Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.145.022.750 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 64 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 64 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-975107
Autor: Oliveira, Luciano Machado Ferreira Tenório de; Santos, Ana Raquel Mendes dos; Farah, Breno Quintella; Ritti-Dias, Raphael Mendes; Freitas, Clara Maria Silvestre Monteiro de; Diniz, Paula Rejane Beserra.
Título: Influence of parental smoking on the use of alcohol and illicit drugs among adolescents / Influência do tabagismo parental no consumo de álcool e drogas ilícitas entre adolescentes
Fonte: Einstein (Säo Paulo);17(1):eAO4377, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To evaluate the association between parental smoking and the use of alcohol and illicit drugs among adolescent children. Methods: A cross-sectional study with 6,264 adolescents (59.7% female) aged between 14 and 19 years. To establish the sample, we used two-stage cluster random sampling. The data on parental smoking and use of cigarettes, alcohol and illicit drugs among adolescents were collected using a questionnaire. Results: Smoking adolescents were more prone to use alcohol (odds ratio − OR: 10.35; 95%CI: 7.85-13.65) and illicit drugs (OR: 11.75; 95%CI: 9.04-15.26) than non-smokers (p<0.001). Adolescents with at least one parent (OR: 1.4; 95%CI: 1.13-1.89) or both parents smoking (OR: 1.6; 95%CI: 1.01-2.67) were more likely to smoke when compared to those having no parents smoking. The adjusted analysis limited to non-smoking adolescents showed a positive association (p<0.05) between parental tobacco use and the use of alcohol (OR: 1.4; 95%CI: 1.23-1.62) and illicit drugs (OR: 1.6; 95%CI: 1.24-2.13), irrespective of age, sex, maternal schooling and place of residence. Conclusion: Parental smoking was associated with the use of alcohol and other illicit drugs by adolescents, even among nonsmokers.

RESUMO Objetivo: Analisar a associação entre tabagismo parental e uso de álcool e drogas ilícitas dos filhos adolescentes. Métodos: Estudo transversal conduzido com 6.264 adolescentes (59,7% meninas) com idade entre 14 e 19 anos. Para estabelecimento da amostra, recorreu-se à amostragem aleatória por conglomerados em dois estágios. Os dados sobre tabagismo dos pais e uso de cigarros, álcool e drogas ilícitas entre os adolescentes foram obtidos por questionário. Resultados: Os adolescentes fumantes eram mais propensos a usar álcool (odds ratio − OR: 10,35; IC95%: 7,85-13,65) e drogas ilícitas (OR: 11,75; IC95%: 9,04-15,26) do que os não fumantes (p<0,001). Os adolescentes que pelo menos um dos pais fumava (OR: 1,4; IC95%: 1,13-1,89) ou os dois fumavam (OR: 1,6; IC95%: 1,01-2,67) tiveram mais chances de fumar quando comparados aos que não tinham pais fumantes. Análise ajustada limitada a adolescentes não fumantes revelou associação positiva (p<0,05) entre o tabagismo dos pais e o consumo de álcool (OR: 1,4; IC95%: 1,23-1,62) e drogas ilícitas (OR: 1,6; IC95%: 1,24-2,13), independentemente de sexo, idade, escolaridade materna e região de moradia. Conclusão: O tabagismo dos pais esteve associado com o consumo de álcool e outras drogas ilícitas em adolescentes, até mesmo entre os não fumantes.
Descritores: Pais
Fumar/epidemiologia
Drogas Ilícitas
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia
Consumo de Álcool por Menores/estatística & dados numéricos
-Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Fatores Sexuais
Prevalência
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Distribuição por Sexo
Distribuição por Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1254930
Autor: Rivas, Fani Villa; Díaz, Rocio Castillo; Hernández, Nadia Velázquez; Lugo, José David Montelongo.
Título: Características resilientes y consumo de alcohol en adolescentes que viven en situación vulnerable / Resilient characteristics and alcohol consumption in adolescents living in a vulnerable situation / Características de resiliência e consumo de álcool em adolescentes em situação de vulnerabilidade
Fonte: J. Health NPEPS;6(1):244-255, jun. 2021.
Idioma: es.
Descritores: Adolescente
Consumo de Álcool por Menores
-Resiliência Psicológica
Responsável: BR1972.9 - DE - Departamento de Enfermagem


  3 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1045863
Autor: Romero-Acosta, K; Gómez-de-Regil, L; Lowe, G; Lipps, G.
Título: The Relationship between Substance Use and Depressive Symptoms among Colombian Adolescents / Relación entre el uso de sustancias y los síntomas depresivos entre adolescentes colombianos
Fonte: West Indian med. j;67(4):323-327, Oct.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Projeto: Corporación Universitaria del Caribe CECAR.
Resumo: ABSTRACT Objective: To explore the relationship between substance use and depressive symptomatology among adolescents in Colombia. Methods: Adolescents aged 13-19 years from a rural city in Colombia completed the Spanish version of the Alcohol, Smoking and Substance Involvement Screening Test and the Kutcher Adolescent Depression Scale-6 (KADS-6). Results: Regression analyses indicated that gender, having used cannabis, having used sedatives, and having a family member who used illegal drugs were predictive of higher symptom levels of depression according to KADS-6. Conclusion: The results of this study suggested that substance use was associated with depressive symptoms in this sample of Colombian adolescents.

RESUMEN Objetivo: Explorar la relación entre el uso de sustancias y la sintomatologia depresiva entre adolescentes en Colombia. Métodos: Los adolescentes de 13 a 19 años de una ciudad rural en Colombia completaron la versión en español de la Prueba de Detección de Alcohol, Tabaco y Sustancias (ASSIST, en inglés) y la Escala de Depresión pasa Adolescentes de Kutcher-6 (KADS-6, en inglés). Resultados: Los análisis de regresión indicaron que tanto el género, como el haber consumido cannabis, usado sedantes, y tener un miembro de la familia que usó drogas ilegales, fueron predictores de niveles más altos de sintomas depresivos de acuerdo con la escala KADS-6. Conclusión: Los resultados de este estudio sugirieron que el uso de sustancias estaba asociado con sintomas depresivos en esta muestra de adolescentes colombianos.
Descritores: Comportamento do Adolescente
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/complicações
Depressão/etiologia
Consumo de Álcool por Menores/estatística & dados numéricos
-Inquéritos e Questionários
Colômbia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-953787
Autor: Biolatto, Leonardo.
Título: Estrategias con adolescentes para prevenir el consumo problemático de alcohol: modalidades y ámbitos de aplicación / Strategies with adolescents to prevent problematic alcohol consumption: modalities and areas of application / Estratégias com adolescentes para prevenir o consumo problematico de álcool: modalidades e ambitos de aplicação
Fonte: Hacia promoc. salud;23(2):48-66, 25 de mayo de 2018. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Objetivo: Esta revisión tuvo como objetivo general identificar y describir las estrategias para la promoción de la salud con incidencia en la prevención del consumo problemático de alcohol en adolescentes que han sido evaluadas por estudios científicos. Materiales y métodos: Para ello se realizó un estudio cualitativo que revela la evidencia bibliográfica disponible sobre estrategias de prevención del consumo problemático de alcohol de adolescentes. Resultados: Se identificaron estrategias basadas en las escuelas, en las familias, multicomponente, de abordaje directo y legal, con sus aspectos positivos y negativos, así como su diferente grado de efectividad. Con base en ello, puede inferirse que las estrategias de mayor efectividad son aquellas con enfoque de educación para la salud psicosocial, intersectoriales, que trabajan con las familias, contextualizadas y enmarcadas en un cuerpo legislativo acorde. Conclusiones: La combinación de diversas estrategias ya validadas es más efectiva que la utilización de un solo tipo de estrategia.

Abstract Objective: The general objective of this review was to identify and describe strategies for health promotion with an impact on the prevention of problematic alcohol consumption in adolescents that have been evaluated by scientific studies. Materials and methods: For this purpose, a qualitative study was carried out highlighting the available bibliographic evidence on prevention strategies for problematic alcohol consumption among adolescents. Results: School-based, family-based, multi-component, direct approach, and legal strategies were identified, with their positive and negative aspects as well as their effectiveness. Based on this, it can be inferred that the most effective strategies are those with an educational focus for psychosocial health education approach, intersectoral that work with families, contextualized and framed ii an appropriate legislative body. Conclusions: The combination of several already validated strategies is more effective than the use of only one type of strategy.

Resumo Objetivo: esta revisão teve como objetivo geral identificar e descrever as estratégias para a promoção da saúde com incidência na prevenção do consumo problemático de álcool em adolescentes que tem sido avaliado por estudos científicos: Materiais e Métodos: para isto realizou-se um estudo quantitativo que revelou a evidencia bibliográfica disponível sobre estratégias de prevenção do consumo problemático de álcool de adolescentes. Resultados: Identificaram se estratégias baseadas nas escolas, nas famílias, multicomponente, de abordagem direta e legal, com seus aspectos positivos e negativos, assim como seu diferente grau de efetividade são aquelas com enfoque de educação para a saúde psicossocial, intersectorial, que trabalham com as famílias, contextualizadas e enquadrada em um órgão legislativo acorde. Conclusões: A combinação de diversas estratégias já validadas é mais efetiva que a utilização dum só tipo de estratégia.
Descritores: Consumo de Álcool por Menores
-Prevenção Primária
Adolescente
Alcoolismo
Limites: Adolescente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO54.4


  5 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Costa Rica
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1098647
Autor: Barcelata Eguiarte, Blanca E; Rivas Miranda, Diego J.
Título: Bienestar psicológico y satisfacción vital en adolescentes mexicanos tempranos y medios / Psychological well-being and life satisfaction in Mexicans at early and mid-adolescence
Fonte: Rev. Costarric. psicol;35(2):55-73, jul.-dic. 2016. tab.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Con base en la perspectiva del Desarrollo Positivo del Adolescente, el objetivo de este estudio fue analizar la contribución de las dimensiones del bienestar psicológico sobre la satisfacción vital en adolescentes mexicanos tempranos y medios. Participaron de manera voluntaria 572 estudiantes de 13 a 18 años de edad (Medad=15.24; DE=1.90) de escuelas secundarias y bachilleratos públicos de la Zona Metropolitana de la Ciudad de México. Se aplicó una Cédula Sociodemográfica del Adolescente y su Familia, la Escala del Bienestar Psicológico para Adolescentes y la Escala de Evaluación Afectivo-Cognitiva de la Vida. Los adolescentes presentaron valores por arriba de la media en el bienestar psicológico y la satisfacción vital. Se encontraron relaciones significativas entre las dimensiones del bienestar psicológico y la satisfacción vital. La autoaceptación y el autocontrol predicen la satisfacción tanto en adolescentes tempranos como medios, aunque las relaciones positivas y el propósito de vida fueron predictores significativos en los primeros y los planes a futuro en los segundos. Estos hallazgos podrían orientar el diseño de programas para promover el bienestar psicológico y la satisfacción vital considerando las etapas del desarrollo de la adolescencia.

Abstract Based on the Positive Development of Youth perspective, the aim of this study was to analyse the contribution of psychological well-being and its dimensions on life satisfaction in early and middle adolescence. Participants were 572 students, aged 13 to 18 years (Mage=15.39; SD=1.90), from public high and senior-high schools in the Mexico City Metropolitan Area. The Adolescent and Family Sociodemographic Schedule, Psychological Wellbeing Scale, and Affective-Cognitive Life Evaluation Scale were administered. The adolescents studied showed values above the mean for both, psychological well-being and life satisfaction. Significant relationships between the dimensions of psychological well-being and life satisfaction were found. Self-acceptance and self-control predicted life satisfaction for both early and middle adolescents; however, positive relationships and life purpose, were predictors of life satisfaction for early adolescents, whereas future plans were a predictor for middle adolescents' life satisfaction. These findings could help in designing programs to promote well-being and life satisfaction according to adolescent developmental stages.
Descritores: Comportamento do Adolescente
Psicologia do Adolescente
Saúde do Adolescente/tendências
Psicologia Positiva
-Satisfação Pessoal
Consumo de Álcool por Menores
México
Limites: Humanos
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Responsável: CR1.1 - BINASSS - Biblioteca Nacional de Salud y Seguridad Social


  6 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1025890
Autor: Guatemala. Ministerio de Salud Pública y Asistencia Social. Organización Panamericana de la Salud.
Título: Factores protectores y de riesgo en la adolescencia y juventud / Protective and risk factors in adolescence and youth.
Fonte: Guatemala; MSPAS; OPS; s.f. 17 p.
Idioma: es.
Resumo: El documento enlista una serie de factores de riesgo y "protectores", que influyen positivamente en la vida del adolescente y joven, en el marco de sus relaciones interpersonales, tanto a nivel individual, familiar, con amigos y pares, en la escuela y dentro de su comunidad. Incluye un cuestionario-guía para evaluar dichos factores. Además proporciona una serie de datos respecto al desarrollo físico del adolescente, así como algunas técnicas preventivas de enfermedades. Por otra parte, describe cómo usar la técnica del familiograma (que es incluido en la App), para finalmente, presentar gráficas de apoyo y prevención en nutrición, buenos hábitos, entre otros.
Descritores: Comportamento do Adolescente/classificação
Psicologia do Adolescente/instrumentação
Serviços de Saúde do Adolescente
Desenvolvimento do Adolescente
-Comportamentos Relacionados com a Saúde
Fatores de Risco
Nutrição do Adolescente/educação
Relações Familiares
Comportamento Alimentar
Psicologia do Desenvolvimento/classificação
Consumo de Álcool por Menores/prevenção & controle
Infuência dos Pares
Estilo de Vida Saudável
Guatemala
Acontecimentos que Mudam a Vida
Estilo de Vida
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: GT1.1 - Biblioteca y Centro de Información


  7 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146863
Autor: Silva, Silas Zil da,; Pillon, Sandra Cristina,; Zerbetto, Sônia Regina,; Santos, Manoel Antônio dos,; Barroso, Tereza Maria Mendes Diniz de Andrade,; Alves, Jheynny Sousa,; Cruz, Jefferson Pereira Maciel da,; Gonçalves, Angélica Martins de Souza,.
Título: Adolescentes em território de grande circulação de substâncias psicoativas: uso e prejuízos / Adolescents in a wide-circulation territory of psychoactive substances: use and losses
Fonte: Rev. eletrônica enferm;23:1-10, 2021. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivou descrever o perfil de problemas associados ao uso de substâncias entre adolescentes, estudantes de ensino fundamental de uma escola situada em território de intensa circulação de drogas, e verificar as relações com uso e características sociodemográficas. Estudo transversal e correlacional preditivo, com 109 estudantes do nono ano, que responderam ao questionário contendo informações sociodemográficas e o Drug Use Screening Inventory (DUSI). Os dados foram analisados por estatísticas descritivas, testes de associação e cálculo de densidades de problemas investigadas pelo DUSI. Houve maior densidade de problemas para todas as áreas de vida investigadas dentre os escolares que já haviam feito uso de substâncias psicoativas. "Praticar a religião" foi identificado como fator de proteção para o uso de substâncias psicoativas e "trabalhar" como fator de risco para o uso de álcool. Evidenciou-se a necessidade de estratégias preventivas direcionadas ao uso de substâncias e orientadas a esse público.

It aimed to describe the profile of problems associated with substance use among adolescents, elementary school students from a school located in a territory with a high circulation of drugs, and to verify the relationships between use and sociodemographic characteristics. Cross-sectional and predictive correlational study, with 109 ninth-year students, who answered the questionnaire containing sociodemographic information and the Drug Use Screening Inventory (DUSI). The data were analyzed by descriptive statistics, association tests, and calculation of problem densities investigated by the DUSI. There was a greater density of problems for all areas of life investigated among students who had already used psychoactive substances. "Practice religion" was identified as a protective factor for the use of psychoactive substances and "work" as a risk factor for the use of alcohol. The need for preventive strategies directed to the use of substances and directed to this public was evidenced.
Descritores: Estudantes
Drogas Ilícitas
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia
Consumo de Álcool por Menores
-Religião
Fatores Socioeconômicos
Trabalho
Modelos Logísticos
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/prevenção & controle
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  8 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039798
Autor: Leal, Maria Andréia Brito Ferreira; Lima, Carlos Eduardo Batista de; Mascarenhas, Márcio Dênis Medeiros; Rodrigues, Malvina Thaís Pacheco; Paiva, Stephanie Sarah Cordeiro de; Sousa, Carolina Rodrigues de Oliveira; Veloso, Vandoval Rodrigues.
Título: Associação entre fatores sociodemográficos e comportamentos de risco à saúde cardiovascular de adolescentes brasileiros com 13 a 17 anos: dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar 2015 / Asociación entre factores sociodemográficos y comportamientos de riesgo a la salud cardiovascular de adolescentes brasileños con 13 a 17 años: datos de la Encuesta Nacional de Salud del Escolar 2015 / Association between socio-demographic factors and cardiovascular health risk behaviors of Brazilian adolescents aged 13 to 17 years: data from the 2015 National School-Based Health Survey
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;28(3):e2018315, 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: analisar associação entre fatores sociodemográficos e comportamentos de risco à saúde cardiovascular de adolescentes brasileiros com 13-17 anos. Métodos: utilizaram-se dados sobre 10.926 adolescentes entrevistados na Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2015 para verificar associações entre variáveis sociodemográficas e consumo de alimentos não saudáveis, atividade física insuficiente e experimentação de bebida alcoólica/cigarro, empregando-se regressão de Poisson. Resultados: verificaram-se associações entre consumo de guloseimas, atividade física insuficiente e experimentação de bebida alcoólica com sexo feminino ([RPa=1,37 - IC95% 1,25;1,50], [RPa=1,32 - IC95% 1,26;1,38] e [RPa=1,05 - IC95% 1,00;1,10]); consumo de refrigerante com sexo masculino (RPa=1,17 - IC95% 1,03;1,31) e maior escolaridade materna (RPa=1,14 - IC95% 1,01;1,31); experimentação de cigarro com sexo masculino (RPa=1,12 - IC95% 1,00;1,25), idade de 16-17 anos (RPa=1,51 - IC95% 1,33;1,72), não morar com pai (RPa=1,36 - IC95% 1,20;1,53) e mãe (RPa=1,25 - IC95% 1,13;1,37). Conclusão: comportamentos de risco à saúde cardiovascular influenciados por características sociodemográficas devem ser considerados na promoção à saúde de adolescentes brasileiros.

Objetivo: analizar asociación entre factores sociodemográficos y comportamientos de riesgo a la salud cardiovascular de adolescentes brasileños con 13 a17 años. Métodos: se utilizaron datos de la Encuesta Nacional de Salud del Escolar (PeNSE) 2015 para verificar asociaciones entre variables sociodemográficas y consumo de alimentos no saludables, actividad física insuficiente y experimentación de bebida alcohólica/cigarrillo, empleándose la regresión de Poisson. Resultados: se verificaron asociaciones entre: consumo de golosinas, actividad física insuficiente y experimentación de bebidas alcohólicas con sexo femenino ([RPa=1,37 - IC95% 1,25;1,50], [RPa=1,32 - IC95% 1,26;1,38] y [RPa=1,05 - IC95% 1,00;1,10]); consumo de refrigerante con sexo masculino (RPa=1,17 - IC95% 1,03;1,31) y mayor escolaridad materna (RPa=1,14 - IC95% 1,01;1,31); experimentación de cigarrillo con sexo masculino (RPa=1,12 - IC95% 1,00;1,25), edad de 16-17 años (RPa=1,51 - IC95% 1,33;1,72), no vivir con padre (RPa=1,36 - IC95% 1,20;1,53) y madre (RPa=1,25 - IC95% 1,13;1,37). Conclusión: los adolescentes brasileños presentan comportamientos de riesgo a la salud cardiovascular influenciados por características sociodemográficas, lo que refuerza la importancia de considerar ese contexto en iniciativas de promoción de la salud.

Objective: to analyze association between sociodemographic factors and cardiovascular health risk behaviors of Brazilian adolescents aged 13-17 years. Methods: we used data on 10,926 adolescents from the 2015 National School-Based Health Survey (PeNSE) to verify associations between socio-demographic variables and consumption of unhealthy foods, insufficient physical activity, and experimentation with alcoholic beverages and cigarettes, using Poisson regression. Results: associations were found between consumption of candies, insufficient physical activity and experimentation with alcoholic beverages and the female sex ([PRa=1.37 - 95%CI 1.25;1.50], [PRa=1.32 - 95%CI 1.26;1.38] and [PRa=1.05 - 95%CI 1.00;1.10]); soda consumption with the male sex (PRa=1.17 - 95%CI 1.03;1.31) and higher maternal schooling (PRa=1.14 - 95%CI 1.01;1.31); cigarette experimentation with the male sex (PRa=1.12 - 95%CI 1.00;1.25), being 16-17 years old (PRa=1.51 - 95%CI 1.33;1.72), not living with father (PRa=1.36 - 95%CI 1.20;1.53) or mother (PRa=1.25 - 95%CI 1.13;1.37). Conclusion: cardiovascular health risk behaviors influenced by sociodemographic characteristics should be taken into consideration in Brazilian adolescent health promotion.
Descritores: Tabagismo/epidemiologia
Doenças Cardiovasculares/epidemiologia
Saúde do Estudante
Saúde do Adolescente/estatística & dados numéricos
Consumo de Álcool por Menores/estatística & dados numéricos
Comportamentos de Risco à Saúde
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Estudos Transversais
Agenda de Pesquisa em Saúde
Distribuição por Idade e Sexo
Comportamento Alimentar
Comportamento Sedentário
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  9 / 64 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120556
Autor: Viana, Tatiana Barreto Pereira.
Título: Comportamento de adolescentes escolares frente ao consumo de drogas lícitas e ilícitas / Behavior of adolescent forward to licit and illicit drugs / Comportamiento del avance de los adolescentes a las drogas lícitas e ilícitas.
Fonte: Salvador; s.n; 2015. 104P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A adolescência refere-se a um período de maturação do individuo que sofre influências soci-ais, culturais, ambientais e comportamentais com exposição a diferentes situações de vulnera-bilidade à sua saúde. Este estudo teve como objetivo geral analisar o consumo de drogas lícita e ilícitas por adolescentes escolares de instituições públicas de ensino. Caracterizou-se como um estudo transversal descritivo, com abordagem quantitativa, realizado com adolescentes escolares na faixa etária de 12 a 19 anos, matriculados na Rede Estadual de Ensino no muni-cípio de Guanambi-BA. A coleta dos dados foi realizada em quatro Unidades de Ensino Esta-dual no município de Guanambi, durante o período de novembro de 2014 a janeiro de 2015. Foi utilizada, como técnica de coleta, a entrevista aplicando-se um formulário estruturado baseado no Teste de Identificação de Problemas Relacionados ao Uso de Álcool (AUDIT). As análises exploratórias das variáveis foram realizadas, através de números e percentuais para variáveis categóricas e medida de tendência central (média) e de dispersão (Desvio Padrão). Posteriormente, verificou-se a correlação entre as variáveis selecionadas e o sexo do adoles-cente mediante aplicação dos Testes Qui-quadrado de Pearson e o Exato de Fischer (frequên-cias < 5) para as variáveis qualitativas nominais e o Teste Qui-quadrado de Tendência Linear para as variáveis qualitativas ordinais. Adotou-se o nível de significância estatístico de 95% (α < 0,05). A amostra de 370 adolescentes apresentou média de idade de, aproximadamente, 17 anos caracterizando-se predominantemente do sexo feminino, a maioria cursa o ensino médio, a maior proporção autodeclarou-se da raça negra, solteira(o), sem parceira(o) fixo, católica, a maioria mora com os pais e é dependente financeiramente. Os grupos mostraram-se proporcionalmente semelhantes quanto ao padrão de consumo de álcool, exceto para a fre-quência do consumo (p=0,029), verificou-se tendências proporcionais estatisticamente signi-ficantes quanto ao sexo masculino. Também se verificaram tendências proporcionais estatisti-camente significantes, para o sexo masculino quanto à vulnerabilidade aos sintomas de de-pendência, aos problemas decorrentes do uso de álcool, quanto ao remorso ou esquecimento do que aconteceu no dia anterior; com relação aos demais itens os grupos apresentaram pa-drão de respostas proporcionalmente semelhante. Os grupos se mostraram proporcionalmente semelhantes com relação ao uso de risco e nocivo do álcool (p > 0,05). Verificou-se que a iniciação do consumo de tabaco difere proporcionalmente entre os grupos, com predomínio do sexo masculino, sendo este resultado estatisticamente significante (p=0,001). Os grupos mostraram-se proporcionalmente semelhantes com relação ao padrão de consumo de drogas ilícitas (p ≥ 0,05). O estudo possibilitou analisar o comportamento dos adolescentes frente as drogas lícitas e ilícitas, verificou-se que o consumo dessa substância pode se tornar abusivo ou mesmo acarretar a dependência química. Esta realidade ressalta a crescente necessidade dos enfermeiros inseridos nos espaços escolares onde se encontram esses jovens, conhecendo, intervindo e promovendo a saúde, atuando como um agente de transformação através de pro-jetos de intervenção.(AU)
Descritores: Serviços de Enfermagem Escolar
Comportamento do Adolescente
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Consumo de Álcool por Menores
-Serviços de Saúde Escolar
Saúde do Adolescente
Limites: Humanos
Adolescente
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  10 / 64 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120198
Autor: Villa, Louise Lisboa de Oliveira.
Título: Consumo de álcool entre adolescentes escolares quilombolas e fatores associados / Alcohol consumption among quilombola school adolescents and associated factors.
Fonte: Salvador; s.n; 2017. 114P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O álcool é a substância psicoativa mais amplamente utilizada no mundo, o que configura o seu consumo excessivo um problema de saúde pública global, constituindo uma das principais causas de mortalidade e morbidade. Esse consumo tem ocorrido em idades cada vez mais precoces, resultando num aumento do consumo na infância e adolescência, principalmente entre aqueles submetidos a fatores sociodemográficos e culturais diferenciados, como os adolescentes quilombolas. O estudo tem como objetivo geral: investigar o consumo de álcool e os fatores associados entre adolescentes escolares quilombolas e como objetivos específicos: estimar a frequência do consumo de álcool entre adolescentes escolares quilombolas; caracterizar o grupo investigado em relação a variáveis sociodemográficas; identificar o padrão de consumo de álcool por sexo e apreender as motivações dos adolescentes para experimentação e/ou uso do álcool. Trata-se de um estudo de corte transversal, com abordagem quanti-qualitativa, realizado em um colégio estadual, localizado em um bairro da periferia da cidade de Salvador, Bahia. A população foi composta por 135 adolescentes escolares, de 12 a 18 anos. Os dados foram coletados durante os meses de abril a agosto de 2016, utilizando como instrumento uma adaptação do AUDIT (Alcohol Use Disorder Identification Test). Num segundo momento foi realizada uma entrevista semiestruturada, com perguntas direcionadas à percepção acerca do uso do álcool e às motivações que levam à utilização. Desta etapa participaram 13 adolescentes. O processamento e análise dos dados foram realizados por meio do Programa STATA versão 12.0. Foram realizadas análises bivariadas para verificar diferenças proporcionais entre os grupos, adotando o teste do Qui-quadrado de Pearson ou Exato de Fisher, com nível de confiança de 95% (p<0,05). Já a análise qualitativa foi feita mediante a transcrição dos dados na íntegra, e, em seguida, avaliados por meio da técnica de análise temática de conteúdo, proposta por Bardin (2011). A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem da UFBA, sob o parecer nº 1.624.617. A prevalência de adolescentes consumidores de álcool foi de 59,3%. As variáveis sexo, grupo etário, presença de religião e renda familiar estiveram estatisticamente associadas com o consumo de risco. Os adolescentes masculinos apresentaram tendências proporcionais ao uso nocivo e possível dependência comparado às mulheres (p=0,003) e 48,7% dos adolescentes verbalizaram ter percebido preocupação com a bebida ou recebido pedido para parar de beber. As motivações para o uso do álcool entre adolescentes negros se originam na individualidade e no contexto social, perpassando pelo núcleo de convivência, costume local, ausência de opções de lazer, fuga dos problemas e características inerentes ao adolescer. Destaca-se a necessidade da criação de políticas públicas intersetoriais que considerem as especificidades das populações quilombolas e que busquem envolver não só o indivíduo usuário, mas também a família, a escola e a comunidade, em programas direcionados à prevenção do uso do álcool, uma vez que esse consumo precoce e deliberado está associado ao contexto sociocultural vivenciado diariamente nessas comunidades. (AU)
Descritores: Fatores de Risco
Saúde do Adolescente
Consumo de Álcool por Menores
Saúde das Minorias Étnicas
-Fatores Socioeconômicos
Grupos Étnicos
Promoção da Saúde
Limites: Humanos
Adolescente
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde