Base de dados : LILACS
Pesquisa : E05.318.740.995 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3833 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 384 ir para página                         

  1 / 3833 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-961373
Autor: Gené, Emili; Olmedo, Llum; Pascual, Marta; Azagra, Rafael; Elorduy, Marta; Virumbrales, Montserrat.
Título: Evaluación de competencias en comunicación clínica en estudiantes de medicina con paciente simulado / Evaluation of clinical communication skills in medical students with simulated patients
Fonte: Rev. méd. Chile;146(2):160-167, feb. 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Background: Communication skills are not learnt innately. It is therefore necessary to both train and evaluate medical students in this area. Aim: To evaluate communication skills of fourth-year medical students with the use of a simulated patient (SP). Material and Methods: Four clinical scenarios (CS) for clinical interviews with simulated patients were designed: chronic and acute diseases, difficult and functional patients. Each student performed the four CS, and his communication skills were evaluated using our own questionnaire as agreed with the SP. The questionnaire included items on verbal and nonverbal communication, warmth, respect, specificity, assertiveness and empathy (rated from 0 to 10). The response variable was the arithmetic mean of the scores on each item. All students received a detailed evaluation report. Results: Sixty one students (32 men) performing 244 interviews, were evaluated. The overall mean score was 7.87 (4.62 to 9.03). The highest scores were for respect and specificity (7.57 and 7.15 respectively). The lowest were for empathy and nonverbal communication (6.44 and 6.84 respectively). The CS evaluations were 7.87 (chronic disease), 7.02 (difficult patient), 6.46 (acute disease) and 6.14 (functional pathology). Women had higher overall scores compared to men (7.26 and 6.51 respectively; p < 0.01) and a significantly higher score in all communication variables (p < 0.01). Conclusions: The overall assessment in clinical communication with SP is satisfactory although there is room for improvement, especially in empathy and nonverbal communication. Women had significantly higher scores than men.
Descritores: Estudantes de Medicina/estatística & dados numéricos
Simulação de Paciente
Competência Clínica/estatística & dados numéricos
Comunicação
Educação de Graduação em Medicina/métodos
-Relações Médico-Paciente
Fatores Sexuais
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Estatísticas não Paramétricas
Desempenho Acadêmico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-953177
Autor: Ishikawa, Cassia Satsuki; Matsuo, Olivia Mari; Sarno, Flavio.
Título: Latent tuberculosis infection and tuberculosis in children and adolescents / Infecção latente por tuberculose e tuberculose em crianças e adolescentes
Fonte: Einstein (Säo Paulo);16(3):eAO4090, 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To describe the characteristics of patients diagnosed with tuberculosis and latent tuberculosis infection. Methods: A retrospective study, between 2012 and 2015, with data from patients of Programa Einstein na Comunidade de Paraisópolis. To evaluate possible factors associated with patient's sex and diagnoses of tuberculosis and latent tuberculosis infection, χ2 or Fisher's exact tests were used for qualitative variables, and Mann-Whitney test for quantitative or ordinal qualitative variables. Results: A total of 77 patients were evaluated. Age ranged from 6 months to 13.4 years, with a majority of males (54.5%), aged zero to 4 years (54.5%), diagnosed with latent tuberculosis infection (64.9%), and classified as eutrophic (71.2%). The tuberculin test was positive in 92% and in most cases the values were above 10mm (68.0%). Approximately three-quarters of chest X-ray tests were normal (72.7%). After chest X-ray, computed tomography of thorax was the most ordered exam (29.9%), followed by smear and culture for Mycobacterium tuberculosis in the gastric aspirate (28.6%). The frequencies of altered chest X-ray (70.4% versus 4.0%), computed tomography of thorax requests (55.6% versus 16.0%) and other tests requested (81.5% versus 38.0%) were significantly higher in patients with a diagnosis of tuberculosis, relative to those with latent tuberculosis infection, respectively. Conclusion: In our sample, proportions of altered chest X-ray, and performing computed tomography of thorax and other tests in patients diagnosed with tuberculosis were higher than in those with latent tuberculosis infection.

RESUMO Objetivo: Descrever as características de pacientes com diagnóstico de tuberculose e de infecção latente por tuberculose. Métodos: Estudo retrospectivo, entre os anos de 2012 e 2015, com os dados dos pacientes do ambulatório do Programa Einstein na Comunidade de Paraisópolis. Para se avaliarem possíveis fatores associados ao sexo e aos diagnósticos de tuberculose e infecção latente por tuberculose, foram utilizados os testes χ2 ou exato de Fisher, para variáveis qualitativas, e de Mann-Whitney, para variáveis quantitativas ou qualitativas ordinais. Resultados: Foram avaliados 77 pacientes. A idade variou de 6 meses a 13,4 anos, sendo a maioria do sexo masculino (54,5%), na faixa etária de zero a 4 anos (54,5%), com diagnóstico de infecção latente por tuberculose (64,9%) e categorizada como eutrófica (71,2%). Em 92% dos casos, a prova tuberculínica foi positiva, e a maioria mostrou valores acima de 10mm (68,0%). Cerca de três quartos dos exames de raio X de tórax resultaram normais (72,7%). Depois do raio X de tórax, a tomografia computadorizada de tórax foi o segundo exame mais solicitado (29,9%), seguida da baciloscopia e da cultura do bacilo Mycobacterium tuberculosis no aspirado gástrico (28,6%). As frequências de raio X de tórax alterado (70,4% versus 4,0%), solicitações de tomografia computadorizada de tórax (55,6% versus 16,0%) e outros exames (81,5% versus 38,0%) foram significativamente maiores nos pacientes com diagnóstico de tuberculose, em relação àqueles com infecção latente por tuberculose, respectivamente. Conclusão: Em nossa amostra, as proporções de raio X de tórax alterados e de realização de tomografia computadorizada de tórax e de outros exames nos pacientes com diagnóstico de tuberculose foram maiores em relação àqueles com infecção latente por tuberculose.
Descritores: Tuberculose Pulmonar/epidemiologia
Tuberculose Latente/epidemiologia
-Tuberculose Pulmonar/diagnóstico
Brasil/epidemiologia
Teste Tuberculínico/estatística & dados numéricos
Radiografia Torácica
Tomógrafos Computadorizados
Estudos Retrospectivos
Distribuição por Sexo
Distribuição por Idade
Estatísticas não Paramétricas
Tuberculose Latente/diagnóstico
Mycobacterium tuberculosis/isolamento & purificação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-953185
Autor: Borges, Bruna Emanuelle Sanches; Brito, Elza Baia de; Fuzii, Hellen Thais; Baltazar, Cláudia Simone; Sá, Aline Barreto; Silva, Camile Irene Mota da; Santos, Gleyce de Fátima Silva; Pinheiro, Maria da Conceição Nascimento.
Título: Human papillomavirus infection and cervical cancer precursor lesions in women living by Amazon rivers: investigation of relations with markers of oxidative stress / Infecção por papilomavírus humano e lesões precursoras do câncer cervicouterino em Ribeirinhas da Amazônia: avaliação da relação com marcadores de estresse oxidativo
Fonte: Einstein (Säo Paulo);16(3):eAO4190, 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To investigate the relation between oxidative stress markers, human papillomavirus infection and cervical cancer precursor lesions. Methods The study comprised women aged 14 to 60 years living in communities located by Amazon rivers in the state of Pará (Itaituba, Limoeiro do Ajuru and Bragança, 126, 68 and 43 women respectively). Papanicolau smears and polymerase chain reaction tests for human papillomavirus DNA detection were performed. Blood samples were collected to test malondialdehyde, total and oxidized glutathione levels. Results Malondialdehyde, total and oxidized glutathione concentrations did not differ significantly (p>0.05) between women with and without low-grade squamous intraepithelial lesions across communities. Malondialdehyde levels (8.02nmols/mL) were almost five times higher in human papillomavirus-positive compared to human papillomavirus-negative women (1.70nmols/mL) living in Itaituba (statistically significant difference; p<0.05). Malondialdehyde levels did not differ significantly (p>0.05) between human papillomavirus-positive and human papillomavirus-negative women living in remaining communities. Significant (p<0.05) differences in total glutathione levels between human papillomavirus-positive and human papillomavirus-negative women (8.20μg/mL and 1.47μg/mL, respectively) were limited to those living in Bragança. Conclusion Malondialdehyde and total glutathione levels were significantly associated with human papillomavirus infection. However, lack of similar associations with squamous lesions suggest oxidative stress alone does not explain correlations with cervical carcinogenesis. Other factors may therefore be involved.

RESUMO Objetivo Avaliar a relação de marcadores de estresse oxidativo com a infecção pelo papilomavírus humano e as lesões precursoras do câncer cervical. Métodos Foram incluídas mulheres ribeirinhas da Amazônia (a saber: 126 do município de Itaituba, 68 de Limoeiro do Ajuru e 43 de Bragança), todas do Estado do Pará, de 14 a 60 anos. Foram realizados testes Papanicolau e de reação em cadeia de polimerase para a detecção de DNA do papilomavírus humano. Coleta de amostras de sangue foi realizada para a avaliação do malondialdeído e a determinação da glutationa total e oxidada. Resultados As concentrações oxidativas do malondialdeído e os teores de glutationa total e oxidada não apresentaram diferença significativa (p>0,05) nas mulheres com e sem lesão intraepitelial escamosa de baixo grau, em todas as comunidades pesquisadas. Mulheres com papilomavírus humano em Itaituba apresentaram níveis de malondialdeído (8,02nmols/mL) quase cinco vezes maior quando relacionadas àquelas sem o HPV (1,70nmols/mL), com diferença estatística significativa (p<0,05). As outras comunidades não mostraram diferença estatística significativa entre as concentrações de malondialdeído nas mulheres com e sem papilomavírus humano (p>0,05). Os teores de glutationa total mostraram diferença significativa (p<0,05) somente em Bragança naquelas com (8,20µg/mL) e sem a infecção pelo papilomavírus humano (1,47µg/mL). Conclusão Houve associação significativa da resposta oxidativa do malondialdeído e da glutationa total com a infecção pelo papilomavírus humano, porém não houve diferença quando associada à lesão escamosa, sugerindo que o estresse oxidativo isoladamente não explica a relação com a carcinogênese do colo uterino, que deve ser influenciada ainda por outros fatores.
Descritores: Neoplasias do Colo do Útero/sangue
Estresse Oxidativo/fisiologia
Dissulfeto de Glutationa/sangue
Infecções por Papillomavirus/sangue
Lesões Intraepiteliais Escamosas Cervicais/sangue
Glutationa Peroxidase/sangue
Malondialdeído/sangue
-Papillomaviridae/isolamento & purificação
Valores de Referência
Índice de Gravidade de Doença
Brasil
DNA Viral
Biomarcadores Tumorais/sangue
Neoplasias do Colo do Útero/virologia
Reação em Cadeia da Polimerase
Estudos Transversais
Estatísticas não Paramétricas
Infecções por Papillomavirus/complicações
Rios
Teste de Papanicolaou
Lesões Intraepiteliais Escamosas Cervicais/virologia
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-975765
Autor: Maranhão, Kalena Melo; Neves, Fernanda; Reis, Ana Cassia; Maranhão, Pablo; Gatti, Joyce; Brandão, Gustavo; Klautau, Eliza; Azevedo, Dario.
Título: Evaluation of the Shear Strength of Orthodontic Bands Cemented with New Composite Using Adhesive System / Evaluación de la Resistencia al Cizallamiento de Bandas Ortodónticas Cementadas con Nuevo Compuesto Utilizando Sistema Adhesivo
Fonte: Int. j. odontostomatol. (Print);12(4):407-411, dic. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT: Orthodontic cements have been used to enhance retention between the band and the crown, however, unfavorable properties found in many of these cements may contribute to cement failure between band and crown's surface and leading to unsuccessful application of orthodontic forces. The aim of this study was to evaluate the shear strength of the Orthobite composite (FGM) using the Single Bond adhesive system (3M). The sample consisted of 30 bovine incisors divided in 2 groups (n=15). All teeth were submitted to prophylaxes with pumice stone and etching with phosphoric acid. In Group I the Orthobite was used conventionally. Group II was similar to Group I, however, the Single Bond adhesive system was applied after conditioning. The samples were stored in distilled water in incubator at 37 ºC for 24 h and submitted to the shear strength test at a speed of 0.5 mm/minute speed. Data were submitted to the Student T test (5 %). The results (MPa) showed no statistically significant differences between the groups, regardless of surface treatment. Thus, all groups exhibited adequate adhesive bond strength for clinical use.

RESUMEN: Los cementos ortodónticos se han utilizado para aumentar la retención entre la banda y la corona, sin embargo, las propiedades desfavorables encontradas en muchos de estos cementos pueden contribuir a la falla del cemento entre la superficie de la banda y la corona y llevar a la aplicación incorrecta de fuerzas de ortodoncia. El objetivo de este trabajo fue evaluar la resistencia al cizallamiento del compuesto Orthobite (FGM) utilizando el sistema adhesivo Single Bond (3M). La muestra consistió de 30 incisivos bovinos divididos en dos grupos (n = 15). Todos los dientes recibieron profilaxis con piedra pómez y acondicionamiento del esmalte con ácido fosfórico. En el Grupo I, se utilizó Orthobite de manera convencional. El Grupo II fue similar al I, pero se aplicó el sistema adhesivo Single Bond, después de acondicionamiento. Los cuerpos de prueba fueron almacenados en agua destilada en estufa a 37 ºC por 24 h y sometidos al ensayo de resistencia al cizallamiento, con velocidad de 0,5 mm por minuto. Los datos fueron sometidos a la prueba de T Student (5 %). Los resultados (en MPa) no mostraron diferencias estadísticamente significativas entre los grupos, independientemente del tratamiento de la superficie. De esta forma, todos los grupos presentaron resistencia adhesiva adecuada para uso clínico.
Descritores: Aparelhos Ortodônticos
Colagem Dentária
Cimentos de Ionômeros de Vidro
-Resistência à Tração
Resinas Acrílicas
Braquetes Ortodônticos
Estatísticas não Paramétricas
Resistência ao Cisalhamento
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  5 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-840295
Autor: Prado, Laura de Godoy Rousseff; Bicalho, Isabella Carolina Santos; Vidigal-Lopes, Mauro; Prado, Vitor de Godoy Rousseff; Gomez, Rodrigo Santiago; Souza, Leonardo Cruz de; Teixeira, Antônio Lúcio.
Título: Depression and anxiety in a case series of amyotrophic lateral sclerosis: frequency and association with clinical features / Depressão e ansiedade em uma série de casos de esclerose lateral amiotrófica: frequência e associação com aspectos clínicos
Fonte: Einstein (Säo Paulo);15(1):58-60, Jan.-Mar. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To investigate the frequency of anxiety and depression and their association with clinical features of amyotrophic lateral sclerosis. Methods This is a cross-sectional and descriptive study including a consecutive series of patients with sporadic amyotrophic lateral sclerosis according to Awaji’s criteria. Patients underwent clinical and psychiatric assessment (anxiety and depression symptoms). Results We included 76 patients. The men/women ratio was 1.6:1. Participants’ mean age at disease onset was 55 years (SD±12.1). Sixty-six patients (86.8%) were able to complete psychiatric evaluation. Clinically significant anxiety was found in 23 patients (34.8%) while clinically significant depression was found in 24 patients (36.4%). When we compared patients with and without depression a significant difference was seen only in the frequency of anxiety symptoms (p<0.001). We did further analysis comparing subgroups of patients classified according to the presence or not of anxiety and or depression, without any significant difference regarding sex, age at onset, initial form, disease duration or functional measures. A positive correlation between anxiety and depressive symptoms was found (p<0.001). Conclusion Anxiety and depressive symptoms were highly correlated and frequent in patients with amyotrophic lateral sclerosis. In addition, anxiety and depression were not associated with disease duration and presentation, sex, age at onset, and functional score.

RESUMO Objetivo Investigar a frequência de ansiedade e depressão e sua associação com aspectos clínicos da esclerose lateral amiotrófica. Métodos Estudo transversal e descritivo de uma série consecutiva de pacientes com esclerose lateral amiotrófica esporádica conforme os critérios de Awaji. Os pacientes foram submetidos à avaliação clínica e psiquiátrica (sintomas depressivos e ansiosos). Resultados Foram incluídos 76 pacientes. A relação homem/mulher foi de 1,6:1. A média de idade de início dos sintomas foi de 55 anos (DP±12,1). Foram capazes de completar a avaliação psiquiátrica 66 (86,8%) pacientes. Ansiedade clinicamente significativa foi encontrada em 23 pacientes (34,8%), enquanto depressão clinicamente significativa foi encontrada em 24 pacientes (36,4%). Ao comparar os pacientes com e sem depressão, houve diferença significativa apenas na frequência de sintomas de ansiedade (p<0,001). Posteriormente, foram comparados subgrupos de pacientes categorizados em relação à presença ou não de ansiedade e/ou depressão, sem diferença significativa em relação a sexo, idade de início dos sintomas, forma inicial, duração da doença ou na escala funcional. Foi encontrada correlação positiva entre os sintomas de ansiedade e depressão (p<0,001). Conclusão Sintomas de ansiedade e depressão são frequentes em pacientes com esclerose lateral amiotrófica e estiveram altamente correlacionados. Ansiedade e depressão não foram associadas com duração da doença, forma inicial, sexo, idade de início dos sintomas e pontuação na escala funcional.
Descritores: Transtornos de Ansiedade/etiologia
Transtornos de Ansiedade/epidemiologia
Transtorno Depressivo/etiologia
Transtorno Depressivo/epidemiologia
Esclerose Amiotrófica Lateral/psicologia
Esclerose Amiotrófica Lateral/epidemiologia
-Escalas de Graduação Psiquiátrica
Valores de Referência
Brasil/epidemiologia
Estudos Transversais
Idade de Início
Estatísticas não Paramétricas
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-975109
Autor: Mendes, Brena Barros; Oliveira, Anniely Carvalho Rebouças; Alcântara, Keila Correia de.
Título: Comparison of the neutrophil-to-lymphocyte and platelet-to-lymphocyte ratios in normoglycemic and hyperglycemic subjects / Comparação das razões neutrófilo-linfócito e plaqueta-linfócito de indivíduos normoglicêmicos e hiperglicêmicos
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(1):eAO4403, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To compare the neutrophil-to-lymphocyte and platelet-to-lymphocyte ratios as possible parameters of systemic inflammation in hyperglycemic and normoglycemic subjects. Methods: A retrospective, cross-sectional study of data collected from patients tested for fasting blood glucose, glycated hemoglobin (HbA1c) and blood count on the same day, between July and December 2016. Patients were divided into hyperglycemic and normoglycemic, and matched by age and sex. The data were analyzed using Epi Info™, version 7.2.1.0, for the Windows® platform. Results: We enrolled 278 subjects, 139 hyperglycemic and 139 normoglycemic. The absolute number of leukocytes and neutrophils was higher in the Hyperglycemic Group (p=0.006 and p=0.004, respectively). There was no difference in the neutrophil-to-lymphocyte ratio between the Hyperglycemic Group and the Normoglycemic Group (2.1 versus 2.0; p=0.264), and both neutrophil-to-lymphocyte and platelet-to-lymphocyte ratios showed no differences between those with HbA1c ≥7% (n=127, p=0.778) and those with HbA1c <7% (n=12, p=0.490). In contrast, the platelet-to-lymphocyte ratio was lower in the Hyperglycemic Group (117.8 versus 129.6; p=0.007). Conclusion: Hyperglycemic subjects had a neutrophil-to-lymphocyte ratio similar to that of normoglycemic subjects, but had a lower platelet-to-lymphocyte ratio. Future prospective studies will be useful to determine the importance and prognostic value of neutrophil-to-lymphocyte and platelet-to-lymphocyte ratios in the hyperglycemic state.

RESUMO Objetivo: Comparar a razão neutrófilo-linfócito e a razão plaqueta-linfócito como possíveis parâmetros de inflamação sistêmica em indivíduos hiperglicêmicos e normoglicêmicos. Métodos: Estudo transversal retrospectivo, em que foram coletados dados dos pacientes que realizaram glicemia em jejum, hemoglobina glicada (HbA1c) e hemograma na mesma data, entre julho e dezembro de 2016. Os pacientes foram divididos em um Grupo Hiperglicêmico e um Grupo Normoglicêmico, pareados por idade e sexo. Os dados foram analisados no Epi Info™, versão 7.2.1.0, em plataforma Windows®. Resultados: Foram incluídos 278 indivíduos, sendo 139 hiperglicêmicos e 139 normoglicêmicos. O número absoluto de leucócitos e neutrófilos foi maior no Grupo Hiperglicêmico (p=0,006 e p=0,004, respectivamente). Não houve diferença da razão neutrófilo-linfócito entre o Grupo Hiperglicêmico e o Grupo Normoglicêmico (2,1 versus 2,0; p=0,264), assim como a razão neutrófilo-linfócito e razão plaqueta-linfócito não apresentou diferença entre aqueles com HbA1c ≥7% (n=127) e com HbA1c <7% (n=12; p=0,778 e p=0,490). Contrariamente, a razão plaqueta-linfócito mostrou-se menor no Grupo Hiperglicêmico (117,8 versus 129,6; p=0,007). Conclusão: Indivíduos hiperglicêmicos apresentaram razão neutrófilo-linfócito semelhante a dos normoglicêmicos, mas tiveram razão plaqueta-linfócito menor. Pesquisas futuras, de modo prospectivo, seriam úteis para analisar a importância e o valor prognóstico da razão neutrófilo-linfócito e da razão plaqueta-linfócito no estado hiperglicêmico.
Descritores: Plaquetas
Linfócitos
Hiperglicemia/sangue
Neutrófilos
-Contagem de Plaquetas
Valores de Referência
Glicemia/análise
Hemoglobina A Glicada/análise
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Estudos Retrospectivos
Jejum/sangue
Estatísticas não Paramétricas
Contagem de Linfócitos
Inflamação/sangue
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989779
Autor: Miyake, Marcel Menon; Tateno, Daniela Akemi; Cançado, Natália Amaral; Miyake, Michelle Menon; Tincani, Stefano; Sousa Neto, Osmar Mesquita de.
Título: Water protection in patients with tympanostomy tubes in tympanic membrane: a randomized clinical trial / Proteção auricular da água em pacientes com tubo de ventilação em membrana timpânica: ensaio clínico randomizado
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(2):eAO4423, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To analyze the incidence of otorrhea in the postoperative period of patients submitted to tympanotomy to place ventilation tube, and who did not protect the ear when exposed to water. Methods Open, randomized-controlled trial. Eighty patients submitted to unilateral or bilateral ear grommet tympanostomy were included and divided into two groups: Auricular Protection and Non-Protection to water during bathing and activities in water. Results In the first postoperative month, the Non-Protection Group presented a significant increase in the number of patients with otorrhea and in the incidence. Four patients of the Protection Group (11%) presented at least one episode of otorrhea in this period, representing an incidence of 0.11 (standard deviation ±0.32) episode/month, whereas in the Non-Protection Group there were 12 episodes (33%; p=0.045) and incidence of 0.33 (±0.48; p=0.02). Between the 2nd and the 13th postoperative months, there was no difference between groups. Seven patients in the Protection Group (20%) had at least one episode of otorrhea, representing an incidence of 0.04 (±0.09) episodes/month, while in the Non-Protection Group there were seven episodes (22%; p=0.8) and incidence of 0.05 (±0.1; p=0.8). Conclusion Patients who underwent ear protection when exposed to water had a lower incidence of otorrhea in the first postoperative month than those who did not undergo protection. From the second month, there was no difference between groups.

RESUMO Objetivo Avaliar a incidência de otorreia no período pós-operatório em pacientes submetidos à timpanotomia para colocação de tubo de ventilação e que não realizaram proteção auricular quando expostos à água. Métodos Ensaio clínico controlado, aberto e randomizado. Foram incluídos 80 pacientes submetidos à timpanotomia para colocação de tubo de ventilação unilateral ou bilateral, divididos em dois grupos: Grupo Proteção e Grupo Não Proteção auricular da água durante o banho e as atividades aquáticas. Resultados No primeiro mês pós-operatório, o Grupo Não Proteção apresentou aumento significativo tanto no número de pacientes com otorreia quanto na incidência. Quatro pacientes do Grupo Proteção (11%) apresentaram ao menos um episódio de otorreia neste período, representando incidência de 0,11 (desvio padrão ±0,32) episódio/mês, enquanto no Grupo Não Proteção ocorreram 12 episódios (33%; p=0,045) e incidência de 0,33 (±0,48; p=0,02). Entre o 2º e o 13º meses pós-operatórios, não houve diferença entre os grupos. Sete pacientes do Grupo Proteção (20%) apresentaram ao menos um episódio de otorreia, representando incidência de 0,04 (±0,09) episódios/mês, enquanto no Grupo Não Proteção foram registrados sete episódios (22%; p=0,8) e incidência de 0,05 (±0,1; p=0,8). Conclusão Pacientes que realizaram a proteção auricular quando expostos à água apresentaram menor incidência de otorreia no primeiro mês pós-operatório do que aqueles que não a realizaram. A partir do segundo mês, não houve diferença entre os grupos.
Descritores: Otite Média Supurativa/etiologia
Otite Média Supurativa/prevenção & controle
Complicações Pós-Operatórias/etiologia
Complicações Pós-Operatórias/prevenção & controle
Água/efeitos adversos
Ventilação da Orelha Média/efeitos adversos
-Otite Média Supurativa/epidemiologia
Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Natação
Fatores de Tempo
Banhos/efeitos adversos
Brasil/epidemiologia
Modelos Logísticos
Incidência
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Estatísticas não Paramétricas
Dispositivos de Proteção das Orelhas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989775
Autor: Longo, Betânia; Kirchner, Luziel Andrei; Simioni, Juliana; Campos, Ana Paula Beckhauser de; Skare, Thelma Larocca.
Título: Electrocardiographic changes in spondyloarthritis and use of anti-TNF-α drugs: a retrospective study with 100 patients / Alterações eletrocardiográficas em espondiloartrites e uso de anti-TNF-α: estudo retrospectivo em 100 pacientes
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(2):eAO4539, 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To investigate the prevalence of electrocardiographic changes in patients with spondyloarthritis and to correlate these changes with use of anti-tumor necrosis factor-alpha (TNF-α) drugs and HLA-B27 positivity. Methods Retrospective study including 100 patients diagnosed with spondyloarthritis according to Assessment of SpondyloArthritis International Society (ASAS) criteria and 50 controls. Epidemiological and clinical features, results of inflammatory activity tests, HLA-B27 positivity, and medication use data were extracted from medical records. Disease activity was assessed using the Bath Ankylosing Spondylitis Disease Activity Index (BASDAI). All participants were submitted to electrocardiogram performed using a 12-lead device; rhythm, heart rate, conduction disorders and QT interval corrected using the Bazett formula were analyzed. Results Of 100 patients with spondyloarthritis, 51 were on anti-TNF-α drugs and 49 were not. HLA-B27 was detected in 53.1% of patients in the sample. Patients with spondyloarthritis had lower heart rate (p=0.06), longer QT interval (p<0.0001) and higher prevalence of right bundle branch block (p=0.014) compared to controls. Duration of disease was weakly correlated with heart rate (Rho=0.26; 95%CI: 0.06-0.44; p=0.008). The prevalence of right bundle branch block was positively correlated with HLA-B27 positivity. Use of Anti-TNF-α drugs did not interfere with electrocardiographic parameters. Conclusion Patients with spondyloarthritis had lower heart rate, longer QT interval and a higher prevalence of right bundle branch block compared to controls. HLA-B27 positivity was associated with the prevalence of right bundle branch block. Anti-TNF-α drugs had no impact on electrocardiographic findings.

RESUMO Objetivo Avaliar a prevalência de alterações eletrocardiográficas em pacientes com espondiloartrites, correlacionando-as com o uso de medicações antifator de necrose tumoral alfa (TNF-α) e presença do HLA-B27. Métodos Estudo retrospectivo com 100 pacientes com diagnóstico de espondiloartrites pelo critério Assessment of SpondyloArthritis International Society (ASAS) e 50 controles. Foram coletados nos prontuários dos pacientes, dados epidemiológicos, clínicos, exames de atividade inflamatória, presença do HLA-B27, e uso de medicamentos. A atividade de doença foi avaliada pelo Bath Ankylosing Spondylitis Disease Activity Index (BASDAI). Todos foram submetidos a eletrocardiograma realizado com aparelho de 12 derivações, sendo analisados ritmo, frequência cardíaca, distúrbios de condução e intervalo QT corrigido pela fórmula de Bazett. Resultados Dos 100 pacientes com espondiloartrites, 49 não usavam anti-TNF-α e 51 utilizavam este medicamento. O HLA-B27 estava presente em 53,1% da amostra. A frequência cardíaca foi mais baixa (p=0,06), o intervalo QT foi mais prolongado (p<0,0001) e existia mais perturbação de condução do ramo direito (p=0,014) nos pacientes com espondiloartrites do que nos controles. Uma modesta correlação de tempo de doença com frequência cardíaca foi encontrada (Rho=0,26; IC95%: 0,06-0,44; p=0,008). A presença do HLA-B27 aumentou a prevalência de perturbação de condução do ramo direito. Nenhum dos parâmetros eletrocardiográficos analisados alterou-se com uso de anti-TNF-α. Conclusão Pacientes com espondiloartrites tiveram frequência cardíaca menor, maior intervalo QT e prevalência maior de perturbação de condução do ramo direito do que controles. O HLA-B27 influi no aparecimento de perturbação de condução do ramo direito. O uso de anti-TNF-α não influiu nos achados eletrocardiográficos.
Descritores: Fator de Necrose Tumoral alfa/antagonistas & inibidores
Espondilartrite/fisiopatologia
Espondilartrite/tratamento farmacológico
Eletrocardiografia
-Valores de Referência
Fatores de Tempo
Brasil/epidemiologia
Bloqueio de Ramo/fisiopatologia
Bloqueio de Ramo/epidemiologia
Estudos de Casos e Controles
Antígeno HLA-B27/análise
Prevalência
Estudos Retrospectivos
Estatísticas não Paramétricas
Espondilartrite/imunologia
Espondilartrite/epidemiologia
Frequência Cardíaca/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 3833 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011995
Autor: Tonso, Victor Martins; Yamauchi, Fernando Ide; Mussi, Thais Caldara; Figueiredo, Eduardo; Baroni, Ronaldo Hueb.
Título: Comparative study between monoexponential and biexponential diffusion weighted imaging sequences in multiparametric prostate magnetic resonance imaging / Estudo comparativo entre as sequências de difusão monoexponencial e biexponencial na ressonância magnética multiparamétrica da próstata
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(3):eAO4615, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To compare qualitatively and quantitatively, in terms of image quality, a new biexponential diffusion sequence protocol with the standard monoexponential diffusion protocol on multiparametric prostate magnetic resonance imaging. Methods: This study had a prospective data collection and cross-sectional analysis. Between August and November 2017, a total of 70 patients who underwent multiparametric prostate magnetic resonance imaging due to clinical suspicion of prostatic neoplasia were recruited. The images obtained were evaluated by two independent readers regarding subjective/qualitative criteria (six criteria) and objective/quantitative criteria (three criteria), always comparing the monoexponential to biexponential acquisition protocols. The results were compared by statistical analysis (interobserver agreement − Gwet coefficient; analysis of the qualitative variables − Stuart-Maxwell test; and analysis of the quantitative variables − Wilcoxon test). Results: After exclusion of four patients, the final sample consisted of 66 patients. A good/excellent inter observer agreement was stablished for subjective criteria (except in one criteria). For the qualitative analysis the amount of good or excellent evaluations was higher for the monoexponential protocol (except in one category), with evidence of significant differences for three criteria (diffusion weighted imaging global quality; diffusion weighted imaging signal-to-noise ratio; and apparent diffusion coefficient signal-to-noise ratio). For the quantitative data analysis, the monoexponential protocol showed less variability of the anteroposterior diameters, meaning less distortion of the images, and better estimated signal-to-noise ratio. Conclusion: In our data, the quality of the images of the monoexponential standard diffusion sequence was qualitatively and quantitatively superior to those of the biexponential diffusion weighted imaging sequence.

RESUMO Objetivo: Comparar qualitativa e quantitativamente, em termos de qualidade de imagem, um novo protocolo de sequência de difusão biexponencial com o protocolo de difusão monoexponencial padrão, em ressonância magnética multiparamétrica da próstata. Métodos: Estudo com coleta prospectiva e análise transversal. Entre agosto e novembro de 2017, foram recrutados 70 pacientes que realizaram ressonância magnética multiparamétrica da próstata, por suspeita de neoplasia prostática. As imagens obtidas por ambas as sequências foram avaliadas por dois leitores independentes, quanto a critérios de avaliação subjetiva/qualitativa (seis critérios) e objetiva/quantitativa (três critérios), sempre comparando os protocolos de aquisição monoexponencial e biexponencial. Os resultados foram comparados por análise estatística (concordância interobservador − coeficiente de Gwet; análise das variáveis qualitativas − teste de Stuart-Maxwell; e análise das variáveis quantitativas − testes de Wilcoxon). Resultados: Após exclusão de quatro pacientes, a amostra final foi composta por 66 pacientes. Uma boa/excelente concordância interobservador foi estabelecida para critérios subjetivos (exceto em um critério). Para a análise qualitativa, a quantidade de avaliações boas ou excelentes foi maior para o protocolo monoexponencial (exceto em uma categoria), com evidências de diferenças significativas para três critérios (qualidade global da imagem ponderada em difusão, relação sinal-ruído na imagem ponderada em difusão e relação sinal-ruído ADC). Para a análise quantitativa dos dados, o protocolo monoexponencial apresentou menor variabilidade dos diâmetros anteroposteriores, o que significou menos distorção das imagens, e melhor relação sinal-ruído estimada. Conclusão: Em nossos dados, a qualidade das imagens da sequência de difusão padrão monoexponencial foi qualitativa e quantitativamente superior àquelas da sequência teste biexponencial.
Descritores: Neoplasias da Próstata/diagnóstico por imagem
Imagem de Difusão por Ressonância Magnética/métodos
Imagem de Difusão por Ressonância Magnética/normas
-Padrões de Referência
Variações Dependentes do Observador
Estudos Transversais
Estudos Prospectivos
Reprodutibilidade dos Testes
Estatísticas não Paramétricas
Razão Sinal-Ruído
Limites: Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 3833 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011996
Autor: Tavares, Óscar M; Duarte, João P; Werneck, André O; Costa, Daniela C; Sousa-e-Silva, Paulo; Martinho, Diogo; Luz, Leonardo G. O; Morouço, Pedro; Valente-dos-Santos, João; Soles-Gonçalves, Rui; Conde, Jorge; Casanova, José M; Coelho-e-Silva, Manuel J.
Título: Body composition, strength static and isokinetic, and bone health: comparative study between active adults and amateur soccer players / Composição corporal, força estática e isocinética, e saúde óssea: estudo comparativo entre adultos ativos e futebolistas amadores
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(3):eAO4419, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação para a Ciência e a Tecnologia; . Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).
Resumo: ABSTRACT Objective: To compare tissue composition, total and regional bone mineral content and bone mineral density, static hand grip and knee joint isokinetic strength between amateur soccer players and Control Group. Methods: Cross-sectional study. Air displacement plethysmography was used to estimate body volume and, in turn, density. Body composition, bone mineral content and bone mineral density were assessed for the whole body and at standardized regions using dual energy X-ray absorptiometry. Static grip strength was assessed with an adjustable dynamometer, and peak torque derived from isokinetic strength dynamometer (concentric muscular knee actions at 60°/s). Magnitude of the differences between groups was examined using d-Cohen. Results: Compared to healthy active adults, soccer players showed larger values of whole body bone mineral content (+651g; d=1.60; p<0.01). In addition, differences between groups were large for whole body bone mineral density (d=1.20 to 1.90; p<0.01): lumbar spine, i.e. L1-L4 (+19.4%), upper limbs (+8.6%) and lower limbs (+16.8%). Soccer players attained larger mean values in strength test given by static hand grip protocol (+5.6kg, d=0.99; p<0.01). Conclusion: Soccer adequately regulates body composition and is associated better bone health parameters (bone mineral content and density at whole-body and at particular sites exposed to mechanical loadings).

RESUMO Objetivo: Comparar a composição de tecidos, o conteúdo mineral ósseo e a densidade mineral óssea totais e por regiões do corpo, a força de preensão manual estática, e força isocinética da articulação do joelho, entre um grupo de jogadores de futebol amadores e um Grupo Controle. Métodos: Estudo transversal utilizando pletismografia de ar deslocado para estimar o volume corporal, para subsequente cálculo da densidade corporal. A composição de tecidos, o conteúdo mineral ósseo e a densidade mineral óssea foram avaliados para o corpo todo e regiões padronizadas através da absorciometria de raios-X de dupla energia. A força de preensão manual estática foi avaliada por um dinamômetro ajustável. Os momentos máximos de força das ações musculares concêntricas para os extensores e flexores do joelho foram avaliados pela dinamometria isocinética (60°/s). Foi calculado o valor d-Cohen para apreciar a magnitude do efeito das diferenças entre grupos. Resultados: Os futebolistas apresentaram níveis superiores de conteúdo mineral ósseo em comparação com os adultos ativos do Grupo Controle (+651g; d=1,60; p<0,01) e obtiveram valores superiores de densidade mineral óssea (d: 1,20 a 1,90; p<0,01) para a coluna lombar, L1-L4 (+19,4%), membros superiores (+8,6%) e membros inferiores (+16,8%). Para a força de preensão (estática) a diferença foi moderada (d=0,99; p<0,01) com valores mais elevados apresentados pelo futebolistas (+5,6kg; d=0,99; p<0,01). Conclusão: A prática de futebol promove uma regulação adequada da composição corporal (tecidos magro e gordo) e ganhos na densidade mineral óssea, mais acentuada em partes do corpo com maior exposição aos impactos mecânicos da atividade motora.
Descritores: Futebol/fisiologia
Composição Corporal/fisiologia
Densidade Óssea/fisiologia
Força Muscular/fisiologia
Articulação do Joelho/fisiologia
-Pletismografia/métodos
Valores de Referência
Absorciometria de Fóton
Estudos Transversais
Estatísticas não Paramétricas
Força da Mão/fisiologia
Extremidade Inferior/fisiologia
Extremidade Superior/fisiologia
Dinamômetro de Força Muscular
Atletas
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 384 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde