Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.235 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 335 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 34 ir para página                         

  1 / 335 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1281478
Autor: Falcão, Tainá Nascimento; da Silva, Rênnis Oliveira; Michel-Crosato, Edgard; Cavalcanti, Yuri Wanderley; Santiago, Bianca Marques.
Título: Análise dos custos da adoção das novas medidas de biossegurança nos institutos oficiais de perícias médico e odontolegais brasileiros durante a pandemia do COVID-19 / Analysis of the costs of implementing the new biosafety measures in the Brazilian official Institutes of Medical and Dental Expertise during the COVID-19 pandemic
Fonte: Rev. Bras. Odontol. Leg. RBOL;8(1):[78-87], 20210427.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A COVID-19 é uma doença de etiologia viral associada à infecção causada pelo novo coronavírus. Devido ao seu padrão de transmissão, foram estabelecidas novas medidas de biossegurança. O uso dos equipamentos de proteção individual (EPI) é fundamental para controle da disseminação da doença, inclusive durante a realização de exames periciais nos Institutos Oficiais de Perícias (IOP). Objetivo: Analisar os custos das medidas de biossegurança adotadas a partir da pandemia do COVID-19 nos IOP do Brasil. Material e Método: O estudo consiste em uma avaliação econômica parcial do tipo microcusteio. A coleta foi realizada para estimar os custos diretos incorridos da adoção de novas normas de biossegurança, considerando uma equipe de necropsia de um IOP. Adotou-se a perspectiva do gestor do IOP e seguiram-se as práticas recomendadas pela REBRATS. A estimativa dos custos foi calculada por turno. Foi considerado um cenário mais otimista (-20% dos custos) e mais pessimista (+20% dos custos). Resultados: O valor total por turno variou de R$106,93 a R$160,39 segundo análise de sensibilidade. Será necessário investir, em média, R$100.000,00 anuais para cada IOP. Considerando a despesa do funcionário, na ausência de fornecimento de EPI pela gestão, o valor médio por turno foi de R$57,62. Conclusão: Os custos para adoção das novas medidas de biossegurança nos IOP durante a pandemia do COVID-19 são onerosos. Anualmente, o investimento representa um montante significativo, porém indispensável para garantir a segurança da equipe e o adequado fornecimento do serviço.
Descritores: Contenção de Riscos Biológicos
Custos e Análise de Custo
Odontologia Legal
COVID-19
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  2 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1280369
Autor: Mena Miranda, Vivian Rosario.
Título: Relación entre el SARS-CoV-2, la microbiota intestinal y la presencia de síntomas digestivos / Relationship between SARS-CoV-2, gut microbiota and the presence of digestive symptoms
Fonte: Rev. cuba. pediatr;93(2):e1330
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Los síntomas gastrointestinales asociados a la COVID-19 puede afectar entre el 3 y 39 por ciento de los enfermos. Objetivo: Examinar la relación entre la infección por el virus, la microbiota intestinal y la presencia de síntomas digestivos. Métodos: Búsqueda bibliográfica en Medline, Pubmed, Scielo, LILACS y Cochrane en los últimos 6 meses de 2020 en idioma inglés y español, sobre la presencia de síntomas digestivos en enfermos de COVID-19. Resultados: El eje pulmón-intestino está conectado bidireccionalmente, por lo que los metabolitos y microbios del pulmón pueden afectar la microbiota intestinal y se justifica así, la posibilidad de que SARS-CoV-2 tenga impacto en ese ecosistema. Se ha confirmado la detección de ARN del SARS-CoV-2 en muestras de heces incluso después que los resultados de muestras respiratorias han sido negativas, lo que supone que el mecanismo fecal-oral es una posible ruta de transmisión de la enfermedad. Los síntomas gastrointestinales que se asocian a la infección por SARS-CoV-2 son: anorexia, náuseas, dolor abdominal y vómitos, este último es el síntoma más frecuente en la población pediátrica. Los pacientes que presentaron diarrea se relacionaron con una evolución desfavorable de la enfermedad, aunque aún no se confirman las hipótesis planteadas al respecto. Consideraciones finales: Se necesitan más investigaciones sobre las alteraciones de la microbiota intestinal, la potencial transmisión fecal-oral del SARS-CoV-2 y la caracterización de las manifestaciones digestivas en los enfermos de COVID-19. Son importantes las medidas de bioseguridad para la manipulación de los deshechos biológicos de los enfermos(AU)

ABSTRACT Introduction: Gastrointestinal symptoms associated with COVID-19 can affect between 3 and 39 percent of patients. Objective: Examine the relationship between infection with the virus, the gut microbiota and the presence of digestive symptoms. Methods: Bibliographic search in Medline, Pubmed, Scielo, LILACS and Cochrane in the last 6 months of 2020 in English and Spanish languages on the presence of digestive symptoms in COVID-19 patients. Results: The lung-intestinal axis is bidirectionally connected, so the metabolites and microbes of the lung can affect the gut microbiota and thus justify the possibility that SARS-CoV-2 will have an impact on that ecosystem. SARS-CoV-2 RNA detection has been confirmed in stool samples even after respiratory sample results have been negative, implying that the fecal-oral mechanism is a possible route of transmission of the disease. Gastrointestinal symptoms associated with SARS-CoV-2 infection are: anorexia, nausea, abdominal pain and vomiting, the latter is the most common symptom in the pediatric population. Patients who had diarrhea were associated with an unfavorable evolution of the disease, although the hypotheses raised in this regard are not yet confirmed. Final considerations: More research is needed on alterations of the gut microbiota, the potential fecal-oral transmission of SARS-CoV-2 and the characterization of digestive manifestations in COVID-19 patients. Biosecurity measures are important for the handling of biological waste of the patients(AU)
Descritores: Sinais e Sintomas
Anorexia
Contenção de Riscos Biológicos
Betacoronavirus
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004063
Autor: Pontes, Ana Paula Munhen de; Oliveira, Denize Cristina de; Nogueira, Virginia Paiva Figueiredo; Machado, Yndira Yta; Stefaisk, Renata Lacerda Marques; Costa, Marcio Martins da.
Título: Representações sociais da biossegurança no contexto do HIV/AIDS: contribuições para a saúde do trabalhador / Social representations of biosecurity in the context of HIV / AIDS: contributions to workers' health / Representaciones sociales de bioseguridad en el contexto del VIH / SIDA: contribuciones a la salud del trabajador
Fonte: Rev. enferm. UERJ;26:e21211, jan.-dez. 2018. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: analisar as representações sociais de biossegurança construídas pelos enfermeiros que atuam com pacientes soropositivos ao HIV. Método: pesquisa qualitativa, exploratória, fundamentada na teoria das representações sociais, realizada em oito instituições de saúde, no município do Rio de Janeiro, através de entrevista com 19 enfermeiras. Os dados foram analisados com o software ALCESTE 4.10. O projeto foi submetido e aprovado por Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: foram construídas duas temáticas: o desenvolvimento da biossegurança em HIV/AIDS na vida pessoal; e a biossegurança em HIV/AIDS e a execução do cuidado de enfermagem. Identificou-se que a autoproteção é um dos elementos fundamentais constitutivos da representação social das enfermeiras sobre biossegurança, assumindo as facetas de autoproteção na vida profissional e na vida pessoal. O uso de luvas de procedimento é caracterizado como a principal medida de precaução no trabalho. Conclusão: destaca-se a influência exercida pela representação social do HIV/AIDS nas ações de autoproteção desenvolvidas pelas enfermeiras.

Objective: to analyze the social representations of biosecurity for nurses who work with HIV-positive patients. Method: qualitative and exploratory research, based on social representations theory, held in eight health institutions, with 19 nurses, in the city of Rio de Janeiro. Data were obtained through interviews and analyzed with the ALCESTE 4.10 software. The project was submitted and approved by Research Ethics Committee. Results: two themes emerged from the analysis: the development of biosafety in HIV/AIDS in personal life and, biosecurity in HIV/AIDS and performing nursing care. It was identified that self-protection is one of the key elements that constitute the nurses' social representation of biosafety, assuming the facets of self-protection in professional and personal life. The use of gloves is featured as the main caution measure at work. Conclusion: stands out the influence of the social representation of HIV/AIDS in the self-protection actions carried out by these nurses.

Objetivo: analizar las representaciones sociales de la bioseguridad construida por enfermeras que trabajan con pacientes VIH-positivo. Método: investigación cualitativa, exploratoria, basada en la teoría de las representaciones sociales, realizada en ocho instituciones de salud, con 19 enfermeras, en el municipio de Río de Janeiro. Los datos fueron recogidos a través de entrevistas y analizados con el software ALCESTE 4.10. El proyecto fue sometido y aprobado en Comité de Ética en Investigación. Resultados: los dos temas surgidos del análisis, fueran: el desarrollo de la bioseguridad en VIH/SIDA en la vida personal y, la bioseguridad en VIH/SIDA y realizar el cuidado de enfermería. Se identificó que autoprotección es uno de los elementos fundamentales que constituyen la representación social de las enfermeras sobre bioseguridad, suponiendo dos facetas: la autoprotección en la vida profesional y vida personal. El uso de guantes es destacado como la principal medida de precaución en el trabajo. Conclusión: se destaca la influencia ejercida por la representación social de las acciones de autoprotección del VIH/SIDA realizado por estas enfermeras.
Descritores: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/prevenção & controle
Contenção de Riscos Biológicos
Enfermeiras e Enfermeiros
-Acidentes de Trabalho
Exposição Ocupacional
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/transmissão
HIV
Preservativos
Cuidados de Enfermagem
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  4 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1103402
Autor: Machado, Debora Mazioli; Vianna, Carla de Azevedo; Souza, Lucimar Casimiro de; Leite, Taina Coutinho; Silva, Marcelle Miranda da; Campos, Juliana Faria.
Título: Parada cardiorrespiratória na pandemia por coronavírus: revisão compreensiva da literatura / Cardiorespiratory arrest in a coronavirus pandemic: comprehensive literature review / Paro cardiorrespiratorio en una pandemia de coronavirus: revisión exhaustiva de la literatura
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e50721, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: apresentar atualizações para a ressuscitação cardiopulmonar em pacientes suspeitos e confirmados com COVID-19. Método: revisão compreensiva da literatura, com síntese narrativa das evidências de diretrizes e recomendações da Organização Mundial de Saúde, Associação de Medicina Intensiva Brasileira, American Heart Association, Resuscitation Council UK, American College of Surgions Committee on Trauma e National Association of Emergency Medical Technicians. Resultados: as principais atualizações trazem informações sobre especificidades das manobras de ressuscitação cardiopulmonar; preparação do ambiente, recursos humanos e materiais, reconhecimento da parada cardiorrespiratória e ações iniciais; estratégias de ventilação e acesso invasivo da via aérea; ajustes do ventilador mecânico e manobras de ressuscitação cardiopulmonar em pacientes pronados. Considerações finais: profissionais de saúde envolvidos no atendimento à parada cardiorrespiratória de pacientes suspeitos e/ou confirmados com COVID-19 podem encontrar inúmeros desafios, portanto devem seguir com rigor o protocolo estabelecido para maximizar a efetividade das manobras de ressuscitação e minimizar o risco de contágio pelo vírus e sua disseminação.

Objective: to present updates for cardiopulmonary resuscitation in suspected and confirmed patients with COVID-19. Method: comprehensive literature review with narrative synthesis of the evidence of guidelines and recommendations from World Health Organization, Associação de Medicina Intensiva Brasileira, American Heart Association, Resuscitation Council UK, American College of Surgions Committee on Trauma and National Association of Emergency Medical Technicians. Results: the main updates bring information about the specifics of cardiopulmonary resuscitation maneuvers; preparation of the environment and human and material resources, recognition of cardiorespiratory arrest and initial actions; ventilation and invasive airway access strategies; mechanical ventilator adjustments and cardiopulmonary resuscitation maneuvers in patients in the prone position. Final considerations: health professionals involved in the care of cardiorespiratory arrest of suspected and/or confirmed patients with COVID-19 can face numerous challenges, so they must strictly follow the protocol established to maximize the effectiveness of resuscitation maneuvers and minimize the risk of contagion by the virus and its spread.

Objetivo: apresentar actualizaciones para la reanimación cardiopulmonar en pacientes sospechos os y confirmados con COVID-19. Método: revisión exhaustiva de la literatura con síntesis narrativa de la evidencia de guías y recomendaciones de la Organización Mundial de la Salud, Associação de Medicina Intensiva Brasileira, American Heart Association, Resuscitation Council UK, American College of Surgions Committee on Trauma and National Association of Emergency Medical Technicians. Resultados: las principales actualizaciones aportan información sobre los detalles de las maniobras de reanimación cardiopulmonar; preparación del medio ambiente y recursos humanos y materiales, reconocimiento de paro cardiorrespiratorio y acciones iniciales; estrategias de ventilación y acceso invasivo a las vías aéreas; ajustes del ventilador mecánico y maniobras de reanimación cardiopulmonar en pacientes en decúbito prono. Consideraciones finales: los profesionales de la salud involucrados en la atención del paro cardiorrespiratorio de pacientes sospechosos y/o confirmados con COVID-19 pueden enfrentar numerosos desafíos, por lo que deben seguir estrictamente el protocolo establecido para maximizar la efectividad de las maniobras de reanimación y minimizar el riesgo de contagio por el virus y supropagación.
Descritores: Reanimação Cardiopulmonar/normas
Infecções por Coronavirus/complicações
Betacoronavirus
Parada Cardíaca/etiologia
-Respiração Artificial/métodos
Protocolos Clínicos/normas
Reanimação Cardiopulmonar/métodos
Contenção de Riscos Biológicos/normas
Parada Cardíaca/reabilitação
Massagem Cardíaca/métodos
Equipe de Enfermagem/normas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  5 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1097275
Autor: Soares, Samira Silva Santos; Souza, Norma Valéria Dantas de Oliveira; Silva, Karla Gualberto; César, Márcia Peixoto; Souto, Jaqueline da Silva Soares; Leite, Jandra Cibele Rodrigues de Abrantes Pereira.
Título: Pandemia de Covid-19 e o uso racional de equipamentos de proteção individual / Covid-19 pandemic and rational use of personal protective equipment / Pandemia de Covid-19 y uso racional de equipos de protección personal
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e50360, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: descrever as recomendações sobre o uso racional e seguro dos equipamentos de proteção individual (EPI) no transcorrer da cadeia assistencial de pessoas com suspeita ou confirmação de contaminação pelo novo coronavírus. Conteúdo: o novo coronavírus é responsável pela doença Covid-19, e dentre as pessoas com maior risco de desenvolver a infecção estão os trabalhadores de saúde, devido ao contato muito próximo a pacientes. Desse modo, a utilização de EPI é recomendação prioritária a estes trabalhadores. Todavia, em função do desabastecimento internacional e nacional relacionado a estes equipamentos, o uso racional é fundamental a fim de evitar que o impacto do desabastecimento seja ainda maior. Conclusão: o uso de EPI é indispensável aos trabalhadores de saúde durante a pandemia de Covid-19, contudo, é imprescindível coordenar a cadeia de fornecimento destes insumos, implementar estratégias que minimizem a necessidade de EPI e garantir o uso de maneira adequada.

Objective: to describe the recommendations on the rational, safe use of personal protective equipment (PPE) throughout the chain of care for people with suspected or confirmed contamination by the new coronavirus. Content: the new coronavirus is responsible for the disease Covid-19, and among those at high risk of infection are health workers in very close contact with patients. It is thus a priority recommendation for these workers to use PPE. However, international and national shortages of this equipment make rational use essential in order to prevent even greater impact from these shortages. Conclusion: it is essential that health workers use PPE during the Covid-19 pandemic, but it is also essential to coordinate the supply chain for these inputs, implement strategies that minimize the need for PPE and ensure proper use.

Objetivo: describir las recomendaciones sobre el uso racional y seguro del equipo de protección personal (EPP) en toda la cadena de atención para las personas con sospecha o confirmación de contaminación por el nuevo coronavirus. Contenido: el nuevo coronavirus es responsable de la enfermedad de Covid-19, y entre aquellos con alto riesgo de infección se encuentran los trabajadores de la salud en contacto muy cercano con los pacientes. Por lo tanto, es una recomendación prioritaria para estos trabajadores usar EPP. Sin embargo, la escasez internacional y nacional de este equipo hace que el uso racional sea esencial para evitar un impacto aún mayor de esta escasez. Conclusión: es esencial que los trabajadores de la salud usen EPP durante la pandemia de Covid-19, pero también es esencial coordinar la cadena de suministro para estos insumos, implementar estrategias que minimicen la necesidad de EPP y garantizar un uso adecuado.
Descritores: Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Equipamento de Proteção Individual/provisão & distribuição
Betacoronavirus
Máscaras/provisão & distribuição
-Riscos Ocupacionais
Contenção de Riscos Biológicos/normas
Equipamento de Proteção Individual/normas
Máscaras/normas
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  6 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1284360
Autor: Dos Santos, Mariana Machado; Santos, Joice Sousa; Pereira, Ohanna Cruz; Medrado, Alena Ribeiro Alves Peixoto.
Título: Percepção de discentes do curso de Fisioterapia sobre as normas de biossegurança no ambiente hospitalar / Students' perception of Physical therapy course on biosafety standards in hospital environment
Fonte: Fisioter. Bras;22(3):365-384, Jul 15, 2021.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: As normas de biossegurança consistem em um conjunto de políticas, regras e procedimentos necessários aos profissionais que interagem com agentes microbiológicos. Apesar de essencial, essa ainda é uma temática pouco abordada durante a graduação em fisioterapia, na qual observa-se uma maior valorização das disciplinas de caráter técnico-profissionalizante. Objetivo: Avaliar o conhecimento de estudantes de Fisioterapia sobre as normas de biossegurança no ambiente hospitalar e propor alternativas para a ampliação da discussão acerca desta temática durante o período de graduação destes discentes. Métodos: Foi realizado um estudo quali-quantitativo do tipo descritivo exploratório de caráter transversal através da aplicação de um questionário a respeito do tema abordado. A amostra foi definida por conveniência, totalizando 105 discentes. Resultados: 96% dos estudantes declararam que é necessário adotar as medidas de precaução padrão independentemente do diagnóstico do paciente e 98% afirmaram que se deve implantar a normatização dos conceitos de biossegurança. Conclusão: Com base no estudo, conclui-se que a capacitação continuada é condição indispensável para a segurança dos trabalhadores em qualquer que seja a área de atuação. (AU)

Introduction: Biosafety standards consist of a set of policies, rules, and procedures necessary for professionals who interact with microbiological agents. Although essential, this is still a topic that is rarely addressed during the graduation course in Physical therapy, in which there is a greater appreciation of disciplines of technical-professional character. Objective: To assess the knowledge of Physical therapy students on biosafety standards in hospital environment and propose alternatives to expand the discussion on this topic during the graduation period of these students. Methods: A qualitative quantitative study, descriptive and exploratory type, of transversal approach, was carried out through the application of a questionnaire. The sample was defined by convenience, totalizing 105 students. Results: 96% of the students declared that is necessary to adopt the standard precautionary measures independent of the diagnosis and 98% stated that the standardization of the concepts of biosafety should be implemented. Conclusion: Based on the study, we concluded that continued training is an indispensable condition for the safety of workers in any area of activity. (AU)
Descritores: Modalidades de Fisioterapia
Contenção de Riscos Biológicos
-Equipamentos de Proteção
Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  7 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1283062
Autor: Melgar González, Moisés Edgardo.
Título: Lactancia materna covid-19 / Breastfeeding and COVID 19
Fonte: Acta pediátr. hondu;11(2):1181-1185, oct. 2020-mar. 2021.
Idioma: es.
Resumo: La lactancia materna es el alimento ideal para los niños pues esta tiene propiedades fundamentales tanto inmunológicas como nutricionales, componentes bioactivos que protegen al lactante de enfermedades infecciosas incluyendo el COVID 19, por lo tanto, debe continuar amamantando directo del pecho, y si esto no es posible, fomentar que la mamá extraiga su leche de manera rutinaria para alimentar a su bebé mientras toma precauciones para evitar transmitirle el virus. Hasta el momento no hay estudios que avalen la presencia del virus en la leche humana, por ende, el CDC y la OMS recomiendan continuar con lactancia materna en los hijos con madres sospechosas o confirmadas de COVID 19...(AU)
Descritores: Aleitamento Materno/métodos
COVID-19
-Contenção de Riscos Biológicos
Extração de Leite/métodos
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: HN1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  8 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-953025
Autor: Monteiro, Camila Gonçalves Jezini; Martins, Mariana Martins e; Cury-Saramago, Adriana de Alcantara; Teixeira, Henry Pinheiro.
Título: Biosafety conducts adopted by orthodontists
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);23(3):73-79, May-June 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: This cross-sectional observational study was designed to assess the biosafety conducts adopted by orthodontists, and possible differences regarding training time. Methods: Both the application of methods for sterilization/disinfection of instruments and materials, and the use of personal protective equipment (PPE) were collected through questionnaires via e-mail. Results: The questionnaires were answered by 90 orthodontists with a mean age of 37.19 ± 9.08 years and mean training time of 13.52 ± 6.84 years. Regarding orthodontic pliers, 63.23% use an autoclave, except 1 who does not perform any procedure. All participants use autoclave to sterilize instruments, and 95.6% of respondents perform cleaning with chemicals prior to sterilization. Most of them (65.56%) use an autoclave to sterilize orthodontic bands, with some still associating disinfection methods, while few (18.89%) do nothing at all. There was a high incidence of the answer "nothing" for the methods used for elastic, accessories, bandages, metal springs, and arches. All respondents use mask and gloves in attendance, 78.92% use aprons, 58.92% use protective goggles, and 50.01% use cap. Training time significantly influenced (p = 0.003) only the use of glutaraldehyde for sterilization/disinfection of pliers. Conclusions: The sterilization and cleaning of pliers, instruments, and bands, besides the use of PPE, received more uniform and positive responses, while other items suggest disagreements and possible failures. Only orthodontists trained for more than 13 years choose using glutaraldehyde for pliers sterilization/disinfection, the only adopted method with a significant difference in relation to training time.

RESUMO Objetivo: o presente estudo observacional transversal foi delineado para avaliar as condutas de biossegurança adotadas pelos ortodontistas, e as possíveis diferenças em função do tempo de formação. Métodos: tanto as técnicas de esterilização e desinfecção de instrumentais e materiais quanto o uso de equipamentos de proteção individual da equipe foram coletados por meio de questionários via e-mail. Resultados: os questionários foram respondidos por 90 ortodontistas, com idade média de 37,19 ± 9,08 anos e tempo médio de formação de 13,52 ± 6,84 anos. Quanto aos alicates ortodônticos, 63,23% usam autoclave, exceto aqueles que não realizam nenhum procedimento. Houve total abrangência no uso da esterilização do instrumental por autoclave, sendo que 95,6% realizam a limpeza com substâncias químicas previamente à esterilização. A maioria (65,56%) utiliza autoclave para a esterilização de anéis ortodônticos e alguns associam métodos de desinfecção, mas 18,89% nada fazem. Houve alta incidência da resposta "nada" para os métodos utilizados em elásticos, acessórios, ligaduras, molas e arcos. Todos os questionados utilizam máscara e luva no atendimento ortodôntico, 78,92% incluem o uso do avental, 58,92% usam óculos de proteção e 50,01% vestem o gorro (50,01%). O tempo de formação influenciou significativamente (p= 0,003) apenas no uso do glutaraldeído para esterilização e/ou desinfecção dos alicates. Conclusões: a esterilização e limpeza de alicates, instrumental de exame, aplicador de elásticos e anéis ortodônticos, além do uso de equipamentos de proteção individual, receberam respostas mais uniformes e positivas, enquanto os outros itens sugerem falhas. Apenas os ortodontistas formados há mais de treze anos optaram pelo uso do glutaraldeído para esterilização/desinfecção dos alicates ortodônticos, sendo a única conduta que mostrou diferença significativa em relação ao tempo de formação.
Descritores: Desinfecção/métodos
Contenção de Riscos Biológicos/métodos
Padrões de Prática Odontológica
Instrumentos Odontológicos
Materiais Dentários
Ortodontistas
-Roupa de Proteção
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Limites: Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-949339
Autor: Romano, Catalina S; Mersich, Susana Esther.
Título: Los vectores virales y su relación con la bioseguridad en el laboratorio / Viral vectors and their relationship with biosafety in the laboratory / Vetores virais e sua relação com a biossegurança no laboratório
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;52(2):251-259, jun. 2018. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Los vectores virales constituyen un amplio grupo de agentes usados en los laboratorios de biología molecular y microbiología, para transferir ácido nucleico externo dentro de una célula "blanco". Estos laboratorios requieren medidas de bioseguridad para proteger al personal, el ambiente de trabajo y la población en general de exposiciones no intencionales a estos agentes biológicos. Esta revisión incluye definiciones y generalidades sobre los vectores más usados, así como consideraciones sobre los niveles de bioseguridad necesarios, teniendo en cuenta tanto la constitución genética del vector original, como el tipo de inserto que se quiera clonar y expresar en una determinada célula. Además se describen diferentes propiedades de los vectores como el tropismo, las distintas formas de transmisión, la estabilidad del agente viral y su persistencia, que resultan claves para determinar el grupo de riesgo. Dentro de las condiciones de trabajo adecuadas se incluyen medidas de contención, ensayos de riesgo ambiental y una breve descripción de la biocustodia. Finalmente se destaca el papel de los Comités de Bioseguridad Institucional, como elemento crítico en las actividades necesarias para impedir las exposiciones y proteger al personal del laboratorio y al medio ambiente.

Viral vectors are a broad group of agents used in molecular biology and microbiology laboratories to transfer exogen nucleic acid. These labs require biosafety measures designed to protect their staff, the population and the environment that may be unintentionally exposed to hazardous organisms. This review includes general properties of known vectors, variations in biosafety levels in relation to original vector genetics and the type of insert to be cloned and expressed in a determined cell. It is also important to consider other issues such as transmission, stability and persistence to determine the vector risk group. Under adequate working conditions, containment measures, risk assays and a short description on biosecurity are included. Finally the function of Institutional Biosafety Committees is a critical element to advise on measures needed to prevent exposures and protect laboratory workers and the environment.

Os vetores virais constituem um amplo grupo de agentes utilizados nos laboratórios de biologia molecular e microbiologia para transferir ácido nucleico externo para uma célula "alvo". Esses laboratórios exigem medidas de biossegurança para proteger o pessoal, o ambiente de trabalho e a população em geral de exposições não intencionais a esses agentes biológicos. Esta revisão inclui definições e generalidades sobre os vetores mais comumente usados, bem como considerações sobre os níveis de biossegurança necessários, levando em consideração a constituição genética do vetor original e o tipo de enxerto a ser clonado e expresso numa célula específica. Além disso, são descritas diferentes propriedades dos vetores, como o tropismo, as diferentes formas de transmissão, a estabilidade do agente viral e a sua persistência, dados-chave para a determinação do grupo de risco. As condições de trabalho adequadas incluem medidas de contenção, testes de risco ambiental e uma breve descrição da biocustódia. Finalmente, o papel das Comissões Institucionais de Biossegurança é destacado como um elemento crítico nas atividades necessárias para prevenir exposições e para proteger o pessoal de laboratório e o meio ambiente.
Descritores: Transmissão de Doença Infecciosa
Contenção de Riscos Biológicos
-Virologia
Ambiente de Trabalho
Condições de Trabalho
Fatores Biológicos
Tropismo
Riscos Ambientais
Contenção de Riscos Biológicos
Exposições como Assunto
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  10 / 335 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116678
Autor: Silva, Thainan Alves; Aragão, Stela Almeida; Andrade, Miriane Bispo de; Ribeiro, Bárbara Santos.
Título: Importância do ensino de biossegurança na formação de técnicos em enfermagem: relato de experiência / Importance of biosecurity teaching in the training of nursing technicians: experience report / Importancia de la enseñanza de bioseguridad en entrenamiento técnico de enfermería: informe de experiencia
Fonte: Rev. urug. enferm;15(1):1-10, jul. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Introducción: Los cursos que capacitan a profesionales de la salud requieren que los estudiantes puedan correlacionar la teoría con la práctica, con el objetivo de minimizar los riesgos inherentes a la práctica profesional. Por lo tanto, la enseñanza de la bioseguridad en estos cursos es esencial para la formación de estos profesionales. Objetivo: Informar la pasantía de una clase del curso de Técnico en Enfermería que aborda la importancia de enseñar y adoptar buenas prácticas de bioseguridad en el laboratorio de enfermería. Metodología: Este es un informe de experiencia de un maestro del curso de Técnico de Enfermería de un Centro Territorial para la Educación Profesional (CETEP), basado en clases prácticas de procedimientos de enfermería que se llevan a cabo en el propio laboratorio de CETEP, que comenzó el día. 17 de mayo de 2018 y finalizó el 18 de junio del mismo año, totalizando 60 horas. Resultados y Discusión: Durante la pasantía, las actividades fueron abordadas y realizadas por el equipo de enfermería, tales como: signos vitales y medición de glucosa en sangre capilar; vendaje, venopunción periférica; administración de drogas, etc., utilizando medidas de bioseguridad para la prevención de accidentes. Conclusión: El estudio permitió verificar la importancia de la enseñanza de la bioseguridad en los cursos de Técnico de Enfermería, demostrando que la capacitación del estudiante de bioseguridad minimiza los riesgos y promueve una práctica más segura durante el proceso de enseñanza-aprendizaje, así como en la práctica profesional.

Introduction: The courses aimed at the formation of professionals who will work in the health areas increasingly require the student to be able to correlate theory with practice, aiming at minimizing the risks inherent in professional practice. Thus, the teaching of biosafety for health courses is essential for training health professionals, especially those who are part of the nursing team, since it is this class that is in constant contact with the patient performing complex actions. Objective: To report the internship of a class of the Nursing Technician course addressing the importance of teaching and adopting good biosafety practices in the nursing laboratory. Methodology: This is an experience report by a teacher of the Nursing Technician course of a Territorial Center for Professional Education (CETEP), based on practical classes of nursing procedures held in CETEP's own laboratory, which began on the day May 17, 2018 and ended June 18 of the same year, totaling 60 hours. Results and Discussion: During the internship, activities were taught and performed by the nursing team, such as: vital signs and capillary blood glucose measurement; dressing, peripheral venipuncture; drug administration etc, using biosecurity measures for accident prevention. Conclusion: The study made it possible to verify the importance of biosafety teaching in Nursing Technician courses, showing that the biosafety student's training minimizes the risks and promotes a safer practice during the teaching-learning process, as well as in the professional practice.

Introdução: Os cursos que formam profissionais de saúde exigem que o discente consiga correlacionar a teoria com a prática, visando à minimização dos riscos inerentes ao exercício profissional. Deste modo, o ensino da biossegurança nesses cursos é imprescindível para formação desses profissionais. Objetivo: relatar o estágio de uma turma do curso Técnico em Enfermagem abordando a importância de ensinar e adotar boas práticas de biossegurança no laboratório de enfermagem. Metodologia: Trata-se de um relato de experiência vivenciado por uma docente do curso Técnico em Enfermagem de um Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP), oportunizada a partir das aulas práticas dos procedimentos de enfermagem realizadas no laboratório do próprio CETEP, iniciadas no dia 17 de maio do ano de 2018 e finalizadas no dia 18 de junho do mesmo ano, totalizando 60 horas. Resultados e Discussão: Durante a realização do estágio foram abordadas e executadas atividades que são de responsabilidade da equipe de enfermagem, tais como: aferição de sinais de vitais e glicemia capilar; curativo, punção venosa periférica; administração de medicamentos etc., utilizando medidas de biossegurança para a prevenção de acidentes. Conclusão: O estudo possibilitou verificara importância do ensino da biossegurança nos cursos de Técnico em Enfermagem, evidenciando que a capacitação do discente em biossegurança minimiza os riscos e promove uma prática mais segura tanto durante o processo de ensino-aprendizagem, quanto no exercício profissional.
Descritores: Estudantes de Enfermagem
Brasil
Riscos Ocupacionais
Saúde do Trabalhador
Contenção de Riscos Biológicos
Educação em Enfermagem
Pessoal de Laboratório
Higiene das Mãos
Equipamento de Proteção Individual
Resíduos de Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: UY7.1 - Biblioteca



página 1 de 34 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde