Base de dados : LILACS
Pesquisa : E04.100.376.719.332.400 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 52 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 52 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-964141
Autor: Abreu, José Sebastião de; Diogenes, Tereza Cristina Pinheiro; Farias, Ana Gardenia L. Pontes; Abreu, Marília Esther Benevides; Freire, Renan Abreu; Barreto, José Erirtônio Façanha.
Título: Espasmo da artéria torácica interna. Valor da ecocardiografia e Doppler em seguimento de longo prazo / Spasm of the internal thoracic artery. Value of echocardiography and Doppler in long-term follow-up
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;31(4), Out.- Dez. 2018. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Espasmo/complicações
Espasmo/diagnóstico
Ecocardiografia Doppler/métodos
Artéria Torácica Interna/fisiopatologia
-Cateterismo/métodos
Angiografia/métodos
Reperfusão Miocárdica/métodos
Aspirina/administração & dosagem
Função Ventricular
Resultado do Tratamento
Estenose Coronária/diagnóstico
Aneurisma Cardíaco/diagnóstico
Ventrículos do Coração
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-964027
Autor: Abreu, José Sebastião de; Pinheiro, Tereza Cristine D; Feitosa, José Acácio; Abreu, Marília Esther B; Faria, Ana Gardenia L. P; Carneiro, Márcia Maria; Falcão, Sandra Nívea R.
Título: Ligadura dos ramos da artéria torácica interna anastomosada na coronária descendente anterior e efeito nas velocidades do fluxo e no estado funcional do enxerto / Ligation of the branches of the anastomosed internal thoracic artery in the anterior descending coronary artery and the effect on flow velocities and functional status of the graft
Fonte: ABC., imagem cardiovasc;31(4), Out.- Dez. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Fundamento: Ocorre modificação no fluxo da artéria torácica interna, após sua anastomose na artéria coronária descendente anterior. Objetivo: Avaliar o efeito da ligadura dos ramos proximais da artéria torácica interna anastomosada na artéria coronária descendente anterior, quanto às velocidades e à reserva de velocidade de fluxo coronariano, em pacientes com fração de ejeção do ventrículo esquerdo preservada (> 50%). Métodos: Estudo prospectivo de pacientes com fração de ejeção do ventrículo esquerdo > 50% revascularizados. O Grupo I foi formado por 25 pacientes com ligadura dos grandes ramos da artéria torácica interna antes de sua anastomose na artéria coronária descendente anterior, e o Grupo II por 28 pacientes sem ligadura. Registrou-se o Doppler em nível proximal da artéria torácica interna no pré-operatório, pós-operatório precoce e no pós-operatório tardio de 6 meses. Foram mensurados os picos de velocidade sistólica e diastólica, e as velocidades médias sistólica e diastólica. A reserva de velocidade de fluxo coronariano foi obtida durante o ecocardiograma sob estresse com dobutamina no pós-operatório tardio de 6 meses. Resultados: No pós-operatório precoce, o pico de velocidade sistólica e a velocidade média sistólica diminuíram, enquanto aumentaram o pico de velocidade diastólica e a velocidade média diastólica nos dois grupos (p < 0,05). Do pós-operatório precoce para o tardio em 6 meses, apenas o pico de velocidade diastólica se modificou, diminuindo nos dois grupos (p < 0,05). Durante o ecocardiograma sob estresse com dobutamina, o pico de velocidade diastólica e a velocidade média diastólica aumentaram (p < 0,05), e os grupos não diferiram, mas o pico de velocidade sistólica e a velocidade média sistólica aumentaram apenas no Grupo II (p < 0,05). A reserva de velocidade de fluxo coronariano dos grupos calculada pelo pico de velocidade diastólica (Grupo I = 2,17 ± 0,64 e Grupo II = 2,28 ± 0,63) e pela velocidade média diastólica (Grupo I = 2,27 ± 0,54 e Grupo II = 2,5 ± 0,79) não diferiu. Conclusão: Em pacientes com fração de ejeção do ventrículo esquerdo preservada, a ligadura dos grandes ramos da artéria torácica interna anastomosada na artéria coronária descendente anterior não compromete a reserva de velocidade de fluxo coronariano, mas determina limitação no aumento das velocidades sistólicas

Introduction: Modification of internal thoracic artery flow occurs after its anastomosis in the left anterior descending coronary artery. Objective: To evaluate the effect of ligation of the proximal branches of anastomosed internal thoracic artery flow on the left anterior descending in relation to velocities and coronary flow velocity reserve in patients with left ventricular ejection fraction preserved (> 50%). Methods: Prospective study of patients with left ventricular ejection fraction > 50% and revascularized. Group I was composed of 25 patients with ligation of the major branches of the internal thoracic artery flow before its anastomosis in the left anterior descending coronary artery, and Group II was composed of 28 patients without ligation. Doppler was recorded at the proximal level of internal thoracic artery flow in the preoperative, early postoperative and 6 months later. The systolic peak velocity and diastolic, and systolic mean velocity and diastolic were measured. Coronary flow velocity reserve was obtained during dobutamine stress echocardiography in postoperative period 6 months later. Results: In the postoperative, the systolic peak velocity and the systolic mean velocity decreased while increasing the diastolic peak velocity and the diastolic mean velocity in the groups (p < 0.05). From the postoperative to the postoperative period 6 months later, only the diastolic peak velocity modified, occurring its decrease in the groups (p < 0.05). During the dobutamine stress echocardiography, diastolic peak velocity and the diastolic mean velocity increased (p < 0.05) and groups did not differ, however, the systolic peak velocity and the systolic mean velocity increased only in Group II (p < 0.05). The coronary flow velocity reserve of the groups calculated by diastolic peak velocity (Group I = 2.17 ± 0.64 and Group II =2.28 ± 0.63) and diastolic mean velocity (Group I = 2.27 ± 0.54 and Group II = 2.5 ± 0.79) did not differ. Conclusion: In patients with preserved left ventricular ejection fraction, the ligation of the large branches of the anastomosed internal thoracic artery flow into the left anterior descending coronary artery does not compromise the coronary flow velocity reserve, but determines limitation in the increase of the systolic velocities
Descritores: Reserva Fracionada de Fluxo Miocárdico
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária
Artéria Torácica Interna/cirurgia
Revascularização Miocárdica/métodos
-Atropina/administração & dosagem
Volume Sistólico
Transplante
Ecocardiografia/métodos
Ecocardiografia Doppler/métodos
Análise Estatística
Estudos Prospectivos
Análise de Variância
Ecocardiografia sob Estresse/métodos
Dobutamina/administração & dosagem
Ventrículos do Coração
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  3 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-763153
Autor: Erdem, Ozan; Memetoğlu, Mehmet Erdem; Tekin, Ali İhsan; Arslan, Ümit; Akkaya, Özgür; Kutlu, Rasim; Gölbaşı, İlhan.
Título: Effects of intraoperative diltiazem infusion on flow changes in arterial and venous grafts in coronary artery bypass graft surgery / Efeitos da infusão intraoperatória de diltiazem sobre as mudanças do fluxo em enxertos arteriais e venosos em cirurgia de revascularização do miocárdio
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc = Braz. j. cardiovasc. surg. (impr.);30(4):459-465, July-Aug. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: AbstractObjective:This study aimed to show the effects of intra-operative diltiazem infusion on flow in arterial and venous grafts in coronary artery bypass graft surgery.Methods:Hundred fourty patients with a total of 361 grafts [205 (57%) arterial and 156 (43%) venous] underwent isolated coronary surgery. All the grafts were measured by intraoperative transit time flow meter intra-operatively. Group A (n=70) consisted of patients who received diltiazem infusion (dose of 2.5 microgram/kg/min), and Group B (n=70) didn't receive diltiazem infusion.Results:Mean graft flow values of left internal mammary artery were 53 ml/min in Group A and 40 ml/min in Group B (P<0.001). Pulsatility index (PI) values of left internal mammary artery for Group A and Group B were 2.6 and 3.0 respectively (P<0.001). No statistically significant difference was found between venous graft parameters.Conclusion:We recommend an effect of diltiazem infusion in increasing graft flows in coronary artery bypass graft operations.

ResumoObjetivo:Este estudo teve como objetivo mostrar os efeitos da infusão de diltiazem intraoperatória no fluxo arterial e enxertos venosos em cirurgia de revascularização do miocárdio.Métodos:Cento e quarenta pacientes com um total de 361 enxertos [205 (57%) arteriais e 156 (43%) venosos] passaram por uma cirurgia coronária isolada. Todos os enxertos foram medidos pelo medidor de fluxo de tempo de trânsito intraoperatório. Grupo A (n=70), formado por pacientes que receberam infusão de diltiazem (dose de 2,5 micrograma/kg/min), e Grupo B (n=70), por aqueles que não receberam infusão de diltiazem.Resultados:Os valores médios de fluxo de enxerto de artéria mamária interna esquerda foram 53 ml/min no grupo A e 40 ml/min no Grupo B (P<0,001). Valores do índice de pulsatilidade da artéria mamária interna esquerda para o Grupo A e do Grupo B foram de 2,6 e 3,0, respectivamente (P<0,001). Não houve diferença estatisticamente significativa entre os parâmetros do enxerto venoso.Conclusão:Sugerimos um efeito da infusão de diltiazem em aumentar os fluxos de enxerto em operações de bypass de artéria coronária.
Descritores: Anti-Hipertensivos/farmacologia
Ponte de Artéria Coronária/métodos
Circulação Coronária/efeitos dos fármacos
Diltiazem/farmacologia
Infusões Intra-Arteriais/métodos
Cuidados Intraoperatórios/métodos
Reperfusão Miocárdica
Enxerto Vascular/métodos
-Anti-Hipertensivos/administração & dosagem
Diltiazem/administração & dosagem
Fluxômetros
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária
Artéria Torácica Interna/cirurgia
Valor Preditivo dos Testes
Resultado do Tratamento
Limites: Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-741742
Autor: Aazami, Mathias H.; Abbasi-Teshnizi, Mohammad; Amini, Shahram; Lotfinejad, Nasim Sadat.
Título: Right-sided reverse T composite arterial grafting to complete revascularization of the right coronary artery / Enxerto arterial composto reverso T do lado direito para completar a revascularização da artéria coronária direita
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc;29(4):657-662, Oct-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Complete arterial revascularization for the right coronary artery is underused mainly due to technical issues. Herein we report on a new approach for complete arterial revascularization of arterial revascularization for the right coronary artery branches. Complete arterial revascularization for the right coronary artery revascularization was performed in 8 patients using a reverse T composite arterial graft. None of the patients suffered perioperative myocardial infarction. All patients underwent noninvasive coronary imaging, displaying an early patency rate of 100%. Complete arterial arterial revascularization for the right coronary artery revascularization using a reverse T graft offers a new paradigm with enhanced technical flexibility in performing all arterial myocardial complete revascularizations in selected patients.

Revascularização arterial completa para a artéria coronária direita é subutilizada, principalmente devido a problemas técnicos. Nós relatamos uma nova abordagem para a revascularização arterial completa para os ramos da artéria coronária direita. Revascularização arterial completa da artéria coronária direita foi realizada em 8 pacientes usando um enxerto T arterial composto inverso. Nenhum dos pacientes sofreu infarto do miocárdio perioperatório. Todos os pacientes foram submetidos a exame de imagem não invasivo coronária não invasiva, exibindo taxa de patência precoce de 100%. Revascularização arterial completa da artéria coronária direita com enxerto inversa T oferece um novo paradigma com maior flexibilidade técnica na execução todas as revascularizações arteriais completas do miocárdio em pacientes selecionados.
Descritores: Vasos Coronários/cirurgia
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Artéria Torácica Interna/cirurgia
-Anastomose Cirúrgica/métodos
Angiografia Coronária
Circulação Coronária
Reprodutibilidade dos Testes
Artéria Radial/cirurgia
Resultado do Tratamento
Grau de Desobstrução Vascular
Limites: Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-741738
Autor: Canale, Leonardo Secchin; Bonatti, Johannes.
Título: How to perform a coronary artery anastomosis in complete endoscopic fashion with robotic assistance / Como realizar anastomose coronariana totalmente endoscópica com assistência robótica
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc;29(4):654-656, Oct-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Current technology in robotic surgery allows us to perform myocardial revascularization procedures in a totally endoscopic fashion. We will describe the technique of choice for left internal mammary artery to left anterior descendent artery anastomosis with the use of cardiopulmonary bypass machine. The method is efficient and there is long term follow-up showing similar patency of the graft when compared to conventional methods (when performed through sternotomy).

A tecnologia atual em cirurgia robótica permite realizar-se procedimento de revascularização do miocárdio de modo totalmente endoscópico. Descreveremos aqui a técnica de escolha para anastomose de artéria mamaria interna esquerda em artéria coronariana descendente anterior com uso de circulação extracorpórea. O método e eficaz e já existe acompanhamento a longo prazo mostrando patência do enxerto semelhante ao método convencional por esternotomia.
Descritores: Ponte Cardiopulmonar/métodos
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Procedimentos Cirúrgicos Robóticos/métodos
Cirurgia Vídeoassistida/métodos
-Anastomose Cirúrgica
Vasos Coronários/cirurgia
Artéria Torácica Interna/cirurgia
Reprodutibilidade dos Testes
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-727169
Autor: Guida, Maximo; Guida, Gustavo; Pecora, Giuseppina; Garate, Estefania De.
Título: New technique "Right Anterior Small Thoracotomy (RAST operation)" for beating heart grafting of the right internal thoracic artery to the posterior descending artery to the posterior descending artery in a third redo CABG patient. A novel coronary technique / Nova técnica "Pequena toracotomia anterior direita (operação RAST)" para enxerto da artéria torácica interna direita para a artéria descendente posterior com o coração batendo em paciente de terceira RM. Uma técnica coronária nova
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc;29(3):459-462, Jul-Sep/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Third REDO-CABG is a challenge for the surgical team. Usually a patent mammary is the only graft working and the sternotomy becomes a risky procedure. Injury to a patent graft has been associated to a high mortality rate. Many different approaches have been proposed. We describe a novel technique to approach the right coronary artery through a right anterior small thoracotomy using the right mammary prolonged with saphenous vein for grafting the posterior descending artery on the beating heart. The technique is very simple and feasible because anatomically the right coronary artery and the right mammary are very close and the mobilization of the heart is minimal.

A terceira reoperação de revascularização miocárdica é um desafio para a equipe cirúrgica. Normalmente, uma mamária patente é a única possibilidade de enxerto e a esternotomia torna-se um procedimento arriscado. A lesão de enxerto patente tem sido associada a uma alta taxa de mortalidade. Muitas abordagens diferentes têm sido propostas. Descrevemos uma nova técnica de abordagem da artéria coronária direita através de uma pequena toracotomia anterior direita usando a mamária direita prolongada com enxerto de veia safena para a artéria descendente posterior com o coração batendo. A técnica é muito simples e viável, pois anatomicamente a artéria coronária direita e a mamária direita estão muito próximas e a mobilização do coração é mínima.
Descritores: Aorta Torácica/cirurgia
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Artéria Torácica Interna/cirurgia
Toracotomia/métodos
-Ecocardiografia Transesofagiana
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Limites: Idoso
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-719416
Autor: Milani, Rodrigo; Moraes, Daniela de; Sanches, Aline; Jardim, Rodrigo; Lumikoski, Thais; Miotto, Gabriela; Santana, Vitor Hugo; Brofman, Paulo Roberto.
Título: Análise da medida de fluxo por tempo de trânsito da artéria torácica interna direita anastomosada para a artéria interventricular anterior comparada com a artéria torácica interna esquerda / Analysis of transit time flow of the right internal thoracic artery anastomosed to the left anterior descending artery compared to the left internal thoracic artery
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc;29(2):148-155, Apr-Jun/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Avaliamos por meio da medida de fluxo por tempo de trânsito o desempenho das artérias torácicas direita e esquerda quando utilizadas como enxerto para revascularização da artéria interventricular anterior. Métodos: Cinquenta pacientes submetidos à operação para revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea foram divididos em dois grupos. No grupo A, os pacientes receberam enxerto de artéria torácica interna direita para o ramo interventricular anterior. No grupo B, os pacientes receberam enxerto de artéria torácica interna esquerda para o mesmo ramo. Ao término da operação, o fluxo foi avaliado por meio da medida de fluxo por tempo de trânsito. Resultados: No grupo A, idade média foi de 60,6±9,49 anos. A média de peso e altura do grupo foi de 80,4±10,32 Kg e 169,2±6,86 cm. A média de pontes por paciente neste grupo foi de 3,28±1,49. O fluxo médio e a resistência distal obtidos na artéria torácica interna direita foi de 42,1±23,4 ml/min e 2,8±0,9 respectivamente. No grupo B, a idade média foi de 59,8±9,7 anos. A média de peso e altura deste grupo foi de 77,7±14,2215,7 Kg e 166,0±8,2 cm. A média de pontes por paciente neste grupo foi de 3,08±0,82. O fluxo médio e a resistência distal observados neste grupo foi de 34,2±19,1ml⁄min e 2,0±0,7. Não houve óbitos nesta série. Conclusão: A artéria torácica interna direita apresentou um comportamento similar ao da artéria torácica interna esquerda quando anastomosada ao ramo interventricular anterior da coronária esquerda. Não houve diferença estatística entre a medida de fluxo obtida entre ambas as artérias. .

INTRODUCTION: We evaluated with transit time flow the performance of the right and left thoracic arteries when used as a graft for the left anterior descending artery. Methods: Fifty patients undergoing surgery for myocardial revascularization without cardiopulmonary bypass were divided into two groups. In group A patients received graft of right internal mammary artery to the anterior interventricular branch. In group B patients received graft of left internal mammary artery to the same branch. At the end of the operation the flow was assessed by measuring transit time. Results: In group A, mean age was 60.6±9.49 years. The average height and weight of the group was 80.4±10.32 kg and 169.2±6.86 cm. The average number of grafts per patient in this group was 3.28±1.49. The mean flow and distal resistance obtained in right internal thoracic artery was 42.1±23.4 ml/min and 2.8±0.9 respectively. In group B, the mean age was 59.8±9.7 years. The average height and weight of this group was 77.7±14.22 kg and 166.0±8.2 cm. The average number of grafts per patient in this group was 3.08 ±0.82. The mean flow and distal resistance observed in this group was 34.2±19.1 ml/min and 2.0±0.7. There were no deaths in this series. Conclusion: Right internal mammary artery presented a similar behavior to left internal mammary artery when anastomosed to the anterior interventricular branch of the left coronary artery. There was no statistical difference between the measured flow obtained between both arteries. .
Descritores: Vasos Coronários/cirurgia
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Artéria Torácica Interna/fisiopatologia
Artéria Torácica Interna/cirurgia
-Análise de Variância
Anastomose Cirúrgica
Velocidade do Fluxo Sanguíneo
Índice de Massa Corporal
Circulação Coronária
Valores de Referência
Estudos Retrospectivos
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-719410
Autor: Sobral, Marcelo Luiz Peixoto; Santos Júnior, Sérgio Francisco dos; Sá, Juliano Cavalcante de; Terrazas, Anderson da Silva; Trompieri, Daniel Francisco de Mendonça; Sousa, Thierry Araújo Nunes de; Santos, Gilmar Geraldo dos; Stolf, Noedir Antonio Groppo.
Título: Aperfeiçoamento em técnica de perfusão cardioplégica no pinçamento único de aorta - resultados iniciais / Improvement in cardioplegic perfusion technique in single aortic clamping - initial results
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc;29(2):229-235, Apr-Jun/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: O método mais comumente utilizado para a proteção miocárdica é o de administrar-se solução cardioplégica na circulação coronária. Entretanto, a proteção pode ser alcançada através da perfusão intermitente do sistema coronariano com sangue do próprio paciente, que é realizada por meio de múltiplas sequências de pinçamento e abertura do clamp aórtico ou por meio do pinçamento único e canulação acessória da raiz aórtica. Objetivo: Avaliar o desfecho clínico e a ocorrência de eventos neurológicos no período intra-hospitalar dos pacientes submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio com a técnica proposta aqui neste estudo. Métodos: Descreve-se uma técnica de proteção miocárdica no uso do pinçamento único de aorta que consiste na canulação acessória da raiz aórtica com sistema aperfeiçoado para perfusão coronária intermitente, foi realizado estudo observacional transversal prospectivo onde foram estudados 50 pacientes (idade média 58,5±7.19 anos) submetidos à cirurgia de revascularização do miocárdio sob a técnica proposta. Foram avaliadas variáveis clínicas e laboratoriais pré e pós-operatórias. Resultados: O nível médio de pico da CKMB pós-operatória foi de 51,64±27,10 U/L no segundo pós-operatório e da troponina I foi de 3,35±4,39 ng/ml no quarto pós-operatório, e estiveram dentro do limite da normalidade. Não foi observado nenhum óbito e um paciente evoluiu com alteração neurológica leve. A monitorização hemodinâmica não revelou alterações. Conclusão: A cirurgia de rev...

Introduction: The most common method used for myocardial protection is administering cardioplegic solution in the coronary circulation. Nevertheless, protection may be achieved by intermittent perfusion of the coronary system with patient's own blood. The intermittent perfusion may be performed by multiple sequences of clamping and opening of the aortic clamp or due single clamping and accessory cannulation of the aortic root as in the improved technique proposed in this study, reperfusion without the need for multiple clamping of the aorta. Objective: To evaluate the clinical outcome and the occurrence of neurological events in in-hospital patients submitted to myocardial revascularization surgery with the "improved technique" of intermittent perfusion of the aortic root with single clamping. Methods: This is a prospective, cross-sectional, observational study that describes a myocardial management technique that consists of intermittent perfusion of the aortic root with single clamping in which 50 patients (mean age 58.5±7.19 years old) have been submitted to the myocardial revasculrization surgery under the proposed technique. Clinical and laboratory variables, pre- and post-surgery, have been assessed. Results: The mean peak level of post-surgery CKMB was 51.64±27.10 U/L in the second post-surgery and of troponin I was 3.35±4.39 ng/ml in the fourth post-surgery, within normal limits. No deaths have occurred and one patient presented mild neurological disorder. Hemodynamic monitoring has not indicated any changes. Conclusion: The myocardial revascularization surgery by perfusion with the improved technique with intermittent aortic root with single clamping proved to be safe, enabling satisfactory clinical results. .
Descritores: Aorta/cirurgia
Ponte de Artéria Coronária/métodos
Parada Cardíaca Induzida/métodos
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Precondicionamento Isquêmico Miocárdico/métodos
-Constrição
Circulação Coronária
Estudos Transversais
Soluções Cardioplégicas/administração & dosagem
Ilustração Médica
Estudos Prospectivos
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores de Risco
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 52 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-719403
Autor: Deininger, Maurilio Onofre; Moreira, Luiz Felipe Pinho; Dallan, Luiz Alberto Oliveira; Oliveira, Orlando Gomes de; Magalhães, Daniel Marcelo Silva; Coelho, José Reinaldo de Moura; Deininger, Eugênia di Giuseppe; Lopes, Norland de Souza; Queiroga, Ricardo Wanderley; Belmont, Elizabeth Ferreira.
Título: Análise comparativa da perviedade das artérias torácicas internas na revascularização da região anterior do coração. Avaliação por angiotomografia no 6º mês de pós-operatório / Comparative analysis of the patency of the internal thoracic artery in the CABG of left anterior descending artery: 6-month postoperative coronary CT angiography evaluation
Fonte: Rev. bras. cir. cardiovasc;29(2):192-201, Apr-Jun/2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar a perviedade da artéria torácica interna direita pediculada, anteroaórtica em anastomose para o ramo interventricular anterior na revascularização do miocárdio, em relação à artéria torácica interna esquerda, com o uso de angiotomografia coronária, no 6º mês de pós-operatório. Métodos: No período de dezembro de 2008 a dezembro de 2011, 100 pacientes foram selecionados, prospectivamente, para cirurgia de revascularização do miocárdio sem circulação extracorpórea. Foram agrupados em Grupo-1 (G-1) e Grupo-2 (G-2), com 50 pacientes cada, randomização por computador e conhecimento da técnica no início da cirurgia. No G-1, os pacientes receberam artéria torácica interna esquerda para o ramo interventricular anterior e complementação da revascularização do miocárdio com a artéria torácica interna direita livre para ramos da circunflexa. Os pacientes do G-2 receberam artéria torácica interna direita pediculada para o ramo interventricular anterior e complementação da revascularização do miocárdio com artéria torácica interna esquerda, pediculada, para ramos da circunflexa. Resultados: Os grupos eram semelhantes quanto aos dados clínicos de pré-operatório. Houve predominância do sexo masculino, 75,6% e 88% nos grupos 1 e 2 respectivamente. Cinco pacientes migraram do G-1 para o G-2 devido à doença ateromatosa na aorta ascendente. A média de anastomoses distais no G-1 foi de 3,48 (DP=0,72), e no G-2 foi de 3,20 (DP=0,76). Os resultados das angiotomografias coronarianas em 96 pacientes reestudados mostraram que todas as artérias torácicas internas, direita ou esquerda, utilizadas pediculadas para a região anterior do coração encontravam-se ...

Objective: To assess the patency of the pedicled right internal thoracic artery with an anteroaortic course and compare it to the patency of the left internal thoracic artery , in anastomosis to the left anterior descending artery in coronary artery bypass grafting by using coronary CT angiography at 6 months postoperatively. Methods: Between December 2008 and December 2011, 100 patients were selected to undergo a prospective coronary artery bypass grafting procedure without cardiopulmonary bypass. The patients were randomly divided by a computer-generated list into Group-1 (G-1) and Group-2 (G-2), comprising 50 patients each, the technique used was known at the beginning of the surgery. In G-1, coronary artery bypass grafting was performed using the left internal thoracic artery for the left anterior descending and the free right internal thoracic artery for the circumflex, and in G-2, coronary artery bypass grafting was performed using the right internal thoracic artery pedicled to the left anterior descending and the left internal thoracic artery pedicled to the circumflex territory. Results: The groups were similar with regard to the preoperative clinical data. A male predominance of 75.6% and 88% was observed in G-1 and G-2, respectively. Five patients migrated from G-1 to G-2 because of atheromatous disease in the ascending aorta. The average number of distal anastomoses was 3.48 (SD=0.72) in G-1 and 3.20 (SD=0.76) in G-2. Coronary CT angiography in 96 re-evaluated patients showed that all ITAs, right or left, used in situ for the left anterior descending were patent. There were no deaths in either group. Conclusion: Coronary artery bypass grafting surgery involving anastomosis of the anteroaortic right internal thoracic artery to the left anterior descending artery has an outcome similar to that obtained using the left internal thoracic artery for the same coronary site. .
Descritores: Doença da Artéria Coronariana/cirurgia
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária/métodos
Artéria Torácica Interna/fisiopatologia
Grau de Desobstrução Vascular/fisiologia
-Anastomose Cirúrgica
Angiografia Coronária/métodos
Doença da Artéria Coronariana
Vasos Coronários/fisiopatologia
Vasos Coronários
Ilustração Médica
Artéria Torácica Interna
Período Pós-Operatório
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Tomografia Computadorizada por Raios X/métodos
Limites: Feminino
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 52 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-686549
Autor: Osterne, Ernesto Misael Cintra; Osterne, Evandro Cesar Vidal; Motta, Vicente Paulo; Motta, Paulo Antonio Marra da; Salame, Cecilio Kassem; Osterne, Thomas Edson Cintra.
Título: Tratamento percutâneo de angina refratária secundária a estenose de artéria subclávia esquerda em paciente revascularizado / Percutaneous treatment of refractory angina secondary to left subclavian artery stenosis in patients after coronary artery bypass grafting
Fonte: Arq. bras. cardiol;101(3):e58-60, set. 2013. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Angina Pectoris/etiologia
Anastomose de Artéria Torácica Interna-Coronária
Intervenção Coronária Percutânea/métodos
Síndrome do Roubo Subclávio/complicações
-Aortografia
Angina Pectoris/cirurgia
Stents
Artéria Subclávia/cirurgia
Resultado do Tratamento
Limites: Idoso
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde