Base de dados : LILACS
Pesquisa : E07.700 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 261 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 27 ir para página                         

  1 / 261 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116603
Autor: Perú. Ministerio de Salud.
Título: Dictan medidas temporales para asegurar el suministro de productos necesarios para la salud durante la emergencia sanitaria declarada como consecuencia del COVID-19 / They issue temporary measures to ensure the supply of products necessary for health during the health emergency declared as a consequence.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20200500. 1 p.
Idioma: es.
Resumo: El documento contiene la modificatoria al Anexo Nº 1 del Decreto Supremo Nº 013-2020-SA.
Descritores: Equipamentos de Proteção
Declaração de Estado de Emergência em Desastres
Equipamentos e Provisões
Decreto Supremo
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  2 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-653073
Autor: Cavalcante, Nilton José Fernandes; Monteiro, Ana Lúcia Carvalho; Barbieri, Dagmar Deborah.
Título: Biossegurança / Biosecurity.
Fonte: São Paulo; São Paulo. Secretaria do Estado; 2003. 80 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Equipamentos de Proteção
EXPOSICAO A AGENTES BIOLOGICOS
/prevenção & controle
EXPOSICAO A AGENTES BIOLOGICOS/prevenção & controle
Gestão da Segurança
Notificação de Acidentes de Trabalho
Prevenção de Acidentes
Risco
Risco à Saúde Humana
Riscos Ocupacionais
Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1; 614.8, C376b. 1179


  3 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Consiglieri, Vladi Olga
Id: lil-342961
Autor: Consiglieri, Vladi Olga; Hirata, Rosario Dominguez Crespo.
Título: Biossegurança em laboratório de ensino e da área de saúde / Bio safety in laboratories of education and health area
Fonte: In: Hirata, Mario Hiroyuki; Mancini Filho, Jorge. Manual de biossegurança. São Paulo, Manole, 2002. p.47-55.
Idioma: pt.
Descritores: Ensino
Equipamentos de Laboratório
Equipamentos de Proteção
Segurança
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 613.62, H668m


  4 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-342960
Autor: Hirata, Rosario Dominguez Crespo.
Título: Biossegurança em laboratórios de pesquisa / Bio safety in laboratories of research
Fonte: In: Hirata, Mario Hiroyuki; Mancini Filho, Jorge. Manual de biossegurança. São Paulo, Manole, 2002. p.21-46, ilus, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Pesquisa
Laboratórios
Equipamentos de Proteção
Segurança
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 613.62, H668m


  5 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-342959
Autor: Hirata, Mario Hiroyuki.
Título: O laboratório de ensino e pesquisa e seus riscos / The education and research laboratory and its risks
Fonte: In: Hirata, Mario Hiroyuki; Mancini Filho, Jorge. Manual de biossegurança. São Paulo, Manole, 2002. p.1-19, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Pesquisa
Ensino
Laboratórios
Equipamentos de Proteção
Segurança
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 613.62, H668m


  6 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-242475
Autor: Nakano, Viviane Emi; Leme, Virgínia Garcia.
Título: Segurança em controle químico de vetores / Chemical sectors control security.
Fonte: Säo Paulo; Superintendência de Controle de Endemias; 1999. 104 p.
Idioma: pt.
Descritores: Controle de Doenças Transmissíveis
Reservatórios de Doenças
Vetores de Doenças
-Praguicidas/classificação
Praguicidas/toxicidade
Praguicidas/química
Medicina do Trabalho/normas
Equipamentos de Proteção
Saúde do Trabalhador
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; N163s


  7 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-79622
Autor: FUNDACENTRO.
Título: Manual de segurança higiene e medicina do trabalho rural: nível superior / Manual of rural occupational safety hygiene and medicine: university level.
Fonte: s.l; FUNDACENTRO; 1988. 185 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Destina-se este trabalho a todos os profissionais de nível universitário, engenheiros agrônomos, florestais, de segurança, médicos, médicos do trabalho, veterinários, que direta ou indiretamente, atuam junto a comunidade rural. Visa oferecer treinamento, através de material básico no campo de segurança, higiene e medicina do trabalho
Descritores: Trabalhadores Rurais
Riscos Ocupacionais
Agricultura
Saúde do Trabalhador
-Fatores Socioeconômicos
Capacitação em Serviço
Medicina do Trabalho
Equipamentos de Proteção
Relações Trabalhistas
Limites: Humanos
Responsável: BR71.1 - Biblioteca Doutor Eduardo Gabriel Saad
BR71.1/Xad A*F977m*(N.Sup)*e.4


  8 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-383429
Autor: Simões, Marise; Lemes-Marques, Eneida Gonçalves; Chiarini, Paulo Flávio Teixeira; Pires, Maria de Fátima Costa.
Título: O uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) e coletiva (EPCs) nos acidentes ocorridos em um laboratório de saúde pública no período de maio de 1998 a maio de 2002 / Individual and collective protection equipments (IPE and CPE) wearing in a health public laboratory accidents from may 1998 to may 2002
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;62(2):105-109, 2003. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A saúde dos trabalhadores tem merecido atenção do Sistema Nacional de Saúde e de organizações internacionais. Este estudo teve como objetivo avaliar os 38 acidentes registrados no período de maio de 1998 a maio de 2002 num laboratório de saúde pública, a relação com o não uso ou o uso inadequado de EPIs e EPCs pelos funcionários e a quantidade de horas trabalhadas pelos profissionais quando da ocorrência dos acidentes. Os dados foram obtidos nas fichas de registro de acidentes de trabalho elaboradas pelo grupo de biossegurança local e preenchidas durante entrevista com os acidentados. Os acidentes foram agrupados segundo a sua natureza, em cinco categorias: queimaduras (calor, frio, ácido); pérfuro-cortantes; amostras biológicas; transporte de amostras; incêndios. Foram registrados 38 acidentes envolvendo 30 pessoas, sendo: 7 casos (18,42 por cento) em 1998 (maio a dezembro); 10 (26,32 por cento) em 1999; 7 (18,42 por cento) em 2000; 7 (18,42 por cento) em 2001 e 7 (18,42 por cento) em 2002 (janeiro a maio). O acidente mais frequente (37 por cento) ocorreu com amostras biológicas, seguido pelos pérfuro-cortantes (24 por cento). Os EPIs estavam sendo utilizados de maneira incorreta ou incompleta em 22 dos acidentes relatados. Conclui-se, portanto, que é de fundamental importância a prevenção de acidentes frente a situações de risco em laboratório, e que a conscientização e responsabilidade na observação das normas de biossegurança envolve os profissionais em todos os níves
Descritores: Acidentes de Trabalho
Laboratórios
Equipamentos de Proteção
Prevenção de Acidentes
-Saúde do Trabalhador
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  9 / 261 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-933174
Autor: Duarte, Laura Regina Parreira.
Título: Conservação do equipamento de proteção individual (máscara PFF - 2) após uso por auxiliares de enfermagem.
Fonte: São Paulo; s.n; 2006. 49 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a São Paulo(Estado). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Os profissionais de enfermagem são indivíduos de alto risco ocupacional para aquisição de tuberculose e o equipamento de proteção individual – máscara PFF-2 não apresenta prazo de validade bem definido após uso. Foram objetivos deste estudo: verificar o grau de esclarecimento dos profissionais quanto à máscara PFF-2 e suas indicações, identificar a confiança depositada pelo usuário no equipamento e listar os maiores fatores de desestímulo ao seu uso, qualificar e quantificar os danos impelidos à estrutura da máscara ao longo do tempo e estimando assim, o período de validade da máscara após uso na rotina clínica. O estudo foi realizado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas IIER, dividindo-se em duas etapas, a saber: Etapa I – aplicação de um breve questionário a auxiliares de enfermagem atuantes na assistência direta aos pacientes internados; e Etapa II – distribuição e análise descritiva das máscaras PFF-2 recolhidas após um, cinco, quinze e trinta dias consecutivos de uso. Do total de 167 funcionários incluídos no estudo, 115 (68,87%) trabalhavam no período diurno e 52 (31,13%) no noturno. Houve um predomínio do sexo feminino (86,22%), com idade variando entre 20 e 67 anos. Apenas 73,05% dos profissionais expressaram confiança na efetividade da máscara. Quanto às indicações para seu uso, a resposta correta “toda e qualquer suspeita de tuberculose” foi assinalada por 50,00% dos entrevistados. As causas de maior interferência para o uso da máscara foram o desconforto para respirar (35,69%) e as dificuldades no acondicionamento das máscaras (20% das citações). Na etapa II, observaram-se danos na estrutura física do equipamento principalmente às custas de marcas de identificação individual e dobras provocadas ao se guardar a máscara quando fora do uso, estas últimas presentes em absolutamente todas as máscaras após o 15° dia. Também foi grande o percentual de máscaras extraviadas ao longo do estudo, sendo superior a 15,00% após 5 dias e ...
Descritores: Máscaras
Assistentes de Enfermagem
Saúde do Trabalhador
Equipamentos de Proteção
Tuberculose/enfermagem
-Precauções Universais
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, D812co, 2006


  10 / 261 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-329560
Autor: Ennes, Lilian Dias.
Título: O uso, desuso ou uso inadequado dos equipamentos de proteção individual pela equipe de enfermagem na prevenção dos riscos com material biológico / The use, disuse or inadequate use of the equipments of individual protection by the nursing team in the prevention of risk with biological material.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; jan. 2002. 142 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola de Enfermagem Anna Nery para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O presente pesquisa teve como objeto de estudo os fatores que interferem no uso, desuso e usoinadequado dos equipamentos de proteção individual (E.P.Is) como medida de prevenção de acidentes com material biológico pela equipe de enfermagem e objetivou:verificar quais são os EPIs utilizados, os não utilizados e os utilizados de forma inadequada pela equipe de enfermagem; identificar como os profissionais da equipe de enfermagem foram treinados quanto ao uso e a segurança dos EPIs e por fim analisar os fatores que interferem no uso e desuso ou uso inadequado dos EPIscomo medida de biossegurança hospitalar. Trata-se de um estudo qualitativo de natureza descritiva, realizado através de um estudo de caso....
Descritores: Equipe de Enfermagem
Equipamentos de Proteção
-Enfermagem
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação
BR442.1; T414, EEAN, 3e



página 1 de 27 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde