Base de dados : LILACS
Pesquisa : E04.100.376 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 639 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 64 ir para página                         

  1 / 639 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1143643
Autor: Pereira, Marcel de Paula; Lima, Eduardo Gomes; Garzillo, Cibele Larrosa; Barbosa, Camila Talita Machado; Sampaio, Leon Pablo Cartaxo; Darrieux, Francisco Carlos da Costa; Serrano Jr, Carlos Vicente.
Título: Occurrence of recently diagnosed atrial fibrillation in the immediate postoperative period of myocardial revascularization surgery. Although common, a devalued complication
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);66(11):1473-1475, Nov. 2020.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY Atrial fibrillation (AF) is the most common arrhythmia in the postoperative period of cardiac surgery, with a prevalence between 15-40% after coronary artery bypass surgery (CABG). Several strategies have been tested for the prevention and management of AF postoperatively. Previous studies and analysis of records have shown higher rates of hospitalization and clinical outcomes associated with this entity, including increased mortality in the short- and long-term. This perspective reviews the topic, and offers recommendations for the management of this arrhythmia in the postoperative period of CABG, with a special focus on anticoagulation strategies.
Descritores: Fibrilação Atrial/etiologia
Fibrilação Atrial/epidemiologia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos
-Complicações Pós-Operatórias
Período Pós-Operatório
Ponte de Artéria Coronária/efeitos adversos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-554246
Autor: Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Título: Ecocardiograma intraoperatório em cirurgias cardíacas e não cardíacas / Intraoperative echocardiography in cardiac and noncardiac surgery
Fonte: Arq. bras. cardiol;93(6,supl.3):e292-e293, dez. 2009. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Monitorização Intraoperatória/métodos
Ecocardiografia Transesofagiana/métodos
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos
-Procedimentos Cirúrgicos Operatórios
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-554247
Autor: Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Título: Ecocardiografia em procedimentos intervencionistas / Echocardiography in interventional procedures
Fonte: Arq. bras. cardiol;93(6,supl.3):e294-e296, dez. 2009. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Ultrassonografia de Intervenção
Ecocardiografia Transesofagiana
Cardiopatias/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/métodos
-Cardiopatias/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-887900
Autor: Gomes, Gustavo Gir; Gali, Wagner Luis; Sarabanda, Alvaro Valentim Lima; Cunha, Claudio Ribeiro da; Kessler, Iruena Moraes; Atik, Fernando Antibas.
Título: Late Results of Cox Maze III Procedure in Patients with Atrial Fibrillation Associated with Structural Heart Disease / Resultados Tardios da Operação de Cox Maze III em Pacientes com Fibrilação Atrial Associada A Doença Cardíaca Estrutural
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(1):14-22, July 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Cox-Maze III procedure is one of the surgical techniques used in the surgical treatment of atrial fibrillation (AF). Objectives: To determine late results of Cox-Maze III in terms of maintenance of sinus rhythm, and mortality and stroke rates. Methods: Between January 2006 and January 2013, 93 patients were submitted to the cut-and-sew Cox-Maze III procedure in combination with structural heart disease repair. Heart rhythm was determined by 24-hour Holter monitoring. Procedural success rates were determined by longitudinal methods and recurrence predictors by multivariate Cox regression models. Results: Thirteen patients that obtained hospital discharge alive were excluded due to lost follow-up. The remaining 80 patients were aged 49.9 ± 12 years and 47 (58.7%) of them were female. Involvement of mitral valve and rheumatic heart disease were found in 67 (83.7%) and 63 (78.7%) patients, respectively. Seventy patients (87.5%) had persistent or long-standing persistent AF. Mean follow-up with Holter monitoring was 27.5 months. There were no hospital deaths. Sinus rhythm maintenance rates were 88%, 85.1% and 80.6% at 6 months, 24 months and 36 months, respectively. Predictors of late recurrence of AF were female gender (HR 3.52; 95% CI 1.21-10.25; p = 0.02), coronary artery disease (HR 4.73 95% CI 1.37-16.36; p = 0.01) and greater left atrium diameter (HR 1.05; 95% CI 1.01-1.09; p = 0.02). Actuarial survival was 98.5% at 12, 24 and 48 months and actuarial freedom from stroke was 100%, 100% and 97.5% in the same time frames. Conclusions: The Cox-Maze III procedure, in our experience, is efficacious for sinus rhythm maintenance, with very low late mortality and stroke rates.

Resumo Fundamento: A operação de Cox-Maze III é uma das variantes técnicas no tratamento cirúrgico da fibrilação atrial (FA). Objetivos: Estudar os resultados tardios da operação de Cox-Maze III, quanto à eficácia na manutenção de ritmo sinusal e taxas de mortalidade e acidente vascular cerebral (AVC). Métodos: Entre janeiro de 2006 a janeiro de 2013, 93 pacientes foram submetidos a operação de Cox-Maze III por corte e sutura associada a correção de cardiopatias estruturais. Avaliação do ritmo cardíaco ocorreu por Holter 24 horas. Taxas de sucesso da operação foram estudadas por métodos longitudinais e os preditores de recorrência por análise de regressão de Cox multivariada. Resultados: Foram excluídos 13 pacientes sobreviventes ao período intra-hospitalar cujo seguimento tardio não foi possível. Os 80 pacientes restantes tinham idade média de 49,9 ± 12 anos e 47 (58,75%) eram do sexo feminino. Acometimento da valva mitral ocorreu em 67 pacientes (83,7%). Valvopatia reumática ocorreu em 63 (78,7%). Setenta pacientes (87,5%) tinham fibrilação atrial persistente ou persistente de longa duração. O tempo médio de seguimento clínico com avaliação de Holter foi de 27,5 meses. Não houve óbitos intra-hospitalares. As taxas de manutenção de ritmo sinusal foram 88%, 85,1% e 80,6% aos 6 meses, 24 meses e 36 meses, respectivamente. Os preditores de recorrência tardia foram sexo feminino (RR 3,52; IC 95% 1,21-10,25; p = 0,02), doença arterial coronária (RR 4,73; IC 95% 1,37-16,36; p = 0,01) e maior diâmetro de átrio esquerdo (RR 1,05; IC 95% 1,01-1,09; p = 0,02). A sobrevida atuarial aos 12, 24 e 48 meses foi de 98,5% e as taxas atuariais livres de AVC nos mesmos períodos de 100%, 100% e 97,5%. Conclusões: A operação de Cox-Maze III, na nossa experiência, é eficaz na manutenção do ritmo sinusal, com baixíssimos índices de mortalidade e de AVC tardios.
Descritores: Fibrilação Atrial/cirurgia
Acidente Vascular Cerebral/etiologia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/métodos
-Recidiva
Fibrilação Atrial/etiologia
Fibrilação Atrial/mortalidade
Fatores de Tempo
Taxa de Sobrevida
Fatores de Risco
Estudos de Coortes
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-887952
Autor: Arthur, Camila P S; Mejia, Omar A V; Osternack, Diogo; Nakazone, Marcelo Arruda; Goncharov, Maxim; Lisboa, Luiz A F; Dallan, Luís A O; Pomerantzeff, Pablo M A; Jatene, Fabio B.
Título: Do We Need to Personalize Renal Function Assessment in the Stratification of Patients Undergoing Cardiac Surgery? / É Necessário Personalizar a Avaliação da Função Renal na Estratificação de Pacientes Submetidos à Cirurgia Cardíaca?
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(4):290-298, Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: MS, CNPq,São Paulo Research Foundation(FAPESP) e SES-SP.
Resumo: Abstract Background: Renal dysfunction is an independent predictor of morbidity and mortality in cardiac surgery. For a better assessment of renal function, calculation of creatinine clearance (CC) may be necessary. Objective: To objectively evaluate whether CC is a better risk predictor than serum creatinine (SC) in patients undergoing cardiac surgery. Methods: Analysis of 3,285 patients registered in a prospective, consecutive and mandatory manner in the Sao Paulo Registry of Cardiovascular Surgery (REPLICCAR) between November 2013 and January 2015. Values of SC, CC (Cockcroft-Gault) and EuroSCORE II were obtained. Association analysis of SC and CC with morbidity and mortality was performed by calibration and discrimination tests. Independent multivariate models with SC and CC were generated by multiple logistic regression to predict morbidity and mortality following cardiac surgery. Results: Despite the association between SC and mortality, it did not calibrate properly the risk groups. There was an association between CC and mortality with good calibration of risk groups. In mortality risk prediction, SC was uncalibrated with values > 1.35 mg /dL (p < 0.001). The ROC curve showed that CC is better than SC in predicting both morbidity and mortality risk. In the multivariate model without CC, SC was the only predictor of morbidity, whereas in the model without SC, CC was not only a mortality predictor, but also the only morbidity predictor. Conclusion: Compared with SC, CC is a better parameter of renal function in risk stratification of patients undergoing cardiac surgery.

Resumo Fundamentos: Disfunção renal é preditor independente de morbimortalidade após cirurgia cardíaca. Para uma melhor avaliação da função renal, o cálculo do clearance de creatinina (CC) pode ser necessário. Objetivo: Avaliar objetivamente se o CC é melhor que a creatinina sérica (CS) para predizer risco nos pacientes submetidos à cirurgia cardíaca. Métodos: Análise em 3285 pacientes do Registro Paulista de Cirurgia Cardiovascular (REPLICCAR) incluídos de forma prospectiva, consecutiva e mandatória entre novembro de 2013 e janeiro de 2015. Foram obtidos valores de CS, CC (Cockcroft-Gault) e do EuroSCORE II. Análise de associações da CS e do CC com morbimortalidade foi realizada mediante testes de calibração e discriminação. Por regressão logística múltipla, foram criados modelos multivariados independentes com CS e com CC para predição de risco de morbimortalidade após cirurgia cardíaca. Resultados: Apesar da associação entre a CS e morbimortalidade, essa não calibrou adequadamente os grupos de risco. Houve associação entre o CC e morbimortalidade com boa calibração dos grupos de risco. Na predição do risco de mortalidade, a CS ficou descalibrada com valores >1,35 mg/dL (p < 0,001). A curva ROC revelou que o CC é superior à CS na predição de risco de morbimortalidade. No modelo multivariado sem CC, a CS foi a única preditora de morbidade, enquanto que no modelo sem a CS, o CC foi preditor de mortalidade e o único preditor de morbidade. Conclusão: Para avaliação da função renal, o CC é superior que a CS na estratificação de risco dos pacientes submetidos a cirurgia cardíaca.
Descritores: Medição de Risco/métodos
Creatinina/sangue
Insuficiência Renal/mortalidade
Insuficiência Renal/sangue
Taxa de Filtração Glomerular/fisiologia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/mortalidade
-Padrões de Referência
Valores de Referência
Calibragem
Modelos Logísticos
Estudos Transversais
Estudos Prospectivos
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores de Risco
Morbidade
Sensibilidade e Especificidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mady, Charles
Texto completo
Id: biblio-887973
Autor: Sayegh, Ana Luiza C; Santos, Marcelo R dos; Oliveira, Patricia de; Fernandes, Fábio; Rondon, Eduardo; Souza, Francis R de; Salemi, Vera M C; Alves, Maria Janieire de N N; Mady, Charles.
Título: Characterization of Cardiopulmonary Exercise Testing Variables in Patients with Endomyocardial Fibrosis after Endocardial Resection / Caracterização das Variáveis do Teste de Esforço Cardiopulmonar em Pacientes com Endomiocardiofibrose após Cirurgia de Ressecção Endocárdica
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(6):533-540, Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Endomyocardial fibrosis (EMF) is a rare disease, characterized by diastolic dysfunction which leads to reduced peak oxygen consumption (VO2). Cardiopulmonary exercise testing (CPET) has been proved to be a fundamental tool to identify central and peripheral alterations. However, most studies prioritize peak VO2 as the main variable, leaving aside other important CPET variables that can specify the severity of the disease and guide the clinical treatment. Objective: The aim of this study was to evaluate central and peripheral limitations in symptomatic patients with EMF by different CPET variables. Methods: Twenty-six EMF patients (functional class III, NYHA) were compared with 15 healthy subjects (HS). Functional capacity was evaluated using CPET and diastolic and systolic functions were evaluated by echocardiography. Results: Age and gender were similar between EMF patients and HS. Left ventricular ejection fraction was normal in EMF patients, but decreased compared to HS. Peak heart rate, peak workload, peak VO2, peak oxygen (O2) pulse and peak pulmonary ventilation (VE) were decreased in EMF compared to HS. Also, EMF patients showed increased Δ heart rate /Δ oxygen uptake and Δ oxygen uptake /Δ work rate compared to HS. Conclusion: Determination of the aerobic capacity by noninvasive respiratory gas exchange during incremental exercise provides additional information about the exercise tolerance in patients with EMF. The analysis of different CPET variables is necessary to help us understand more about the central and peripheral alterations cause by both diastolic dysfunction and restrictive pattern.

Resumo Fundamento: A endomiocardiofibrose (EMF) é uma doença rara, caracterizada por disfunção diastólica que leva à redução consumo de oxigênio (VO2) pico. O teste de esforço cardiopulmonar (TECP) tem se mostrado uma ferramenta fundamental na identificação de alterações centrais e periféricas. No entanto, a maioria dos estudos prioriza o VO2 pico como a variável principal, em detrimento de outras importantes variáveis do TECP que poderiam identificar a gravidade da doença e direcionar o tratamento clínico. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar limitações centrais e periféricas em pacientes com EMF sintomáticos por meio de variáveis do TECP. Métodos: Vinte e seis pacientes com EMF (classe funcional III, NYHA) foram comparados com 15 indivíduos controle saudáveis (CS). A capacidade funcional foi avaliada por TECP e funções sistólicas e diastólicas por ecocardiografia. Resultados: A idade e o gênero foram similares entre pacientes com EMF e CS. A fração de ejeção do ventrículo esquerdo foi normal em pacientes com EMF, porém diminuída em comparação aos CS. Os picos de frequência cardíaca, carga de trabalho, VO2, pulso de oxigênio (O2) e da ventilação pulmonar (VE) estavam diminuídos em pacientes com EMF em comparação aos CS. Ainda, os pacientes com EMF apresentaram Δ frequência cardíaca /Δ consumo de oxigênio e Δ consumo de oxigênio /Δ taxa de trabalho aumentados em comparação aos CS. Conclusão: A determinação da capacidade aeróbica por troca respiratória não invasiva durante exercício progressivo fornece informações sobre a tolerância ao exercício em pacientes com EMF. É necessária uma análise das diferentes variáveis do TECP para nos ajudar a compreender mais acerca das alterações centrais e periféricas causadas tanto pela disfunção diastólica como pelo padrão restritivo.
Descritores: Testes de Função Respiratória
Endocárdio/cirurgia
Fibrose Endomiocárdica/etiologia
Teste de Esforço
Insuficiência Cardíaca/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/efeitos adversos
-Consumo de Oxigênio
Ecocardiografia
Estudos de Casos e Controles
Tolerância ao Exercício
Fibrose Endomiocárdica/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146303
Autor: Reis, Vanessa de Assis; Isabella, Bruno Oliveira; Paula, Marcelo Loula Novais; Barreto, Ana Terra Fonseca.
Título: Mixoma Atrial Esquerdo Envolvendo Manifestações Multissistêmicas em Paciente Idosa / Left Atrial Myxoma Involving Multisystemic Manifestations in an Eldery Female Patient
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;33(4):eabc86, 20200000.
Idioma: pt.
Descritores: Estenose Coronária/diagnóstico por imagem
Complexo de Carney/cirurgia
Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST/diagnóstico por imagem
Átrios do Coração/patologia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos/reabilitação
-Ecocardiografia/métodos
Ecocardiografia Doppler/métodos
Imagem do Acúmulo Cardíaco de Comporta/métodos
Ativador de Plasminogênio Tecidual/química
Assistência ao Convalescente
Eletrocardiografia/métodos
Oclusão Coronária/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  8 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1038575
Autor: Pomerantzeff, Pablo Maria Alberto.
Título: Mitral Valve Repair in Young Rheumatic Patients / Plástica da Valva Mitral em Pacientes Reumáticos Jovens
Fonte: Arq. bras. cardiol;113(4):757-757, Oct. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Cardiopatia Reumática
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos
Insuficiência da Valva Mitral
-Valva Mitral
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 639 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088892
Autor: Pivatto Júnior, Fernando; Bellagamba, Clarissa Carmona de Azevedo; Pianca, Eduardo Gatti; Fernandes, Fernando Schmidt; Butzke, Maurício; Busato, Stefano Boemler; Gus, Miguel.
Título: Análise de Escores de Risco para Predição de Mortalidade em Pacientes Submetidos à Cirurgia Cardíaca por Endocardite / Analysis of Risk Scores to Predict Mortality in Patients Undergoing Cardiac Surgery for Endocarditis
Fonte: Arq. bras. cardiol;114(3):518-524, mar. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Fundamento Escores de risco estão disponíveis para uso na prática clínica diária, mas saber qual deles escolher é ainda incerto. Objetivos Avaliar o EuroSCORE logístico, o EuroSCORE II e os escores específicos para endocardite infecciosa STS-IE, PALSUSE, AEPEI, EndoSCORE e RISK-E na predição de mortalidade hospitalar de pacientes submetidos à cirurgia cardíaca por endocardite ativa em um hospital terciário de ensino do sul do Brasil. Métodos Estudo de coorte retrospectivo incluindo todos os pacientes com idade ≥ 18 anos submetidos à cirurgia cardíaca por endocardite ativa no centro do estudo entre 2007 e 2016. Foram realizadas análises de calibração (razão de mortalidade observada/esperada, O/E) e de discriminação (área sob a curva ROC, ASC), sendo a comparação das ASC realizada pelo teste de DeLong. P < 0,05 foi considerado estatisticamente significativo Resultados Foram incluídos 107 pacientes, sendo a mortalidade hospitalar de 29,0% (IC95%: 20.4-37.6%). A melhor razão de mortalidade O/E foi obtida pelo escore PALSUSE (1,01, IC95%: 0,70-1,42), seguido pelo EuroSCORE logístico (1,3, IC95%: 0,92-1,87). O EuroSCORE logístico apresentou o maior poder discriminatório (ASC 0,77), significativamente superior ao EuroSCORE II (p = 0,03), STS-IE (p = 0,03), PALSUSE (p = 0,03), AEPEI (p = 0,03) e RISK-E (p = 0,02). Conclusões Apesar da disponibilidade dos recentes escores específicos, o EuroSCORE logístico foi o melhor preditor de mortalidade em nossa coorte, considerando-se análise de calibração (mortalidade O/E: 1,3) e de discriminação (ASC 0,77). A validação local dos escores específicos é necessária para uma melhor avaliação do risco cirúrgico. (Arq Bras Cardiol. 2020; 114(3):518-524)

Abstract Background Risk scores are available for use in daily clinical practice, but knowing which one to choose is still fraught with uncertainty. Objectives To assess the logistic EuroSCORE, EuroSCORE II, and the infective endocarditis (IE)-specific scores STS-IE, PALSUSE, AEPEI, EndoSCORE and RISK-E, as predictors of hospital mortality in patients undergoing cardiac surgery for active IE at a tertiary teaching hospital in Southern Brazil. Methods Retrospective cohort study including all patients aged ≥ 18 years who underwent cardiac surgery for active IE at the study facility from 2007-2016. The scores were assessed by calibration evaluation (observed/expected [O/E] mortality ratio) and discrimination (area under the ROC curve [AUC]). Comparison of AUC was performed by the DeLong test. A p < 0.05 was considered statistically significant. Results A total of 107 patients were included. Overall hospital mortality was 29.0% (95%CI: 20.4-37.6%). The best O/E mortality ratio was achieved by the PALSUSE score (1.01, 95%CI: 0.70-1.42), followed by the logistic EuroSCORE (1.3, 95%CI: 0.92-1.87). The logistic EuroSCORE had the highest discriminatory power (AUC 0.77), which was significantly superior to EuroSCORE II (p = 0.03), STS-IE (p = 0.03), PALSUSE (p = 0.03), AEPEI (p = 0.03), and RISK-E (p = 0.02). Conclusions Despite the availability of recent IE-specific scores, and considering the trade-off between the indexes, the logistic EuroSCORE seemed to be the best predictor of mortality risk in our cohort, taking calibration (O/E mortality ratio: 1.3) and discrimination (AUC 0.77) into account. Local validation of IE-specific scores is needed to better assess preoperative surgical risk. (Arq Bras Cardiol. 2020; 114(3):518-524)
Descritores: Endocardite/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos
-Brasil
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Curva ROC
Mortalidade Hospitalar
Medição de Risco
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 639 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1088902
Autor: Martins, Alexandre Bahia Barreiras; Lamas, Cristiane da Cruz.
Título: Escores Prognósticos de Mortalidade na Cirurgia Cardíaca para Endocardite Infecciosa / Prognostic Scores for Mortality in Cardiac Surgery for Infective Endocarditis
Fonte: Arq. bras. cardiol;114(3):525-529, mar. 2020. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.
Descritores: Endocardite
Endocardite Bacteriana
Procedimentos Cirúrgicos Cardíacos
-Prognóstico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 64 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde