix in at least one of the gilt's PCAI procedures happened with 41.58% (116/279) of the females, but it did not affect reproductive performance (P>0.05). The presence of bleeding after insemination did not affect the farrowing rate and total number of piglets born for both treatments (P>0.05). The average time needed to carry out the PCAI was 1.47 minutes and the TAI was 4.04 minutes. The percentage of sperm present in the reflux was higher in TAI than the PCAI, but no correlation was found between litter size and the percentage of sperm in reflux (P>0.05) and the total number of piglets born (11.63 and 11.81) between TAI and PCAI treatments, respectively. Thus, it is possible to perform the post-cervical artificial insemination in gilts without causing a reduction in reproductive performance, using doses with a concentration of 1.5 x 109 sperm cells.(AU)
Descritores: Inseminação Artificial/veterinária
Fenômenos Reprodutivos Fisiológicos
Suínos
-Colo do Útero
Técnicas Reprodutivas/veterinária
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 260 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-875848
Autor: Pancetti, Filipe Gabriel Menezes.
Título: Análise da atividade locomotora de Aedes aegypti e Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) do Parque Municipal do Piqueri São Paulo, SP / Analysis of the locomotor activity of Aedes aegypti and Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) of the Piqueri Municipal Park São Paulo, SP.
Fonte: São Paulo; s.n; 2017. 67 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O estudo de mosquitos é extremamente importante, pois muitos são considerados vetores de diversos patógenos transmissíveis ao homem. Aedes aegypti e Aedes albopictus são responsáveis por transmitir arbovírus, como os da dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana, no mundo. Neste trabalho foram empregados Ae. aegypti e Ae. albopictus para: analisar a atividade locomotora de machos, fêmeas virgens e fêmeas inseminadas naturalmente; comparar a atividade locomotora de fêmeas injetadas intratoracicamente com extrato de glândulas acessórias (AG) de machos co e heteroespecíficos; e verificar a taxa de inseminação de fêmeas injetadas com glândulas acessórias de machos co e heteroespecíficos, quando são posteriormente expostas a seus machos coespecíficos. Os mosquitos foram coletados em ovitrampas instaladas no Parque Municipal do Piqueri, Zona Leste da cidade de São Paulo, durante o outono e a primavera de 2015 e outono de 2016. Após a emergência dos adultos, estes foram transferidos para quatro gaiolas matrizes separadas por espécie e sexo, dos quais obtivemos machos e fêmeas virgens de cada espécie. Em outras duas gaiolas foram agrupadas por espécie, 40 fêmeas e 40 machos para cópula por 24 horas para obtermos fêmeas inseminadas naturalmente. Posteriormente, todos os mosquitos foram transferidos para uma incubadora por quatro dias para análise da atividade locomotora. Na comparação de fêmeas injetadas com glândulas acessórias, foram extraídas as glândulas de machos de Ae. aegypti e Ae. albopictus e estas injetadas intratoracicamente em fêmeas co e heteroespecíficas. Todas as fêmeas injetadas foram transferidas para uma incubadora por três dias. Para a análise dos dados foram utilizados os testes estatísticos F e T e ANOVA. Após a atividade locomotora, as fêmeas injetadas foram expostas a seus machos coespecíficos e posteriormente tiveram suas espermatecas dissecadas para verificar a presença de espermatozoides a fim de analisar a taxa de inseminação. Nos machos, fêmeas virgens e fêmeas inseminadas naturalmente de Ae. aegypti e Ae. albopictus, o padrão da atividade locomotora foi diurno e bimodal no outono e na primavera. Em Ae. aegypti machos a atividade foi mais evidente no outono e em Ae. albopictus na primavera. Nas fêmeas de Ae. aegypti virgens a atividade foi mais evidente que nas inseminadas naturalmente em ambas as estações. Nas fêmeas de Ae. albopictus não houve diferença na atividade das virgens e inseminadas. Nas fêmeas de Ae. aegypti injetadas com AG a atividade locomotora foi diurna, com padrão unimodal e menos marcada. Nas fêmeas de Ae. albopictus injetadas com AG não houve diferença. Na taxa de inseminação, somente Ae. albopictus fêmeas injetadas com AG heteroespecíficas apresentaram espermatozoides após cópula coespecífica. Este estudo contribui para compreensão do comportamento de mosquitos vetores como Ae. aegypti e Ae. albopictus

The study of mosquitoes is extremely important, since many are considered vectors of several pathogens transmissible to man. Aedes aegypti and Aedes albopictus are responsible for transmitting arboviruses, such as dengue, chikungunya, zika and urban yellow fever, in the world. This study employed Ae. aegypti and Ae. albopictus to: analyze the locomotor activity of males, virgin females and females naturally inseminated; compare the locomotor activity of females injected intratoracically with extract of accessory glands (AG) of co and heterospecific males; and verify the rate of insemination of females injected with accessory glands of co and heterospecific males when later exposed to their co-specific males. The mosquitoes were collected in ovitraps installed in Piqueri Municipal Park, East of São Paulo city, during the autumn and spring of 2015 and autumn of 2016. After the emergence of adults, they were transferred to four cages, separated by species and sex from which we obtained virgin males and females of each species. In the other two cages, they were grouped by species, 40 females and 40 males for mating during 24 hours to obtain naturally inseminated females. Thereafter, all the mosquitoes were transferred to an incubator for four days to the locomotor activity analysis. In the comparison of females injected with accessory glands, the male glands of Ae. aegypti and Ae. albopictus were extracted and injected intratoracically into co and heterospecific females. All injected females were transferred to an incubator for three days. For the analysis, the statistical tests F and T and ANOVA were used. After the locomotor activity, the injected females were exposed to their co-specific males and later had their spermathecas dissected to verify the presence of spermatozoa in order to analyze the insemination rate. In males, virgin and naturally inseminated females of Ae. aegypti and Ae. albopictus, the pattern of locomotor activity was diurnal and bimodal in autumn and spring. Aedes aegypti males activity was more evident in autumn and in Ae. albopictus in spring. In virgin females of Ae. aegypti the activity was more evident than in the naturally inseminated in both seasons. In females of Ae. albopictus, there was no difference in the activity of virgin and inseminated. In females of Ae. aegypti injected with AG the locomotor activity was diurnal, with a unimodal and less marked pattern. In the females of Ae. albopictus injected with AG there was no difference. In the insemination rate, only Ae. albopictus females injected with heterospecific AGs presented spermatozoa after coespecific mating. This study contributes to the understanding of mosquito vectors behavior such as Ae. aegypti and Ae. albopictus
Descritores: Aedes
Insetos Vetores
Inseminação Artificial
Locomoção
-Dípteros
Vetores de Doenças
Fertilidade
Dinâmica Populacional
Taxas, Razões e Proporções
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; MTR2281


  10 / 260 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875328
Autor: Souza, Fransergio; Cesar, João; Carneiro, Luisa Cunha; Santos, Ricarda Maria dos.
Título: Factors that enhance repeat breeder condition in a crossbred dairy herd submitted to reproductive synchronization protocols / Fatores que aumentam a condição de vacas repetidoras em um rebanho leiteiro mestiço submetido à protocolos de sincronização reprodutivos
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);53(4):1-7, 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: The objective of this study was to evaluate the incidence of repeat breeder (RB) in crossbred dairy cows submitted to a timed artificial insemination (TAI) and estrous synchronization protocols. Data from 371 heifers and 997 lactating crossbred dairy cows were analyzed. Cows with more than 30 DPP with good uterine condition, no lameness or clinical mastitis, and body condition score ≥ 2.5 were used. The cows were divided between two groups, as: group 1: TAI ­ those cows with no CL at ultrasound exam that were enrolled in a TAI protocol and group 2: estrous synchronization ­ all those cows that had CL. The incidences of RB and factors relative to it were analyzed by logistic regression in SAS. The incidence of RB condition was higher in lactating cows than nonlactating heifers (P < 0.001). There was a tendency of RB condition to higher in cows that calved during spring/summer than those calved at autumn/winter season. The parturition condition had no effect on RB incidence (P > 0.001); however, lactation degree influenced the incidence of RB (P < 0.001). Repeat breeder condition was greater in lactating crossbred dairy cows than in heifers. Moreover, the presence of RB cows was higher in those from second parity group when compared to those from first, third and four parity groups; on the other hand, parturition condition did not influence the appearance of RB cows in the herd.(AU)

O objetivo deste estudo foi avaliar a incidência vacas repetidoras (VR) leiteiras mestiças submetidas à inseminação artificial em tempo fixo (IATF) e protocolos de sincronização de estro. Dados de 371 novilhas e 997 vacas leiteiras mestiças foram analisados. Vacas com mais de 30 dias pós-parto, boa condição uterina, sem mastite clínica e com escore corporal ≥ 2,5 foram utilizadas. As vacas foram divididas em dois grupos, sendo: grupo 1: IATF ­ vacas sem corpo lúteo no exame ultrassonográfico e que foram submetidas ao protocolo de IATF, e grupo 2: sincronização de cio ­ aquelas vacas com corpo lúteo presente. A incidência de VR e seus fatores foram analisados por regressão logística pelo SAS. A incidência de VR foi maior em vacas em lactação em relação às fêmeas não-lactantes (P < 0,001). Ainda, uma tendência de um maior número de VR foi observada naquelas que pariram na primavera/verão quando comparadas às paridas no outono/inverno. O tipo de parto (normal vs. não normal) não influenciou na incidência de VR (P > 0,001), no entanto, foi detectado efeito do número de partos (P > 0.01). Dessa forma, nas categorias animais avaliadas, a incidência de VR foi maior em vacas leiteiras mestiças do que em novilhas. Uma tendência de VR foi observada naquelas que pariram na primavera/verão quando comparadas aquelas que pariram no outono/inverno, ainda a incidência de VR foi maior naquelas de segunda parição quando comparadas as de primeira, terceira ou quarta, ao passo que o tipo de parto (normal vs. não normal) não influenciou sobre a incidência de VR.(AU)
Descritores: Sincronização do Estro
Fertilidade
Inseminação Artificial/veterinária
Paridade
Estações do Ano
-Reprodução
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 26 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde