Base de dados : LILACS
Pesquisa : E07.858.826 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 27 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 27 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-873029
Autor: Dantas, João da Costa Pinto; Bengard, Marta Fernandes; Gomes, Suely Colombo Nelli; Souza, Ronaldo Araújo.
Título: Estudo comparativo da formação do tampão apical de dentina com e sem patência do forame usando a técnica de rotação alternada / Comparative study of dentin apical plug formation with and whiout foramen patency using reciprocating technique
Fonte: UFES rev. odontol;8(1):10-14, jan.-abr. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A literatura endodôntica tem colocado que as raspas de dentina produzidas durante o preparo do canal podem se acumular nas suas porções finais formando um tampão apical de dentina. Verificou-se se esse fenômeno ocorre com o uso da técnica automatizada de rotação alternada. Vinte canais palatinos de molares superiores humanos extraídos foram preparados com o Endo-Gripper (Moyco Union Broach) e divididos em dois grupos. No Grupo I, a instrumentação foi realizada sem a manutenção da patência do fora me. No Grupo 11, a instrumentação foi feita intercalando-se a cada mudança de instrumento a lima K#10, com 1,O mm além do comprimento de trabalho, para manutenção da patência do fora me. Os resultados demonstram que o Grupo 11 promoveu menor formação de tampão apical.
Descritores: Endodontia/instrumentação
Preparo de Canal Radicular/métodos
Ápice Dentário
Tampões Cirúrgicos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  2 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-872790
Autor: Raphael Junior, Alexandre; Bacaltchuck, Bianca Brukirer; Jacobs, Aangélica Cristina Palomares.
Título: Avaliação do fluxo salivar e da capacidade tampão em pacientes da Clínica Integrada / Evaluation of salivary flow rate and buffer capacity in patients of the integrated clinic
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;59(2):108-112, mar.-abr. 2005. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A saliva tem propriedades importantes que mantêm a homeostase oral, entre as mais importantes estão a capacidade tampão e o fluxo salivar. Na análise destas propriedades da saliva estimulada de 70 pacientes em tratamento na Clínica Odontológica Integrada (COI), pode ser observado que os resultados estavam dentro dos padrões de normalidade
Descritores: Cárie Dentária/diagnóstico
Saliva
Tampões Cirúrgicos
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  3 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-745804
Autor: Tan, Mehmet; Kalcioglu, M. Tayyar; Sahin, Nurhan; Bayindir, Tuba; Samdanci, Emine; Filiz, Aliye.
Título: Assessment of mucosal changes associated with nasal splint in a rabbit model / Avaliação sobre alterações na mucosa, associadas ao uso de splints nasais, utilizando coelhos como cobaias
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);81(2):184-189, Mar-Apr/2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCTION: There is no consensus on duration of the nasal splint after nasal septum surgeries. The pressure of nasal splint on the mucosa may cause tissue necrosis and nasal septum perforation. OBJECTIVES: To investigate the histopathological changes of the nasal mucosa caused by nasal splints in a rabbit model. METHODS: No splint was used in group A. Bilateral silicone nasal splints were placed for five, ten, and 15 days in groups B, C, and D, respectively. Biopsy of the nasal mucosa was performed after removal of splint. Histopathologic evaluations were performed. The severity and depth of the inflammation were scored. RESULTS: Group A had a normal histological appearance. Comparison of the results of groups B, C, and D with group A demonstrated statistically significant differences with regards to the severity of histopathological findings. There was no statistically significant difference between groups B and C. There were statistically significant differences between the groups B and D, and also between groups C and D. CONCLUSIONS: Longer duration of nasal splint had a higher risk for septal perforation. Therefore, removal of the splint as soon as possible may be helpful for preventing potential perforations. .

INTRODUÇÃO: Não existe consenso acerca do tempo de permanência de splints nasais no pós-operatório de cirurgias no septo. A pressão causada pelos mesmos na mucosa nasal pode causar necrose e perfurações septais. OBJETIVOS: Investigar mudanças histopatológicas da mucosa nasal causadas por splints nasais em coelhos. MÉTODO: Nenhum splint foi utilizado no grupo A. Splints de silicone foram utilizados por 5, 10 e 15 dias nos grupos B, C e D, respectivamente. Biópsia da mucosa nasal foi realizada após a remoção dos mesmos. Avaliações histopatológicas foram realizadas, e a gravidade e a profundidade do processo inflamatório foram medidas. RESULTADOS: Grupo A apresentou uma aparência histológica normal. Comparações de resultados entre os grupos B, C e D com o grupo A demonstraram diferenças estatísticas relevantes na gravidade histopatológica. Não houve diferenças estatísticas relevantes entre os grupos B e D, assim como entre os grupos C e D. CONCLUSÃO: De acordo com os resultados, quanto maior a duração no uso de splints nasais maior o risco de perfuração septal. Portanto, a remoção de splints nasais deve ser realizada assim que possível, prevenindo potenciais perfurações. .
Descritores: Mucosa Nasal/patologia
Septo Nasal/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Nasais/efeitos adversos
Contenções/efeitos adversos
Tampões Cirúrgicos/efeitos adversos
-Perfuração do Septo Nasal
Mucosa Nasal/lesões
Limites: Animais
Coelhos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alves, Sandra
Texto completo
Id: lil-681891
Autor: Bernardo, Maria Teresa; Alves, Sandra; Lima, Nuno Barros; Helena, Diamantino; Condé, Artur.
Título: Septoplastia com ou sem tamponamento pós-operatório? Estudo prospectivo / Septoplasty with or without postoperative nasal packing? Prospective study
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);79(4):471-474, jul.-ago. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O tamponamento nasal anterior é efetuado num grande número de cirurgias nasais, nomeadamente na septoplastia. Contudo, não é um procedimento inócuo pelo que o seu benefício tem vindo a ser questionado. OBJETIVO: Avaliar a necessidade do tamponamento nasal anterior e a qualidade de vida nos doentes submetidos à septoplastia. MÉTODO: Doentes submetidos à septoplastia, com ou sem turbinoplastia inferior, foram randomizados para a colocação ou não de tamponamento nasal anterior no pós-operatório. Foram registados e comparados os dados relativos ao pós-operatório (dor, hemorragia). A qualidade de vida foi avaliada no pré e pós-operatório. Estudo prospetivo randomizado. RESULTADOS: Foram incluídos 73 doentes (37 tamponados e 36 não tamponados) com seguimento mínimo de 3 meses. Nos doentes tamponados, a dor nasal e as cefaleias no pós-operatório imediato foram superiores. Destes doentes, 75,7% referiram dor moderada/intensa no destamponamento. Nos doentes não tamponados, a hemorragia foi mais frequente, mas apenas um doente necessitou tamponamento. Houve melhoria da qualidade de vida em todos os doentes. CONCLUSÃO: A septoplastia melhora a qualidade de vida do doente com desvio do septo e obstrução nasal. O uso por rotina do tamponamento nasal anterior deve ser questionado por não apresentar benefício comprovado.

Anterior nasal packing is carried out in a number of nasal surgeries, especially in septoplasty. However, it is not an innocuous procedure and for this its benefit has been challenged. OBJECTIVE: To assess the need for anterior nasal packing and the quality of life of patients submitted to septoplasty. METHOD: Patients submitted to septoplasty with or without inferior turbinoplasty were randomized to receive or not anterior nasal packing postoperatively. We recorded and compared postoperative data (pain and bleeding). Quality of life was assessed before and after surgery. This is a randomized prospective study. RESULTS: We had 73 patients (37 packed and 36 who did not receive a nasal packing) with a minimum follow-up of 3 months. Patients with nasal packing complained more of nasal pain and headache in the immediate postoperative period. Of these patients, 75.7% reported moderate/intense pain upon nasal packing removal. Bleeding was more frequent in those patients who did not receive a nasal packing, and only 1 patient required packing. All the patients enjoyed an improvement in quality of life. CONCLUSION: Septoplasty improves the quality of life of patients with septal deviation and nasal obstruction. Routine use of anterior nasal packing should be challenged for not presenting proven benefit.
Descritores: Obstrução Nasal/cirurgia
Septo Nasal/cirurgia
Qualidade de Vida
Rinoplastia/métodos
Tampões Cirúrgicos
-Obstrução Nasal/psicologia
Estudos Prospectivos
Resultado do Tratamento
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Roithmann, Renato
Texto completo
Texto completo
Id: lil-539384
Autor: Faistauer, Marina; Faistauer, Ângela; Grossi, Rafaeli S; Roithmann, Renato.
Título: Desfecho clínico de pacientes tratados por epistaxe com tamponamento nasal após a alta hospitalar / Clinical outcome of patients with epistaxis treated with nasal packing after hospital discharge
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);75(6):857-865, nov.-dez. 2009. graf, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Aepistaxe é uma condição clínica frequente, e na maioria dos hospitais públicos, o tamponamento nasal e internação são as condutas iniciais mais comuns. Entretanto, pouco se sabe sobre o seguimento destes pacientes após a alta hospitalar. Objetivo: Verificar o desfecho clínico de pacientes tratados por epistaxe após a alta hospitalar. Material e método: Foram avaliados prontuários de pacientes internados por epistaxe não-traumática no período de março de 2006 a março de 2007, e todos os pacientes foram solicitados a responder um questionário padrão. Forma de estudo: Coorte histórica longitudinal. Resultados: De um total de 87 pacientes, 54 responderam ao questionário. A epistaxe recidivou em 37 por cento dos pacientes após a alta. Desses, 70 por cento eram hipertensos, 35 por cento faziam uso de AAS e 55 por cento eram tabagistas. Quarenta por cento apresentaram novo episódio de sangramento na primeira semana pós-alta hospitalar. Destes, 55 por cento retornaram à emergência, sendo que 70 por cento necessitaram de novo tratamento para controle da epistaxe. Conclusão: A recorrência da epistaxe parece não ser incomum, com tempo relativamente curto entre a alta e a recidiva. Estes dados sugerem a necessidade de uma reavaliação do modelo atual de manejo da epistaxe nos hospitais públicos.

Epistaxis is a common clinical condition and in most public hospitals these patients received nasal packing and were admitted to the hospital as initial management strategies. However, little is known about the follow-up of these patients after they leave the hospital. AIM: To identify the clinical outcome of patients treated for epistaxis following discharge. Materials and methods: We analyzed the results of questionnaires from patients hospitalized for non-traumatic epistaxis between March 2006 and March 2007. Study design: Cohort longitudinal. Results: Fifty-four of eighty-seven patients answered (62 percent). Epistaxis recurred in 37 percent of the patients. Of the patients who had recurrent bleeding, 70 percent were hypertensive, 35 percent were chronic users of acetylsalicylic acid, and 55 percent used tobacco. Forty per cent of the recurrences occurred in the first week after discharge, and fifty per cent needed to return to the emergency room. Seventy per cent of those who returned to the emergency room required a second treatment. Conclusions: Recurrence after epistaxis treatment is common and may occur soon after the initial discharge. Although our sample was small, this data suggests the need for a reevaluation of the current treatment mode of patients with epistaxis in the emergency rooms of public hospitals.
Descritores: Embolização Terapêutica
Epistaxe/terapia
Tampões Cirúrgicos
-Seguimentos
Ligamentos Longitudinais
Recidiva
Inquéritos e Questionários
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Adulto Jovem
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-463314
Autor: Dantas, João da Costa Pinto; Bengard, Marta Fernandes; Gomes, Suely Colombo Nelli; Souza, Ronaldo Araújo.
Título: Estudo comparativo da formação do tampão apical de dentina com e sem patência do forame usando a técnica de rotação alternada / Comparative study of dentin apical plug formation with and whiout foramen patency using reciprocating technique
Fonte: UFES rev. odontol;8(1):10-14, jan.-abr. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A literatura endodôntica tem colocado que as raspas de dentina produzidas durante o preparo do canal podem se acumular nas suas porções finais formando um tampão apical de dentina. Verificou-se se esse fenômeno ocorre com o uso da técnica automatizada de rotação alternada. Vinte canais palatinos de molares superiores humanos extraídos foram preparados com o Endo-Gripper (Moyco Union Broach) e divididos em dois grupos. No Grupo I, a instrumentação foi realizada sem a manutenção da patência do fora me. No Grupo 11, a instrumentação foi feita intercalando-se a cada mudança de instrumento a lima K#10, com 1,O mm além do comprimento de trabalho, para manutenção da patência do fora me. Os resultados demonstram que o Grupo 11 promoveu menor formação de tampão apical.
Descritores: Endodontia/instrumentação
Preparo de Canal Radicular/métodos
Ápice Dentário
Tampões Cirúrgicos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  7 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-459838
Autor: Ventura, Marcelo Carvalho; Melo, Cecília; Escarião, Paulo; Diniz, José Ricardo; Leão, Ana Cecília de Souza.
Título: Perfluoroctano líquido como tamponante vitreorretiniano de curta duração no pós-operatório de portadores de descolamento de retina por ruptura gigante / Perfluoroctane liquid as a short-term vitreous-retinal tamponade in the postoperative period in patients with retinal detachment due to giant tears
Fonte: Arq. bras. oftalmol;70(3):495-500, maio-jun. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVOS: Relatar os resultados de vitrectomia via pars plana com utilização de perfluocarbono líquido (Perfluoroctano-Ophtalmos®), como tamponante vítreo-retiniano de curta duração, no pós-operatório de portadores de descolamento de retina, por ruptura gigante. MÉTODOS: Estudaram-se dez desses pacientes. Todos os casos eram complicados por vitreorretinopatia proliferativa grau B ou pior com rupturas que variavam em extensão de 90° a 210°. O perfluorocarbono líquido foi introduzido, por via pars plana, com o volume necessário para ultrapassar o limite posterior da ruptura, permanecendo no pós-operatório por cinco dias, estando os pacientes em decúbito dorsal. Após esse período submetiam-se a segunda intervenção para troca do perfluorocarbono líquido para gás ou óleo de silicone. RESULTADOS: Após período de acompanhamento médio de 16,2 ± 12,4 meses (2 a 43 meses), 80 por cento das retinas estavam aplicadas, sendo necessária a repetição desta técnica em 1 caso (10 por cento) caso e em 2 casos (20 por cento) não houve reaplicação da retina por vitreorretinopatia avançada. Houve melhora da acuidade visual em 5 casos (50 por cento). CONCLUSÃO: Observaram-se bons resultados quanto à aplicação da retina (80 por cento) e melhora da acuidade visual (50 por cento) quando do uso do perfluorocarbono líquido como tamponante vitreorretiniano de curta duração no pós-operatório de cirurgias de descolamento de retina por rupturas gigantes.

PURPOSE: To report pars plana vitrectomy results of intravitreous use of liquid perfluorocarbon as a short-term postoperative tamponade in retinal detachment due to giant tears in a series of patients. METHODS: Ten of those patients, all of them complicated by proliferative vitreoretinopathy grade B or worse, with tear extension varying from 90° to 210° were studied. Perfluorocarbon liquid was injected via pars plana until the posterior tear limit, remaining in the postoperative period during five days, with the patients in supine position. After this period, the patients underwent a second surgical procedure to exchange the liquid perfluorocarbon for gas or silicone oil. RESULTS: The retinas of eight patients were attached (80 percent) after a mean follow-up of 16.2 ± 12.4 months (from 2 to 43 months). It was necessary to repeat this technique in one (10 percent) case, and there was no attachment of the retina in two (20 percent) cases due to advanced proliferative vitreoretinopathy. Visual acuity improved in five (50 percent) cases. CONCLUSION: Good results (80 percent) and improvement of the visual acuity (50 percent) were observed with the use of intravitreous liquid perfluorocarbon as short-term tamponade in the postoperative period in patients with retinal detachments due to giant tears.
Descritores: Fluorcarbonetos/uso terapêutico
Descolamento Retiniano/cirurgia
Perfurações Retinianas/cirurgia
Óleos de Silicone/uso terapêutico
Vitrectomia/métodos
Vitreorretinopatia Proliferativa/cirurgia
-Seguimentos
Estudos Prospectivos
Reoperação
Descolamento Retiniano/etiologia
Perfurações Retinianas/complicações
Índice de Gravidade de Doença
Tampões Cirúrgicos
Resultado do Tratamento
Acuidade Visual
Vitreorretinopatia Proliferativa/complicações
Limites: Adolescente
Adulto
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-445024
Autor: Raphael Junior, Alexandre; Bacaltchuck, Bianca Brukirer; Jacobs, Aangélica Cristina Palomares.
Título: Avaliação do fluxo salivar e da capacidade tampão em pacientes da Clínica Integrada / Evaluation of salivary flow rate and buffer capacity in patients of the integrated clinic
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;59(2):108-112, mar.-abr. 2005. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A saliva tem propriedades importantes que mantêm a homeostase oral, entre as mais importantes estão a capacidade tampão e o fluxo salivar. Na análise destas propriedades da saliva estimulada de 70 pacientes em tratamento na Clínica Odontológica Integrada (COI), pode ser observado que os resultados estavam dentro dos padrões de normalidade
Descritores: Cárie Dentária/diagnóstico
Saliva
Tampões Cirúrgicos
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  9 / 27 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-434161
Autor: Ferreira, Lidiane Maria de Brito Macedo; Rios, Adson Sales do Nascimento; Gomes, Érika Ferreira; Azevedo, Jorge Ferreira; Araújo, Roberta de Paula; Moraes, Robiany Barbosa.
Título: Degloving médio-facial como via de acesso a tumores nasossinusais / Midfacial degloving - acess to nasal cavity and paranasal sinuses lesions
Fonte: Rev. bras. otorrinolaringol;72(2):158-162, mar.-abr. 2006. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Abordagens cirúrgicas comuns para maxilectomia medial incluem a rinotomia lateral e a via de acesso degloving médio-facial. A rinotomia lateral fornece um excelente campo cirúrgico, mas deixa proeminentes cicatrizes na face. Já o degloving médio-facial tem sido superior à rinotomia lateral, pois não deixa nenhuma cicatriz externa, embora saibamos que este procedimento tem suas limitações¹. Este estudo tem o objetivo de descrever os resultados estéticos e de melhor acesso transoperatório de cirurgias nasossinusais via degloving, com avaliação da morbidade pós-operatória através das seguintes variáveis: hemoglobina pré e pós-operatória, necessidade de transfusão sangüínea, presença de complicações, uso de tampão nasal, uso de antibiótico, fio cirúrgico utilizado, tempo de internamento pós-operatório e presença de recidiva. Foi realizado um estudo retrospectivo a partir de 16 pacientes internados no Hospital Geral de Fortaleza SESA/SUS durante o período de dezembro de 1999 a novembro de 2003. Pelos dados obtidos, conclui-se que a via de acesso degloving é eficaz no tratamento de lesões nasossinusais extensas, com bons resultados estéticos e com reduzida morbidade pós-operatória.
Descritores: Neoplasias Nasais/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Otorrinolaringológicos/métodos
-Transfusão de Sangue
Hemoglobinas/análise
Tempo de Internação
Recidiva Local de Neoplasia
Neoplasias dos Seios Paranasais/cirurgia
Procedimentos Cirúrgicos Otorrinolaringológicos/efeitos adversos
Estudos Retrospectivos
Tampões Cirúrgicos
Resultado do Tratamento
Limites: Seres Humanos
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 27 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Tedesco, A. C
Texto completo
Id: lil-303316
Autor: Gomes, A. J; Lunardi, C. N; Gonzalez, S; Tedesco, A. C.
Título: The antioxidant action of Polypodium leucotomos extract and kojic acid: reactions with reactive oxygen species
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;34(11):1487-1494, Nov. 2001. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Two natural products Polypodium leucotomos extract (PL) and kojic acid (KA) were tested for their ability to scavenge reactive oxygen species (ÀOH, ÀO2-, H2O2, ¹O2) in phosphate buffer. Hydroxyl radicals were generated by the Fenton reaction, and the rate constants of scavenging were 1.6 x 10(9) M-1 s-1 for KA and 1.0 x 10(9) M-1 s-1 for PL, similar to that of ethanol (1.4 x 10(9) M-1 s-1). With superoxide anions generated by the xanthine/hypoxanthine system, KA and PL (0.2-1.0 mg/ml) inhibited ÀO2-dependent reduction of nitroblue tetrazolium by up to 30 and 31 percent, respectively. In the detection of ¹O2 by rose bengal irradiation, PL at 1.0 mg/ml quenched singlet oxygen by 43 percent relative to azide and KA by 36 percent. The present study demonstrates that PL showed an antioxidant effect, scavenging three of four reactive oxygen species tested here. Unlike KA, PL did not significantly scavenge hydrogen peroxide
Descritores: Antioxidantes
Espécies Reativas de Oxigênio
Depuradores de Radicais Livres
Pironas
-Extratos Vegetais
Tampões Cirúrgicos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde