Base de dados : LILACS
Pesquisa : E04.035 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1136 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 114 ir para página                         

  1 / 1136 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-837531
Autor: Reis, Luciano Dias de Oliveira; Nassif, Paulo Afonso Nunes; Tabushi, Fernando Issamu; Milléo, Fábio Quirillo; Favero, Giovani Marino; Ariede, Bruno Luiz; Reis, Cassiana Franco Dias Dos; Dalabona, Bruno Franco.
Título: Preliminary analysis of interleukin-6 changes in pre- and postoperative in diabetic patients with bmi <35 submitted to partial duodenal switch / Análise preliminar da variação dos níveis de interleucina-6 no pré e pós-operatório de pacientes diabéticos com imc <35 submetidos ao desvio duodenal parcial
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;29(4):252-256, Oct.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Studies related to obesity have shown association with metabolic syndrome. Data showing that obesity is capable to cause low grade chronic inflammation, without its classic signs and symptoms, call attention to researches to study different cells types and the mechanism of the inflammatory process. Aim: To evaluate the variation of glycated hemoglobin (HbA1c) and the pro-inflammatory cytokine interleukin-6 (IL6) in diabetic patients with BMI <35 kg/m2 in the pre and postoperative of partial duodenal switch. Method: Nine patients were studied before and one year after the operation and the variation of the serum IL6 was measured by Elisa. The changes of HbA1c were also registered. Results: The pre-operative IL6 levels reached 65,50436±2,911993 pg/ml and one year after de operation 39,47739±3,410057 and the HbA1c average of 10,67 and 5.8 in the same period. Conclusion: The partial duodenal switch was efficient to control one year after the procedure the chronic inflammatory process caused by the diabetes mellitus type 2 with BMI <35 by dropping the IL6 levels and bringing the HbA1c to normal.

RESUMO Racional: Os estudos relacionados à obesidade têm evidenciado sua associação com a síndrome metabólica. A descoberta que a obesidade é capaz de promover inflamação, sem os sinais clássicos, tem levado vários grupos de pesquisa a caracterizar os tipos celulares que agem e o mecanismo envolvido neste processo. Objetivo: Avaliar a variação da hemoglobina glicada e a secreção da citocina inflamatória, interleucina-6, em indivíduos diabéticos com IMC<35 kg/m² no pré e pós-operatório da técnica de desvio duodenal parcial. Métodos: Nove pacientes foram avaliados antes e um ano após a operação e a variação da concentração da interleucina-6 foi avaliada pela metodologia de Elisa. Também foi avaliada a variação da HbA1c. Resultados: A quantificação de interleucina-6 apresentou no pré-operatório valor de 65,50436±2,911993 pg/ml e de 39,47739+3,410057 pg/ml após um ano da operação e a hemoglobina glicada apresentou média de 10,67 no pré-operatório e de 5,8 após um ano da operação. Conclusão: O desvio duodenal parcial foi capaz de, um ano após o procedimento, diminuir os efeitos da inflamação crônica demonstrada pela diminuição da concentração da interleucina-6 plasmática e normalizar a hemoglobina glicada em pacientes diabéticos com IMC<35 kg/m2.
Descritores: Índice de Massa Corporal
Interleucina-6/sangue
Diabetes Mellitus Tipo 2/sangue
Duodeno/cirurgia
Cirurgia Bariátrica/métodos
Obesidade/cirurgia
Obesidade/sangue
-Período Pós-Operatório
Anastomose Cirúrgica
Diabetes Mellitus Tipo 2/complicações
Período Pré-Operatório
Obesidade/complicações
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-885723
Autor: Oliveira, Marcos Belotto de; Santos, Bruna do Nascimento; Moricz, André de; Pacheco-Junior, Adhemar Monteiro; Silva, Rodrigo Altenfelder; Peixoto, Renata D'Alpino; Campos, Tércio De.
Título: Twelve years of experience using cholecystojejunal by-pass for palliative treatment of advanced pancreatic cancer / Derivação colecistojejunal para o tratamento paliativo do câncer de pâncreas avançado
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;30(3):201-204, July-Sept. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: The cholecistojejunal bypass is an important resource to treat obstructive jaundice due to advanced pancreatic cancer. Aim: To assess the early morbidity and mortality of patients with pancreatic cancer who underwent cholecystojejunal derivation, and to assess the success of this procedure in relieving jaundice. Method: This retrospective study examined the medical records of patients who underwent surgery. They were categorized into early death and non-early death groups according to case outcome. Results: 51.8% of the patients were male and 48.2% were female. The mean age was 62.3 years. Early mortality was 14.5%, and 10.9% of them experienced surgical complications. The cholecystojejunostomy procedure was effective in 97% of cases. There was a tendency of increased survival in women and patients with preoperative serum total bilirubin levels below 15 mg/dl. Conclusion: Cholecystojejunal derivation is a good therapeutic option for relieving jaundice in patients with advanced pancreatic cancer, with acceptable rates of morbidity and mortality.

RESUMO Racional: A derivação colecistojejunal é um importante recurso para o tratamento de pacientes com icterícia obstrutiva secundária ao câncer de pâncreas avançado. Objetivo: Avaliar a morbimortalidade precoce dos doentes com câncer de pâncreas submetidos à derivação colecistojejunal, assim como avaliar o alivio da icterícia. Método: Estudo retrospectivo de prontuários de pacientes que foram operados. Eles foram categorizados de acordo com a resolução dos casos em: morte precoce e sem morte precoce. Resultados: 51,8% dos pacientes eram homens e 48,2% mulheres. A média etária foi de 62,3 anos. A mortalidade precoce foi de 14,5%. 10,9% evoluíram com complicações cirúrgicas. A colecistojejunostomia foi efetiva em 97% dos casos. Houve tendência à maior sobrevida em mulheres e pacientes com níveis séricos de bilirrubina total pré-operatório menor do que 15mg/dl. Conclusão: A derivação colecistojejunal constitui boa opção terapêutica para alívio da icterícia em pacientes com câncer de pâncreas avançado, apresentando morbimortalidade aceitável.
Descritores: Cuidados Paliativos/métodos
Neoplasias Pancreáticas/cirurgia
Vesícula Biliar/cirurgia
Jejuno/cirurgia
-Neoplasias Pancreáticas/complicações
Neoplasias Pancreáticas/mortalidade
Neoplasias Pancreáticas/patologia
Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Fatores de Tempo
Anastomose Cirúrgica
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Icterícia/cirurgia
Icterícia/etiologia
Estadiamento de Neoplasias
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-829111
Autor: Campelo, Pedro; Barbosa, Elisabete.
Título: Functional outcome and quality of life following treatment for rectal cancer / Resultados funcionais e qualidade de vida após tratamento do câncer retal
Fonte: J. coloproctol. (Rio J., Impr.);36(4):251-261, Oct.-Dec. 2016.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Over the last decades, treatment for rectal cancer has substantially improved with development of new surgical options and treatment modalities. With the improvement of survival, functional outcome and quality of life are getting more attention. Study objective: To provide an overview of current modalities in rectal cancer treatment, with particular emphasis on functional outcomes and quality of life. Results: Functional outcomes after rectal cancer treatment are influenced by patient and tumor characteristics, surgical technique, the use of preoperative radiotherapy and the method and level of anastomosis. Sphincter preserving surgery for low rectal cancer often results in poor functional outcomes that impair quality of life, referred to as low anterior resection syndrome. Abdominoperineal resection imposes the need for a permanent stoma but avoids the risk of this syndrome. Contrary to general belief, long-term quality of life in patients with a permanent stoma is similar to those after sphincter preserving surgery for low rectal cancer. Conclusion: All patients should be informed about the risks of treatment modalities. Decision on rectal cancer treatment should be individualized since not all patients may benefit from a sphincter preserving surgery "at any price". Non-resection treatment should be the future focus to avoid the need of a permanent stoma and bowel dysfunction.

Introdução: Ao longo das últimas décadas, o tratamento do câncer retal melhorou substancialmente com o desenvolvimento de novas opções terapêuticas. Com a melhoria da sobrevida, os resultados funcionais e a qualidade de vida são cada vez mais tidos em consideração. Objetivos do estudo: Rever as modalidades atuais de tratamento do câncer retal, com enfase nos resultados funcionais e qualidade de vida. Resultados: Os resultados funcionais após tratamento para o câncer retal é influenciado pelas características do doente, do tumor, da técnica cirúrgica, do uso de radioterapia pré-cirúrgica e do método e nível da anastomose. A cirurgia poupadora de esfíncter do câncer retal baixo resulta frequentemente em maus resultados funcionais que prejudicam a qualidade de vida, denominados síndrome da ressecção anterior baixa. A amputação abdominoperitoneal impõe a necessidade de uma colostomia definitiva mas evita os riscos de resultados funcionais deficitários. Contrariamente à crença geral, a qualidade de vida a longo-prazo em doentes com colostomia definitiva é semelhante à qualidade de vida após cirurgia poupadora de esfíncter do câncer retal baixo. Conclusão: Todos os doentes devem ser informados sobre o risco das opções terapêuticas. A decisão do tratamento do câncer retal deve ser individualizada uma vez que nem todos os doentes beneficiarão de uma cirurgia poupadora de esfíncter "a qualquer preço". A possibilidade de tratamento sem ressecção devem ser o foco futuro para evitar a necessidade de uma colostomia definitiva e disfunção gastrointestinal.
Descritores: Complicações Pós-Operatórias
Qualidade de Vida
Neoplasias Retais/cirurgia
Neoplasias Retais/reabilitação
-Canal Anal/cirurgia
Neoplasias Retais
Neoplasias Retais/tratamento farmacológico
Reto/cirurgia
Síndrome do Intestino Curto/complicações
Procedimentos Cirúrgicos Urogenitais
Anastomose Cirúrgica
Proctocolectomia Restauradora
Laparoscopia
Colo/cirurgia
Terapia Neoadjuvante
Procedimentos Cirúrgicos Robóticos
Cirurgia Endoscópica Transanal
Margens de Excisão
Protectomia
Protectomia/efeitos adversos
Protectomia/reabilitação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR545.3 - Biblioteca ICBS


  4 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-949213
Autor: Lopes, Lilian Pinheiro; Menezes, Taysa Machado; Toledo, Diogo Oliveira; De-Oliveira, Antônio Talvane Torres; Longatto-Filho, Adhemar; Nascimento, José Eduardo de Aguilar.
Título: Early oral feeding post-upper gastrointestinal tract resection and primary anastomosis in oncology / Realimentação oral precoce após ressecções e anastomose primária do trato gastrointestinal alto em oncologia
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;31(1):e1359, 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: The practice of starving patients in the immediate period after upper gastrointestinal surgery is widespread. Early oral intake has been shown to be feasible and may result in faster recovery and decrease length of hospital. Aim: To evaluate the feasibility and safety of oral nutrition on postoperative early feeding after upper gastrointestinal surgeries. Methods: Observational cohort design study with convenience retrospective data in both genders, over 18 years, undergoing to total gastrectomy and/or elective esophagectomy. They have received oral or enteral nutrition in less than 48 h after surgery, and among those who started with enteral nutrition, the oral feeding up to seven days. Results: The study was performed in 161 patients, 24 (14.9%) submitted to esophagectomy, 132 (82%) to total gastrectomy and five (3.1%) to esophagogastrectomy. Was observed good dietary acceptance and low percentage (29%) of gastrointestinal intolerances, more pronounced among those with enteral diet. Most of the patients did not present postoperative complications, 11 (6.8%) were reopened, five (3.1%) had fistulas, three (1.9%) wound dehiscence, three (1.9%) fistula more wound dehiscence and six (3.7%) other non-infectious complications. Conclusion: Early oral diet is safe and viable for patients undergoing upper gastrointestinal surgery.

RESUMO Racional: Os níveis do antígeno carcinoembriônico no lavado peritoneal têm sido demonstrados como possível fator prognóstico de recidiva e mortalidade em pacientes com câncer gástrico. Objetivos: Medir seus níveis em lavado peritoneal durante operação de ressecção de câncer gástrico e ver se eles aumentados estão relacionados com mortalidade, recorrência, recidiva e outros fatores prognósticos. Métodos: Foi realizado lavado peritoneal durante ressecções de câncer gástrico; os níveis do antígeno carcinoembriônico nesse lavado maiores ou iguais a 210 ng/g foram considerados aumentados ou positivos. Resultados: Foram estudados 30 pacientes, destes, 33,33 % apresentaram níveis aumentados, os quais foram fator de risco para mortalidade em seis meses OR: 8,5 (1,458-49,539) IC 95%, mortalidade geral RR: 2,111 (1,314-3,391) IC 95%, mortalidade devido à doença OR: 12 (1,885-76,376) IC 95%, recorrência peritoneal OR: 9 (1,325-61,138) IC 95%, e recidiva ou progressão da doença OR: 27 (2,705-269,460) IC 95%. Conclusões: Os níveis aumentados do antígeno carcinoembriônico no lavado peritoneal foram fatores de risco para mortalidade, recorrência peritoneal, recidiva e progressão da doença em pacientes com câncer gástrico.
Descritores: Cuidados Pós-Operatórios
Neoplasias Gástricas/cirurgia
Neoplasias Esofágicas/cirurgia
Esofagectomia
Métodos de Alimentação
Gastrectomia
-Fatores de Tempo
Anastomose Cirúrgica
Estudos de Viabilidade
Estudos de Coortes
Nutrição Enteral
Trato Gastrointestinal Superior
Boca
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-949234
Autor: Braghetto, Italo; Figueroa, Manuel; Sanhueza, Belén; Lanzarini, Enrique; Sepulveda, Sergio; Erazo, Christian.
Título: Pharyngo-ileo-colo-anastomosis with micro-vascular blood supply augmentation for esophago-gastric replacement due to esophago-gastric necrosis after caustic ingestion / Faringo-íleo-colo-anastomose com suprimento sanguíneo microvascular para substituição esofagogástrica por necrose esofagogástrica após ingestão cáustica
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;31(2):e1381, 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background : Complete esophago-gastric necrosis after caustic ingestion is a challenging surgical scenario for reconstruction of the upper digestive transit. Aim : To present a surgical technique for reconstruction of the upper digestive tract after total esophagectomy and gastrectomy due to esophageal and gastric necrosis Method: The transit was re-established by means of a pharyngo-ileo-colic interposition with microsurgical arterial and venous anastomosis for augmentation of blood supply. Colo-duodeno-anastomosis and ileo-transverse colic anastomosis were performed for complete digestive transit reconstruction. Result: This procedure was applied in a case of 41 years male attempted suicide by ingesting alkali caustic liquid (concentrated sodium hydroxide). Total necrosis of the esophagus and stomach occurred, which required initially total esophago-gastrectomy, closure at the level of the crico-pharyngeal sphincter and jejunostomy for enteral feeding with a highly deteriorated quality of life . The procedure was performed later and there were no major early and late postoperative complications and normal nutritional conditions were re-stablished. Conclusion: The procedure is feasible and must be managed by multidisciplinary team in order to re-establish a normal quality of life.

RESUMO Racional: A necrose esofagogástrica completa após ingestão cáustica é um cenário cirúrgico desafiador para a reconstrução do trânsito digestivo alto. Objetivo: Apresentar uma técnica cirúrgica para reconstrução do trato digestivo superior após esofagectomia total e gastrectomia por necrose esofágica e gástrica. Método: O trânsito foi restabelecido por interposição faringo-íleo-cólica com anastomose arterial e venosa microcirúrgica com aumento do suprimento sanguíneo. Adicionalmente, anastomose colo-duodeno-anastomótica e íleo-transversa foram realizadas para reconstrução completa do trânsito digestivo. Resultado: Este procedimento foi aplicado em um homem de 41 anos com tentativa de suicídio pela ingestão de líquido cáustico alcalino (hidróxido de sódio concentrado). Ocorreu necrose total do esôfago e do estômago, o que exigiu inicialmente esofagogastrectomia total, fechamento ao nível do esfíncter cricofaríngeo e jejunostomia para alimentação enteral produzindo qualidade de vida altamente deteriorada. O procedimento foi realizado mais tardiamente e não houve maiores complicações pós-operatórias precoces e tardias e condições nutricionais normais foram restabelecidas. Conclusão: O procedimento é viável e deve ser manejado por equipe multidisciplinar a fim de restabelecer a qualidade de vida normal.
Descritores: Queimaduras Químicas/cirurgia
Cáusticos/toxicidade
Esofagectomia
Colo/cirurgia
Esôfago/cirurgia
Esôfago/lesões
-Faringe/cirurgia
Estômago/cirurgia
Estômago/irrigação sanguínea
Estômago/lesões
Estômago/patologia
Tentativa de Suicídio
Queimaduras Químicas/etiologia
Anastomose Cirúrgica
Esôfago/irrigação sanguínea
Esôfago/patologia
Microvasos
Gastrectomia
Íleo/cirurgia
Necrose
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973364
Autor: Silva, Carlos Eduardo da; Repka, João Carlos Domingues; Souza, Carlos José Franco de; Matias, Jorge Eduardo Fouto.
Título: Effects of renal dysfunction on healing of colonic anastomosis: experimental study in wistar rats / Efeitos da disfunção renal na cicatrização de anastomoses colônicas: estudo experimental em ratos wistar
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;31(4):e1398, 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Chronic kidney disease affects more than 500 million people worldwide. In this context, the uremic toxins present are related to worsening in tissue healing. Aim: Evaluate on healing of colonic anastomosis in uremic rats, serum and anatomopathological indicators, which may be related to the change tissue repair process. Methods: Twenty Wistar rats, were randomly separated into two groups. In the sham group they were submitted to 5/6 nephrectomy simulation in left kidney, simulation right nephrectomy, median laparotomy, colotomy and colorraphy. In the uremia group, they were submitted to 5/6 nephrectomy of the left kidney, total nephrectomy of the right kidney and median laparotomy, colotomy and colorraphy. Were collected for serum urea, creatinine and CRP dosages and the colonic segments were studied for evaluation of granulation tissue, collagen maturation, microvascular and myofibroblasts density, and cell viability. Through histochemical processing, microvascular density was evaluated by anti-CD34 monoclonal antibody marking, cell viability by cell proliferation nuclear antigen screening and myofibroblasts density with monoclonal anti-α-actin antibody. Computerized histometry was used for evaluations of collagens type I and III by the coloration of picrosirius. Results: The group submitted to nephrectomy 5/6, compared to the sham group, show urea increase (p<0.0000) and higher C reactive protein (p=0.0142). Decrease of granulation tissue formation (border reepithelialization p=0,0196, angiofibroblast proliferation p=0.0379), mean collagen I (p=0,0009) and collagen III (p=0,016), microvascular density (p=0,0074), cell proliferation nuclear antigen (p<0,0000) and myofibroblasts (p<0,0001). Conclusion: The uremia induced by nephrectomy 5/6 model establishes negative impact in the colonic wound healing.

RESUMO Racional: A doença renal crônica atinge mais de 500 milhões de pessoas em todo o mundo. Neste contexto, as toxinas urêmicas estão relacionadas ao comprometimento da cicatrização tecidual. Objetivo: Avaliar, na cicatrização de anastomoses colônicas de ratos urêmicos indicadores séricos e anatomopatológicos que possam estar relacionados com alteração do processo de reparação tissular. Métodos: Utilizaram-se 20 ratos Wistar divididos aleatoriamente em dois grupos. No grupo simulação eles foram submetidos à simulação da nefrectomia 5/6 do rim esquerdo, simulação de nefrectomia total do rim direito, laparotomia mediana, colotomia e colorrafia. No grupo uremia, eles foram submetidos à nefrectomia 5/6 do rim esquerdo, nefrectomia total do rim direito, laparotomia mediana, colotomia e colorrafia. Coletaram-se amostras de sangue para dosagens séricas da ureia, creatinina e proteína C reativa, e do cólon para processamentos histológicos e histoquímicos na avaliação do tecido de granulação, maturação de colágeno, densidade microvascular e de miofibroblastos, viabilidade celular cicatricial. Empregou-se a histometria computadorizada para as avaliações de colágenos tipos I e III, densidade microvascular pela marcação com anticorpo monoclonal anti-CD34, viabilidade celular pela pesquisa do antígeno nuclear de proliferação celular e a densidade de miofibroblastos com anticorpo monoclonal anti-α-actina. Resultados: O grupo submetido à nefrectomia 5/6, em comparação ao grupo simulação, demonstraram aumentos da ureia sérica (p<0,0000) e proteína C reativa (p=0,0142), redução da formação de tecido de granulação (reepitelização de bordas p=0,0196, proliferação angiofibroblástica p=0,0379), porcentagens de colágeno I (p=0,0009) e colágeno III (p=0,016), densidade microvascular (p=0,0074) e miofibroblastos (p<0,0001) e antígeno nuclear de proliferação celular (p<0,0000). Conclusão: A uremia induzida pelo modelo de nefrectomia 5/6 determina impacto negativo no processo de cicatrização colônico.
Descritores: Uremia/fisiopatologia
Cicatrização/fisiologia
Colo/cirurgia
Ferida Cirúrgica/fisiopatologia
-Proteína C-Reativa/análise
Anastomose Cirúrgica
Distribuição Aleatória
Ratos Wistar
Colágeno Tipo I/análise
Colágeno Tipo I/metabolismo
Colágeno Tipo III/análise
Colágeno Tipo III/metabolismo
Insuficiência Renal Crônica/fisiopatologia
Miofibroblastos/fisiologia
Tecido de Granulação/fisiopatologia
Nefrectomia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1038032
Autor: Bures, Claudia; Seika, Philippa; Denecke, Christian; Pratschke, Johann; Zorron, Ricardo.
Título: Routine use of v-lock® suture for bariatric anastomosis is safe: comparative results from consecutive case series / Uso rotineiro da sutura v-lock® para anastomoses em obesidade é seguro: resultados de estudo clínico comparativo
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;32(3):e1452, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: In high-income countries, morbid obesity is a growing health problem that has already reached epidemic proportions. When performing a laparoscopic gastric bypass several operative methods exist. Aim: To describe the institutional experience using a knotless unidirectional barbed suture (V-Loc 180/Covidien, Mansfield, MA) to create a hand-sewn gastrojejunostomy (GJ) and jejunojejunostomy (JJ) during bariatric surgery. Methods: Evaluation of a case series of 87 morbidly obese patients who underwent laparoscopic gastric bypass with a hand-sewn gastrojejunostomy (GJA) and jejunojejunostomy (JJA) between 01/2015 and 06/2017. The patients were divided into two groups: in group I, GJA und JJA sutures were performed using the knotless unidirectional barbed suture; in group II, GJA and JJA were sutured with resorbable multifilament thread (Vicryl® 3/0 Ethicon, Livingstone, UK). The recorded data on gender, age, BMI, ASA score, operative time, postoperative morbidity, length of hospital stay, and reoperation, were analyzed and compared. Results: All procedures were completed laparoscopically with no mortality. The mean operative time was 123.23 (±30.631) in group I and 127.57 (±42.772) in group II (p<0.05). The postoperative complications did not differ significantly between the two groups. Early complications were observed for two patients (0.9%) in the barbed suture group and for one patient (0.42%) in the multifilament suture group (p<0.05). In group I two patients (0.9%) required reoperation: on the basis of jejunojejunal stenosis in one patient, and local abscess near the gastrojejunostomy, without a leakage, in the other. In group II one patient (0.42%) required reoperation due to stenosis of the GJA. The duration of hospital admission was similar for both groups: 3.36 (±0.743) days in group I vs. 3.38 (±1.058) days in group II (p<0.05). Conclusion: The novel anastomotic technique is a safe and effective method and can be applied to gastrojejunal anastomosis and jejunojejunal anastomosis in laparoscopic gastric bypass.

RESUMO Racional : Em países de alta renda, a obesidade mórbida é um problema crescente de saúde que já atingiu proporções epidêmicas. Ao realizar um bypass gástrico laparoscópico, existem vários métodos operatórios. Objetivo: Descrever a experiência institucional utilizando uma sutura farpada unidirecional sem nós (V-Loc 180/Covidien, Mansfield, MA) para criar gastrojejunostomia (JJ) e jejunojejunostomia (JJ) costuradas à mão durante a cirurgia bariátrica. Métodos: Avaliação de uma série de casos com 87 pacientes obesos mórbidos submetidos ao bypass gástrico por videolaparoscopia com gastrojejunostomia (JJA) e jejunojejunostomia (JJA) suturados à mão entre 01/2015 e 06/2017. Os pacientes foram divididos em dois grupos; no grupo I, GJA e JJA as suturas foram realizadas com a sutura farpada unidirecional sem nós e, no grupo II, com sutura multifilamentar reabsorvível (Vicryl® 3/0 Ethicon, Livingstone, UK). Foram analisados ​​e comparados os dados registrados sobre gênero, idade, IMC, escore ASA, tempo operatório, morbidade pós-operatória, tempo de internação hospitalar e reoperação. Resultados: Todos os procedimentos foram concluídos por laparoscopia sem mortalidade. O tempo cirúrgico médio foi 123,23 (±30,631) no grupo I e 127,57 (±42,772) no grupo II (p<0,05). As complicações pós-operatórias não diferiram significativamente entre os dois grupos. Complicações precoces foram observadas em dois pacientes (0,9%) no grupo de sutura farpada e um (0,42%) no de sutura multifilamentar (p<0,05). No grupo I, dois pacientes (0,9%) necessitaram de reoperação; um devido à estenose jejunojejunal e abscesso local próximo à gastrojejunostomia, sem vazamento, no outro. No grupo II, um paciente (0,42%) necessitou de reoperação por estenose da GJA. O tempo de internação hospitalar foi semelhante nos dois grupos: 3,36 (±0,743) dias no grupo I vs. 3,38 (±1,058) dias no grupo II (p<0,05). Conclusão: A nova técnica de anastomose é método seguro e eficaz e pode ser aplicado nas anastomoses gastrojejunal e jejunojejunal no bypass gástrico laparoscópico.
Descritores: Obesidade Mórbida/cirurgia
Técnicas de Sutura/instrumentação
Segurança de Equipamentos/instrumentação
Cirurgia Bariátrica/instrumentação
-Poliglactina 910
Anastomose Cirúrgica/instrumentação
Anastomose Cirúrgica/métodos
Jejunostomia/instrumentação
Jejunostomia/métodos
Derivação Gástrica/instrumentação
Derivação Gástrica/métodos
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Cirurgia Bariátrica/métodos
Jejuno/cirurgia
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Aquino, Jose Luis Braga de
Texto completo
Id: biblio-1054585
Autor: Aquino, José Luis Braga de; Leandro-Merhi, Vania Aparecida; Mendonça, José Alexandre; Mendes, Elisa Donalisio Teixeira; Clairet, Conceição de Maria Aquino Vieira; Reis, Leonardo Oliveira.
Título: Comparative analysis of late results of cervical esophagogastric anastomosis by manual and mechanical suture in patients submitted to esophageal mucosectomy through advanced megaesophagus / Análise comparativa dos resultados em longo prazo da anastomose esofagogástrica cervical pela sutura manual e mecânica em pacientes submetidos à mucosectomia esofágica por megaesôfago avançado
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;32(4):e1462, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Among the anastomoses of the gastrointestinal tract, those of the esophagus are of special interest due to several anatomical or even general peculiarities. Aim: Evaluate retrospectively the results comparing mechanical vs. manual suture at cervical esophagogastric anastomosis in megaesophagus treatment. Methods: Were included 92 patients diagnosed with advanced megaesophagus with clinical conditions to undergo the surgery. All underwent esophageal mucosectomy, performing anastomosis of the esophagus stump with the gastric tube at the cervical level. In order to make this anastomosis, the patients were divided into two groups: group A (n=53) with circular mechanical suture, lateral end; group B (n=39) with manual suture in two sides, lateral end. In the postoperative period, an early evaluation was performed, analyzing local and systemic complications and late (average 5.6 y) analyzing deglutition. Results: Early evaluation: a) dehiscence of esophagogastric anastomosis n=5 (9.4%) in group A vs. n=9 (23.0%) in group B (p=0.0418); b) stenosis of esophagogastric anastomosis n=8 (15.1%) in group A vs. n=15 (38.4%) in group B (p=0.0105.); c) pulmonary infection n=5 (9.4%) in group A vs. n=3 (7.6%) in group B (p=1.0000.); d) pleural effusion n=5 (9.4%) in group A vs. n=6 (15.4%) in group B (p<0.518). Late evaluation showed that 86.4-96% of the patients presented the criteria 4 and 5 from SAEED, expressing effective swallowing mechanisms without showing significant differences among the groups. Conclusion: Cervical esophagogastric anastomosis by means of mechanical suture is more proper than the manual with lower incidence of local complications and, in the long-term evaluation, regular deglutition was acquired in both suture techniques in equal quality.

RESUMO Racional: Das anastomoses do trato gastrointestinal, as do esôfago têm especial interesse devido às varias peculiaridades anatômicas e mesmo sistêmicas. Objetivo: Avaliar retrospectivamente os resultados comparando a sutura mecânica e manual na anastomose esofagogástrica cervical no tratamento do megaesôfago. Métodos: Foram estudados 92 pacientes com diagnóstico de megaesôfago avançado com condições clínicas de serem submetidos à operação. Todos foram submetidos à mucosectomia esofágica, sendo realizada anastomose do coto esofágico com o tubo gástrico no nível cervical. Para a realização desta anastomose, foram divididos em dois grupos: grupo A (n=53) com sutura mecânica circular terminolateral; grupo B (n=39) com sutura manual em dois planos terminolateral. No período pós-operatório foi realizada avaliação precoce, com análise das complicações locais e sistêmicas, e tardia (média 5,6 anos) com análise da deglutição. Resultados: Avaliação precoce: a) deiscência da anastomose esofagogástrica, n=5 (9,4%) no grupo A vs. n=9 (23,0%) no grupo B (p=0.0418); b) estenose da anastomose esofagogástrica n=8 (15,1%) no grupo A vs. n=15 (38,4%) no grupo B (p=0.0105); c) infecção pulmonar n=5 (9,4%) no grupo A vs. n=3 (7,6%) no grupo B (p=1.000); d) derrame pleural n=5 (9,4%) no grupo A vs. n=6 (15,4%) no grupo B (p<0.518). A avaliação tardia demonstrou que 86,4 a 96,0% dos pacientes apresentaram critérios 4 e 5 de SAEED, demonstrando deglutição efetiva e sem diferença significante entre os grupos. Conclusão: A anastomose esofagogástrica pela sutura mecânica é mais adequada que a manual com pequena incidência de complicações locais e, na avaliação em longo prazo, a deglutição demonstrou ser adequada em ambos os grupos e com qualidade semelhante.
Descritores: Acalasia Esofágica/cirurgia
-Índice de Gravidade de Doença
Anastomose Cirúrgica
Estudos Retrospectivos
Técnicas de Sutura
Resultado do Tratamento
Esofagectomia
Ressecção Endoscópica de Mucosa
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1136 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Regadas, Francisco Sérgio Pinheiro
Texto completo
Id: lil-796285
Autor: Nogueira, Miguel Augusto Arcoverde; Regadas, Francisco Sérgio Pinheiro; Bezerra, Carlos Renato Sales; Figueiredo, Welligton Ribeiro; Filho, Erbert Portela Martins.
Título: Comparative evaluation of healing response between colo-colic invagination anastomosis and single-layer running suture. Experimental study in dogs / Avaliação comparativa da resposta cicatricial entre anastomose colocólica por invaginação e sutura contínua em plano único. Estudo experimental em cães
Fonte: J. coloproctol. (Rio J., Impr.);36(3):157-161, July-Sept. 2016. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective Evaluate healing response of colo-colic anastomosis by invagination vs. single-layer suture. Methods Sixty dogs were randomly distributed in two groups and anastomosed with single-layer suture (G-I, control) or by invagination and cardinal sutures (G-II, study). In the end, the animals were euthanized (10 from each group on POD7 and 20 on POD21) and the anastomosed segment was retrieved for histology and immunohistochemistry. Parameters included body weight, adhesions, edema, vasoproliferation, type I and III collagen, myeloperoxidase and nitric oxide. Findings were analyzed with Student's t test and the Mann–Whitney test. Results No animal died prior to euthanasia. The groups were similar with regard to all parameters: median weight 10.86 kg (G-I) and 9.98 kg (G-II) on POD7 (p = 0.41) and 11.86 kg (G-I) and 11.55 kg (G-II) on POD21 (p = 0.71); abdominal adhesions (p = 0.7383 POD7; p = 0.5685 POD21), level of edema (p = 0.3006 POD7; p = 0.7990 POD21), vasoproliferation (p = 0.1191 POD7; p = 0.0758 POD21), type I collagen (p = 0.4591 POD7; p = 0.3357 POD21), type III collagen (p = 0.2166 POD7; p = 0.2712 POD21), nitric oxide (p = 0.3980 POD7; p = 0.4796 POD21) and myeloperoxidase (p = 0.580 POD7; p = 0.755 POD21). Conclusion No significant difference in healing response was observed between the two anastomosis techniques (single-layer suture and invagination).

Resumo Objetivo Avaliar a resposta cicatricial da anastomose colocólica por invaginação versus sutura em plano único. Métodos Sessenta cães foram randomicamente distribuídos em dois grupos e anastomosados com sutura em plano único (G-I, controle) ou por invaginação e suturas cardinais (G-II, estudo). Ao final, os animais foram submetidos à eutanásia (10 de cada grupo no 7° dia do pós-operatório [DPO7] e 20 em DPO21) e o segmento anastomosado foi recuperado para estudos histológicos e imunoistoquímicos. Os parâmetros foram: peso corpóreo, aderências, edema, vasoproliferação, colágeno dos tipos I e III, mieloperoxidase e óxido nítrico. Os achados foram analisados com os testes t de Student e de Mann-Whitney. Resultados Não ocorreram óbitos antes da eutanásia. Os grupos eram semelhantes com relação a todos os parâmetros considerados: peso mediano 10,86 Kg (G-I) e 9,98 Kg (G-II) em DPO7 (p = 0,41) e 11,86 Kg (G-I) e 11,55 Kg (G-II) em DPO21 (p = 0,71); aderências abdominais (p = 0,7383 DPO7; p = 0,5685 DPO21), nível de edema (p = 0,3006 DPO7; p = 0,7990 DPO21), vasoproliferação (p = 0,1191 DPO7; p = 0,0758 DPO21), colágeno tipo I (p = 0,4591 DPO7; p = 0,3357 DPO21), colágeno tipo III (p = 0,2166 DPO7; p = 0,2712 DPO21), óxido nítrico (p = 0,3980 DPO7; p = 0,4796 DPO21) e mieloperoxidase (p = 0,580 DPO7; p = 0,755 DPO21). Conclusão: Não foi observada diferença significativa na resposta cicatricial entre as duas técnicas de anastomose (sutura em plano único e invaginação).
Descritores: Cicatrização
Anastomose Cirúrgica
-Técnicas de Sutura
Cirurgia Colorretal/métodos
Intussuscepção
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR545.3 - Biblioteca ICBS


  10 / 1136 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1141904
Autor: Braghetto, Italo; Lanzarini, Enrique; Musleh, Maher; Gutiérrez, Luis; Molina, Juan Carlos; Korn, Owen; Figueroa, Manuel; Lasnibat, Juan Pablo; Orellana, Omar.
Título: Lessons learned analyzing complications after laparoscopic total gastrectomy for gastric cancer / Lições aprendidas analisando complicações da gastrectomia total laparoscópica para câncer gástrico
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;33(3):e1539, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Background: Laparoscopic surgery has been gradually accepted as an option for the surgical treatment ofgastric cancer. There are still points that are controversial or situations that are eventually associated with intra-operative difficulties or postoperative complications. Aim: To establish the relationship between the difficulties during the execution of total gastrectomy and the occurrence of eventual postoperative complications. Method: The operative protocols and postoperative evolution of 74 patients operated for gastriccancer, who were subjected to laparoscopic total gastrectomy (inclusion criteria) were reviewed. The intraoperative difficulties recorded in the operative protocol and postoperative complications of a surgical nature wereanalyzed (inclusion criteria). Postoperative medical complications were excluded (exclusion criteria). For the discussion, an extensive bibliographical review was carried out. Results: Intra-operative difficulties or complications reported correspond to 33/74 and of these; 18 events (54.5%) were related to postoperative complications and six were absolutely unexpected. The more frequent were leaks of the anastomosis and leaks of the duodenal stump; however, other rare complications were observed. Seven were managed with conservative measures and 17 (22.9%) required surgical re-exploration, with a postoperative mortality of two patients (2.7%). Conclusion: We have learned that there are infrequent and unexpected complications; the treating team must be mindful of and, in front of suspicion of complications, anappropriate decision must be done which includes early re-exploration. Finally, after the experience reported, some complications should be avoided.

RESUMO Racional: A cirurgia laparoscópica tem sido gradualmente aceita como opção para o tratamento cirúrgico do câncer gástrico. Ainda existem pontos controversos ou situações eventualmente associadas a dificuldades intra-operatórias ou complicações pós-operatórias. Objetivo: Estabelecer a relação entre as dificuldades durante a execução da gastrectomia total e a ocorrência de eventuais complicações pós-operatórias. Método: Foram revisados ​​os protocolos operatórios e a evolução pós-operatória de 74 pacientes operados por câncer gástrico, submetidos à gastrectomia total laparoscópica (critérios de inclusão). Foram analisadas as dificuldades intraoperatórias registradas no protocolo operatório e as complicações pós-operatórias de natureza cirúrgica (critérios de inclusão). As complicações médicas pós-operatórias foram excluídas (critérios de exclusão). Para a discussão, foi realizada extensa revisão bibliográfica. Resultados: Dificuldades ou complicações intraoperatórias relatadas corresponderam a 33/74 e destas 18 (54,5%) foram relacionadas com complicações pós-operatórias e seis absolutamente inesperadas. As mais frequentes foram vazamentos da anastomose e do coto duodenal; no entretanto, outras complicações raras foram observadas. Sete foram tratados com medidas conservadoras e 17 (22,9%) necessitaram de re-exploração cirúrgica, com mortalidade pós-operatória de dois pacientes (2,7%). Conclusão: Aprendemos que existem complicações infrequentes e inesperadas; a equipe de tratamento deve estar atenta e diante da suspeita de complicação, decisão apropriada pode incluir uma nova exploração precoce. Finalmente, após a experiência relatada, algumas complicações devem ser evitadas.
Descritores: Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Neoplasias Gástricas/cirurgia
Laparoscopia/efeitos adversos
Gastrectomia/efeitos adversos
-Anastomose Cirúrgica
Estudos Retrospectivos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 114 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde