Base de dados : LILACS
Pesquisa : E07.695.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 974 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 98 ir para página                         

  1 / 974 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1058248
Autor: Quiroz F, Manuel; Rojas A, Paulina; Moya A, Rafael; Vergara G, Raimundo; Cheyre F, Juan Emilio; Armijo H, Jorge; Linacre S, Virginia; Bidegain P, Carlos; Pavlov L, Dimitrije.
Título: Tratamiento de la estenosis traqueobronquial con prótesis: factores de buena respuesta / Treatment of tracheobronchial stenosis with stents: good response factors
Fonte: Rev. cir. (Impr.);71(2):152-156, abr. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: OBJETIVO: Determinar predictores de buena respuesta con el uso de prótesis en la estenosis traqueobronquial. MATERIALES Y MÉTODO: Estudio retrospectivo descriptivo de una serie de casos entre junio de 2014 y junio de 2016. Se revisaron registros clínicos, protocolos operatorios, estudios histopatológicos y de imagen. Se consignaron antecedentes demográficos y clínicos al ingreso y luego del procedimiento, etiología de la estenosis traqueal, necesidad de oxígeno en litros, estadía hospitalaria, morbilidad asociada al procedimiento, indicación de terapia complementaria posterior y sobrevida. Se analizaron los datos con estadística descriptiva y analítica. RESULTADOS: Se realizaron 68 procedimientos, en 44 pacientes, 24 mujeres, el diagnóstico principal fue estenosis traqueal con 40 casos. La etiología neoplásica fue el 88% de los casos. El Performance status (PS) de ingreso fue mayor o igual a 2 en el 68% y posterior al procedimiento disminuyó a 22% p < 0,05. En 36 casos los pacientes requerían al menos 1 L de oxígeno lo que disminuyó en 13 casos posterior a la intervención p < 0,05. El tiempo de hospitalización promedio fue 6,2 días (1-60). En 13 pacientes con patología neoplásica se indicó terapia paliativa complementaria. La morbilidad asociada al procedimiento fue de 2,9% dado por prótesis desplazada y lesión iatrogénica. La sobrevida fue de 27% a un año. CONCLUSIONES: La etiología benigna, el PS previo a la intervención menor o igual a 3, requerimiento de oxígeno de 1 litro y obstrucción tumoral menor al 70% del lumen fueron elementos de buena respuesta.

AIM: Determine good response predictors in use of stent in benign and malignant tracheobronchial stenosis. MATERIAL AND METHODS: We retrospectively reviewed medical records of patients submitted to the procedure in the period 2014 to 2016. Clinical records, operative protocols, and histopathological and imaging studies were reviewed. Demographic and clinical data, performance status (PS) at admission and after the procedure, etiology of tracheal stenosis, need for oxygen in liters (L) Post-intervention, hospital stay, procedure-related morbidity, indication of therapy (Chemotherapy and/or Radiotherapy) and survival. Data were analyzed with descriptive and analytics statistics. RESULTS: A total of 68 procedures were performed in 44 patients, 24 women. Tracheal stenosis 40 cases were diagnosed. The malignant etiology was 88%. The admission PS was greater than or equal to 2 in 68% and 22% after the procedure. The oxygen requirements prior to the procedure were at least 1 L in 36 cases and decreased in 13 cases after the procedure. The average hospitalization period was 6.2 days (1-60). Complementary therapy was indicated in 13 patients; the morbidity associated with the procedure was 2.9%, displaced installation and iatrogenic injury. The one year survival was 27%. CONCLUSIONS: Benign etiology, el PS minor than or equal to 3, oxygen requirements prior to the procedure of 1 L and tumoral obstruction less than 75% were good response predictors in our study.
Descritores: Estenose Traqueal/cirurgia
Broncopatias/cirurgia
Stents
-Próteses e Implantes
Estenose Traqueal/complicações
Broncopatias/complicações
Análise de Sobrevida
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Obstrução das Vias Respiratórias/etiologia
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: CL61.1 - Biblioteca Central Campus Sur


  2 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-991395
Autor: Estrada Martínez, María.
Título: Sonda nasogástrica en árbol bronquial derecho / A nasogastric tube into the right bronchial tree
Fonte: Rev. méd. hered;28(1):60-60, ene. 2017. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Stents
Nutrição Enteral
Sonda
Ilustração Médica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  3 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056648
Autor: Leite, Marta Ludovina Loureiro Fernandes; Barbosa, Laura Elisabete Ribeiro.
Título: Endoscopic stent in malignant colonic obstruction: the risk of tumor seeding / Prótese endoscópica no carcinoma do cólon em obstrução: risco de disseminação tumoral
Fonte: J. coloproctol. (Rio J., Impr.);39(4):357-364, Oct.-Dec. 2019.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Malignant colonic occlusion is traditionally considered a surgical emergency. With the development of endoscopic techniques, metallic stents have emerged to ensure the colonic patency in nonsurgical candidates and, more recently, as a temporary measure until elective resection surgery is possible. Materials and methods: The research was conducted in PubMed and collected a total of 46 articles, including cross-references. Results: Ideally, intestinal occlusion should be resolved through tumor's primary resection with direct anastomosis. To avoid dehiscence of the anastomosis, tumor's resection may be performed with Hartmann's procedure. Metal stents are an alternative to emergency surgery and show excellent results in reliving colonic obstruction. However, they may have serious complications related to colonic perforation, migration and tumor dissemination. Discussion and conclusion: Observational studies and clinical trials show discrepant results. Metal stents are increasingly accepted in palliative care but are not yet recommended as a bridge to curative surgery. Treatment should be individualized, according to surgical risk and the probability of endoscopic complications.

Resumo Introdução: A oclusão intestinal aguda maligna é tradicionalmente considerada uma emergência cirúrgica. Com o desenvolvimento das técnicas endoscópicas surgiram os stents metálicos que asseguram a patência do cólon em doentes não candidatos a cirurgia e, mais recentemente, como uma medida temporária até ser possível realizar uma cirurgia de resseção eletiva. Materiais e métodos: A pesquisa decorreu na PubMed e reuniu um total de 46 artigos, incluindo referências cruzadas. Resultados: Idealmente, a oclusão intestinal deve ser abordada através da resseção primária do tumor com anastomose primária. Para evitar a deiscência da anastomose, a resseção tumoral pode ser realizada recorrendo à cirurgia Hartmann ou a um estoma derivativo sem resseção tumoral. Os stents metálicos são uma alternativa à cirurgia de emergência com resultados excelentes na resolução da obstrução cólica. Contudo, poderão levar a complicações como a perfuração cólica, a migração e a disseminação tumoral. Discussão e conclusão: Os estudos observacionais e ensaios clínicos mostram resultados discrepantes. O uso dos stents metálicos é cada vez mais aceite como tratamento paliativo, mas ainda não são inequivocamente recomendados como ponte para uma cirurgia curativa. O tratamento deve ser individualizado de acordo com o risco cirúrgico e a probabilidade de complicações endoscópicas.
Descritores: Stents
Implantação de Prótese
Obstrução Intestinal
-Neoplasias Colorretais/cirurgia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR545.3 - Biblioteca ICBS


  4 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1095421
Autor: Liévano, Manuel John; Villegas, Jorge Edgar; Sánchez, Jorge; Acosta, Gabriel; Montes, Lorena.
Título: Extracción incidental de un stent: complicación rara de la intervención coronaria percutánea / Incidental retrieval of a stent: a rare complication of percutaneous coronary intervention
Fonte: Repert. med. cir;28(3):187-190, 2019. Il., fotos.
Idioma: en; es.
Resumo: La extracción incidental de un stent coronario es una complicación poco frecuente en las intervenciones coronarias percutáneas. En este evento adverso, pese a ser infrecuente, se han reducido las tasas de incidencia en los últimos años, sin embargo debe tenerse en cuenta por los cardiólogos intervencionistas como una complicación que representa en el paciente alta probabilidad de morbimortalidad. Se presenta el caso de un paciente quien presenta extracción no intencional de un stent previamente implantado en una reintervención coronaria.

Coronary stent incidental retrieval is a rare complication of percutaneous coronary intervention. Although the incidence of this unusual adverse event has decreased in recent years, interventionist cardiologists should be aware this complication represents increased risk of morbidity and mortality for patients. A case is presented of incidental retrieval of a stent which was previously placed during a coronary reintervention.
Descritores: Cateterismo Cardíaco
-Stents
Achados Incidentais
Limites: Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO304.1 - Biblioteca Arturo Aparicio Jaramillo


  5 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-708614
Autor: Barreto, Jaime A; Lizcano, Jaime H; Bolívar, Fabio; Mejía, Bibiana A; González, Hugo H; Plata, Reynaldo I; Serrano, Rafael.
Título: Reporte de caso: fístula traqueoesofágica e insuficiencia respiratoria tardía post stent metálico autoexpandible en esófago. Tratamiento con stent traqueal de Dumon / Case report: Tracheoesophageal Fistula and Respiratory Failure After the Placement of an Esophageal Metallic stent. Treatment Using a Dumon Stent
Fonte: Rev. am. med. respir;13(4):243-246, dic. 2013. ilus.
Idioma: es.
Resumo: En los últimos años se ha presentado un gran avance tecnológico en el tratamiento endoscópico de pacientes con carcinoma inoperable, lo que permitió mejorar ostensiblemente la calidad de vida de muchos pacientes. Sin embargo, también se han observado nuevos síndromes clínicos relacionados con la utilización de estos recursos, por ejemplo, los stent esofágicos son una herramienta muy valiosa en el tratamiento paliativo de pacientes con carcinoma esofágico, pero infortunadamente no están exentos de complicaciones, sobre todo los nuevos dispositivos metálicos autoexpandibles. Las fuerzas radiales generadas por estos, frecuentemente producen compresión extrínseca traqueal e insuficiencia respiratoria. Presentamos un caso de insuficiencia respiratoria y hemoptisis secundarias a la colocación de un stent esofágico autoexpandible y el tratamiento de esta complicación con un stent de Dumon.

We have seen major technological advances in the endoscopic treatment of patients with inoperable cancer in the past years. This situation has allowed improve the quality of life of many patients, but we have also seen new clinical syndromes associated with the use of these resources. For example, esophagic stents are invaluable tools in the palliative treatment of patients with esophageal cancer, but unfortunately these are not free of complications, especially the new self-expandable metallic stents. Metallic stents produce enormous radial forces and these devices may develop extrinsic tracheal compression with progressive respiratory failure. We present a case of respiratory distress and hemoptysis secondary to the placement of a self-expanding esophageal stent and treatment of this complication with Dumon stent.
Descritores: Insuficiência Respiratória
Neoplasias Esofágicas
Stents
Responsável: AR423.1 - Biblioteca


  6 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040287
Autor: Oliveira, Hugo Goulart de; Oliveira, Diogo Martins de; Greggianin, Camila; Andrade, Cristiano Feijó; Svartman, Fábio Munhoz.
Título: Biodegradable stent in a patient with recurrent stenosis after lung transplantation / Stent biodegradável em paciente com estenose recorrente após transplante de pulmão
Fonte: J. bras. pneumol;45(5):e20190078, 2019. graf.
Idioma: en.
Descritores: Broncopatias/cirurgia
Broncopatias/etiologia
Stents
Transplante de Pulmão/efeitos adversos
Implantes Absorvíveis
-Broncoscopia/métodos
Seguimentos
Resultado do Tratamento
Constrição Patológica
Limites: Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1085859
Autor: Slhessarenko, Juliano Rasquin.
Título: Efeito da dose elevada de ataque de Rosuvastatina na concentração sérica de marcadores inflamatórios na fase aguda da intervenção coronária percutânea com implante de stents metálicos / Effect of high dose of Rosuvastatin on the serum concentration of inflammatory markers in the acute phase of percutaneous coronary intervention with coronary stent implantation.
Fonte: São Paulo; s.n; 2017. 111 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia/Universidade de São Paulo para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: Nas últimas décadas, a reestenose tem sido o "calcanhar de Aquiles" da intervenção coronária percutânea (ICP), limitando seus resultados no médio e longo prazo. Estudos preliminares demonstraram que após a injúria inicial com catéter balão e/ou com stents coronarianos, há desnudação endotelial, dissecção, deposição plaquetária e atração de leucócitos como resposta imediata, podendo levar à reestenose no seguimento mais tardio. A injúria local na parede arterial após implante de stent pode promover a expressão genética e liberação de mediadores inflamatórios, interleucinas, proteínas de fase aguda e fatores de coagulação, deposição de plaquetas e formação de trombos. Estes processos podem estar diretamente relacionados ao prognóstico da doença cardiovascular, porém são escassos os estudos que caracterizem a resposta inflamatória aguda pós-implante de stent coronariano e à ocorrência de eventos adversos. Objetivos: Neste estudo, pretendeu-se avaliar os efeitos de dose de ataque de Rosuvastatina (40mg) sobre a resposta inflamatória aguda após implante de stent coronariano, bem como correlacionar as variações das concentrações de citocinas e a respectiva expressão gênica. Métodos: Pacientes portadores de doença coronária estável sem uso de estatina (há mais de 7 dias), submetidos à intervenção coronária percutânea eletiva em artéria coronária nativa foram randomizados para receberem dose única de ataque de rosuvastatina (40 mg via oral, 3 horas prévias ao procedimento; Grupo Tratado (GT); n=63) versus Grupo Controle (GC) (Ausência da administração de rosuvastatina); n=61...
Descritores: Expressão Gênica
Interleucinas
Mediadores da Inflamação
Rosuvastatina Cálcica
Stents
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
BR79.1; TWG166.5.B2, SL29e


  8 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1084076
Autor: Campos Neto, Cantídio de Moura.
Título: Análise inteligente de dados em um banco de dados de procedimentos em cardiologia intervencionista / Intelligent data analysis in an interventional cardiology procedures database.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 148 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia/Universidade de São Paulo para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O tema deste estudo abrange duas áreas do conhecimento: a Medicina e a Ciência da Computação. Consiste na aplicação do processo de descoberta de conhecimento em base de Dados (KDD - Knowledge Discovery in Databases), a um banco de dados real na área médica denominado Registro Desire. O Registro Desire é o registro mais longevo da cardiologia intervencionista mundial, unicêntrico e acompanha por mais de 13 anos 5.614 pacientes revascularizados unicamente pelo implante de stents farmacológicos. O objetivo é criar por meio desta técnica um modelo que seja descritivo e classifique os pacientes quanto ao risco de ocorrência de eventos cardíacos adversos maiores e indesejáveis, e avaliar objetivamente seu desempenho. Posteriormente, apresentar as regras extraídas deste modelo aos usuários para avaliar o grau de novidade e de concordância do seu conteúdo com o conhecimento dos especialistas. Foram criados modelos simbólicos de classificação pelas técnicas da árvore de decisão e regras de classificação utilizando para a etapa de mineração de dados os algoritmos C4.5, Ripper e CN2, em que o atributo-classe foi a ocorrência ou não do evento cardíaco adverso. Por se tratar de uma classificação binária, os modelos foram avaliados objetivamente pelas métricas associadas à matriz de confusão como acurácia, sensibilidade...
Descritores: Cardiologia
Doença das Coronárias
Mineração de Dados
Stents
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
BR79.1; TW26.55.I4, C1574a


  9 / 974 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1083724
Autor: Jesus, Carlos Alberto.
Título: Estudo da integridade arterial em pacientes com coarctação da aorta, antes e após aortoplastia com implante de stent / Study of arterial integrity in patients with coarctation of the aorta before and after angioplasty and stenting.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. 110 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia/Universidade de São Paulo para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A expectativa de vida após correção cirúrgica da coarctação da aorta (CoAo) permanece menor que a da população geral, sendo que a maioria das mortes tardias se deve a complicações cardiovasculares, tais como: recoarctação, hipertensão arterial sistêmica (HAS), doença coronária, insuficiência cardíaca, acidente vascular cerebral (AVC) e morte súbita. Já se demonstrou que pacientes com CoAo têm estrutura e função arterial anormais, o que pode persistir mesmo após correção cirúrgica e ser responsável pela morbi-mortalidade tardias. Há pouca informação na literatura em relação ao possível remodelamento arterial após aortoplastia. O objetivo primário desse estudo foi avaliar os efeitos imediatos e após 1 ano da aortoplastia com implante de stent na reatividade e rigidez arteriais, e na espessura do complexo médiointimal (EMI). O objetivo secundário foi correlacionar os achados evolutivos da reatividade, rigidez e espessura médiointimal arteriais entre si. Vinte e um pacientes com idade mediana de 15 anos (8-39 anos) foram estudados antes da aortoplastia e após a intervenção (1 dia, 6 meses e 1 ano). A dilatação fluxo-mediada (DFM), a dilatação induzida por nitrato na artéria braquial esquerda, a velocidade da onda de pulso (VOP) carotídea, e a EMI carotídea e na artéria subclávia direita foram estudadas por meio do ultrassom...
Descritores: Coartação Aórtica
Endotélio
Stents
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
BR79.1; TWG220, J4996e


  10 / 974 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1082488
Autor: Martins, Kleber Bomfim Araujo.
Título: Estudo randomizado da intervenção coronária percutânea após administração da rosuvastatina para prevenção de infarto do miocárdio periprocedimento / Randomized trial of percutaneous coronary intervention after administration of rosuvastatin for the prevention of periprocedural myocardial infarction.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. 93 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia/Universidade de São Paulo para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Embora a intervenção coronária percutânea esteja associada a baixos índices de complicações, o infarto do miocárdio periprocedimento tem sido apontado como um fator negativo nos resultados clínicos. Os ensaios clínicos randomizados e as revisões sistemáticas recentes confirmaram que uma alta dose de estatina antes da intervenção coronária percutânea eletiva reduz o risco para a ocorrência do infarto do miocárdio periprocedimento. Objetivos: O objetivo desta pesquisa foi aferir a eficácia da pré-administração de uma dose de ataque de rosuvastatina na redução do infarto do miocárdio periprocedimento em pacientes submetidos à intervenção coronária percutânea eletiva com stent coronário. Métodos: De março de 2011 a dezembro de 2013, um total de 528 pacientes portadores de doença coronária estável em uso de estatina (há mais de 7 dias), submetidos à intervenção coronária percutânea eletiva em artéria coronária nativa (e lesão não reestenótica) foram randomizados prospectivamente em único centro, para receberem dose única de ataque de rosuvastatina (40 mg via oral, 2 a 6 horas prévio ao procedimento; grupo rosuvastatina; n=264) versus tratamento padrão (ausência da administração de rosuvastatina; grupo controle; n=264)...
Descritores: Angina Estável
Infarto do Miocárdio
Stents
Responsável: BR79.1 - CIC - Centro de Informação Cardiovascular Mendonça de Barros
BR79.1



página 1 de 98 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde