Base de dados : LILACS
Pesquisa : E06.761 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 721 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 73 ir para página                         

  1 / 721 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-653060
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde.
Título: III Conferência Nacional de Saúde Bucal: acesso e qualidade superando a exclusão social: relatório final / III National Conference of Oral Health: access and quality suparssing the social exclusion: final report.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2005. 147 p.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Conferência Nacional de Saúde Bucal, 3, Brasília, 29 jul.-1 ago. 2004.
Descritores: Congressos
Educação em Saúde Bucal
Saúde Bucal
-Odontologia Preventiva
Odontologia em Saúde Pública
Responsável: BR59.2 - Núcleo de Documentação
BR59.2; 616.317-084, B83sb, 3ª. 744


  2 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-883
Autor: Argentina. Ministerio de Salud y Acción Social; Organización Panamericana de la Salud; Organización Mundial de la Salud.
Título: Salud oral / Oral health
Fonte: In: Argentina. Ministerio de Salud y Acción Social; Organización Panamericana de la Salud; Organización Mundial de la Salud. Argentina: descripción de su situación de salud. s.l, Argentina. Ministerio de Salud y Acción Social, oct. 1985. p.146-146, tab.
Idioma: es.
Resumo: Se mencionan las características particulares de la problemática odontológica en cuanto a las necesidades para dos patologias más comunes (caries dental y la enfermadad gíngivo-periodontal) y la limitación de la cobertura. Ambas afirmaciones son avaladas por datos estadísticos. Muy pocas de las prestaciones son para diagnóstico y tratamiento precoz, siendo nula la prática de prevención primaria. A diferencia de otros sectores el 90% corresponde a instalaciones privadas, al igual que el financiamiento por parte del paciente con 52% por cuenta propia. Siguiendo las metas ppropuestas para alcanzar -Salud para todos en el año 2000, la Dirección Nacional de Odontologia se planteo como meta que el individuo, a lo largo de su vida, conserve sus estructuras dentarias naturales. Para lograrlo se elaboró el Programa Nacional de Salud Bucal, conteniendo 6 subprogramas: Atención Primaria Odontológica en Escolares; Integración de los Servicios en Atención Primaria; Epidemiologia; Educación contínua en Odontología; Fluoración y Defluoración de Aguas de Abasto Público y Asistencia Técnica y Financiera a otras Provincias. Se indican las actividades a desarrollar por cada subprograma, se identifica a la población destinataria y los mecanismos específicos. Reséñanse las principales acciones encaradas por la Secretaria de Salud hasta el momento, basadas en el Programa Nacional de Salud Bucal
Descritores: Saúde Bucal
Serviços de Saúde Bucal
Programas Nacionais de Saúde
-Argentina
Atenção Primária à Saúde
Odontologia Preventiva
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/126.07; US1.1; S ARG WB141.4.A1 1985


  3 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1006110
Autor: Moscardini Vilela, Marina; Díaz Huamán, Stephanie; De Rossi, Moara; Nelson-Filho, Paulo; De Rossi, Andiara.
Título: Odontología para bebés: una posibilidad práctica de promoción de salud bucal / Odontologia para bebês: uma possibilidade prática de promoção de saúde bucal / Dentistry for babies: a practical possibility of oral health promotion
Fonte: Rev. odontopediatr. latinoam;7(2):116-126, 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo. Revisar la literatura sobre la filosofía en Odontología para Bebés. Síntesis de datos. A pesar de que la promoción de la salud es muy practicada en todas las áreas de la salud, la odontología se caracteriza por restar importancia a la prevención de enfermedades bucales y a los tratamientos preventivos, cuando estos son realizados, ya los dientes deciduos se encuentran altamente comprometidos por la caries dental. Los resultados alcanzados a través de la enseñanza de tratamiento odontológico a bebés, en diferentes partes del mundo, tienen un futuro promisorio, ya que enfatiza las particularidades de su crecimiento y desarrollo infantil, considera al bebé como un todo, y no solamente desde el punto de vista de salud bucal. Conclusiones. La buena práctica de la odontología para bebés brinda la posibilidad de fomentar la salud y prevenir la enfermedad, de una forma muy simple, eficaz y de bajo costo.

Objetivo: Revisar a literatura sobre a filosofia da Odontologia para Bebês. Síntese dos dados: Embora a promoção e a manutenção de saúde sejam muito preconizadas atualmente em todas as áreas da saúde, a Odontologia tem se caracterizado por uma prática que pouco privilegia a prevenção da ocorrência das doenças e as ações preventivas e quando são empregadas, ocorrem tardiamente, quase sempre quando a dentição decídua já se encontra em grande parte comprometida pela cárie dentária. Os resultados alcançados através da Odontologia para Bebês, em diversas partes do mundo, têm apontado para um futuro promissor, que enfatiza as particularidades do crescimento e desenvolvimento infantis e considera o bebê como um todo, e não apenas do ponto de vista de saúde bucal. Conclusões: Uma boa prática odontológica para bebês possibilita promover a saúde e prevenir a doença de uma forma simples, eficaz e de baixo custo.

Objective: To review the literature concerning the philosophy of Dentistry for Babies. Data synthesis: Although the promotion and maintenance of health have been very recommended currently in all areas of health, dentistry has been characterized by a practice with little focus on prevention of diseases and the preventive actions, when employed, often occur late, when the primary dentition is already largely compromised by tooth decay. The results achieved by Dentistry for Babies, in various parts of the world, have pointed to a promising future. That emphasize the particularities of children's growth and development and considered the baby as a whole, and not only by the point of view oral health. Conclusion: The practice of dentistry for babies allows the possibility to promote health and prevent disease, in a highly simple, effective and low cost manner.
Descritores: Assistência Odontológica para Crianças
-Saúde Bucal
Odontologia Preventiva
Promoção da Saúde
Limites: Seres Humanos
Lactente
Responsável: CO5.1 - Centro de Información y Conocimiento


  4 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-738117
Autor: Villalba Caro, Eddy; Loza, Luis Fernando; Villalba Uzeda, Ilse.
Título: CONTROL PRENATAL Y LA PRÁCTICA ODONTOLÓGICA Parte II: PRACTICA ODONTOLÓGICA EN EL EMBARAZO / PRENATAL CONTROL AND DENTISTRY PRACTICE Part II DENTISTRY PRACTICE IN PREGNANCY
Fonte: Rev. méd. (La Paz);5(2):3-6, jul. 2007. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Comprobado el hecho de que los anestésicos utilizados en la practica odontológica, no tienen efectos adversos para la evolución normal del embarazo en la mujer, se elabora el presente trabajo realizado en 280 mujeres embarazadas que acudieron a la consulta prenatal, presentando diversas patologías odontológicas, especialmente emergencias odontológicas caracterizadas por dolor, las que luego del tratamiento bajo anestesia odontológica se comprobó que no presentaban ninguna alteración que pudiera amenazar la evolución normal del embarazo, resultado que recomienda la atención integral odontológica en la embarazada, sin el temor de amenazar su gestación.
Descritores: Cuidado Pré-Natal
-Odontologia Preventiva
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BO39.1 - Biblioteca Médica Dr. Prof. Ac. Jose Maria Alvarado Daza


  5 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-737205
Autor: Silva, Taciana Mara Couto; Paula, Caroline Pequeño; Coelho, Dorothy de Souza Alves Moura; Tapia, Letícia Cardoso; Pereira, Rosangela Aparecida; Costa, Regina Celia Villa; Tessicini, Giuliana; Conde, Marcela de Oliveira; Bittar, Daniela Pimenta; Jimenez, Louise; Chamlian, Therezinha Rosane; Santos, Maria Teresa Botti Rodrigues.
Título: Fatores que podem influenciar na saúde gengival de crianças com paralisia cerebral / Factors that can influence the gingival health of children with cerebral palsy
Fonte: Acta fisiátrica;21(1), mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Estudos têm demonstrado que, quanto maior a severidade do dano neurológico em crianças comparalisia cerebral (PC), maior é o risco das doenças orais. Objetivo: Avaliar a influência dos fatores:déficit intelectual, sensibilidade oral, habilidade manual e padrões clínicos da PC sobre a saúde gengivalde crianças com PC. Método: Participaram do estudo 106 crianças (10,7 ± 3,6) com PC, que frequentavamum programa de prevenção em Odontologia numa instituição de referência em reabilitação em São Paulo - SP. Os dados relativos ao sexo, desordem do movimento, tipo clínico da PC e uso contínuo de drogas foram coletados dos prontuários. As avaliações clínicas odontológicas incluíram o Índicede Higiene Oral Simplificado (OIHS), o Índice Gengival (IG) e presença do reflexo de mordida. Ainda foram realizadas as avaliações da sensibilidade oral, intelectual pelo Raven test e a habilidade manual pelo Sistema de Classificação da Habilidade Manual (MACS). Foram utilizados os testes t-Student, Qui-quadrado e regressão logística. Fixou-se nível de significância em 5%. Resultados: O grupo 1 (G1) era composto por 47 crianças sem gengivite e o grupo 2 (G2) por 59 crianças com gengivite. As criançasdo G2 eram significantemente mais velhas (p = 0,001), com tetraparesia (p = 0,016), em uso de medicamentos (p < 0,001) e com reflexo de mordida (p = 0,025). As crianças do G2 apresentaram valores significantemente maiores para o IHOS (p < 0,001) e IG (p < 0,001); porcentagens significantemente maiores de crianças com percentis inferiores a 10 (p = 0,036) para o teste Raven e com habilidade manual níveis IV e V (p = 0,002) do MACS. A chance de uma criança apresentar gengivite cresce 23,5% para cada ano de idade, até 5 vezes para cada 1 unidade de aumento do IHOS e cerca de 4,5 vezes com utilização de medicamento. Conclusão: O aumento da idade, o acúmulo do biofilme e o uso de medicamentos aumentam o risco de gengivite em crianças com PC.

Studies have shown that the greater the severity of neurological damage in children with cerebral palsy (CP), the greater risk of oral disease. Objective: To evaluate the influence of some factors as intellectual disability, oral sensitivity, manual ability and clinical patterns of cerebral palsy (CP) onto gingival health of CP children. Method: One hundred and six children (10.7 ± 3.6) with CP participated of the study. Descriptive data and continuous use of drugs were collected from their medical records. Clinical assessments included the Simplified Oral Hygiene Index (SOHI), the Gingival Index (GI) and the biting reflex. Were also evaluate oral sensitivity, intellectual assessment by Raven test, and manual dexterity by Manual Ability Classification System Manual (MACS). It was used the chi-square, t Student, and logistic regression tests whit a significance level of 5%. Results: Group 1 (G1) consisted of 47 children without and group 2 (G2)by 59 children with gingivitis. Groups were similar regarding gender (p = 0566), but G2 were significantly older (p = 0.001), with quadriplegia (p = 0.016), who used drugs (p < 0.001) and biting reflex (p = 0.025). G2children presented significantly higher values for SOHI (p < 0.001) and IG (p < 0.001). Significantly higher percentages of children in G2 presented percentiles below 10 (p = 0.036) for Raven test, with manual skilllevels IV and V (p = 0.002) of MACS. The chance of a child present gingivitis grows 23.5% for each year of age, and up to 5 times for every 1 unit increase in SOHI. The use of medication increases the chance ofchildren present gingivitis by about 4.5 times. Conclusion: Increasing age, accumulation of biofilm, and use of drugs increase the risk of gingivitis in children with CP.
Descritores: Paralisia Cerebral/fisiopatologia
Crianças com Deficiência
Gengivite/etiologia
-Odontologia Preventiva
Estudos Transversais
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudo Clínico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-915085
Autor: Lima-Rivera, Luciana Monti; Brunetto, Juliana Lujan; Ruiz, Carolina Fernandes; Pompeo, Daniela Daunfenback; Santos, Pâmela Letícia dos; Paranhos, Luiz Renato.
Título: Correlação dos níveis socioeconômicos e de educação dos pais com o índice CEO-D na primeira infância / Correlation of the socioeconomic and parents' education levels with the CEO-D index in early childhood
Fonte: Rev. Salusvita (Online);36(2):427-441, 2017. tab, ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: Introdução: estudos mostram que condições socioeconômicas podem interferir no nível de conhecimento dos pais sobre higiene bucal dos filhos, influenciando diretamente no índice de cárie. Objetivo: Avaliar o nível sócioeconômico e o conhecimento de uma amostra de 127 pais/responsáveis e correlacioná-lo com o índice de cárie diagnosticado em seus filhos com idades variando entre 3 e 5 anos. Método: foi aplicado um questionário composto por questões fechadas, abordando condições socioeconômicas e conhecimento dos pais/responsáveis sobre saúde e higienização bucal na primeira infância. Um único examinador calibrado realizou o levantamento epidemiológico nos filhos dos pais participantes. Os dados foram analisados por estatística descritiva e pelo teste de correlação linear de Pearson a um nível de significância de 5%. Resultados e Discussão: 60% dos pais possuíam renda de 3 a 5 salários mínimos, 70% com ensino médio completo e 73% das crianças com ceo-d=0. Ao avaliar a correlação entre o conhecimento dos pais/responsáveis e demais variáveis, observou-se diferença estatisticamente significante com o nível econômico/renda (p=0,006) e também com o grau de escolaridade dos pais (p=0,001). Houve diferença estatisticamente significante entre a correlação de índice de ceo-d e o conhecimento sobre saúde bucal (p=0,02). Não foi constatada correlação estatisticamente significante entre o índice ceo-d e a renda familiar (p=0,95), nem com o grau de escolaridade dos pais (p=0,06). Conclusão: concluiu-se que houve correlação negativa entre o índice de ceo-d das crianças e o conhecimento dos pais/responsáveis sobre saúde bucal, e correlação positiva entre o conhecimento dos pais/responsáveis e o nível sócioeconômico.(AU)

Introduction: studies show that socioeconomic conditions may interfere with parents' knowledge about oral hygiene of children, and then influencing caries index. Objective: to evaluate the socioeconomic level and knowledge of a sample of 127 parents/guardians and correlate it with caries index diagnosed in their children, ranging 3 to 5 years. Method: a questionnaire composed of closed questions was applied, addressing socioeconomic conditions and knowledge of parents/guardians about health and oral hygiene in early childhood. A single calibrated examiner performed the epidemiological survey on children of the participating parents. Data were analyzed by descriptive statistics and Pearson's linear correlation test at a significance level of 5%. Results and Discussion: 60% of the parents had income of 3 to 5 minimum wages, 70% with complete secondary education and 73% of the children with ceo-d = 0. When assessing the correlation between parents/guardians' knowledge and other variables, a statistically significant difference was observed with economic/income level (p = 0.006) and also with the parents' educational level (p = 0.001). There was a statistically significant difference between the correlation of ceo-d index and knowledge about oral health (p = 0.02). No statistically significant correlation was found between the ceo-d index and the family income (p = 0.95), nor with the parents' educational level (p = 0.06).Conclusion: it was concluded that there was a negative correlation between the children's ceo-d index and the knowledge of the parents/guardians about oral health, and a positive correlation between the knowledge of the parents/guardians and the socio-economic level.(AU)
Descritores: Odontopediatria
-Saúde Bucal
Odontologia Preventiva
Limites: Seres Humanos
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Ensaio Clínico
Responsável: BR36.1 - Biblioteca


  7 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-995745
Autor: Martínez Menchaca, Héctor R; Guerrero Ferreira, Miguel A; Morín Juárez, Aarón A; De la Garza Herrera, Adrián; Rivera Silva, Gerardo.
Título: Directriz sobre el cuidado de la salud oral en adolescentes / Guideline for oral health in adolescents
Fonte: Rev. ADM = ADM;76(1):26-29, ene.-feb. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: Promover la adecuada comprensión de la prevención primaria en salud oral dirigida hacia los adolescentes debería ser una parte crucial de la odontopediatría. Estos pacientes constituyen un grupo de riesgo, ya que por la etapa en que se encuentran demandan atención odontológica especializada. Empero, las medidas preventivas para mantener la salud oral dirigidas hacia este colectivo no han sido impulsadas de manera prioritaria. Por lo que los profesionales de la salud oral que se encargan de la atención de adolescentes deben garantizar que este grupo de la población tenga un óptimo nivel de atención. En este artículo se determinan las pautas sobre cómo mantener el cuidado de la salud oral en adolescentes (AU)

Promoting an adequate comprehension of primary prevention in oral health regarding adolescents is an essential task in pediatric dentistry. These patients constitute a risk group, and they need of specialized dental care. However, prevention measures directed to maintain the oral health at this group, have not been promoted as a priority. Therefore, oral health professionals, who are responsible for adolescent care, should be interested in the importance of ensuring that this group has optimal management. This article establishes guidelines involving oral health in adolescents (AU)
Descritores: Saúde Bucal
Guias como Assunto
Odontopediatria
Saúde do Adolescente
-Higiene Bucal
Educação em Saúde Bucal
Odontologia Preventiva
Ansiedade ao Tratamento Odontológico
Cárie Dentária
Doenças da Gengiva
Consentimento Livre e Esclarecido
Doenças da Boca
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  8 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-537849
Autor: Bretas, Liza Porcaro; Rocha, Marcelo Esteves; Vieira, Mariana Sant
Título: Fluxo salivar e capacidade tamponante da saliva como indicadores de susceptibilidade à doença cárie / Flow rate and buffering capacity of the saliva as indicators of the susceptibility to caries disease
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;8(3), set.-dez. 2008. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Correlacionar índices salivares com o índice CPO-D/ceo-d que é indicativo da prevalência da cárie e a adoção de práticas educativas para promoção de saúde bucal.Método: A coleta da saliva foi realizada na Escola Municipal Santana de Itatiaia em crianças de ambos os sexos (28 do sexo feminino e 28 do sexo masculino) com idade variando entre 5 e 7 anos, totalizando 56 participantes. Para a realização da coleta foi realizada uma reunião com os pais e/ou responsáveis pela crianças para esclarecimento do projeto e autorização da participação das crianças. A saliva foi coletada por estímulo pela mastigação. Após esse procedimento, o operador anotou o volume de saliva formada e para cada participante foi calculado o fluxo salivar (ml/5min). A capacidade tampão da saliva de cada amostra foi determinada por Titulometria, medindo-se o volume de ácido lático 0,1 N necessário para abaixar o pH salivar de 6,9 ao pH de 3,7.Resultados: Das crianças analisadas, 23% apresentaram fluxo salivar abaixo da média. 62% das crianças apresentaram valores de CTS que as classificam com susceptíveis à doença cárie. No presente estudo foi encontrado uma correlação moderada entre capacidade tampão e índice CPO-D/ ceo-d correspondendo a p= 0,79, confirmando a complexidade da etiologia da doença cárie. Conclusão: O fluxo salivar e a capacidade tampão da saliva devem ser analisados em conjunto a outros fatores para diagnosticar o potencial cariogênico. Os dados obtidos indicam a necessidade de intervenção para promover medidas educativas de prevenção e promoção de saúde.
Descritores: Cárie Dentária
Educação em Saúde Bucal
Odontologia Preventiva
Saliva
Saúde Bucal
Limites: Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  9 / 721 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-537854
Autor: Lawder, Juliana Aparecida de Campos; Mendes, Yasmine Bitencourt Emilio; Silva, Leila Cristina da; Andrade, Danielle Karin D; Rocha, Luciana Miketen; Rogalla, Tatiana Mattos; Fadel, Cristina Berger; Baldani, Márcia Helena.
Título: Conhecimento e práticas em saúde bucal entre usuários de serviços odontológicos / Knowledge and oral health practices among dental service users
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;8(3), set.-dez. 2008. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar o conhecimento e práticas em saúde bucal dos pacientes que procuram atendimento no Curso de Odontologia da Universidade Estadual de Ponta Grossa/PR, Brasil.Método: A amostra do tipo não-probabilística compreendeu 200 pacientes que foram atendidos no período entre março e junho de 2006. As informações foram coletadas por meio de um questionário semi-estruturado, contendo perguntas relativas à capacidade de enumerar alguns problemas bucais; conhecimento sobre a etiologia e prevenção da cárie dentária; utilização de flúor; além da auto-percepção das condições de saúde bucal e cuidados com os dentes. Os dados foram analisados com o uso do software SPSS 15.0 e os resultados descritos por freqüências absolutas e relativas. Para identificar diferenças significativas entre os grupos de pacientes utilizou-se o teste do Qui-quadrado. Resultados: A população foi composta predominantemente por adultos, mulheres, com baixa escolaridade. A maioria dos indivíduos revelou conhecimento sobre as principais patologias bucais, especialmente a cárie dentária (60%), a qual, para 75% dos entrevistados, pode ser evitada através do auto-cuidado. No entanto, aproximadamente 13% não revelou conhecimentos sobre cárie ou flúor, sendo que 37% não acredita que os dentes possam permanecer na cavidade bucal por toda a vida. Apenas 7,5% dos entrevistados associaram cárie com dieta alimentar. Verificou-se que uma percepção de pior saúde bucal está associada significativamente com o relato de presença de cárie (p = 0,003).Conclusão: A maior parte da população possui conhecimentos sobre as condições bucais, e os meios para sua prevenção e controle. No entanto, indivíduos com menor escolaridade parecem não estar sendo alcançados pelas informações disponíveis, havendo a necessidade de programas de educação em saúde voltados para este grupo populacional.
Descritores: Cárie Dentária/prevenção & controle
Educação em Saúde Bucal
Odontologia Preventiva
Patologia Bucal
Saúde Bucal
-Distribuição de Qui-Quadrado
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  10 / 721 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-592315
Autor: Abreu, Ana Claudia de; Domingos, Patricia Aleixo dos Santos; Dantas, Andrea Abi Rached.
Título: Causas e sintomas da halitose: estudo do conhecimento entre pacientes do curso de odontologia / Causes and symptoms of halitosis: a study of knowledge among patients of the dentistry course
Fonte: Rev. odontol. Univ. Cid. São Paulo (Online);23(1), jan.-abr. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O estudo avalia o conhecimento sobre causas e sintomas da halitose de pacientes da Clínica de Odontologia do Curso de Graduação do Centro Universitário de Araraquara - UNIARA, bem como analisa a eficiência de folheto educativo na mudança de comportamento quanto à prevenção do mau hálito. Métodos: Para isso, um questionário pré-codificado, composto por questões sobre o tema foi aplicado em 2 momentos: antes e após 30 dias da realização do experimento. A amostra foi composta por 30 pacientes, divididos em 2 grupos: GA ? controle (respondeu ao questionário); GB ? respondeu ao questionário e recebeu o folheto para leitura e novamente respondeu ao questionário, passados 30 dias da aplicação do folheto. Os grupos foram comparados por meio da coleta dos dados e análise descritiva da distribuição de frequências. Resultados: Os resultados mostraram que, de maneira geral, o conhecimento sobre halitose se mostrou controverso em alguns aspectos, principalmente, em relação às causas e formas de prevenção; não foi observada melhora no conhecimento sobre halitose para o grupo que recebeu o folheto. Conclusão: Tanto os profissionais quanto a população devem ser mais bem orientados em relação aos fatores fisiológicos e patológicos da halitose para atuarem na prevenção de seus efeitos individuais e sociais

Introduction: This study aims to evaluate the knowledge about the causes and symptoms of halitosis of patients in the clinic of Dentistry of the University Center of Araraquara - UNIARA and analyze the effectiveness of an educational booklet on behavior change in relation to preventing bad breath. Methods: For that, a pre-coded questionnaire, was applied in two phases: before and after 30 days of the study. The sample consisted of 30 patients divided into two groups: GA - control group (only answered the questionnaire); GB - answers questionnaire and received the booklet to read and answer the questionnaire again, after 30 days of booklet application. The groups were compared by means of data collection and descriptive analysis using distributions of frequency. Results: The results showed that, in general, knowledge about halitosis by the studied population was controversial in some respects, especially with regard to the causes and prevention methods; no improvement was observed about halitosis for the group who received the booklet compared with the control group. Conclusion: It may be concluded that professionals and the population must be better focused on the physiological and pathological halitosis, so that they may act to prevent individual and social effects
Descritores: Odontologia Preventiva
Halitose/prevenção & controle
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 73 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde