Base de dados : LILACS
Pesquisa : E06.658.453.560 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 191 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 20 ir para página                         

  1 / 191 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-723155
Autor: Anon.
Título: An interview with Mark G. Hans
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(3):26-35, May-Jun/2014. graf.
Idioma: en.
Descritores: Ortodontia Corretiva/tendências
-Desenvolvimento Ósseo/fisiologia
Determinação da Idade pelo Esqueleto
Cefalometria/tendências
Estudos Longitudinais
Fatores Etários
Resultado do Tratamento
Remodelação Óssea/fisiologia
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Mordida Aberta/terapia
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/instrumentação
Aparelhos de Tração Extrabucal
Ossos Faciais/crescimento & desenvolvimento
Má Oclusão/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Má Oclusão Classe III de Angle/terapia
Mandíbula/crescimento & desenvolvimento
Maxila/crescimento & desenvolvimento
Desenvolvimento Maxilofacial/fisiologia
Respiração Bucal/terapia
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Entrevista
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732441
Autor: Anon.
Título: An interview with Peter H. Buschang
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(6):26-36, Nov-Dec/2014. graf.
Idioma: en.
Descritores: Técnicas de Movimentação Dentária/métodos
-Recidiva
Rotação
Técnicas de Movimentação Dentária/instrumentação
Força de Mordida
Aparelhos Ativadores
Desenho de Aparelho Ortodôntico
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Contenções Ortodônticas
Restauração Dentária Permanente
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/instrumentação
Cabeça/anatomia & histologia
Má Oclusão/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/etiologia
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Má Oclusão Classe III de Angle/terapia
Mandíbula/anatomia & histologia
Desenvolvimento Maxilofacial/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Entrevista
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-770273
Autor: Ali, Batool; Shaikh, Attiya; Fida, Mubassar.
Título: Effect of Clark's twin-block appliance (CTB) and non-extraction fixed mechano-therapy on the pharyngeal dimensions of growing children
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);20(6):82-88, Nov.-Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Narrow airway dimensions due to mandibular deficiency can predispose an individual to severe respiratory distress. Hence, treatment with mandibular advancement devices at an early age might help improving the pharyngeal passage and reduce the risk of respiratory difficulties. Therefore, the aim of the current study was to evaluate the mean changes in the pharyngeal dimensions of children with mandibular deficiency treated with Clark's twin-block appliance (CTB) followed by fixed orthodontic treatment. Methods: Orthodontic records of 42 children with mandibular deficiency were selected. Records comprised three lateral cephalograms taken at the start of CTB treatment, after CTB removal and at the end of fixed appliance treatment, and were compared with 32 controls from the Bolton-Brush study. Friedman test was used to compare pre-treatment, mid-treatment and post-treatment pharyngeal dimensions. Wilcoxon signed rank test was used to compare the airway between pre-treatment and post follow-up controls. Mann-Whitney U test was applied to compare the mean changes in pharyngeal dimensions between treatment group and controls from T2 to T0. Post-hoc Dunnet T3 test was used for multiple comparisons of treatment outcomes after CTB and fixed appliances, taking a p-value of ≤ 0.05 as statistically significant. Results: Superior pharyngeal space (p < 0.001) and upper airway thickness (p = 0.035) were significantly increased after CTB, and the change in superior pharyngeal space remained stable after fixed mechano-therapy. Conclusion: CTB can have a positive effect in improving pharyngeal space and the resultant increase in airway remains stable on an average of two and a half years.

Resumo Introdução: a redução nas dimensões das vias aéreas causada pela deficiência mandibular pode predispor um indivíduo a dificuldades respiratórias severas. Assim, o tratamento com aparelhos de avanço mandibular na infância pode contribuir para melhorar a via aérea faríngea e reduzir o risco de problemas respiratórios. Objetivo: o objetivo do presente estudo foi avaliar as alterações médias nas dimensões da faringe de crianças com deficiência mandibular tratada com o aparelho Twin Block (TBC) seguido pelo tratamento ortodôntico fixo. Métodos: a documentação ortodôntica de 42 crianças com deficiência mandibular, consistindo de três telerradiografias de perfil - tiradas ao início do tratamento com TBC (T0), após a remoção do aparelho (T1) e ao final do tratamento ortodôntico fixo (T2) - foi selecionada e comparada à de 32 crianças controle do estudo Bolton-Brush. O teste de Friedman foi utilizado para comparar as dimensões da faringe antes, durante e após o tratamento. O teste de postos de Wilcoxon foi utilizado para comparar as vias aéreas antes do tratamento e depois do acompanhamento das crianças controle. O teste U de Mann-Whitney foi empregado para comparar as alterações médias nas dimensões da faringe entre o grupo tratado e as crianças controle, de T0 a T2. O teste T3 de Dunnett foi utilizado como post-hocpara realizar comparações múltiplas dos resultados do tratamento após o uso do TBC e dos aparelhos fixos, considerando-se como estatisticamente significativo um valor de p ≤ 0,05. Resultados: o espaço faríngeo superior (p < 0,001) e a espessura das vias aéreas superiores (p = 0,035) aumentaram significativamente após o uso do TBC, e a alteração no espaço faríngeo superior permaneceu estável após a mecanoterapia fixa. Conclusão: o TBC pode produzir um efeito positivo no espaço faríngeo, e aumento resultante nas vias aéreas permanece estável, em média, por dois anos e meio.
Descritores: Faringe
-Cefalometria
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Mandíbula
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Raveli, Dirceu Barnabé
Texto completo
Id: lil-782945
Autor: Schwartz, João Paulo; Raveli, Taisa Boamorte; Schwartz-Filho, Humberto Osvaldo; Raveli, Dirceu Barnabé.
Título: Changes in alveolar bone support induced by the Herbst appliance: a tomographic evaluation
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);21(2):95-101, Mar.-Apr. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: This study evaluated alveolar bone loss around mandibular incisors, induced by the Herbst appliance. Methods: The sample consisted of 23 patients (11 men, 12 women; mean age of 15.76 ± 1.75 years), Class II, Division 1 malocclusion, treated with the Herbst appliance. CBCT scans were obtained before treatment (T0) and after Herbst treatment (T1). Vertical alveolar bone level and alveolar bone thickness of mandibular incisors were assessed. Buccal (B), lingual (L) and total (T) bone thicknesses were assessed at crestal (1), midroot (2) and apical (3) levels of mandibular incisors. Student's t-test and Wilcoxon t-test were used to compare dependent samples in parametric and nonparametric cases, respectively. Pearson's and Spearman's rank correlation analyses were performed to determine the relationship of changes in alveolar bone thickness. Results were considered at a significance level of 5%. Results: Mandibular incisors showed no statistical significance for vertical alveolar bone level. Alveolar bone thickness of mandibular incisors significantly reduced after treatment at B1, B2, B3, T1 and significantly increased at L2. The magnitude of the statistically significant changes was less than 0.2 mm. The changes in alveolar bone thickness showed no statistical significance with incisor inclination degree. Conclusions: CBCT scans showed an association between the Herbst appliance and alveolar bone loss on the buccal surface of mandibular incisors; however, without clinical significance.

RESUMO Introdução: este estudo avaliou a perda óssea alveolar ao redor dos incisivos inferiores induzida pelo aparelho de Herbst. Métodos: a amostra foi composta por 23 pacientes (11 homens e 12 mulheres; média de idade 15,76 ± 1,75 anos), má oclusão de Classe II, divisão 1, tratados com aparelho de Herbst. TCFCs foram realizadas antes do tratamento (T0) e após o tratamento (T1) com o Herbst. A altura e a espessura óssea alveolar dos incisivos inferiores foram avaliadas. As espessuras ósseas vestibular (V), lingual (L) e total (T) foram mensuradas nos terços cervical (1), médio (2) e apical (3) dos incisivos inferiores. O teste t de Student e o teste t de Wilcoxon compararam as amostras dependentes nos casos paramétricos e não paramétricos, respectivamente. As análises de Pearson e Spearman determinaram a correlação entre as alterações na espessura do osso alveolar. Os resultados foram considerados para um nível de significância de 5%. Resultados: os incisivos inferiores não apresentaram significância estatística para a altura óssea alveolar. Após o tratamento, a espessura óssea alveolar dos incisivos inferiores reduziu-se significativamente em V1, V2, V3 e T1 e aumentou significativamente em L2. A quantidade da alteração óssea significativa foi menor que 0,2mm. As alterações na espessura óssea alveolar não apresentam correlação estatisticamente significativa com o grau de inclinação do incisivo. Conclusões: as imagens de TCFC demonstram associação entre o uso do aparelho de Herbst e a perda óssea alveolar no lado vestibular dos incisivos inferiores; entretanto, sem significância clínica.
Descritores: Perda do Osso Alveolar/diagnóstico por imagem
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/diagnóstico por imagem
-Técnicas de Movimentação Dentária
Brasil
Periodonto/diagnóstico por imagem
Estudos Retrospectivos
Seguimentos
Desenho de Aparelho Ortodôntico
Gengiva/diagnóstico por imagem
Incisivo/diagnóstico por imagem
Mandíbula/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787904
Autor: Khoja, Aisha; Fida, Mubassar; Shaikh, Attiya.
Título: Cephalometric evaluation of the effects of the Twin Block appliance in subjects with Class II, Division 1 malocclusion amongst different cervical vertebral maturation stages
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);21(3):73-84tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objectives: To evaluate the cephalometric changes in skeletal, dentoalveolar and soft tissue variables induced by Clark's Twin Block (CTB) in Class II, Division 1 malocclusion patients and to compare these changes in different cervical vertebral maturation stages. Methods: Pre- and post-treatment/observation lateral cephalograms of 53 Class II, Division 1 malocclusion patients and 60 controls were compared to evaluate skeletal, dentoalveolar and soft tissue changes. Skeletal maturity was assessed according to cervical vertebral maturation stages. Pre- and post-treatment/observation mean changes and differences (T2-T1) were compared by means of Wilcoxon sign rank and Mann-Whitney U-tests, respectively. Intergroup comparisons between different cervical stages were performed by means of Kruskal-Wallis test and Mann-Whitney U-test (p ≤ 0.05) . Results: When compared with controls, there was a significant reduction in ANB angle (p < 0.001), which was due to a change in SNB angle in CS-2 and CS-3 (p < 0.001), and in SNA (p < 0.001) and SNB (p = 0.016) angles in the CS-4 group. There was significant increase in the GoGn-SN angle in CS-2 (p = 0.007) and CS-4 (p = 0.024), and increase in Co-Gn and Go-Gn amongst all cervical stages (p < 0.05). There was significant decrease in U1-SN and increase in IMPA amongst all cervical stages (p < 0.05). There was significant retraction of the upper lip in CS-3 (p = 0.001), protrusion of the lower lip in CS-2 (p = 0.005), increase in nasolabial angle in CS-4 (p = 0.006) and Z-angle in CS-3 (p = 0.016), reduction in H-angle in CS-2 (p = 0.013) and CS-3 (p = 0.002) groups. When pre- and post-treatment mean differences were compared between different cervical stages, significant differences were found for SNA, SNB and UI-SN angles and overjet. . Conclusions: The Twin-Block along with the normal craniofacial growth improves facial esthetics in Class II, Division 1 malocclusion by changes in underlying skeletal and dentoalveolar structures. The favorable mandibular growth occurs during any of the cervical vertebral maturation stages, with more pronounced effect during CS-3 stage.

RESUMO Objetivo: avaliar as alterações em variáveis cefalométricas esqueléticas, dentoalveolares e do perfil tegumentar, induzidas pelo aparelho Twin Block de Clark (TBC), em pacientes com má oclusão de Classe II, divisão 1, e comparar as alterações nos diferentes estágios de maturação das vértebras cervicais. Métodos: telerradiografias laterais pré- e pós-tratamento de 53 pacientes com má oclusão de Classe II, divisão 1, foram comparadas às telerradiografias de 60 pacientes controle, para avaliar as alterações esqueléticas, dentoalveolares e no perfil tegumentar. A maturação esquelética foi avaliada de acordo com os estágios de maturação das vértebras cervicais. As alterações médias e as diferenças entre o pré- e o pós-tratamento (T2 - T1) foram comparadas por meio do teste de postos sinalizados de Wilcoxon e do teste U de Mann-Whitney, respectivamente. Foram realizadas comparações intergrupos para os diferentes estágios de maturação das vértebras cervicais, por meio do teste de Kruskal-Wallis e teste U de Mann-Whitney (p ≤ 0,05). Resultados: em comparação aos pacientes do grupo controle, constatou-se que houve uma redução significativa do ângulo ANB (p < 0,001), em virtude de alterações no ângulo SNB nos estágios CS2 e CS3 (p < 0,001), e nos ângulos SNA (p < 0,001) e SNB (p = 0,016) no estágio CS4. Houve um aumento significativo do ângulo GoGn-SN nos estágios CS2 (p = 0,007) e CS4 (p = 0,024), e um aumento em Co-Gn e Go-Gn em todos os estágios de maturação das vértebras cervicais (p < 0,05). Houve redução significativa em U1-SN e um aumento do IMPA em todos os estágios de maturação das vértebras cervicais (p < 0,05). Houve retração significativa do lábio superior em CS3 (p = 0,001), protrusão do lábio inferior em CS2 (p = 0,005), aumento do ângulo nasolabial em CS4 (p = 0,006) e do ângulo Z em CS3 (p = 0,016), além de redução do ângulo H em CS2 (p = 0,013) e CS3 (p = 0,002). Quando as diferenças médias entre pré- e pós-tratamento foram comparadas entre os diferentes estágios de maturação das vértebras cervicais, foram identificadas diferenças significativas para os ângulos SNA, SNB e UI-SN, assim como para o overjet. Conclusões: o uso do aparelho Twin-Block, associado ao crescimento craniofacial normal, melhora a estética facial em pacientes com má oclusão de Classe II, divisão 1, por meio de alterações nas estruturas esqueléticas e dentoalveolares subjacentes. Esse crescimento mandibular mais favorável pode ocorrer durante qualquer um dos estágios de maturação das vértebras cervicais, com um efeito mais acentuado durante o estágio CS3.
Descritores: Vértebras Cervicais/crescimento & desenvolvimento
Cefalometria
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Mandíbula/crescimento & desenvolvimento
-Nariz/anatomia & histologia
Estética Dentária
Lábio/anatomia & histologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891095
Autor: Rodrigues, Gustavo Tirado.
Título: Angle's Class II division 1 associated to mandibular retrusion and skeletal open bite: a 5-year post-orthodontic/orthopedic treatment follow-up
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(5):98-112, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Obtaining long term stability allied to functional and aesthetic balance is the main goal of any orthodontic-orthopedic therapy. This case report describes the orthodontic therapy applied to a 7-year-9-month old child, who presented a Class II, division 1 malocclusion associated to skeletal open bite. Functional and skeletal corrections (sagittally and vertically) were obtained by means of mandible advancement achieved with a closed Balter's bionator appliance followed by a fixed appliance. This approach showed to be efficient in accomplishing both functional and aesthetic goals, that were kept stable five years after the treatment was finished. This case report was presented to the Board of Directors of the Brazilian Board of Orthodontics and Facial Orthopedics (BBO), as partial requirement to becoming a Diplomate of the BBO.

RESUMO A obtenção do equilíbrio funcional e estético em um contexto de estabilidade em longo prazo é o objetivo de qualquer abordagem ortodôntico-ortopédica. O presente relato aborda o tratamento ortodôntico realizado em uma criança com 7 anos e 9 meses de idade, portadora de Classe II, divisão 1, associada a mordida aberta esquelética. A correção funcional e esquelética (sagital e vertical) foi obtida por meio de avanço mandibular, com aparelho Bionator de Balters do tipo fechado, seguido de aparelho ortodôntico fixo. Essa abordagem foi eficiente para atingir as metas funcionais e estéticas, que continuaram estáveis cinco anos após a conclusão do tratamento. Esse caso clínico foi apresentado à Diretoria do Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO), como parte dos requisitos para a obtenção do título de Diplomado pelo BBO.
Descritores: Retrognatismo/terapia
Mordida Aberta/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
-Ortodontia Corretiva
Seguimentos
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Avanço Mandibular
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-953019
Autor: Moro, Alexandre; Borges, Suellen W; Spada, Paula Porto; Morais, Nathaly D; Correr, Gisele Maria; Chaves Jr, Cauby M; Cevidanes, Lucia H S.
Título: Twenty-year clinical experience with fixed functional appliances
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);23(2):87-109, Mar.-Apr. 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: Considering the large number of fixed functional appliances, choosing the best device for your patient is not an easy task. Objective: To describe the development of fixed functional appliances as well as our 20-year experience working with them. Methods: Fixed functional appliances are grouped into flexible, rigid and hybrid. They are different appliances, whose action is described here. Four clinical cases will be reported with a view to illustrating the different appliances. Conclusions: Rigid fixed functional appliances provide better skeletal results than flexible and hybrid ones. Flexible and hybrid appliances have similar effects to those produced by Class II elastics. They ultimately correct Class II with dentoalveolar changes. From a biomechanical standpoint, fixed functional appliances are more recommended to treat Class II in dolichofacial patients, in comparison to Class II elastics.

RESUMO Introdução: considerando-se o grande número de aparelhos propulsores mandibulares, não é uma tarefa fácil escolher o melhor deles para o seu paciente. Objetivo: descrever o desenvolvimento desses aparelhos e a experiência clínica de vinte anos dos autores na sua utilização. Métodos: os aparelhos funcionais fixos aqui apresentados foram classificados em flexíveis, rígidos e híbridos, e o modo de ação de cada um deles foi descrito e ilustrado por meio de quatro casos clínicos. Conclusões: os aparelhos propulsores rígidos fornecem mais resultados esqueléticos do que os flexíveis e os híbridos. Esses últimos têm efeito semelhante ao uso de elásticos com direção de Classe II e, basicamente, corrigem a má oclusão de Classe II com alterações dentoalveolares. Do ponto de vista biomecânico, os propulsores fixos estão mais indicados para tratar a Classe II em pacientes dolicofaciais do que os elásticos de Classe II.
Descritores: Avaliação de Processos e Resultados em Cuidados de Saúde
Técnicas de Movimentação Dentária/instrumentação
Aparelhos Ortodônticos Fixos
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
-Aparelhos Ortodônticos
Aparelhos Ortodônticos Removíveis
Fios Ortodônticos
Técnicas de Movimentação Dentária/métodos
Tomografia Computadorizada por Raios X
Cefalometria
Resultado do Tratamento
Braquetes Ortodônticos
Desenho de Aparelho Ortodôntico
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Fotografia Dentária
Má Oclusão Classe II de Angle/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-953027
Autor: Furquim, Bruno D'Aurea; Janson, Guilherme; Cope, Laura de Castro Cabrera; Freitas, Karina Maria Salvatore; Henriques, José Fernando Castanha.
Título: Comparative effects of the Mandibular Protraction Appliance in adolescents and adults
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);23(3):63-72, May-June 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: The aim of this study was to compare the skeletal, dental, and soft tissue effects of the Mandibular Protraction Appliance (MPA) application in adolescent and adult Class II malocclusion patients. Methods: The sample comprised the pretreatment and posttreatment lateral cephalograms of 39 subjects presenting Class II malocclusion treated with the MPA and fixed appliances. Sample was divided into two groups: Group 1 comprised 23 subjects (10 male; 13 female), at a mean pretreatment age of 11.75 years, with a mean treatment time of 3.32 years; Group 2 included 16 subjects (7 male; 9 female), at a mean pretreatment age of 22.41 years, with a mean treatment time of 4.24 years. Intergroup comparison of the initial and final stages and treatment changes between the groups was performed with t tests, at p< 0.05. Results: The adults showed less significant amounts of skeletal, dentoalveolar and soft tissue changes than the adolescents. There was significantly greater palatal tipping of the maxillary incisors and retrusion of the upper lip in the adolescents. The adult group showed greater mandibular incisor proclination in the posttreatment stage. Conclusion: Adult patients treated with MPA showed less significant amounts of skeletal, dentoalveolar and soft tissue changes than adolescents.

RESUMO Objetivo: o objetivo do presente estudo foi comparar os efeitos esqueléticos, dentários e em tecidos moles do Aparelho de Protração Mandibular (APM) em pacientes adolescentes e adultos com má oclusão de Classe II. Métodos: a amostra consistiu das telerradiografias pré- e pós-tratamento de 39 indivíduos com má oclusão de Classe II tratados com APM e aparelhos fixos. A amostra foi dividida em dois grupos: o Grupo 1 compreendeu 23 indivíduos (10 homens e 13 mulheres), com idade inicial de 11,75 anos, com um tempo médio de tratamento de 3,32 anos; o Grupo 2 incluiu 16 pacientes (7 do sexo masculino e 9 do sexo feminino), com idade média inicial de 22,41 anos, com um tempo médio de tratamento de 4,24 anos. A comparação intergrupos dos estágios inicial e final e das alterações com o tratamento foi realizada com testes t, considerando-se um nível de significância de p< 0,05. Resultados: os adultos apresentaram quantidades menos significativas de alterações esqueléticas, dentoalveolares e de tecidos moles do que os adolescentes. Houve uma inclinação palatina significativamente maior dos incisivos superiores e retrusão do lábio superior nos adolescentes. O grupo de adultos apresentou maior proclinação dos incisivos inferiores no estágio pós-tratamento. Conclusão: pacientes adultos tratados com APM apresentaram quantidades menos significativas de alterações esqueléticas, dentoalveolares e de tecidos moles do que os adolescentes.
Descritores: Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
-Fatores Etários
Resultado do Tratamento
Má Oclusão Classe II de Angle/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 191 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039662
Autor: Brito, Deborah Brindeiro de Araújo; Henriques, José Fernando Castanha; Fiedler, Camilla Foncatti; Janson, Guilherme.
Título: Effects of Class II division 1 malocclusion treatment with three types of fixed functional appliances
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);24(5):30-39, Sept.-Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: This study aimed at comparing the dentoskeletal changes in patients with Class II division 1 malocclusion, treated with three types of fixed functional appliances. Methods: A sample comprising 95 patients with the same malocclusion, retrospectively selected, and divided into four groups, was used: G1 consisted of 25 patients (mean age 12.77 ± 1.24 years) treated with Jasper Jumper appliance; G2, with 25 patients (mean age 12.58 ± 1.65 years) treated with the Herbst appliance; G3, with 23 patients (mean age 12.37 ± 1.72 years) treated with the Mandibular Protraction Appliance (MPA); and a Control Group (CG) comprised of 22 untreated subjects (mean age 12.66 ± 1.12 years). Intergroup comparison was performed with ANOVA, followed by Tukey test. Results: The Jasper Jumper and the Herbst group showed significantly greater maxillary anterior displacement restriction. The Jasper Jumper demonstrated significantly greater increase in the mandibular plane angle, as compared to the control group. The MPA group demonstrated significantly greater palatal inclination of the maxillary incisors. Vertical development of the maxillary molars was significantly greater in the Herbst group. Conclusions: Despite some intergroup differences in the amount of dentoskeletal changes, the appliances were effective in correcting the main features of Class II malocclusions.

RESUMO Objetivo: o objetivo do presente estudo foi comparar as alterações dentoesqueléticas em pacientes com má oclusão de Classe II, divisão 1, tratados com três tipos de aparelhos funcionais fixos. Métodos: a amostra compreendeu 95 pacientes, selecionados retrospectivamente e divididos em quatro grupos: G1, composto por 25 pacientes (idade média de 12,77 ± 1,24 anos), tratados com aparelho Jasper Jumper; G2, com 25 pacientes (idade média de 12,58 ± 1,65 anos), tratados com aparelho Herbst; G3, com 23 pacientes (idade média de 12,37 ± 1,72 anos), tratados com o Aparelho de Protração Mandibular (APM); e um Grupo Controle (GC), composto por 22 sujeitos não tratados (idade média de 12,66 ± 1,12 anos) que apresentavam a mesma má oclusão. A comparação intergrupos foi realizada com ANOVA, seguida do teste Tukey. Resultados: os grupos Jasper Jumper e Herbst apresentaram significativamente maior restrição de deslocamento anterior da maxila. O Jasper Jumper demonstrou aumento significativamente maior no ângulo do plano mandibular, em comparação ao grupo controle. O grupo APM demonstrou inclinação palatina significativamente maior dos incisivos superiores. O desenvolvimento vertical dos molares superiores foi significativamente maior no grupo Herbst. Conclusões: apesar de algumas diferenças intergrupos na quantidade de alterações dentoesqueléticas, os aparelhos foram eficazes na correção das principais características das más oclusões de Classe II.
Descritores: Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Má Oclusão Classe II de Angle
-Aparelhos Ativadores
Cefalometria
Estudos Retrospectivos
Aparelhos Ortodônticos Fixos
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 191 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133664
Autor: Elkordy, Sherif A; Fayed, Mona M Salah; Attia, Khaled H; Abouelezz, Amr M.
Título: Complications encountered during Forsus Fatigue Resistant Device therapy
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);25(3):65-72, May-June 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Introduction: Fixed functional appliances are non-compliant solutions to Class II malocclusion treatment. The clinician, however, should be careful of unexpected complications during the therapy. Methods: 58 female adolescents who presented with Class II malocclusion due to deficient mandible were treated with Forsus Fatigue Resistant Device (FFRD) therapy until an overcorrection to an edge to edge incisor relationship was achieved. Results: Incisor relationship and overjet were corrected successfully in all the subjects. Twenty-two patients had a complications-free treatment, while several complications were encountered with the remaining 36 subjects. In particular, mandibular canine rotation and development of posterior crossbites were the most common complications, with percentages of 51.7% and 25.9% respectively. Other complications included the breakage and shearing of the extraoral tubes of the first molar bands, and excessive intrusion of the upper first molars. Conclusions: FFRD is an efficient appliance for treatment of Class II malocclusion; however, different complications were encountered during the appliance therapy. A focus on taking precautions and applying preventive measures can help to avoid such problems, reducing the number of emergency appointments and enhancing the treatment experience with the appliance.

RESUMO Introdução: Os aparelhos funcionais fixos são uma solução para o tratamento da má oclusão de Classe II em pacientes não colaboradores. Porém, o ortodontista deve estar ciente das complicações inesperadas decorrentes do seu uso. Métodos: Cinquenta e oito pacientes adolescentes do sexo feminino com má oclusão de Classe II por deficiência mandibular foram tratadas com o aparelho Forsus FRD até se alcançar uma sobrecorreção, com relação de topo a topo dos incisivos. Resultados: A relação entre os incisivos e a sobressaliência foram corrigidas com sucesso em todas as pacientes. Vinte e duas pacientes não apresentaram complicações durante o tratamento, enquanto as demais trinta e seis pacientes apresentaram diferentes complicações. As complicações mais comuns foram a rotação do canino inferior e o desenvolvimento de mordida cruzada posterior, com prevalência de 51,7% e 25,9%, respectivamente. As demais complicações incluíram quebra e cisalhamento dos tubos extrabucais das bandas dos primeiros molares, e intrusão excessiva dos primeiros molares superiores. Conclusões: O FRD é um aparelho eficiente para o tratamento da má oclusão de Classe II. No entanto, diferentes complicações foram encontradas durante o uso desse aparelho. O foco na tomada de precauções e em medidas preventivas pode ajudar a evitar tais complicações, reduzindo o número de consultas de emergência e melhorando a experiência do paciente no tratamento com esse aparelho.
Descritores: Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Sobremordida
Má Oclusão Classe II de Angle
-Cefalometria
Desenho de Aparelho Ortodôntico
Mandíbula
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 20 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde