Base de dados : LILACS
Pesquisa : E04.579.592 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 30 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 30 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989779
Autor: Miyake, Marcel Menon; Tateno, Daniela Akemi; Cançado, Natália Amaral; Miyake, Michelle Menon; Tincani, Stefano; Sousa Neto, Osmar Mesquita de.
Título: Water protection in patients with tympanostomy tubes in tympanic membrane: a randomized clinical trial / Proteção auricular da água em pacientes com tubo de ventilação em membrana timpânica: ensaio clínico randomizado
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(2):eAO4423, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To analyze the incidence of otorrhea in the postoperative period of patients submitted to tympanotomy to place ventilation tube, and who did not protect the ear when exposed to water. Methods Open, randomized-controlled trial. Eighty patients submitted to unilateral or bilateral ear grommet tympanostomy were included and divided into two groups: Auricular Protection and Non-Protection to water during bathing and activities in water. Results In the first postoperative month, the Non-Protection Group presented a significant increase in the number of patients with otorrhea and in the incidence. Four patients of the Protection Group (11%) presented at least one episode of otorrhea in this period, representing an incidence of 0.11 (standard deviation ±0.32) episode/month, whereas in the Non-Protection Group there were 12 episodes (33%; p=0.045) and incidence of 0.33 (±0.48; p=0.02). Between the 2nd and the 13th postoperative months, there was no difference between groups. Seven patients in the Protection Group (20%) had at least one episode of otorrhea, representing an incidence of 0.04 (±0.09) episodes/month, while in the Non-Protection Group there were seven episodes (22%; p=0.8) and incidence of 0.05 (±0.1; p=0.8). Conclusion Patients who underwent ear protection when exposed to water had a lower incidence of otorrhea in the first postoperative month than those who did not undergo protection. From the second month, there was no difference between groups.

RESUMO Objetivo Avaliar a incidência de otorreia no período pós-operatório em pacientes submetidos à timpanotomia para colocação de tubo de ventilação e que não realizaram proteção auricular quando expostos à água. Métodos Ensaio clínico controlado, aberto e randomizado. Foram incluídos 80 pacientes submetidos à timpanotomia para colocação de tubo de ventilação unilateral ou bilateral, divididos em dois grupos: Grupo Proteção e Grupo Não Proteção auricular da água durante o banho e as atividades aquáticas. Resultados No primeiro mês pós-operatório, o Grupo Não Proteção apresentou aumento significativo tanto no número de pacientes com otorreia quanto na incidência. Quatro pacientes do Grupo Proteção (11%) apresentaram ao menos um episódio de otorreia neste período, representando incidência de 0,11 (desvio padrão ±0,32) episódio/mês, enquanto no Grupo Não Proteção ocorreram 12 episódios (33%; p=0,045) e incidência de 0,33 (±0,48; p=0,02). Entre o 2º e o 13º meses pós-operatórios, não houve diferença entre os grupos. Sete pacientes do Grupo Proteção (20%) apresentaram ao menos um episódio de otorreia, representando incidência de 0,04 (±0,09) episódios/mês, enquanto no Grupo Não Proteção foram registrados sete episódios (22%; p=0,8) e incidência de 0,05 (±0,1; p=0,8). Conclusão Pacientes que realizaram a proteção auricular quando expostos à água apresentaram menor incidência de otorreia no primeiro mês pós-operatório do que aqueles que não a realizaram. A partir do segundo mês, não houve diferença entre os grupos.
Descritores: Otite Média Supurativa/etiologia
Otite Média Supurativa/prevenção & controle
Complicações Pós-Operatórias/etiologia
Complicações Pós-Operatórias/prevenção & controle
Água/efeitos adversos
Ventilação da Orelha Média/efeitos adversos
-Otite Média Supurativa/epidemiologia
Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Natação
Fatores de Tempo
Banhos/efeitos adversos
Brasil/epidemiologia
Modelos Logísticos
Incidência
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Estatísticas não Paramétricas
Dispositivos de Proteção das Orelhas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-951864
Autor: Subtil, João; Jardim, Ana; Santos, André Peralta; Araújo, João; Saraiva, José; Paço, João.
Título: Water protection after tympanostomy (Shepard) tubes does not decrease otorrhea incidence - retrospective cohort study / Proteção contra a água após colocação de tubos de ventilação (Shepard) não diminui a incidência de otorreia - estudo retrospectivo de coorte
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(4):500-505, July-Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Myringotomy for tube insertion is the most common otologic surgery. Otorrhea is a frequent complication of this procedure and, to prevent it, most surgeons strongly recommend avoiding contact with water as this is thought to adversely impact on post-operative quality of life. Objective To understand the benefit of this recommendation. Methods Observational study - retrospective cohort study comparing the incidence of post-operative otorrhea and its impact on patients' quality of life, in two groups of patients comprising children under 10 years of age who underwent bilateral myringotomy and tube placement for chronic otitis media with effusion between May 2011 and May 2012. One group received water protection care after surgery, the other did not. Data was collected through telephonic interview, after one year of follow up (one year after the procedure). Water exposure without protection was considered the exposure event. Incidence of otorrhea and perceived impact on quality of life were the outcome measures. Results were compared after logistic regression. Results We included 143 children: 116 were not exposed to water without protection and 27 were exposed. In the not exposed group 36.2% had at least one episode of otorrhea, compared to 40.0% of the exposed group. Odds ratio for otorrhea on exposed was 1.21 (95% CI 0.51-2.85, p = 0.6). Negative impact on quality of life was reported by parents of 48.2% on the not exposed children, compared to 40.7% on the exposed group. This difference was not significant (p = 0.5). Conclusion We found that recommending water protection did not have beneficial effect on the incidence of otorrhea after myringotomy with tubes on chronic otitis media with effusion. However, such measures did not appear to have a negative impact on quality of life. This is a populational observational study with few cases (143 cases); these final statements would be better stated by a very large populational study with another large control group.

Resumo Introdução A miringotomia para inserção de tubo de ventilação é a cirurgia otológica mais comum. Otorreia é uma complicação frequente deste procedimento e, para evita-la, a maioria dos cirurgiões recomenda evitar o contato com a água, pois acredita-se que isso possa afetar negativamente a qualidade de vida pós-operatória. Objetivo Verificar o benefício dessa recomendação. Método Estudo observacional - estudo de coorte retrospectivo, comparando a incidência de otorreia pós-operatória e seu impacto na qualidade de vida dos pacientes, em dois grupos de pacientes com crianças menores de 10 anos submetidas à miringotomia bilateral e colocação de tubo de ventilação para o tratamento de otite média crônica com efusão, entre maio de 2011 e maio de 2012. Um grupo recebeu cuidados de proteção contra a água após a cirurgia, o outro não. Os dados foram coletados através de entrevista telefônica, após um ano de seguimento (um ano após o procedimento). A exposição à água sem proteção foi considerada o evento de exposição. A incidência de otorreia e o impacto percebido na qualidade de vida foram as medidas de resultado. Os resultados foram comparados após a regressão logística. Resultados Incluímos 143 crianças: 116 não foram expostas à água sem proteção e 27 foram expostas. No grupo não exposto, 36,2% apresentaram pelo menos um episódio de otorreia, em comparação com 40,0% do grupo exposto. A razão de chances (odds ratio) para otorreia no grupo exposto foi de 1,21 (IC 95%: 0,51-2,85, p = 0,6). O impacto negativo na qualidade de vida foi relatado pelos pais de 48,2% nas crianças não expostas, em comparação com 40,7% no grupo exposto. Essa diferença não foi significante (p = 0,5). Conclusão Não verificamos um efeito benéfico sobre a incidência de otorreia ao recomendar a proteção contra a água após colocação de tubos de ventilação para otite média com efusão. Entretanto, tais medidas não parecem ter tido um impacto negativo na qualidade de vida.
Descritores: Otite Média Supurativa/etiologia
Otite Média Supurativa/prevenção & controle
Complicações Pós-Operatórias/prevenção & controle
Otite Média com Derrame/cirurgia
Água
Ventilação da Orelha Média/efeitos adversos
-Otite Média Supurativa/epidemiologia
Portugal/epidemiologia
Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Qualidade de Vida
Modelos Logísticos
Incidência
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Orelha Média/metabolismo
Prevenção Secundária
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041365
Autor: Tommaso, Adriana Maria Alves de; Hessel, Gabriel; Riccetto, Adriana Gut; Semenzati, Graziela de Oliveira; Gusmão, Reinaldo Jordão.
Título: Pre and post-operative otorhinolaryngology surgery care in patients with glycogen storage disease type 1 / Cuidados pré e pós-operatórios em cirurgia otorrinolaringológica em pacientes com glicogenose tipo 1b
Fonte: Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online);37(4):516-519, Oct.-Dec. 2019.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To discuss aspects of pre and post-operative otorhinolaryngology surgery in patients with glycogen storage disease type 1b. Case description: Description of three clinical cases with probable glycogen storage disease type 1b who underwent otorhinolaryngology surgery, showing the importance of multidisciplinary interaction to avoid episodes of hypoglycemia. Comments: Patients with glycogen storage disease type 1b present recurrent infections, including the otorhinolaryngology affections. When there is an indication for surgical treatment, the caloric intake should be carefully followed in order to prevent hypoglycemia. The way to ensure this is to perform the pre and postoperative period in the hospital ward. In the postoperative period, it is important to make a slow transition between the intravenous and oral routes and not suspend the infusion of glucose during the surgical procedure. The cases illustrate the need for the interaction of the otorhinolaryngologic surgeon with the anesthesiologist, the pediatrician and the gastro-pediatrician in the management of these patients, avoiding hypoglycemic episodes.

RESUMO Objetivo: Discutir aspectos de pré e pós-operatório de cirurgia otorrinolaringológica em pacientes com glicogenose tipo 1b. Descrição do caso: Descrição de três casos clínicos com provável glicogenose tipo 1b, que se submeteram à cirurgia otorrinolaringológica, mostrando a importância da interação multidisciplinar para evitar os episódios de hipoglicemia. Comentários: Pacientes com glicogenose tipo 1b apresentam infecções de repetição, incluindo as otorrinolaringológicas. Quando há indicação de tratamento cirúrgico, deve-se observar a garantia de aporte calórico para evitar hipoglicemia. A maneira de fazer isso é efetuar o pré e pós-operatório em enfermaria, tomando-se o cuidado, no pós-operatório, de realizar uma transição lenta entre a via endovenosa e a via oral e de não suspender a infusão de glicose durante o procedimento cirúrgico. Os casos ilustram a necessidade da interação do otorrinolaringologista com o anestesista, o pediatra e o gastropediatra na condução desses pacientes para que não desenvolvam hipoglicemia.
Descritores: Tonsilectomia
Ventilação da Orelha Média
Adenoidectomia
Doença de Depósito de Glicogênio Tipo I/cirurgia
Assistência Perioperatória/métodos
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-882223
Autor: Durón Tabora, Iliana; Durón Tabora, Javier A; Durón Martínez, Javier A.
Título: Tubos de timpanostomía en niños / Tympanostomy tubes in children
Fonte: Rev. méd. hondur;84(3/4):133-136, jul.-dic. 2016.
Idioma: es.
Resumo: La colocación de tubos de timpanostomía (TT) es la cirugía ambulatoria más frecuentemente practicada en niños. Su objetivo es lograr una adecuada ventilación del oído medio, función normalmente llevada a cabo por la trompa de Eustaquio (TE). La anatomía de la TE en la población pediátrica diiere del adulto, por lo que sus funciones son menos eicaces. La pobre ventilación del oído medio es en parte responsable de la instauración de otitis media aguda. La otitis media aguda recurrente y otitis media con efu - sión pueden afectar la calidad de vida de los pacientes, causando déicit auditivos, retraso del desarrollo del habla y escolar o incluso complicándose en infecciones más severas. La miringotomía con colocación de tubos de ventilación pretende subrogar la función de la TE, con el objetivo de disminuir la incidencia de otitis media, disminuir la severidad de episodios subsecuentes y de restaurar la audición...(AU)
Descritores: Tuba Auditiva
Transtornos da Audição
Perda Auditiva/complicações
Ventilação da Orelha Média
Otite Média/complicações
Limites: Humanos
Pré-Escolar
Criança
Responsável: HN1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  5 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-680718
Autor: Borges, Leticia Reis; Paschoal, Jorge Rizzato; Colella-Santos, Maria Francisca.
Título: (Central) Auditory Processing: the impact of otitis media
Fonte: Clinics;68(7):954-959, jul. 2013. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To analyze auditory processing test results in children suffering from otitis media in their first five years of age, considering their age. Furthermore, to classify central auditory processing test findings regarding the hearing skills evaluated. METHODS: A total of 109 students between 8 and 12 years old were divided into three groups. The control group consisted of 40 students from public school without a history of otitis media. Experimental group I consisted of 39 students from public schools and experimental group II consisted of 30 students from private schools; students in both groups suffered from secretory otitis media in their first five years of age and underwent surgery for placement of bilateral ventilation tubes. The individuals underwent complete audiological evaluation and assessment by Auditory Processing tests. RESULTS: The left ear showed significantly worse performance when compared to the right ear in the dichotic digits test and pitch pattern sequence test. The students from the experimental groups showed worse performance when compared to the control group in the dichotic digits test and gaps-in-noise. Children from experimental group I had significantly lower results on the dichotic digits and gaps-in-noise tests compared with experimental group II. The hearing skills that were altered were temporal resolution and figure-ground perception. CONCLUSION: Children who suffered from secretory otitis media in their first five years and who underwent surgery for placement of bilateral ventilation tubes showed worse performance in auditory abilities, and children from public schools had worse results on auditory processing tests compared with students from private schools. .
Descritores: Percepção Auditiva/fisiologia
Otite Média/fisiopatologia
-Estimulação Acústica
Estudos de Casos e Controles
Testes Auditivos
Audição/fisiologia
Ventilação da Orelha Média
Otite Média/cirurgia
Valores de Referência
Estatísticas não Paramétricas
Limites: Criança
Feminino
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-612120
Autor: Cabezón A., Rodrigo; Huidobro D., Bárbara; Ramírez R., Constanza; Fernández G., Roberto.
Título: Colleras obstruidas: ¿Qué hacer?: un modelo experimental ex vivo / Clearing blocked tympanostomy tubes: an ex-vivo model
Fonte: Rev. otorrinolaringol. cir. cabeza cuello;71(3):197-202, dic. 2011. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La obstrucción del lumen de las colleras es un evento infrecuente, pero que anula la efectividad del dispositivo en la ventilación del oído medio. Existen múltiples opciones de tratamiento tópico para esta situación clínica, sin embargo, los reportes en la literatura al respecto presentan resultados contradictorios. Objetivos: Analizar la efectividad de distintos tratamientos tópicos para destapar una collera ocluida con coágulo de sangre. Material y método: Modelo experimental ex vivo, 184 tubos de ventilación obstruidos con coágulo de sangre. Tratamiento tópico, 8 grupos experimentales (agua oxigenada 3 por ciento, ácido acético 5 por ciento, ciprofloxacino 0,3 por ciento, vinagre de mesa, heparina, mezcla de H2O2/acetato 1:1, suero fisiológico 0.9 por ciento) y 2 grupos control (sin tratamiento). Revisión de permeabilidad de lumen de colleras a los 3, 7 y 10 días. Resultados: El agua oxigenada (H2O2) resulta ser el tratamiento más efectivo (88 por ciento y 92 por ciento de efectividad a los 7 y 10 días). Ciprofloxacino, vinagre de mesa, suero fisiológico y heparina son inefectivos, sin diferencias significativas con grupo control. Ciprofloxacino y suero fisiológico sedimentan más, e incluso tapan colleras previamente permeables. Conclusiones: H2O2 es un tratamiento seguro, efectivo y económico para destapar colleras obstruidas con coágulos de sangre.

Introduction: Blocked tympanostomy tubes (TT) are an uncommon event, but avoids the effectiveness of this device in middle ear ventilation. Many topical treatment options are available for this clinical situation, however, reports in literature show conflicting results. Aim: Analyze the effectiveness of various topical treatments to open blood clot blocked TT. Material and Method: Ex vivo experimental model. 184 blood clot blocked TT. Topical treatment, 8 experimental groups (3 percent hydrogen peroxide, 5 percent acetic acid, 0,3 percent ciprofloxacin, vinegar, heparin, mixture 1:1 H2O2/acetate, 0.9 percent saline) and 2 control group (no treatment). Review of tube permeability at 3, 7 and 10 days of treatment. Results: H2O2 is the most effective treatment (88 percent & 92 percent effectiveness at 7 & 10 days). Ciprofloxacin, vinegar, saline and heparin are ineffective, with no statistical differences with control group. Ciprofloxacin and saline even blocked previously opened TT. Conclusions: H2O2 is a safe, effective and economic treatment to clear blood clot blocked TT.
Descritores: Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem
Peróxido de Hidrogênio/administração & dosagem
Trombose/tratamento farmacológico
Ventilação da Orelha Média/efeitos adversos
-Administração Tópica
Modelos Anatômicos
Orelha Média/cirurgia
Complicações Pós-Operatórias
Falha de Prótese
Ventilação da Orelha Média/instrumentação
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-577233
Autor: Royer F., Michel; Dorador G., Ornella; Palomares A., Mirta; Zelada B., Úrsula; Álvarez C., Drina; Villena B, Carolina.
Título: Otitis media con efusión en pacientes con fisura palatina: comparación de estrategias terapéuticas / Otitis media with effusion in patients with cleft palate: comparison of treatment strategies
Fonte: Rev. otorrinolaringol. cir. cabeza cuello;70(2):117-122, ago. 2010. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La otitis media con efusión presenta una alta prevalencia en pacientes con fisura palatina, debido a una obstrucción funcional de la tuba auditiva. Dada su asociación con hipoacusia y una baja tendencia de resolución espontánea, existe controversia sobre la necesidad de instalar tubos de ventilación en estos pacientes. Objetivo: Comparar resultados anatómicos y audiológicos de dos estrategias de tratamiento. Material y método: Estudio de cohorte histórica en niños de 8 a 11 años con fisura velopalatina operada. La otitis con efusión de un grupo se trató con tubos de ventilación, mientras otro grupo tuvo un manejo conservador. La presencia de alteraciones timpánicas e hipoacusia se compararon entre ambos grupos mediante Xi cuadrado y test de Fischer. Resultados: Cincuenta y seis pacientes fueron reclutados, 24 en estrategia quirúrgica y 32 en conservadora. Todos los pacientes presentan una evaluación fonoaudiológica normal. Existe mayor frecuencia de retracción timpánica, perforación timpánica e hipoacusia de conducción en aquellos niños sometidos a una estrategia agresiva de tratamiento. Discusión: Existen mayores alteraciones timpánicas e hipoacusia en los pacientes sometidos a una estrategia de tratamiento quirúrgica, por lo que parece prudente realizar una evaluación individual y determinar la necesidad de cirugía de acuerdo a cada paciente.

Introduction: Otitis media with effusion (OME) is a frequent finding in patients with cleft palate due to a functional obstruction of the Eustachian tube. Because of its association with hearing loss and low rate of spontaneous resolution the use of ventilation tubes as treatment appears as beneficial The clinical and audiological consequences of this conduct areinot well established. Aim: To compare anatómical and audiologics results with two strategies of treatment. Material ana method: Historical cohort study of children from 8 to 10 years, with cleft palate, surgically corrected, and with OME. One group was treated with ventilation tubes, and an expectant management was carried out with the other group. The following parameters were compared by Xi-square test and Fischer: tympanic membrane state, presence of compiications and hearing level. Results: Fifty six patients were admitted, 24 in surgical management and 32 in conservative. Every child had a cleft palate corrected without velopharyngeal insufficiency It was found a higher frequency of tympanic membrane retraction, tympanic membrane perforation and hearing loss in the case groups were found. Discusion: We found a greater presence of tympanic alterations and hearing disorders in patients subjected to ventilation tubes as treatment of OME. It seems prudent to evalúate the surgical alternative individually according to each patient characteristic.
Descritores: Fissura Palatina/complicações
Otite Média com Derrame/etiologia
Otite Média com Derrame/terapia
-Ventilação da Orelha Média
Perda Auditiva/etiologia
Limites: Humanos
Criança
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-546804
Autor: Augusto, Tássia Marquezan; Goulart, Ana Paula Szezepaniak; Añez, Eduardo Muller; Pereira, Maria Beatriz Totta; Moussalle, Sérgio.
Título: Otite média co efusão / Otitis media with effusion
Fonte: Acta méd. (Porto Alegre);30:210-219, 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores apresentam revisão da literatura sobre otite medica com efusão, patologia de elevada prevalência na população pediátrica e de graves repercussões (hipoacusia e prejuízo no desenvolvimento da fala e linguagem) quando não diagnosticada e tratada de modo apropriado.
Descritores: Ventilação da Orelha Média
Otite Média com Derrame
Pediatria
Timpanoplastia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  9 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-545310
Autor: Testa, José Ricardo; Dimatos, Spyros Cardoso; Greggio, Bárbara; Duarte, Juliana Antoniolli.
Título: Avaliação de resultados e complicações da cirurgia de colocação de tubos de ventilação em pacientes com otite media serosa / Evaluation of the results and complications of the ventilation tubes' setting surgery in patients with serous otitis media
Fonte: Arq. int. otorrinolaringol. (Impr.);14(1), jan.-mar. 2010. graf, tab.
Idioma: pt; en.
Resumo: Introdução: Timpanotomia para colocação de tubo de ventilação é uma das cirurgias mais frequentes realizadas em pacientes na faixa etária pediátrica. Objetivo: Esse estudo avalia indicações e complicações pós-operatórias mais frequentes nesta prática otorrinolaringológica em um hospital escola. Método: Foi realizado um estudo retrospectivo tipo série de casos no qual 109 pacientes pediátricos, que receberam tubos de ventilação, foram avaliados quanto à indicação e acompanhamento pós-operatório pelo setor de otorrinolaringologia da Escola Paulista de Medicina durante os anos de 2007 a 2008. Resultados: A idade média encontrada foi de 7,37 anos, sendo a maioria dos pacientes do sexo masculino (59,63%). Todos os casos tiveram como indicação cirúrgica otite média serosa. As taxas de complicações encontradas foram menores que as relatadas pela literatura com 3,43% de perfuração residual com necessidade de reintervenção cirúrgica e 5,47% não apresentaram melhora audiométrica, necessitando de nova inserção de tubo de ventilação. Conclusão: Os resultados encontrados sugerem que em nosso serviço há menores taxas de otorreia pós-operatória, reinserção de tubos, menor número de tubos removidos cirurgicamente e taxa semelhante de perfurações residuais que a descrita na literatura para a cirurgia de colocação de tubo de ventilação em pacientes com OMS.

Introduction: Tympanostomy for ventilation tube setting is one of the surgeries more frequent performed in patients in the pediatric age group. Objective: This study evaluates the indications and complications post operatives more frequents in this otorhinolaryngological practice in a school hospital. Method: It was realized a series type retrospective study of cases in which 109 pediatric patients, that have received ventilation tube were evaluated as for the post operative indication and attendance for the otorhinolaryngology sector of the Paulista Medicine School for 2007 to 2008. Results: The age' average found was 7,37 years, being the majority of the patients of the male sex (59,63%). All the cases have had as surgical indication serous otitis media. The taxes of complications found were lower than those related for the literature with 3,43% of residual perforation with necessity of surgical re intervention and 5,47% do not presented a audiometric improvement needing a new insertion of ventilation tube. Conclusion: The results found suggest that in our service there are lower rates of postoperative otorrhea, tube reinsertion, less tubes surgically removed and a similar rate of residual perforations that that one described in the literature for surgical placement of ventilation tubes in patients with SOM.
Descritores: Ventilação da Orelha Média
Avaliação de Processos e Resultados em Cuidados de Saúde
Otite Média com Derrame/cirurgia
Otite Média com Derrame/complicações
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  10 / 30 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Lavinsky, Luiz
Texto completo
Texto completo
Id: lil-539382
Autor: Faccini, Vanessa Chisté Guimarães; Lavinsky, Luiz.
Título: Miringotomia pelo método de microeletrocautério por radiofrequência associado à mitomicina C em modelo animal / Mitomycin C-associated radiofrequency microelectrocautery used in myringotomy in an animal model
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);75(6):847-851, nov.-dez. 2009. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Este estudo tem como objetivo descrever uma técnica cirúrgica alternativa à inserção do tubo de ventilação na membrana timpânica: a miringotomia por radiofrequência isolada e associada à mitomicina C. Objetivo: Demonstrar um método cirúrgico que proporcione uma execução mais simples, não sujeito às complicações vinculadas ao tubo de ventilação. Material e métodos: Foram comparadas as técnicas de miringotomia por microlanceta e por microeletrocautério por radiofrequência (ponteira 0,3mm e 0,7mm) isolada e associada à mitomicina C, considerando o tempo de fechamento timpânico, em ratos da linhagem Wistar. Estudo experimental. Resultados: Houve uma diferença estatisticamente significante entre a miringotomia por radiofrequência e por microlanceta. Ao analisar a técnica por radiofrequência com ponteira 0,7mm associada à mitomicina C (teste de Wilcoxon), o P encontrado foi menor que 0,001, demonstrando uma significância estatística. O tempo máximo de fechamento foi de 44 dias e a mediana encontrada foi de 14 dias. Conclusão: A técnica de miringotomia por radiofrequência (com ponteira de maior diâmetro) associada à mitomicina C, apresenta uma otimização no tempo de cicatrização da mesma.

This study aimed at describing an alternative surgical technique to the insertion of a ventilation tube in the tympanic membrane: myringotomy by radiofrequency alone and associated with mytomicin C. AIM: to show a surgical approach that can be simple to execute, not subject to complications arising from the ventilation tube. Materials and methods: we compared myringotomy by microknife and by radiofrequency microcautery (0.3 mm and 0.7 mm tips) alone and associated with mytomicin C, considering the time of tympanic closure in Wistar rats. Experimental study. Results: there was a statistically significant difference between radiofrequency myringotomy and knife myringotomy. As we analyze the radiofrequency approach with the 0.7mm tip associated with mytomicin C (Wilcoxon test), the p value found was lower than 0.001, showing a statistical significance. The maximum tympanic membrane closure time was 44 days and the median found was 14 days. Conclusion: the radiofrequency myringotomy (with the larger diameter tip) associated with mytomicin C enhances the tympanic membrane healing time.
Descritores: Alquilantes/administração & dosagem
Ablação por Cateter/métodos
Ventilação da Orelha Média/métodos
Mitomicina/administração & dosagem
Membrana Timpânica/cirurgia
-Modelos Animais
Ratos Wistar
Fatores de Tempo
Cicatrização
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde