Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.145.488 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 641 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 65 ir para página                         

  1 / 641 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1139672
Autor: Laboratório de Investigação em ExercícioWerneck, André Oliveira; Laboratório de Investigação em ExercícioFernandes, Rômulo Araújo; Silva, Danilo Rodrigues.
Título: Economic crises, behavioral changes and hospitalization due to affective disorders in Brazil between 2003 and 2017: a nationwide cross-sectional study
Fonte: Säo Paulo med. j;138(2):167-170, Mar.-Apr. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: ABSTRACT Our aim was to analyze hospitalization due to affective disorders in Brazil from 2003 to 2017 and the possible association with economic indicators during crises. We used data on hospitalizations due to affective disorders within the Brazilian National Health System, obtained from DATASUS; data on health-related behavior (television-viewing and physical activity) from the VIGITEL database; and economic data from the World Bank database. We found that the numbers of hospitalizations increased one year after the 2009 crisis and one year after the 2016 crisis. Negative changes in health-related behavior also followed changes in the numbers of hospitalizations due to affective disorders.
Descritores: Comportamentos Relacionados com a Saúde
Transtornos do Humor/epidemiologia
Hospitalização/estatística & dados numéricos
-Brasil/epidemiologia
Estudos Transversais
Bases de Dados Factuais
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1291971
Autor: Quebradas-Jiménez, Sonia; Rodríguez-Torres, Estela.
Título: Análisis en el uso del condón femenino en estudiantes de una universidad privada de Cali-Colombia / Analysis of the use of the female condom in students of a private university in Cali, Colombia / Análise do uso do preservativo feminino em estudantes de uma universidade privada em Cali-Colômbia
Fonte: MedUNAB;24(2):183-192, 20210820.
Idioma: es.
Resumo: Introducción. El condón femenino es un método de barrera eficaz para prevenir las enfermedades de transmisión sexual y los embarazos, permite la mejora de la salud sexual y reproductiva de las mujeres y sus parejas. Presenta barreras al utilizarse en aspectos socioculturales, económicos, religiosos y psicológicos, los cuales pueden ser superados a través de la promoción y educación. El objetivo del presente artículo es analizar el uso del condón femenino en estudiantes universitarios de un programa de salud. Metodología. Estudio cuasiexperimental, con muestreo por conveniencia realizado en 82 estudiantes, organizados en un grupo de 74 mujeres y otro de 8 hombres, quienes utilizaron el condón femenino en sus relaciones sexuales durante un período de tres meses. Reconocieron las ventajas, desventajas, sensaciones y reacciones de la pareja. Resultados. Las ventajas establecidas por todos los hombres y el 70% de las mujeres es colocar el condón femenino antes de la relación sexual, del mismo modo, el 39.2% de las mujeres y el 37.2% de los hombres indican como ventaja poder usarlo hasta el final de la relación. Las desventajas identificadas comprenden que el 54.1% de las parejas de las mujeres no les gusta utilizarlo, al 40.5% de las mujeres les parece difícil su colocación, y al 33.8% le disminuye el placer sexual. En los hombres se identifican como desventajas la disminución del placer en la relación sexual, al 87.5% de sus parejas no le gusta utilizarlo, y el 62.5% de los hombres expresa dificultad para su colocación. Discusión. El uso del condón femenino está limitado por las condiciones de acceso y disponibilidad. El procedimiento de inserción del dispositivo en las mujeres requiere entrenamiento previo e información específica para su uso. Conclusión. La utilización del condón femenino es una alternativa viable para tener sexo seguro, los hombres presentan mayor rechazo al verse afectado el placer sexual.

Introduction. The female condom is an effective barrier method to prevent sexually transmitted diseases and pregnancy; it allows the improvement of the sexual and reproductive health of women and their partners. Using it presents barriers in sociocultural, economic, religious and psychological aspects, which can be overcome through promotion and education. The objective of this article is to analyze the use of the female condom in university students of a health program. Methodology. Quasi-experimental study, with convenience sampling carried out in 82 students, organized in a group of 74 women, and another of 8 men, who used the female condom in their sexual intercourse during a period of three months. They recognized the advantages, disadvantages, feelings and reactions of the partner. Results. The advantages established by all men and 70% of women is to place the female condom before sexual intercourse; in the same way, 39.2% of women and 37.2% of men indicate as an advantage the possibility to use it until the end of the intercourse. The identified disadvantages include that 54.1% of women's partners do not like to use it, 40.5% of women find it difficult to insert, and for 33.8% of them, it decreases sexual pleasure. In men, the disadvantages identified were the decrease in pleasure in sexual intercourse, 87.5% of their partners do not like to use it, and 62.5% of men express difficulty in inserting it. Discussion. The use of the female condom is limited by the conditions of access and availability. The procedure for inserting the device in women requires prior training and specific information for its use. Conclusion. The use of the female condom is a viable alternative to have safe sex. Men show greater rejection when sexual pleasure is affected.

Introdução. O preservativo feminino é um método de barreira eficaz na prevenção de doenças sexualmente transmissíveis e gravidez, melhorando a saúde sexual e reprodutiva da mulher e dos seus parceiros. Apresenta limitações no seu uso com relação a aspectos socioculturais, econômicos, religiosos e psicológicos, que podem ser superadas por meio de promoção e educação. O objetivo deste artigo é analisar o uso do preservativo feminino em estudantes de universidade de um programa de saúde. Metodologia. Estudo quase experimental, com amostragem por conveniência realizada em 82 estudantes, organizados em um grupo de 74 mulheres e outro de 8 homens, que usaram o preservativo feminino nas suas relações sexuais durante um período de três meses. Eles reconheceram as vantagens, desvantagens, sensações e reações do casal. Resultados. As vantagens estabelecidas por todos os homens e 70% das mulheres é colocar o preservativo feminino antes da relação sexual, da mesma forma, 39.2% das mulheres e 37.2% dos homens apontam como vantagem poder usá-lo até o fim da relação sexual. As desvantagens identificadas incluem que 54.1% dos parceiros das mulheres não gostam de usá-lo, 40.5% das mulheres têm dificuldade em colocá-lo e 33.8% acham que diminui o prazer sexual. Nos homens, identificam-se como desvantagens diminuição do prazer na relação sexual, 87.5% das parceiras não gostam de usá-lo e 62.5% dos homens expressam dificuldade em colocá-lo. Discussão. O uso do preservativo feminino é limitado pelas condições de acesso e disponibilidade. O procedimento de inserção do dispositivo em mulheres requer treinamento prévio e informações específicas para seu uso. Conclusão. O uso do preservativo feminino é uma alternativa viável para a prática de sexo seguro, os homens apresentam maior rejeição quando o prazer sexual é afetado.
Descritores: Dispositivos Anticoncepcionais
-Comportamentos Relacionados com a Saúde
Sexo Seguro
Método de Barreira Anticoncepção
Saúde Sexual
Responsável: CO179.1 - Biblioteca


  3 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287541
Autor: Batista, Adriana Maria Figuerêdo; Ribeiro, Rita de Cássia Lisboa; Barbosa, Kiriaque Barra Ferreira; Fagundes, Andhressa Araújo.
Título: Condições de trabalho de caminhoneiros: percepções sobre a saúde e autocuidado / Health perception and relationship with work activities among truck drivers
Fonte: Physis (Rio J.);31(2):e310206, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Os caminhoneiros estão expostos a situações nocivas à saúde o que favorece a elevada prevalência de morbimortalidade. Buscou-se conhecer a percepção de saúde e sua relação com as condições de trabalho entre caminhoneiros do estado de Sergipe, Brasil. Pesquisa qualitativa, com entrevistas semiestruturadas de 15 caminhoneiros e roteiro constando duas questões norteadoras: a primeira avaliando a sua saúde atribuindo notas de 0 a 10 e a segunda sobre a sua opinião a respeito da relação do seu próprio estado de saúde com a profissão. Na análise do conteúdo emergiram três categorias: autopercepção da saúde, determinantes de risco laboral e cuidados com a saúde. A autopercepção da saúde obteve notas 7,5±1,4, revelando percepção da saúde limitada a ausência de doença, resignados com a vulnerabilidade associada à rotina laboral extenuante. O entendimento sobre a relação entre saúde e trabalho mostrou-se associado aos determinantes do risco laboral, embora percebessem sua influência na saúde, mostraram-se pouco estimulados quanto ao autocuidado e apontaram como incompatível às rotinas laborais. Conhecer a percepção dos caminhoneiros sobre suas condições de trabalho possibilita o enfrentamento da vulnerabilidade da saúde laboral, viabilizando levantar discussões sobre a necessidade de reformulação e cumprimento das políticas trabalhistas com intuito de reduzir os impactos ocupacionais.

Abstract Truck drivers are exposed to harmful health situations, favoring the high prevalence of morbidity and mortality. We sought to know the perception of health and its relationship with working conditions among truckdrivers in the state of Sergipe, Brazil. Qualitative research, with semi-structured interviews of 15 truck drivers and script consisting of two main questions: the first evaluating their health assigning scores from 0 to 10 (0 as unhealthy and 10 totally healthy); and the second about his opinion about the relationship of his own state of health with the profession. In the content analysis, three categories emerged: self-perceived health, determinants of labor risk and health care. Self-perceived health obtained scores of 7.5±1,4, revealing a perception of health limited to the absence of disease, resigned to the vulnerability associated with strenuous work routine. The understanding of the relationship between health and work was associated with the determinants of occupational risk, although they perceived its influence on health, they were little stimulated in terms of self-care and pointed out as incompatible with work routines. Knowing the perception of truck drivers about their working conditions enables them to face the vulnerability of occupational health, making it possible to raise discussions about the need to reformulate and comply with labor policies in order to reduce occupational impacts.
Descritores: Percepção
Autocuidado
Condições de Trabalho
Riscos Ocupacionais
Saúde do Trabalhador
Vulnerabilidade em Saúde
-Autoimagem
Brasil
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Saúde do Homem
Limites: Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  4 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1287545
Autor: Affonso, Márcio Vinicius de Gouveia; Pereira, Camilo Eduardo Almeida; Silva, Wellington Barros da; Silva, Marcos Valério Santos da.
Título: O papel dos Determinantes Sociais da Saúde e da Atenção Primária à Saúde no controle da COVID-19 em Belém, Pará / The role of Social Determinants of Health and Primary Health Care in controlling COVID-19 in Belém
Fonte: Physis (Rio J.);31(2):e310207, 2021. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Esse estudo tem como objetivo refletir sobre os Determinantes Sociais da Saúde na cidade de Belém (PA) e a atuação da Atenção Primária à Saúde no enfrentamento à pandemia de COVID-19. A partir da utilização de dados secundários e da caracterização do município, foi possível refletir sobre os aspectos de habitação, saneamento básico e renda da população na distribuição dos casos de COVID-19 na cidade. Evidenciou-se que as desigualdades sociais entre os Distritos Administrativos são preponderantes, todavia não houve a elaboração de um plano de ação que considerasse os impactos de COVID-19 nas populações em vulnerabilidade social. Ao investigar o papel da Atenção Primária à Saúde no controle da pandemia, percebe-se que a baixa cobertura da Estratégia Saúde da Família aliada às ações desarticuladas entre município e estado podem ter contribuído para o agravamento epidemiológico da COVID-19 em Belém. O plano de contingência não conseguiu implementar políticas contundentes para o controle da doença, focando na medicalização e nas ações hospitalocêntricas para os casos graves, enquanto as unidades de saúde foram subutilizadas, faltando estabelecer um fluxo coordenado de cuidados para os pacientes com a COVID-19, uma doença fortemente atrelada às iniquidades sociais.

Abstract This study aims to reflect on the Social Determinants of Health in the city of Belém (PA) and the performance of Primary Health Care in coping with the COVID-19 pandemic. From the use of secondary data and the characterization of the municipality, it was possible to reflect on the aspects of housing, basic sanitation and income of the population in the distribution of COVID-19 cases in the city. It was evidenced that social inequalities between Administrative Districts are predominant, however there was no elaboration of an action plan that considered the impacts of COVID-19 on populations in social vulnerability. When investigating the role of Primary Health Care in pandemic control, it is perceived that the low coverage of the Family Health Strategy combined with the disjointed actions between municipality and state may have contributed to the epidemiological worsening of COVID-19 in Belém. The contingency plan failed to implement forceful policies for the control of the disease, focusing on medicalization and hospital-centered actions for severe cases, while health units were underutilized, lacking to establish a coordinated flow of care for patients with COVID-19, a disease strongly linked to social inequities.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Fatores Socioeconômicos
Vulnerabilidade Social
Determinantes Sociais da Saúde
COVID-19/prevenção & controle
COVID-19/epidemiologia
-Brasil
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Estratégia Saúde da Família
Disparidades nos Níveis de Saúde
Vulnerabilidade em Saúde
Política de Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  5 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1291363
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Oficina General de Gestión de Recursos Humanos.
Título: Programa: 1, 2, 3 fuera estrés / Program: 1, 2, 3 out of stress.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Oficina General de Gestión de Recursos Humanos; Abr. 2017. 20 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe las actividades que buscan el bienestar del colaborador así como el mejoramiento en su productividad y eficiencia. Las actividades a desarrollarse comprenden la atención en pausa activa o gimnasia laboral, fisioterapia y ergonomía (Campañas médicas) que responden a acciones dirigidas a buscar la comodidad y eficiencia en el campo laboral, promoción de la salud y prevención de las enfermedades. La iniciativa también contempla la realización de programas sociales, celebraciones festivas y recreativas, además de talleres psicológicas y de integración, gimnasia laboral, entre otros
Descritores: Educação Física e Treinamento
Exercício Físico
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Educação em Saúde
Participação da Comunidade
Promoção da Saúde
Atividade Motora
Tipo de Publ: Guia
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  6 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1291349
Autor: Silva, Jorge Luiz Lima da; Souza, Lorrany Viana de; Abreu, Larissa Murta; Mota, Cristina Portela da; Messias, Cláudia Maria; Monnerat, Mayara Souza.
Título: Qualidade de vida e bem-estar de trabalhadores de colégio universitário / Quality of life and well-being of college university workers / Calidad de vida y bienestar de trabajadores universitarios
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);13:1349-1353, jan.-dez. 2021.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: Conhecer fatores relacionados à qualidade de vida e saúde de trabalhadores de um colégio universitário. Métodos: pesquisa quantitativa, realizada por meio de inquérito epidemiológico, utilizando-se questionário autoaplicado e dados clínicos. Resultados: participaram da pesquisa 106 trabalhadores, 74,5% do sexo feminino, com média de idade de 38 anos (DP±12,4), onde 92,5% relataram não fumar e 58,5% não beber álcool; 50,9% afirmou ser sedentário. Os dados clínicos demonstraram que 44,9% apresentaram pressão alterada e 11,3% glicemia elevada. Na análise dos quadrantes de exposição ao estresse, o trabalho ativo alocou maior número de profissionais (50%) e a suspeição de transtorno mental comum entre os trabalhadores foi de 22,6%. Na análise bivariada, observou-se associação entre ser solteiro e trabalho ativo (p=0,040). Conclusão: observa-se que há predominância de grau mediano de estresse no trabalho e hábitos de vida pouco saudáveis. Sabe-se que esses achados contribuem para maior ocorrência de problemas de saúde

Objetivo: Conocer factores relacionados con calidad de vida y salud de trabajadores en un colegio universitario. Métodos: investigación cuantitativa, realizada mediante encuesta epidemiológica, utilizando cuestionario autoadministrado y datos clínicos. Resultados: 106 trabajadores participaron de la investigación, 74.5% mujeres, con edad media de 38 años (SD ± 12.4), donde 92.5% informaron no fumar y 58.5% no tomar alcohol; El 50,9% dijo que eran sedentarios. Los datos clínicos mostraron que el 44,9% tenía presión arterial anormal y el 11,3% de glucosa en sangre alta. En el análisis de los cuadrantes de exposición al estrés, el trabajo activo asignó un mayor número de profesionales (50%) y la sospecha de trastorno mental común entre los trabajadores fue del 22,6%. En el análisis bivariado, se observó asociación entre trabajo individual y trabajo activo (p = 0.040). Conclusión: se observa que hay un predominio del grado medio de estrés en trabajo y hábitos de vida poco saludables. Se sabe que estos hallazgos contribuyen a una mayor ocurrencia de problemas de salud

Objective:To know factors related to the quality of life and health of workers at a university college. Methods: quantitative research, carried out by means of an epidemiological survey, using a self-administered questionnaire and clinical data. Results: 106 workers participated in the research, 74.5% female, with a mean age of 38 years (SD ± 12.4), where 92.5% reported not smoking and 58.5% not drinking alcohol; 50.9% said they were sedentary. Clinical data showed that 44.9% had abnormal blood pressure and 11.3% high blood glucose. In the analysis of the stress exposure quadrants, active work allocated a greater number of professionals (50%) and the suspicion of common mental disorder among workers was 22.6%. In the bivariate analysis, an association was observed between being single and active work (p = 0.040). Conclusion: it is observed that there is a predominance of median degree of stress at work and unhealthy lifestyle habits. It is known that these findings contribute to a greater occurrence of health problems
Descritores: Qualidade de Vida
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Saúde do Trabalhador/estatística & dados numéricos
Pessoal de Educação/estatística & dados numéricos
Estresse Ocupacional
-Instituições Acadêmicas/estatística & dados numéricos
Condições de Trabalho
Inquéritos Epidemiológicos
Estilo de Vida
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  7 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056054
Autor: Gerage, Aline Mendes; Benedetti, Tânia Rosane Bertoldo; Cavalcante, Bruno Remígio; Farah, Breno Quintella; Ritti-Dias, Raphael Mendes.
Título: Efficacy of a behavior change program on cardiovascular parameters in patients with hypertension: a randomized controlled trial / Eficácia de um programa de mudança de comportamento sobre parâmetros cardiovasculares em pacientes com hipertensão arterial sistêmica: ensaio clínico controlado randomizado
Fonte: Einstein (Säo Paulo);18:eAO5227, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To investigate the efficacy of a behavior change program named Vida Ativa Melhorando a Saúde on cardiovascular parameters in hypertensive patients. Methods Ninety hypertensive patients aged over 40 years were randomly allocated to one of two groups: Vida Ativa Melhorando a Saúde or Control (n=45 respectively). Patients in the Vida Ativa Melhorando a Saúde group took part in a behavior change program aimed to encourage changes in physical activity levels and eating habits, according to the Social Cognitive Theory. The program consisted of 90-minute weekly group meetings conducted by a physical therapist and a dietitian. One chapter of the educational material (workbook) provided was discussed per meeting. Participants in the Control Group attended a single educative lecture on lifestyle changes. Brachial and central blood pressure, arterial stiffness and endothelial function parameters were measured pre- and post-intervention. Results Vida Ativa Melhorando a Saúde led to reduction of brachial (131.3±15.8mmHg to 125.1±17.3mmHg; p<0.01) and central (123.6±16.3mmHg to 119.0±20.6mmHg; p=0.02) systolic and brachial diastolic (123.6±16.3mmHg to 119.0±20.6mmHg; p<0.01) blood pressure values, and improvement of post-occlusive reactive hyperemia (from 5.7±2.5mL·100mL−1 to 6.5±2.1mL·100mL−1 tissue·min−1; p=0.04). No changes in body composition, heart rate and arterial stiffness parameters were detected in both groups (p>0.05). Conclusion Vida Ativa Melhorando a Saúde program improved blood pressure and microvascular reactivity in hypertensive patients. Trial registration: ClinicalTrials.gov: NCT02257268

RESUMO Objetivo Analisar a eficácia do programa de mudança de comportamento Vida Ativa Melhorando a Saúde sobre parâmetros cardiovasculares em pacientes hipertensos. Métodos Noventa pacientes hipertensos ≥40 anos foram aleatoriamente randomizados em dois grupos: Vida Ativa Melhorando a Saúde (n=45) e Controle (n=45). O Grupo Vida Ativa Melhorando a Saúde participou de um programa de mudança de comportamento que objetiva motivar mudanças na atividade física e nos hábitos alimentares, de acordo com a teoria sociocognitiva. O programa foi conduzido em grupos, durante 12 semanas consecutivas, em encontros semanais (~90 minutos), conduzidos por um profissional de edução física e um nutricionista. Um capítulo do material didático era discutido em cada um desses encontros. O Grupo Controle participou de uma única palestra educativa sobre mudanças de estilo de vida. Medidas de pressão arterial braquial e central, rigidez arterial, e de função endotelial foram realizadas nos momentos pré e pós-intervenção. Resultados O Grupo Vida Ativa Melhorando a Saúde reduziu a pressão arterial sistólica braquial (de 131,3±15,8mmHg a 125,1±17,3mmHg; p<0,01) e central (de 123,6±16,3mmHg a 119,0±20,6mmHg; p=0,02) e a pressão arterial diastólica braquial (123,6±16,3mmHg a 119,0±20,6mmHg; p<0,01) e apresentou melhora na hiperemia reativa pós-oclusão (de 5,7±2,5mL·100mL−1a 6,5±2,1mL·100mL−1tecido·min−1; p=0,04). Não houve modificação na composição corporal, na frequência cardíaca e nem nos parâmetros de rigidez arterial em ambos os grupos (p>0,05). Conclusão O Programa Vida Ativa Melhorando a Saúde melhorou a pressão arterial e a reatividade microvascular em pacientes hipertensos. Registro do estudo: ClinicalTrials.gov: NCT02257268
Descritores: Comportamentos Relacionados com a Saúde/fisiologia
Hipertensão/fisiopatologia
-Pressão Sanguínea/fisiologia
Composição Corporal
Exercício Físico/fisiologia
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Resultado do Tratamento
Comportamento Alimentar/fisiologia
Rigidez Vascular/fisiologia
Frequência Cardíaca/fisiologia
Hiperemia/fisiopatologia
Hipertensão/psicologia
Estilo de Vida
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-967840
Autor: Souza, Maria das Graças Gazel de; Santos, Iraci dos; Silva, Leandro Andrade da; Silva, Alexandre Vicente da; Silva, Leonor Coelho da; Cunha, Adriana Loureiro da.
Título: Características individuais e comportamentos de autocuidado de graduandos de enfermagem: experiência em oficina sociopoética / Nursing undergraduates' individual characteristics and self-care behavior: experience in a sociopoetic workshop / Características individuales y comportamientos de autocuidado de los estudiantes de enfermería: experiencia en taller sociopoético
Fonte: Rev. enferm. UERJ;26:e19997, jan.-dez. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: identificar as características individuais e comportamentais de enfermagem, em oficinas sociopoéticas. Metodologia: estudo descritivo, sociopoético e estatístico, desenvolvido após aprovação do Comitê de Ética em Pesquisa, com graduandos de enfermagem em Curso de Autocuidado, aplicando formulário em entrevista coletiva. Participaram 20 acadêmicos de enfermagem de universidade pública no Rio de Janeiro, Brasil, entre abril e maio de 2015. Resultados: a maioria é do sexo feminino, na faixa etária dos 20 aos 25 anos, de etnia branca, protestante e com renda familiar de quatro salários mínimos e residem com os pais; são solteiros e sem filhos; apenas um declarou ter comportamentos integrados de autocuidado. Conclusão: a maioria não aplica a concepção de integralidade no autocuidado, privilegiando a higiene corporal.

Objective: ito identify the individual characteristics and self-care behavior of nursing undergraduates in sociopoetic workshops. Methodology: this statistical, descriptive, sociopoetic study was conducted, after approval by the research ethics committee, by applying a form at a group meeting of twenty nursing students from a public university in Rio de Janeiro, Brazil, between April and May 2015. Results: most were female, single and childless, aged 20-25 years, white, Protestant, with family income of four minimum wages and lived with their parents, and only one reported integrated self-care behavior. Conclusion: most did not apply the concept of comprehensiveness to self-care, but favored body hygiene.

Objetivo: identificar las características individuales y comportamientos de enfermería, en oficinas sociopoéticas. Método: estudio descriptivo, sociopoético y estadístico, desarrollado después de la aprobación del Comité de Ética en Investigación, con estudiantes de enfermería en Curso de Autocuidado, aplicando formulario en entrevista colectiva. Participaron 20 estudiantes de enfermería de universidad pública en Río de Janeiro, Brasil, entre abril y mayo de 2015. Resultados: la mayoría es de sexo femenino, entre 20 y 25 años, de etnia blanca, protestante y con ingresos familiares de cuatro salarios mínimos y que viven con sus padres; son solteros sin hijos; solo uno declaró que tiene comportamientos integrados de autocuidado. Conclusión: la mayoría no aplica la concepción de integralidad en el autocuidado y privilegia la higiene corporal.
Descritores: Autocuidado
Estudantes de Enfermagem
Educação em Enfermagem
-Brasil
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Epidemiologia Descritiva
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  9 / 641 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Marcon, Sônia Silva
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146352
Autor: Marquete, Verônica Francisqueti; Reis, Pamela dos; Silva, Eraldo Schunk; Marchini, Kauana Borges; Costa, Maria Antonia Ramos; Marcon, Sonia Silva.
Título: Influência da habilidade comunicacional dos pais nas orientações de saúde ao filho surdo / Influence of parents' communication skills on health guidelines for deaf children / Influencia de las habilidades de comunicación de los padres en las pautas de salud para niños sordos
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e52265, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: verificar a influência da comunicação dos pais no recebimento de informações e comportamento de saúde de filhos surdos. Método: estudo transversal realizado com 110 pessoas surdas, selecionadas com a técnica snowball sampling, em municípios no Noroeste do estado do Paraná. Os dados foram coletados de fevereiro a agosto de 2019, mediante aplicação de instrumento estruturado. Na análise dos dados utilizou-se a estatística descritiva e inferencial. Resultados: a maioria dos surdos (95,4%) recebeu alguma orientação de saúde no núcleo familiar; ser orientado sobre a importância de consultas de rotina mostrou-se associado à realização da mesma pelos filhos no último ano (OR= 3,40). O pai que sabe se comunicar em Libras constituiu fator de proteção, pois, nestes casos, ocorreram mais orientações sobre o uso de drogas e consumo abusivo de açúcar. Conclusão: a habilidade comunicacional dos pais possibilita que eles realizem mais orientações relacionadas à saúde e isto influencia o comportamento em saúde de filhos surdos.

Objective: to ascertain the influence of parents' communication on deaf children's reception of health information, and health behavior. Method: in this cross-sectional study of 110 deaf people selected by snowball sampling in municipalities in northwest Paraná state, data were collected from February to August 2019 using a structured instrument. Descriptive and inferential statistics were used in the data analysis. Results: most deaf people (95.4%) received some health guidance in the family; being guided about the importance of routine appointments was found to be associated with the children's attending such appointments in the prior year (OR = 3.40). The parent able to communicate in Libras was a protective factor, because in these cases, more guidance on drug use and sugar abuse occurred. Conclusion: the parents' communication skills enabled them to provide more health-related guidance, and this influenced their deaf children's health behavior.

Objetivo: determinar la influencia de la comunicación de los padres en la recepción de la información sanitaria y el comportamiento sanitario de los niños sordos. Método: en este estudio transversal de 110 personas sordas seleccionadas por muestreo de bola de nieve en municipios del noroeste del estado de Paraná, los datos se recolectaron de febrero a agosto de 2019 mediante un instrumento estructurado. Se utilizó estadística descriptiva e inferencial en el análisis de datos. Resultados: la mayoría de las personas sordas (95,4%) recibió alguna orientación sanitaria en la familia; Se descubrió que el hecho de recibir orientación sobre la importancia de las citas de rutina estaba asociado con la asistencia de los niños a dichas citas el año anterior (OR = 3,40). El padre capaz de comunicarse en Libra fue un factor de protección, porque en estos casos, hubo más orientación sobre el uso de drogas y el abuso de azúcar. Conclusión: las habilidades de comunicación de los padres les permitieron brindar más orientación relacionada con la salud, y esto influyó en el comportamiento de salud de sus hijos sordos.
Descritores: Relações Pais-Filho
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Comunicação
Surdez/epidemiologia
-Línguas de Sinais
Brasil/epidemiologia
Estudos Transversais
Leitura Labial
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  10 / 641 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1094841
Autor: Oliveira, Daniela Sousa; Cecilio, Hellen Pollyanna Mantelo; Oliveira, Denize Cristina de.
Título: Perspectiva temporal: discussões sobre a aplicação do conceito na área da saúde e enfermagem / Time perspective: discussions on the application of the concept in the area of health and nursing / Perspectiva temporal: discusiones sobre la aplicación del concepto en el área de la salud y de la enfermería
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:40392, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: discutir sobre a aplicação do construto da perspectiva temporal e os principais instrumentos de análise utilizados em estudos na área da saúde e da enfermagem. Conteúdo: a perspectiva temporal é uma das forças fundamentais na vida das pessoas e desempenha influência nos comportamentos, atitudes e decisões. Por ter forte influência nos comportamentos, o campo da saúde pode se beneficiar da sua aplicação. As dimensões temporais de passado, presente e futuro são usadas na codificação, armazenamento e recuperação de experiências vividas, inclusive de saúde e doença, fornecendo interpretações, estabelecendo metas e auxiliando a tomada de decisões. Conclusão: destaca-se a importância da influência da perspectiva temporal no comportamento relacionado à saúde, visto que a incorporação da avaliação da perspectiva temporal nas ações de cuidado à saúde também pode contribuir na prática da assistência, tanto para prevenção de comportamentos considerados prejudiciais, quanto para o desenvolvimento de comportamentos protetores para a saúde.

Objective: to discuss the application of the temporal perspective construct and the main analytical tools used in health and nursing studies. Content: the time perspective is one of the fundamental forces in people's lives and influences behavior, attitudes and decisions. Because it has a strong influence on behaviors, the field of health can be benefited with its application. The time dimensions of past, present and future are used in the codification, storage and retrieval of lived experiences, including health and illness, providing interpretations, setting goals and assisting in decision making. Conclusion: the importance of the time perspective's influence on health-related behavior is highlighted, since the incorporation of the temporal perspective evaluation into health care actions can also contribute to the practice of care, both for the prevention of behaviors considered harmful and for the development of protective behaviors for health. Descriptors: Time perception; health behavior; delivery of health care; nursing.

Objetivo: discutir la aplicación del construco de la perspectiva temporal y las principales herramientas analíticas utilizadas en los estudios de salud y enfermería. Contenido: la perspectiva del tiempo es una de las fuerzas fundamentales en la vida de las personas e influye en el comportamiento, las actitudes y las decisiones. Debido a que tiene una fuerte influencia en los comportamientos, el campo de la salud se puede beneficiar con su aplicación. Las dimensiones de tiempo del pasado, presente y futuro se utilizan en la codificación, almacenamiento y recuperación de experiencias vividas, incluida la salud y la enfermedad, proporcionando interpretaciones, estableciendo objetivos y ayudando en la toma de decisiones. Conclusión: se destaca la importancia de la influencia de la perspectiva del tiempo en el comportamiento relacionado con la salud, ya que la incorporación de la evaluación de la perspectiva temporal en las acciones de atención de la salud también puede contribuir a la práctica de la atención, tanto para la prevención de comportamientos considerados perjudiciales como para el desarrollo de comportamientos protectores para la salud.
Descritores: Percepção do Tempo
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Atenção à Saúde
-Qualidade de Vida
Inquéritos e Questionários
Vulnerabilidade em Saúde
Cuidados de Enfermagem
Limites: Humanos
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)



página 1 de 65 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde