Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.145.722 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 592 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 60 ir para página                         

  1 / 592 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055823
Autor: Aguiar, Rosaline Bezerra; Leal, Márcia Carréra Campos; Marques, Ana Paula de Oliveira; Torres, Kydja Milene Souza; Tavares, Maria Tereza Dantas Bezerra.
Título: Idosos vivendo com HIV - comportamento e conhecimento sobre sexualidade: revisão integrativa / Elderly people living with HIV - behavior and knowledge about sexuality: an integrative review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(2):575-584, Feb. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente estudo teve como objetivo identificar e analisar a produção científica acerca do comportamento e conhecimento sobre sexualidade de idosos que vivem com HIV. Realizou-se uma revisão integrativa de artigos científicos indexados nas bases de dados, Lilacs, Ibecs, Medline, BDENF, PubMed e Scopus (Elsevier), considerando publicações a partir de janeiro de 2007 a dezembro de 2016, utilizando os seguintes descritores: conhecimento (knowledge), comportamento (behavior/behaviour) sexualidade (sexuality), idoso (Elderly), HIV/AIDS. De 1.493 artigos encontrados, 11 foram incluídos por preencherem os critérios de inclusão e foram analisados através de dois instrumentos: Critical Appraisal Skill Programme (CASP) e Agency for Healthcare and Research and Quality (AHRQ). Os dados sugerem que os idosos HIV positivo são sexualmente ativos e estão envolvidos em comportamentos de risco de transmissão do vírus. Percebe-se que existe uma produção científica limitada em relação ao comportamento e conhecimento sobre sexualidade entre os idosos que vivem com HIV. Conclui-se que o estudo poderá subsidiar políticas públicas em saúde que valorizem a abordagem sobre sexualidade na terceira idade, assim como a realização de novos questionamentos no tocante a esta temática.

Abstract The scope of this study was to identify and analyze the scientific production on behavior and knowledge about the sexuality of elderly people living with HIV. An integrative review of scientific articles indexed in the Lilacs, IBECS, Medline, BDENF, PubMed and Scopus (Elsevier) databases was conducted, considering publications from January 2007 to December 2016, using the following key words: knowledge, behavior, sexuality, Elderly, HIV/AIDS. Of the 1493 articles located, 11 were included because they met the inclusion criteria and were analyzed through two instruments: Critical Appraisal Skill Program (CASP) and Agency for Healthcare and Research and Quality (AHRQ). The data suggest that HIV-positive elderly people are sexually active and are involved in risk behaviors of virus transmission. It transpires that there is a limited scientific production regarding the behavior and knowledge about sexuality among elderly people living with HIV. The conclusion drawn is that the study may contribute to the improvement of public health policies that promote the approach on sexuality among elderly people, as well as the emergence of new questions regarding this issue.
Descritores: Comportamento Sexual/estatística & dados numéricos
Infecções por HIV/epidemiologia
Sexualidade/estatística & dados numéricos
-Assunção de Riscos
Infecções por HIV/transmissão
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/transmissão
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/epidemiologia
Política de Saúde
Limites: Humanos
Idoso
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089476
Autor: Lima, Silvia Bandeira da Silva; Ferreira-Lima, Walcir; Lima, Flávia Évelin Bandeira; Lima, Fellipe Bandeira; Santos, Amanda; Fernandes, Carlos Alexandre Molena; Fuentes, Juan Pedro.
Título: Sleep Hours: Risk behavior in adolescents from different countries / Horas de sono: comportamento de risco em adolescentes de diferentes países
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(3):957-965, mar. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aim of this study was to verify sleep hours and associated factors among Brazilian and Spanish students. A cross-sectional study with students aged 11 to 16 years-old was carried out in Paranavaí, Brasil (n = 264) and Cáceres, Spain (n = 233) between 2013 and 2015. Sleeping hours were verified regarding time in minutes, sleep in weekdays, weekends and after lunch/Siesta. All data were checked for normality by the Kolmogorov-Smirnov test. Mann-Whitney U test, Chi-square test (X2) and Odds Ratio estimates were used (p < 0.05). High prevalence in both groups of sleeping 8 hours or more a night at the weekend. The prevalence of sleeping on weekdays, > 8 hours, 6 to 8 hours and < 6 hours among Spanish and Brazilian students, respectively. Nearly a quarter of each group responded that makes the siesta. Spanish students had 3 times higher chance to sleep < 8 hours a night in weekdays, among students from 14 to 16 years old and among the underactive. At the weekends the chance of sleeping < 8 hours is 2 times greater among the Spanish students. Simple guidelines could help so that sleep habits do not affect school development, such as practicing physical activity regularly, sleeping at least 8 hours a night, avoid excessive access to technology at night.

Resumo O objetivo deste estudo foi verificar as horas de sono e fatores associados em estudantes brasileiros e espanhóis. Foi realizado um estudo transversal com estudantes de 11 a 16 anos de idade em Paranavaí, Brasil (n = 264) e Cáceres, Espanha (n = 233) entre 2013 e 2015. As horas de sono foram verificadas em relação ao tempo em minutos, dias da semana, fins de semana e Siesta. Todos os dados foram verificados quanto à normalidade pelo teste de Kolmogorov-Smirnov. Os testes de Mann-Whitney, Qui-quadrado (X2) e a estimativa do Odds Ratio foram utilizados (p < 0,05). Entre os espanhóis e os brasileiros, as prevalências de dormir em dias de semana foram > 8 horas, 6 a 8 horas e < 6 horas, respectivamente. Quase um quarto em cada grupo respondeu fazer a Siesta. Os espanhóis apresentaram 3 vezes mais chance de dormir menos de 8 horas por noite durante a semana, entre os de 14 a 16 anos e pouco ativos. Aos finais de semana, a chance de dormir menos de 8 horas foi duas vezes maior entre os espanhóis. Orientações simples podem ajudar, para que os hábitos de sono não afetem o desenvolvimento escolar, como praticar atividade física regularmente, dormir pelo menos 8 horas por noite, evitar o acesso excessivo de tecnologia durante a noite.
Descritores: Assunção de Riscos
Higiene do Sono
-Espanha
Fatores de Tempo
Brasil
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147196
Autor: Pires, Isabella Tereza Martins; Farinha, Marciana Gonçalves; Pillon, Sandra Cristina; Santos, Manoel Antônio dos.
Título: Uso de álcool e outras substâncias psicoativas por estudantes universitários de psicologia / Use of alcohol and other psychoactive substances by psychology students / Uso de alcohol y otras sustancias psicoactivas por estudiantes universitarios de psicología
Fonte: Psicol. ciênc. prof;40:e191670, jan.-maio 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O consumo de substâncias psicoativas (SPAs) cresce em escala global, especialmente entre universitários. Este estudo tem como objetivo avaliar o padrão de uso de álcool e outras SPAs em estudantes universitários. A amostra foi composta por 180 graduandos de Psicologia que preencheram um questionário sociodemográfico e instrumentos de rastreamento do uso de SPAs validados para o contexto brasileiro. Os resultados evidenciaram maior prevalência do uso de álcool: 81,7% na vida, 67,6% nos últimos três meses e 55% no padrão binge. Dentre os motivos endossados para o consumo destaca-se o convívio universitário, porém o fator mais valorizado foi o álcool como potencializador do desejo de fumar, seguido de sua percepção como fator gregário em festas/reuniões sociais e como facilitador do enfrentamento de estresse. As pressões da vida universitária geram insegurança e instabilidade que deixam os jovens universitários mais suscetíveis à influência dos pares e à busca de diversão e descontração em ambientes de festas, nas quais o consumo é estimulado e facilitado, o que pode favorecer o beber em quantidade excessiva. Esse padrão de consumo pode se associar a outros comportamentos de risco, como dirigir sob efeito do álcool, manter relações sexuais sem proteção ou envolver-se em distúrbios da ordem pública e infrações à lei. Considerando que os jovens fazem uso em excesso de SPAs sem um suporte social comunitário adequado, é necessário investir em programas de prevenção e políticas públicas guiadas pelas noções de autocuidado, protagonismo e participação ativa na própria reabilitação...(AU)

The consumption of psychoactive substances (SPAs) grows worldwide, especially among university students. This study evaluated the pattern of alcohol use and other SPAs in psychology students. The sample consisted of 180 Psychology undergraduates who filled out a sociodemographic questionnaire and instruments for tracking the use of SPAs validated for the Brazilian context. The results showed a higher prevalence of alcohol use: 81.7% in life, 67.6% in the last three months and 55% following a binge pattern. Among the reasons endorsed for the consumption stand out university conviviality, but the most valued factor was alcohol as a potentiator of the desire to smoke, followed by its perception as a gregarious factor in parties/social gatherings and as a facilitator to cope with stress situations. The pressures of university life create insecurity and instability, which make university students more susceptible to peer influence and the search for fun and relaxation in party environments where drinking is stimulated and facilitated, which may favor binge drinking. This pattern of consumption may be associated to other risk behaviors, such as driving under the influence of alcohol, having unprotected sex, or engaging in public order disturbances and infractions of the law. Considering that these young people make excessive use of SPAs without adequate social and community support, it is necessary to invest in prevention programs and public policies guided by the notions of self-care, protagonism and active participation in self rehabilitation...(AU)

El consumo de sustancias psicoactivas (SPA) crece a escala global, especialmente entre universitarios. Este estudio tuvo como objetivo evaluar el patrón de uso de alcohol y otras SPA por estudiantes universitarios. Compusieron la muestra 180 estudiantes de graduación en Psicología, que respondieron a un cuestionario sociodemográfico e instrumentos de rastreo del uso de SPA validados para el contexto nacional. Los resultados evidenciaron mayor prevalencia del uso de alcohol: el 81,7% en la vida, el 67,6% en los últimos tres meses y el 55% en el patrón binge. Entre los motivos endosados para el consumo se destaca la convivencia universitaria, pero el factor más valorado fue el alcohol como potenciador del deseo de fumar, seguido de su percepción como factor gregario en fiestas/reuniones sociales y como facilitador del enfrentamiento de situaciones de estrés. Las presiones de la vida universitaria generan inseguridad e inestabilidad que dejan a los jóvenes universitarios más susceptibles a la influencia de los pares y a la búsqueda de diversión y relajación en fiestas y discotecas donde se estimula y facilita el consumo de alcohol, lo que puede favorecer la costumbre de beber en cantidad excesiva. Ese patrón de consumo puede asociarse a otros comportamientos de riesgo, como conducir bajo el efecto del alcohol, mantener relaciones sexuales sin protección o involucrarse en disturbios del orden público e infracciones a la ley. Considerando que estos jóvenes hacen uso excesivo de SPA sin un soporte social-comunitario adecuado, son necesarios programas de prevención y políticas públicas guiadas por las nociones de autocuidado, protagonismo y participación activa en la propia rehabilitación...(AU)
Descritores: Pressão
Psicologia
Estudantes
Universidades
Adaptação Psicológica
Fumar
Prevalência
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Bebedeira
Consumo de Álcool na Faculdade
-Relaxamento
Assunção de Riscos
Autocuidado
Apoio Social
Tabaco
Risco
Vida
Proteção
Bebidas Alcoólicas
Prevenção de Doenças
Fumar Cigarros
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  4 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Spíndola, Thelma
Texto completo
Id: biblio-1145143
Autor: Ramos, Raquel Conceição de Almeida; Spindola, Thelma; Oliveira, Claudia Silvia Rocha; Martins, Elizabeth Rose Costa; Lima, Giselle da Silva Figueiredo; Araujo, Agatha Soares de Barros de.
Título: Practices for the prevention of sexually transmitted infections among university students / Prácticas para la prevención de infecciones de transmisión sexual entre estudiantes universitarios / Práticas de prevenção de infecções sexualmente transmissíveis entre estudantes universitários
Fonte: Texto & contexto enferm;29:e20190006, Jan.-Dec. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the sexual practices adopted by university students for the prevention of Sexually Transmitted Infections Method: a quantitative, descriptive and cross-sectional study, conducted in 2016, at a private university in the municipality of Rio de Janeiro, Brazil. A convenience sample was selected, stratified by gender, of 768 students who answered a self-administered questionnaire, structured with variables of sociodemographic characterization and related to knowledge about sexually transmitted infections, sexual practices, prevention practices and care with sexual health. In the analysis, descriptive statistics, chi-square tests and analysis of variance were used, with a significance level of 5%. Results: most of the university students ‒ 654 (85.16%) ‒ had an active sex life and 480 (62.54%) did not use condoms in all their sexual encounters. Among the participants, 509 (84.83%) said they had sexual intercourse with a steady partner, of which 224 (44.01%) used a condom. In the investigated group, 313 (47.86%) had relationships with casual partners, with 199 (63.58%) reporting having used a condom. Among the participants, 174 (26.61%) had their sexual practices classified as adequate/satisfactory. Conclusion: the findings show that the university students investigated present a risk behavior for Sexually Transmitted Infections due to inadequate/unsatisfactory sexual practices. Health education actions should consider cultural and individual aspects of the group in order to encourage reflection on practices for the prevention of sexually transmitted diseases.

RESUMEN Objetivo: analizar las prácticas sexuales adoptadas por estudiantes universitarios para prevenir Infecciones de Transmisión Sexual. Método: estudio cuantitativo, descriptivo y transversal, realizado en el año 2016 en una universidad privada del municipio de Río de Janeiro, Brasil. Ajustada por conveniencia y estratificada por sexo, la muestra estuvo compuesta por 768 estudiantes que respondieron un cuestionario autoaplicado, estructurado con variables de caracterización sociodemográfica y relacionadas con el conocimiento sobre infecciones de transmisión sexual, prácticas sexuales, prácticas de prevención y cuidados con la salud sexual. En el análisis se empleó la estadística descriptiva, pruebas de Chi-cuadrado y análisis de variancia, con un nivel de significancia del 5%. Resultados: la mayoría de los universitarios ‒ 654 (85,16%) ‒ tenía una vida sexual activa y 480 (62,54%) no usaban preservativo en todos sus encuentros sexuales. Entre los participantes, 509 (84,83%) afirmaron tener relaciones sexuales con una pareja fija y, de ellos, 224 (44,01%) utilizaban preservativo. En el grupo investigado, 313 (47,86%) tuvieron relaciones con parejas casuales, y 199 (63,58%) declararon haber usado preservativo. Entre los participantes, las prácticas sexuales de 174 (26,61%) de ellos se clasificaron como adecuadas/satisfactorias. Conclusión: las conclusiones del estudio evidencian que los universitarios investigados presentan un comportamiento de riesgo para contraer Infecciones de Transmisión Sexual como resultado de prácticas sexuales inadecuadas/insatisfactorias. Las medidas de educación en salud deben considerar aspectos culturales e individuales del grupo para favorecer la reflexión sobre las prácticas de prevención de enfermedades de transmisión sexual.

RESUMO Objetivo: analisar as práticas sexuais adotadas por estudantes universitários para prevenção de Infecções Sexualmente Transmissíveis Método: estudo quantitativo, descritivo e transversal, realizado em 2016, em uma universidade privada no município do Rio de Janeiro, Brasil. Selecionou-se amostra por conveniência, estratificada por sexo, de 768 estudantes que responderam a um questionário autoaplicado, estruturado com variáveis de caracterização sociodemográfica e relacionadas ao conhecimento sobre infecções sexualmente transmissíveis, práticas sexuais, práticas de prevenção e cuidados com a saúde sexual. Na análise, empregou-se a estatística descritiva, testes de quiquadrado e análise de variância, com nível de significância de 5%. Resultados: a maioria dos universitários ‒ 654(85,16%) ‒ tinha vida sexual ativa e 480(62,54%) não fazia uso do preservativo em todos os intercursos sexuais. Entre os participantes, 509(84,83%) afirmaram ter relação sexual com parceiro fixo, dos quais 224(44,01%) utilizaram o preservativo. No grupo investigado, 313(47,86%) tiveram relações com parceiros casuais, sendo que 199 (63,58%) informaram ter usado o preservativo. Entre os participantes, 174(26,61%) tiveram suas práticas sexuais classificadas como adequadas/satisfatórias. Conclusão: os achados evidenciam que os universitários investigados apresentam um comportamento de risco para Infecções Sexualmente Transmissíveis decorrente de práticas sexuais inadequadas/insatisfatórias. Ações de educação em saúde devem considerar aspectos culturais e individuais do grupo para favorecer a reflexão sobre as práticas de prevenção de doenças transmitidas pelo sexo.
Descritores: Prevenção Primária
Assunção de Riscos
Comportamento Sexual
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Adulto Jovem
Saúde Sexual
Limites: Humanos
Adulto
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  5 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-780804
Autor: Guimarães, Rafael Alves; Rodovalho, Aurélio Goulart; Fernandes, Inaina Lara; Lucchese, Roselma; Vera, Ivânia.
Título: Inconsistent use of condoms in non-injecting illicit drug users
Fonte: Braz. j. infect. dis;20(2):220-221, Mar.-Apr. 2016.
Idioma: en.
Descritores: Comportamento Sexual/estatística & dados numéricos
Preservativos/estatística & dados numéricos
Usuários de Drogas/estatística & dados numéricos
-Assunção de Riscos
Brasil
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-828117
Autor: Bjekić, Milan; Vlajinac, Hristina; Šipetić-Grujičić, Sandra.
Título: Characteristics of gonorrhea and syphilis cases among the Roma ethnic group in Belgrade, Serbia
Fonte: Braz. j. infect. dis;20(4):349-353, July-Aug. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background The Roma ethnic group is the largest and most marginalized minority in Europe, believed to be vulnerable to sexually transmitted infections. Aim The purpose of the study was to investigate frequency and characteristics of gonorrhea and syphilis among the Roma population in Belgrade. Methods Data from the City Institute for Skin and Venereal Diseases to which all gonorrhea and syphilis cases are referred were analyzed. Results During the period of 2010–2014 sexually transmitted infections were more frequent among Roma than in rest of Belgrade population. Average percentages of Roma among all reported subjects with syphilis and those with gonorrhea were 9.6% and 13.5%, respectively, while the percentage of Roma in the total Belgrade population was about 1.6%. Roma with syphilis and gonorrhea were more frequently men (75%), most frequently aged 20–29 years (43.4%), never married (64.5%), with elementary school or less (59.2%), unemployed (80.3%), and heterosexual (89.5%). Among Roma 10.5% were sex workers and 68.4% did not know the source of their infection. Significant differences between Roma cases and other cases in Belgrade in all characteristics observed were in agreement with differences between Roma population and the total population of Serbia. Conclusion The present study confirmed the vulnerability of the Roma population to sexually transmitted infections.
Descritores: Gonorreia/etnologia
Sífilis/etnologia
-Assunção de Riscos
Fatores Socioeconômicos
Incidência
Sérvia/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Marziale, Maria Helena Palucci
Texto completo
Id: lil-735556
Autor: Martins, Júlia Trevisan; Bobroff, Maria Cristina Cescato; Ribeiro, Renata Perfeito; Robazzi, Maria Lúcia do Carmo da Cruz; Marziale, Maria Helena Palucci; Haddad, Maria do Carmo Fernandez Lourenço.
Título: Significados de cargas de trabalho para enfermeiros de pronto socorro/emergência / Meanings of workloads for nurses in the emergency unit / emergency / Significado de las cargas de trabajo para las enfermeras en la sala de emergencia / urgencia
Fonte: Ciênc. cuid. saúde;12(1):40-46, jan.-mar. 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Neste artigo objetivou-se identificar o significado que os enfermeiros de uma Unidade de Pronto Socorro/Emergência atribuem às cargas de trabalho e revelar as cargas vivenciadas no ambiente de trabalho. O estudo é do tipo descritivo, com abordagem qualitativa. Foram entrevistados 12 enfermeiros, em novembro de 2010. Utilizou-se a técnica de análise de conteúdo que resultou em quatro categorias: vivenciando as cargas psíquicas, vivenciando as cargas biológicas, vivenciando as cargas químicas, e vivenciando as cargas fisiológicas. Constatou-se que a maioria dos sujeitos conhece as cargas psicológicas e biológicas e apenas um mencionou as cargas químicas a que estão expostos no ambiente de trabalho. Entretanto, os enfermeiros não identificaram a carga mecânica e confundiram a carga física com a fisiológica, evidenciando a ausência ou falha no processo de capacitação dos trabalhadores em questão, tão necessário para que adquiram conhecimento sobre os efeitos maléficos dessas cargas à saúde.

This study aimed at identifying the Emergency Unit nurses' workloads meanings and to reveal the workloads at this environment. Descriptive study based on a qualitative approach. Twelve nurses were interviewed in November 2010. Four categories were derived from the Content Analysis technique: the living experience on psychical loads, on biological loads, on chemical loads and on physiological loads. It was found that most of the nurses know the psychical and biological loads and just one mentioned the chemical loads in the workplace. However, the nurses did not identify the mechanical load and the physical load was confounded with the physiological. This situation clearly shows the absence or failure of such workforce training process which is needed to acquire knowledge about the harmful effects of those loads to health.

El objetivo fue identificar el significado que las enfermeras de una Unidad de Emergencia tienen en carga de trabajo y conocer cargas vivió profundamente en este ambiente del trabajo. Estudio descriptivo com enfoque cualitativo. Doce enfermeras fueron entrevistadas em noviembre de 2012. Se utilizo la técnica de Análisis de Contenido que resulto em cuatro categorias: experimentando las cargas psíquicas, las cargas biológicas, las cargas químicas y las cargas fisiológicas. Se encontró que la mayoria de sujetos del ensayo saben las cargas psicológicas y biológicas y sólo uno menciona las cargas a productos químicos en el lugar de trabajo. Sin embargo, las enfermeras no identificó la carga mecánica y confundirse las cargas fisiológicas y físicas. Esta situación muestra claramente la ausencia o el fracasso del proceso de formación del personal necesario para adquirir conocimientos sobre los efectos nocivos de las cargas para la salud.
Descritores: Assunção de Riscos
Riscos Ocupacionais
Saúde do Trabalhador
Enfermagem
Carga de Trabalho
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  8 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Camargo, Brigido Vizeu
Texto completo
Id: biblio-1135711
Autor: Schlösser, Adriano; Giacomozzi, Andréia Isabel; Camargo, Brigido Vizeu; Silva, Emanuely Zelir Pereira da; Xavier, Marlon.
Título: Tattooed and non-tattooed women: motivation, social practices and risk behavior / Mulheres tatuadas e não tatuadas: motivações, práticas sociais e comportamento de risco / Mujeres con tatuajes y sin tatuajes: motivaciones, prácticas sociales y comportamiento de riesgo
Fonte: Psico USF;25(1):51-62, jan.-mar. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: This study aimed at identifying motivations, risk behavior and social practices, comparing tattooed and non-tattooed women. 316 women (50% tattooed) were surveyed online, answering questions on sociodemographic data, social practices, motivations, and risk behavior. Data collection strategies included snow-balling, social networks, personal contact, and visits to tattoo parlors. The main results indicate that the majority of women express satisfaction with their physical appearance after getting tattooed, and wouldn't get the tattoo removed. Being tattooed correlated with risk behaviors such as casual sex with unknown people, alcohol and drug use, and psychopathology. The sample presented more similarities than differences between tattooed and non-tattooed groups, suggesting that growing popularization and social acceptance of tattooing has led to a decrease of the differences between the groups. Such results may inform future research and the production of informative materials aimed at demystifying negative stereotypes associated to tattoos. (AU)

O objetivo foi identificar as motivações, práticas sociais e comportamento de risco de mulheres tatuadas e não tatuadas. Participaram 316, divididas igualmente entre as categorias. As estratégias de acesso aos participantes foram variadas: técnica de snowball, redes sociais, contato pessoal e idas a estúdios de tatuagem. A coleta de dados ocorreu por meio de um survey on-line, composto por: questões sociodemográficas, práticas sociais, motivações e comportamento de risco. Os principais resultados indicam que a maioria das mulheres apresenta satisfação com sua aparência após realizarem tatuagem e não as removeriam. Houve associação entre ter tatuagem e comportamento sexual de risco, prática sexual com desconhecidos, álcool e outras drogas e psicopatologia. A amostra apresentou mais semelhanças do que diferenças, sugerindo que a popularização e aceitação social da tatuagem têm refletido na diminuição das diferenças entre tatuados e não tatuados. Tais resultados podem permitir a construção de informativos que contribuam na desmistificação de estereótipos negativos frente à tatuagem. (AU)

El objetivo de este estudio fue identificar motivaciones, comportamiento de riesgo y prácticas sociales, entre mujeres con tatuajes y sin tatuajes. Participaron 316 mujeres 50% tatuadas y 50 % no tatuadas. Las estrategias de acceso a los participantes fueron variadas: técnica de snowball-bola de nieve), redes sociales, contacto personal e idas a estudios de tatuaje. La recolección de datos ocurrió a través de un levantamiento online compuesto por preguntas sobre datos sociodemográficos, prácticas sociales, motivaciones y comportamiento de riesgo. Los principales resultados indican que la mayoría de las mujeres expresan satisfacción con su apariencia física después de tatuarse y no se quitarían el tatuaje. Hubo asociación entre tener tatuaje y comportamiento sexual de riesgo, práctica sexual con desconocidos, alcohol y otras drogas y psicopatología. La muestra presenta más semejanzas que diferencias entre los dos grupos, sugiriendo que la popularidad y aceptación social del tatuaje han llevado a la disminución de las diferencias entre los dos grupos. Los resultados pueden permitir la construcción de materiales informativos que contribuyan para la desmitificación de estereotipos negativos frente al tatuaje. (AU)
Descritores: Satisfação Pessoal
Assunção de Riscos
Comportamento Sexual/psicologia
Comportamento Social
Desejabilidade Social
Tatuagem/psicologia
Aparência Física
-Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR1249.1 - Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas


  9 / 592 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Medeiros, Marcelo
Texto completo
Id: lil-798028
Autor: Pedrosa, Sheila Mara; Reis, Mary Lopes; Gontijo, Daniela Tavares; Teles, Sheila Araújo; Medeiros, Marcelo.
Título: A trajetória da dependência do crack: percepções de pessoas em tratamento / El camino de la dependencia del crack: percepciones de personas en tratamiento / The path to crack addiction: perceptions of people under treatment
Fonte: Rev. bras. enferm;69(5):956-963, set.-out. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: o objetivo foi compreender os significados do uso nocivo de crack por pessoas em tratamento da dependência. Método: utilizou-se abordagem qualitativa da pesquisa social na modalidade estratégica. Foram realizados observação do campo, confecção de diário de campo e grupos focais, e análise dos dados por meio do método de interpretação de sentidos. Resultados: os resultados constituíram a construção de três categorias temáticas: "Descoberta do crack e outras drogas" que diferencia a experimentação do crack da de outras drogas; "A dor do prazer", categoria principal que descreve o momento que sucede a experimentação do crack em que, muitas vezes, se instala a dependência, o que leva a pessoa a um ciclo de períodos curtos de tentativa de abstinência, recaída e consumo incessante; e "Retomar a vida". Conclusão: a abordagem de pessoas em tratamento da dependência do crack deve ser realizada no sentido de reduzir a distância entre essas pessoas e a família, a sociedade e os serviços de saúde.

RESUMEN Objetivo: comprender los significados del uso nocivo de crack en personas tratando su dependencia. Método: se utilizó abordaje cualitativo para la investigación social, en modalidad estratégica. Fueron realizadas observación de campo, confección de diario de campo y grupos focales. Datos analizados mediante interpretación de sentidos. Resultados: se constituyeron tres categorías temáticas: "Descubrimiento del crack y otras drogas", que diferencia la experiencia del crack de la de otras drogas; "El dolor del placer", categoría principal que describe el momento en el que se prueba el crack y en el que, frecuentemente, se instala la dependencia, que lleva a la persona a un ciclo de cortos períodos de intento de abstinencia, recaída y consumo incesante; y "Retomar la vida". Conclusión: el abordaje de personas en tratamiento de su dependencia del crack debe realizarse con el fin de reducir la distancia entre ellos y su familia, la sociedad y los servicios de salud.

ABSTRACT Objective: the objective of this study was to understand the meaning of the harmful use of crack by people undergoing addiction treatment. Method: qualitative approach of social research on strategic modality was used. Field observation, preparation of field diary and focus groups, and data analysis through the method of interpreting meaning were carried out. Results: the results contributed to the construction of three thematic categories: "The discovery of crack and other drugs" that describes the experimentation with crack and other drugs; "The pain of the pleasure", key category that describes the moments after crack experimentation and that, many times, turns into addiction, which leads the person into a cycle of short periods of attempts at abstinence, relapse, and relentless consumption; and "Return to normal life". Conclusion: treating people with crack addiction must be carried out in ways that narrow the distance between these people and their families, society and health care.
Descritores: Assunção de Riscos
Cocaína Crack
Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína/psicologia
-Recidiva
Brasil/epidemiologia
Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína/enfermagem
Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína/reabilitação
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 592 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-843652
Autor: Souza, Vânia de; Gazzinelli, Maria Flávia; Soares, Amanda Nathale; Fernandes, Marconi Moura; Oliveira, Rebeca Nunes Guedes de; Fonseca, Rosa Maria Godoy Serpa da.
Título: The game as strategy for approach to sexuality with adolescents: theoretical-methodological ections / El juego como estrategia de abordaje de la sexualidad en los adolescentes: exiones teórico-metodológicas / O jogo como estratégia para abordagem da sexualidade com adolescentes: reflexões teórico-metodológicas
Fonte: Rev. bras. enferm;70(2):376-383, Mar.-Apr. 2017.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: To describe the Papo Reto [Straight Talk] game and reflect on its theoretical-methodological basis. Method: Analytical study on the process of elaboration of the Papo Reto online game, destined to adolescents aged 15-18 years, with access to the Game between 2014 and 2015. Results: the interactions of 60 adolescents from Belo Horizonte and São Paulo constituted examples of the potentialities of the Game to favor the approach to sexuality with adolescents through simulation of reality, invention and interaction. Based on those potentialities, four thinking categories were discussed: the game as pedagogic device; the game as simulation of realities; the game as device for inventive learning; and the game empowering the interaction. Conclusion: By permitting that the adolescents take risks on new ways, the Game allows them to become creative and active in the production of senses, in the creation of their discourses and in the ways of thinking, feeling and acting in the sexuality field.

RESUMEN Objetivo: describir el juego Papo Reto, y aportar reflexiones desde sus bases teórico-metodológicas. Método: estudio de análisis sobre el proceso de elaboración del juego en línea Papo Reto, destinado a los adolescentes de 15 a 18 años, y que lo accedieron entre 2014 y 2015. Resultados: las interacciones de sesenta adolescentes de la ciudad de Belo Horizonte y São Paulo mostraron potencialidades de este juego en abordar la sexualidad en adolescentes a través de la simulación de realidades, creación e interacción. En base a estas potencialidades se han puestas en discusión cuatro categorías: el juego como herramienta pedagógica; como simulación de realidades; como herramienta de aprendizaje inventiva y como el que promueve la interacción. Conclusión: por permitir que los adolescentes se arriesguen en nuevos caminos, el juego les ayuda a convertirse en seres creativos activos en la producción de sentidos, en la creación de sus discursos y en las formas de pensar, sentirse y actuar en el tema de la sexualidad.

RESUMO Objetivo: descrever o jogo Papo Reto e refletir sobre suas bases teórico-metodológicas. Método: estudo analítico sobre o processo de elaboração do jogo on-line Papo Reto, destinado a adolescentes de 15 a 18 anos, com acesso ao Jogo entre 2014 e 2015. Resultados: as interações de 60 adolescentes de Belo Horizonte e de São Paulo constituíram exemplos das potencialidades do Jogo para favorecer a abordagem sobre sexualidade com adolescentes por meio da simulação de realidades, da invenção e da interação. Com base nessas potencialidades, quatro categorias reflexivas foram discutidas: o jogo como dispositivo pedagógico; como simulação de realidades; como dispositivo para a aprendizagem inventiva; e o jogo potencializa a interação. Conclusão: ao permitir que os adolescentes se arrisquem por novos caminhos, o Jogo possibilita que se tornem criativos ativos na produção de sentidos, na criação de seus discursos e nas formas de pensar, sentir e agir no campo da sexualidade.
Descritores: Simulação por Computador/normas
Jogos de Vídeo/normas
Sexualidade/psicologia
Relações Interpessoais
-Assunção de Riscos
Instituições Acadêmicas/organização & administração
Simulação por Computador/tendências
Brasil
Comportamento do Adolescente/psicologia
Jogos de Vídeo/psicologia
Jogos de Vídeo/tendências
Internet
Aprendizagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 60 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde