Base de dados : LILACS
Pesquisa : E04.520.252.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2004 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 201 ir para página                         

  1 / 2004 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-984368
Autor: Silva, Camilla Beatriz da; Mendes, Marcelly Milhomem; Rodrigues, Bárbara Rocha; Pereira, Thiago Lima; Rodrigues, Denise Bertulucci Rocha; Rodrigues Junior, Virmondes; Ferriani, Virginia Paes Leme; Geraldo-Martins, Vinicius Rangel; Nogueira, Ruchele Dias.
Título: Streptococcus mutans detection in saliva and colostrum samples / Detecção de Streptococcus mutans em amostras de saliva e colostro
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(1):eAO4515, 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: ABSTRACT Objective To detect Streptococcus mutans in colostrum and saliva of neonates and compare with its detection in saliva of mothers. Methods Forty-three healthy women, full-term gestations with no complications, submitted to elective Cesarean section, and their newborns were included in the study. Samples were investigated by polymerase chain reaction to detect S. mutans in genetic material from the samples. Results Approximately 16% of colostrum samples showed S. mutans , but not correlated with the presence of the bacteria in both samples of saliva. S. mutans was detected in 49 and 30% of saliva samples of mothers and neonates, respectively. There was a positive correlation in S. mutans detection between types of saliva. The number of maternal samples of saliva with detectable S. mutans was smaller in women receiving dental treatment during pregnancy. Tooth brushing, three times a day, influenced the detection of S. mutans in both the saliva and the colostrum. Conclusion Although maternal saliva may present S. mutans , few samples of colostrum present the bacteria. The presence of bacteria in neonate saliva may be related to contact before birth. Dental treatment and hygiene habits seem to influence the detection of S. mutans in samples of maternal saliva and colostrum.

RESUMO Objetivo Detectar Streptococcus mutans no colostro e na saliva de recém-nascido, e comparar com a detecção na saliva da mãe. Métodos Foram incluídos no estudo 43 mulheres saudáveis, com gestações a termo e sem complicações, que tiveram cesariana eletiva, e seus recém-nascidos. As amostras foram investigadas por reação de polimerase em cadeia para a detecção de S. mutans em material genético extraído das amostras. Resultados Cerca de 16% das amostras de colostro apresentaram S. mutans , não sem correlação com a presença das bactérias em ambas amostras de saliva. S. mutans foi detectado em 49 e 30% das amostras de saliva das mães e recém-nascidos, respectivamente. Houve correlação positiva na detecção de S. mutans entre os tipos de saliva. O número de amostras de saliva materna com S. mutans detectável foi menor nas mulheres que receberam tratamento odontológico durante a gravidez. A escovação três vezes ao dia influenciou na detecção do S. mutans tanto no saliva quanto no colostro. Conclusão Embora a saliva materna possa apresentar S. mutans , poucas amostras de colostro apresentam a bactéria. A presença de bactéria na saliva de neonatos pode estar relacionada ao contato antes do nascimento. O tratamento odontológico e os hábitos de higiene parecem influenciar na detecção de S. mutans em amostras de saliva e colostro maternos.
Descritores: Saliva/microbiologia
Streptococcus mutans/isolamento & purificação
Saúde Bucal/estatística & dados numéricos
Colostro/microbiologia
-Brasil
Cesárea
Reação em Cadeia da Polimerase
Transmissão Vertical de Doenças Infecciosas/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011990
Autor: Gomez, Úrsula Trovato; Pereira, Pedro Paulo; Cabar, Fábio Roberto; Mesquita, José Luiz Borges de; Francisco, Rossana Pulcineli Vieira.
Título: Live fetus inside the urinary bladder: a case report / Feto vivo dentro da bexiga urinária: relato de caso
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(3):eRC4570, 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Vesicouterine fistula is a rare condition. Its incidence, however, has been increasing due to the higher incidence of cesarean sections. The presence of a live fetus inside the bladder who passed through a vesicouterine fistula is an extremely rare situation. We report a case of woman who underwent two previous cesarean sections, was referred to a hospital due to mild pelvic pain and genital bleeding. At the moment, physical examination was normal. Ultrasound scan revealed a gestational sac inserted into the anterior wall of the uterus, with a living fetus of approximately 13 weeks, with active body movement and normal heart rate inside it. The fetal abdomen, around the waist, was stuck at the opening of a vesicouterine fistula, so that the fetal head and trunk were entirely into the bladder cavity, while lower limbs remained at the uterine cavity. Laparotomy was performed, the fistulous tract was excised, the fetus (without heart beating) was removed on opening the bladder, and the uterine cavity was emptied. The defects in the bladder and uterus were repaired. The postoperative period was uneventful. A live fetus inside the urinary bladder is a rare condition the continuation of pregnancy is unlikely and the vesicouterine correction can be made by the time of surgical intervention.

RESUMO A fístula vesicouterina é uma condição rara. Sua incidência, no entanto, vem aumentando, devido à maior incidência de cesáreas. A presença de feto vivo dentro da bexiga por meio de uma fístula vesicouterina constutui situação extremamente rara. Relatamos o caso de uma mulher com duas cesarianas anteriores encaminhada para o hospital devido à dor pélvica leve e sangramento genital. Na hospitalização, o exame físico estava normal. A ultrassonografia revelou saco gestacional inserido na parede anterior do útero com feto vivo de aproximadamente 13 semanas, com movimento corporal ativo e frequência cardíaca normal. O abdômen fetal, ao redor da cintura, estava preso na abertura de uma fístula vesicouterina de modo que a cabeça e o tronco fetais estavam totalmente dentro da cavidade da bexiga, enquanto os membros inferiores permaneciam na cavidade uterina. A laparotomia foi realizada, o trajeto fistuloso foi excisado, o feto (que estava sem batimento cardíaco) foi removido ao abrir a bexiga, sendo a cavidade uterina esvaziada. Além disso, foram reparados os defeitos na bexiga e no útero. O pós-operatório transcorreu sem intercorrências. Feto vivo dentro da bexiga é uma condição rara, e a continuidade da gravidez é improvável, sendo que a correção vesicouterina pode ser feita no momento da intervenção cirúrgica.
Descritores: Complicações na Gravidez/cirurgia
Fístula da Bexiga Urinária/cirurgia
-Complicações na Gravidez/etiologia
Complicações na Gravidez/diagnóstico por imagem
Doenças Uterinas/cirurgia
Doenças Uterinas/etiologia
Doenças Uterinas/diagnóstico por imagem
Imageamento por Ressonância Magnética
Cesárea/efeitos adversos
Ultrassonografia
Fístula da Bexiga Urinária/etiologia
Fístula da Bexiga Urinária/diagnóstico por imagem
Laparotomia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1286291
Autor: Nunes, Michele Ribeiro Alexandre; Sousa, Luiz Vinicius de Alcantara; Nascimento, Vânia Barbosa do.
Título: Infant mortality in the Metropolitan Region of São Paulo: an ecological study / Mortalidade infantil na Região Metropolitana de São Paulo: estudo ecológico
Fonte: Einstein (Säo Paulo);19:eAO5663, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To determine the impact of risk factors on infant mortality in the Metropolitan Region of São Paulo according to maternal and neonate characteristics, as well as mode of delivery. Methods An ecological, quantitative study based on secondary data retrieved from infant mortality and live birth data systems. Data from 39 municipalities located in the Metropolitan Region of São Paulo were analyzed. Newborn and maternal variables were extracted from the Information Technology Department of the Unified Health System. Absolute and relative frequencies were presented, as well as linear regression and Pearson´s correlation coefficient. Results The following maternal profile prevailed from 2006 to 2016: 8 to 11 years of education (β=73.58; p=0.023), age between 30 and 34 years (β=19.04; p=0.015) and delivery by cesarean section (β=39.59; p=0.009) after full-term pregnancy (β=-14.20; p=0.324). Mortality rates decreased in neonates compared to other age groups (β=-25.30; p<0.001). Infant mortality rates tended to be higher among women experiencing pre-term (r=0.86; p<0.001) or post-term (r=0.95; p<0.001) gestation. Conclusion Maternal age and level of education increased among women giving birth in the Metropolitan Region of São Paulo from 2006 to 2016. These were relevant factors for infant mortality rate reduction.

RESUMO Objetivo Identificar a influência dos fatores de risco na mortalidade infantil da Região Metropolitana de São Paulo, segundo as características da mãe e do neonato e o tipo de parto. Métodos Trata-se de estudo ecológico com abordagem quantitativa utilizando dados secundários dos sistemas de mortalidade infantil e nascidos vivos nos 39 municípios da Região Metropolitana de São Paulo. Variáveis do recém-nascido e maternas foram extraídas do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde, tendo sido apresentadas as frequências absoluta e relativa, bem como a regressão linear e o coeficiente de correlação de Pearson. Resultados No decênio, registraram-se perfil materno com escolaridade entre 8 e 11 anos (β=73,58; p=0,023) e idade materna entre 30 e 34 anos (β=١٩,٠٤; p=0,015). O parto mais evidenciado foi o cesáreo (β=39,59; p=0,009) e a duração da gestação mais apontada foi a termo (β=-14,20; p=0,324). O período pós-neonatal apresentou regressão nos óbitos comparado com as demais faixas etárias (β=-25,30; p<0,001). Ainda, mulheres no período gestacional consideradas pré-termo (r=0,86; p<0,001) e pós-termo (r=0,95; p<0,001) tiveram chances aumentadas na taxa de mortalidade infantil. Conclusão A faixa etária materna e o grau de escolaridade estão aumentando nas mulheres que tiveram filhos na Região Metropolitana de São Paulo, no período de 2006 a 2016. Isso também demonstra relevância na redução da taxa de mortalidade infantil.
Descritores: Cesárea
Mortalidade Infantil
-Brasil/epidemiologia
Idade Materna
Escolaridade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Lactente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1289971
Autor: Martinelli, Katrini Guidolini; Gama, Silvana Granado Nogueira da; Almeida, André Henrique do Vale de; Nakamura-Pereira, Marcos; Santos Neto, Edson Theodoro dos.
Título: Prelabor cesarean section: the role of advanced maternal age and associated factors
Fonte: Rev. saúde pública (Online);55:9, 2021. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE to evaluate whether advanced maternal age (AMA) is associated with prelabor cesarean section and to identify the factors associated with prelabor cesarean section in AMA women, according to the mode of type of labor financing (private or public). METHODS Based on the Birth in Brazil survey, the research was conducted on representative sample of mothers for the country (Brazil), regions, type of hospital and location (capital or not), in 2011/2012. This study included 15,071 women from two age groups: 20-29 years and ≥ 35 years. The information was collected from interviews with puerperal woman, prenatal cards, and medical records of mothers and newborns. Multiple logistic regression modelling was used to verify the association between prelabor cesarean section and maternal, prenatal and childbirth characteristics, according to the mode of financing. RESULTS Our results showed a higher use of prelabor cesarean section for AMA (≥ 35 years) women in the public service (OR = 1.63; 95%CI 1.38-1.94) and in the private service (OR = 1.44; 95%CI 1.13-1.83), compared with women aged 20-29 years. In the adjusted model, we recorded three factors associated with the prelabor cesarean section in AMA women in both, public and private sectors: the same professional in prenatal care and childbirth (OR = 4.97 and OR = 4.66); nulliparity (OR = 6.17 and OR = 10.08), and multiparity with previous cesarean section (from OR = 5.73 to OR = 32.29). The presence of obstetric risk (OR = 1.94; 95%CI .44-2.62) also contributed to the occurrence of prelabor cesarean section in women who gave birth in the public service. CONCLUSIONS AMA was an independent risk factor for prelabor cesarean in public and private services. In the public, prelabor cesarean in AMA was more influenced by clinical criteria. Higher chance of prelabor cesarean section in nulliparous women increases the chance of cesarean section in multiparous women, as we showed in this study, which increases the risk of anomalous placental implantation.
Descritores: Cesárea
Parto
-Paridade
Brasil
Fatores de Risco
Idade Materna
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1283835
Autor: Paraguay. Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social; .Dirección de Programas de Salud; .Dirección de salud sexual y reproductiva.
Título: Manual nacional de normas de cuidados preconcepcional, prenatal, parto, nacimiento y perperio, seguros e inclusivos / Safe and inclusive preconception, prenatal, delivery, birth and perperium care standards.
Fonte: Asunción; MSPBS/OPS/OMS/UNICEF/UNFPA; setiembre 2015. 59 p. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: El Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social reafirma su visión del embarazo y del parto, reconociéndolos como hechos fisiológicos, trascendentes, íntimos y personales, que deben ser seguros e inclusivos. Asimismo,la reducción de la mortalidad materna y neonatal es una prioridad a nivel mundial y nacional. Mejorar la calidad de la atención en los centros e instituciones de salud, es por lo tanto, una urgencia.Desde el sector salud, se reconoce que toda mujer es protagonista de su embarazo, trabajo de parto y parto,lo que implica de hecho, el respeto a sus tradiciones,lenguaje y otros factores de su cultura. Atendiendo esto,los pilares de esta norma son: Derechos sexuales y reproductivos; Seguridad de la mujer y del recién nacido; Medicina basada en la evidencia científica; Calidad y calidez en la atención del parto; Alivio del dolor; Tecnología mal aplicada y su impacto en la morbilidad y mortalidad materna y neonatal; Riesgo y complicaciones de cesárea.Los principios de las mejores prácticas para los cuidados del embarazo, del parto y del nacimiento; Respeto a los derechos humanos y derechos sexuales y reproductivos. Respeto de la cultura, ritual y conocimientos ancestrales; Visión del proceso embarazo y parto como un hecho fisiológico, trascendente, íntimo y personal; Embarazo y parto liderados por la mujer con autonomía y libertad, en una atmósfera de intimidad, respeto, seguridad y confidencialidad; Principio de no intervención rutinaria e innecesaria en el proceso natural del parto; Respeto de la elección de la mujer sobre las personas que la acompañarán durante el embarazo y el parto(familia, amigos/as, partera, doula) y Ambiente adecuado para los cuidados prenatales, parto y puerperio.
Descritores: Mulheres
Cesárea
Saúde Pública
Parto
Período Pós-Parto
Tocologia
-Paraguai
Tecnologia
Trabalho de Parto
Mortalidade Materna
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PY40.1 - Biblioteca


  6 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147596
Autor: Lara, Dicxander; Díaz, Alejandra; Rivero, Alexandra; Romero, Marvina; Sarmiento, Carmen; Orfila, Josefa.
Título: Hígado agudo graso del embarazo: reporte de caso / Acute fatty liver of pregnancy: case report
Fonte: Revista Digital de Postgrado;10(1):275, abr. 2021. tab.
Idioma: es.
Resumo: El hígado graso del embarazo es una patología poco frecuente en la especialidad obstétrica, cuyo diagnóstico se realiza basado en los criterios de Swansea, muchas veces es un diagnóstico que se realiza por exclusión; usualmente se presenta entre las semanas 30 y 35 del embarazo, y la cura definitiva se realiza con la interrupción expedita del mismo; con una tasa de recuperación casi del 100% si se realiza la interrupción oportuna y una tasa de mortalidad materno fetal actual del 10%. Es importante estar atentos a la ganancia ponderal de la embarazada durante el control prenatal, la epigastralgia, y los signos clínicos asociados a hipoglicemia(AU)

Fatty liver of pregnancy is a rare pathology in obstetrics, whose diagnosis is made based on the Swansea criteria, many times it is a diagnosis that is made by exclusion; It usually occurs between weeks 30 and 35, and the definitive cure is carried out with the expeditious interruption of pregnancy; with a recovery rate of almost 100% if timely interruption is made and a current maternal-fetal mortality rate of 10%. It is important to be attentive to the weight gain of the pregnant woman during prenatal control, epigastric pain, and clinical signs associated with hypoglycemia
Descritores: Complicações na Gravidez/diagnóstico
Fígado Gorduroso/diagnóstico
-Complicações na Gravidez/cirurgia
Terceiro Trimestre da Gravidez
Cesárea
Doença Aguda
Síndrome HELLP/diagnóstico
Diagnóstico Diferencial
Fígado Gorduroso/cirurgia
Fígado Gorduroso/complicações
Hipoglicemia/diagnóstico
Icterícia/complicações
Icterícia/diagnóstico
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  7 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1155294
Autor: Lucena, Fabiana Santos; Garcia, Mariana Tarricone; Duarte, Lígia Schiavon.
Título: Cesarean section rates in São Paulo State: regional inequalities in SUS obstetric care / Taxas de cesárea no Estado de São Paulo: desigualdades regionais na assistência obstétrica prestada pelo SUS
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);20(4):1137-1149, Oct-Dec. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to analyze the relation between cesarean section rates in SUS childbirth care establishments in São Paulo State and urbanization conditions, according to Robson group classification system. Methods: Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Live Births Information System) and Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (National Registry of Health Establishments) 2016 databases were analyzed. The studied outcome was cesarean section rates in the establishments, grouped by administration type (public or nonprofit entities) and urbanization condition. Results: the cesarean section rate in SUS childbirth care establishments was 50.5%, ranging from 41.1% in metropolitan regions up to 75.2% in the low urbanized regions. Cesarean section rates in public administration establishments (38.2%) were significantly lower than the nonprofit administration maternity hospitals (62.3%). Robson groups 5 and 2 contributed mostly to the cesarean section global rate (36.6% and 21.5%, respectively). Conclusions: The less urbanized regions showed significantly higher cesarean section rates than the metropolitan and highly urbanized regions. Cesarean section rates of public administration establishments were significantly lower than the nonprofit administration establishments. However, when separated by urbanization condition its difference was only observed in the metropolitan regions.

Resumo Objetivos: analisar a relação entre as taxas de cesárea, segundo grupos da classificação de Robson, dos estabelecimentos que prestam assistência ao parto no SUS no estado de São Paulo e as condições de urbanização. Métodos: foram analisados dados de 2016 do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos e do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. O desfecho estudado foi a taxa de cesárea dos estabelecimentos, agrupados por tipo de administração (pública ou por entidades filantrópicas) e por condição de urbanização. Resultados: a taxa de cesárea dos serviços que prestam assistência ao parto no SUS no estado de São Paulo foi de 50,5%, variando de 41,1% nas regiões metropolitanas até 75,2% nas regiões de baixa urbanização. As taxas de cesárea dos estabelecimentos de administração pública (38,2%) foram significativamente menores que dos estabelecimentos administrados por entidades filantrópicas (62,3%). Os grupos de Robson que mais contribuíram na taxa global de cesárea foram o 5 (36,6%) e o 2 (21,5%). Conclusões: as regiões menos urbanizadas apresentaram taxas de cesárea significativamente maiores que as regiões metropolitanas e de alta urbanização. As taxas de cesárea dos estabelecimentos públicos foram significativamente menores que dos filantrópicos, entretanto, quando separados por condição de urbanização, essa diferença só foi observada nas regiões metropolitanas.
Descritores: Urbanização
Sistema Único de Saúde
Zonas Metropolitanas
Cesárea/estatística & dados numéricos
Tocologia
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  8 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284580
Autor: Ferreira, Felipe Sá.
Título: Efeito do Projeto Parto Adequado nas taxas de cesárea, segundo a classificação de Robson / Effect of the Parto Adequado Project on caesarean rate, according to Robson's classification.
Fonte: São Paulo; s.n; 2021. 105 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução O excesso de cesarianas pode ser considerado um problema de saúde pública, envolvendo não só consequências materno-fetais, mas também gerando maiores custos e onerando o setor público e privado. Intervenções no Brasil têm acontecido há alguns anos para a melhoria da assistência obstétrica, como por exemplo, o Projeto Parto Adequado (PPA), um projeto com vistas à melhoria da qualidade na assistência ao parto e nascimento, que proporcionou apoio institucional, científico e metodológico a hospitais selecionados. Método Trata-se de estudo descritivo, longitudinal retrospectivo baseado na análise de dados de 34 estabelecimentos de saúde das redes pública e privada participantes da primeira fase do Projeto Parto Adequado (PPA), entre os anos de 2014 e 2018, a partir de dados contidos no Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos e Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos segundo Classificação de Risco Epidemiológico (Grupos de Robson), ambos bancos de dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Individualizando cada instituição por ano avaliado com os respectivos números de nascidos e números de cesáreas realizadas, distribuindo-os entre os dez grupos da classificação de Robson, e separadas em instituições públicas e não públicas, foi possível analisar a variação de cada grupo de Robson ao longo dos anos estudados em cada hospital participante desta pesquisa. Foram coletados dados sobre nascimentos e cesáreas de hospitais do Brasil com características semelhantes aos hospitais participantes da fase 1 do PPA, para elaborar comparações entre os dois grupos de hospitais (participantes e não participantes da primeira fase do PPA). Resultados Observou-se, no período estudado, redução da porcentagem de cesarianas de 70,49% para 62,16% nos hospitais públicos e de 81,86% para 73,09% nos hospitais não públicos participantes. Analisando os resultados a partir da classificação de Robson, a redução nos grupos 1, 2, 3 e 4 agrupados foi de 58,31% para 52,83% nos hospitais públicos e de 65,69% para 57,85% nos não públicos. A média da taxa de cesárea dos participantes do projeto diminuiu de 62,14% em 2014 para 55,34% em 2018. Ao avaliar a diferença da taxa de cesáreas entre o início e final do período estudado, tanto dos hospitais selecionados para o projeto quanto dos demais hospitais do Brasil que atendem ao critério de ao menos 500 nascimentos por ano, nota-se que, de modo geral, os indicadores apresentam valores menores para os hospitais selecionados no PPA em relação aos demais hospitais não participantes, tanto nos estabelecimentos públicos quanto não públicos, para a maior parte dos grupos de Robson, indicando que a queda na taxa de cesárias entre 2014 e 2018 foi maior para os hospitais participantes do PPA. Conclusão Políticas públicas bem conduzidas podem mudar o cenário da atenção ao parto e nascimento, promovendo a redução de cesarianas desnecessárias e de desfechos maternos e neonatais negativos. O Projeto Parto Adequado demonstrou potencial em diminuir as cesáreas nos hospitais participantes, com redução mais acentuada destes percentuais quando comparados a outros hospitais brasileiros, de mesmo porte, não participantes do projeto, sendo um exemplo pioneiro de modelo de mudança e intervenção que pode ser aprimorado e replicado no Brasil.

Introduction Excessive caesarean sections can be considered a public health problem, involving not only maternal-fetal consequences, but also generating higher costs and burdening the public and private sector. Interventions in Brazil have been taking place for some years to improve obstetric care, such as the Parto Adequado Project (PAP), a project aimed at improving the quality of delivery and birth care, which provided institutional, scientific, and methodological support to selected hospitals. Method This is a descriptive, retrospective longitudinal study based on the analysis of data from 34 public and private health establishments participating in the first phase of the PAP, between 2014 and 2018, based on data contained in the Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos and Painel de Monitoramento de Nascidos Vivos segundo Classificação de Risco Epidemiológico (Grupos de Robson), both databases of the Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC). Individualizing each institution by year evaluated with the respective numbers of births and numbers of caesarean sections performed, distributing them among the ten groups of the Robson's classification, and separated into public and non-public institutions, it was possible to analyze the variation of each Robson's group over the years studied in each hospital participating in this research. Data on births and caesarean sections from hospitals in Brazil with similar characteristics to those participating in phase 1 of the PPA were collected, in order to make comparisons between the two groups of hospitals (participating and non-participating in the first phase of the PPA). Results During the study period, a reduction in the percentage of caesarean sections from 70.49% to 62.16% in public hospitals and from 81.86% to 73.09% in participating non-public hospitals was observed. Analysing the results from the Robson's classification, the reduction in groups 1, 2, 3 and 4 grouped was from 58.31% to 52.83% in public hospitals and from 65.69% to 57.85% in non-public hospitals. The average caesarean rate of project participants decreased from 62.14% in 2014 to 55.34% in 2018. When evaluating the difference in the caesarean rate between the beginning and end of the study period, both in the hospitals selected for the project as for other hospitals in Brazil that meet the criterion of at least 500 births per year, it is noted that, in general, the indicators show lower values for hospitals selected in the PAP compared to other non-participating hospitals, both in public establishments and non-public, for most of the Robson's groups, indicating that the drop in the caesarean rate between 2014 and 2018 was greater for the hospitals participating in the PAP. Conclusion Well-conducted public policies can change the scenario of delivery and birth care, promoting the reduction of unnecessary caesarean sections and negative maternal and neonatal outcomes. The Parto Adequado Project demonstrated the potential to reduce caesarean sections in participating hospitals, with a sharper reduction in these percentages when compared to other Brazilian hospitals, of the same size, not participating in the project, being a pioneering example of a model of change and intervention that can be improved and replicated in Brazil.
Descritores: Política Pública
Cesárea
Saúde Materno-Infantil
Tocologia
Parto Normal
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 2004 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-990879
Autor: Domke P, Robert; Contreras-Domínguez, Víctor; Contreras Chassin-Trubert, Felipe; Carbonell-Bellolio, Paulina.
Título: Manejo del dolor agudo postoperatorio en operación cesárea / Management of acute postoperative pain in cesarean section
Fonte: Rev. chil. obstet. ginecol. (En línea);83(6):635-642, 2018.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN La operación cesárea tiene una alta incidencia en nuestro país. La analgesia post operatoria que recibe la madre es un factor importante y debe ser de calidad con enfoque multimodal. Se han utilizado diversas estrategias terapéuticas para disminuir el dolor post quirúrgico. Los opioides intratecales han sido útiles junto con algunos fármacos coadyuvantes. La analgesia endovenosa con antiinflamatorios no esteroidales y acetaminofeno o en combinación es parte del uso actual y reduce los requerimientos de morfina de rescate endovenosa. Realizamos una revisión de cada una de las técnicas mencionadas con anterioridad con relación a la calidad de la analgesia posterior a operación cesárea haciendo énfasis en el uso de drogas intratecales y medicamentos endovenosos. Discutimos además el verdadero rol del uso de anestésicos locales tanto en infusión continua como en infiltración de herida operatoria, así como en bloqueos de pared abdominal; para al término concluir en una estrategia de manejo adecuada para la operación cesárea. Finalmente, el dolor crónico post operación cesárea presenta una alta incidencia en pacientes que recibieron una analgesia deficiente post cirugía, constituyendo a menudo, un problema importante para la paciente y el equipo quirúrgico tratante.

ABSTRACT Cesarean section has a high incidence in our country. Postoperative analgesia has always been done with a multimodal approach trying to achieve quality and diminishing secondary effects. The strategies that have been used to reduce post-surgical pain include intrathecal opioids and intravenous analgesia with non-steroidal antiinflammatories drugs and acetaminophen, which finally reduces the requirements of rescue morphine. We carried out a review of the drugs mentioned before, and we discussed the use of local anesthetics used in continuous infusion, surgical wound infiltration as well as in abdominal wall nerve block. We emphasized in the use of intrathecal drugs such as opioids and intravenous drugs as supplementary, trying to define an appropriate management strategy for post-surgical pain after cesarean section. Finally, when patients receive an inadequate analgesia scheme after surgery, including cesarean section, they may develop chronic pain, establishing an important problem for the patient herself, as well as, for the surgical team.
Descritores: Dor Pós-Operatória
Cesárea
Manejo da Dor/métodos
Analgesia/métodos
Analgésicos
-Complicações Pós-Operatórias/tratamento farmacológico
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL126.2 - Biblioteca Médica Dr. Profesor Hernán Alessandri R.


  10 / 2004 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1224090
Autor: Petrucio, Wendel Schramm; Nogueira, Viviane Brito; Gentil, Yago Felipe Alves; Santos, Adana França dos; Viana, José Fernandes de Souza.
Título: Infecção do sítio cirúrgico após cesariana em uma maternidade de Manaus, Brasil: a importância do uso racional da antibioticoterapia / Surgical site infection after cesarean section in a maternity hospital in Manaus, Brazil: the importance of rational antibiotic therapy
Fonte: Femina;49(4):237-245, 20210430. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Descrever o perfil epidemiológico e microbiológico das puérperas com diagnóstico de infecção após cesárea, caracterizando as infecções de sítio cirúrgico e o tratamento. Métodos: Coorte prospectiva de parturientes submetidas a parto cesáreo em maternidade pública de Manaus, Amazonas, Brasil, com diagnóstico de infecção de sítio cirúrgico, entre 1º de julho de 2019 e 30 de abril de 2020. Foram coletados dados epidemiológicos. Para a investigação do perfil microbiológico, foi realizada a identificação da cultura a partir da secreção da infecção do sítio cirúrgico e do antibiograma das culturas. Resultados: Um total de 81 pacientes foi diagnosticado com infecção de sítio cirúrgico durante o período de estudo. A taxa de infecção de sítio cirúrgico na maternidade em estudo foi de 6,0%. As pacientes possuíam baixa escolaridade e baixa renda mensal, com ocupações que requerem menor qualificação, sendo a maioria solteira. Entre as pacientes, 70,4% eram obesas e 28,4% apresentaram sobrepeso; 45,6% delas tiveram parto cesáreo de emergência e 29,6% não usaram antibióticos profiláticos. Staphylococcus aureus foi a cultura identificada mais frequentemente e apresentou resistência ao antibiótico mais prescrito: a gentamicina. Conclusão: A taxa de infecção do sítio cirúrgico foi alta durante o período do estudo. Ressaltamos a necessidade de um protocolo eficaz de identificação bacteriana e acompanhamento da puérpera. O conhecimento das características epidemiológicas e microbiológicas pode auxiliar no planejamento dos cuidados realizados pelas instituições de saúde para minimizar os casos de infecção de sítio cirúrgico e suas consequências.(AU)

Objective: To describe the epidemiological and microbiological profiles of puerperal women diagnosed with the infection after cesarean sections, characterizing the surgical site infections and treatment. Methods: Prospective cohort of parturients underwent cesarean delivery at a public maternity hospital in Manaus, Amazonas, Brazil, diagnosed with surgical site infection between July 1, 2019, and April 30, 2020. Epidemiological data were collected. To investigate the microbiological profile, both culture identification from surgical site infection secretion and antibiogram for the cultures were performed. Results: A total of 81 patients were confirmed to have surgical site infection during this study period; The surgical site infection rate in the maternity hospital under study was 6.0%. The patients presented a low level of education and monthly income, with occupations that require lower qualification, and most of them are single. Seventy point four percent of the patients were obese, and 28.4% were overweight. Forty-five point six percent of patients had an emergency cesarean delivery, and 29.6% did not use prophylactic antibiotics. Staphylococcus aureus was the most frequent culture identified from surgical site infection secretion and presented resistance to the most prescribed antibiotic, Gentamicin. Conclusion: The rate of surgical site infection was high during the study period. We highlight the need for an effective bacterial identification protocol and monitoring of puerperal women. Knowledge of epidemiological and microbiological characteristics can assist in the planning of care performed by the health institutions to minimize cases of surgical site infection and its consequences.(AU)
Descritores: Infecção Puerperal/microbiologia
Infecção Puerperal/tratamento farmacológico
Infecção Puerperal/epidemiologia
Gentamicinas/uso terapêutico
Antibioticoprofilaxia
-Staphylococcus aureus
Brasil/epidemiologia
Cesárea/efeitos adversos
Estudos Prospectivos
Fatores de Risco
Farmacorresistência Bacteriana
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A



página 1 de 201 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde