Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.318.308.980.344 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 254 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 26 ir para página                         

  1 / 254 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-977976
Autor: Zampieri, Fernando Godinho; Araújo, Flavio; Santos, Renato Hideo Nakagawa; Cavalcanti, Alexandre Biasi.
Título: Capacidade instalada de terapêutica substitutiva da função renal e práticas locais na abordagem da lesão renal aguda em centros participantes do estudo BaSICS / Existing capacity for renal replacement therapy and site-specific practices for managing acute kidney injury at centers participating in the BaSICS trial
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;30(3):264-285, jul.-set. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Avaliar a capacidade instalada de terapêutica substitutiva da função renal e práticas locais na abordagem da lesão renal aguda em centros participantes do estudo BaSICS. Métodos: Um questionário foi enviado aos coordenadores de 61 unidades de terapia intensiva participantes de um ensaio clínico randomizado brasileiro. Um total de 124 médicos respondeu ao questionário. Resultados: No momento do questionário, 15% dos pacientes nas unidades de terapia intensiva participantes encontravam-se em terapêutica substitutiva da função renal. Todas as unidades de terapia intensiva dispunham de, pelo menos, um método de terapêutica substitutiva da função renal. Métodos contínuos estavam mais disponíveis em unidades privadas do que nas públicas. O tempo entre indicação do método e início da terapia foi maior em unidades de terapia intensiva públicas do que nas privadas. Os principais obstáculos para início do método em unidades de terapia intensiva públicas incluíam disponibilidade de maquinário e pessoal, enquanto que o principal gargalo em unidades de terapia intensiva privadas foi a avaliação do nefrologista. Parte importante dos médicos avaliados mudaria sua prática de manuseio de terapêutica substitutiva da função renal caso não houvesse limitação de métodos de terapêutica substitutiva da função renal em suas unidades. Conclusão: Existe ampla variedade na disponibilidade de recursos para terapêutica substitutiva da função renal e nas práticas de manuseio da lesão renal aguda em unidades de terapia intensiva brasileiras. Estas informações devem ser levadas em conta ao planejarem-se ensaios clínicos sobre o assunto no contexto brasileiro.

ABSTRACT Objective: To investigate the existing capacity for renal replacement therapy and site-specific practices for managing acute kidney injury at centers participating in the BaSICS trial. Methods: A questionnaire was provided to the chairs of 61 intensive care units enrolled in a randomized clinical trial in Brazil. A total of 124 physicians completed the questionnaire. Results: Approximately 15% of the patients admitted to the analyzed intensive care units received renal replacement therapy at the time of data collection. At least one renal replacement method was available in all of the analyzed units. Continuous methods were available more frequently at the private units than at the public units. The time from indication to onset of treatment was longer at the public units than at private units. The main obstacles to treatment initiation at public intensive care units were related to the availability of equipment and personnel, while the main bottleneck at private units was the nephrologist assessment. A considerable proportion of the participants stated that they would change their approach to renal replacement therapy if there were no limitations on the availability of methods in their units. Conclusion: There was wide variation in the availability of resources for renal replacement therapy and in the management of acute kidney injury in Brazilian intensive care units. This information should be taken into account when planning clinical trials focused on this topic in Brazil.
Descritores: Terapia de Substituição Renal/métodos
Lesão Renal Aguda/terapia
Unidades de Terapia Intensiva/organização & administração
-Fatores de Tempo
Brasil
Terapia de Substituição Renal/estatística & dados numéricos
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Unidades de Terapia Intensiva/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Werther Brunow de
Texto completo
Id: biblio-977975
Autor: Colleti Junior, José; Andrade, Alice Barone de; Carvalho, Werther Brunow de.
Título: Avaliação do uso de sistemas de prontuário eletrônico nas unidades de terapia intensiva brasileiras / Evaluation of the use of electronic medical record systems in Brazilian intensive care units
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;30(3):338-346, jul.-set. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Examinar a prevalência do uso de sistemas de prontuário eletrônico nas unidades de terapia intensiva brasileiras, bem como a percepção dos médicos intensivistas em relação à contribuição dos sistemas de prontuário eletrônico para a melhoria da segurança e qualidade na prática clínica. Métodos: Por meio de questionário on-line, médicos que trabalhavam em unidades de terapia intensiva no Brasil responderam questões sobre o uso dos sistemas de prontuário eletrônico nos hospitais em que trabalhavam. As questões eram sobre o tipo de prontuário eletrônico utilizado e o nível de satisfação dos médicos com estes sistemas relativamente à melhoria na qualidade e na segurança. Resultados: Dos 4.772 convites enviados, 204 médicos responderam o questionário. A maioria utilizava sistema de prontuário e prescrição eletrônico (92,6%), trabalhava em hospitais privados (43,1%), em unidade de terapia intensiva adulto geral (66,7%), utilizava primordialmente o sistema privado A (39,2%), com tempo de implementação entre 2 a 4 anos (25,5%). Ainda, a maioria (84,6%) acreditava que o sistema eletrônico conferia mais qualidade que o sistema no papel, enquanto 76,7% percebiam uma melhor segurança nos sistemas eletrônicos comparados com aqueles no papel. Conclusão: Os sistemas de prontuário eletrônico parecem ser amplamente utilizados pelos médicos intensivistas brasileiros que responderam ao questionário e, segundo os dados, parecem conferir maior qualidade e segurança que o prontuário no papel.

ABSTRACT Objective: To examine the prevalence of the use of electronic medical record systems in Brazilian intensive care units and the perceptions of intensive care physicians regarding the contribution of electronic medical record systems toward improving safety and quality in clinical practice. Methods: Using an online questionnaire, physicians working in Brazilian intensive care units answered questions about the use of electronic medical record systems in the hospitals in which they worked. They were asked about the types of electronic medical record systems used and their levels of satisfaction with these systems in terms of improving quality and safety. Results: Of the 4,772 invitations sent, 204 physicians responded to the questionnaire. Most used electronic medical record and prescription systems (92.6%), worked in private hospitals (43.1%), worked in general adult intensive care units (66.7%) and used Private System A (39.2%); most systems had been used for between 2 and 4 years (25.5%). Furthermore, the majority (84.6%) believed that the electronic system provided better quality than a paper system, and 76.7% believed that electronic systems provided greater safety than paper systems. Conclusion: Electronic medical record systems seem to be widely used by the Brazilian intensive care physicians who responded to the questionnaire and, according to the data, seem to provide greater quality and safety than do paper records.
Descritores: Médicos/estatística & dados numéricos
Cuidados Críticos/métodos
Registros Eletrônicos de Saúde/estatística & dados numéricos
Unidades de Terapia Intensiva/estatística & dados numéricos
-Brasil
Atitude do Pessoal de Saúde
Estudos Transversais
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Cuidados Críticos/normas
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-899558
Autor: Mendes, Roberto Miguel Gonçalves; Nunes, Manuel Lourenço; Pinho, José António; Gonçalves, Ricardo Bruno Rodrigues.
Título: Organização dos cuidados de reabilitação nas unidades de cuidados intensivos portuguesas / Organization of rehabilitation care in Portuguese intensive care units
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;30(1):57-63, jan.-mar. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: Descrever os diferentes modelos de prestação de cuidados de reabilitação em prática nas unidades de cuidados intensivos de adultos portuguesas. Métodos: Estudo observacional simples (transversal), realizado por meio de inquérito on-line enviado aos enfermeiros-chefes ou responsáveis das 58 unidades de cuidados intensivos de adultos que integram a base de dados da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos. Resultados: Foram identificados três modelos de organização dos cuidados de reabilitação: cuidados prestados pela equipe da unidade de cuidados intensivos (22,9%), cuidados prestados por equipes externas especializadas (25,0%), um misto dos modelos anteriores, conjugando as duas situações (52,1%). No primeiro modelo, os cuidados eram prestados essencialmente por enfermeiros com especialização em reabilitação e, no segundo, por fisioterapeutas. Não foram encontradas diferenças significativas entre os modelos no que diz respeito à disponibilidade de cuidados, em horas/dia ou dias/semana (p = 0,268 e 0,994 respetivamente), ou a resultados como tempo de internamento em cuidados intensivos, tempo de ventilação ou taxa de mortalidade na unidade (p = 0,418, 0.923 e 0,240 respetivamente). Conclusão: A organização dos cuidados de reabilitação nas unidades de cuidados intensivos portuguesas é singular e heterogênea. Apesar dos diferentes modelos de organização de cuidados, a disponibilidade de horas de cuidados é semelhante, bem como os resultados gerais observados nos doentes.

ABSTRACT Objective: To describe the different rehabilitation care models in practice in Portuguese adult intensive care units. Methods: A simple observational (cross-sectional) study was conducted through an online survey sent to the head nurses or individuals responsible for the 58 adult intensive care units that are part of the database of the Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos. Results: We identified three models of organization of rehabilitation care: care provided by the staff of the intensive care unit (22.9%), care provided by specialized external teams (25.0%), and a mixture of the previous models, combining the two situations (52.1%). In the first model, the care was provided mainly by nurses with specialization in rehabilitation and, in the second model, the care was provided by physiotherapists. No significant differences were found between the models regarding the availability of care, in hours/day or days/week (p = 0.268 and 0.994, respectively), or results such as length of hospital stay in intensive care, ventilation time, or mortality rate in the unit (p = 0.418, 0.923, and 0.240, respectively). Conclusion: The organization of rehabilitation care in Portuguese intensive care units is unique and heterogeneous. Despite different care organization models, the availability of hours of care is similar, as are the overall results observed in patients.
Descritores: Reabilitação/organização & administração
Modelos Organizacionais
Cuidados Críticos/organização & administração
Unidades de Terapia Intensiva/organização & administração
-Equipe de Assistência ao Paciente/organização & administração
Portugal
Reabilitação/métodos
Respiração Artificial/estatística & dados numéricos
Estudos Transversais
Mortalidade Hospitalar
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Cuidados Críticos/métodos
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-952351
Autor: Heredia-Martínez, Henny Luz; Artmann, Elizabeth.
Título: Criterios para la (re)distribución equitativa de los equipos básicos de salud en el nivel local en Venezuela / Criteria for the equitable (re)distribution of basic health teamwork at the local level in Venezuela / Critérios para a (re)distribuição equitativa das equipes básicas de saúde no nível local na Venezuela
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(10):e00171117, oct. 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen: El artículo analiza la aplicación de cuatro criterios para la (re)distribución de equipos básicos de salud en el nivel local. Es un estudio descriptivo, transversal, bajo la modalidad de estudio de caso, desarrollado en Nueva Esparta, Venezuela, 2016. Se diseñó un instrumento para consolidar en un repositorio los datos del nivel local sobre los equipos básicos de salud de 170 consultorios populares y 447 comunidades atendidas. Los criterios analizados fueron: (1) relación equipos básicos de salud/población, se calculó el número de equipos básicos de salud completos e incompletos y la razón de densidad de profesionales por 10.000 habitantes; (2) distancia entre los consultorios populares y la población; (3) características de los profesionales que conforman los equipos básicos de salud, por sexo, edad y tipo de profesional; (4) análisis de métricas de desigualdad, como criterio innovador, se calcularon 2 métricas-resumen de brecha y 1 de gradiente de desigualdad en salud, para evaluar las propuestas de (re)distribución de los equipos básicos de salud. Hay diferencias intra-estadales, a nivel de municipios y parroquias, en la distribución de profesionales de salud y escasez de enfermeras y promotores. De los 317 equipos básicos de salud que se requieren hay 52 equipos básicos de salud completos. Las métricas de desigualdad reflejan una equidistribución ecosocial del recurso humano, favoreciendo las poblaciones más pobres. La aplicación conjugada de los criterios permite identificar áreas geográficas y poblaciones con mayor carencia o escasez de equipos básicos de salud y optimizar su (re)distribución equitativa en el nivel local. La limitación de no contar con información desagregada fue superada utilizando un único repositorio con información consensuada por los equipos estadales/locales de salud. Es recomendable invertir en sistemas de información eficientes.

Abstract: The article analyzes the application of four criteria for the (re)distribution of basic health teamwork at the local level. This was a descriptive, cross-sectional, case study conducted in Nueva Esparta, Venezuela, in 2016. An instrument was designed to consolidate in a single database the local data on basic health teamwork in 170 popular clinics serving 447 communities. The target criteria were: (1) basic health teamwork/population ratio, calculating the number of complete and incomplete basic health teamwork and the density of health professionals per 10,000 inhabitants; (2) distance between the popular clinics and the population; (3) characteristics of the health professionals comprising the basic health teamwork, by sex, age, and health profession; (4) analysis of the metrics for inequality as an innovative criterion, calculating two summary measures of gap and one health inequality gradient to assess the proposals for (re)distribution of the basic health teamwork. There were differences within states at the municipal and local community levels in the distribution of health professionals and a shortage of nurses and health promoters. Of the 317 required basic health teamwork, there were 52 complete basic health teamwork. The measures of inequality reflect an eco-social equidistribution of human resources, favoring the poorer populations. Combined application of the criteria allowed identifying geographic areas and populations with the greatest need and shortage of basic health teamwork and optimizing their equitable (re)distribution at the local level. The limitation of lack of disaggregated information was overcome by using a single data repository with consensual information among the state and local health teamwork. In conclusion, investments should be made in efficient information systems.

Resumo: O artigo analisa a aplicação de quatro critérios para a (re)distribuição das equipes básicas de saúde no nível local. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, sob a modalidade do estudo de caso, desenvolvido em Nueva Esparta, Venezuela, 2016. Foi desenhado um instrumento para consolidar um repositório os dados do nível local sobre as equipes básicas de saúde de 170 consultórios populares e 447 comunidades atendidas. Os critérios analisados foram: (1) relação equipes básicas de saúde/população, foi calculado o número de equipes básicas de saúde completas e incompletas e também a razão de densidade de profissionais por 10 mil habitantes; (2) distancia entre os consultórios populares e a população; (3) características dos profissionais que conformam as equipes básicas de saúde, por sexo, idade e tipo de profissional; (4) análises de métricas de desigualdade, como critério inovador, foram calculadas duas métricas-resumo de brecha e uma de gradiente de desigualdade em saúde para avaliar as propostas de (re)distribuição das equipes básicas de saúde. Existem diferenças intra-estaduais, no nível de municípios e paróquias, na distribuição de profissionais da saúde e há escassez de enfermeiras e promotores. Das 317 equipes básicas de saúde que foram requeridas há 52 equipes básicas de saúde completas. As métricas de desigualdades refletem uma equidistribuição ecossocial do recurso humano, favorecendo as populações mais pobres. A aplicação conjugada dos critérios permite identificar áreas geográficas e populações com maior carência ou escassez de equipes básicas de saúde e otimizar sua (re)distribuição equitativa no nível local. A limitação de não contar com informação desagregada foi superada utilizando um único repositório de informações com o consenso das equipes estaduais/locais de saúde. É recomendável investir em sistemas de informações eficientes.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos
Pessoal de Saúde/organização & administração
Pessoal de Saúde/estatística & dados numéricos
Acesso aos Serviços de Saúde/organização & administração
Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Venezuela
Características de Residência
Estudos Transversais
Pessoal de Saúde/classificação
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Disparidades nos Níveis de Saúde
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Silva, Marcelo Gurgel Carlos da
Texto completo
Id: biblio-952366
Autor: Pinto Junior, Elzo Pereira; Aquino, Rosana; Medina, Maria Guadalupe; Silva, Marcelo Gurgel Carlos da.
Título: Efeito da Estratégia Saúde da Família nas internações por condições sensíveis à atenção primária em menores de um ano na Bahia, Brasil / Effect of the Family Health Strategy on hospitalizations for primary care sensitive conditions in infants in Bahia State, Brazil / Efecto de la Estrategia Salud de la Familia en los internamientos debidos a condiciones sensibles en la atención primaria con menores de un año en Bahía, Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);34(2):e00133816, 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo teve como objetivo avaliar o efeito da expansão da cobertura da Estratégia Saúde da Família (ESF) sobre as internações por condições sensíveis à atenção primária (ICSAP) em crianças menores de um ano. Trata-se de um estudo ecológico longitudinal com uso de painel de dados, cujas unidades de análise foram os 417 municípios da Bahia, Brasil, entre 2000 a 2012. Os dados foram obtidos dos sistemas de informação em saúde. A taxa de ICSAP foi o desfecho e a cobertura da ESF à exposição principal. As covariáveis eram referentes às características demográficas e socioeconômicas e disponibilidade de leitos pediátricos nos municípios. Foi realizada análise de regressão bivariada e multivariada para painel de dados, com resposta binomial negativa e modelos de efeitos fixos, utilizando como medida de associação o risco relativo (RR), bruto e ajustado, com seus respectivos intervalos de confiança. Para controle de efeito de tendência, os modelos foram ajustados pelo tempo. Entre 2000 e 2012, 248.944 ICSAP foram registradas em crianças menores de um ano, e a mediana das taxas municipais de ICSAP reduziu 52,5% no período, variando de 96,9 para 46,0 hospitalizações evitáveis por mil nascidos vivos. Após o ajuste do modelo, a redução das internações evitáveis se manteve nos diferentes níveis de cobertura da ESF. Este estudo demonstrou os efeitos da consolidação da ESF nas ICSAP em menores de um ano, o que indica a importância do fortalecimento das ações no âmbito da atenção primária, com o intuito de oferecer assistência resolutiva ao primeiro contato e evitar hospitalizações desnecessárias.

This study aimed to assess the effect of the expansion of the Family Health Strategy (FHS) on hospitalizations for primary care sensitive conditions (PCSCs) in children under one year of age. This was a longitudinal ecological study with the use of panel data, for which the analytical units were the 417 municipalities (counties) in Bahia State, Brazil, from 2000 to 2012. Data were obtained from the official health information systems. The hospitalization rate for PCSCs was the outcome and FHS coverage was the principal exposure. The co-variables referred to demographic and socioeconomic characteristics and the local availability of pediatric beds. Bivariate and multivariate panel data analyses were performed, with negative binomial response and fixed effects models, using crude and adjusted relative risk (RR) as the measure of association, with the respective confidence intervals. To control for trend effect, the models were adjusted for time. From 2000 to 2012, 248,944 hospitalizations for PCSCs were recorded in children under one year, and the median municipal rate of hospitalizations for PCSCs decreased by 52.5% during the period, ranging from 96.9 to 46.0 avoidable hospitalizations per 1,000 live births. After adjusting the model, the reduction in avoidable hospitalizations was maintained at the different FHS coverage levels. This study demonstrated the effects of the consolidation of the FHS on hospitalizations for PCSCs in infants, which indicates the importance of strengthening primary care measures in order to offer case-resolving care during the first contact with the health system and avoid unnecessary hospitalizations.

El objetivo del estudio fue evaluar el efecto de la expansión de la cobertura de la Estrategia Salud de la Familia (ESF) sobre los internamientos por condiciones sensibles en la atención primaria (ICSAP) con niños menores de un año. Se trata de un estudio ecológico longitudinal, con uso de panel de datos, cuyas unidades de análisis fueron los 417 municipios del Estado de Bahía, Brasil, del 2000 al 2012. Los datos se obtuvieron de los sistemas de información en salud. La tasa de ICSAP fue el desenlace y la cobertura de la ESF a la exposición principal. Las covariables se referían a las características demográficas y socioeconómicas y a la disponibilidad de camas pediátricas en los municipios. Se realizó un análisis de regresión bivariado y multivariado para el panel de datos, con una respuesta binomial negativa y modelos de efectos fijos, utilizando como medida de asociación el riesgo relativo (RR), bruto y ajustado, con sus respectivos intervalos de confianza. Para el control de efecto de tendencia, los modelos se ajustaron por el tiempo. Entre 2000 y 2012, 248.944 ICSAP se registraron en niños menores de un año, y la media de las tasas municipales de ICSAP se redujo un 52,5% en el período, variando de 96,9 a 46,0 hospitalizaciones evitables por 1.000 nacidos vivos. Tras el ajuste del modelo, la reducción de los internamientos evitables se mantuvo en los diferentes niveles de cobertura de la ESF. Este estudio demostró los efectos de la consolidación de la ESF en las ICSAP en menores de un año, lo que indica la importancia del fortalecimiento de las acciones en el ámbito de la atención primaria, con la intención de ofrecer asistencia resolutiva con el primer contacto y evitar hospitalizaciones desnecesarias.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/estatística & dados numéricos
Saúde da Família
Hospitalização/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Estudos Longitudinais
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Programas Nacionais de Saúde
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013760
Autor: Andreu, Mauro Federico; Bezzi, Marco; Pedace, Paula; Fredes, Mariana; Salvati, Iris; Leoz, Andrés; Aguirre, Mariana.
Título: Encuesta sobre el procedimiento de extubación en las unidades de cuidados intensivos de Buenos Aires, Argentina / Survey on the extubation procedure in intensive care units in Buenos Aires, Argentina
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;31(2):180-185, abr.-jun. 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo: Conocer la práctica habitual del manejo de la vía aérea durante el procedimiento de extubación mediante una encuesta online a profesionales de las unidades de cuidados intensivos de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires y Provincia de Buenos, Argentina. Métodos: Estudio descriptivo transversal de tipo encuesta online del 11 de febrero al 11 de marzo de 2013. Se envió por correo electrónico una invitación voluntaria y anónima para acceder a la encuesta a 500 participantes a partir de una base de datos confeccionada por los investigadores de este estudio. Resultados: De un total de 500 participantes, 217 (44%) respondieron la encuesta. El 59,4% son kinesiólogos. Ciento noventa y cinco (89,9%) profesionales se desempeñan en atención de adultos. Con respecto al procedimiento de desinflado del balón y extubación, 203 (93,5%) realizan aspiración endotraqueal y 27 (12,5%) emplean presión positiva. El 53,5% de los participantes informó haber tenido en los últimos 3 meses complicaciones inmediatas a este procedimiento. Se informaron un total de 163 complicaciones, siendo el estridor el más prevalente (52,7%). Conclusión: La mayoría de los profesionales de unidades de cuidados intensivos de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires y Provincia de Buenos Aires, Argentina, emplea aspiración endotraqueal sin aplicar presión positiva durante el procedimiento de extubación.

ABSTRACT Objective: To examine the usual practice of airway management during the extubation procedure through an online survey to professionals working in intensive care units in the Autonomous City of Buenos Aires and in the Province of Buenos Aires, Argentina. Methods: A cross-sectional descriptive study online survey was conducted from February 11 to March 11, 2013. A database was generated, and a voluntary and anonymous invitation to access the survey was sent by email to 500 participants. Results: Out of a total of 500 participants, 217 (44%) responded to the survey, of whom 59.4% were physical therapists. One hundred ninety-five (89.9%) professionals were working in adult care. Regarding the cuff deflation procedure and extubation, 203 (93.5%) performe endotracheal suctioning, and 27 (12.5%) use positive pressure. Approximately 53.5% of participants reported having experienced immediate complications with this procedure in the last three months. In all, 163 complications were reported, and stridor was the most prevalent (52.7%). Conclusion: Most professionals working in intensive care units in the Autonomous City of Buenos Aires and in the Province of Buenos Aires, Argentina, use endotracheal suctioning without applying positive pressure during extubation.
Descritores: Pessoal de Saúde/estatística & dados numéricos
Cuidados Críticos/métodos
Manuseio das Vias Aéreas/métodos
Extubação/métodos
-Argentina
Sucção
Prevalência
Estudos Transversais
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Cuidados Críticos/estatística & dados numéricos
Extubação/estatística & dados numéricos
Unidades de Terapia Intensiva
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-899420
Autor: Gomes, Rafael Kmiliauskis Santos; Pires, Fabio Antero; Nobre, Moacyr Roberto Cuce; Marchi, Mauricio Felippi de Sá; Rickli, Jennifer Cristina Kozechen.
Título: Impact of rheumatoid arthritis in the public health system in Santa Catarina, Brazil: a descriptive and temporal trend analysis from 1996 to 2009 / Impacto da artrite reumatoide no sistema público de saúde em Santa Catarina, Brasil: análise descritiva e de tendência temporal de 1996 a 2009
Fonte: Rev. bras. reumatol;57(3):204-209, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Introduction: There are few studies that carried out a descriptive and trend analysis based on available data from the Unified Health System (SUS) between pre- and post-free dispensing of pharmacological treatment of rheumatoid arthritis (RA) from the perspective of the public health system, in terms of the direct cost of the disease among adults and elderly residents of the State of Santa Catarina, Brazil. This study aims to characterize the direct cost of medical and surgical procedures before and after the dispensing of drugs in this state. Methods: This is a time series-type study with a cross-sectional survey of data from the Hospital (SIH) and Outpatient (SIA) Information System of SUS during the period from 1996 to 2009. Results: Between 1996 and 2009, the total expenditure for hospital- and outpatient pharmacological treatment of rheumatoid arthritis was R$ 26,659,127.20. After the dispensing of drug treatment by SUS a decrease of 36% in the number of hospital admissions was observed; however, an increase of 19% in clinical procedures was noted. Conclusion: During the observed period, a reduction in the number of hospital admissions for both clinical and orthopedic surgical procedures related to this disease was observed. Nevertheless, there was an increase in the cost of medical admissions.

RESUMO Introdução: Poucos estudos fizeram uma análise descritiva e de tendência dos dados disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) entre os períodos pré e pós-dispensação gratuita do tratamento medicamentoso da artrite reumatoide (AR) sob a perspectiva do sistema público de saúde em termos de custo direto da doença entre adultos e idosos moradores do Estado de Santa Catarina, Brasil. O presente trabalho tem o objetivo de caracterizar o custo direto de procedimentos clínicos e cirúrgicos antes e após o fornecimento de medicamentos no estado. Métodos: Estudo do tipo série temporal com levantamentos transversais entre 1996 e 2009 dos dados do Sistema de Informação Hospitalar (SIH) e Ambulatorial (SIA) do SUS. Resultados: Entre 1996 a 2009, o gasto total para o tratamento hospitalar e medicamentoso ambulatorial da artrite reumatoide foi de R$ 26.659.127,20. Após a dispensação do tratamento medicamentoso pelo SUS observou-se queda de 36% do número de internações hospitalares. Entretanto notou-se um aumento de 19% nos procedimentos clínicos. Conclusão: No período observado notou-se uma redução do número de internações hospitalares tanto para procedimentos clínicos quanto cirúrgicos ortopédicos relacionadas a essa doença. Apesar disso, ocorreu um aumento do custo das internações clínicas.
Descritores: Artrite Reumatoide/economia
Custos de Cuidados de Saúde/tendências
Utilização de Instalações e Serviços/tendências
Programas Nacionais de Saúde/economia
-Artrite Reumatoide/terapia
Brasil
Estudos Transversais
Antirreumáticos/economia
Antirreumáticos/uso terapêutico
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Utilização de Instalações e Serviços/economia
Hospitalização/economia
Hospitalização/tendências
Pessoa de Meia-Idade
Programas Nacionais de Saúde/tendências
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bona, Alvaro Della
Texto completo
Id: biblio-1042571
Autor: Blum, Davi Francisco Casa; Munaretto, Jéssica; Baeder, Fernando Martins; Gomez, Jussara; Castro, Cristine Pilati Pileggi; Bona, Álvaro Della.
Título: Influência da presença de profissionais em odontologia e protocolos para assistência à saúde bucal na equipe de enfermagem da unidade de terapia intensiva. Estudo de levantamento / Influence of dentistry professionals and oral health assistance protocols on intensive care unit nursing staff. A survey study
Fonte: Rev. bras. ter. intensiva;29(3):391-393, jul.-set. 2017. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Saúde Bucal
Assistência Odontológica/métodos
Unidades de Terapia Intensiva
Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital
-Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Estudos Transversais
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Cuidados Críticos/métodos
Odontólogos/organização & administração
Limites: Humanos
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lugon, Jocemir Ronaldo
Texto completo
Id: biblio-893783
Autor: Sesso, Ricardo Cintra; Lopes, Antonio Alberto; Thomé, Fernando Saldanha; Lugon, Jocemir Ronaldo; Martins, Carmen Tzanno.
Título: Brazilian Chronic Dialysis Survey 2016 / Inquérito Brasileiro de Diálise Crônica 2016
Fonte: J. bras. nefrol;39(3):261-266, July-Sept. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: National chronic dialysis data are important for the treatment planning. Objective: To report data of the annual survey of the Brazilian Society of Nephrology about chronic kidney disease patients on dialysis in July 2016. Methods: A survey based on data of dialysis centers from the whole country. The data collection was performed by using a questionnaire filled out on-line by the dialysis centers. Results: 309 (41%) of the dialysis units in the country answered the questionnaire. In July 2016, the total estimated number of patients on dialysis was 122,825. The estimated prevalence and incidence rates of chronic maintenance dialysis were 596 (range: 344 in the North region and 700 in the Southeast) and 193 patients per million of population (pmp), respectively. The annual incidence rate of patients with diabetic nephropathy was 79 pmp. The annual gross mortality rate was 18.2%. For prevalent patients, 92% were on hemodialysis and 8% on peritoneal dialysis, and 29,268 (24%) were on a waiting list of renal transplant. A venous catheter was the vascular access for 20.5% of the hemodialysis patients. The prevalence rates of positive serology for hepatitis B and C showed a tendency to reduce from 2013 (1.4% and 4.2%, respectively) to 2016 (0.7% and 3.7%, respectively). Conclusion: The absolute number and the prevalence and incidence rates of patients on dialysis continue to rise steadily; the gross mortality rate remained stable. Regional inequities are evident in these rates.

Resumo Introdução: Dados nacionais sobre diálise crônica são fundamentais no planejamento do tratamento. Objetivo: Apresentar dados do inquérito da Sociedade Brasileira de Nefrologia sobre os pacientes com doença renal crônica em tratamento dialítico em julho de 2016. Métodos: Levantamento de dados de unidades de diálise do país. A coleta de dados foi feita utilizando questionário preenchido 'on-line' pelas unidades de diálise. Resultados: 309 (41%) das unidades responderam ao questionário. Em julho de 2016, o número total estimado de pacientes em diálise foi de 122.825. As estimativas nacionais das taxas de prevalência e de incidência de pacientes em tratamento dialítico por milhão da população (pmp) foram 596 (variação: 344 na região norte e 700 na sudeste) e 193, respectivamente. A taxa de incidência de nefropatia diabética na população em dialise crônica foi de 79 pmp. A taxa anual de mortalidade bruta foi de 18,2%. Dos pacientes prevalentes, 92% estavam em hemodiálise e 8% em diálise peritoneal, 29.268 (24%) estavam em fila de espera para transplante. Cateter venoso era usado como acesso em 20,5% dos pacientes em hemodiálise. As taxas de prevalência de sorologia positiva para hepatite B e C mostram tendência para redução de 2013 (1,4% e 4,2%, respectivamente) para 2016 (0,7% e 3,7%, respectivamente). Conclusão: O número absoluto de pacientes e as taxas de incidência e prevalência em diálise continuam a aumentar de forma constante; a taxa de mortalidade ficou estável. Há discrepâncias regionais e estaduais evidentes nessas taxas.
Descritores: Diálise Renal/estatística & dados numéricos
Insuficiência Renal Crônica/terapia
-Fatores de Tempo
Brasil
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 254 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041345
Autor: Gontijo, Ana Paula Bensemann; Starling, Juliana Maria Pimenta; Oliveira, Graziela Dulce; Meier, Debora; Mancini, Marisa Cotta.
Título: Cultural adaptation and reliability analysis of the early clinical assessment of balance / Adaptação cultural e análise da confiabilidade da early clinical assessment of balance
Fonte: Rev. Paul. Pediatr. (Ed. Port., Online);37(3):325-331, July-Sept. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To translate the Early Clinical Assessment of Balance (ECAB), an assessment scale developed specifically for children and adolescents with cerebral palsy into Brazilian Portuguese, evaluate semantic, idiomatic, experiential and conceptual equivalences, and to examine the face validity and the reliability within and between examiners of the Brazilian version. Methods: The following steps were done: translation by two independent translators; synthesis of translations; back translation into English; analysis of back-translations by a multidisciplinary committee and the author of the test to develop the final version of the test; test application training; administration of the translated version of ECAB (videotaped) in 60 children and adolescents with cerebral palsy; intra and inter-examiner reliability assessment. Reability was assessed by intraclass correlation coefficient (CCI). Results: The discrepancies found were related mainly to semantic equivalence and, therefore, there was no need to make cultural adaptations in any of the 13 items on the scale. The rate of agreement was greater than 90% and the reliability of the ECAB-Portuguese total score was excellent both for the intra-rater test (CCI=1.00) and for the inter-rater test (CCI=0.998). Likewise, the reliability evaluation of each of the scale items was also excellent. Conclusions: The translated version of the ECAB into Portuguese provides a tool for the evaluation of the specific balance for children and adolescents with cerebral palsy with different levels of functioning.

RESUMO Objetivo: Traduzir a Early Clinical Assessment of Balance (ECAB), escala de avaliação do equilíbrio desenvolvida especificamente para crianças e adolescentes com paralisia cerebral (PC) para a língua portuguesa do Brasil; avaliar as equivalências semânticas, idiomáticas, experiencial e conceituais; e examinar a validade de face e a confiabilidade intra e interavaliadores da versão brasileira. Métodos: Estudo envolveu tradução do instrumento por dois tradutores independentes; síntese das traduções; retrotradução para o inglês; análise das retrotraduções por um comitê multidisciplinar; treinamento; administração da versão traduzida da ECAB (gravadas em vídeo) em 60 crianças e adolescentes com PC; e avaliação da confiabilidade intra e interexaminadores. A confiabilidade foi avaliada por meio do coeficiente de correlação intraclasse (CCI). Resultados: As discrepâncias encontradas foram referentes principalmente à equivalência semântica e, portanto, não houve necessidade da realização de adaptações culturais em nenhum dos 13 itens da escala. A taxa de concordância foi maior que 90%, e a confiabilidade do escore total da ECAB-português foi excelente tanto para o teste intra-avaliador (CCI=1,00) quanto para interavaliadores (CCI=0,998). Da mesma forma, a avaliação da confiabilidade de cada um dos itens da escala também foi excelente. Conclusões: A versão traduzida da ECAB para o português disponibiliza, para os profissionais da reabilitação infantil, um instrumento confiável de avaliação do equilíbrio específico para crianças e adolescentes com PC com diferentes níveis de funcionalidade.
Descritores: Paralisia Cerebral/fisiopatologia
Crianças com Deficiência
Equilíbrio Postural/fisiologia
-Brasil/epidemiologia
Variações Dependentes do Observador
Paralisia Cerebral/epidemiologia
Reprodutibilidade dos Testes
Pesquisas sobre Serviços de Saúde
Características Culturais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 26 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde