Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.145.722 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 527 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 53 ir para página                         

  1 / 527 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-743929
Autor: Gómez-Camargo, Doris E; Ochoa-Diaz, Margarita M; Canchila-Barrios, Carlos A; Ramos-Clason, Enrique C; Salguedo-Madrid, Germán I; Malambo-García, Dacia I.
Título: Salud sexual y reproductiva en estudiantes universitarios de una institución de educación superior en Colombia / Sexual and reproductive health in university students at an institution of higher learning in Colombia
Fonte: Rev. salud pública;16(5):674-686, set.-oct. 2014. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo Investigar en una universidad estatal del Caribe colombianoel estado de la salud sexual y reproductiva especialmente conocimientos sobre Enfermedades de Transmisión Sexual (ETS), fertilidad, sexualidad, embarazo y violencia. Métodos Estudio transversal tipo encuesta. Se seleccionaron estudiantes matriculados en el segundo período de 2010 que llenaron voluntariamente la encuesta. Los datos cualitativos fueron tabulados y graficados usando medidas de tendencia central para variables cuantitativas. Resultados La población tenía alrededor de 20 años de edad, provenía de la zona urbana (57,9%; IC95%=54,7-61,1), predominantemente heterosexual (89,7%) con edad de inicio de vida sexual antes de los 18 años, con 11,8 % de promiscuidad que usaba principalmente el preservativo como Método de Planificación Familiar (MPF) (55 %). Aunque poseían información previa sobre salud sexual, MPF y ETS, no se comportaban acorde con ello, por la desinformación sobre formas de transmisión del VIH, bajo nivel de realización de pruebas serológicas para ETS, así como conductas de riesgo (sexo/alcohol/drogas). El 12,3% tuvo antecedente de embarazo, violencia física (21,6%) y sexual (4,6%) con un predominante silencio de las víctimas de abuso sexual (61,8%). Conclusiones La muestra refleja la población universitaria de esta región del país. Se planea organizar un programa con apoyo médico y psicológico que permita disminuir los índices de ETS, embarazos no planificados, preparando al adolescente en esta importante etapa de su vida, sirviendo de modelo para otras universidades latinoamericanas.

Objective To investigate the state of sexual and reproductive health in students at a public university in the Colombian Caribbean, with an emphasis on sexually transmitted diseases (STDs), fertility, sexuality, pregnancy and violence. Methods Cross-sectional survey study. University students, enrolled in the second semester of 2010 and who completed a self-administered survey based on the Reproductive Health survey of the Pan American Health Organization, were selected. Qualitative data was tabulated and graphed using measures of central tendency for quantitative variables. Results The age of population studied was around 20 years old, came from the urban area (57.9 %; IC95 %=54.7-61.1), was predominantly heterosexual (89.7 %), with an age of initiation of sexual activity of less than 18 years old, 11.8 % promiscuity, mainly using the condom as a Family Planning Method (FPM) (55 %). Although they had prior information on sexual health, STDs and FPMs, they did not behave according to this due to low education about HIV transmission routes, low incidence of serological tests for STDs, and high risk behavior (sex/alcohol/drugs). It was observed that 12.3 % had a history of pregnancy, physical violence (21.6 %) and sexual violence (4.6 %) with a predominant silence from the victims of sexual abuse (61.8 %). Conclusion The sample reflects the student population in this region of Colombia. We plan to organize a health program with medical and psychological support to reduce the rates of STDs and unplanned pregnancies, preparing the adolescent for this important step in their life and serving as a model for other Latin American universities.
Descritores: Saúde Reprodutiva
Comportamento Sexual/estatística & dados numéricos
Estudantes
-Comportamento do Adolescente
Colômbia/epidemiologia
Preservativos
Estudos Transversais
Serviços de Planejamento Familiar
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Inquéritos Epidemiológicos
Paridade
Gravidez na Adolescência
Gravidez não Planejada
Assunção de Riscos
Amostragem
Testes Sorológicos
Delitos Sexuais
Parceiros Sexuais
Doenças Sexualmente Transmissíveis/diagnóstico
Doenças Sexualmente Transmissíveis/epidemiologia
Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle
Estudantes/estatística & dados numéricos
Universidades
Violência
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: CO332 - Facultad de Medicina


  2 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-788029
Autor: Mola, Rachel; Pitangui, Ana Carolina Rodarti; Barbosa, Sháyra Anny Moura; Almeida, Layane Sá; Sousa, Mayara Ruth Marinho de; Pio, Wellypâmela Pauliny de Lima; Araújo, Rodrigo Cappato de.
Título: Condom use and alcohol consumption in adolescents and youth / Uso de preservativo e consumo de bebida alcoólica em adolescentes e jovens escolares
Fonte: Einstein (Säo Paulo);14(2):143-151tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective To determine the association between not using the male condom and alcohol consumption in adolescents and schoolchildren. Methods An epidemiological study, with a cross-sectional, descriptive, and correlation design carried out from March to July 2014. The sample consisted of students in public primary and secondary education, aged between 12 and 24 years. The social and demographic survey and the Youth Risk Behavior Survey questionnaire were used. Results The study included 1,275 students, of these; 37.0% reported having had sexual relations. The prevalent age of sexual initiation was 14-16 years 55.7% and 65.6% used condom in the last sexual intercourse. Regarding the lack of condom use at the last intercourse, girls showed an association with drunkenness in the previous 30 days (2.19; 95%CI: 1.06-4.54). Conclusion In females, the non-use of condoms was associated with drunkenness in the previous 30 days.

RESUMO Objetivo Identificar os fatores associados ao não uso de preservativo masculino e ao consumo de bebida alcoólica em adolescentes e jovens escolares. Métodos Estudo epidemiológico, com delineamento transversal, descritivo e correlacional, desenvolvido de março a julho de 2014. A amostra foi composta por estudantes dos Ensinos Fundamental e Médio da rede pública estadual, com idades entre 12 e 24 anos. Empregaram-se o inquérito sociodemográfico e o questionário Youth Risk Behavior Survey. Resultados Foram incluídos 1.275 estudantes; 37,0% deles relataram terem tido relação sexual. A idade prevalente de iniciação sexual foi de 14 a 16 anos, com 55,7%; 65,6% usaram preservativo na última relação. Com relação ao não uso de preservativo na última relação, as meninas apresentaram associação com bebedeira nos últimos 30 dias (2,19; IC95%: 1,06-4,54). Conclusão O não uso de preservativos esteve associado com bebedeira nos últimos 30 dias nas meninas.
Descritores: Consumo de Bebidas Alcoólicas/epidemiologia
Comportamento do Adolescente/psicologia
Preservativos/estatística & dados numéricos
-Assunção de Riscos
Comportamento Sexual/estatística & dados numéricos
Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Fatores Sexuais
Prevalência
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Sexo sem Proteção/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-774563
Autor: RODRIGUES, Paulo Rogério Melo; PADEZ, Cristina Maria Proença; FERREIRA, Márcia Gonçalves; GONÇALVES-SILVA, Regina Maria Veras; PEREIRA, Rosangela Alves.
Título: Multiple risk behaviors for non-communicable diseases and associated factors in adolescents / Múltiplos comportamentos de risco para doenças não transmissíveis em adolescentes e fatores associados
Fonte: Rev. Nutr. (Online);29(2):185-197, jan.-abr. 2016. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Mato Grosso; . Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: Objective: To estimate the prevalence of risk behaviors for non-communicable diseases and analyze their associated factors in adolescents. Methods: A school-based cross-sectional study was conducted in 2008 with 1,139 adolescents aged 14 to 19 years attending public and private high schools in Cuiabá, Midwestern Brazil. Data were collected using a selfadministered questionnaire, including a semiquantitative Food Frequency Questionnaire. The prevalence of tobacco smoking, alcohol experimentation, physical inactivity, unsatisfactory meal pattern, and excessive intake of saturated fat and sodium were evaluated. The associations between risk behaviors and socioeconomic variables, weight status, and self-perceived health status were evaluated. Results: The most common risk behaviors were excessive sodium intake (88%), unsatisfactory meal pattern (72%), excessive intake of saturated fat (39%), and alcohol experimentation (39%). Four of 10 adolescents were exposed to two risk behaviors simultaneously. Among male adolescents, the main factors associated with risk behaviors were: type of school, class schedule, education level of the household head, weight status, and self-perceived health status. Among female adolescents, age, type of school, class schedule, and education level of the household head were the main factors associated with risk behaviors. Conclusion: The prevalence of exposure to risk behaviors for non-communicable diseases was high, highlighting the simultaneous presence of tobacco smoking and experimentation of alcoholic beverages. Special attention should be given to educational activities to minimize the effects of the simultaneous occurrence of multiple risk behaviors.

Objetivo: Estimar a prevalência de comportamentos de risco para doenças não transmissíveis e analisar seus fatores associados em adolescentes. Métodos: Estudo transversal de base escolar realizado em 2008 com 1.139 estudantes do ensino médio, entre 14 e 19 anos de idade, de escolas públicas e privadas de Cuiabá, Mato Grosso. Aplicou-se questionário autoadministrado, incluindo Questionário de Frequência Alimentar. Avaliou-se a prevalência de tabagismo, experimentação de álcool, inatividade física, padrão de refeições e ingestão excessiva de gordura saturada e sódio. Foram analisadas as associações entre os comportamentos de risco e variáveis socioeconômicas, status de peso e autopercepção do estado de saúde. Resultados: Os comportamentos de risco mais comuns foram: ingestão excessiva de sódio (88%), padrão de refeições insatisfatório (72%), consumo excessivo de gordura saturada (39%) e experimentação de álcool (39%). Quatro em cada 10 adolescentes foram expostos a dois comportamentos de risco simultaneamente. Entre os meninos, os principais fatores associados aos comportamentos de risco foram: tipo de escola, turno de aula, escolaridade do chefe da família, status de peso e autopercepção do estado de saúde. Entre as meninas, a idade, o tipo de escola, o turno de estudo e a escolaridade do chefe da família foram os principais fatores associados aos comportamentos de risco. Conclusão: A prevalência de exposição a comportamentos de risco para doenças não transmissíveis foi elevada, destacando a presença simultânea de tabagismo e experimentação de bebidas alcoólicas. Deve ser dada especial atenção às atividades educativas, visando minimizar os efeitos da ocorrência simultânea de múltiplos comportamentos de risco.
Descritores: Assunção de Riscos
Inquéritos sobre Dietas
Comportamento do Adolescente
Doenças não Transmissíveis
Estilo de Vida
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  4 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-624949
Autor: Cartana, Maria do Horto Fontoura.
Título: "Às vezes eles vão": compreendendo qualidade de vida e promoção da saúde sob a ótica de uma mãe de pré-adolescentes / "Sometimes they go": understanding quality of life and health promotion according to a mother of preadolescents / "Algunas veces ellos van": comprendiendo la calidad de vida y promoción de la salud, la percepción de una madre de preadolescentes
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);13(spe2):1177-1184, nov.-dez. 2005.
Idioma: pt.
Projeto: OEA. Comissão Interamericana para o Controle de Abuso de Drogas. I Programa Internacional de Pesquisa.
Resumo: Uma pesquisa multicéntrica com mães pré-adolescentes foi realizada no Brasil, Argentina e Chile. Foi utilizada a etnografia enfocada como método de pesquisa. Dessa pesquisa realizada em um bairro de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, apresenta-se estudo de caso de uma mãe. Os achados apresentam as percepções de uma mãe de pré-adolescentes sobre qualidade de vida e promoção da saúde antes e imediatamente após o primeiro uso de droga ilícita por um de seus filhos. Observou-se mudança na ênfase dos fatores promotores de saúde, inicialmente com ênfase no controle das companhias dos filhos e posteriormente no reforço dos laços afetivos.

A multicenter research was conducted with mothers of preadolescents in Brazil, Argentina and Chile, using focused ethnography. From this research in Florianópolis, Santa Catarina, Brazil, a case study of one mother is presented. The findings show the perceptions of quality of life and health promotion before and after the first use of an illicit drug by her 11-year-old son. The emphasis of health promotion changed from the social network control to reinforcement of affective bonds.

Se realizó una investigación multicéntrica con madres de preadolescentes en Brasil, Argentina y Chile, utilizándose la etnografía enfocada. De esta investigación realizada en Florianopolis, Santa Catarina, Brasil, se presenta un estudio de caso de una madre. Los resultados muestran las percepciones de esta madre acerca de la calidad de vida y promoción de la salud antes e después del primer uso de droga ilícita por su hijo. El énfasis en los factores de promoción de la salud modificó del control en cuanto a las compañías del hijo hacía el énfasis en los lazos afectivos con el hijo.
Descritores: Promoção da Saúde
Relações Mãe-Filho
Mães
Qualidade de Vida
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
-Brasil
Entrevistas como Assunto
Fatores de Risco
Assunção de Riscos
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/prevenção & controle
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-624948
Autor: Pillon, Sandra Cristina; O'Brien, Beverley; Chavez, Ketty Aracely Piedra.
Título: The relationship between drugs use and risk behaviors in brazilian university students / La relación entre el uso de drogas y comportamientos de riesgo entre estudiantes brasileños / A relação entre o uso de drogas e comportamentos de risco entre universitários brasileiros
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);13(spe2):1169-1176, nov.-dez. 2005. tab.
Idioma: en.
Projeto: OAS. Inter-American Drug Abuse Control Commission. I International Research Program.
Resumo: The aim was to describe relationships between gender and drug use as well as risk behaviors that may be associated with drug use among first-year students at the University of São Paulo-Ribeirão Preto. The Youth Risk Behavior Survey (YRBS) is an anonymous survey that was used for this descriptive correlational study. It was developed by the Centers for Disease Control and Prevention in the United States. The sample (n=200) included (50%) males and (50%) females. Their ages ranged from 18 to 26 years. Results showed that more female than male students use alcohol and tobacco, but that the probability of heavy consumption is higher among men. There was a low incidence of illicit drug use for both groups. Male students were more likely to drive under the influence of alcohol than female students and more men were involved in violent behaviors such as fights with friends and police. In relation to sexual behavior, male students were likely to have more partners and less protection while under influence of alcohol. It was concluded that gender is associated with recreational drug use, specifically tobacco and alcohol, as well as other risk behaviors in university students.

El uso de sustancias psicoactivas entre estudiantes ha sido muy investigado en las últimas décadas con objeto de fortalecer campañas preventivas de drogas. La finalidad de este estudio es describir la relación existente entre el uso de drogas y comportamientos de riesgo entre los universitarios del primer año de pregrado de la Universidad de São Paulo-Ribeirão Preto, Brasil. El Youth Risk Behavior Survey (YRBS) es un cuestionario anónimo que fue utilizado para la recopilación de datos. La muestra fue compuesta por 200 (100%) alumnos del primer año. El 50% de estos eran hombres y el 50% mujeres, con edad de 18 a 26 años. Los resultados mostraron la presencia del uso recreativo de sustancias psicoactivas. Las mujeres beben dentro de los límites de bajo riesgo, mientras los hombres tienen consumo más pesado. Para el uso de drogas ilícitas, los resultados fueron en menor proporción para ambos sexos. Los hombres dirigen más bajo el efecto del alcohol que las mujeres y se involucran más en peleas con amigos y con policía en comparación con las mujeres. En relación a los comportamientos sexuales, los resultados apuntan que los hombres también mantuvieron mayor número de relaciones, con un número mayor de parejas, con poca protección y bajo el efecto del alcohol. Este estudio demuestra que el género es asociado al uso recreativo de droga, bien como otros comportamientos de riesgo entre estudiantes universitarios.

O objetivo desse artigo é descrever a relação existente entre o uso de drogas e comportamentos de risco entre universitários do primeiro ano de graduação da Universidade de São Paulo-Ribeirão Preto. O Youth Risk Behavior Survey (YRBS) é um questionário anônimo que foi utilizado para a coleta de dados. A amostra foi composta por 200 (100%) alunos de primeiro ano. Destes, (50%) eram homens e (50%) mulheres, com idade entre 18 e 26 anos. Os resultados mostraram a presença do uso recreacional de substâncias psicoativas, com as mulheres bebendo dentro dos limites de baixo risco e os homens mais pesadamente. Para o uso de drogas ilícitas, os resultados foram em menor proporção para ambos os sexos. Os homens dirigem mais sob efeito do álcool que as mulheres e estiveram mais envolvidos em brigas com amigos e polícia do que as mulheres. Em relação aos comportamentos sexuais, os homens tiveram relações em maior número, com um número maior de parceiras e com menor proteção e sob efeito de álcool. Este estudo conclui que o gênero está associado com o uso recreacional de drogas, bem como outros comportamentos de riscos entre estudantes universitários.
Descritores: Assunção de Riscos
Estudantes
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
-Fatores Etários
Brasil
Coleta de Dados
Inquéritos e Questionários
Fatores Sexuais
Comportamento Sexual
Drogas Ilícitas
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia
Violência
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-624947
Autor: Silva, Julia Huaiquián; Olson, Joanne.
Título: Promoción de salud y calidad de vida en madres de preadolescentes de la comunidad de Chiguayante-Chile: Una etnografia enfocada / Health promotion and quality of life among mothers of preadolescents in Chile: a focused ethnography / Promoção da saúde e qualidade de vida entre mães de pré-adolescentes da comunidade de Chuguayante-Chile: uma etnografia enfocada
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);13(spe2):1164-1168, nov.-dez. 2005.
Idioma: es.
Projeto: OEA. Comisión Interamericana para el Control de Drogas. I Programa Internacional de Investigación.
Resumo: El objetivo de este estudio etnográfico fue identificar patrones culturales presentes en las acciones de las madres al proteger a sus hijos de riesgos ambientales como drogas y violencia. Para la recopilación de las informaciones se realizó una entrevista estructurada y grabada con 10 madres de niños entre 9 y 13 años, complementadas con fotografías, notas de campo y observación participante. Las madres conceptualizan a su hijo como "un niño grande" que quiere tomar sus propias decisiones e independizarse, lo que genera conflictos al interior de la familia. Como conclusión, las madres perciben al preadolescente como más vulnerable, por lo que es necesario guiar y controlar muy de cerca el desarrollo de sus actividades, y creen que, de esta forma, ayudaran a su hijo a reconocer el peligro y a no involucrarse.

The aim of this ethnographic trial was to identify cultural patterns present in mothers' actions when protecting their children from environmental risks like drugs and violence. Data collection consisted in a tape-recorded structured interview with 10 mothers of 9 to 13-year-old preadolescents, complemented with pictures, field notes and participant observation. Mothers conceptualize their child as a "Big Boy" who wants to make his own decisions and be independent, generating conflicts in the family as a whole. As a conclusion, mothers perceive their pre teenagers as more vulnerable, so a close guiding and control is necessary for their developing activities. They believe it will help their children to recognize hazardous situations and stay away from them.

O objetivo deste estudo etnográfico foi identificar padrões culturais presentes nas ações das mães ao proteger seus filhos de riscos ambientais como drogas e violência. Para a coleta de informações, realizou-se uma entrevista estruturada gravada com 10 mães de crianças entre 9 e 13 anos, complementada com fotografias, notas de campo e observação participante. As mães conceitualizam seus filhos como "uma criança grande" que quer tomar suas próprias decisões e tornar-se independente, o que gera conflitos dentro da família. Como conclusão, as mães percebem seus filhos como mais vulneráveis, sendo necessário guiar e controlar mais de perto o desenvolvimento de suas atividades. Desta forma, elas acreditam que ajudarão seus filhos a reconhecer o perigo e a não envolver-se nele.
Descritores: Promoção da Saúde
Relações Mãe-Filho
Mães
Qualidade de Vida
-Antropologia Cultural
Chile
Coleta de Dados
Entrevistas como Assunto
Assunção de Riscos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Radunz, Vera
Texto completo
Id: lil-624944
Autor: Radünz, Vera; Olson, Joanne.
Título: Promoção de saúde e qualidade de vida entre mães de pré-adolescentes: um estudo etnográfico enfocado em Timbó/SC-Brasil / Health promotion and quality of life among mothers of preadolescents: a focused ethnography study in Timbó/SC-Brazil / Promoción de salud y calidad de vida entre madres de preadolescentes: un estudio etnografico enfocado en Timbó/SC-Brasil
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);13(spe2):1135-1141, nov.-dez. 2005.
Idioma: pt.
Projeto: OEA. Comissão Interamericana para o Controle de Abuso de Drogas. I Programa Internacional de Pesquisa.
Resumo: Este é um estudo etnográfico enfocado, realizado com 10 mães de pré-adolescentes da OASE (Ordem Auxiliadora Senhoras Evangélicas) em Timbó, Santa Catarina, Brasil. O objetivo foi descrever variações em padrões dos fenômenos promoção de saúde, qualidade de vida e comportamento de risco a partir das perspectivas das mães, explorando como influenciam seus filhos, protegendo-os de comportamento de risco tais como álcool, fumo, outras drogas e violência. Utilizamos entrevista semi-estruturada, observação participante, diário de campo, genograma e fotografias. Os dados foram analisados segundo Bardin e os resultados agrupados em 4 categorias: mães encaram sua função como desafio; ser saudável como condição de qualidade de vida; impedimentos para atingir qualidade de vida; práticas de promoção à saúde para proteger filhos de comportamento de risco. O estudo evidenciou a crença das mães como participantes na promoção de saúde, o que poderá orientar a elaboração de políticas de saúde e encorajar mudanças de comportamento.

This is a focused ethnography study of 10 preadolescents' mothers who participate in OASE (Help Group of Evangelic Women) in Timbó, Santa Catarina, Brazil. The purpose of the study was to describe variances in patterns of health promotion, quality of life and preadolescents' risk behavior from the mothers' perspective, exploring how they influence their children and protect them in terms of risk behavior such as alcohol, tobacco, other drugs and violence. Semistructured interviews, participant observation, field notes, genograms and photography were used for data collection. Data were analyzed according to Bardin and the results were grouped in 4 categories: mothers see their function as a challenge; being healthy as a condition for quality of life; obstacles to achieve quality of life; health promotion practices to protect preadolescents from risks. The study showed mothers see themselves as participants in health promotion, which can guide health policy makers and encourage behavioral changes.

Estudio etnográfico enfocado, realizado con 10 madres de preadolescentes que participan en OASE (grupo de ayuda de mujeres evangélicas) en Timbó, SC/Brasil. El objetivo fue describir las variaciones sobre los patrones de promoción de la salud, calidad de vida y comportamiento de riesgo bajo las perspectivas de las madres, explorando como estas influyen en sus hijos y los protegen de comportamientos de riesgo como alcohol, cigarro, otras drogas y violencia. Se utilizaron: entrevista semiestructurada, observación participante, diario de campo, genograma y fotografías. Los datos fueron analizados con base en Bardin y los resultados formaron cuatro categorías: madres encaran su función como un desafío; ser saludable como condición de calidad de vida; impedimentos para alcanzar calidad de vida; prácticas de promoción de salud. El estudio evidenció la creencia de las madres como participantes en la promoción de la salud, lo que puede orientar la elaboración de políticas de salud y estimular cambios comportamentales.
Descritores: Promoção da Saúde
Relações Mãe-Filho
Mães
Qualidade de Vida
Assunção de Riscos
-Antropologia Cultural
Brasil
Política de Saúde
Entrevistas como Assunto
Estilo de Vida
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-624958
Autor: Ludueña, Alicia Del Carmen; Olson, Joanne K; Pasco, Alberta Catherine Y.
Título: Promoción de la salud y calidad de vida entre madres de preadolescentes: una etnografia enfocada / Health promotion and quality of life among mothers of preadolescents: a focused ethnography / Promoção da saúde e qualidade de vida entre mães de pré-adolescentes: uma etnografia enfocada
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);13(spe2):1127-1134, nov.-dez. 2005.
Idioma: es.
Projeto: OEA. Comisión Interamericana para el Control de Drogas. I Programa Internacional de Investigación.
Resumo: Se utilizó etnografía enfocada para identificar creencias, valores y prácticas de Promoción de la Salud y Calidad de Vida entre madres de preadolescentes en Argentina. Se describió la influencia materna en las elecciones que hacen los preadolescentes y la protección de los jóvenes ante comportamientos de riesgo. Los datos se obtuvieron de una muestra intencional de 10 madres con observación participante, entrevistas grabadas, notas de campo y diario personal suplementadas con genogramas y fotografías como opción. El análisis temático de los datos condujo al significado del rol materno en la protección de los hijos ante comportamientos de riesgo para la salud. También se identificaron 2 patrones de cuidado y los componentes del "buen vivir".

Focused ethnography was used to identify beliefs, values and practices of Health Promotion and Quality of Life among mothers of preadolescents in Argentina. This study described how they influence their preadolescents' choices and protect them from risk behaviors. Data were collected from a purposive sample of 10 mothers, including participant observation, tape recorded interviews, field notes and personal diary, supplemented by genograms and used photographs as an option. Through content and theme analysis, we gained greater understanding of the role of mothers in protecting their children from health risk behaviors. We also identified the meaning of two care patterns and how the term "good life" made sense to them.

A etnografia enfocada foi usada para aprender a respeito de crenças, valores e práticas de promoção da saúde e qualidade de vida entre mães de pré-adolescentes na Argentina. Este estudo descreve como as mães influenciam nas escolhas dos pré-adolescentes e protegem os jovens com respeito aos comportamentos de risco. Os dados foram coletados em uma amostra intencional de 10 mães, através da observação participante, entrevistas gravadas e notas de campo, suplementadas por genogramas e por fotografia como opção. O tratamento os dados foi feito mediante análise temática, e permitiu a compreensão do papel de proteção da mãe frente ao comportamento de risco, bem como de 2 padrões de cuidado e dos componentes do bom viver.
Descritores: Promoção da Saúde
Relações Mãe-Filho
Mães
Qualidade de Vida
Assunção de Riscos
-Antropologia Cultural
Argentina
Entrevistas como Assunto
Papel (Figurativo)
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-624950
Autor: Chavez, Ketty Aracely Piedra; O'Brien, Beverley; Pillon, Sandra Cristina.
Título: Drugs use and risk behavior in a university community / Uso de drogas y comportamientos de riesgos en el contexto de la comunidad universitaria / Uso de drogas e comportamentos de risco no contexto de uma comunidade universitária
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);13(spe2):1194-1200, nov.-dez. 2005. tab.
Idioma: en.
Projeto: OAS. Inter-American Drug Abuse Control Commission. I International Research Program.
Resumo: The purpose of this study is to evaluate drug use and risk behaviors among students of the University of Guayaquil in Ecuador. To evaluate this issue, we used the questionnaire "Youth Risk Behavior Survey" (YRBS). The study sample consisted of 751 undergraduate students: 328 (44%) male and 423 (56%) female. Average age was 20 years old and 85,5% of the students were single. Alcohol, tobacco and marihuana were the most consumed substances among students, who use them for entertainment. Drug consumption (legal or illegal) among students has become an issue for specialized research as well as an important field of intervention for public policies.

Este estudio tiene como objetivo evaluar el uso de drogas y comportamientos de riesgos entre estudiantes de la Universidad de Guayaquil-Ecuador. Fue utilizado el cuestionario de Comportamientos de Riesgos en Estudiantes Adolescentes (YRBS). La muestra fue constituida por 751 bachilleres - estudiantes del primer año: 328 (44%) eran hombres y 423 (56%) mujeres, con edad promedia de 20 años y el 88,5% era soltero. Las substancias más utilizadas fueron el alcohol, el tabaco y la marihuana, que son usadas de forma recreacional entre los estudiantes. El uso de drogas (lícitas e ilícitas) entre los estudiantes se ha tornado un campo de estudio bastante favorable para el establecimiento de políticas preventivas.

Este estudo tem como objetivo avaliar o uso de drogas e os comportamentos de risco entre estudantes da Universidade de Guayaquil-Equador. Foi utilizado o questionário Youth Risk Behavior Survey (YRBS). A amostra foi composta por 751 estudantes de primeiro ano de graduação: 328 (44%) eram homens e 423 (56%) mulheres, com idade média 20 anos, e 88,5% solteiros. As substâncias mais utilizadas foram o álcool, o tabaco e a maconha, que são usados de forma recreacional entre os estudantes. O uso de drogas (lícitas e ilícitas) entre estudantes tem se tornado um campo de estudo bastante favorável para o estabelecimento de políticas preventivas.
Descritores: Assunção de Riscos
Estudantes
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Violência
-Fatores Etários
Coleta de Dados
Equador
Política Pública
Inquéritos e Questionários
Fatores Sexuais
Comportamento Sexual
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/epidemiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudo Comparativo
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 527 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-456314
Autor: Cirelli, Melissa Alves; Figueiredo, Rosely Moralez de; Zem-Mascarenhas, Sílvia Helena.
Título: Adherence to standard precaution in the peripheral vascular access
Fonte: Rev. latinoam. enferm;15(3):512-514, maio-jun. 2007. tab.
Idioma: en.
Projeto: PIBIC/CNPq.
Resumo: This prospective and quantitative study was carried out in a small private general hospital, where the adherence to standard precaution in the peripheral vascular access was evaluated. The data were collected through a questionnaire aiming to characterize the nursing team's knowledge and opinion about standard precautions and the availability of materials. In addition, a systemized observation of the procedures of vein puncture and medicine administration was performed. It was identified that 84.4 percent of the punctures had been carried out without gloves or previous hand washing; in 29.7 percent of the procedures, needles were recapped and 93.2 percent of the professionals reported adequate material supply. Concluding, the professionals expose themselves and patients to unnecessary risks of infection. The nursing team must be the focus of continuous interventions and future actions in order to minimize the risk of infection in the procedure of peripheral vascular access.

Estudio prospectivo, cuantitativo, realizado en un hospital general privado de poca complejidad, donde fue evaluado el seguimiento de las precauciones patrón para realizar inserción vascular periférica. Los datos fueron recolectados por medio de un cuestionario, con el objetivo de determinar las características del conocimiento y de opinión del equipo de enfermería sobre los temas de adhesión, precauciones patrón, disponibilidad de materiales; y por observación sistémica de los procedimientos de punción venosa y administración de medicamentos. Se identificó que 84,4 por ciento de las punciones fueron realizadas sin guantes y sin lavado previo de manos, 29,7 por ciento de las veces hubo reutilización de agujas y 93,2 por ciento de los profesionales afirmó tener una adecuada cantidad de materiales. Se concluyó que los profesionales exponen a sus pacientes y a sí mismos a riesgos de infección innecesaria. El equipo de enfermería debe enfocar su intervención y actividades futuras con el objetivo de minimizar el riesgo de infección durante el procedimiento vascular periférico.

Estudo prospectivo, quantitativo, realizado num hospital geral privado de pequeno porte, onde foi avaliada a adesão às precauções padrão no acesso vascular periférico. Os dados foram coletados por meio de questionário, visando a caracterização do conhecimento e da opinião da equipe de enfermagem sobre os temas adesão às precauções padrão e a disponibilidade de materiais e por observação sistematizada dos procedimentos de punção venosa e administração de medicamentos. Identificou-se que 84,4 por cento das punções foram realizadas sem luvas e sem lavagem prévia das mãos 29,7 por cento das vezes houve reencape de agulhas e 93,2 por cento dos profissionais afirmou ser adequada a oferta de material. Conclui-se que os profissionais expõem a si próprios e os pacientes a riscos de infecção desnecessários. A equipe de enfermagem deve ser foco de intervenção e ações futuras visando minimizar o risco de infecção no procedimento de acesso vascular periférico.
Descritores: Assunção de Riscos
Capacitação em Serviço
Cateteres de Demora
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Controle de Infecções
Equipe de Enfermagem
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central



página 1 de 53 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde