Base de dados : LILACS
Pesquisa : E07.695.310 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 673 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 68 ir para página                         

  1 / 673 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-554237
Autor: Sociedade Brasileira de Cardiologia.
Título: Sopros cardíacos, valvopatias, próteses valvares e endocardite / Heart murmurs, heart valve disease, prosthetic valve and endocarditis
Fonte: Arq. bras. cardiol;93(6,supl.3):e274-e280, dez. 2009. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Falha de Prótese
Próteses Valvulares Cardíacas
Ecocardiografia/métodos
Sopros Cardíacos/diagnóstico por imagem
Endocardite/diagnóstico por imagem
Doenças das Valvas Cardíacas/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Abizaid, Alexandre Antonio Cunha
Texto completo
Id: lil-792497
Autor: Pinheiro, Carlos Passos; Rezek, Daniele; Costa, Eduardo Paiva; Carvalho, Edvagner Sergio Leite de; Moscoso, Freddy Antonio Brito; Taborga, Percy Richard Chavez; Jeronimo, Andreia Dias; Abizaid, Alexandre Antonio Cunha; Ramos, Auristela Isabel de Oliveira.
Título: Paravalvular Regurgitation: Clinical Outcomes in Surgical and Percutaneous Treatments / Regurgitação Paravalvar: Análise de Desfechos Clínicos no Tratamento Cirúrgico e Percutâneo
Fonte: Arq. bras. cardiol;107(1):55-62, July 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Paravalvular regurgitation (paravalvular leak) is a serious and rare complication associated with valve replacement surgery. Studies have shown a 3% to 6% incidence of paravalvular regurgitation with hemodynamic repercussion. Few studies have compared surgical and percutaneous approaches for repair. Objectives: To compare the surgical and percutaneous approaches for paravalvular regurgitation repair regarding clinical outcomes during hospitalization and one year after the procedure. Methods: This is a retrospective, descriptive and observational study that included 35 patients with paravalvular leak, requiring repair, and followed up at the Dante Pazzanese Institute of Cardiology between January 2011 and December 2013. Patients were divided into groups according to the established treatment and followed up for 1 year after the procedure. Results: The group submitted to percutaneous treatment was considered to be at higher risk for complications because of the older age of patients, higher prevalence of diabetes, greater number of previous valve surgeries and lower mean creatinine clearance value. During hospitalization, both groups had a large number of complications (74.3% of cases), with no statistical difference in the analyzed outcomes. After 1 year, the percutaneous group had a greater number of re-interventions (8.7% vs 20%, p = 0.57) and a higher mortality rate (0% vs. 20%, p = 0.08). A high incidence of residual mitral leak was observed after the percutaneous procedure (8.7% vs. 50%, p = 0.08). Conclusion: Surgery is the treatment of choice for paravalvular regurgitation. The percutaneous approach can be an alternative for patients at high surgical risk.

Resumo Fundamento: Regurgitação ou escape paravalvar é uma complicação grave e incomum associada ao implante de prótese valvar. Estudos mostram incidência de 3% a 6% com repercussão hemodinâmica. Existem poucos estudos na literatura que comparam as abordagens cirúrgica e percutânea para sua correção. Objetivos: Comparar as abordagens cirúrgica e percutânea de correção da regurgitação paravalvar quanto a desfechos clínicos durante a internação e após 1 ano do procedimento. Métodos: Este é um estudo retrospectivo, descritivo e observacional, que incluiu 35 pacientes com escape paravalvar acompanhados no Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia entre janeiro de 2011 e dezembro de 2013 e que necessitaram de correção. Os pacientes foram divididos de acordo com o tratamento estabelecido e acompanhados por um período 1 ano após o procedimento. Resultados: O grupo submetido ao tratamento percutâneo foi considerado como de maior risco para complicações por apresentar pacientes mais idosos, com maior prevalência de diabetes, maior quantidade de cirurgias valvares prévias e menor valor médio de clearance de creatinina. Durante a evolução intra-hospitalar, observou-se grande número de complicações nos dois grupos (74,3% dos casos), sem diferença estatística nos desfechos analisados. Após 1 ano, o grupo percutâneo teve maior número de reintervenções (8,7% vs. 20%, p = 0,57) e mortalidade maior (0% vs. 20%, p = 0,08). Uma alta incidência de escape residual mitral foi verificada após procedimento percutâneo (8,7% vs. 50%, p = 0,08). Conclusão: A cirurgia é o tratamento de escolha da regurgitação paravalvar. A abordagem percutânea pode ser uma alternativa para os pacientes com risco cirúrgico elevado.
Descritores: Insuficiência da Valva Aórtica/cirurgia
Insuficiência da Valva Aórtica/etiologia
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos
Intervenção Coronária Percutânea/métodos
Insuficiência da Valva Mitral/cirurgia
Insuficiência da Valva Mitral/etiologia
-Valva Aórtica/cirurgia
Insuficiência da Valva Aórtica/mortalidade
Complicações Pós-Operatórias/cirurgia
Complicações Pós-Operatórias/mortalidade
Reoperação
Fatores de Tempo
Bioprótese/efeitos adversos
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Ecocardiografia Transesofagiana
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/mortalidade
Oclusão Terapêutica/métodos
Oclusão Terapêutica/mortalidade
Intervenção Coronária Percutânea/mortalidade
Hospitalização
Valva Mitral/cirurgia
Insuficiência da Valva Mitral/mortalidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Caramori, Paulo Ricardo Avancini
Texto completo
Id: biblio-887985
Autor: Monteiro, Cláudio; Ferrari, Andres Di Leoni; Caramori, Paulo Ricardo Avancini; Carvalho, Luiz Antonio Ferreira; Siqueira, Dimytri Alexandre de Alvim; Thiago, Luiz Eduardo Koenig São; Perin, Marco; Lima, Valter C. de; Guérios, Enio; Brito Junior, Fabio Sandoli De.
Título: Permanent Pacing After Transcatheter Aortic Valve Implantation: Incidence, Predictors and Evolution of Left Ventricular Function / Marca-passo Definitivo após Implante Valvar Aórtico Transcateter: Incidência, Preditores e Evolução da Função Ventricular Esquerda
Fonte: Arq. bras. cardiol;109(6):550-559, Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Transcatheter aortic valve implantation (TAVI) is a well-established procedure; however, atrioventricular block requiring permanent pacemaker implantation (PPI) is a common complication. Objectives: To determine the incidence, predictors and clinical outcomes of PPI after TAVI, focusing on how PPI affects left ventricular ejection fraction (LVEF) after TAVI. Methods: The Brazilian Multicenter TAVI Registry included 819 patients submitted to TAVI due to severe aortic stenosis from 22 centers from January/2008 to January/2015. After exclusions, the predictors of PPI were assessed in 670 patients by use of multivariate regression. Analysis of the ROC curve was used to measure the ability of the predictors; p < 0.05 was the significance level adopted. Results: Within 30 days from TAVI, 135 patients (20.1%) required PPI. Those patients were older (82.5 vs. 81.1 years; p = 0.047) and mainly of the male sex (59.3% vs 45%; p = 0.003). Hospital length of stay was longer in patients submitted to PPI (mean = 15.7 ± 25.7 vs. 11.8 ± 22.9 days; p < 0.001), but PPI affected neither all-cause death (26.7% vs. 25.6%; p = 0.80) nor cardiovascular death (14.1% vs. 14.8%; p = 0.84). By use of multivariate analysis, the previous presence of right bundle-branch block (RBBB) (OR, 6.19; 3.56-10.75; p ≤ 0.001), the use of CoreValve® prosthesis (OR, 3.16; 1.74-5.72; p ≤ 0.001) and baseline transaortic gradient > 50 mm Hg (OR, 1.86; 1.08-3.2; p = 0.025) were predictors of PPI. The estimated risk of PPI ranged from 4%, when none of those predictors was present, to 63%, in the presence of all of them. The model showed good ability to predict the need for PPI: 0.69 (95%CI: 0.64 - 0.74) in the ROC curve. The substudy of 287 echocardiograms during the 1-year follow-up showed worse LVEF course in patients submitted to PPI (p = 0.01). Conclusion: BRD prévio, gradiente aórtico médio > 50 mmHg e CoreValve® são preditores independentes de implante de MPD pós-TAVI. Ocorreu implante de MPD em aproximadamente 20% dos casos de TAVI, o que prolongou a internação hospitalar, mas não afetou a mortalidade. O implante de MPD afetou negativamente a FEVE pós-TAVI.

Resumo Fundamento: O implante valvar aórtico transcateter (TAVI) está bem estabelecido, porém, o bloqueio atrioventricular, com necessidade de marca-passo definitivo (MPD), é complicação frequente. Objetivo: Determinar a incidência, preditores e desfechos clínicos de implante de MPD após TAVI, focando em como a evolução da fração de ejeção do ventrículo esquerdo (FEVE), após o TAVI, é afetada pelo MPD. Métodos: No registro brasileiro foram incluídos 819 pacientes submetidos a TAVI por estenose aórtica severa em 22 centros entre janeiro/2008 e janeiro/2015. Após exclusões, os preditores de implante de MPD foram avaliados em 670 pacientes por regressão multivariada. Análise da curva ROC foi utilizada para medir a habilidade dos preditores; p < 0,05 foi considerado significativo. Resultados: Aos 30 dias, 135 pacientes (20,1%) necessitaram de MPD. Tais pacientes eram mais velhos (82,5 vs. 81,1 anos; p = 0,047) e predominantemente homens (59,3% vs 45%; p = 0,003). A permanência hospitalar foi maior no Grupo MPD (média= 15,7 ± 25,7 vs. 11,8 ± 22,9 dias; p < 0,001), mas o implante não afetou morte por qualquer causa (26,7% vs. 25,6%; p = 0,80) nem morte cardiovascular (14,1% vs. 14,8%; p = 0,84). Por análise multivariada, a presença prévia de bloqueio de ramo direito (BRD) (OR, 6,19; 3,56-10,75; p ≤ 0,001), o uso da prótese CoreValve® (OR, 3,16; 1,74-5,72; p ≤ 0,001) e gradiente transaórtico basal > 50 mmHg (OR, 1,86; 1,08-3,2; p= 0,025) foram preditores de implante de MPD. O risco estimado de implante de MPD foi 4%, quando nenhum dos fatores de risco estava presente, e 63% na presença de todos. O modelo mostrou boa habilidade de prever a necessidade de MPD: 0,69 (IC95%: 0,64 - 0,74) na curva ROC. Subestudo de 287 ecocardiogramas durante o seguimento de 1 ano mostrou pior evolução da FEVE no Grupo MPD (p = 0,01). Conclusão: Em crianças de 6 a 11 anos, circunferência da cintura aumentada está associada à PA elevada, mesmo quando o IMC é normal. (Arq Bras Cardiol. 2017; [online].ahead print, PP.0-0)
Descritores: Valva Aórtica/cirurgia
Marca-Passo Artificial/efeitos adversos
Bloqueio de Ramo/cirurgia
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Estimulação Cardíaca Artificial/métodos
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos
Bloqueio Atrioventricular/cirurgia
-Estenose da Valva Aórtica/cirurgia
Complicações Pós-Operatórias
Brasil
Fatores de Risco
Eletrocardiografia
Bloqueio Atrioventricular/fisiopatologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888036
Autor: Ruivo, Catarina; Ribeiro, José; Rodrigues, Alberto; Vouga, Luís; Gama, Vasco.
Título: Partial Prosthetic Mitral Valve Dehiscence: Transapical Percutaneous Closure / Deiscência Parcial de Prótese Mitral: Encerramento Percutâneo Transapical
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(3):295-296, Mar. 2018. graf.
Idioma: en.
Descritores: Deiscência da Ferida Operatória/cirurgia
Falha de Prótese/efeitos adversos
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Intervenção Coronária Percutânea/métodos
Insuficiência da Valva Mitral/cirurgia
-Deiscência da Ferida Operatória/diagnóstico por imagem
Bioprótese
Resultado do Tratamento
Angiografia Coronária
Ecocardiografia Transesofagiana
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/efeitos adversos
Insuficiência da Valva Mitral/etiologia
Insuficiência da Valva Mitral/diagnóstico por imagem
Limites: Humanos
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950202
Autor: Ribeiro, Henrique B.
Título: New Method Improves the Assessment of Aortic Regurgitation Grade during TAVR by Aortography / Novo Método Melhora a Avaliação do Grau de Regurgitação Aórtica durante TAVI por Aortografia
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(2):203-204, Aug. 2018.
Idioma: en.
Descritores: Insuficiência da Valva Aórtica
Aortografia
-Valva Aórtica/cirurgia
Estenose da Valva Aórtica/cirurgia
Próteses Valvulares Cardíacas
Fatores de Risco
Resultado do Tratamento
Implante de Prótese de Valva Cardíaca
Substituição da Valva Aórtica Transcateter
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973758
Autor: Silveira, Inês; Oliveira, Marta; Gomes, Catarina; Cabral, Sofia; Luz, André; Torres, Severo.
Título: Partial Papillary Muscle Rupture after Myocardial Infarction and Early Severe Obstructive Bioprosthetic Valve Thrombosis: an Unusual Combination / Rutura Parcial de Músculo Papilar após Infarto do Miocárdio e Trombose Obstrutiva Severa Precoce de Bioprótese valvar: Uma Combinação Invulgar
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(3):430-433, Sept. 2018. graf.
Idioma: en.
Descritores: Músculos Papilares/diagnóstico por imagem
Trombose/complicações
Bioprótese/efeitos adversos
Ruptura Cardíaca Pós-Infarto/etiologia
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
-Trombose/diagnóstico por imagem
Ruptura Cardíaca Pós-Infarto/diagnóstico por imagem
Falha de Prótese/efeitos adversos
Ecocardiografia Transesofagiana
Insuficiência da Valva Mitral/cirurgia
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Avila, Walkíria Samuel
Texto completo
Id: biblio-973775
Autor: Ávila, Walkíria Samuel; Caldas, Vinícius Araújo de Freitas Chagas; Batista, Daniel Valente; Gutierrez, Paulo Sampaio.
Título: Case 5 / 2018 - Acute Respiratory Failure and Cardiogenic Shock in a Patient in the First Trimester of Pregnancy with Mechanical Mitral Valve Prosthesis Implant / Caso 5 /2018 - Insuficiência Respiratória Aguda e Choque Cardiogênico em Mulher no Primeiro Trimestre de Gravidez e Portadora de Prótese Mitral Mecânica
Fonte: Arq. bras. cardiol;111(4):629-634, Oct. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Descritores: Complicações Cardiovasculares na Gravidez/patologia
Insuficiência Respiratória/patologia
Choque Cardiogênico/patologia
Trombose/patologia
Próteses Valvulares Cardíacas/efeitos adversos
Valva Mitral
-Complicações Cardiovasculares na Gravidez/etiologia
Primeiro Trimestre da Gravidez
Edema Pulmonar/patologia
Insuficiência Respiratória/etiologia
Choque Cardiogênico/etiologia
Trombose/etiologia
Falha de Prótese
Evolução Fatal
Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/etiologia
Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/patologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Antonio Carlos de Camargo
Texto completo
Id: biblio-989329
Autor: Kiyose, Alberto Takeshi; Suzumura, Erica Aranha; Laranjeira, Lígia; Buehler, Anna Maria; Santo, José Amalth Espírito; Berwanger, Otavio; Carvalho, Antonio Carlos de Camargo; Paola, Angelo Amato de; Moises, Valdir Ambrósio; Cavalcanti, Alexandre Biasi.
Título: Comparison of Biological and Mechanical Prostheses for Heart Valve Surgery: A Systematic Review of Randomized Controlled Trials / Comparação de Próteses Biológicas e Mecânicas para Cirurgia de Válvula Cardíaca: Revisão Sistemática de Estudos Controlados Randomizados
Fonte: Arq. bras. cardiol;112(3):292-301, Mar. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: The choice of a mechanical (MP) or biological prosthesis (BP) for patients with valvular heart disease undergoing replacement is still not a consensus. Objective: We aimed to determine the clinical outcomes of MP or BP placement in those patients. Methods: We conducted a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials (RCTs) that compared biological prostheses and mechanical prostheses in patients with valvular heart diseases and assessed the outcomes. RCTs were searched in the MEDLINE, EMBASE, LILACS, CENTRAL, SCOPUS and Web of Science (from inception to November 2014) databases. Meta-analyses were performed using inverse variance with random effects models. The GRADE system was used to rate the quality of the evidence. A P-value lower than 0.05 was considered significant. Results: A total of four RCTs were included in the meta-analyses (1,528 patients) with follow up ranging from 2 to 20 years. Three used old generation mechanical and biological prostheses, and one used contemporary prostheses. No significant difference in mortality was found between BP and MP patients (risk ratio (RR = 1.07; 95% CI 0.99-1.15). The risk of bleeding was significantly lower in BP patients than MP patients (RR = 0.64; 95% CI 0.52-0.78); however, reoperations were significantly more frequent in BP patients (RR = 3.60; 95% CI 2.44-5.32). There were no statistically significant differences between BP and MP patients with respect to systemic arterial embolisms and infective endocarditis (RR = 0.93; 95% CI 0.66-1.31, RR = 1.21; CI95% 0.78-1.88, respectively). Results in the trials with modern and old prostheses were similar. Conclusions: The mortality rate and the risk of thromboembolic events and endocarditis were similar between BP and MP patients. The risk of bleeding was approximately one third lower for BP patients than for MP patients, while the risk of reoperations was more than three times higher for BP patients.

Resumo Fundamento: A escolha de próteses mecânicas ou biológicas para pacientes com doença de válvula cardíaca ainda não é um consenso. Objetivo: Determinar os desfechos clínicos de próteses mecânicas e biológicas nesses pacientes. Métodos: Conduzimos uma revisão sistemática e metanálise e estudos controlados randomizados (RCTs) que compararam próteses mecânicas e biológicas em pacientes com doenças de válvulas cardíaca, e avaliamos seus resultados. A busca por RCTs foi feita nas bases de dados MEDLINE, EMBASE, LILACS, CENTRAL, SCOPUS e Web of Science (do início a novembro de 2014). As metanálises foram realizadas usando variação inversa com modelos de efeitos aleatórios. Usamos o sistema GRADE para avaliar a qualidade da evidência. Um valor menor que 0,05 foi considerado significativo. Resultados: Um total de quatro RCTs foi incluído na metanálise (1528 pacientes) com acompanhamento de 2 a 20 anos. Em três estudos, foram utilizadas próteses mecânicas e biológicas mais antigas, e em um estudo próteses contemporâneas. Não foi observada diferença de mortalidade entre os pacientes que receberam próteses mecânicas e biológicas (risco relativo, RR = 1,07; IC95% 0,99-1,15). O risco de sangramento foi significativamente mais baixo nos pacientes que receberam próteses biológicas que naqueles com próteses mecânicas (RR = 0,64; IC95% 0,52-0,78). Contudo, as reoparações foram mais frequentes em pacientes com próteses biológicas (RR = 3,60; IC95% 2,44-5,32). Não houve diferenças estatisticamente significativas entre pacientes com próteses biológicas e mecânicas em relação à embolia arterial sistêmica e endocardite infecciosa (RR = 0,93; IC95% 0,66-1,31; RR = 1,21; IC95% 0,78-1,88, respectivamente). Resultados entre os estudos com próteses modernas e antigas foram similares. Conclusões: A taxa de mortalidade e o risco de eventos tromboembólicos e endocardite foram similares entre os pacientes que receberam próteses biológicas e mecânicas. O risco de sangramentos foi aproximadamente um terço menor nos pacientes com próteses biológicas que mecânicas, ao passo que o risco de reoperação foi mais que três vezes maior nos pacientes com próteses biológicas.
Descritores: Próteses Valvulares Cardíacas/normas
Doenças das Valvas Cardíacas/cirurgia
-Reoperação
Bioprótese
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Resultado do Tratamento
Medicina Baseada em Evidências
Implante de Prótese de Valva Cardíaca/métodos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Metanálise
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 673 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989335
Autor: Sampaio, Roney Orismar.
Título: How to Choose the Right Valve Prosthesis for My Patient? / Como Escolher a Prótese Valvar mais Adequada para meu Paciente?
Fonte: Arq. bras. cardiol;112(3):302-303, Mar. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Bioprótese
Próteses Valvulares Cardíacas
-Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Implantação de Prótese
Valvas Cardíacas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 673 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Tarasoutchi, Flávio
Texto completo
Id: biblio-1055092
Autor: Tarasoutchi, Flávio.
Título: Prosthesis-Patient Mismatch Following Aortic Valve Replacement: Finding Predictors for Prevention / Desproporção Paciente-Prótese após Troca Valvar Aórtica: Encontrando Preditores para a Prevenção
Fonte: Arq. bras. cardiol;114(1):23-24, Jan. 2020.
Idioma: en.
Descritores: Estenose da Valva Aórtica
Próteses Valvulares Cardíacas
-Valva Aórtica
Brasil
Saúde Pública
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 68 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde