Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.059 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 32 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 32 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1006623
Autor: Muniz, Marcela Pimenta.
Título: O encontro com a saúde mental: uma perspectiva ético-estética do cuidado / The encounter with Mental Health: an ethical-aesthetic perspective of care.
Fonte: Niterói; s.n; 2016. 152 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal Fluminense. Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A formulação de uma nova caminhada para o cuidado em saúde mental está sendo estruturada com base na evidenciação do sujeito e na construção de um sistema que viabilize alternativas adequadas ao vivenciar humano na dimensão cidadã e que supere a lógica tradicional do diagnóstico e tratamento previamente estabelecido segundo abordagens expertises. Este é um desafio que está colocado para os trabalhadores da saúde que buscam respaldar suas práticas em teorias objetivantes e protocolos bem estabelecidos na procura pela segurança de se ter um papel definido e garantido. O risco que se corre nesta dimensão "segura" encontra-se na contramão que se insere em relação à necessidade do cuidado individual, sobretudo, no campo da Saúde Mental. Dentre os desafios colocados à rede de Atenção Psicossocial no cenário contemporâneo, este trabalho propôs potencializar a construção do conhecimento a partir do reconhecimento das singularidades dos usuários para complexificar o olhar sobre o cuidado através de um discurso menos reducionista da vida. A partir do problema disparador, esta pesquisa teve como objeto de estudo "o encontro com o usuário no âmbito da Atenção Psicossocial". Considera-se a noção de encontro pelo referencial da esquizoanálise como algo que é resultante da afetação dos corpos, em detrimento da indiferença. Os objetivos do estudo foram: Experimentar a pesquisa por meio da análise de implicações do pesquisador como legitimação dos afetos na produção de conhecimento; Avaliar a produção de cuidado a partir do regime ético-estético; Produzir sentidos para o encontro com a Saúde Mental a partir das singularidades dos usuários. Evitou-se enrijecer o processo da pesquisa; ao contrário, procurou-se caminhar junto com as mobilizações e potências, dificuldades, elaborações e propostas a cada momento. A partir da experimentação da pesquisadora no campo de pesquisa junto aos usuários do Centro de Atenção Psicossocial, o estudo trouxe a produção de dados sobre o cuidado a partir das produções dos encontros com os usuários. Propôs-se experimentar novos sentidos e olhares através da pesquisa em sua perspectiva estética, ressaltando-se a multiplicidade do ser que sente, pensa e age a partir das noções de diferença e singularidade, buscando recolher alguns efeitos dos encontros na pesquisa provocados nos participantes e em mim, a partir das interferências e dos encontros na pesquisa. O cerne das minhas considerações finais está no movimento, nos fluxos, e não em uma resposta com ponto final. Desta forma, não justifiquei ou legitimei neste estudo um conhecimento a respeito do cuidado, mas sim busquei (re)inventar, junto aos usuários co-pesquisadores uma noção de cuidado sob o prisma da diferença, da multiplicidade, e não da unificação ou totalização. Na produção dos dados emergiram intercessores para o encontro com a saúde mental e foram discutidas experimentações que apontaram para as ações da Rede de Atenção Psicossocial sob uma nova pensabilidade, a qual força a produção do cuidado em sua perspectiva imanente, em detrimento de perspectivas capitalísticas da totalização das formas do cuidado junto à pessoa portadora de transtorno psíquico grave. O tema da escuta foi algo que se produziu no estudo como algo que requer uma clínica menor para utilizarmos a plasticidade equilibrando-nos entre o extremo da surdez, o canto da sereia e o extremo da música gritante, para dar passagem às singularidades dos usuários. A partir dos dados produzidos na experimentação dos encontros no presente estudo, proponho para estudos futuros para a Saúde Mental uma "Produção do cuidado Órgão-sensível". Para superar a sobrecodificação das singularidades, devemos utilizar um movimento de produção de cuidado pela diferença: rizoma e não somente arborescência. Há que se compor a transversalidade rizoma-decalque nas ações da Atenção Psicossocial. O decalque instituído preservará os "órgãos" minimamente necessários. Mas, este "órgão" não será totalitário ou fascista se houver a composição com vertentes rizomáticas, as quais colocarão os "órgãos" em função da promoção da vida e não do organismo, à medida que são nômades, espontâneas, abertas à multiplicidade. Assim, aponta-se que há a necessidade de articularmos elementos da Saúde Mental com a perspectiva do cuidado pela diferença, e não apenas por referências teorizantes especulativas produtoras do achatamento produtivo-desejante dos encontros. Além disto, a partir das singularidades destacadas nos dados desta pesquisa, recomenda-se que estudos futuros adentrem também especificamente a ciência da enfermagem utilizando-se por dentro dela as noções de plasticidade e de rizoma como máquinas de guerra que adensem o tema da prática da enfermagem em saúde mental. A partir da convivência com estas pessoas que foram co-pesquisadoras, aponta-se, em algumas situações, que a loucura nem mesmo deva estar instituída obrigatoriamente como tema da psiquiatria, o que nos aponta a antipsiquiatria como um caminho possível e necessário para as reflexões na RAPS. Nesta perspectiva, a RAPS se desinstituir-se do poder que ainda possui e exerce na vida das pessoas ­ apesar da sociedade moderna ainda preferir que o louco esteja nos serviços e lugares instituídos especificamente para ele e que os demais modos de vida e saúde não pertencem a ele ­ significará para a RAPS a possibilidade de sustentar a proposta da desinstitucionalização da loucura: libertá-la

The formulation of a new pathway for mental health care is being structured based on the evidence of the subject and on the construction of a system that allows adequate alternatives to the human experience in the citizen dimension and that surpasses the traditional logic of diagnosis and treatment previously established according to approaches. This is a challenge for health workers who seek to support their practices in objectifying theories and well-established protocols in the search for the security of having a defined and guaranteed role. The risk that runs in this "safe" dimension is contrary to the need for individual care, especially in the field of Mental Health. Among the challenges posed to the network of Psychosocial Care in the contemporary scenario, this work proposed to potentialize the construction of knowledge from the recognition of the singularities of the users to complexify the look about care through a less reductionist discourse of life. From the triggering problem, this research had as object of study "the encounter with the user in the scope of Psychosocial Attention". The notion of encounter by the frame of schizoanalysis is considered as something that results from the affectation of the bodies, to the detriment of indifference. The objectives of the study were: To experiment the research by analyzing the implications of the researcher as legitimation of the affections in the production of knowledge; To evaluate the production of care from the ethical-aesthetic regime; To produce meanings for the encounter with Mental Health from the singularities of the users. The process of research was avoided; On the contrary, it was tried to walk along with the mobilizations and powers, difficulties, elaborations and proposals at each moment. Based on the researcher's experimentation in the field of research with users of the Center for Psychosocial Care, the study brought the production of data about care from the productions of encounters with users. It was proposed to experience new senses and looks through research in its aesthetic perspective, highlighting the multiplicity of the being that feels, thinks and acts from the notions of difference and singularity, seeking to gather some effects of the encounters in research provoked in the participants and in me, from the interferences and encounters in the research. The crux of my endings considerations is in the movement, in the flows, and not in a response with the final point. In this way, I did not justify or legitimize in this study a knowledge about care, but rather I sought to (re)invent, together with the co-researchers, a notion of care under the prism of difference, of multiplicity, not of unification or totalization. In the production of the data emerged intercessors for the encounter with mental health and were discussed experiments that pointed to the actions of the Network of Psychosocial Attention under a new pensabilidad, which forces the production of care in its immanent perspective, to the detriment of capitalist perspectives of the totaling the forms of care with the person with severe psychiatric disorder. The subject of listening was something that was produced in the study as something that requires a smaller clinic to use the plasticity balancing us between the extreme of the deafness, the siren's song and the extreme of the screaming music, to give way to the singularities of the users. From the data produced in the experimentation of the meetings in the present study, I propose for future studies for Mental Health a "Production of organ-sensitive care". To overcome the overcoding of the singularities, we must use a movement of production of care for difference: rhizome and not only arborescence. It is necessary to compose the rhizome-decal transversality in the actions of Psychosocial Attention. The decal instituted will preserve the "organs" minimally needed. But this "organ" will not be totalitarian or fascist if there is composition with rhizomatic slopes, which will place the "organs" in function of the promotion of life and not of the organism, as they are nomadic, spontaneous, open to multiplicity. Thus, it is pointed out that there is a need to articulate elements of Mental Health with the perspective of care for difference, and not only by speculative theorizing references producing the productive-desiring meeting of the meetings. In addition, from the singularities highlighted in the data of this research, it is recommended that future studies also specifically enter nursing science using the notions of plasticity and rhizoma as war machines that add to the theme of the practice of Nursing in mental health. From the coexistence with these people who were co-researchers, it is pointed out, in some situations, that madness should not even be established as a subject of psychiatry, which points us to antipsychiatry as a possible and necessary way for reflections in the Network of Psychosocial Attention. In this perspective, Network of Psychosocial Attention deinstitute itself from the power it still possesses and exerts in people's lives - although modern society still prefers that the insane person is in the services and places specifically instituted for him and that other ways of life and health do not belong to it - will mean for Network of Psychosocial Attention the possibility of sustaining the proposal of the deinstitutionalization of madness: to liberate it
Descritores: Autoanálise
Saúde Mental
Assistência à Saúde
Serviços de Saúde Mental
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF
BR 1342.1; T 616.89, M966


  2 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-905144
Autor: Muniz, Marcela Pimenta.
Título: Cartografia dos processos educativos presentes no cotidiano de trabalho da equipe de enfermagem de um Hospital Psiquiátrico / Cartography of the educational processes present in the daily work of the nursing team of a Psychiatric Hospital.
Fonte: Niterói; s.n; 2011. 120 f p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal Fluminense. Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A presente pesquisa surgiu a partir da minha inquietação referente aos processos educativos permanentes junto à equipe de enfermagem que tem se desenhado no contexto do hospital psiquiátrico. A literatura do campo da enfermagem psiquiátrica, com foco no cuidado em saúde mental, descreve que a realidade da enfermagem ainda é incipiente no que diz respeito a compreender/modificar o processo de trabalho. O objeto de estudo foi a institucionalização da educação permanente da equipe de enfermagem no contexto de um hospital psiquiátrico. Essa dissertação teve como objetivo descrever os processos educativos permanentes para a equipe de enfermagem que ocorrem em um hospital psiquiátrico, identificando as lacunas e as potencialidades destes processos educativos para a equipe de enfermagem. Foi desenvolvida uma pesquisa de abordagem qualitativa, do tipo exploratório, com base no referencial teórico-metodológico da Análise Institucional. A coleta de dados foi realizada por meio de observação participante e de grupo focal. Os dados foram analisados com base na Análise Institucional e nos preceitos da Reforma Psiquiátrica. Apresenta-se como resultado a elaboração de uma cartografia a respeito dos processos educativos em enfermagem no cotidiano do hospital psiquiátrico. De acordo com as demandas da Reforma Psiquiátrica, o papel dos serviços de saúde deve ser o de garantir a visão do portador de sofrimento psíquico como cidadão, onde o tratamento não deve servir de tutela, mas sim de libertação. Para isso, é necessário que as equipes de enfermagem participem de espaços educativos onde possam refletir a respeito das novas práticas de cuidar no campo psicossocial, onde possam falar e ouvir sobre as implicações da Reforma Psiquiátrica para as equipes de enfermagem e onde possam refazer constantemente os atravessamentos individuais e coletivos dessas equipes sobre o indivíduo psicótico. Concluiu-se que a educação permanente em enfermagem deve ter como principal mote o desempenho de um cuidado como prática social. Deve propiciar que os profissionais de enfermagem busquem abordar o portador de sofrimento psíquico através da responsabilidade com o cuidado humano, com agenciamentos intra-equipe e extra-setor saúde, acompanhando esses portadores em seu dia a dia, isto é, na vida, respeitando-o em suas especificidades, em suas peculiares escolhas e apostando ­ ainda que provisoriamente ­ em vê-los usufruindo de um convívio social. Assim, as ações educativas em serviço devem servir para desenvolver novas formas de compreender e interpretar a realidade, questionar, discordar, propor soluções, favorecer a reflexão em favor da sociedade

The theme of this research came from the inquietude caused by the work as nurse and refers to the educative processes developed with the nursing team in the context of the psychiatric hospital. The literature in the psychiatric nursing field, with focus on the care in mental health, describes that the reality of nursing is still beginner as regards to understand/modify the work process. The object of study was the institutionalization of the permanent education of the nursing team in the context of the psychiatric hospital. This dissertation aimed to describe the permanent educative processes for the nursing team that occur in a psychiatric hospital, identifying the gaps and the potentialities of these educative processes for the nursing team. A qualitative and exploratory research was developed on the basis of the theoretical-methodological framework of the institutional analysis. The data collection was performed by participant observation and focus group. The data were analyzed on the basis of the institutional analysis and in the precepts of the Psychiatric Reform. It presents as a result the elaboration of the cartography about of the educative processes in nursing in the daily of psychiatric hospital. In accordance with the demands of the Psychiatric Reform, the role of health services should be to ensure the vision of the psychic suffering patient as a citizen, where the treatment should not be used for authority, but liberation. For this reason, it's necessary that the nursing teams participate in educative places where can reflect about the new practices of care in the psychossocial field, where can talk and hear about the implications of the Psychiatric Reform to the nursing teams and where they can remake constantly the individual and collectives relations of those teams on the psychotic individual. It was concluded that the permanent education in nursing must have as main subject the performance of the care as a social practice. It must provide that the nursing professionals seek to address the psychic suffering patients through the responsibility with the human care, with intra-team and extra-health sector arrangements, accompanying those patients in their daily, that is, in the life, respecting them in their specificities, in their peculiar choices and betting - even provisionally - to see them enjoying a social life. Thus, the educative actions in service should serve to develop new ways of understanding and interpreting the reality, to question, disagree, propose solutions, encourage the reflection in the society
Descritores: Autoanálise
Educação Continuada
Educação em Enfermagem
Enfermagem Psiquiátrica
Responsabilidade Social
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF
BR 1342.1; D 610.7307, M966


  3 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-877934
Autor: Mandelbaum, Enrique.
Título: De quando pensei sobre a escrita da psicanálise e me lembrei da música Oriente / When I thought of psychoanalytic writing and I remembered the song "Oriente"
Fonte: J. psicanal;50(92):63-75, jun. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: O autor argumenta que o trabalho clínico psicanalítico é resultante da estruturação de um objeto psicanalítico reparador. Este objeto nada mais é do que a construção de uma metapsicologia pessoal, que é desenvolvida ao longo de todo o processo interminável de formação do psicanalista. Com base nessa metapsicologia pessoal, o psicanalista adquire a possibilidade de trabalhar no interior do círculo hermenêutico psicanalítico. O autor mostra a importância de uma análise para a construção desse objeto psicanalítico e o lugar que a escrita tem na consolidação do círculo hermenêutico psicanalítico. Suas observações são acompanhadas pela música "Oriente", de Gilberto Gil

The author argues that clinical-psychoanalytic work arises from structuring the restorative object (i.e., a psychoanalytic object that "repairs"). This object is nothing else besides the construction of a personal metapsychology, which is developed throughout the endless process of psychoanalytic training. This personal metapsychology enables the psychoanalyst to start working within the hermeneutic circle of psychoanalysis. The author shows the importance of analysis in order to construct this psychoanalytic object. He also emphasizes the role of psychoanalytic writing in strengthening the hermeneutic circle of Psychoanalysis. The author's observations come with the song "Oriente", composed by Gilberto Gil

El autor sostiene que el trabajo clínico psicoanalítico resulta de la estructuración de un objeto psicoanalítico reparador. Este objeto es la construcción de una metapsicología personal que se desarrolla a lo largo de todo el proceso interminable de formación psicoanalítica. A partir de esta metapsicología personal, el psicoanalista adquiere la posibilidad de trabajar dentro del círculo hermenéutico psicoanalítico. Sus observaciones son acompañadas por la música "Oriente" de Gilberto Gil

L'auteur soutient que le travail clinique psychanalytique provient de la structuration d'un objet psychanalytique réparateur. Cet objet n'est rien de plus que la construction d'une métapsychologie personnelle développée tout au long du processus interminable de formation du psychanalyste. A partir de cette métapsychologie personnelle, le psychanalyste a la possibilité de travailler au sein du cercle herméneutique psychanalytique. L'auteur démontre l'importance d'une analyse pour la construction de cet objet psychanalytique et la place de l'écriture dans la consolidation du cercle herméneutique psychanalytique. Ses observations s'accompagnent de la musique "Oriente", de Gilberto Gil
Descritores: Psicanálise
-Autoanálise
Hermenêutica
Responsável: BR641.1 - Biblioteca Virginia Leone Bicudo


  4 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-789648
Autor: Costa, André Oliveira.
Título: Esquecimentos, fantasias e sexualidade infantil: efeitos da autoanálise de Freud / Forgetfulness, fantasies and child sexuality: effects of Freud's self-analysis / El olvido, las fantasías y la sexualidad infantil: efectos del autoanálisis de Freud
Fonte: Estilos clín;21(1):200-217, abr.2016.
Idioma: pt.
Resumo: Durante seu período de autoanálise, normalmente situado pelos estudiosos de sua obra entre os anos de 1897 e 1900, Freud descobriu, através da investigação de seus próprios sonhos e de suas lembranças infantis, os traços fundamentais de nosso inconsciente. Nesse artigo, nos propomos a desdobrar, através dos textos desse período, o processo e o contexto de descoberta que o levou a propor, dentre outros, o esquecimento, a fantasia e a sexualidade infantil como elementos estruturantes para o funcionamento do aparelho psíquico...

During his self-analysis period, usually located by the researchers of his work between the years 1897 and 1900, Freud discovered through the research of his own dreams and his childhood memories the fundamental features of our unconscious. In this article, we propose to investigate, through the texts of this period, the process and the context of discovery that led Freud to propose forgetting, fantasies and child sexuality as structural elements for the functioning of the psychic apparatus...

Durante su período de autoanálisis, que normalmente los estudiosos de su obra ubican entre los años 1897 y 1900, Freud descubrió las características fundamentales de nuestro inconsciente a través de la investigación de sus propios sueños y recuerdos de la infancia. En este artículo, proponemos a desarrollar, a través de los textos de la época, el proceso y el contexto de descubrimiento que le llevó a proponer, entre otros, el olvido, las fantasías y la sexualidad infantil como elementos estructurales para el funcionamiento del aparato psíquico...
Descritores: Autoanálise/psicologia
Fantasia
Teoria Psicanalítica
Sexualidade/psicologia
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  5 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787463
Autor: Benites, Daniela; Gauer, Gustavo; Gomes, William Barbosa.
Título: Personal journal blogs as manifest internal conversation toward self-innovation: a semiotic phenomenological analysis / Conversa interna manifesta como autoinovação nos diários pessoais em blogs: uma análise fenomenológico semiótica
Fonte: Estud. psicol. (Campinas);33(3):431-442tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This work is a semiotic phenomenological approach of writing in personal journal blogs to define and verify their potential as continuous and sustained movement toward personal change or self-innovation. The analysis juxtaposes, by quantitative and qualitative methods, chronological self-referential text data (semiotics) with the meaning of internal conversation disclosed in discourse (phenomenology). We take a specific blog domain for posts from random bloggers that would present self-referent terms as "I feel", "I think", "I believe", "my life", etc. Then we selected those posts with dense self-descriptions and expression of disparate personal thoughts and feelings. Approximately 150 posts were analyzed, resulting in a final sample of 12 homogeneous posts from a heterogeneous group of bloggers, nine females and three males, all native English speakers. We conclude that personal blog texts help convey psychological well-being through dialogical self-clarification, facilitate the emergence of new perspectives or self-actualizing, and can lead to self-innovation.

O presente trabalho recorre à fenomenologia semiótica para analisar diários pessoais em blogs com o objetivo de definir e verificar suas potencialidades como movimento contínuo e sustentado para mudanças pessoais e autoinovação. A análise justapõe, por métodos quanti e qualitativos, dados cronológicos e linguísticos de textos autorreferenciados (semiótica) com o sentido de conversas internas reveladas em discurso (fenomenologia). Foi tomado um domínio específico para postagens aleatórias de blogueiros que apresentassem termos autorreferentes, como "eu sinto" "eu penso", "eu acredito", "minha vida" etc. A partir disso, foram selecionadas postagens com autodescrições densas e díspares de pensamentos e sentimentos pessoais. Foram analisadas, aproximadamente, 150 postagens heterogêneas das quais retirou-se 12 postagens homogêneas, sendo 9 escritas por mulheres e 3 por homens, todos falantes nativos da língua inglesa. Concluiu-se que o texto de blog pessoal enseja bem-estar psicológico por meio de autoclarificações dialógicas, além de facilitar a emergência de novas perspectivas ou autoatualização podendo, assim, conduzir à autoinovação.
Descritores: Autoanálise
Blogging
Inovação
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR27.1 - Biblioteca do Campus II


  6 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Tavares, Cláudia Mara de Melo
Texto completo
Id: lil-721862
Autor: Tavares, Claudia Mara de Melo; Cortez, Elaine Antunes; Muniz, Marcela Pimenta.
Título: O cuidado no hospital psiquiátrico sob a ótica da equipe de enfermagem / Care in psychiatric hospital under the perspective of a nursing team / Atención en hospital psiquiátrico bajo la perspectiva de enfermería del equipo
Fonte: Rev. RENE;15(2):282-290, mar.-abr. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo teve como objetivo descrever a percepção da equipe de enfermagem acerca do cuidado no hospital psiquiátrico. A pesquisa teve abordagem qualitativa, do tipo exploratória, com uso do grupo focal, com cinco participantes, em agosto de 2011, no município de Niterói, RJ, Brasil. A partir da análise dos dados, emergiram cinco categorias: escuta sensível; disponibilidade pessoal; projetos terapêuticos; fator humano da equipe; tensão “psiquiatria tradicional x paradigma psicossocial”. Concluiu-se que, apesar dos sujeitos da pesquisa atuarem ainda no modelo hospitalar, foi possível que trouxessem percepção do cuidado de forma humana e integral. Mas, esta percepção sobre o cuidado possuía fragilidade, pois não se evidenciaram as bases científicas da enfermagem. Recomenda-se que o profissional da equipe de enfermagem invista em seu papel no processo de cuidar no contexto da Reforma Psiquiátrica, em busca de uma abordagem centrada no sujeito e no seu modo de existir.

The present study is aimed at describing the perception of the nursing team concerning the care in a psychiatric hospital. The research used a qualitative approach, exploratory type, using focus group technique, with five participants, in August 2011, in Niteroi, RJ, Brazil. From the data analysis five categories emerged, covering: sensitive listening; personal availability; therapeutic projects; human issues of the team; Traditional Psychiatry vs. Psychosocial Paradigm tension. It was concluded that despite the research, the subjects were still working at the hospital model. It was possible to bring awareness in a human, comprehensive and complete manner. But this perception of care has frailties once it does not bring any evidence of scientific basis of nursing. It is recommended that the professional nursing team invest in their role of caring in the context of the Psychiatric Reform, in the pursuit of an approach centered on the subject and in his way of living.

El objetivo del presente estudio fue describir la percepción del personal de enfermería acerca de la atención en hospital psiquiátrico. Investigación con enfoque cualitativo, exploratorio, utilizando instrumentos de Análisis Institucional y de los grupos de enfoque con cinco participantes, en agosto de 2011, en Niterói, RJ, Brasil. A partir del análisis de datos, surgieroncinco categorías: escucha sensible; disponibilidad de personal; proyectos terapéuticos; factor humano de equipo; tensión “psiquiatría tradicional x paradigma psicosocial”. En conclusión, a pesar de los sujetos de investigación actuaren en el modelo hospitalario, fue posible traer percepción de cuidado humano e integral. Pero esta percepción poseía debilidad, porque no había evidencias de bases científicas de la enfermería. Se recomienda que el personal de enfermería invierta en su papel de cuidar en el contexto de la reforma psiquiátrica, en la búsqueda de enfoque centrado en el sujeto y su modo de existir.
Descritores: Autoanálise
Hospitais Psiquiátricos
Saúde Mental
Cuidados de Enfermagem
Enfermagem Psiquiátrica
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  7 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-607700
Autor: Diatkine, Gilbert.
Título: Como Freud não conseguiu elaborar seu medo das datas fatídicas em sua autoanálise com Jung: [revisão] / Como Freud no logro elaborar su miedo a las fechas fatídica en su autoanálisis com Jung: [revisión] / On Freud's inability to elaborate on his fear of fateful dates in his self-analysis with Jung: [review]
Fonte: Rev. psicanal;18(1):13-26, abr. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: O ambiente cultural compartilhado pelo paciente e pelo analista pode desempenhar um papel facilitador no trabalho de transformação das moções pulsionais do id em representações de coisas inconscientes no paciente. A elaboração da crença de Freud em certas datas maléficas foi malsucedida em sua autoanálise com Jung por razões, entre outras, ligadas à contratransferência cultural deste. Teve sucesso, ao contrário, na autoanálise de Freud com Romain Rolland graças ao clima de conversa psicanalítica que se estabeleceu entre eles.

The cultural environment shared by patient and analyst can have a facilitating role in transforming the id's motion drives into the patient' unconcious representations of the things. Freud's elaboration of his belief that certain dates were evil or unlucky was unsuccessful in his self-analysis with Jung due to several reasons, including the latter's cultural countertransference. However, it succeeded in Freud's self-analysis with Romain Rolland, due to the atmosphere of psychoanalytic conversation established between them.

El ambiente cultural compartido por el paciente y por el analista puede desempeñar un papel facilitador en el trabajo de transformación de las mociones pulsionales del ello en representaciones de cosas inconscientes en el paciente. La elaboración de la creencia de Freud en determinadas fechas maléficas fue malograda en su autoanálisis con Jung por razones, entre otras, ligadas a la contratransferência cultural de este. Sin embargo, tuvo éxito en el autoanálisis de Freud con Romain Rolland gracias aI clima de conversación psicoanalítica que se estableció entre ellos.
Descritores: Autoanálise
Contratransferência (Psicologia)
Psicanálise/história
-Cultura
Comportamento Obsessivo/psicologia
Psicanálise/métodos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  8 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-551911
Autor: Escalona O., Manuel; Miranda P., Alejandro; Acosta, Ana María.
Título: Automatización en el laboratorio clínico / Automation in the clinical laboratory
Fonte: Rev. chil. tecnol. méd;29(2):1521-1526, dic. 2009.
Idioma: es.
Resumo: La automatización de los laboratorios clínicos es un fenómeno que va en aumento, un proceso aplicable a todas las etapas del proceso analítico; el uso de la computación, la incorporación de autoanalizadores y otros elementos automáticos proporciona una serie de ventajas mejorando la eficiencia y la capacidad productiva en beneficio de los pacientes, de los profesionales y del propio laboratorio, reconocer el momento adecuado en que debe aplicarse la automatización así como el grado y etapas en las que se puede intervenir reporta una serie de beneficios, este cambio debe hacerse en forma planificada considerando elementos tales como los costos, la capacitación del personal y las tecnologías disponibles.

The automation of the clinical laboratories is a phenomenon that increases, a process applicable to all the stages of the analytical process, the use of the computation, the incorporation of autoanalyzers and other automatic elements provide a series of advantages improving the efficiency and the productive capacity to the benefit of the patients, of the professionals and the own laboratory, to recognize the suitable moment in which it must be applied to the automation as well as the degree and stages in which it is possible to be taken part reports a series of benefits, this change must be made in planned form considering elements such as the costs, the qualification of the personnel and the technologies available.
Descritores: Autoanálise
Automação
Laboratórios
Ciência de Laboratório Médico
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  9 / 32 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-522754
Autor: Saigh, Yeda Alcide.
Título: A auto-análise 150 anos depois de Freud / Self-analysis 150 years after Freud
Fonte: Psyche (Säo Paulo);11(20):117-128, jun. 2007.
Idioma: pt.
Resumo: A autora recupera as reflexões de vários autores sobre a auto-análise, desde Freud, pioneiro também da auto-análise. Freud falou de uma 'auto-análise continuada'. A discussão está colocada, entre os que pensam que a auto-análise seja possível, e os que pensam que seja impossível. Estando ativada a função da auto-análise, pode-se dizer que a tarefa de observador, delegada ao psicanalista na psicanálise, é reassumida pelo analisando, Portanto, chega-se à conclusão que a auto-análise, teoricamente, seja possível 'Talvez se deva dizer que a análise pessoal termina quando se deixa de pedir ao Outro aquilo que o Outro não tem para dar'. Essa parece ser a situação do paciente analisado, cuja análise encaminha-se para o término e, portanto, para a auto-análise.

The author collects some ideas about auto-analysis, since Freud, pioneer also of the auto-analysis. Freud spoke of a 'continued auto-analysis'. The quarrel is open, between those who think auto-analysis is possible, and others who think it is impossible. Being activated, the function of the auto-analysis can one say that the observer task, delegated to the psychoanalyst in psychoanalytical process, is reassumed by analyzed subjects. So, we conclude theoretically that the auto-analysis is possible. Finally, 'it can be said that the personal analysis finishes when subject no more demands the Other what the Other does not have to give'. This seems to be the situation of the analyzed patient, whose analysis can be directed for the ending and, therefore, for the self-analysis.
Descritores: Autoanálise
Psicanálise
Psicoterapia
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  10 / 32 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-504230
Autor: Raghavan, Chitra.
Título: A study of values as cross-cultural competencies: a potential source of self-esteem? / Um estudo de valores como competências interculturais: uma fonte potencial de auto estima? / Un estudio de valores como competencias interculturales: ¿una fuente potencial de autoestima?
Fonte: Psicol. teor. prát;8(2):51-68, dez. 2006. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: The goal of this study was to examine how individuals evaluate themselves and their ingroup on a series of values that vary in cultural importance across Asian American and North American cultural groups. Specifically, we examined cross-cultural differences in mean levels of culturally-based competencies, and explored whether there are also cross-cultural differences in which facets of these competencies are associated with positive affect. Participants were 85 Asian American (AA) and 83 European American (EA) college students. Group competency evaluation was more pertinent to AA than EA, whereas independent competency evaluation was more pertinent to EA than AA, both in terms of mean competency levels and the prediction of positive affect. Implications for counselors are discussed.The goal of this study was to examine how individuals evaluate themselves and their ingroup on a series of values that vary in cultural importance across Asian American and North American cultural groups. Specifically, we examined cross-cultural differences in mean levels of culturally-based competencies, and explored whether there are also cross-cultural differences in which facets of these competencies are associated with positive affect. Participants were 85 Asian American (AA) and 83 European American (EA) college students. Group competency evaluation was more pertinent to AA than EA, whereas independent competency evaluation was more pertinent to EA than AA, both in terms of mean competency levels and the prediction of positive affect. Implications for counselors are discussed.

O objetivo deste estudo foi examinar como indivíduos avaliam a si mesmos e as ingroup em uma série de valores que variavam em importância cultural entre grupos de asiáticas-americanas e européias-americanas. Especificamente foram examinadas diferenças interculturais nos níveis médios de competências baseadas culturalmente, e explorou-se também se haviam diferenças interculturais nas quais facetas destas competências estavam associadas a afetos positivos. Participaram do estudo 85 estudantes universitárias asiáticasû americanas (AA) e 83 européias-americanas (EA). A avaliação de competência grupal foi mais pertinente ao grupo de AA do que ao grupo EA, ao passo que a avaliação de competência independente foi mais pertinente ao grupo de EA do que ao AA. Isto ocorreu tanto em nível de competência média como na predição de afetos positivos. Implicações para conselheiros são discutidas.

El objetivo de este estudio fue examinar como indivíduos evaluan a sí mismos y sus ingroup en una serie de valores que variaban en importancia cultural entre grupos de asiáticas-americanas y europeas-americanas. Especificamente nosotros examinamos diferencias interculturales en los niveles medios de competencias basados culturalmente y se exploraron también si habían diferencias interculturales en las cuales facetas de estas competencias estaban asociadas a afectos positivos. Participaron del estudio 85 estudiantes universitarias asiáticasûamericanas (AA) y 83 europeas-americanas (EA). La evaluación de competencia grupal fue más pertinente al grupo de AA que al grupo EA, al mismo tiempo que la evaluación de competencia independiente fue más pertinente al grupo de EA que al grupo de AA. Esto ocurrió tanto al nivel de competencia media como en la predicción de afectos positivos. Son discutidas implicaciones para consejeros.
Descritores: Autoanálise
Fatores Culturais
Autoimagem
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde