Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.318.308.985.775 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 196 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 20 ir para página                         

  1 / 196 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891414
Autor: Oliveira, Renato de; Cabral, Fernanda Godoy; Carvalho, Waldemar de Almeida Pereira; Cordts, Emerson Barchi; Bianco, Bianca; Barbosa, Caio Parente.
Título: Progesterone level on the day of hCG administration in relation to the pregnancy rates of patients undergoing assisted reproduction techniques / Valor da progesterona no dia do hCG em relação à taxa de gravidez de pacientes submetidas às técnicas de reprodução assistida
Fonte: Einstein (Säo Paulo);15(3):273-277, July-Sept. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Objective To evaluate the predictive capacity for pregnancy of the progesterone level on the day of administering human chorionic gonadotropin, in women submitted to assisted reproductive techniques. Methods An observational study with 914 women submitted to assisted reproductive techniques from August 2014 to June 2016. Results Total pregnancy rate was 34.58%; in that, the pregnancy rate in women <35 years, between 35 and 38, and >38 years was, respectively, 42.3%, 38.7% and 16.1% (p<0.001). For embryo transfer in the same cycle, and progesterone of 1.3ng/dL, sensitivity was 4.78%, specificity, 84.18%, accuracy, 56.72%, positive likelihood ratio of 0.3019, and negative likelihood ratio of 1.1312, with receiver operating characteristic curve of 0.46 (95%CI: 0.42-0.49). Conclusion The progesterone level on the day of administering human chorionic gonadotropin of 1.3ng/dL differs from that empirically adopted at the study site (1.7ng/dL), and has a better predictive capacity for pregnancy in the patients studied. However, the low sensitivity of this examination raises questions about its real importance.

RESUMO Objetivo Avaliar a capacidade preditiva para gravidez do valor de progesterona no dia da administração da gonadotrofina coriônica humana em mulheres submetidas às técnicas de reprodução assistida. Métodos Estudo observacional com 914 mulheres submetidas a reprodução assistida de agosto de 2014 até junho de 2016. Resultados Engravidaram 34,58% das mulheres, sendo a taxa de gravidez naquelas >35 anos, entre 35 e 38 anos e >38 anos, respectivamente, de 42,3%, 38,7% e 16,1% (p<0,001). Para o valor de progesterona até 1,3ng/dL visando à transferência embrionária no mesmo ciclo, encontraram-se sensibilidade de 4,78%, especificidade de 84,18%, acurácia de 56,72%, razão de verossimilhança positiva de 0,3019 e razão de verossimilhança negativa de 1,1312, com área sob a curva característica de operação do receptor de 0,46 (IC95%: 0,42-0,49). Conclusão O valor de progesterona no dia da administração de gonadotrofina coriônica humana até 1,3ng/dL difere daquele empiricamente adotado no local do estudo (1,7ng/dL) e apresenta melhor capacidade preditiva para gravidez nas pacientes estudadas. No entanto, a baixa sensibilidade deste exame abre questionamentos sobre sua real importância.
Descritores:
Progesterona/sangue
Técnicas de Reprodução Assistida
Gonadotropina Coriônica/administração & dosagem
-Estudos Transversais
Taxa de Gravidez
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787777
Autor: Vaz, Raquel Ferreira; Monteiro, Denise Leite Maia; Rodrigues, Nádia Cristina Pinheiro.
Título: Trends of teenage pregnancy in Brazil, 2000-2011 / Tendências da gravidez na adolescência no Brasil, 2000-2011
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);62(4):330-335tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Summary Objective: To evaluate the frequency of teenage pregnancy in Brazil, from 2000 to 2011, in all five Brazilian macroregions and age groups (10-14 and 15-19 years), correlating it with the human development index (HDI). Method: Descriptive epidemiological study, with cross-sectional design, performed by searching the database of the National Health System (Datasus), using information from the Information System (Sinasc). Results: There was a decrease in the percentage of live births (LB) from teenage mothers (10-19 years) in Brazil (23.5 % in 2000 to 19.2 % in 2011). This reduction was observed in all Brazilian macroregions in the group of mothers aged 15 to 19 years. The number of LB increased by 5.0% among mothers aged 10-14 years (increase in the North and Northeast and decline in the other macroregions). The proportion of LB shows an inversely proportional trend to HDI score, with the Southeast having the highest HDI and the lowest proportion of LB to teenage mothers in the country. Conclusion: Brazil shows a decline in the percentage of LB to adolescent mothers, tending to be inversely related to HDI score. It is important to empower strategies to address the problem, so that teenage pregnancy is seen as a personal decision rather than the result of a lack of policies targeting adolescent health.

Resumo Objetivo: avaliar a frequência da gravidez na adolescência no Brasil, no período entre 2000 e 2011, nas cinco diferentes regiões brasileiras e por faixas de idade (10 a 14 e 15 a 19 anos), correlacionando com o índice de desenvolvimento humano (IDH). Método: estudo epidemiológico, descritivo, com desenho transversal, realizado por busca no banco de dados do sistema único de saúde (Datasus), utilizando informações do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Sinasc). Resultados: ocorreu queda do percentual de nascidos vivos (NV) de mães adolescentes (10 a 19 anos) no Brasil (23,5% em 2000 para 19,2% em 2011). Essa redução foi notada em todas as regiões brasileiras na parcela de mães entre 15 e 19 anos. O número de NV aumentou 5,0% entre mães de 10 a 14 anos (incremento no Norte e Nordeste e redução nas demais regiões). A proporção de NV mostra tendência inversamente proporcional ao IDH, tendo o Sudeste o maior IDH e a menor proporção de NV de mães adolescentes no país. Conclusão: o Brasil apresenta declínio do percentual de NV de mães adolescentes, com tendência a estar inversamente relacionado ao IDH. É importante intensificar as estratégias de abordagem do problema, a fim de que a gravidez na adolescência seja uma decisão própria e não consequência da falta de políticas públicas direcionadas ao adolescente.
Descritores: Gravidez na Adolescência/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Coeficiente de Natalidade
Estudos Transversais
Idade Materna
Taxa de Gravidez
Nascido Vivo
Limites: Humanos
Masculino
Gravidez
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-896393
Autor: Borges J, Edson; Zanetti, Bianca Ferrarini; Braga, Daniela Paes de Almeida Ferreira; Setti, Amanda Souza; Figueira, Rita de Cássia Sávio; Nardi, Aguinaldo César; Iaconelli J, Assumpto.
Título: Overcoming male factor infertility with intracytoplasmic sperm injection / Superando o fator masculino de infertilidade com injeção intracitoplasmática de espermatozoides
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);63(8):697-703, Aug. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Summary Objective: To evaluate the effect of male factor infertility on intracytoplasmic sperm injection (ICSI) outcomes compared with a control group presenting isolated tubal factor. Method: This retrospective study included 743 couples undergoing ICSI as a result of isolated male factor and a control group consisting of 179 couples undergoing ICSI as a result of isolated tubal factor, performed in a private university- -affiliated in vitro fertilization center, between January/2010 and December/2016. Patients were divided into two groups according to maternal age: women ≤35 years old and >35 years old. The effects of infertility causes on laboratorial and clinical ICSI outcomes were evaluated using Student's t-test and (2 test. Results: No differences in controlled ovarian stimulation outcomes were observed between male factor cycles and tubal factor cycles in the two age groups. Implantation (male factor 35.5% vs. tubal factor 32.0%, p=0.340), pregnancy (male factor 46.9% vs. tubal factor 40.9%, p=0.184) and miscarriage (male factor 10.3% vs. tubal factor 10.6%, p=0.572) rates were similar between the infertility groups, irrespective of female age. Considering maternal age, the cancelation rate was higher in older women (>35 years old) undergoing ICSI as a result of male factor infertility (17.4% vs. 8.9%, p=0.013). Conclusion: Our results showed that there is no difference in the outcomes of pregnancy between couples with male or tubal factor infertility, which indicates that ICSI surpasses the worse specific outcomes associated with male factor.

Resumo Objetivo: Avaliar o efeito do fator masculino de infertilidade em resultados de injeção intracitoplasmática de espermatozoides (ICSI) em comparação com um grupo controle que apresenta o fator tubário isolado. Método: Este estudo retrospectivo incluiu 743 casais submetidos a ICSI por fator masculino e 179 casais por fator tubário, realizada em um centro privado de fertilização in vitro associado à universidade, entre janeiro de 2010 e dezembro de 2016. Os pacientes foram divididos em dois grupos de acordo com a idade materna: mulheres ≤ 35 e > 35 anos de idade. Os efeitos das causas de infertilidade nos resultados laboratoriais e clínicos da ICSI foram avaliados pelos testes T de Student e Qui-quadrado. Resultados: Não foram observadas diferenças nos parâmetros de estimulação ovariana entre os ciclos com fatores masculinos e com fatores tubários. A taxa de implantação (fator masculino 35,5% vs. fator tubário 32,0%, p=0,340), de gravidez (fator masculino 46,9% vs. fator tubário 40,9%, p=0,184) e de aborto (fator masculino 10,3% vs. fator tubário 10,6%, p=0.572) foram semelhantes entre os grupos de infertilidade, independentemente da idade feminina. Considerando a idade materna, a taxa de cancelamento foi maior em mulheres > 35 anos cuja causa de infertilidade era o fator masculino (17,4% vs. 8,9%, p=0,013). Conclusão: Não há diferenças nos resultados de gravidez entre casais com infertilidade dos fatores masculino ou tubário isolados, o que indica que ICSI supera os piores resultados associados ao fator masculino.
Descritores: Taxa de Gravidez
Injeções de Esperma Intracitoplásmicas/métodos
Infertilidade Feminina
Infertilidade Masculina
-Fertilização In Vitro/métodos
Estudos de Casos e Controles
Estudos Retrospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1182439
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Oficina General de Epidemiología. Programa de Especialización en Epidemiología de Campo - PREC.
Título: Demografía: Fuentes de datos: Censo de Población - Fuentes de datos: Registros vitales - Estudio de la fecundidad - Estudio de migraciones / Demography: Data Sources: Census of Population - Data Sources: Vital registration - Fertility Study - Study of migration.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 2000. 51 p. ilus. (Serie Educación Continua en Epidemiología - Materiales de Autoaprendizaje, 002).
Idioma: es.
Resumo: El presente documento detalla: Introducción, prerequisitos, objetivos del módulo, orientaciones metodológicas, censo de población, registros vitales, estudio de la fecundidad, estudio de migraciones
Descritores: Características da População
Censos
Demografia
Epidemiologia
Taxa de Gravidez
-Peru
Responsável: PE18.4 - Centro de Documentación
[{"text": "PE18.1 MS/OGE 0012"}]


  5 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041077
Autor: Monteiro, Denise Leite Maia; Martins, José Augusto Ferraz dos Santos; Rodrigues, Nádia Cristina Pinheiro; Miranda, Fátima Regina Dias de; Lacerda, Isabel Maria Santos; Souza, Flávio Monteiro de; Wong, Ana Clara Tavares; Raupp, Roberta Monteiro; Trajano, Alexandre José Baptista.
Título: Adolescent pregnancy trends in the last decade
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);65(9):1209-1215, Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: SUMMARY INTRODUCTION Teenage pregnancy is a universal phenomenon, with higher prevalence in developing countries. Although there has been a reduction in Brasil since the year 2000, the age-specific fertility rate for this age group remains high. OBJECTIVE To evaluate the frequency of adolescence pregnancy in in Brasil from 2006 to 2015 and its association with the Human Development Index (HDI). METHODS A descriptive epidemiological study, conducted by searching the database of the Department of Informatics of the Unified Health System (DATASUS), using information from the Information System on Live Births (SINASC) for the five Brazilian regions. RESULTS There was a reduction in the percentage of live births (LB) from adolescent mothers (10 to 19 years old) in Brasil by 13.0% over the last ten years. This decline was observed in all Brazilian regions among mothers aged 15 to 19 years. The number of LB increased by 5.0% among mothers aged 10 to 14 years in the North and decreased in the other regions, with higher rates in the South (18.0%). The specific fertility rate for the 15-19-year-old group decreased from 70.9/1,000 to 61.8/1,000 in the period. The proportion of LB is inversely associated with the HDI, except in the Northeast (the lowest HDI in the country), where there was a significant reduction (18.0%) among mothers aged 15-19 and 2% among those aged 10-14 years. CONCLUSION Teenage pregnancy in Brasil is in slow decline, especially among mothers aged 10-14 years and is inversely associated with the HDI, except in the Northeast.

RESUMO INTRODUÇÃO A gravidez na adolescência é fenômeno universal, com maior prevalência nos países em desenvolvimento. Embora venha apresentando redução desde 2000 no Brasil, a taxa de fecundidade específica para essa faixa etária permanece elevada. OBJETIVO Avaliar a frequência da gravidez na adolescência no Brasil, no período de 2006 a 2015, e a associação com o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). MÉTODO Estudo epidemiológico, descritivo, realizado por busca no banco de dados no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (Datasus), utilizando informações do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (Sinasc) sobre as cinco regiões brasileiras. RESULTADOS Ocorreu queda do percentual de nascidos vivos (NV) de mães adolescentes (10 a 19 anos) no Brasil de 13,5% nos últimos dez anos. Essa redução foi notada em todas as regiões brasileiras, entre mães de 15 e 19 anos. O número de NV aumentou 5,0% entre aquelas de 10 a 14 anos na Região Norte e foi reduzido nas demais regiões, sendo maior no Sul (18,0%). A taxa de fecundidade específica de 15-19 anos diminiu de 70,9/1.000 para 61,8/1.000 no período. A proporção de NV se associa inversamente ao IDH, exceto no Nordeste, onde ocorreu importante redução (18,0%) entre as mães de 15-19 anos e de 2% entre 10-14 anos. CONCLUSÃO A gravidez na adolescência no Brasil encontra-se em lento declínio, especialmente entre 10-14 anos, e está inversamente associada ao IDH, exceto no Nordeste.
Descritores: Gravidez na Adolescência/estatística & dados numéricos
Fatores Socioeconômicos
Taxa de Gravidez/tendências
-Brasil/epidemiologia
Coeficiente de Natalidade
Idade Materna
Nascido Vivo/epidemiologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131520
Autor: Fonseca, A. P; Alves, B. R. C; Campos, M. M; Costa, R. M; Machado, F. S; Pereira, L. G. R; Tomich, T. R; Brandão, F. Z; Borges, Á. M.
Título: Idade à puberdade e características reprodutivas de novilhas mestiças F1 Holandês x Gir com fenótipos divergentes para consumo alimentar residual / [Age at puberty and reproductive characteristics of F1 Holstein x Gyr crossbred heifers with divergent phenotypes for residual feed intake]
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(4):1093-1101, July-Aug. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A relação da eficiência nutricional com a idade e o peso à puberdade e as características reprodutivas foram estudadas em 35 novilhas F1 Holandês x Gir, em ensaios usando o consumo alimentar residual (CAR) nos períodos pós-desaleitamento (PD) e pós-puberdade (PP). Novilhas PD (P<0,0001) e PP (P<0,001) foram ranqueadas como de alta, intermediária e baixa eficiências e apresentaram CAR de -0,259 -0,014 e 0,346kg/dia e -0,848 -0,096 e 0,842kg/dia, respectivamente. Novilhas PD diferiram (P<0,05) na idade à puberdade entre ranques de alta, intermediária e baixa eficiências, em média, aos 339,7; 346,4; 315,3 dias, respectivamente. Os pesos à puberdade de novilhas PD com alta, intermediária e baixa eficiências foram, em média, de 321±28,1kg e não diferiram (P>0,05) entre CAR. Não foi verificada correlação entre diâmetro folicular, taxa de crescimento do folículo, número de ondas foliculares no ciclo estral e taxa de gestação à primeira IA com o CARPD ou CARPP. Novilhas F1HG selecionadas para CAR com baixa eficiência podem ter idade à puberdade 10 dias a mais, quando comparadas às novilhas de alta eficiência para CAR. Não foi verificado que novilhas selecionadas para alta ou baixa eficiências alimentares, usando CAR, tivessem algum impacto negativo sobre características reprodutivas avaliadas.(AU)

The relationship between nutritional efficiency and age and weight at puberty and reproductive traits was studied in 35 F1 Holstein x Gyr heifers, in trials using residual food consumption (CAR) in the post-weaning (PW) and post-pubertal (PP) periods. PD heifers (P<0.0001) and PP (P<0.001) were classified as high, intermediate and low efficiencies and presented CAR of -0.259 -0.014 and 0.346kg/day and -0.848 -0.096 and 0.842kg/day, respectively. PD heifers differed (P<0.05) in age at puberty between high, intermediate and low efficiencies, on average, at 339.7, 346.4 and 315.3 days, respectively. The weight at puberty of PD heifers with high, intermediate and low efficiencies were, on average, 321±28.1kg and did not differ (P>0.05) between CAR. No correlation was found between follicular diameter, follicle growth rate, number of follicular waves in the estrous cycle and pregnancy rate at 1st AI with the CARPD or CARPP. F1HG heifers selected for CAR with low efficiency can be aged at puberty 10 days longer when compared to high-efficiency heifers for CAR. These results did not show that heifers selected for high or low food efficiency, using CAR, had negative impact on the reproductive characteristics evaluated.(AU)
Descritores: Fenótipo
Ganho de Peso
Ciclo Estral
Comportamento Alimentar
-Pesos e Medidas Corporais/veterinária
Taxa de Gravidez
Limites: Animais
Feminino
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araujo, M. S
Texto completo
Id: biblio-1139937
Autor: Cardoso, R. C; Codognoto, V. M; Lainetti, P. F; Yamada, P. H; Rizzoto, G; Salgado, L. C; Araújo, M. S; Vieira, A. F; Marques, N. F. S; Oba, E.
Título: Pregnancy rates and luteal phase characteristics of bovine embryo recipients treated with flunixin meglumine / Taxas de prenhez e características da fase lútea de receptoras de embriões tratadas com flunixina meglumina em bovinos
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(4):1085-1092, July-Aug. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to evaluate the effects of flunixin meglumine administration on pregnancy rates and luteal phase characteristics in bovine embryo recipients at the moment of embryo transfer. In experiment 1, in vitro produced embryos were transferred to 184 females divided as control and treated group (recipients treated with 1.1mg/kg flunixin meglumine). In experiment 2, 22 females were divided as control group; group 2 (animals submitted to a reproductive tract manipulation similar to an embryo transfer on the 7th day after estrous); and group 3 (females submitted to a manipulation and treatment with 1.1mg/kg flunixin meglumine). In experiment 1 no difference was observed between control and treated groups (40.2% and 44.6%, respectively) for pregnancy rates. In experiment 2 no difference was observed on the length of luteal phase between groups, however, animals in group 2 presented lower plasma progesterone concentrations than the control group and group 3. Therefore, we concluded that although the administration of flunixin meglumine at the moment of embryo transfer inhibited the reduction plasma progesterone concentrations, it was not effective in increasing pregnancy rates of bovine recipients.(AU)

O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos da administração de flunixina meglumina sobre as taxas de prenhez e características da fase lútea da receptora no momento da transferência de embriões em bovinos. No experimento 1, embriões produzidos in vitro foram transferidos para 184 fêmeas, divididas em grupos controle e tratado (tratados com 1,1mg/kg de flunixina meglumina). No experimento 2, 22 fêmeas foram divididas em grupo controle (n=7); grupo 2 (n=8; animais submetidos à manipulação do trato reprodutivo semelhante à transferência de embriões no sétimo dia pós-cio); e grupo 3 (n=7; fêmeas submetidas à manipulação e ao tratamento com 1,1mg/kg de flunixina meglumina). No experimento 1, não foi observada diferença nos grupos controle e tratado (40,2% e 44,6%, respectivamente) para as taxas de prenhez. No experimento 2, não houve diferença na extensão da fase lútea entre os grupos, entretanto os animais do grupo 2 apresentaram concentrações plasmáticas de progesterona mais baixas que o grupo controle e o grupo 3. Portanto, conclui-se que a administração de flunixina meglumina no momento da transferência de embriões inibiu a redução das concentrações plasmáticas de progesterona, no entanto não foi eficaz para aumentar as taxas de prenhez de receptoras em bovinos.(AU)
Descritores: Taxa de Gravidez
Técnicas de Cultura Embrionária/veterinária
Fase Luteal/fisiologia
Meglumina
-Progesterona
Técnicas In Vitro/veterinária
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-91350
Autor: Chávez Cacho, José Manuel.
Título: Fertilidad posterior al embarazo ectópico / Fertility post Ectopic Pregnancy
Fonte: Diagnóstico (Perú);14(4):106-8, oct. 1984. tab.
Idioma: es.
Resumo: En este estudio se consideran a 141 pacientes sobre un total de 273 que tuvieron un seguimiento no menor de 2 años, luego de haber sido operadas por haber presentado una gestación ectópica, durante los años compredidos en el lapso de 1969 a 1982, en el Hospital General Base Cayetano Heredia. En este estudio se analiza la magnitud del daño sobre la fertilidad futura en pacientes que tuvieron esta enfermedad. La relación de embarazos ectópicos frente al número de partos fue de 1 a 129; siendo más frecuente de observar en nulíparas y primíparas (39%), y también para el rango de edades comprendidas entre los 25 a 29 años (30.7%). Una revisisón de antecedentes previos de los pacientes mostraba abortos en el 26.4%, infertilidad secundaria en el 23.4%, tuberculosis previa en el 11.7%, infertilidad primaria en el 8% y operación cesárea previa en el 4.4%. Como síntomas generales se presentaron principalmente dolor abdominal en el 98.5%, amenorrea en el 78.4% y ginecorragia en el 64.8%. La localización tubárica de la gestación ectópica representó el 97.4%, siendo de estos el 74.16% que se manifestaron bajo la modalidad de ectópico roto. Los resultados obtenidos en esta serie indican que las gestaciones ectópicas interfieren con la reproductividad futura en el 44.3% de las pacientes lo cual representa la Tasa de Esterilidad Corregida (Incapacidad para volver a gestar, a pesar de así desearlo)
Descritores: Ovário
Gravidez Abdominal
Gravidez Tubária
Fertilidade
Gravidez Ectópica/complicações
Gravidez Ectópica/epidemiologia
-Esterilização Reprodutiva
Aborto Espontâneo
Seguimentos
Taxa de Gravidez
Infertilidade
Dispositivos Intrauterinos
Cesárea
Limites: Humanos
Gravidez
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  9 / 196 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1115215
Autor: Rubio Campo, Santiago; Bustacara Díaz, Maximiliano.
Título: Tasa de embarazo en mujeres usuarias de implantes subdérmicos, en un instituto prestador de salud del sur de Bogotá / Pregnancy Rates in Women Using Subdermal Contraceptive Implants at a Healthcare Institution in Southern Bogotá / Taxa de gravidez em mulheres usuárias de implantes subdérmicos, em um instituto prestador de saúde do sul de Bogotá, Colômbia
Fonte: Rev. MED;27(1):7-15, ene.-jun. 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen: Este artículo determina las tasas de embarazo en usuarias de implantes Jadelle e Implanon y el porcentaje de continuidad de este método durante su uso en pacientes de un instituto prestador de salud (IPS) del sur de la ciudad. A través de un estudio descriptivo se revisaron las bases de datos de 14.566 mujeres fértiles que asistieron a la consulta de planificación para portar el implante sub-dérmico entre 2014 y 2017. Gracias a esto, se encontró que la tasa de embarazo promedio en este periodo fue, para el Jadelle, de 2,81 por 1000, y para el Implanon, de 1,19 por 1000, lo que evidencia cifras mayores a las esperadas. Asimismo, se evidenció que la colocación del implante después de la fecundación es la principal causa del aumento de las tasas. El fallo de los implantes valorado por la presencia de embarazo es inferior al 1 %, pero para mantener esta cifra se debe realizar rutinariamente una detección precoz de embarazo.

Abstract: This article determines the pregnancy rates in Jadelle and Implanon users and the percentage of continuity of this method in patients of a healthcare institution (IPS) in the south of the city. Through a descriptive study, the databases of 14,566 fertile women who attended contraception appointments to get a subdermal implant between 2014 and 2017 were reviewed. As a result, it was found that the average pregnancy rate for this period was 2.81 per 1000 for Jadelle and 1.19 per 1000 for Implanon, figures higher than expected. It was also noted that implant placement after fertilization is the main cause of increase in these rates. Implant failure due to existing pregnancy is less than 1 %, but to maintain this figure, early pregnancy tests should be routinely performed.

Resumo: Este artigo determina as taxas de gravidez em usuárias de implantes Jadelle e Implanon e a porcentagem de continuidade desse método durante seu uso em pacientes de um instituto prestador de saúde (IPS) do sul de Bogotá, Colômbia. Por meio de um estudo descritivo, foram revisadas as bases de dados de 14.566 mulheres férteis que foram à consulta de planejamento para ter o implante subdérmico entre 2014 e 2017. A partir disso, foi verificado que a taxa de gravidez média no período foi, para o Jadelle, de 2,81 por 1.000 e, para o Implanon, de 1,19 por 1.000, o que evidencia cifras maiores às esperadas. Além disso, foi constatado que a colocação do implante depois da fecundação é a principal causa do aumento das taxas. A falha dos implantes avaliada pela presença de gravidez é inferior a 1%, mas, para manter essa cifra, deve-se realizar uma detecção precoce da gravidez.
Descritores: Taxa de Gravidez
-Saúde Pública
Dispositivos Anticoncepcionais
Eficácia de Contraceptivos
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO87.1 - Biblioteca Médica


  10 / 196 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055111
Autor: Talini, R; Kozicki, L. E; Gaievski, F. R; Polo, G; Lima, L. G. F; Santiago, J; Segui, M. S; Weiss, R. R; Galan, T. G. B.
Título: Bovine semen thermoresistance tests and their correlation with pregnancy rates after fixed-time artificial insemination / Testes de termorresistência do sêmen bovino e sua correlação com taxas de prenhez após inseminação artificial em tempo fixo
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(6):2085-2092, Nov.-Dec. 2019. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: The objective of the study was to determine whether or not there is a correlation between thermoresistance tests (TT) after semen thawing and pregnancy rate (PR) after fixed-time artificial insemination (FTAI). Four different TT were performed on ten samples used for AI; a rapid test (RTT) (30min / 46°C) and three slow tests (STT): STT1 (60min/38°C), STT2 (180min/38°C), and STT3 (300min/38°C). Two hundred and fifteen multiparous crossbred cows were submitted to FTAI under the following protocol: on day zero (d0) the animals received a P4 device +EB; on d7 PGF2α; on d8 P4 was removed and eCG+EC were administered; IATF was performed on d10. Three gestational diagnoses (G D) were performed on d40, d70 and d120. The mean sperm motility (%) in RTT and STTs were 19.84±6.13, 28.55±10.48, 17.62±5.87 and 8.63±3.46, respectively, and TP in the three DG 61.86%, 57.67%, and 55.81%, respectively. Through Person test a significant negative correlation (P< 0.05) was found between STT2 and PR at 60 days (r= -0.644) and between STT3 and all TPs (r= -0.774, -0.752, 0.748). It was concluded that TT parameters are not able to determine correlation between semen quality and TP.(AU)

O objetivo do presente estudo foi determinar se há ou não correlação entre testes de termorresistência (TT) após descongelamento do sêmen e taxa de prenhez (TP) após inseminação artificial em tempo fixo (IATF). Quatro diferentes TT foram realizados nas 10 amostras utilizadas para a IA; um teste rápido (RTT) (30min/46°C) e três testes lentos (STT): STT1 (60min/38°C), STT2 (180min/38°C) e STT3 (300min/38°C). Duzentas e quinze vacas cruzadas multíparas foram submetidas à IATF sob o seguinte protocolo: no dia zero (d0), os animais receberam um dispositivo de P4+EB; em d7, PGF2α; em d8, retirou-se P4 e eCG+EC administrados; no d10, foi realizada IATF. Três diagnósticos gestacionais (DG) foram feitos, em d40, d70 e d120. As médias de motilidade espermática (%) em RTT e STTs foram 19,84±6,13, 28,55±10,48, 17,62±5,87 e 8,63±3,46, respectivamente, e TP nos três DG 61,86%, 57,67% e 55,81%, respectivamente. Por meio do teste de Person, uma correlação negativa significativa (P<0,05) foi encontrada entre os resultados de STT2 e PR aos 60 dias (r=-0,644) e entre STT3 e todas TPs (r=-0,774, -0,752 e -0,748). Concluiu-se que parâmetros de TT não são capazes de determinar correlação entre qualidade do sêmen e TP.(AU)
Descritores: Motilidade Espermática
Regulação da Temperatura Corporal
Taxa de Gravidez
Resposta ao Choque Térmico
Análise do Sêmen/métodos
-Inseminação Artificial/veterinária
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Gravidez
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 20 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde