Base de dados : LILACS
Pesquisa : E06.658.453.578.360 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 284 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 29 ir para página                         

  1 / 284 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-990065
Autor: Guillen-Rivera, Gerardo José; Ortega-Pertuz, Ana Isabel; Espina-Suarez, Michelle Leinin.
Título: Fibromixoma Odontogénico Agresivo en Maxila: Abordaje Quirúrgico / Aggressive Odontogenic Fibromixoma in Maxilla: Surgical Approach
Fonte: Int. j. odontostomatol. (Print);13(1):58-63, mar. 2019. graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN: El fibromixoma odontogénico (FM) es una infrecuente lesión benigna que muestra un comportamiento invasivo. Considerada una variante del mixoma odontogénico, presenta un origen mesenquimal controvertido y ligera predilección por el sexo femenino. La lesión está asociada a zonas con estructuras dentales adyacentes, siendo su localización más frecuente la región mandibular posterior. El objetivo de este trabajo fue mostrar un caso agresivo de FM en una paciente, localizado en la zona posterior de maxila, destacando su abordaje quirúrgico. Se reporta un caso de una mujer de 52 años, la cual acudió a la consulta por presentar una masa indolora, firme a la palpación en el lado derecho de la maxila. Radiográficamente se observaba como una imagen radiopaca, de márgenes mal definidos que se extendía en el seno maxilar ipsilateral; la tomografía computarizada pudo evidenciar la expansión de las paredes del antro y la fosa nasal, con compromiso del cigomático y el piso de órbita. Se realizó biopsia incisional y el diagnóstico histopatológico fue de FM. El tratamiento de elección consistió en la resección en bloque, mediante abordaje Weber-Fergusson, acompañada de reconstrucción con placa y malla de titanio para garantizar la suspensión del globo ocular; un nuevo estudio histopatológico, confirmó el diagnóstico inicial. Al año del procedimiento quirúrgico no se evidenció recidiva, observando que el material de reconstrucción mantiene su posición, proporcionado estética y funcionabilidad a la paciente.

ABSTRACT: Odontogenic fibromyxoma (FM) is an infrequent benign lesion that shows with invasive characteristics. Considered a variant of the odontogenic myxoma, it presents a controversial mesenchymal origin and is somewhat more frequent in women. The lesion is associated with areas with adjacent dental structures, with its most frequent location in the posterior mandibular region. The objective of this study was to show an aggressive case of FM in a female, located in the posterior area of the maxilla, emphasizing its surgical approach. A case of a 52-year-old woman, who came to the clinic because of a painless, firm mass on the right side of the maxilla. Radiographically, it was seen as a radiopaque image, with poorly defined margins extending in the ipsilateral maxillary sinus; computed tomography showed the expansion of the walls of the antrum and the nasal cavity, with zygomatic compromise and the orbital floor. An incisional biopsy was performed and the histopathological diagnosis was FM. The treatment of choice consisted of block resection, using a WeberFerguson approach, along with reconstruction with a titanium plaque and mesh to guarantee suspension of the eyeball; a new histopathological study, confirmed the initial diagnosis. One year after the surgical procedure, there is no recurrence, and the reconstruction material maintains its position, providing aesthetic and functionality to the patient.
Descritores: Neoplasias Mandibulares/diagnóstico
Tumores Odontogênicos/diagnóstico
Fibroma/diagnóstico
-Venezuela
Radiografia Panorâmica/métodos
Neoplasias Mandibulares/cirurgia
Tumores Odontogênicos/cirurgia
Tomografia Computadorizada por Raios X
Aparelhos de Tração Extrabucal
Fibroma/cirurgia
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: lil-584483
Autor: Companioni Bachá, Alberto E; Torralbas Velázquez, Alicia; Sánchez Mesa, Carlos.
Título: Relación entre la proporción áurea y el índice facial en estudiantes de Estomatología de La Habana / Relation between the aureal proportion and the facial index in students of Stomatology of La Habana
Fonte: Rev. cuba. estomatol;47(1):50-61, ene.-mar. 2010.
Idioma: es.
Resumo: La proporción áurea ha sido utilizada en el diagnóstico ortodóncico como una variable importante para decidir el tratamiento de elección. Objetivo: evaluar la relación entre la presencia de la proporción divina y el tipo facial morfológico. Métodos: se realizó un estudio descriptivo en 70 estudiantes de la Facultad de Estomatología de La Habana. Se comparó el tipo facial encontrado, con la presencia o no de la divina proporción (1,618) entre la altura de la cabeza y la anchura bicigomática. Resultados: los tipos faciales euriprosopo y mesoprosopo fueron los más representados (38,57 por ciento cada uno). El 65,71 por ciento del total presentó la proporción áurea. En ambos sexos predominaron los que tuvieron la proporción (femenino con 66,67 por ciento, masculino con 64 por ciento), al igual que el 74,07 por ciento de los mesoprosopos y el 62,96 por ciento de los euriprosopos. En el sexo femenino los tres tipos faciales cumplieron significativamente (p< 0,05) con la proporción y en el masculino solo los mesoprosopos con un 80,00 por ciento. Conclusiones: los tipos faciales euriprosopo y mesoprosopo constituyeron la mayoría de la muestra estudiada, predominaron los estudiantes con la divina proporción en las mediciones estudiadas, en el sexo masculino sobresale en los mesoprosopos ganando en estos, mayor significación diagnóstica(AU)

Aurous proportion has been used in the orthodontic diagnosis as an important variable to decide the choice treatment. Objective: To assess the relation between the presence of a divine proportion and the morphologic facial type. Methods: A descriptive study was conducted in 70 students from the Odontology Faculty (Facultad de Estomatología) of La Habana. The facial type founded was compared with the presence or not of the divine proportion (1,618) between the head height and the zygomatic width. Results: The euryprosopic and the mesoprosopic facial types were the more represented (38.57 percent each). The (65.71 ) percent of total had an aureal proportion (female sex with 66,67 percent and male sex with 64 percent) similar to the 74,07 percent of mesoprosopic ones and the 62,96 percent of euryprosopic ones. In the case of the female sex the three facial types significantly fulfilled (p< 0,05) with the proportion parameters and in the male sex only the mesoprosopic ones for a 80,00 percent. Conclusions: The euryprosopic and mesoprosopic facial types were the most of the study sample with predominance of students with the divine proportion in study measurements, in male sex it to stand out in the mesoprosopic ones with a higher diagnostic significance(AU)
Descritores: Aparelhos de Tração Extrabucal/efeitos adversos
Aparelhos de Tração Extrabucal/tendências
-Estudantes
Epidemiologia Descritiva
Medicina Bucal/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto Jovem
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-723155
Autor: Anon.
Título: An interview with Mark G. Hans
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);19(3):26-35, May-Jun/2014. graf.
Idioma: en.
Descritores: Ortodontia Corretiva/tendências
-Desenvolvimento Ósseo/fisiologia
Determinação da Idade pelo Esqueleto
Cefalometria/tendências
Estudos Longitudinais
Fatores Etários
Resultado do Tratamento
Remodelação Óssea/fisiologia
Aparelhos Ortodônticos Funcionais
Mordida Aberta/terapia
Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica/instrumentação
Aparelhos de Tração Extrabucal
Ossos Faciais/crescimento & desenvolvimento
Má Oclusão/terapia
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
Má Oclusão Classe III de Angle/terapia
Mandíbula/crescimento & desenvolvimento
Maxila/crescimento & desenvolvimento
Desenvolvimento Maxilofacial/fisiologia
Respiração Bucal/terapia
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Entrevista
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-764544
Autor: Farret, Milton Meri Benitez; Lima, Eduardo Martinelli de; Farret, Marcel M; Araújo, Laura Lutz de.
Título: Dental and skeletal effects of combined headgear used alone or in association with rapid maxillary expansion
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);20(5):43-49tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: The aim of this study was to assess the effects of combined headgear used alone or in association with rapid maxillary expansion, as the first step for Class II malocclusion treatment.Methods:The sample comprised 61 patients divided into three groups: Group 1, combined headgear (CH); Group 2, CH + rapid maxillary expansion (CH + RME); and Group 3, control (CG). In Group 1, patients were treated with combined headgear until Class I molar relationship was achieved. In Group 2, the protocol for headgear was the same; however, patients were previously subject to rapid maxillary expansion.Results:Results showed distal displacement of maxillary molars for both experimental groups (p < 0.001), with distal tipping only in Group 1 (CH) (p < 0.001). There was restriction of forward maxillary growth in Group 2 (CH + RME) (p < 0.05) and clockwise rotation of the maxilla in Group 1 (CH) (p < 0.05).Conclusion: Based on the results, it is possible to suggest that treatment with both protocols was efficient; however, results were more significant for Group 2 (CH + RME) with less side effects.

Objetivos: a finalidade do presente estudo foi verificar os efeitos do aparelho extrabucal de tração combinada, associado ou não à expansão rápida da maxila, como primeiro passo do tratamento da má oclusão de Classe II.Métodos: a amostra consistiu de 61 indivíduos divididos em três grupos: Grupo 1 = extrabucal de tração combinada (TC); Grupo 2 = tração combinada + expansão rápida da maxila (TC +ERM); Grupo 3 = controle (GC). No Grupo 1 os indivíduos foram tratados com extrabucal de tração combinada até a relação molar ficar em Classe I. No Grupo 2, o protocolo foi o mesmo, entretanto, os indivíduos receberam, previamente, expansão maxilar rápida.Resultados: os resultados mostraram deslocamento distal dos molares superiores em ambos os grupos experimentais (p < 0,001), com inclinação distal somente no Grupo 1 (TC) (p < 0,001). Houve restrição de crescimento anterior da maxila no Grupo 2 (TC + ERM) (p < 0,5) e rotação horária da maxila no Grupo 1 (TC) (p< 0,5).Conclusão:baseado nos resultados, é possível concluir que o tratamento com ambos os protocolos foi eficiente; entretanto, os resultados foram mais significativos para o Grupo 2 (TC + ERM), e com menos efeitos colaterais.
Descritores: Técnica de Expansão Palatina
Aparelhos de Tração Extrabucal
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
-Cefalometria
Resultado do Tratamento
Pesquisa Comparativa da Efetividade
Maxila/anormalidades
Maxila/crescimento & desenvolvimento
Desenvolvimento Maxilofacial
Dente Molar/crescimento & desenvolvimento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-777516
Autor: Montanha, Kátia.
Título: Class II, Division 1 Angle malocclusion with severe proclination of maxillary incisors
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);21(1):101-109, Jan.-Feb. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Protrusion of maxillary incisors is a common complaint among patients seeking orthodontic treatment. This report addresses the correction of Class II Angle malocclusion with excessively bucally proclined maxillary incisors, in an adolescent female patient, through the use of extraoral and fixed appliances. This case was presented to the Brazilian Board of Orthodontics and Dentofacial Orthopedics (BBO) as part of the requirements for obtaining the title of certified by the BBO.

A protrusão dos incisivos superiores é uma queixa frequente nos pacientes que buscam o tratamento ortodôntico. O presente relato aborda a correção de uma má oclusão de Classe II de Angle, com severa protrusão e inclinação para vestibular dos incisivos superiores, em uma paciente adolescente do sexo feminino, por meio do uso de aparelhagem extrabucal e fixa. Esse caso clínico foi apresentado à Diretoria do Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO), como parte dos requisitos para a obtenção do título de Diplomada pelo BBO.
Descritores: Incisivo
Má Oclusão Classe II de Angle/terapia
-Brasil
Cefalometria
Aparelhos de Tração Extrabucal
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891068
Autor: Arruda, Marcelo B P de.
Título: Angle Class III malocclusion with anteroposterior and vertical discrepancy in the final stage of growth
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(3):109-118, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Angle Class III malocclusion is characterized by an anteroposterior dental discrepancy with or without anteroposterior and vertical skeletal changes. Patients usually seek orthodontic treatment because facial appearance is compromised in most cases. The present study describes the clinical case of a 12-year and 6-month-old girl in her final stage of pubertal growth presenting Class III malocclusion with anteroposterior and vertical discrepancies. Initial treatment consisted of maxillary expansion using a Hass expander followed by the use of a Petit facemask for a minimum of 16 hours a day. During corrective treatment, Class III elastics were used to complement protraction. At the end of the treatment, skeletal discrepancy had improved, and the ANB angle increased from 0 to 2o. Angle Class III malocclusion, anterior crossbite and open bite were corrected. This case was presented to the Committee of the Brazilian Board of Orthodontics and Facial Orthopedics (BBO) as part of the requisites to become a BBO Diplomate.

RESUMO A má oclusão de Classe III de Angle tem como característica uma discrepância dentária anteroposterior, que pode ou não estar acompanhada por alterações esqueléticas tanto no sentido anteroposterior quanto no vertical. O aspecto facial fica comprometido na maioria dos casos, levando o paciente a procurar o tratamento ortodôntico. O presente artigo descreve o caso clínico de uma paciente com doze anos e seis meses de idade, portadora de má oclusão de Classe III, com discrepância anteroposterior e vertical, em fase final de crescimento. O tratamento inicial consistiu de expansão maxilar com o disjuntor de Haas e utilização da máscara facial de Petit por no mínimo 16 horas/dia. Na fase de tratamento corretivo, foram usados elásticos Classe III como complemento à tração reversa. Ao término do tratamento, obteve-se melhora na desarmonia esquelética, com aumento do ângulo ANB de 0o para 2o. Quanto ao padrão dentário, corrigiu-se a relação de Classe III de Angle, o leve cruzamento entre os incisivos e a mordida aberta anterior. Esse caso foi apresentado à Diretoria do Board Brasileiro de Ortodontia e Ortopedia Facial (BBO) como parte dos requisitos para a obtenção do título de Diplomado pelo BBO.
Descritores: Técnica de Expansão Palatina
Aparelhos de Tração Extrabucal
Má Oclusão Classe III de Angle/terapia
-Dimensão Vertical
Radiografia Panorâmica
Cefalometria
Modelos Dentários
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891101
Autor: Calçada, Flávio Siqueira; Guimarães, Antônio Sérgio; Teixeira, Marcelo Lucchesi; Takamatsu, Flávio Atsushi.
Título: Distribution of stress on TMJ disc induced by use of chincup therapy: assessment by the finite element method
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(5):83-89, Sept.-Oct. 2017. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To assess the distribution of stress produced on TMJ disc by chincup therapy, by means of the finite element method. Methods: a simplified three-dimensional TMJ disc model was developed by using Rhinoceros 3D software, and exported to ANSYS software. A 4.9N load was applied on the inferior surface of the model at inclinations of 30, 40, and 50 degrees to the mandibular plane (GoMe). ANSYS was used to analyze stress distribution on the TMJ disc for the different angulations, by means of finite element method. Results: The results showed that the tensile and compressive stresses concentrations were higher on the inferior surface of the model. More presence of tensile stress was found in the middle-anterior region of the model and its location was not altered in the three directions of load application. There was more presence of compressive stress in the middle and mid-posterior regions, but when a 50o inclined load was applied, concentration in the middle region was prevalent. Tensile and compressive stresses intensities progressively diminished as the load was more vertically applied. Conclusions: stress induced by the chincup therapy is mainly located on the inferior surface of the model. Loads at greater angles to the mandibular plane produced distribution of stresses with lower intensity and a concentration of compressive stresses in the middle region. The simplified three-dimensional model proved useful for assessing the distribution of stresses on the TMJ disc induced by the chincup therapy.

RESUMO Objetivo: avaliar, por meio do método dos elementos finitos, a distribuição das tensões no disco articular produzidas pela mentoneira ortopédica. Métodos: um modelo tridimensional simplificado do disco articular foi desenvolvido com o software Rhinoceros 3D e exportado para o software ANSYS. Uma carga de 4,9 N (500 gf) foi aplicada na superfície inferior do modelo, com inclinação de 30, 40 e 50o em relação ao plano mandibular Gônio-Mentoniano (GoMe). O ANSYS analisou, por meio do método dos elementos finitos, a distribuição das tensões presentes no modelo do disco articular para as diferentes angulações. Resultados: os resultados mostraram que a concentração das tensões de tração e compressão foi maior na superfície inferior do modelo. A tensão de tração foi mais presente na região média-anterior do modelo, e sua localização não se alterou nas três direções da aplicação da carga. A tensão de compressão foi mais presente nas regiões média e média-posterior do modelo, mas quando a carga a 50o foi aplicada, ela se concentrou na região média. As intensidades das tensões de tração e compressão diminuíram progressivamente à medida que a carga foi aplicada mais verticalmente. Conclusão: as tensões induzidas pela mentoneira ortopédica se localizaram principalmente na superfície inferior do modelo. As cargas com maior angulação em relação ao plano mandibular produziram uma distribuição de tensões com menor intensidade e uma concentração da tensão de compressão na região média do modelo. Um modelo tridimensional simplificado se mostrou útil na avaliação da distribuição das tensões no disco articular induzidas pela mentoneira ortopédica.
Descritores: Disco da Articulação Temporomandibular/fisiologia
Análise do Estresse Dentário/métodos
Aparelhos de Tração Extrabucal
-Simulação por Computador
Análise de Elementos Finitos
Modelos Biológicos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891110
Autor: Janson, Guilherme; Maranhão, Olga Benário Vieira.
Título: Compensatory Class III malocclusion treatment associated with mandibular canine extractions
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);22(6):86-98, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Skeletal Class III malocclusions are ideally treated with orthodontic-surgical approaches. However, if there are no significant soft tissue implications and the patient does not want to undergo orthognatic surgery, other treatment options may be considered. The current case report describes a compensatory alternative for Class III malocclusion treatment, by means of mandibular canine extractions. This treatment alternative provided facial profile and occlusal improvement, which remains stable seven years posttreatment.

RESUMO As más oclusões esqueléticas de Classe III são idealmente tratadas com intervenções ortodôntico-cirúrgicas. Contudo, se não existirem implicações estéticas faciais e se o paciente não desejar se submeter à cirurgia ortognática, outras opções de tratamento podem ser consideradas. O presente caso clínico descreve um tratamento compensatório alternativo para a má oclusão de Classe III, com extrações de caninos inferiores. Esse tratamento alternativo propiciou melhoras no perfil facial e na oclusão, que permaneceu estável após sete anos da sua finalização.
Descritores: Ortodontia Corretiva/métodos
Extração Dentária
Dente Canino/cirurgia
Má Oclusão Classe III de Angle/cirurgia
Má Oclusão Classe III de Angle/terapia
Mandíbula/cirurgia
-Ortodontia Corretiva/instrumentação
Planejamento de Assistência ao Paciente
Radiografia Panorâmica
Cefalometria
Técnica de Fundição Odontológica
Técnica de Expansão Palatina
Resultado do Tratamento
Braquetes Ortodônticos
Aparelhos de Tração Extrabucal
Assimetria Facial/complicações
Assimetria Facial/terapia
Má Oclusão Classe III de Angle/diagnóstico por imagem
Mandíbula/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 284 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001857
Autor: Sadeghi, Samaneh; Hedayati, Zohreh; Mousavi-Fard, Batoolalsadat.
Título: Comparison of two asymmetric headgear force systems: A finite element analysis
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);24(2):41.e1-41.e6, Mar.-Apr. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: The aim of this study was to evaluate the effect of displacement patterns of the molar teeth in response to different asymmetric headgear loading using 3D finite element method. Methods: A series of twenty-five facebow with different left vs. right outer bow length and different expansion of left vs. right were designed. The non-favored side (right side) was shortened at intervals of 10 mm, and favored side (left side) was expanded 10 degree greater than right side and 5 degree expansion were successively added. At the first phase, each side received 200-g load, implying the neck strap to displace toward shorter arm. At the second phase, a total of 400-g load was applied to the ends of the outer bow. Because of the neck strap displacement, the shorter arm received greater load than the left side, the magnitude of the applied force to each side depended on difference of left vs. right outer bow length and expansion. Results: All systems were effective in promoting asymmetric distal movement of the molars. However, the asymmetrical facebow with the 40 mm shortening and 25 degree expansion outer bow when unequal force applied could be used in asymmetric mechanics. Medial and occlusal displacing forces were observed in all systems. Conclusions: Both equal and unequal force application is effective for molar distalization. Expansion of the outer bow in the affected side and shortening of the outer bow in the normal side were effective to produced differential distal molar movement.

Resumo Objetivo: o objetivo desse estudo foi usar o método de elementos finitos 3D para avaliar o efeito no padrão de deslocamento dos molares em resposta ao uso de aparelhos extrabucais com diferentes forças assimétricas. Métodos: foram confeccionados 25 aparelhos extrabucais (AEB) com diferenças, entre os lados direito e esquerdo, quanto ao comprimento e ao grau de abertura do braço externo. O lado não favorecido (lado direito) foi encurtado em intervalos de 10 mm e o lado favorecido (lado esquerdo) foi aberto 10 graus a mais do que o lado direito, sendo adicionados 5 graus de abertura sucessivamente. Na primeira fase, cada lado recebeu carga de 200 g, causando o deslocamento da tala cervical em direção ao braço mais curto. Na segunda fase, foi aplicada carga total de 400 g às extremidades dos braços externos dos AEB. Devido ao deslocamento da tala cervical, o braço mais curto recebeu uma força maior do que o lado oposto; a magnitude da força aplicada em cada lado dependeu da diferença no comprimento e na abertura dos braços externos do AEB. Resultados: todos os sistemas foram efetivos em promover movimentação distal assimétrica dos molares. Porém, o AEB assimétrico com 40 mm de encurtamento e 25 graus de abertura do braço externo poderia ser usado na mecânica assimétrica, com aplicação diferenciada de força. Foram observadas forças mediais e oclusais de deslocamento em todos os sistemas. Conclusões: tanto a aplicação de forças simétricas quanto assimétricas são efetivas para a distalização dos molares. A expansão do braço externo do AEB no lado afetado e o encurtamento no lado normal foram efetivos na produção de movimento distal assimétrico dos molares.
Descritores: Desenho de Aparelho Ortodôntico
Aparelhos de Tração Extrabucal
-Técnicas de Movimentação Dentária
Análise de Elementos Finitos
Análise do Estresse Dentário
Dente Molar
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 284 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mucha, José Nelson
Texto completo
Id: biblio-1133654
Autor: Rosa, Anderson Jaña; Nascimento, Rizomar Ramos do; Mucha, José Nelson; Vilella, Oswaldo de Vasconcellos.
Título: Effects of the cervical headgear in growing Angle Class II malocclusion patients: a prospective study
Fonte: Dental press j. orthod. (Impr.);25(2):25-31, Mar.-Apr. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: Evaluate dental and skeletal changes resulting from the exclusive use of the cervical headgear for 15 ± 4 months in the treatment of patients with Class II division 1 malocclusion. Methods: Differences between the beginning (T1) and immediately after the end of the therapy (T2) with the cervical headgear in growing patients (Experimental Group, EG, n = 23) were examined and compared, during compatible periods, with those presented by a group of untreated individuals (Control Group, CG, n =22) with similar malocclusions and chronological age. The cephalometric variables evaluated were: ANB, GoGn.SN, AO-BO, S'-ANS, S'-A, S'-B, S'-Pog and S'-U6 (maxillary first molar). The Shapiro-Wilk and Levene tests were used to evaluate the results. Results: Significant differences were found relative to the ANB, S'-U6, AO-BO, S'-ANS, S'-A, S'-B and S'-Pog variables between T1 and T2 when comparing both groups. No statistically significant variation was found regarding the GoGn.SN angle. Conclusions: The use of cervical headgear promoted distal movement of the maxillary first molars and restricted the anterior displacement of the maxilla, without significantly affecting the GoGn.SN angle.

RESUMO Objetivo: Avaliar as alterações dentárias e esqueléticas decorrentes do uso exclusivo do aparelho extrabucal durante 15 ± 4 meses para tratamento de pacientes com má oclusão de Classe II divisão 1 (Grupo Experimental, GE). Métodos: As diferenças entre o início (T1) e imediatamente após o término da terapia (T2) com o aparelho extrabucal de tração cervical (Grupo Experimental, GE, n = 23) foram comparadas àquelas apresentadas por um grupo composto por indivíduos não tratados (Grupo Controle, GC, n = 22), com má oclusão e faixa etária cronológica compatíveis. As variáveis cefalométricas avaliadas foram: ANB, GoGn.SN, AO-BO, S'-ENA, S'-A, S'-B, S'-Pog e S'-U6 (primeiro molar superior). Os testes de Shapiro-Wilk e Levene foram aplicados para avaliar os resultados. Resultados: Diferenças significativas entre T1 e T2 foram encontradas para as variáveis ANB, S'-U6, AO-BO, S'-ENA, S'-A, S'-B e S'-Pog, quando comparados os dois grupos. Nenhuma diferença estatisticamente significativa foi encontrada em relação ao ângulo GoGn.SN. Conclusão: O uso do aparelho extrabucal com tração cervical promoveu movimento para distal do primeiro molar superior e restringiu o deslocamento anterior da maxila, sem afetar significativamente o ângulo GoGn.SN.
Descritores: Má Oclusão Classe II de Angle
-Cefalometria
Estudos Prospectivos
Aparelhos de Tração Extrabucal
Maxila
Dente Molar
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 29 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde