Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.906.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 19 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 19 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-846233 LILACS-Express
Autor: Edwards, Fernanda Carvajal.
Título: Sexopolítica en los inicios de la dictadura de Augusto Pinochet: el “cambio de sexo” de Marcia Alejandra en los discursos de la prensa / Sexopolítica no início da ditadura de Pinochet: a “mudança de sexo” de Marcia Alejandra nos discursos da imprensa / Sexpolitics in Pinochet's early Dictatorship: Marcia Alejandra's “sex change” in the press discourses
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(24):103-129, sept.-dic. 2016. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen: El presente artículo aborda las condiciones de posibilidad de una serie de procedimientos médico-legales de “cambio de sexo” que tuvieron lugar bajo el Terrorismo de Estado en Chile. Considerando la cobertura de prensa de la historia de Marcia Alejandra, la primera mujer trans que obtuvo un cambio registral de sexo durante la dictadura de Pinochet, el presente texto se estructura en tres apartados. El primero toma como punto de partida la solicitud de “cambio de sexo” de Marcia Alejandra publicada en el Diario Oficial, para explicar el marco legal en el que el “cambio de sexo” fue posible en el período. El segundo aborda la proliferación de enunciados y categorías médicas que circularon en la prensa tomando como escusa el caso de Marcia Alejandra, dando cuenta del rol que tuvo la Sociedad Chilena de Sexología Antropológica en la configuración de los discursos sobre el “cambio de sexo”. El tercero analiza la inscripción del relato de la transición de Marcia Alejandra en la narrativa sociopolítica de la fractura entre Unidad Popular y Dictadura.

Resumo: Este artigo discute as condições de possibilidade de uma série de procedimentos médicos e legais de “mudança de sexo” durante o período de Terrorismo de Estado no Chile. Considerando a cobertura mediática da história de Marcia Alejandra, a primeira mulher trans que obteve “mudança de sexo” civil durante a ditadura de Pinochet, o artigo é dividido em três seções. No primeiro, analisamos o pedido de “mudança de sexo” de Marcia Alejandra, publicado no Jornal Oficial, para descrever o quadro legal em que as “mudanças de sexo” foram realizadas durante esse período. Em segundo lugar, centramo-nos na proliferação de declarações e categorias médicas que circulam na imprensa relacionadas com o caso de Marcia Alejandra e enfatizamos o papel da Sociedade Chilena de Sexologia Antropológica na formação de discursos sobre a “mudança de sexo”. Na terceira seção, analisamos a inscrição da história da transição de Marcia Alejandra na narrativa sociopolítica sobre a ruptura entre a Unidade Popular e a Ditadura.

Abstract: This article discusses the conditions of possibility of a series of medical and legal procedures of “sex change” during the period of State Terrorism in Chile. Considering the media coverage of Marcia Alejandra’s story, the first trans woman who obtained civil “sex change” during Pinochet´s dictatorship, the article is divided in three sections. In the first one, we analyze Marcia Alejandra’s “sex change” request, published in the Official Journal, to describe the legal framework in which “sex changes” were undertaken during thtat period. Second, we focus on the proliferation of statements and medical categories that circulated in the press related to the case of Marcia Alejandra, and emphasize the role of the Chilean Society of Anthropological Sexology in shaping discourses regarding “sex change”. In the third section, we analyze the inscription of the story of Marcia Alejandra’s transition within the socio-political narrative about the rupture between Popular Unity and Dictatorship.
Descritores: Política
Chile
Conhecimento
Imprensa
Cirurgia de Readequação Sexual
Pessoas Transgênero
Fascismo
FRAUDTEMEFOS
Identidade de Gênero
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Entrevista
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  2 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-846398
Autor: Schneider, Maiko A; Andreazza, Tahiana; Fontanari, Anna Martha V; Costa, Angelo B; Silva, Dhiordan C da; Aguiar, Bianca W de; Massuda, Raffael; Pedrini, Mariana; Gama, Clarissa S; Schwarz, Karine; Kauer-Sant'Anna, Marcia; Lobato, Maria Ines R.
Título: Serum concentrations of brain-derived neurotrophic factor in patients diagnosed with gender dysphoria undergoing sex reassignment surgery / Concentração sérica de fator neurotrófico derivado do cérebro em pacientes diagnosticados com disforia de gênero que realizaram cirurgia de redesignação sexual
Fonte: Trends psychiatry psychother. (Impr.);39(1):43-47, Jan.-Mar. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Transsexualism (ICD-10) is a condition characterized by a strong and persistent dissociation with one's assigned gender. Sex reassignment surgery (SRS) and hormone therapy provide a means of allowing transsexual individuals to feel more congruent with their gender and have played a major role in treatment over the past 70 years. Brain-derived neurotrophic factor (BDNF) appears to play a key role in recovery from acute surgical trauma and environmentally mediated vulnerability to psychopathology. We hypothesize that BDNF may be a biomarker of alleviation of gender incongruence suffering. Objectives: To measure preoperative and postoperative serum BDNF levels in transsexual individuals as a biomarker of alleviation of stress related to gender incongruence after SRS. Methods: Thirty-two male-to-female transsexual people who underwent both surgery and hormonal treatment were selected from our initial sample. BDNF serum levels were assessed before and after SRS with sandwich enzyme linked immunosorbent assay (ELISA). The time elapsed between the pre-SRS and post-SRS blood collections was also measured. Results: No significant difference was found in pre-SRS or post-SRS BDNF levels or with relation to the time elapsed after SRS when BDNF levels were measured. Conclusion: Alleviation of the suffering related to gender incongruence after SRS cannot be assessed by BDNF alone. Surgical solutions may not provide a quick fix for psychological distress associated with transsexualism and SRS may serve as one step toward, rather than as the conclusion of, construction of a person's gender identity.

Resumo Introdução: O transexualismo (CID-10) é uma condição caracterizada por forte e persistente dissociação com o gênero atribuído. A cirurgia de redesignação sexual (CRS) e a terapia hormonal (TH) permitem que indivíduos transexuais se sintam mais congruentes com seu gênero e, por isso, têm desempenhado papel importante nos últimos 70 anos. O fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF) parece desempenhar um papel fundamental na recuperação do trauma cirúrgico agudo e vulnerabilidade ambiental à psicopatologia. Nós hipotetizamos que o BDNF pode ser um biomarcador de alívio do sofrimento de incongruência de gênero pós-CRS. Objetivos: Mensurar os níveis séricos de BDNF no pré e pós-operatório em indivíduos transexuais como biomarcador de alívio de estresse relacionado à incongruência de gênero após a CRS. Métodos: Trinta e duas pessoas transexuais masculino para feminino submetidas a cirurgia e tratamento hormonal foram selecionadas de nossa amostra inicial. O nível sérico de BDNF foi avaliado antes e depois da CRS pela técnica ELISA. O tempo decorrido entre as coletas de sangue pré e pós-CRS foi medido. Resultados: Não houve diferença significativa nos níveis de BDNF pré e pós-CRS ou em relação ao tempo decorrido entre a CRS e a coleta. Conclusão: O alívio do sofrimento relacionado à incongruência de gênero pós-CRS não pode ser avaliado apenas pelo BDNF. Soluções cirúrgicas podem não fornecer uma solução rápida para o sofrimento associado ao transexualismo, e a CRS pode servir como um passo em direção à, em vez de conclusão da, construção da identidade de gênero de uma pessoa.
Descritores: Estresse Psicológico/sangue
Transexualismo/sangue
Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo/sangue
Cirurgia de Readequação Sexual
Disforia de Gênero/sangue
-Período Pós-Operatório
Transexualismo/cirurgia
Transexualismo/psicologia
Transexualismo/tratamento farmacológico
Análise Química do Sangue
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Biomarcadores/sangue
Infecções por HIV/complicações
Infecções por HIV/sangue
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Terapia de Reposição Hormonal
Período Pré-Operatório
Disforia de Gênero/cirurgia
Disforia de Gênero/psicologia
Disforia de Gênero/tratamento farmacológico
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-976538
Autor: NEER, Anahí Farji.
Título: Los/as profesionales de la salud frente a la Ley de Identidad de Género argentina. Tensiones entre el saber experto y el cuidado integral / Health professionals facing Gender Identity Law. Tensions between expert knowledge and integral care in Argentina / Profissionais da saúde frente à Lei de Identidade de Gênero argentina. Tensões entre o conhecimento especializado e o atendimento integral
Fonte: Physis (Rio J.);28(3):e280318, 2018.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El artículo analiza la recepción de la Ley de Identidad de Género por parte de profesionales de la salud del Área Metropolitana de Buenos Aires en base al análisis de un corpus de entrevistas en profundidad a profesionales de las especialidades de Salud Mental, Endocrinología y Cirugía que realizan o evalúan el ingreso a tratamientos hormonales y/o quirúrgicos solicitados por mujeres y varones trans. La Ley 26.743/12 de Identidad de Género argentina legaliza las intervenciones médicas para que travestis, transexuales, transgéneros y trans adquieran una imagen corporal acorde a su identidad de género. Dispone la cobertura de los tratamientos por parte del sistema de salud público, obras sociales y prestadores privados. A diferencia del régimen legal vigente con anterioridad, no exige requisitos diagnósticos ni judiciales para acceder a dichos tratamientos. El artículo describe los criterios adoptados tras la aprobación de la Ley de Identidad de Género por equipos y profesionales para evaluar el ingreso y resultados de dichos tratamientos. Las principales conclusiones establecen que la Ley de Identidad de Género habilitó tres desplazamientos en los discursos vigentes en el campo médico local: del diagnóstico al acompañamiento, del protocolo a la personalización-customización y de la minimización del riesgo al cálculo costo-beneficio.

Abstract This article addresses the reception of the Gender Identity Law by health professionals from the Metropolitan Area of Buenos Aires. It analyzes a corpus of in-depth interviews with health professionals specialized in gender reaffirmation treatments from the fields of Surgery, Endocrinology and Mental Health. Argentina's Gender Identity Law (26743/12) provides coverage within the Mandatory Medical Plan for surgical procedures and hormonal treatments whose aim is to align body to gender identity. Unlike the previous legal regime, it does not require a diagnostic or judicial authorization to access hormonal or surgical treatments for trans population. The article describes the transformation of discourses of health professionals regarding access to treatment and evaluation of results. The main conclusions establish that the approval of the Gender Identity Law allowed three mutations in discourses prevailing in the medical field: from diagnosis to follow-up; from protocol to customization; from risk minimization to cost-benefit calculation.

Resumo O artigo expõe os resultados de uma pesquisa qualitativa baseada em entrevistas em profundidade com profissionais da saúde das especialidades de Saúde Mental, Endocrinologia e Cirurgia, que realizam ou avaliam os ingressos nos tratamentos médicos solicitados pelas pessoas trans. Este artigo pretende trazer algumas reflexões em torno dos critérios de admissão e avaliação dos resultados dos tratamentos cirúrgicos e hormonais em pessoas trans, desde a aprovação da Lei de Identidade de Gênero, em 2012. A Lei n. 26.743, de Identidade de Gênero, legalizou as intervenções médicas para que travestis, transexuais, transgêneros e demais pessoas trans possam construir uma corporalidade conforme sua identidade de gênero. A lei estabeleceu a cobertura dos tratamentos médicos pelo sistema de saúde pública e eliminou o requisito do laudo judicial para o acesso aos procedimentos desejados. Os resultados indicam que a Lei de Identidade de Gênero permitiu três mudanças nos discursos dos profissionais da saúde: do diagnóstico ao acompanhamento; do protocolo à customização; e da minimização dos riscos ao cálculo de custo-benefício.
Descritores: Argentina
Relações Médico-Paciente
Pessoal de Saúde
Pessoas Transgênero
Serviços de Saúde para Pessoas Transgênero
Identidade de Gênero
-Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
Pesquisa Qualitativa
Cirurgia de Readequação Sexual
Disforia de Gênero
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Entrevista
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  4 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-994547
Autor: Manica, Matheus Zamignan.
Título: Refinamentos estéticos na aparência da vulva na cirurgia de adequação genital / Esthetic refinements to the appearance of the vulva in sex reassignment surgery
Fonte: Rev. bras. cir. plást;34(1):65-72, jan.-mar. 2019. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Introdução: A cirurgia de adequação genital tem se mostrado uma opção segura e confiável, com redução drástica na disforia e melhora da qualidade de vida das pessoas transgênero. A técnica mais estudada e utilizada é a inversão peniana com suas modificações, com aparência estética e funcionalidade adequadas, porém sem padronização da técnica cirúrgica. Índices de até 38% de satisfação parcial e 15% de insatisfação podem levar até 66% dos casos a realizar procedimentos adicionais. O objetivo é sugerir refinamentos estéticos na aparência da vulva e comparar com algumas das técnicas descritas, buscando aumentar a satisfação estética e funcional pós-operatória. Métodos: Estudo retrospectivo com 7 pacientes submetidas à cirurgia de readequação sexual entre agosto de 2017 e fevereiro de 2018. O clitóris é feito com a glande em formato de tridente, utilizando a coroa para construir os corpos cavernosos do clitóris e aumentar a área de sensação erógena. Faixa de prepúcio é usada para aumentar a cobertura do clitóris e cobrir a face interna dos pequenos lábios, que são definidos com o uso de suturas. Resultados: Sensibilidade adequada e satisfação com o resultado e capacidade de orgasmo em todas as pacientes observadas. Não houve estenose, fístula ou necrose do clitóris com essa técnica. Somente 1 caso precisou de procedimento adicional para melhor definição estética. Conclusão: A técnica apresentada tem alta satisfação das pacientes e sensibilidade erógena, com algumas vantagens em relação a outras técnicas. Porém, estudos prospectivos com número maior de pacientes são necessários para definir a técnica cirúrgica mais efetiva.

Introduction: Sex reassignment surgery is a reliable and safe option, which has drastically reduced dysphoria and improved the quality of life of transgender individuals. The most studied and used technique is penile inversion with modifications, which results in appropriate esthetic appearance and functionality, but the surgical technique has not been standardized. Partial satisfaction rates up to 38% and dissatisfaction rates of 15% may cause up to 66% of cases to undergo additional procedures. The objective is to suggest esthetic refinements to the appearance of the vulva and compare some of the techniques described, seeking to increase the postoperative esthetic and functional satisfaction. Methods: A retrospective study with 7 patients undergoing sex reassignment surgery between August 2017 and February 2018 was conducted. The clitoris is constructed with the glans in the form of a trident, using the corona to build the corpus cavernosa of the clitoris and increase the area of erogenous sensation. A section of the prepuce is used to increase the coverage of the clitoris and cover the inner surface of the labia minora, which are defined with the use of sutures. Results: Adequate sensitivity and satisfaction with the result and capacity of orgasm in all patients were observed. There was no stenosis, fistula, or necrosis of the clitoris with this technique. Only 1 case needed an additional procedure for better esthetic definition. Conclusion: The technique presented leads to high patient satisfaction and erogenous sensitivity, with some advantages compared to other techniques. However, prospective studies with larger numbers of patients are needed to define a more effective surgical technique.
Descritores: Transexualismo/cirurgia
Vulva/cirurgia
Vulva/fisiopatologia
Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos
Estética
Procedimentos de Readequação Sexual/efeitos adversos
Procedimentos de Readequação Sexual/métodos
Cirurgia de Readequação Sexual/efeitos adversos
Cirurgia de Readequação Sexual/métodos
Cirurgia de Readequação Sexual/reabilitação
Pessoas Transgênero
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica


  5 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-999369
Autor: Santos, Manoel Antônio dos; Souza, Ricardo Santos de; Lara, Lúcia Alves da Silva; Risk, Eduardo Name; Oliveira, Wanderlei Abadio de; Alexandre, Vinicius; Oliveira-Cardoso, Érika Arantes de.
Título: Transexualidade, ordem médica e política de saúde: controle normativo do processo transexualizador no Brasil / Transexuality, medical order and health policy: the regulatory control of the transsexualizing process in Brazil
Fonte: Estud. Interdiscip. Psicol;7(1):3-19, jun. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve por objetivo examinar a trajetória histórica do posicionamento oficial do Conselho Federal de Medicina (CFM) acerca dos procedimentos médicos associados às demandas do Processo Transexualizador (PrTr). Como objetivo específico, discutir as implicações das normatizações existentes, que regulam as intervenções médicas no campo da transgenitalização, para que se possa repensar a formação médica e de outros profissionais de saúde. O método utilizado consiste na análise documental, realizada a partir do banco de dados de pareceres, resoluções, notas técnicas, despachos e recomendações do CFM, com foco nos documentos oficiais de domínio público, que abordam o posicionamento dessa entidade representativa da classe médica em relação à realização de cirurgias de transgenitalização e prescrição da hormonioterapia para pessoas trans. Por meio dessa análise foi possível traçar, retrospectivamente, a evolução desse posicionamento e identificar quais foram os prováveis fatores que desencadearam progressivas mudanças da posição oficial assumida pelo CFM em relação à legalidade e aos aspectos éticos envolvidos nessas intervenções.

This study aimed to examine the historical trajectory of the official position of the Federal Medical Council (FMC) regarding medical procedures associated with the demands of the Transsexualizing Process (PrTr). As a specific objective, to discuss the implications of existing norms, which regulate medical interventions in the field of transgenitalization, in order to rethink the medical and other health professionals' training. The method used consists of the documentary analysis, based on the database of opinions, resolutions, technical notes, orders and recommendations of the FMC, focusing on official documents in the public domain, which deal with the positioning of this representative body of the medical profession in relation transgender surgery and prescription of hormone therapy for transgender people. Through this analysis, it was possible to trace, retrospectively, the evolution of this position and to identify which were the probable factors that triggered progressive changes of the official position assumed by the FMC in relation to the legality and the ethical aspects involved in these interventions.

Este estudio tuvo por objeto examinar la trayectoria histórica del posicionamiento oficial del Consejo Federal de Medicina (CFM) acerca de los procedimientos médicos asociados a las demandas del Proceso Transexualizador (PrTr). Como objetivo específico, discutir las implicaciones de las normativas existentes, que regulan las intervenciones médicas en el campo de la transgenitalización, para que se pueda repensar la formación médica y de otros profesionales de salud. El método utilizado consiste en el análisis documental, realizado a partir del banco de datos de opiniones, resoluciones, notas técnicas, despachos y recomendaciones del CFM, con foco en los documentos oficiales de dominio público, que abordan el posicionamiento de esa entidad representativa de la clase médica con relación a la realización de cirugías de transgenitalización y prescripción de la terapia hormonal para personas transgénero. Por medio de este análisis fue posible trazar retrospectivamente la evolución de ese posicionamiento e identificar cuáles fueron los probables factores que desencadenaron progresivos cambios de la posición oficial asumida por el CFM en relación a la legalidad ya los aspectos éticos involucrados en esas intervenciones.
Descritores: Diferenciação Sexual
Cirurgia de Readequação Sexual
Pessoas Transgênero
Identidade de Gênero
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  6 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-749128
Autor: Piazza, Mauri José.
Título: Neovaginoplastias: uma revisão dos diversos métodos de tratamento / Neovaginoplasty: a review of different treatment methods
Fonte: Femina;42(3):121-127, maio-jun. 2014. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O propósito desta revisão foi analisar os diferentes métodos de neovaginoplastias que vêm sendo executados com o intuito de criar ou ampliar uma neovagina sem excessiva morbidade, a qual seja funcionalmente ativa e traga satisfação com relação a seu aspecto e sua função, promovendo o bem-estar. São descritas todas as possíveis causas de ausência da vagina, sejam elas anomalias congênitas ou mesmo adquiridas. Em vista disso, há uma grande diversidade de métodos terapêuticos propostos, o que indica que o resultado ideal ainda está para ser obtido.(AU)

The purpose of this review was to analyze different neovaginoplasty procedures that have been performed to create or enlarge a new vagina without excessive morbility, which is functionally and aesthetically pleasing, leading to wellbeing. In this issue are described different possible etiologies of vaginal absence, like congenital abnormalities or acquired ones. In this regard, therapeutic methods vary widely, which indicates that ideal results have yet to be obtained.(AU)
Descritores: Vagina/anormalidades
Vagina/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Reconstrutivos/métodos
-Anormalidades Urogenitais/cirurgia
Anormalidades Congênitas/cirurgia
Bases de Dados Bibliográficas
Cirurgia de Readequação Sexual/métodos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  7 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-836913
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Incorporação de novos procedimentos relativos ao processo transexualizador no âmbito do SUS / Incorporation of new procedures related to the transexualization process within SUS.
Fonte: s.l; s.n; [2014]. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Tendo em vista que a revisão da Portaria SAS nº 457 de 19 de agosto de 2008, que regulamenta o processo Transexualizador no âmbito do SUS, encontra-se em fase de finalização, esta Coordenação de Média e Alta Complexidade encaminha para conhecimento e análise desta Comissão, o impacto financeiro dos procedimentos sugeridos para incorporação: a) mastectomia simples bilateral em usuário/a sob o processo transexualizador; b) histerectomia c/ anexectomia bilateral e colpectomia em usuário/a/as sob processo transexualizador; c) cirurgias complementares de redesignação sexual; d) administração hormonal - testosterona (valor mensal); c) cirurgias complementares de redesignação sexual; d) administração hormonal - testosterona (valor mensal); acompanhamento de usuário/a/as no processo transexualizador apenas para tratamento clínico (por atendimento). Ressalta - se que a revisão da referida portaria está sendo trabalhada por técnicos, pesquisadores e especialistas afetos a área, em conjunto com o movimento social e técnicos da Coordenação Geral da Média e da Alta Complexidade/DAE/SAS, apresentamos o produto deste estudo e a solicitação de incorporação de novos procedimentos na Tabela de Procedimentos, Órteses, Próteses e materiais do SUS. Os membros da CONITEC presentes na 11ª reunião ordinária do plenário do dia 07/12/2012 recomendaram a incorporação de novos procedimentos relativos ao processo transexualizador no âmbito do SUS. Portaria nº 11, de 15 de maio de 2014. Portaria nº 11, de 15 de maio de 2014 - Torna pública a decisão de incorporar os procedimentos relativos ao processo transexualizador no Sistema Único de Saúde - SUS: mastectomia simples bilateral; histerectomia com anexectomia bilateral e colpectomia; cirurgias complementares de redesignação sexual; administração hormonal de testosterona e acompanhamento de usuários no processo transexualizador apenas para tratamento clínico.
Descritores: Estrogênios/uso terapêutico
Procedimentos de Readequação Sexual/economia
Cirurgia de Readequação Sexual/economia
Testosterona/uso terapêutico
Transexualismo
-Brasil
Serviços de Saúde para Pessoas Transgênero
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Sistema Único de Saúde
Limites: Seres Humanos
Animais
Masculino
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-831347
Autor: Devoto C., Enzo; Ríos S., Rafael; Aravena C., Lucía.
Título: Trastorno de identidad de género. Parte II: terapia endocrinológica en el proceso de readecuación corporal / Gender identity disorder. Part II: endocrine therapy in the process of body readjustment
Fonte: Rev. chil. endocrinol. diabetes;9(2):58-64, 2016. tab.
Idioma: es.
Resumo: Endocrinology step of transgender readjustment therapy is made according to previously published in the part 1 of article: “gender identity disorder in rev. chil. endocrinol. diabetes 2015, 8 (4): 167-173.During started puberty in Tanner stage 2-3, the persistence of the experience that their identity male or female gender is not coherent with its bodily, authorize to start the endocrinological therapy, as an important step of body readjusting. In the process of transition from male to female or female to male, should stop pubertal development, what we do with GNRH analogues: intramuscle leuprolideor triptorelin 11.25 mg. every 12 weeks or with medroxyprogesterone acetate 150 mg. monthly. This process continues until 16 years, adding antiandrogen, preferably spironolactone in the process of body readjusting of male to female. At 16 years old, starts the cross hormonal therapy to masculinizing or feminizing. Maintaining gonadotrophin suppression, female to male, testosterone undecanoate or other injectable testosterone esters is administered, customizing the date of administration and inMale to female, daily use of oral estradiol valerate or transdermal gel. Plasma levels of estradiol andtestosterone should not be located in high or supraphysiological range to avoid thromboembolism or polycythemia risk in those who receive testosterone. Should to be explained the time to obtain the bodily effects, achieving a realistic attitude of the goals and the need for regular checks. Attendance to emotional changes, mainly to meet the social gender role. The laboratory, metabolic, hormonal, hemogram and electrolytic changes are evaluated. To be indicated bone densitometry and study images of internal genitals and breasts are necesary...
Descritores: Hormônios/uso terapêutico
Cuidados Pós-Operatórios
Transexualismo/tratamento farmacológico
Transtornos Sexuais e da Identidade de Gênero/tratamento farmacológico
-Cirurgia de Readequação Sexual
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-789376
Autor: Sociedad Chilena de Endocrinología y Diabetes.
Título: SOCHED y la ley de reasignación de sexo civil en transgénero / SOCHED and the law of civil sex reassignment of transgender
Fonte: Rev. chil. endocrinol. diabetes;8(3):116-120, jul. 2015.
Idioma: es.
Descritores: Direitos Civis
Cirurgia de Readequação Sexual/legislação & jurisprudência
Identidade de Gênero
Pessoas Transgênero
-Chile
Direitos Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  10 / 19 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-762667
Autor: Muñoz León, Fernando.
Título: El reconocimiento legal de la transexualidad en Chile mediante el procedimiento judicial de cambio de nombre: Un caso de complementariedad epistemológica entre medicina y derecho / Legal recognition of transsexuality in Chile through the judicial procedure for name change
Fonte: Rev. méd. Chile;143(8):1015-1019, ago. 2015. ilus.
Idioma: es.
Projeto: Fondecyt.
Resumo: Do transsexual people in Chile have a right to have their gender identity or their sex reassignment legally recognized? The absence of any legislation on gender identity or transsexualism could lead us to believe that it is not the case. However, a quantitative review of decisions issued by Chilean courts during the last years on name-and sex-change requests filed by transsexual people reveals that most of these courts have accepted these requests. From the perspective of the well-being of transsexual people, this is a positive result. However, the fact that a few rejections exist reminds us of the need to enact an explicit legislation in this issue. Lastly, a qualitative analysis of those decisions suggests that the traditional reluctance of courts to interpret the law in a creative way has been overcome in these cases by the use of knowledge and discourses belonging to healthcare sciences. This is an example of an epistemological complementariness between medicine and law.
Descritores: Nomes
Pessoas Transgênero/legislação & jurisprudência
Transexualismo/psicologia
-Chile
Identidade de Gênero
Função Jurisdicional
Legislação Médica
Cirurgia de Readequação Sexual/legislação & jurisprudência
Transexualismo/cirurgia
Limites: Feminino
Seres Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde