Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.145.113.069 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 78 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 78 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001459
Autor: Aranda, R.
Título: New distribution record of Epipompilus aztecus (Cresson, 1869) (Hymenoptera: Pompilidae) in the Brazilian Pantanal / Expansão da distribuição de registros de Epipompilus aztecus (Cresson, 1869) (Pompilidae) para o Pantanal brasileiro
Fonte: Braz. j. biol;79(3):466-469, July-Sept. 2019. graf.
Idioma: en.
Projeto: FUNDECT; . SIAFEM.
Resumo: Abstract Epipompilus aztecus (Cresson, 1869) was registered in South America in 2010. The aim of this paper is to report the first record of E. aztecus in the Brazilian Pantanal. Two female individuals of E. aztecus were collected in the northern portion of the Brazilian Pantanal in Mato Grosso State during November 2015. This new record of E. aztecus represents a range extension for the species.

Resumo Epipompilus aztecus (Cresson, 1869) foi registrado para a América do Sul em 2010. O objetivo deste estudo é relatar o primeiro registro de E. aztecus para o Pantanal brasileiro. Duas fêmeas de E. aztecus foram coletadas na parte norte do Pantanal brasileiro no estado de Mato Grosso, em novembro de 2015. O novo registro de E. aztecus representa uma extensão da distribuição de ocorrência para esta espécie.
Descritores: Vespas/anatomia & histologia
Vespas/fisiologia
Distribuição Animal
-Brasil
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895093
Autor: Dagosta, Fernando C. P; Pinna, Mário de.
Título: Biogeography of Amazonian fishes: deconstructing river basins as biogeographic units
Fonte: Neotrop. ichthyol;15(3):e170034, 2017. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . CNPq; . CAPES.
Resumo: Biogeography of Amazonian fishes (2,500 species in vastly disjunct lineages) is complex and has so far been approached only partially. Here, we tackle the problem on the basis of the largest database yet on geographical distribution and phylogenetic relationships of Amazonian fishes, including all information available. Distributions of 4,095 species (both Amazonian and outgroups) and 84 phylogenetic hypotheses (comprising 549 phylogenetically-informative nodes) were compiled, qualified and plotted onto 46 areas (29 Amazonian and 17 non-Amazonian). The database was analyzed with PAE, CADE, BPA and BPA0, yielding largely congruent results and indicating that biogeographic signal is detectable on multiple dimensions of fish distribution, from single species ranges to cladistic congruence. Agreement is especially pronounced in deeper components, such as Trans-Andean, Cis-Andean, Western Amazon and Orinoco basins. Results show that all major Amazonian tributaries, as well as the Amazon basin itself, are non-monophyletic and constitute hybrid sets of heterogeneous biotic partitions. Amazonian drainages should not be assumed a priori as historically cohesive areas, contrary to widespread practice. Our hypothesis allows re-evaluation of broader issues in historical biogeography, such as the predictive power of biogeographic hypotheses, the vicariant/dispersal duality, the significance of widely distributed taxa, and the need for temporal dimension in biogeographic patterns.(AU)

A biogeografia dos peixes amazônicos (2.500 espécies de diferentes linhagens) é complexa e até agora foi abordada apenas parcialmente. Aqui abordamos o problema com base no maior banco de dados já feito sobre a distribuição geográfica e as relações filogenéticas dos peixes amazônicos, incluindo todas as informações disponíveis. A distribuição de 4.095 espécies (tanto amazônicas como de grupos-externos) e 84 hipóteses filogenéticas (que incluíam 549 nós filogeneticamente informativos) foram compiladas e qualificadas em 46 áreas (29 amazônicas e 17 não-amazônicas). O banco de dados foi analisado a partir das metodologias PAE, CADE, BPA e BPA0, resultando em topologias amplamente congruentes e indicando que o sinal biogeográfico é detectável em múltiplas dimensões, desde a simples distribuição de peixes até em congruência cladística. A concordância topológica é especialmente pronunciada em componentes mais profundos, como as bacias Trans-Andina, Cis-Andina, Amazonas Ocidental e Orinoco. Os resultados demonstram que todos os principais afluentes amazônicos, bem como a própria bacia amazônica, não são monofiléticos e constituem conjuntos híbridos formados a partir de parcelas bióticas heterogêneas. As drenagens amazônicas não devem ser consideradas a priori como áreas historicamente coesas, contrariamente à prática generalizada. Nossa hipótese permite a reavaliação de questões mais amplas na biogeografia histórica, como o poder preditivo de hipóteses biogeográficas, a dualidade vicariante/dispersão, significância de táxons amplamente distribuídos e a necessidade da dimensão temporal em padrões biogeográficos.(AU)
Descritores: Bacias Hidrográficas/análise
Biogeografia
Peixes/anatomia & histologia
-Distribuição Animal
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-979856
Autor: Silveira, Adriano Lima; Souza, Maria Nelman Antunes de.
Título: Ocorrência sinantrópica da aranha-marrom Loxosceles laeta (Araneae, Sicariidae) em áreas serranas no Estado de Minas Gerais, Brasil, e notas sobre loxoscelismo / Synanthropic occurrence of the brown-spider Loxosceles laeta (Araneae, Sicariidae) in mountainous areas of Minas Gerais State, Brazil, with notes on loxoscelism
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;27:[1-7], jan.-dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Dentre as aranhas-marrons, Loxosceles laeta é responsável por casos de loxoscelismo de maior gravidade, com maior taxa de letalidade. A espécie é invasora, sinantrópica e encontra-se amplamente disseminada, incluindo alguns estados brasileiros. Objetivos: São apresentados novos registros geográficos de L. laeta em Minas Gerais e dados epidemiológicos de loxoscelismo. Metodologia: Os registros foram obtidos com amostragens faunísticas e análise de coleção científica e foi consultado o banco de dados epidemiológicos do Sinan Net. Resultados e Discussão: Loxosceles laeta foi registrada na região do Quadrilátero Ferrífero (extremo sul da Serra do Espinhaço), nos municípios de Ouro Preto e Belo Horizonte (registro prévio em literatura); e na Serra da Mantiqueira (incluindo seu extremo noroeste e o sul do estado), nos municípios de Barbacena, Carandaí e Jacutinga. Em todas as coletas as aranhas estavam no intradomicílio e as localidades de registro compartilham características ambientais, especialmente elevadas altitudes (acima de 1.000 m). Loxosceles laeta é apontada como espécie de elevada importância médica nas serras do Quadrilátero e da Mantiqueira. Acerca da epidemiologia dos acidentes, ao longo de nove anos foram notificados 446 casos de loxoscelismo nos cinco municípios de ocorrência de L. laeta, incluindo um óbito em Jacutinga e outro nas proximidades de Barbacena. É possível que ao menos parte desses caso tenha sido causada por L. laeta, especialmente os óbitos. Conclusão: Conclui-se que L. laeta foi introduzida e encontra-se estabelecida em regiões serranas do sudeste e sul de Minas Gerais, onde há risco de graves casos de loxoscelismo. (AU)

Introduction: Among brown spiders, Loxosceles laeta is responsible for the most severe cases of loxoscelism and the highest lethality rate. The species is invasive, synanthropic and widely disseminated, including occurrences in some Brazilian states. Objectives: We present new geographical records of L. laeta for the state of Minas Gerais, and epidemiological data on cases of loxoscelism. Methods: The records were obtained from faunistic sampling and analysis of scientific collections, while epidemiological data were acquired from consulting the Sinan Net database. Results and Discussion: Loxosceles laeta was recorded in the Iron Quadrangle, municipalities of Ouro Preto and Belo Horizonte; and the Mantiqueira Mountain Range (including its extreme northwest, and southern extensions of the State), municpalities of Barbacena, Carandaí and Jacutinga. In all cases the spiders were inside houses, and the recorded localities shared a set of environmental characteristics, especially being at high elevations (over 1,000 m). Loxosceles laeta is considered to be a species of high medical importance in the Iron Quadrangle and Mantiqueira mountains. Over a period of nine years, 446 cases of loxoscelism were reported from the five municipalities where L. laeta occurs, including a death in Jacutinga and another in the vicinity of Barbacena. It is possible that at least some of these cases were caused by L. laeta, but particularly the deaths. Conclusion: We conclude that L. laeta was introduced to the mountainous regions of southeastern and southern Minas Gerais, where it has become established and now poses a is a risk of severe cases of loxoscelism. (AU)
Descritores: Aranhas
Epidemiologia
Aranha Marrom Reclusa
-Zoologia
Brasil
Distribuição Animal
Limites: Animais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  4 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1006698
Autor: Mazzardo, Tatiana; Barreto, Marliton Rocha; Pezzini, Leonir Antunes; Sedano, Alisson Diego Bassoli; Burckhardt, Daniel; Queiroz, Dalva Luiz de.
Título: Registro de Isogonoceraia divergipennis White & Hodkinson associado a Poincianella pluviosa (Fabaceae) em Mato Grosso, Brasil / Record of Isogonoceraia divergipennis White & Hodkinson associated with Poincianella pluviosa (Fabaceae) from Mato Grosso, Brazil
Fonte: Arq. Inst. Biol;83:e0642014, 2016. ilus, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: A ocorrência de Isogonoceraia divergipennis (Hemiptera: Psyllidae) foi constatada no estado de Mato Grosso, associada a Poincianella pluviosa (Fabaceae). Até o momento a distribuição da I. divergipennis estava restrita aos estados da Bahia, Minas Gerais, Paraná e São Paulo e esse resultado amplia a área de distribuição do inseto para a região centro-oeste do Brasil. O material de estudo foi obtido em Sorriso, Mato Grosso (S12º32'42,78'', W55º43'32,10") e as coletas foram realizadas no período de setembro de 2013 a maio de 2014.(AU)

Isogonoceraia divergipennis (Hemiptera: Psyllidae) associated with Poincianella pluviosa (Fabaceae) was recorded in the state of Mato Grosso, Brazil, for the first time. Previously, I. divergipennis was known only in the states of Bahia, Minas Gerais, Paraná and São Paulo. Our results extend the known area of distribution of the insect to central-western Brazil. The studied material was from Sorriso, Mato Grosso (S12º32'42.78'', W55º43'32.10"), collected from September 2013 to May 2014.(AU)
Descritores: Distribuição Animal
Hemípteros
Fabaceae
-Insetos
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  5 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: lil-769453
Autor: Marquetti Fernández, María del Carmen; Pérez Castillo, Magalys; Mendizábal Alcalá, María Elena; Peraza Cuesta, Iris; Eulalio, Roberto; Torriente, Molina; Leyva Silva, Maureen.
Título: Relación inter específica de Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) con especies de culícidos en La Habana, Cuba / Interspecific relationship between Aedes albopictus (Diptera: Culicidae) and Culicidae species in Havana, Cuba
Fonte: Rev. cuba. med. trop;67(2):279-292, mayo.-ago. 2015. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: INTRODUCCIÓN: Aedes aegypti y Aedes albopictus vectores reconocidos de dengue son consideradas especies invasivas que están ampliamente distribuidas en zonas tropicales y parte de regiones templadas del planeta. OBJETIVOS: determinar la relación inter específica de Ae. albopictus con las comunidades de mosquitos de la provincia de La Habana en dos períodos de tiempo, 1995 -1999 y 2010-2012. MÉTODOS: se utilizaron los registros anuales de las muestras larvarias de mosquitos del laboratorio de Entomología de la provincia La Habana que forma parte del Programa Nacional de Control de Ae. aegypti. RESULTADOS: se determinó una coexistencia entre Ae. albopictus y Ae. aegypti al igual que con Culex quinquefasciatus favorecido en el caso de la primera por la fuerte presión con insecticida a que esta sujeta Ae. aegypti durante todo el año y con la segunda por la tolerancia fisiológica a los insecticidas que posee y ser considerada una especie oportunista, mientras que fue evidente el desplazamiento de Aedes mediovittatus por Ae. albopictus en los sitios de cría. CONCLUSIONES: se espera que continúe la coexistencia entre Ae. albopictus y Ae. aegypti en la provincia La Habana debido al ciclo estacional lluvia-seca presente en Cuba, la disponibilidad de criaderos existente producto de deficiencias en el saneamiento ambiental y problemas en el abasto de agua además del control permanente sobre Ae. aegypti que influye solo parcialmente en las poblaciones de Ae. albopictus.

INTRODUCTION: Aedes aegypti and Aedes albopictus recognized dengue vectors are considered invasive species that are widely distributed in tropical and temperate regions of the planet. The current distribution of the two Aedesmosquitoes overlap and are affected by interspecific larval competition in their container habitats. OBJECTIVE: to determine the interspecific relationship of Ae. albopictus with mosquitoes communities in Havana province in Cuba in two time periods , 1995 -1999 and 2010-2012. METHODS: annual records of mosquito larval samples from Entomology Laboratory Havana province were used for this study. RESULTS: coexistence between Ae. albopictus and Ae. aegypti as well as with Culex quinquefasciatus was demonstrated favored in the case of the first by strong insecticide pressure is subject Ae. aegypti throughout the year and the second by be considered an opportunistic species and the physiological tolerance to insecticides reported for it, whereas replacement of Ae. mediovittatus by Ae. albopictus was observed. CONCLUSIONS: our study demonstrated the coexistence between Ae. albopictus and Ae. aegypti in Havana province favored by the rainy - dry seasonal cycle present in Cuba , the availability of existing breeding sites product sanitation deficiencies and problems in the water supply, in addition to the permanent control of Ae. aegypti that only influencing populations of Ae. albopictus partially.
Descritores: Aedes/microbiologia
Dípteros
Distribuição Animal
Inseticidas
-Controle de Vetores
Cuba
Culicidae
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  6 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911833
Autor: Nemésio, André(edt).
Título: First record of Exaerete lepeletieri Oliveira & Nemésio (Hymenoptera: apidae: Euglossina) in Venezuela and comments on the distribution of Eufriesea laniventris (Ducke) in the Amazon / Primeiro registro de Exaerete lepeletieri Oliveira & Nemésio (hymenoptera: apidae: euglossina) na venezuela e comentários sobre a distribuição de eufriesea laniventris (ducke) na Amazônia
Fonte: Biosci. j. (Online);27(3):505-509, may./jun. 2011.
Idioma: en.
Resumo: Exaerete lepeletieri Oliveira & Nemésio, 2003 (Hymenoptera: Apidae: Euglossina), a cleptoparasitic bee recently described from the Brazilian Amazon, is here recorded for the first time outside Brazil, through a specimen collected in Mérida Province, Venezuela. On the other hand, Eufriesea laniventris (Ducke, 1902) was recently reported to be collected for the first time in the state of Amazonas but this species had already been recorded in the literature for this state almost two decades before. This older record is here reported, as well as a discussion on the role of geographic "first records" or "range extensions" of organisms.

Exaerete lepeletieri Oliveira & Nemésio, 2003 (Hymenoptera: Apidae: Euglossina), espécie de abelha cleptoparasita recentemente descrita da região da Amazônia brasileira, é registrada pela primeira vez fora do Brasil, através de um registro de um espécime coletado na Província de Mérida, Venezuela. Por outro lado, Eufriesea laniventris (Ducke, 1902) foi recentemente registrada pela primeira vez no estado do Amazonas, mas essa espécie já tinha sido registrada para esse estado mais de duas décadas antes. Esse antigo registro é aqui apresentado, assim como uma discussão do papel dos "primeiros registros geográficos" ou "extensões na área de distribuição" dos organismos.
Descritores: Distribuição Animal
Abelhas
Himenópteros
Insetos
Características de Residência
Responsável: BR396.4


  7 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911755
Autor: Mehanna, Mahmoud; Penha, Jerry.
Título: Fatores abióticos que afetam a distribuição do gênero Astyanax Baird & Girard, 1854 em riachos de cabeceiras de Chapada dos Guimarães, bacia do rio Cuiabá, Mato Grosso / Abiotic factor affect the distribution of the genus Astyanax baird & Girard, 1854 in chapada dos guimarães headstreams, Cuiabá river basin, Mato Grosso
Fonte: Biosci. j. (Online);27(1):125-137, jan./fev. 2011. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Os principais fatores que influenciam a distribuição de uma espécie estão relacionados principalmente com a capacidade de dispersão, o comportamento, a presença de outras espécies e aos fatores físico­ químicos. Foram avaliados fatores ecológicos que afetam a distribuição do gênero Astyanax em riachos de cabeceira de Chapada dos Guimarães, bacia do Rio Cuiabá, Mato Grosso, Brasil. Foram amostrados 27 riachos de cabeceira de Chapada dos Guimarães, e os peixes foram coletados através do método de pesca elétrica, e os dados ambientais foram analisados pela Análise de Componentes Principais (PCA). Foram capturados 250 indivíduos pertencentes ao gênero Astyanax, sendo 95 A. asuncionensis, 62 A. abramis, 36 A. lineatus e 57 indivíduos identificados como A. scabripinnis (Jenyns, 1842) sensu Eigenmann, 1927. Em relação as características ambientais, as variações obtidas permitiram a formação de dois eixos da PCA explanaram 53,114 % da variância das sete variáveis analisadas. O Eixo 1, Componente Principal 1, explicou 31,147 % e o Eixo 2, Componente Principal 2, explicou 21,967 % da variação dos dados ambientais.A formação do eixo 1 foi influenciada positivamente pela profundidade e negativamente pela condutividade e pH. A formação do eixo 2 foi influenciada positivamente pela turbidez e negativamente pelo Oxigênio dissolvido. A ordenação das espécies ao longo dos eixos formados corroborou para a compreensão da distribuição dos espécimes.

The main factors that influence the species distribution are related mainly with the dispersion capacity, behavior, presence of other species and to the factors physicist-chemistries. Had been evaluated ecological factors that affect the distribution of the genus Astyanax in Chapada dos Guimarães headstreams, Cuiabá River basin, Mato Grosso, Brazil. Samples in 27 streams had been made in Chapada dos Guimarães, and the fish had been collected through the method of electric fish, and the ambient data had been analyzed with one technique of called ordinance of Principal Components Analysis (PCA). 250 individuals had been collect, being 95 A. asuncionensis, 62 A. abramis, 36 A. lineatus and 57 individuals had been captured identified like A. scabripinnis (Jenyns, 1842) sensu Eigenmann, 1927. In relation the ambient characteristics, the variables gotten allowed two axes of the PCA, who explain 53,114 % of the variance of the seven variables analyzed. Axle 1, Main Component 1, explained 31,147 % and Axle 2, Main Component 2, explained 21,967 % of the variation of the ambient data. The formation of axle 1 was influenced positively by the depth and negative by the conductivity and pH. The formation of axle 2 was influenced positively by the Turbidity and negative to the Dissolved Oxygen. The ordinance of the species throughout for the axes corroborated for the understanding of the distribution of specimens
Descritores: Fatores Abióticos
Distribuição Animal
Peixes
Fatores Físicos e Químicos
Responsável: BR396.4


  8 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-909896
Autor: Godoy, Rodrigo Espíndola.
Título: Taxonomia integrativa de espécies, com fêmeas morfologicamente similares, do gênero Psychodopygus (Diptera, Psychodidae), Série Chagasi, registradas no Brasil / Integrative taxonomy of morphologically indistinguishable species of the genus Psychodopygus (Diptera, Psychodidae), Chagasi series, registered in Brazil.
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 201 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução. A identificação dos flebotomíneos baseia-se principalmente na morfologia do adulto, o que pode ser problemático quando as espécies são morfologicamente muito semelhantes. Psychodopygus é um gênero de flebotomíneos de grande interesse em saúde pública devido ao papel de algumas espécies na veiculação de Leishmania spp. no Brasil. No entanto, este gênero inclui espécies com fêmeas morfologicamente indistinguíveis que pertencem à Série Chagasi, sendo elas: P. chagasi, P. complexus, P. squamiventris maripaensis, P. squamiventris squamiventris e P. wellcomei. Objetivos. Investigar a possibilidade de distinguir essas espécies por meio de análises morfométrica e molecular, além de produzir uma distribuição geográfica atualizada para o grupo analisando a probabilidade de ocorrência das espécies através da análise de modelagem de nicho ecológico. Material e Métodos. Foi realizada a análise discriminante na morfometria geométrica (cabeça e asa) e linear, morfologia (usando microscopia óptica e eletrônica de varredura) e a análise do citocromo c oxidase subunidade 1 (COI), avaliando-se um total de 752 espécimes (460 fêmeas e 292 machos) dos seguintes estados Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Mapas de distribuição foram produzidos através de dados obtidos do material analisado e de revisão bibliográfica. Resultados. A análise discriminante usando caracteres morfométricos lineares mostrou-se capaz de diferenciar todas as espécies, exceto P. complexus, que apresentou 2,2% de erro de identificação. A morfometria geométrica das asas foi incapaz de separar completamente as espécies através da conformação, mas o tamanho do centróide dos espécimes fêmeas falhou apenas em distinguir P. complexus de P. s. maripaensis. Por outro lado, a morfometria geométrica das cabeças foi capaz de distinguir todas as espécies com grande eficiência ao usar tanto a forma como o tamanho do centróide. A análise morfológica revelou que a coloração torácica, principalmente do pronoto e do pós-noto, pode ser usada para separar as cinco espécies em três grupos: P. chagasi, P. wellcomei / P. complexus e P. s. mariapaensis / P. s. squamiventris. Os resultados da análise de DNA Barcoding, mostraram um agrupamento semelhante ao observado na morfologia; embora os espécimes de P. wellcomei do estado do Ceará mostrem uma grande distância genética da população do estado do Pará, evidenciando que essa espécie possa representar um complexo. Quanto à microscopia eletrônica de varredura, foram avaliadas detalhadamente as estruturas das antenas, tórax e genitália masculina. Salientamos que no anepímero (tórax) foi observada uma escama tipo \"raquete\" modificada apenas em Psychodopygus s. squamiventris. A revisão da distribuição geográfica mostrou que as espécies possuem uma distribuição cis-andina, ocorrendo principalmente no bioma Amazônico. A nítida separação de algumas espécies pelo rio Amazonas, sugere que o surgimento do grupo ocorreu no período que se estende da orogênese dos Andes até a formação deste rio. Conclusões. O estudo possibilitou diferenciar completamente as fêmeas das cinco espécies da Série Chagasi utilizando o conjunto de dados obtidos por morfometria linear e geométrica e análises morfológicas e também apresentar novos caracteres morfológicos e padrões distribucionais que facilitarão a identificação de machos e fêmeas dessas espécies

Introduction. The identification of sand flies is mainly based on adult morphology, which can be problematic when species are morphologically very similar. Psychodopygus is one of the sand fly genera of great interest in public health, due to the role of some species in the transmission of Leishmania spp. in Brazil. However, this genus includes species with morphologically indistinguishable females that belong to the Chagasi series, which includes: P. chagasi, P. complexus, P. squamiventris maripaensis, P. squamiventris squamiventris and P. wellcomei. Objectives. To investigate the possibility of distinguishing among these species by means of morphometric and molecular analyses in addition to producing an updated geographical distribution for the group, analyzing the probability of the occurrence of the species by the analysis of ecological niche modeling. Material and methods. The analyses of the cytochrome c oxidase subunit 1 (COI), geometrical (head and wing) and of linear morphometry and morphology (using optical microscopy and scanning electron microscopy) were carried out using a total of 752 specimens (460 females and 292 males) from the following states: Amapá, Amazonas, Ceará, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. Distribution maps were produced on the basis of data obtained from the material analyzed and a bibliographical review. Results. The discriminant analysis using linear morphometric characters was able to differentiate among all the species, except for P. complexus, which presented a 2.2% error of identification. The geometric morphometry of the wings was unable to completely separate the species by means of the shape analyses, but the centroid size of the female specimens only failed to distinguish P. complexus from P. s. maripaensis. Otherwise, the geometric morphometry of the heads was sufficient to distinguish all the species with great efficiency, when using both the head-shape and the centroid size. The morphological analysis revealed that the thoracic coloration, mainly of the pronotum and the post-notum, can be used to separate the five species into three groups: P. chagasi, P. wellcomei / P. complexus, P. s. mariapaensis / P. s. squamiventris. The results of the Barcoding DNA analyses showed a cluster similar to that observed in the morphology; however, P. wellcomei specimens from the Ceará population showed a great genetic distance from the population of Pará, evidencing that this species may represent a complex. As for the scanning electron microscopy, the structures of the antennae, thorax and male genitalia were evaluated in detail. In the anepimerum (thorax) a modified \"racket\"-type scale was observed only in Psychodopygus s. squamiventris. The review of the geographical distribution showed that the species have a cis-Andean distribution, occurring mainly in the Amazonian biome. The separation of some species from the others by the Amazon river suggests that the appearance of the Chagasi series occurred in the period from the orogenesis of the Andes to the formation of this river. Conclusions. The results clearly differentiate the females of the five species of the Chagasi series using the data set of linear and geometric morphometry and morphological analyses, providing new morphological and distributional data that will facilitate the identification of the males and females of this group
Descritores: Distribuição Animal
Citocromos c
Psychodidae/anatomia & histologia
Psychodidae/classificação
-Dípteros
Análise Discriminante
Vetores de Doenças
Pigmentação
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; DR1439; BR67.1; DR1439 revisada


  9 / 78 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895094
Autor: Piana, Pitágoras A; Cardoso, Bárbara F; Dias, Joilson; Gomes, Luiz C; Agostinho, Angelo A; Miranda, Leandro E.
Título: Using long-term data to predict fish abundance: the case of Prochilodus lineatus (Characiformes, Prochilodontidae) in the intensely regulated upper Paraná River
Fonte: Neotrop. ichthyol;15(3):e160029, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Populations show spatial-temporal fluctuations in abundance, partly due to random processes and partly due to self-regulatory processes. We evaluated the effects of various external factors on the population numerical abundance of curimba Prochilodus lineatus in the upper Paraná River floodplain, Brazil, over a 19-year period. Panel data analysis was applied to examine the structure of temporal and spatial abundance while controlling auto-regressive processes and spatial non-homogeneity variances that often obscure relationships. As sources of population variation, we considered predation, competition, selected abiotic variables, construction of a dam upstream of the study area, water level and flood intensity during the spawning period. We found that biological interactions (predation and competition) were not significantly related to variations in curimba abundance; specific conductance was a space indicator of abundance, apparently linked to the biology of the species; intensity of floods determined inter-annual variation in abundances; Porto Primavera Dam negatively impacted the abundances at sites in the floodplain directly affected by discharges from the dam. Panel data analysis was a powerful tool that identified the need for intense flooding to maintain high abundances of curimba in the upper Paraná River. We believe our results apply to other species with similar life strategy.(AU)

As populações apresentam flutuações espaço-temporais em abundância devido a processos aleatórios e auto-regulatórios. Nesse trabalho avaliamos efeitos de vários fatores sobre a abundância da curimba, Prochilodus lineatus, em cinco ambientes da planície de inundação do alto rio Paraná, Brasil, durante 19 anos. A análise de dados em painel foi utilizada por examinar variações espaço-temporais na abundância considerando processos auto-regressivos e variâncias espacialmente heterogêneas, que por vezes dificultam a identificação das relações. Como fontes de variação na abundância da curimba foram consideradas: predação, competição, variáveis abióticas selecionadas, construção da barragem de Porto Primavera, nível da água do rio Paraná e intensidade de cheia no período reprodutivo. Foi identificado que predação e competição não foram significativamente associadas às abundâncias da curimba; condutividade específica foi indicadora espacial da abundância; intensidade das cheias foi determinante de variações interanuais na abundância; barragem de Porto Primavera influenciou, negativamente, a abundância em corpos d'água diretamente afetados. A análise de dados em painel mostrou ser uma poderosa ferramenta preditiva, que possibilitou identificar a necessidade de cheias intensas para manutenção de elevadas abundâncias de curimba no alto rio Paraná. Acreditamos que o mesmo seja válido espécies de peixes que apresentam estratégia de vida similar.(AU)
Descritores: Distribuição Animal
Caraciformes/crescimento & desenvolvimento
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 78 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-848703
Autor: Melo, Daniela de Carvalho; Ferreira, Alvino Pedrosa; Leal, Leandro Guedes Pereira dos Santos; Souza, Elivan Arantes de; Loures-Ribeiro, Alan; Sousa, Antônio Emanuel Barreto Alves de.
Título: Distribution of the Orange-winged Parrot Amazona amazonica (Linnaeus, 1766) (Aves, Psittacidae) in the coastal region of the State of Paraíba, Brazil / Distribuição do papagaio-do-mangue Amazona amazonica (Linnaeus, 1766) (Aves, Psittacidae) na região costeira do Estado da Paraíba, Brasil
Fonte: Acta sci., Biol. sci;36(3):307-312, jul.-set. 2014. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Fifty-six villages along the coast of the State of Paraíba, Brazil, were visited to determine and map the occurrence of Amazona amazonica (Linnaeus, 1766). Search was conducted with binoculars and the residents of each locality were interviewed using a questionnaire to obtain information about the occurrence and species´s biological data. Reports of recent and old occurrences, absence and feeding areas were registered. The food items mentioned were fruits, such as cashew, cashew nuts, palm oil, and agricultural products, such as corn. The reproductive period occurred between November and December. Breeding sites were mangrove areas and coconut trees, with nests being made in tree hollows. Questionnaires helped to elaborate a distribution map of the species, in which the actual distribution was based on visual records, whilst the potential distribution of the species was based on the questionnaire answers. Furthermore, they provided an overview of the biology of the species in agreement with that reported in the literature. Current data may be used in future studies on the conservation of the species in the State of Paraíba.

Cinquenta e seis localidades foram visitadas ao longo da região costeira da Paraíba visando conhecer a distribuição de papagaio-do-mangue (Linnaeus, 1766) nessa região do Estado. Foram realizadas buscas ativas com auxílio de binóculos e aplicado um questionário aos moradores de cada localidade com perguntas sobre a ocorrência e dados biológicos da espécie. Foram discriminados relatos de ocorrência recente, antiga, ausência e áreas de alimentação. Os itens alimentares citados foram frutas como caju, castanha do caju, dendê, e produtos agrícolas como o milho verde. A época reprodutiva foi descrita entre os meses de novembro e dezembro. Locais de reprodução foram áreas de manguezal e coqueirais, com os ninhos sendo feitos em ocos de árvores. Os questionários possibilitaram a elaboração de um mapa de distribuição da espécie, com a distribuição real sendo aquela baseada em registros visuais e a distribuição potencial da espécie aquela baseada nos relatos; assim como a formação de um panorama geral da biologia da espécie, estando estes de acordo com a literatura. Os dados obtidos neste trabalho podem servir de subsídio para futuros trabalhos conservacionistas com a espécie no Estado.
Descritores: Distribuição Animal
Conservação dos Recursos Naturais
Papagaios
Reprodução
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde