Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.318.740.994.250 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 25 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 25 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Victora, Cesar Gomes
Texto completo
Id: lil-795350
Autor: Matijasevich, Alicia; Cortez-Escalante, Juan José; Rabello Neto, Dacio; Fernandes, Roberto Men; Victora, Cesar Gomes.
Título: Método para estimação de indicadores de mortalidade infantil e baixo peso ao nascer para municípios do Brasil, 2012 / Método para cálculo de indicadores de mortalidad infantil y bajo peso al nacer en municipios de Brasil, 2012 / Method for estimating infant mortality and low birth weight indicators for Brazilian municipalities, 2012
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;25(3):637-646, jul.-set. 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, e pelo Escritório para o Brasil do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).
Resumo: OBJETIVO: apresentar um método para estimação dos indicadores de prevalência de baixo peso ao nascer (BPN) e coeficiente de mortalidade infantil (CMI) para municípios brasileiros, de modo a incorporar considerações de flutuação amostral. MÉTODOS: as distribuições binomial e de Poisson foram usadas para estimar os intervalos de confiança de 95% (IC95%); quando o número de óbitos infantis foi zero, o limite superior do IC95% foi estimado pelo método da "regra do três"; como demonstração, foram estimados indicadores para o ano de 2012. RESULTADOS: observou-se discreto aumento do BPN e diminuição do CMI com o aumento da população municipal; as estimativas foram mais precisas para o BPN do que para o CMI, apresentaram grande amplitude dos IC95% em municípios pequenos e baixa confiabilidade quando analisadas apenas para um ano específico. CONCLUSÃO: foi desenvolvida uma planilha eletrônica que permitirá aos gestores estimarem a precisão desses indicadores para seus municípios.

OBJETIVO: presentar un método para el cálculo de indicadores de prevalencia de bajo peso al nacer (BPN) y coeficiente de mortalidad infantil (CMI) para municipios brasileros, para incorporar consideraciones de fluctuación en las muestras. MÉTODOS: las distribuciones binomial y Poisson fueron usadas para estimar intervalos de confianza de 95% (IC95%) de los indicadores; cuando el número de muertes infantiles era cero, el límite superior del IC95% fue estimado por el método "regla de tres". Como demostración fueron estimados indicadores para el año 2012. RESULTADOS: fue observado un discreto aumento del BPN y disminución del CMI en municipios más populosos; Las estimativas de BPN fueron más precisas que las de CMI, presentando IC95% más amplios en municipios pequeños e con baja confiabilidad cuando analizadas apenas para un año específico. CONCLUSIÓN: fue creada una planilla electrónica que permitirá a los gestores estimar la precisión de éstos indicadores para sus municipios.

OBJECTIVE: to present a method for estimating low birth weight (LBW) prevalence and infant mortality rate (IMR) indicators for Brazilian municipalities, so as to incorporate considerations with regard to sampling fluctuation. METHODS: binomial and Poisson distributions were used to estimate 95% confidence intervals (95%CI); when the number of infant deaths was zero, the upper limit of the 95%CI was estimated by the cross-multiplication method; indicators were estimated for the year 2012 for demonstration purposes. RESULTS: a slight increase in LBW and a decrease in IMR were detected as municipality population size increased; LBW estimates were more accurate than those for IMR; single-year estimates showed large width 95%CI in small municipalities and low reliability. CONCLUSION: an electronic spreadsheet was developed which will allow service managers to estimate the precision of these indicators for their municipalities.
Descritores: Recém-Nascido de Baixo Peso
Mortalidade Infantil
CHOLINE1
-Brasil
Distribuição Binomial
CHONDROITIN9
Cidades
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Celeste, Roger Keller
Texto completo
Id: lil-762999
Autor: Baumgarten, Alexandre; Peron, Tamara Barcellos; Bastos, João Luiz; Toassi, Ramona Fernanda Ceriotti; Hilgert, Juliana Balbinot; Hugo, Fernando Neves; Celeste, Roger Keller.
Título: Experiências de discriminação relacionadas aos serviços de saúde: análise exploratória em duas capitais do Sul do Brasil / Experiences of health service-related discrimination: exploratory analysis in two Southern Brazilian State capitals / Experiencias de discriminación relacionadas a los servicios de salud: análisis exploratorio en dos capitales del Sur de Brasil
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;24(3):353-362, jul.-set. 2015. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul.
Resumo: OBJETIVO: descrever a prevalência de discriminação relacionada aos serviços de saúde, suas motivações e fatores associados. MÉTODOS: análise seccional realizada com bancos de dados oriundos de dois inquéritos realizados no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, com usuários de serviços de saúde, e no município de Florianópolis, Santa Catarina, com amostra representativa de universitários, entre 2010 e 2012. RESULTADOS: a prevalência de discriminação relacionada aos serviços de saúde foi de 13,6% (IC95%: 10,5-17,2) em Porto Alegre-RS e de 7,4% (IC95%: 5,8-9,1) em Florianópolis-SC; o principal motivo para a discriminação foi ser de baixa posição socioeconômica; em ambas as capitais, observou-se maior prevalência de discriminação entre fumantes, autoclassificados pretos/negros e indivíduos de 31 a 40 anos de idade. CONCLUSÃO: a prevalência de discriminação foi relativamente baixa; reforça-se a necessidade de se investigar a discriminação no âmbito dos serviços de saúde, para a provisão de cuidados adequados à população.

OBJETIVO: describir la prevalencia de discriminación relacionada a los servicios de salud, sus motivaciones y factores asociados. MÉTODOS: análisis seccional realizado con bancos de datos originarios de dos encuestas realizadas en el municipio de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, con usuarios de servicios de salud, y en el municipio de Florianópolis, Santa Catarina, con una muestra representativa de universitarios, entre 2010 y 2012. RESULTADOS: la prevalencia de discriminación relacionada a los servicios de salud fue de 13,6% (IC95%: 10,5-17,2) en Porto Alegre-RS y de 7,4% (IC95%: 5,8-9,1) en Florianópolis-SC; el principal motivo para la discriminación fue el de ser de baja posición socioeconómica; en ambas capitales, se observó una mayor prevalencia de discriminación entre fumadores, que se auto clasifican como negros e individuos de 31 a 40 años de edad. CONCLUSIÓN: la prevalencia de discriminación fue relativamente baja; se refuerza la necesidad de investigar la discriminación en el ámbito de los servicios de salud, para proveer cuidados adecuados a la población.

OBJECTIVE: to describe the prevalence of health service-related discrimination, as well as its motivations and associated factors. METHODS: this is a cross-sectional analysis based on data from two population-based surveys carried out in Porto Alegre-RS with health service users and in Florianópolis-SC with a representative sample of university students, between 2010-2012. RESULTS: the prevalence of health service-related discrimination was 13.6% (95%CI: 10.5;17.2) in Porto Alegre and 7.4% (95%CI: 5.8;9.1) in Florianopolis; the main reason for being discriminated against was being of low socioeconomic status; in both state capitals the highest prevalence of discrimination was observed among smokers, self-classified Black people, and individuals aged between 31 and 40. CONCUSION: the results show a relatively low prevalence of discrimination; the study reinforces the need to investigate discrimination in health services in order to provide adequate care to the population.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Fatores Socioeconômicos
Estudantes
Tabagismo
Sistema Único de Saúde
Brasil
Distribuição Binomial
Prevalência
Estudos Transversais/métodos
Disparidades nos Níveis de Saúde
População Residente
Discriminação Social/estatística & dados numéricos
Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-469391
Autor: Lima-Ribeiro, Matheus de Souza.
Título: Estrutura espacial de duguetia furfuracea (a. st.-hil. ) benth. & hook. (annonaceae) em um campo sujo no município de Caiapônia, go, Brasil / Spatial distribution of duguetia furfuracea (a. st.-hil. ) benth. & hook. (annonaceae) in a shrub-cerrado at caiapônia country, go, brazil
Fonte: Biosci. j. (Online);23(2), abr.-jun. 2007. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Vários fatores ambientais são responsáveis pela estruturação das populações vegetais e animais,influenciando sua dinâmica ao longo do tempo e espaço. O presente estudo tem por objetivo identificar a estrutura espacial de D. furfuracea (Annonaceae) em um Campo Sujo na região sudoeste do estado de Goiás. Foram demarcadas 165 parcelas de 3x3 m (9 m2), totalizando 1.485 m2 de área amostrada. Para detectar o padrão espacial da população, foram utilizadas a Distribuição de Poisson (para padrão aleatório) e a Distribuição Binomial Negativa (para padrão agregado), bem como a razão variância/média (I), o coeficiente de Green (Ig) e o índice de Morisita padronizado (Ip). O tamanho médio dos agrupamentos foi obtido através da variância entre parcelas, por meio dos métodos TTLQV e PQV. Foi detectado um padrão de distribuição espacial agregado na população de D. furfuracea (G = 45,54, g.l. = 8, p < 0,001 para o modelo de Poisson e G = 11,14, g.l. = 8, p = 0,3878 para o modelo Binomial Negativo), com grupos apresentando raio médio de 30 m, porém com índices de dispersão relativamente baixos (I = 1,94, d = 7,17, Ig = 0,002 e Ip = 0,501). Isso se deve às diferenças ambientais observadas no local, ao tipo de dispersão das sementes e principalmente, às diferentes formas de produção de energia e disponibilização de recursos.

Several environmental factors are responsible for the structural process of plant and animal populations, influencing their dynamics through time and space. This study aims to identify the D. furfuracea (Annonaceae) spatial structure in a shrub-cerrado at the southeast region of the Goiás estate. 165 land parcels of 3 x 3 m (9 m2) were split, summing 1,485 m2 of sample area. The Poisson distribution (random pattern), the negative binomial distribution (aggregate pattern), the ratio variance/mean (I), the Green coefficient (Ig) and the standardized Morisita index (Ip) were used to detect the population spatial pattern. The average size of the aggregates was obtained through the variance between parcels, using the TTLQV and PQV methods. An aggregated spatial pattern distribution was detected in the D. furfacea population (G = 45.54, d.f. = 8, p < 0.001 for the Poisson model distribution and G = 11.14, d.f. = 8, p = 0.3878 for the negative binomial distribution), with the patches exhibiting an average radius of 30m, even though withrelatively small dispersion indexes (I = 1.94, d = 7.17, Ig = 0.002 e Ip = 0.501). This is due to the observed local environmental differences, as way seed dispersed and mainly as different way of the energy production and resources available.
Descritores: Annonaceae
-Distribuição Binomial
Distribuição de Poisson
Dispersão de Sementes
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-873627
Autor: Raupp, Suziane Maria Marques; Ruschel, Henrique Castilhos; Ferreira, Simone Helena; Krames, Paulo Floriani.
Título: Contribuição ao Estudo das Características Morfofuncionais daDentição Decídua: Análise em Pré-Escolares da Cidade de Canoas/RS / Contribution to the Study of Morphofunctional Characteristics of the Primary Dentition: Analysis of Preschool Children in the City of Canoas, RS, Brazil
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;8(2):197-202, maio-ago. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar as características morfofuncionais da dentiçãodecídua em pré-escolares matriculados nas Escolas Municipais deEducação Infantil de Canoas-RS.Método: Foram examinadas 923 crianças (51,9 por cento meninos; 48,1meninas) entre 3 e 5 anos de idade. Avaliou-se o tipo de arco (tipoI ou tipo II), a presença de espaços primatas (ausente ou presente),a relação de caninos (classses I, II ou III) e o plano terminal dosmolares decíduos (reto, degrau mesial ou degrau distal).Estabeleceram-se as correlações dessas variáveis com a idade eo gênero das crianças. A coleta de dados baseou-se no examefísico com inspeção visual realizado nas próprias escolas porexaminadores devidamente calibrados.Resultados: O arco tipo II apresentou uma proporçãosignificativamente maior, tanto no arco superior (58 por cento) quanto noinferior (55,8 por cento), e 90,3 por cento das crianças examinadas apresentavamespaços primatas. Observou-se associação com a idade, sendoque o arco do tipo I e a presença de espaços primatas foram maisfreqüentes na faixa etária de 3 a 4 anos. A relação de caninos emClasse I (57,3 por cento-lado direito; 61,3-lado esquerdo) e a relaçãodos segundos molares decíduos em plano terminal reto (38,2 por cento-lado direito; 38,3 porcento-lado esquerdo) foram mais freqüentes em ambosos lados.Conclusão: O arco do tipo II, a presença bilateral de espaçosprimatas, a relação de caninos em classe I e o plano terminal retoforam mais prevalentes, sendo que a distribuição não apresentouvariação em função do gênero, mas diferiram estatisticamente emrelação a faixa etária.
Descritores: Oclusão Dentária
Dente Decíduo
Epidemiologia
Promoção da Saúde
Lentivirus de Primatas
Saúde Bucal
-Distribuição Binomial
Distribuição de Qui-Quadrado
Estudos Transversais
Exame Físico
Limites: Pré-Escolar
Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  5 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785207
Autor: Sousa, Aretha Maria Virgínio de; Teixeira, Cinthia Carla Alves; Medeiros, Sidney da Silva; Nunes, Samira Jucinara Claudino; Salvador, Pétala Tuani Cândido de Oliveira; Barros, Rosires Magali Bezerra de; Lima, Fernanda Fabíola Santos de; Nascimento, Gésica Gabriela Costa do; Santos, Juliano dos; Souza, Dyego Leandro Bezerra de; Bezerra, Aline Patrícia dos Santos; Meira, Karina Cardoso.
Título: Mortalidade por câncer do colo do útero no estado do Rio Grande do Norte, no período de 1996 a 2010: tendência temporal e projeções até 2030 / Cervical cancer mortality in the state of Rio Grande do Norte, Brazil, 1996-2010: time trends and projections up to 2030 / Mortalidad por cáncer de cuello de útero en el estado de Rio Grande del Norte, en el período de 1996 a 2010: tendencia temporal y proyecciones hasta el año 2030
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;25(2):311-322, abr.-jun. 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: analisar a tendência da mortalidade por câncer do colo do útero no estado do Rio Grande do Norte e em suas microrregiões de saúde, no período de 1996 a 2010, e realizar projeções para os quinquênios, de 2011 a 2030. MÉTODOS: estudo ecológico de series temporais; empregou-se regressão binomial negativa para análise das tendências e projeções. RESULTADOS: foram observadas taxas acima de 5,0 óbitos por 100 mil mulheres em todas as microrregiões, com tendência estacionária para o estado e ascendente nas microrregiões com piores condições socioeconômicas; as projeções indicaram redução nas taxas de mortalidade no estado, de 5,95/100 mil mulheres (2006-2010) para 3,67 (2026-2030), embora seja previsto aumento de 22% no número absoluto de óbitos. CONCLUSÃO: apesar da previsão de redução nas taxas de mortalidade, estas ainda apresentam-se elevadas, sinalizando a necessidade de revisão e fortalecimento do programa de controle do câncer do colo do útero no estado.

OBJECTIVE: to analyze cervical cancer mortality trends in the state of Rio Grande do Norte and its health micro-regions from 1996 to 2010, as well as to make projections for five-year periods from 2011 to 2030. METHODS: this was an ecological time series study; negative binomial regression was used to analyze trends and projections. RESULTS: rates above 5.0 deaths per 100,000 women were observed in all the micro-regions, with a stationary trend in the state as a whole and an upward trend in the micro-regions with the worst socioeconomic conditions; projections indicated reduction in mortality rates in the state, from 5.95/100,000 women (2006-2010) to 3.67 (2026-2030), although a 22% increase in the absolute number of deaths is expected. CONCLUSION: although a reduction in mortality rates is projected, they continue to be high, indicating the need for review and strengthening of the state's cervical cancer control program.

OBJETIVO: analizar la tendencia de mortalidad por cáncer de cuello de útero en el estado de Rio Grande del Norte (RN) y en sus microrregiones de salud, en el período de 1996 a 2010, así como realizar proyecciones para los períodos quinquenales entre 2011 y 2030. MÉTODOS: estudio ecológico de series de tiempo; se utilizó regresión binomial negativa para analizar tendencias y proyecciones. RESULTADOS: observamos tasas de 5.0 muertes por cada 100 mil mujeres en todas las microrregiones, con una tendencia estacionaria para el estado y ascendente en las microrregiones con peores condiciones socioeconómicas. Las proyecciones mostraron una reducción en las tasas de mortalidad en el estado, de 5.95/100 mil mujeres (2006-2010) para 3.67 (2026-2030), aunque se espere un aumento de 22% en el número absoluto de muertes. CONCLUSIÓN: a pesar del pronóstico de reducción de las tasas de mortalidad, estas siguen siendo altas, lo que indica la necesidad de revisar y fortalecer el programa de control de cáncer de cuello uterino en el estado.
Descritores: Mortalidade/tendências
Neoplasias do Colo do Útero/mortalidade
-Distribuição Binomial
Estudos Ecológicos
Previsões
Estudos de Séries Temporais
Limites: Seres Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-698001
Autor: Pena-Rehbein, Patricio; Rios-Escalante, Patricio De los; Castro, Raul; Navarrete, Carolina.
Título: Use of a negative binomial distribution to describe the presence of Sphyrion laevigatum in Genypterus blacodes / Uso de distribuição binomial negativa para descrever a presença de Sphyrion laevigatum em Genypterus blacodes
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;22(4):602-604, Oct-Dec/2013. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This paper describes the frequency and number of Sphyrion laevigatum in the skin of Genypterus blacodes, an important economic resource in Chile. The analysis of a spatial distribution model indicated that the parasites tended to cluster. Variations in the number of parasites per host could be described by a negative binomial distribution. The maximum number of parasites observed per host was two.

Este artigo descreve a frequência e o número de Sphyrion laevigatum da pele de Genypterus blacodes, o qual é um importante recurso econômico no Chile. A análise baseada em modelos de distribuição espacial, demonstrou que os parasitos tendem a ficar agrupados. A variação numérica de parasitas por hospedeiro pode ser descrita por distribuição binomial negativa. O número máximo observado de parasitas por hospedeiro foi dois.
Descritores: Copépodes/fisiologia
Doenças dos Peixes/parasitologia
Peixes/parasitologia
-Distribuição Binomial
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-624854
Autor: Peña-Rehbein, Patricio; Ríos-Escalante, Patricio De los.
Título: Use of negative binomial distribution to describe the presence of Anisakis in Thyrsites atun / Uso de distribuição binomial negativa para descrever a presença de Anisakis em Thyrsites atun
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;21(1):78-80, jan.-mar. 2012. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Nematodes of the genus Anisakis have marine fishes as intermediate hosts. One of these hosts is Thyrsites atun, an important fishery resource in Chile between 38 and 41° S. This paper describes the frequency and number of Anisakis nematodes in the internal organs of Thyrsites atun. An analysis based on spatial distribution models showed that the parasites tend to be clustered. The variation in the number of parasites per host could be described by the negative binomial distribution. The maximum observed number of parasites was nine parasites per host. The environmental and zoonotic aspects of the study are also discussed.

Nematóides do gênero Anisakis têm nos peixes marinhos seus hospedeiros intermediários. Um desses hospedeiros é Thyrsites atun, um importante recurso pesqueiro no Chile entre 38 e 41° S. Este artigo descreve a freqüência e o número de nematóides Anisakis nos órgãos internos de Thyrsites atun. Uma análise baseada em modelos de distribuição espacial demonstrou que os parasitos tendem a ficar agrupados. A variação numérica de parasitas por hospedeiro pôde ser descrita por distribuição binomial negativa. O número máximo observado de parasitas por hospedeiro foi nove. Os aspectos ambientais e zoonóticos desse estudo também serão discutidos.
Descritores: Anisakis/isolamento & purificação
Perciformes/parasitologia
-Distribuição Binomial
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Almeida, Paulo Cesar de
Texto completo
Id: lil-545433
Autor: Paiva, Simone de Sousa; Galvão, Marli Teresinha Gimeniz; Pagliuca, Lorita Marlena Freitag; Almeida, Paulo César de.
Título: Non-verbal mother-child communication in conditions of maternal HIV in an experimental environment / Comunicação não-verbal mãe/filho na vigência do HIV materno em ambiente experimental / Comunicación no verbal madre/hijo em la existencia del HIV materna en ambiente experimental
Fonte: Rev. latinoam. enferm;18(1):41-47, Jan.-Feb. 2010. tab.
Idioma: en.
Resumo: Non-verbal communication is predominant in the mother-child relation. This study aimed to analyze non-verbal mother-child communication in conditions of maternal HIV. In an experimental environment, five HIV-positive mothers were evaluated during care delivery to their babies of up to six months old. Recordings of the care were analyzed by experts, observing aspects of non-verbal communication, such as: paralanguage, kinesics, distance, visual contact, tone of voice, maternal and infant tactile behavior. In total, 344 scenes were obtained. After statistical analysis, these permitted inferring that mothers use non-verbal communication to demonstrate their close attachment to their children and to perceive possible abnormalities. It is suggested that the mother's infection can be a determining factor for the formation of mothers' strong attachment to their children after birth.

A comunicação não-verbal é predominante na relação entre mãe/filho. Objetivou-se verificar a comunicação não-verbal mãe/filho na vigência do HIV materno. Em ambiente experimental, foram avaliadas cinco mães HIV+, no exercício de cuidados com seus filhos de até seis meses de vida. Filmagens dos cuidados foram analisadas por peritos, sendo observados os aspectos da comunicação não-verbal, como: a paralinguagem, cinestésica, distância, contato visual, tom de voz, comportamento tátil materno e infantil. Obteve-se 344 cenas que, após análise estatística, possibilitou inferir que a comunicação não-verbal é utilizada pela mãe para demonstrar seu íntimo apego aos filhos e para perceber possíveis anormalidades. Sugere-se que a infecção materna pode ser fator determinante para a formação de forte apego materno ao seu bebê após o nascimento.

La comunicación no verbal es predominante en la relación entre madre/hijo. Se tuvo por objetivo verificar la comunicación no verbal madre/hijo en la existencia del HIV materno. En ambiente experimental, fueron evaluadas cinco madres HIV+, que cuidaban de sus hijos de hasta seis meses de vida. Las filmaciones de los cuidados fueron analizadas por peritos, siendo observados los aspectos de la comunicación no verbal, como: paralenguaje, cinestésica, proximidad, contacto visual, tono de voz y comportamiento táctil materno e infantil. Se obtuvo 344 escenas que, después de un análisis estadístico, posibilitó inferir que la comunicación no verbal es utilizada por la madre para demonstrar su apego íntimo a los hijos y para percibir posibles anormalidades. Se sugiere que la infección materna puede ser un factor determinante para la formación del fuerte apego de la madre por su bebé después el nacimiento.
Descritores: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Infecções por HIV
Soropositividade para HIV
Relações Mãe-Filho
Comunicação não Verbal
-Distribuição Binomial
Pesquisa Biomédica
Choro
Coleta de Dados
Ética em Pesquisa
Cuidado do Lactente
Entrevistas como Assunto
Laboratórios
Filmes Cinematográficos
Complicações Infecciosas na Gravidez
Segundo Trimestre da Gravidez
Fatores de Risco
Fatores de Tempo
Limites: Adulto
Pré-Escolar
Feminino
Seres Humanos
Lactente
Recém-Nascido
Meia-Idade
Gravidez
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudos de Avaliação
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-533442
Autor: Bernardi, Julia Laura Delbue; Jordão, Regina Esteves; Barros Filho, Antônio de Azevedo.
Título: Cross-sectional study on the weight and length of infants in the interior of the State of São Paulo, Brazil: associations with sociodemographic variables and breastfeeding / Estudo transversal do peso e do comprimento de lactentes no interior do estado de São Paulo, Brasil: associações com variáveis sócio-demográficas e aleitamento materno
Fonte: Säo Paulo med. j;127(4):198-205, July 2009. graf, tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: CONTEXT AND OBJECTIVE: Increasing obesity is starting to occur among Brazilians. The aim of this study was to investigate the weight and length of children under two years of age in relation to sociodemographic variables and according to whether they were breastfed. DESIGN AND SETTING: Cross-sectional randomized study conducted in 2004-2005, based on the declaration of live births (SINASC) in Campinas, Brazil. METHODS: 2,857 mothers of newborns were interviewed and answered a questionnaire seeking socioeconomic and breastfeeding information. The newborns' weights and lengths were measured at the end of the interviews and the body mass index was calculated. Percentiles (< 15 and > 85) and Z-scores (< -1 and > +1) were used for classification based on the new growth charts recommended by WHO (2006). The log-rank test, multiple linear regression and binomial test (Z) were used. The statistical significance level used was 5 percent. RESULTS: The predominant social level was class C. The median for exclusive breastfeeding was 90 days; 61.25 percent of the children were between P15 and P85 for body mass index and 61.12 percent for length, respectively. Children whose mothers studied for nine to eleven years and children whose mothers were unemployed presented lower weight. Children whose mothers worked in health-related professions presented lower length when correlated with breastfeeding. CONCLUSION: The breastfeeding, maternal schooling and maternal occupation levels had an influence on nutrition status and indicated that obesity is occurring in early childhood among the infants living in the municipality.

CONTEXTO E OBJETIVO: O aumento da obesidade começa a acontecer entre os brasileiros. O objetivo do estudo foi verificar o peso e a altura associados a variáveis sócio-demográficas de crianças menores de dois anos, de acordo com o aleitamento materno. TIPO DE ESTUDO E LOCAL: Estudo transversal, aleatório, realizado entre 2004 e 2005, com base na Declaração de Nascidos Vivos (SINASC) de Campinas, São Paulo. MÉTODOS: Mães de 2.857 crianças foram entrevistadas respondendo a um questionário com informações sócio-demográficas e de amamentação. Ao final, foram aferidos peso e comprimento dos lactentes e calculado o Índice de Massa Corporal. Os pontos de percentis (< 15 e > 85) e de escore-Z (< -1 e > +1) foram utilizados para classificação, com base nos novos gráficos de crescimento recomendados pela Organização Mundial de Saúde 2006. Foi utilizado o teste de log-rank, a análise de regressão linear e o teste binomial (Z). O nível de significância estatística adotado foi de 5 por cento. RESULTADOS: O nível social predominante foi classe C. A mediana do aleitamento materno exclusivo foi de 90 dias. 61,25 por cento das crianças estavam entre os percentis P15-P85 para índice de massa corporal e 61,12 por cento para comprimento, respectivamente. Nas crianças cuja mãe estudou entre 9 e 11 anos o peso foi menor, bem como para os filhos de mães desempregadas. Filhos de mães com profissões na área da saúde apresentaram menor comprimento, quando correlacionados ao aleitamento. CONCLUSÃO: Os níveis encontrados para aleitamento, escolaridade e profissão maternas exerceram influência sobre o estado de nutrição, indicando que a obesidade está acontecendo precocemente na infância nos lactentes do município.
Descritores: Estatura/fisiologia
Peso Corporal/fisiologia
Aleitamento Materno/estatística & dados numéricos
Mães/estatística & dados numéricos
-Distribuição Binomial
Índice de Massa Corporal
Brasil
Estudos Transversais
Escolaridade
Modelos Lineares
Obesidade/diagnóstico
Fatores Socioeconômicos
Fatores de Tempo
Adulto Jovem
Limites: Adulto
Feminino
Seres Humanos
Lactente
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 25 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-521928
Autor: Raupp, Suziane Maria Marques; Ruschel, Henrique Castilhos; Ferreira, Simone Helena; Krames, Paulo Floriani.
Título: Contribuição ao Estudo das Características Morfofuncionais da Dentição Decídua: Análise em Pré-Escolares da Cidade de Canoas/RS / Contribution to the Study of Morphofunctional Characteristics of the Primary Dentition: Analysis of Preschool Children in the City of Canoas, RS, Brazil
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;8(2):197-202, maio-ago. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar as características morfofuncionais da dentição decídua em pré-escolares matriculados nas Escolas Municipais de Educação Infantil de Canoas-RS. Método: Foram examinadas 923 crianças (51,9% meninos; 48,1% meninas) entre 3 e 5 anos de idade. Avaliou-se o tipo de arco (tipo I ou tipo II), a presença de espaços primatas (ausente ou presente), a relação de caninos (classses I, II ou III) e o plano terminal dos molares decíduos (reto, de grau mesial ou de grau distal). Estabeleceram-se as correlações dessas variáveis com a idade e o gênero das crianças. A coleta de dados baseou-se no exame físico com inspeção visual realizado nas próprias escolas por examinadores devidamente calibrados. Resultados: O arco tipo II apresentou uma proporção significativamente maior, tanto no arco superior (58%) quanto no inferior (55,8%), e 90,3% das crianças examinadas apresentavam espaços primatas. Observou-se associação com a idade, sendo que o arco do tipo I e a presença de espaços primatas foram mais freqüentes na faixa etária de 3 a 4 anos. A relação de caninos em Classe I (57,3%-lado direito; 61,3%-lado esquerdo) e a relação dos segundos molares decíduos em plano terminal reto (38,2%-lado direito; 38,3%-lado esquerdo) foram mais freqüentes em ambos os lados. Conclusão: O arco do tipo II, a presença bilateral de espaços primatas, a relação de caninos em classe I e o plano terminal reto foram mais prevalentes, sendo que a distribuição não apresentou variação em função do gênero, mas diferiram estatisticamente em relação a faixa etária.
Descritores: Oclusão Dentária
Epidemiologia
Promoção da Saúde
Lentivirus de Primatas
Saúde Bucal
Dente Decíduo
-Distribuição Binomial
Distribuição de Qui-Quadrado
Estudos Transversais
Exame Físico
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde