Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.318.375 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1317 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 132 ir para página                         

  1 / 1317 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1290696
Autor: Paraguay. Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social; .Dirección General de Programas de Salud.
Título: Guía de vigilancia epidemiológica de la morbimortalidad materna, fetal y neonatal / Epidemiological Surveillance Guide for Maternal, Fetal, and Neonatal Morbidity and Mortality.
Fonte: Asunción; MSPBS/DGPS; 2016. 104 p p. tablas, fig., cuadros.
Idioma: es.
Resumo: La Guía apunta a convertirse en un instrumento que sirva para normativizar las acciones de los profesionales de salud, a fin de generar una vigilancia más efectiva, y contribuir a un sistema de información sostenible y de calidad.
Descritores: Mortalidade Infantil
Mortalidade Materna
Mortalidade Fetal
-Paraguai
Morbidade
Monitoramento Epidemiológico
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Guia
Responsável: PY40.1 - Biblioteca


  2 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1286378
Autor: Cunha, Carmen Maria dos Santos Lopes Monteiro da; Henriques, Maria Adriana Pereira; Costa, Andreia Jorge Silva.
Título: A enfermagem de saúde pública e as políticas públicas de saúde: um estudo de caso / La enfermería de salud pública y las políticas públicas de salud: uno estudio de caso / Public health nursing and public health policies: a case study
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;25(5):e20210204, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivos caracterizar as intervenções do enfermeiro especialista de saúde comunitária e de saúde pública de um Agrupamento de Centros de Saúde; identificar os principais fatores facilitadores para o desempenho das competências, e a contribuição para as políticas públicas de saúde. Método estudo de caso, com enfermeiros da especialidade em enfermagem de saúde comunitária e de saúde pública. Coleta de dados por meio de entrevista, no período de outubro a dezembro de 2019. A análise foi guiada por duas estratégias: partir das proposições teoréticas e trabalhar os dados emergentes; e duas técnicas: combinar padrões, "pattern matching" e construir explicações, "explanation building". Resultados a partir da matriz construída, surgiram dez proposições teoréticas, dez evidências emergentes, cinco padrões e cinco hipóteses explicativas. Sobressaem intervenções de vigilância epidemiológica, planeamento e gestão de projetos. A formação pessoal e a comunicação destacam-se como fatores facilitadores. Conclusão e implicações para a prática a intervenção do enfermeiro dessa especialidade apresenta uma dimensão centrada no planeamento e gestão de projetos, identifica e reflete os fatores facilitadores do desempenho das suas competências, enquanto aplicador de políticas públicas de saúde.

Resumen Objetivos caracterizar las intervenciones del enfermero especialista en salud comunitaria y salud pública de un Grupo de Centros de Salud, identificar los principales fatores facilitadores para el desempeño de competencias, y la contribución a las políticas públicas de salud. Método estudio de caso, con enfermeros especialistas en enfermería de salud comunitaria y de salud pública. Recolección de datos realizada por entrevista, de octubre a diciembre de 2019. El análisis estuvo guiado por dos estrategias: partiendo de las proposiciones teóricas y trabajando con los datos emergentes; y dos técnicas: combinación de patrones, "pattern matching" y construcción de explicaciones, "explanation building". Resultados De la matriz construida surgieron diez proposiciones teóricas, diez evidencias emergentes, cinco patrones y cinco hipótesis explicativas. Se destacan intervenciones de vigilancia epidemiológica, planificación y gestión de proyectos. El entrenamiento personal y la comunicación se destacan como factores facilitadores. Conclusión e implicaciones para la práctica La intervención del enfermero en estas especialidades presenta una dimensión centrada en la planificación y gestión de proyectos, identifica y refleja los factores facilitadores del desempeño de sus competencias, como aplicador de las políticas públicas de salud.

Abstract Objectives to characterize the interventions of specialist nurses of community health and public health of a Group of Health Centers, to identify the main facilitating factors for the performance of competences, and the contribution to public health policies. Method this is a case study carried out with nurses specialized in community health and public health nursing. Data were collected through interviews from October to December 2019. Analysis was guided by two strategies: starting from the theoretical propositions and working the data from the ground up; and two techniques: pattern matching and explanation building. Results from the constructed matrix, ten theoretical propositions, ten emerging evidences, five patterns and five explanatory hypotheses emerged. There are interventions for epidemiological surveillance, planning and project management. Personal training and communication stand out as facilitating factors. Conclusion and implications for practice the intervention of the nurses of these specialties presents a dimension centered on project planning and management identifies and reflects the facilitating factors of the performance of their competencies, as an applicator of public health policies.
Descritores: Enfermagem em Saúde Pública
Enfermeiras de Saúde Pública
Política de Saúde
-Prática Profissional
Vacinação
Papel do Profissional de Enfermagem
Pesquisa Qualitativa
Monitoramento Epidemiológico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  3 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1250688
Autor: Vasconcelos, Cristina Silvana da Silva; Pereira, Renata Junqueira; Santos, Adiléia Fernandes Barros da Silva; Gratão, Lúcia Helena Almeida.
Título: Prevention measures for vertical HIV transmission: monitoring infected pregnant women and exposed children / Medidas de prevenção para transmissão vertical do HIV: acompanhamento de gestantes infectadas e crianças expostas
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);21(1):207-215, Jan.-Mar. 2021. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to present an analysis of the follow-up of exposed children and pregnant women living with HIV who are assisted in a reference public healthcare service of a Brazilian capital. Methods: this is a cross-sectional study with sociodemographic and clinical data obtainedfrom physical and electronic medical records of women living with HIV and exposed children, treated between 2000 and 2018, in a secondary healthcare service. For associations, the chi-square test at 5% significance was used. Results: the data about 183 pregnancies and 214 children from the capital or other municipalities in the state were analyzed. The women have low schooling, are brown or black, single, multiparous, diagnosed with HIV during prenatal care, with the start of follow-up from the third trimester of pregnancy and the use of prophylaxis during childbirth. As for children, the associations were significant for notification on SINAN, admission to the health service, use of prophylaxis indicating better monitoring for those who live in the state capital. Conclusions: the prevention measures recommended by the Ministry of Health, in general, were followed, but children and pregnant women who live in other cities were worse off than those ones in the capital. Unnotified cases were identified on SINAN. These issues may contribute to new cases of vertical transmission of HIV.

Resumo Objetivos: apresentar uma análise do acompanhamento de crianças expostas e gestantes vivendo com HIV atendidas em um serviço público de referência de uma capital brasileira. Métodos: trata-se de estudo transversal, com dados sociodemográficos e clínicos obtidos em prontuários físicos e eletrônicos mulheres vivendo com HIV e crianças expostas, atendidas entre 2000 a 2018 em um serviço de atenção secundária à saúde. Para as associações foi utilizado o teste qui-quadrado, com significância de 5%. Resultados: foram analisados dados de 183 gestações de 150 mulheres e 214 crianças expostas a infecção pelo HIV As mulheres possuíam baixa escolaridade, eram pardas ou pretas, solteiras, multíparas, com diagnóstico de HIV durante o pré-natal, com início do acompanhamento a partir do terceiro trimestre de gestação e uso de profilaxia durante o parto. Quanto às crianças, as associações foram significativas para notificação no SINAN, admissão no serviço de saúde, uso de profilaxia indicando melhor acompanhamento para aquelas que moravam na capital do estado. Conclusões: as medidas de prevenção recomendadas pelo Ministério da Saúde, em geral, foram seguidas, porém apresentaram pior cenário as crianças e gestantes que residiam em outros munícipios quando comparadas as da capital. Foram identificados casos não notificados no SINAN. Essas questões podem contribuir para novos casos de transmissão vertical do HIV.
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Atenção Secundária à Saúde
Infecções por HIV/prevenção & controle
Infecções por HIV/epidemiologia
Transmissão Vertical de Doenças Infecciosas/prevenção & controle
Monitoramento Epidemiológico
-Sub-Registro
Brasil/epidemiologia
Distribuição de Qui-Quadrado
Estudos Transversais
Gestantes
Serviços de Saúde Materno-Infantil
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  4 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1279655
Autor: Barajas P, Diana P; Ciuoderis A, Karl A; Cárdenas G, Darío; Góngora O, Agustín; Osorio B, Jorge; Pacheco P, Camilo E; Monroy O, Nestor I; Tovar B, Gloria D.
Título: Vigilancia epidemiológica del virus Occidental del Nilo en las llanuras orientales de Colombia / Epidemiological surveillance of West Nile virus in the Eastern Plains of Colombia
Fonte: Rev. MVZ Córdoba;25(1):59-67, ene.-abr. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo. Identificar la presencia del virus del Oeste del Nilo en equinos y mosquitos en ocho municipios del departamento del Meta. Materiales y métodos. La investigación contó con el aval del Comité de bioética de la Universidad de los Llanos. Se analizaron mediante pruebas serológicas y moleculares 613 muestras de equinos criollos y de raza cuarto de milla, destinados a actividades deportivas y de trabajo, con un rango de edad de 2 a 15 años, en los transectos: Villavicencio-Restrepo-Cumaral, San Martín - Castilla la Nueva-Granada y Puerto López-Puerto Gaitán, analizados en 62 pool y 213 mosquitos. Los pool de sueros de equinos y mosquitos fueron analizados por ELISA y PCR. Resultados. No se encontraron animales seropositivos mediante la prueba de ELISA y las pruebas moleculares también fueron negativas. Conclusiones. Aunque en este estudio no se evidenció la presencia de anticuerpos IgM por la técnica de Elisa y las pruebas moleculares (RT-PCR) también fueron negativas para circulación viral, en los municipios objeto de estudio, es importante indicar que la detección molecular en sueros, requiere unos niveles de viremia representativos y que el animal se encuentre en la fase aguda de la enfermedad. Aunque es posible que la población equina se mantenga libre de contacto con el virus, se debe mantener la vigilancia epidemiológica frente a este importante patógeno para la salud humana, especialmente por la presentación de brotes de otros virus zoonóticos como la Encefalitis Equina del Este y Encefalitis Equina Venezolana en los departamentos del Meta y Casanare, contiguo a este.

ABSTRACT Objective. Identify the presence of West Nile virus in horses and mosquitoes in eight municipalities of the department of Meta. Materials and methods. The research was supported by the Bioethics Committee of the University of Los Llanos. 613 samples of Creole and quarter-mile equine horses, intended for sports and work activities, with an age range of 2 to 15 years, were analyzed using serological and molecular tests in the transects: Villavicencio-Restrepo-Cumaral, San Martín- Castilla la Nueva-Granada and Puerto López-Puerto Gaitán, analyzed in 62 pools and 213 mosquitoes. The pool of sera of horses and mosquitoes were analyzed by ELISA and PCR. Results. No seropositive animals were found by the ELISA test and molecular tests were also negative. Conclusions. Although in this study the presence of IgM antibodies was not evidenced by the Elisa technique, and molecular tests (RT-PCR) were also negative for viral circulation, in the municipalities under study, it is important to indicate that the molecular detection in sera, it requires representative levels of viremia and that the animal is in the acute phase of the disease. Although it is possible that the equine population remains free of contact with the virus, epidemiological surveillance should be maintained against this important pathogen for human health, especially due to the outbreak of other zoonotic viruses such as Eastern Equine Encephalitis and Encephalitis Venezuelan Equine in the departments of Meta and Casanare, adjacent to this.
Descritores: Vírus do Nilo Ocidental
-Zoonoses
Reação em Cadeia da Polimerase
Monitoramento Epidemiológico
Flavivirus
Limites: Animais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO140 - Facultad de Medicina Veterinária y Zootecnia


  5 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1128991
Autor: Associação Brasileira de Saúde Coletiva; .Centro Brasileiro de Estudos de Saúde; .Associação Brasileira Rede Unida; .Associação Brasileira de Economia em Saúde; .Associação Brasileira de Saúde Mental; .Associação Brasileira de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora; .Associação Brasileira de Enfermagem; .Sociedade Brasileira de Virologia; .Sociedade Brasileira de Bioética; .Conselho Nacional de Saúde (Brasil); .Sociedade Brasileira de Medicina Tropical; .Sociedade Brasileira para a Qualidade do Cuidado e Segurança do Paciente; .Rede de Médicas e Médicos Populares; .Associação Brasileira de Médicas e Médicos pela Democracia; .Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade.
Título: Plano nacional de enfrentamento à pandemia da COVID-19: frente pela vida / National plan to combat the COVID-19 pandemic: facing life.
Fonte: Brasília; s.n; 15 jul. 2020. 111 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Para enfrentar a pandemia da COVID-19, o Estado brasileiro tem a obrigação moral e constitucional de coordenar ações emergenciais para controlá-la, superá-la e reduzir impactos econômicos e sociais sobre a nação brasileira. Infelizmente, constata-se irresponsabilidade e inércia das autoridades federais, demonstrada pelo fato de o Brasil entrar no quinto mês da pandemia sem qualquer plano oficial geral para seu enfrentamento. Frente a essa omissão e diante da necessidade e da vontade da sociedade brasileira de superar a crise sanitária e todas as suas consequências, apresenta-se aqui uma contribuição, com base em conhecimento científico, expertise técnica e intensa mobilização social, para a sistematização de Plano Nacional de Enfrentamento da COVID-19. O panorama epidemiológico da pandemia no Brasil mostra-se bastante complexo. Em meados de julho, já haviam sido registrados mais de 2 milhões de casos e 75 mil óbitos que fazem da COVID-19 a principal causa de morte no país, concentrada em áreas de periferia urbana e em grupos sociais vulnerabilizados. Nessa fase recente, a epidemia avança para o interior dos estados, ameaçando particularmente pequenas cidades, territórios indígenas, quilombolas e populações ribeirinhas. A diversidade e iniquidade na sociedade brasileira, uma das mais desiguais do mundo, representam fatores cruciais a serem considerados na implementação de propostas e estratégias de superação da pandemia e seus impactos. Face à contagiosidade da COVID-19, na ausência de vacinas e medicamentos, medidas não farmacológicas de controle epidemiológico são importantíssimas, como distanciamento físico, uso de máscaras e higiene. Para tornar efetivo o enfrentamento da pandemia, a Organização Mundial da Saúde recomenda forte engajamento da sociedade. No Brasil, a Constituição Federal de 1988 garante a participação da sociedade na gestão de políticas e programas e institui a participação social como princípio organizativo do SUS, tendo o Conselho Nacional de Saúde (CNS) como instância máxima do controle social. É imperioso fortalecer as instâncias de participação social, assegurando a representação da sociedade civil em toda sua diversidade e representatividade. No plano da atenção à saúde, é preciso um processo de renovação do Sistema Único de Saúde (SUS), desenvolvendo-o à sua plena potência, para que alcance a universalidade e as capacidades necessárias que a pandemia e os demais problemas de saúde estão a exigir dos sistemas de saúde. Ao lado de estratégias urgentes e emergenciais para o enfrentamento da pandemia, é fundamental superar, de forma estruturante, o subfinanciamento do SUS. Acesso universal e integralidade da atenção demandam organização sistêmica, efetivada mediante a celebração de pactos federativos pautados na cooperação e na solidariedade. Nesse aspecto, a irresponsabilidade do governo federal tem provocado conflitos federativos, chegando-se ao ponto de o Supremo Tribunal Federal ter que ratificar a autonomia dos governos subnacionais em legislar no âmbito da saúde pública. De modo ainda mais dramático, o Ministério da Saúde (MS) demonstra incapacidade de aplicar efetivamente recursos destinados ao controle da pandemia. A pandemia atingiu o Brasil em meio a uma agenda de reformas centrada na austeridade fiscal e na redução do papel do Estado que resultou em desfinanciamento do SUS e fragilização das políticas sociais. Diante do quadro de recessão mundial e nacional causado pela pandemia, são necessárias medidas de promoção e geração de emprego e renda e de proteção social à população. De modo imediato, é necessário contemplar os grupos sob maior risco de adoecimento e morte, como pessoas idosas, e vulnerabilidade socioeconômica, como trabalhadores precarizados, população negra, povos indígenas, população LGBTI+, pessoas em situação de rua, ciganos, migrantes e refugiados, pessoas com deficiência, populações privadas de liberdade.
Descritores: Sistemas de Saúde/organização & administração
Monitoramento Epidemiológico
SARS-CoV-2
COVID-19/epidemiologia
-Isolamento Social
Sistema Único de Saúde/organização & administração
Brasil/epidemiologia
Temas Bioéticos
Populações Vulneráveis
/políticas
ESOPHAGOGASTRIC JUNCTIONABBREVIATIONS AS TOPIC/políticas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284389
Autor: Lima, Maura Antonia.
Título: Circulação de anticorpos contra o vírus amarílico em população simiana da região da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera, São Paulo, Brasil / Circulation of yellow fever virus antibodies in a simian population in the Porto Primavera Hydroelectric Plant region, in São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 72 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução - A febre amarela (FA) é uma doença infecciosa de origem viral transmitida por mosquitos. O vírus da FA mantém-se em dois ciclos básicos: um ciclo urbano do tipo homem-mosquito e um ciclo silvestre onde o vírus é mantido por meio da infecção de macacos e da transmissão transovariana nos mosquitos. Assim, é necessária uma vigilância ativa sobre as populações de primatas não humanos, a fim de detectar a circulação do vírus amarilico, quando ainda está restrito a uma epizootia, bem como determinar, pela presença de anticorpos, uma possível circulação de vírus em regiões consideradas indenes ou de transição para a doença. Objetivo - padronizar o teste imunoenzimático ELISA (Enzyme Linked Immunosorbent Assay) para verificar a prevalência de anticorpos da classe IgG para o vírus da FA em soros de bugios (Alouatta caraya) que habitam a região do reservatório da Usina Hidrelétrica de Porto Primavera, SP. Resultados - O teste ELISA foi padronizado utilizando-se conjugado comercial anti-macacos e foi utilizado para testar amostras de 570 macacos. Nenhuma amostra testada foi reativa para a presença de anticorpos contra o vírus da FA. Conclusões - Os resultados são coerentes com a epidemiologia da FA na região. Mesmo sendo considerada área de transição não se conhece, até o momento, ocorrência de epizootia ou surto de FA na população humana da área e investigações entomológicas não tem apontado a presença de vetores de FA. O teste mostrou-se sensível, rápido e útil para a vigilância epidemiológica da doença. Além da observação da circulação viral nos macacos é necessária a vigilância entomológica de vetores da doença para a tomada de medidas de prevenção, como vacinação.

transmitted by mosquitoes. The YF virus maintains itself in two basic cycles: an urban, man-mosquito-type cycle and a wild cycle, in which the virus is maintained through the infection of monkeys and transovarian transmission in mosquitoes. Thus, active surveillance of non-human primate populations is required to detect yellow fever virus circulation while it is still epizootic and to determine, through the presence of antibodies, possible virus circulation in regions that are considered either exempt of or transitional for the disease. Objective - standardize the ELISA (Enzyme Linked Immunosorbent Assay) to check the prevalence of IgG-class antibodies against the YF virus in the sera of monkeys (Alouatta caraya) that inhabit the Porto Primavera Hydroelectric Plant reservoir region, in São Paulo. Results - The ELISA test was standardized using a commercial anti-monkey conjugate to test samples collected from 570 monkeys. None of the tested samples were reactive to the presence of YF virus antibodies. Conclusions - The results are coherent with the YF epidemiology in the region. Even though it is considered a transition area, thus far no YF epizootic occurrence or outbreak among the human population has been reported in the area and entomological investigations have not pointed to the presence of YF vectors there. The test revealed to be very sensitive, fast, and useful for the disease's epidemiological surveillance. Besides the viral circulation in the reservoirs, it is necessary an entomological surveillance on the vectors to take measures of prevention, as vaccination.
Descritores: Arbovírus
Febre Amarela
Reservatórios de Doenças
Ensaio de Imunoadsorção Enzimática
Monitoramento Epidemiológico
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  7 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Carneiro, Mariângela
Texto completo
Id: biblio-1101140
Autor: Rabelo, Ana Carolina Lemos; Amâncio, Frederico Figueiredo; Oiko, Carla Sayuri Fogaça; Ferraz, Marcela Lencine; Carneiro, Mariângela.
Título: Caracterização dos casos confirmados de dengue por meio da técnica de linkage de bancos de dados, para avaliar a circulação viral em Belo Horizonte, 2009-2014 / Características de los casos confirmados de dengue utilizando la técnica de enlace de bases de datos, para evaluar la circulación viral en la ciudad de Belo Horizonte, Brasil, 2009-2014 / Characterization of dengue cases confirmed using the database linkage technique: assessment of virus circulation in Belo Horizonte, Brazil, 2009-2014
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;29(3):e2019354, 2020. tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: descrever a circulação viral de dengue em Belo Horizonte, Brasil, de 2009 a 2014. Métodos: trata-se de estudo de série de casos de dengue infectados por diferentes sorotipos do vírus, identificados por isolamento viral ou RT-PCR; foi realizado linkage das bases de dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS) e do Gerenciador de Ambiente Laboratorial (GAL). Resultados: foram relacionados 91,1% dos registros (n=775); entre os casos (n=851), 60,4% (n=514) foram confirmados como DENV-1, 22,1% (n=188) como DENV-4, 9,8% (n=83) como DENV-2 e 7,7% (n=66) como DENV-3; DENV-2 apresentou maior percentual de casos graves (4,5%). Conclusão: DENV-1 prevaleceu e circulou em todos os anos avaliados.

Objetivo: describir la circulación viral del dengue en Belo Horizonte, Brasil, de 2009 a 2014. Métodos: se trata de estudio de una serie de casos de dengue infectados por diferentes serotipos del virus, identificados por aislamiento viral o RT-PCR; se realizó una conexión con las bases de datos del Sistema de Información para Enfermedades de Notificación (Sinan), el Sistema del Información Hospitalaria del Sistema Único de Salud (SIH/SUS) y el Gestor de Ambiente de Laboratorio (GAL). Resultados: fueron relacionados 91,1% de los registros (n=775); entre los casos (n=851), el 60,4% (n=514) fue confirmado como DENV-1, 22,1% (n=188) como DENV-4, 9,8% (n=83) como DENV-2 y 7,7% (n=66) como DENV-3; DENV-2 tuvo un mayor porcentaje de casos graves (4,5%). Conclusión: DENV-1 prevaleció y circuló en todos los años evaluados.

Objective: to describe dengue virus circulation in Belo Horizonte, Brazil, from 2009 to 2014. Methods: this is a series study of cases of dengue infected by different virus serotypes, identified by virus isolation or RT-PCR; database linkage was performed between the Notifiable Health Conditions Information System (SINAN), the Brazilian National Health System Hospital Information System (SIH/SUS) and the Laboratory Environment Manager (GAL). Results: 91.1% of the records were linked (n=775); among the cases (n=851), 60.4% (n=514) were confirmed as DENV-1, 22.1% (n=188) DENV-4, 9.8% (n=83) as DENV-2, and 7.7% (n=66) as DENV-3; DENV-2 accounted for a higher percentage of severe cases (4.5%). Conclusion: DENV-1 prevailed and circulated in all evaluated years.
Descritores: Dengue/diagnóstico
Dengue/epidemiologia
Vírus da Dengue/isolamento & purificação
-Brasil/epidemiologia
Notificação de Doenças/estatística & dados numéricos
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
Monitoramento Epidemiológico
Sistemas de Informação em Saúde/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  8 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1101137
Autor: Mocellin, Lucas Pitrez; Winkler, Gerson Barreto; Stella, Isete Maria; Vieira, Patrícia Conzatti; Beck, Caroline; Behar, Paulo Renato Petersen; Kuchenbecker, Ricardo de Souza.
Título: Caracterização dos óbitos e dos itinerários terapêuticos investigados pelo Comitê Municipal de Mortalidade por Aids de Porto Alegre em 2015 / Caracterización de óbitos e itinerario terapéutico investigados por el Comité de Mortalidad por Sida de Porto Alegre, Brasil, en 2015 / Characterization of deaths and therapeutic itineraries investigated by the Porto Alegre AIDS Mortality Committee, Brazil, in 2015
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;29(3):e2019355, 2020. tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: caracterizar os óbitos por aids elegíveis para investigação pelo Comitê Municipal de Mortalidade por Aids (CMAids) de Porto Alegre, Brasil, em 2015, e seus itinerários terapêuticos. Métodos: estudo descritivo, com dados secundários de sistemas de informações de vigilância e das fichas de investigação do CMAids. Resultados: entre 336 óbitos por causas relacionadas à aids, 113 (33,6%) foram considerados evitáveis, dos quais 52 foram investigados pelo CMAids; verificou-se predomínio do sexo masculino (30/52), baixa escolaridade (29/52 casos até a 8ª série incompleta) e tempo de até 2 anos entre o diagnóstico da infecção pelo HIV e a morte (28/52); a tuberculose foi a causa de morte mais frequente (17/52); em 50/52 casos, identificou-se pelo menos uma falha no itinerário terapêutico. Conclusão: os óbitos evitáveis de pessoas com aids ocorreram, majoritariamente, em pessoas do sexo masculino, de baixa escolaridade, com diagnóstico recente de HIV e em decorrência da tuberculose.

Objetivo: caracterizar los óbitos por sida elegibles para investigación por el Comité de Mortalidad por Sida (CMSida) de Porto Alegre, Brasil, en 2015, y sus itinerarios terapéuticos. Métodos: estudio descriptivo con datos secundarios de los sistemas de información de vigilancia y formulario de investigación de CMSida. Resultados entre 336 muertes por sida, 113 (33,6%) se consideraron evitables, de las cuales 52 fueron investigadas por el CMSida; predominó el sexo masculino (30/52), el bajo nivel de educación (29/52 hasta 8º grado incompleto de primaria) y hasta 2 años entre el diagnóstico de la infección por VIH y la muerte (28/52); la tuberculosis fue la causa más frecuente de muerte (17/52); y en 50/52 casos, se identificó al menos una falla en los itinerarios terapéuticos. Conclusión: las muertes evitables de personas con sida ocurrieron principalmente en hombres, con baja escolaridad, diagnóstico reciente de VIH y debido a la tuberculosis.

Objective: to characterize AIDS deaths eligible for Porto Alegre AIDS Mortality Committee (AIDSMC) investigation, Brazil, in 2015, and their therapeutic itineraries. Methods: this was a descriptive study using secondary data from surveillance information systems and AIDSMC investigation forms. Results: out of 336 deaths from AIDS-related causes, 113 (33.6%) were considered avoidable, of which 52 were analyzed by AIDSMC; there was predominance of males (30/52), low schooling level (29/52 incomplete elementary education), and less than 2 years between HIV infection diagnosis and death (28/52); tuberculosis was the most frequent cause of death (17/52); and in 50/52 cases at least one therapeutic itinerary inadequacy was identified. Conclusion: avoidable deaths of people with AIDS occurred mostly in men, those with low education level, those with recent HIV diagnosis and most deaths were due to tuberculosis.
Descritores: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/mortalidade
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/epidemiologia
HIV/patogenicidade
-Brasil/epidemiologia
Epidemiologia Descritiva
Monitoramento Epidemiológico
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  9 / 1317 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1284156
Autor: Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo.
Título: Vigilância epidemiológica da síndrome inflamatória multissistêmica pediátrica (sim-P), temporalmente associada à covid-19, no Estado de São Paulo / Epidemiological surveillance of pediatric multisystem inflammatory syndrome (P-sym), temporally associated with covid-19, in the State of São Paulo.
Fonte: São Paulo; SES/SP; 2021. graf.
Idioma: pt.
Descritores: Síndrome
Infecções por Coronavirus
Monitoramento Epidemiológico
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2


  10 / 1317 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1280365
Autor: Sánchez Estrada, Tamara; González Ramos, Jan Oneil; Manso Martín, Roxilena; Cruz Pérez, Nicolás Ramón; Yanes Macias, Juan Carlos; Crespo García, Arelys.
Título: Caracterización clínico epidemiológica de pacientes en edad pediátrica ingresados en centros de aislamiento de Cienfuegos / Clinical-epidemiological characterization of pediatric patients admitted to isolation centers of Cienfuegos province
Fonte: Rev. cuba. pediatr;93(2):e1529tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La población pediátrica no ha sido las más vulnerable a laCOVID-19. La vigilancia epidemiológica estricta y las estrategias tomadas, permiten identificar y realizar análisis clínico epidemiológico en esta población. Objetivo: Caracterizar desde la óptica clínica y epidemiológica a pacientes pediátricos ingresados en centros de aislamiento. Métodos: Estudio descriptivo y transversal en 316 infantes sospechosos de contactos de personas con COVID-19, edades entre 1 y 18 años e ingresados en los centros de aislamiento de Cienfuegos, desde el 11 de marzo al 30 de junio de 2020.Las variables: edad, sexo, casos sospechosos o contactos, mes de ingreso, sintomatología clínica y casos confirmados. Los datos se expresaron en valores absolutos y relativos. Resultados: Fueron sospechosos 36,7 por ciento niños, 63,3 por ciento contactos; 96,9 por ciento fueron remitidos desde sus áreas de salud. Solo 5 (1,6 por ciento) niños fueron confirmados con la enfermedad y todos tuvieron evolución favorable. Predominaron las edades de 5 a 9 años y de 15 a 18 años con 24,4 y 24,7 por ciento, respectivamente, sin diferencia de género;64,9 por ciento fueron asintomáticos. Los síntomas clínicos más frecuentes fueron: tos (56,8 por ciento) y fiebre (55,9 por ciento). Solo 9 (8,1 por ciento)con dificultad respiratoria. Conclusiones: La enfermedad en la población pediátrica de la provincia Cienfuegos no constituye un problema de salud por el bajo porcentaje de niños confirmados con la enfermedad en los centros de aislamiento. Se reafirma que una de las formas de transmisión es de hombre a hombre y es el aislamiento fundamental para el control y diagnóstico(AU)

Introduction: The pediatric population has not been the most vulnerable to COVID-19. Strict epidemiological surveillance and the strategies taken, allow to identify and perform a clinical-epidemiological analysis in this population. Objective: Characterize from the clinical and epidemiological points of view pediatric patients admitted to isolation centers. Methods: Descriptive and cross-sectional study of 316 infants who were suspected cases or contacts of people with COVID-19, in ages from 1 to 18 years and who were admitted to the isolation centers of Cienfuegos province, from March 11 to June 30, 2020. The variables used were: age, sex, suspected cases or contacts, month of admission, clinical symptomatology, and confirmed cases. The data were expressed in absolute and relative values. Results: 36.7 percent children, and 63.3 percent contacts were suspected; 96.9 percent were referred from their health areas. Only 5 (1.6 percent) children were confirmed with the disease and all had favorable evolution. The ages from 5 to 9 and from 15 to 18 years predominated with 24.4 percent and 24.7 percent, respectively, without gender difference; 64.9 percent were asymptomatic. The most common clinical symptoms were: cough (56.8 percent) and fever (55.9 percent). Only 9 patients (8.1 percent) had respiratory distress. Conclusions: This disease in the pediatric population of Cienfuegos province is not a health problem because of the low percentage of children confirmed with the COVID-19 in isolation centers. It is confirmed that one of the forms of transmission is person-to-person and isolation is vital for control and diagnosis(AU)
Descritores: Estudos Transversais
Infecções por Coronavirus
Diagnóstico
Monitoramento Epidemiológico
Identidade de Gênero
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional



página 1 de 132 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde