Base de dados : LILACS
Pesquisa : E02.912.430 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 22 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 22 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-949790
Autor: da Silva Baptista Faria, Rita Isabel.
Título: Intoxicação por diquat / Diquat intoxication
Fonte: Acta toxicol. argent;25(2):39-46, set. 2017.
Idioma: es.
Resumo: O paraquat e o diquat são herbicidas de contacto do grupo dos bipiridilos, utilizados largamente para controlo de ervas daninhas. A importância deste grupo de herbicidas reside na sua utilização frequente para fins suicidas e pela inexistência de antídoto ou tratamento médico específico. O envenenamento com diquat é muito menos comum que com o paraquat e por isso existem poucos casos descritos na literatura. A dose letal de ambos é sobreponível, contudo o diquat é considerado menos tóxico devido ao menor dano pulmonar. Por outro lado, o diquat tem efeitos tóxicos graves sobre o sistema nervoso central. Por este motivo os sinais de neurotoxicidade pelo diquat são os mais relevantes e incluem sinais de parkinsonismo. O rim é a principal via excretora do diquat e a necrose tubular aguda é a lesão tipicamente identificada. A sobrevida depende de dois fatores: a concentração da substância no plasma e o tempo após a ingestão. O tratamento centra-se em três pontos essenciais: prevenção da absorção, rápida excreção e modificação dos efeitos tecidulares. A hemoperfusão é mais eficaz na clearance do diquat do que a hemodiálise e a sua utilização nas primeiras 12 horas de intoxicação pode reduzir a mortalidade.

Paraquat and diquat are contact herbicides from bipyridyl group, commonly used in weed control. The importance of this herbicide group is due to its frequent use with suicidal purpose and because there is neither an antidote nor a specific treatment. Poisoning with diquat is much less common that with paraquat, so there are few cases published in literature. The lethal dose of both is similar, however diquat is considered less toxic because it causes less lung damage. On the other side, diquat has severe toxic effects on central nervous system and neurotoxic signs are the more relevant, and include Parkinsonism. The kidney is the main excretory pathway of diquat and acute tubular necrosis is typical. Survival depends on two factors: plasma concentration and time of ingestion. Treatment focus in three key points: preventing absorption, rapid excretion and tissue effects. Hemoperfusion is more effective in diquat clearance than haemodialysis and its use in first 12 hours can reduce mortality.
Descritores: Diquat/envenenamento
Diquat/urina
Diquat/toxicidade
-Diálise Renal/estatística & dados numéricos
Hemoperfusão/estatística & dados numéricos
Diurese
Limites: Humanos
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  2 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-589184
Autor: Ramírez S., Manuel; Bastidas, Omaira; Mujica, Yovanny; Pacheco F., Juvirma; Gómez P., Nathalie; Abello, María Ines.
Título: Intoxicación pediátrica por paraquat (gramoxone) supervivencia en dos casos / Pediatric intoxication with paraquat (gramoxone) survival of two children
Fonte: Arch. venez. pueric. pediatr;73(1):20-26, ene.-mar. 2010.
Idioma: es.
Resumo: El paraquat es un plaguicida agricola bipiridilo, cuyos efectos tóxicos más severos son año hepato-renal y fibrosis pulmonar irreversible. Se reportan dos casos de intoxicación en niños, por ingestión accidental de paraquat; ellos desarrollaron sialorrea, vómitos azul verdoso, lesión digestiva cáustica. dificultad respiratoria, daño hepato-renal, alteraciones radiológicas y presencia de paraquat en orina y sangre. Ambos pacientes recibieron el tratamiento disponible entre 24-48 horas despues de la ingestion y tuvieron una evolución satisfactoria. El tratamiento consistió basicamente en diálisis gastrointestinal, diuresis forzada ácida, N-acetilcisteína y dexametasona.

Paraquat is a bipyridyl agricultural pesticide, whose more severe effects are hepatic-renal damage and irreversible pulmonary fibrosis. Two children with paraquat accidental poisoning are reported; they developed syalorrhea, blue greenish vomiting, caustic digestive injury, breathing difficulty, liver and kidney damage, radiographic changes and presence of paraquat in blood and urine. Both patients received the available treatment 24-48 hours after ingetion and had a satisfactory autcome. The consisted basically of gatrointestinal dialysis, acidic forced diuresis, N-acetylcysteine and dexamethasone.
Descritores: Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas/instrumentação
Esofagite/diagnóstico
Fibrose Pulmonar/complicações
Hemoperfusão/métodos
Insuficiência Respiratória/diagnóstico
Paraquat/toxicidade
-Acidentes/tendências
Herbicidas/envenenamento
Herbicidas/toxicidade
Limites: Humanos
Masculino
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  3 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-575128
Autor: Gadano, Adrián; Rosa Diez, Guillermo; Greloni, Gustavo; Galdame, Omar; Marciano, Sebastián; Gianassi, Sergio; Algranati, Salomón; Argibay, Pablo.
Título: Reemplazo hepático extracorpóreo no biológico: tipos e indicaciones / Non-biological extracorporeal liver replacement: types and indications
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);30(1):33-38, jun. 2010. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Diálise Renal
Falência Hepática/cirurgia
Falência Hepática/terapia
Hemoperfusão
Plasmaferese
Condutas Terapêuticas
Transplante de Fígado/tendências
-Cuidados para Prolongar a Vida
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  4 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-522406
Autor: Guimarães, Priscylla Tatiana Chalfun; Veado, Júlio César Cambraia; Melo, Marília Martins; Oliveira, Juliana de; Melo, Marcos Barrouin.
Título: Comportamento clínico e perfil hematológico de cães intoxicadosexperimentalmente com carbamato (Aldicarb) e submetidosà hemodiálise e hemoperfusão / Clinical evaluation and blood profile of dogs experimentally intoxicated by carbamate (Aldicarb) and submitted to hemodialysis and hemoperfusion
Fonte: Rev. bras. ciênc. vet;15(1):33-39, jan.-abr. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Técnicas dialíticas são estudadas a fim de se verificar suas reais contribuições no tratamento das mais diversas formas deintoxicações. Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de avaliar o comportamento clínico e o perfil hematológico de cãesintoxicados com cabamato (Aldicarb) e submetidos a duas diferentes técnicas dialíticas: hemodiálise e hemoperfusão. Quinzecães adultos, sem raça definida foram intoxicados experimentalmente com 4,97mg/kg de peso vivo de Aldicarb, por via oral.Todos os animais, para controle dos efeitos clínicos provocados pela droga, foram medicados 30 minutos e uma hora após aingestão, com sulfato de atropina e benzodiazepínico (Diazepam), ambos na dose de 1mg/kg. Esses cães foram divididos emtrês grupos experimentais, compostos de cinco animais cada, denominados grupos I, II e III. Os animais do grupo II e do grupoIII, três horas após administração do Aldicarb foram submetidos a sessões de duas horas de hemodiálise e de hemoperfusão,respectivamente. Os animais do grupo I serviram de controle, não tendo sido submetidos a nenhum tratamento dialítico. Aintoxicação provocada pelo aldicarb foi capaz de causar alterações clínicas manifestadas por vômito, sialorréia, diarréia,incontinência urinária, fasciculações e alterações no perfil hematológico relacionadas principalmente a hemoconcentração.Houve leucocitose e aumento no número absoluto de neutrófilos em todos os animais 30 minutos após administração docarbamato. Não foram observadas diferenças clínicas entre os animais do grupo controle e os animais tratados por hemodiáliseou hemoperfusão. Após a sessão de hemoperfusão ocorreu discreta redução no número dos leucócitos, com diminuição dosvalores absolutos de eosinófilos, basófilos, monócitos e linfócitos. Nenhuma das técnicas foi efetiva em retirar o Aldicab doorganismo.

The aim of this work was to study the contribution of dialysis techniques, hemodialysis and hemoperfusion, after poisoning byAldicarb (carbamate), an anticholinesterasic compound, in dogs. Fifteen adult mongrel dogs were experimentally intoxicated by4.97mg/kg of Aldicarb orally. All animals, to prevent and treatment of clinical signs received a standard treatment with atropinesulfate (1mg/kg) and benzodiazepine (1mg/kg), administered endovenously 30 minutes and one hour after poisoning. Thedogs were separated in three groups: group I (control), group II (hemodialysis) and group III (hemoperfusion) with five animalsin each. Hemodialysis and hemoperfusion were performed three hours after poisoning, through a double lumen catheterimplanted in the jugular vein. Symptoms like vomiting, diarrhea, urinary incontinence and muscle fasciculation were observedafter poisoning in all groups. It was observed increase of leucocytes and neutrophils, 30 minutes after carbamate administration.Any clinical difference was observed after therapy with hemodialysis and hemoperfusion. After hemoperfusion occurred decreaseof total leukocyte, eosinophil, basophile, monocyte and lymphocyte. None of the techniques were effective to withdraw theAldicarb compound from the organism.
Descritores: Carbamatos/uso terapêutico
Diálise Renal/veterinária
Envenenamento/veterinária
Hematologia
Hemoperfusão/veterinária
Limites: Animais
Masculino
Cães
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  5 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-324972
Autor: Varela, Pilar; Ríos, Pablo; Gelabert, Beatriz; García, Cristina; Bagnulo, Homero.
Título: Intoxicación aguda por carbamazepina: tratamiento por hemoperfusión y hemofiltración / Acute carbamazepine poisoning: treatment by means of hemoperfusion and hemofiltration
Fonte: Arch. med. interna (Montevideo);23(2):107-110, jun. 2001.
Idioma: es.
Resumo: Intoxicación Aguda por Carbamazepina: Tratamiento por hemoperfusión y hemofiltración. Las intoxicaciones accidentales o intencionales por fármacos son una consulta habitual en Emergencia y origen de frecuentes ingresos en Unidades de Cuidados Intensivos. El manejo del paciente intoxicado involucra un equipo multidisciplinario donde el nefrólogo puede formar parte por las repercusiones de la intoxicación en sí y/o en la recuperación del tóxico de la sangre. El uso de las técnicas de depuración extracorpóreas en intoxicaciones ha sido muy limitado y depende de la severidad y farmacocinética del tóxico involucrado. La hemoperfusión con carbón activado ha sido de las técnicas más utilizadas en estos casos, así como la hemodiálisis convencional, pero hay escasos datos del uso de técnicas continuas como la hemofiltración en el tratamiento de intoxicaciones exógenas. En esta comunicación se analiza un paciente que presenta dos severos episodios de intoxicación intencional con Carbamazepina, en uno de los cuales se intentó la recuperación del fármaco con hemoperfusión con carbón activado con buenos resultados y en el segundo episodio se realizó hemofiltración. Se discute la farmacocinética del fármaco involucrado y las características de las técnicas utilizadas así como posibles indicaciones de cada una de ellas en este tipo de intoxicaciones
Descritores: Carbamazepina
Hemofiltração
Hemoperfusão
Diálise Renal
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  6 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-241162
Autor: Rodríguez Olivera, Fernando; Gerez Carbajal, Jorge R; Rodríguez, Isabel.
Título: Hemoperfusión con carbón activado en la intoxicación aguda por barbitúricos. A propósito de un caso / Charcoal hemoperfusion in the acute barbiturate poisoning. Apropos of a case
Fonte: Paciente crit. (Uruguay);11(2):122-8, 1998. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Se presenta el caso de una paciente de 19 años sin antecedentes patológicos. Ingresa a la Unidad de Cuidados Intensivos debido a una intoxicación barbitúrica aguda, grave, secundaria a la ingesta de 4 gramos de pentobarbital. Se realizó tratamiento en base a rescate del tóxico, asistencia respiratoria mecánica, apoyo inotrópico, diuresis forzada alcalina y reposición hidro-electrólitica. Asimismo se realizó depuración extrarrenal mediante hemodiálisis convencional, la cual por ser inefectiva fue sustituida al cabo de 6 horas por una hemoperfusión sobre cartucho de carbón activado, con lo que se objetivó una franca mejoría clínica. La distinta eficacia depuradora de ambos métodos fue asimismo corroborada por la dosificación del tóxico en orina y sangre
Descritores: Hemoperfusão
Pentobarbital/envenenamento
Envenenamento/terapia
-Carvão Vegetal/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  7 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-241161
Autor: Rodriguez Olivera, Fernando; Gerez Carbajal, Jorge R.
Título: Intoxicación aguda por barbitúricos / Acute barbiturate poisoning
Fonte: Paciente crit. (Uruguay);11(2):112-21, 1998. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se realiza una revisión de las intoxicaciones agudas y graves por barbitúricos, haciendo hincapié en los aspectos terapéuticos y dentro de ellos en los métodos de depuración jerarquizando la necesidad de realizar un tratamiento individualizado según el tóxico responsable, evitando así la extrapolación de situaciones similares pero muchas veces no comparables con vistas a optimizar las distintas medidas terapéuticas
Descritores: Barbitúricos/envenenamento
Envenenamento/terapia
-Hemoperfusão
Limites: Humanos
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  8 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-239777
Autor: Argibay, Pablo F.
Título: Falla hepática fulminante (FHF): métodos de soporte artifical / Fulminant hepatic failure (FHF): methods of artificial support
Fonte: Nexo rev. Hosp. Ital. B.Aires;15(3):33-7, dic. 1995. ilus, tab.
Idioma: es.
Descritores: Quimioterapia do Câncer por Perfusão Regional
Encefalopatia Hepática/terapia
Hemodiafiltração/métodos
Hemodiafiltração
Hemofiltração/métodos
Hemofiltração
Hemoperfusão
Hemoperfusão/estatística & dados numéricos
Fígado Artificial
Perfusão
Perfusão/estatística & dados numéricos
Plasmaferese/métodos
Plasmaferese
-Falência Hepática Aguda
Transplante de Fígado
Limites: Humanos
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  9 / 22 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-238309
Autor: Oliveira, Leandro Turra; Schio, Sadi Marcelo; Torres, João Batista; Prochnow, André.
Título: Intoxicação aguda pelo herbicida paraquat: estamos subestimando sua gravidade? / Intoxication due to Paraquat: are we minimizing the problem?
Fonte: Rev. AMRIGS;42(1):45-57, jan.-mar. 1998. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores apresentam um caso de intoxicação aguda por paraquat, em paciente com dosagens urinárias precoces positivas para o agente, com evolução inicial favorável, desenvolvendo fibrose pulmonar e falência de múltiplos órgãos mais tardiamente. A evolução pode parecer benigna de início mas após alguns dias pode evoluir com fibrose pulmonar irreversível e morte. Esta situação torna-se relevante na medida em que mesmo doses muito baixas de paraquat, um produto amplamente difundido no meio agrícola, podem causar acidentes fatais. São revisados aspectos clínicos e farmacológicos da intoxicação, bem como manejo preconizado para esses casos, enfatizando a necessidade de uso precoce de hemoperfusão com filtro de carvão ativado
Descritores: Paraquat/envenenamento
-Hemoperfusão
Envenenamento/epidemiologia
Envenenamento/terapia
Fibrose Pulmonar/etiologia
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  10 / 22 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-208222
Autor: Golin, Valdir; Sprovieri, Sandra Regina Schwarzwülder; Leal, Fernando de Andrade; Pereira, Afonso Celso; Bedrikow, Rubens; Krakauer, Rogério.
Título: Intoxicaçäo digitálica / Digitalis intoxication
Fonte: Rev. bras. clín. ter;23(6):235-41, nov. 1997. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O fator mais importante na intoxicaçäo digitálica é o seu reconhecimento. A intoxicaçäo continua sendo comum e de difícil confirmaçao. Isto se deve às semelhanças existentes entre arritmias, sintomas geraos pela intoxicaçäo digitálica e doença cardíaca de base. Além disso, os níveis plasmáticos terapêuticos da digoxina apresentam alto grau de variabilidade e muitas vezes sobrepöm-se aos da toxicidade, näo servindo, portanto, como parâmetro diagnóstico, especialmente na emergência. A intoxicaçäo pela digital, complicaçäo potencialmente fatal, inclui também os pacientes que ingerem doses maciças na medicaçäo intencional ou acidentalmente. A terapia convencional continua sendo a reposiçäo de potássio sempre que necessário, objetivando manter nível plasmático igual ou superior a 4 mEq/l, o controle dos níveis do magnésio e cálcio, correçäo do balanço hídrico e ácido-básico, bem como a adminstraçäo de antiarrítmicos apropriados ou a instalaçäo de marcapasso temporário. A aquisiçäo terapêutica mais recente é o uso de anticorpo antidigoxina (Fab), que apesar do seu alto custo, quando bem indicado, constitui tratamento efetivo. O objetivo deste artigo é rever o mecanismo de açäo da digital, realçar as manifestaçöes cardíacas e extracardíacas da intoxicaçäo, rever a importância da determinaçäo dos níveis séricos da digital e as alternativas terapêuticas.
Descritores: Fibrilação Atrial
Glicosídeos Cardíacos/uso terapêutico
Contração Miocárdica
Glicosídeos Digitálicos/uso terapêutico
Digoxina/uso terapêutico
Insuficiência Cardíaca/tratamento farmacológico
-Arritmias Cardíacas
Atropina/uso terapêutico
Doenças Cardiovasculares
Cloreto de Potássio/uso terapêutico
Glicosídeos Digitálicos/biossíntese
Glicosídeos Digitálicos/envenenamento
Relação Dose-Resposta a Droga
Cardioversão Elétrica
Eletrocardiografia
Manifestações Oculares
Hemoperfusão
Lidocaína/uso terapêutico
Sulfato de Magnésio/uso terapêutico
Manifestações Neurológicas
ATPase Trocadora de Sódio-Potássio/antagonistas & inibidores
ATPase Trocadora de Sódio-Potássio/metabolismo
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde