Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.145.813.550 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1089 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 109 ir para página                         

  1 / 1089 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890429
Autor: Madeiro, Alberto Pereira; Rufino, Andréa Cronemberger.
Título: Maus-tratos e discriminação na assistência ao aborto provocado: a percepção das mulheres em Teresina, Piauí, Brasil / Maltreatment and discrimination in induced abortion care: perception of women in Teresina, State of Piauí, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(8):2771-2780, Ago. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O tratamento das complicações do aborto provocado pode ser dificultado por atitudes de discriminação praticadas por profissionais de saúde nos hospitais e serviços de aborto. Este artigo recuperou histórias de violência institucional entre mulheres que provocaram o aborto em condições ilegais e inseguras. Foram entrevistadas 78 mulheres internadas em um hospital público de referência em Teresina por complicações do aborto provocado. Utilizou-se roteiro semiestruturado com perguntas sobre práticas e itinerários de aborto e violência institucional durante a internação. Práticas discriminatórias e de maus-tratos durante a assistência foram relatadas por 26 mulheres, principalmente entre aquelas que confessaram a indução do aborto. Julgamento moral, ameaças de denúncia à polícia, negligência no controle da dor, longa espera pela curetagem uterina e internação conjunta com puérperas foram os principais tipos de violência institucional narrados. As práticas de violência institucional na assistência ao aborto provocado violam o dever de acolhimento do serviço de saúde e impedem que as mulheres tenham suas necessidades de saúde atendidas.

Abstract Treatment of complications resulting from induced abortion may be hampered by discriminatory attitudes manifested by healthcare professionals in hospitals and abortion services. This article retrieved stories of institutional abuse directed at women who had an induced abortion in illegal and unsafe conditions. Seventy-eight women admitted to a public hospital in Teresina for complications after an induced abortion were interviewed. A semi-structured script was used with questions about practices and itineraries of abortion and institutional violence during hospitalization. Discriminatory practices and maltreatment during care were reported by 26 women, especially among those who confessed to induction of the abortion. Moral judgement, threat of filing a complaint to the police, negligence in the control of pain, long wait for uterine curettage, and hospitalization with mothers who have recently given birth were the main types of institutional violence reported by women. Cases of institutional violence in the care of induced abortion violates the duty of the healthcare service and prevents women from receiving the necessary health care.
Descritores: Atitude do Pessoal de Saúde
Aborto Criminoso/efeitos adversos
Aborto Induzido/efeitos adversos
Má Conduta Profissional/estatística & dados numéricos
-Relações Médico-Paciente
Preconceito/estatística & dados numéricos
Violência/estatística & dados numéricos
Brasil
Aborto Criminoso/psicologia
Entrevistas como Assunto
Aborto Induzido/psicologia
Assistência à Saúde/normas
Hospitalização/estatística & dados numéricos
Hospitais Públicos/normas
Hospitais Públicos/estatística & dados numéricos
Imperícia/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1102446
Autor: Calheiros, Maria Natalia Santos; Conti, Luciane De.
Título: As significações acerca da imagem corporal por crianças amputadas / Significations of body image by amputated children / Los significados sobre la imagen corporal de los niños amputados
Fonte: Psicol. Estud. (Online);22(4):635-645, out.-dez. 2017.
Idioma: en; pt.
Resumo: A imagem corporal é importante na consciência de si, relacionando-se com a experiência existencial de cada um, podendo ser alterada por fatores como a amputação. Assim, as narrativas permitem organizar esta experiência, atribuindo-lhe um significado. O objetivo deste estudo foi investigar as significações construídas por crianças amputadas acerca de sua imagem corporal. Para tanto, foram realizados quatro momentos, gravados e transcritos, com três crianças com amputações adquiridas e uma congênita. As narrativas que remetiam à imagem corporal foram submetidas à análise da enunciação. Nos resultados, o olhar do outro foi a principal forma de preconceito, elegendo-se como uma das dificuldades impostas pela amputação. Porém, crianças com amputação adquirida e congênita diferenciaram-se quanto à significação da prótese e à possível aceitação/negação da amputação. Esses resultados demonstram que a significação sobre a imagem corporal é construída de forma singular e estar sensível a estas particularidades pode auxiliar o profissional em sua prática.

Body image is important in the awareness of the self, relating to the existential experience of each person, and can be altered by factors such as amputation. Discussing and giving a signification to experiences people live can help them organize their body images. The aim of this study was to investigate the significations attributed by amputated children about their body image. In order to achieve this goal, four interviews were organized with three children with congenital or acquired amputations. These interviews were recorded and transcribed, and the narratives that referred to body image were subjected to enunciation analysis. In the results, children mentioned that the discomfort caused by people's reactions when looking at them could be considered as one of the biggest difficulties imposed by amputation. However, children with acquired and congenital amputation differed as to the signification attributed to the prosthesis and the possible acceptance/denial of the amputation. These results demonstrate that the signification of body image is constructed in a unique way and being sensitive to these peculiarities can help professionals in their practice.

La imagen corporal es importante en la conciencia de sí mismo, en relación con la experiencia existencial de cada uno, puede ser alterado por factores tales como la amputación. Por lo tanto, las narrativas permiten organizar esta experiencia, dándole un significado. El objetivo de este estudio fue investigar los significados construidos por los niños amputados por su imagen corporal. Se realizaron cuatro veces, grabadas y transcritas con tres niños con amputaciones adquiridas y congénitas. Se analizaron los relatos que hacían referencia a la imagen corporal de la enunciación. En los resultados, la mirada de la otra era la principal forma de prejuicio, fue elegido como una de las dificultades impuestas por la amputación. Sin embargo, los niños con amputación congénita y adquirida difieren sobre el significado de la prótesis y posible aceptación / denegación de la amputación. Estos resultados demuestran que la importancia de la imagen corporal se construye de una manera única y ser sensible a estas características pueden ayudar a los profesionales en su práctica.
Descritores: Imagem Corporal/psicologia
Crianças com Deficiência/psicologia
Amputados/psicologia
-Preconceito/psicologia
Rejeição em Psicologia
Transtornos das Habilidades Motoras/psicologia
Emoções
Marginalização Social/psicologia
Amputação/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  3 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890588
Autor: Obara, Angélica Almeida; Alvarenga, Marle dos Santos.
Título: Adaptação transcultural da Escala de Atitudes Antiobesidade para o português do Brasil / Transcultural adaptation of the Antifat Attitudes Test to Brazilian Portuguese
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(5):1507-1520, Mai. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Indivíduos obesos são muitas vezes considerados culpados por sua condição e alvos de discriminação e preconceito. O objetivo deste estudo é descrever a adaptação transcultural para o português do Brasil e validação do Antifat Attitudes Test - desenvolvido especificamente para a avaliação de atitudes negativas para com o indivíduo obeso. A escala possui 34 itens distribuídos em três subescalas nomeadas de "depreciação social e do caráter" (15 itens), "não atratividade física e romântica" (10 itens) e "controle do peso e culpa" (9 itens). O método envolveu a tradução da escala; avaliação da equivalência conceitual, operacional e de itens; avaliação da equivalência semântica por meio do teste t pareado, do coeficiente de correlação de Pearson e coeficiente de correlação intraclasse (CCI); avaliação da consistência interna (Alpha de Cronbach), confiabilidade teste-reteste (CCI) e Análise Fatorial Confirmatória - após aplicação em 340 universitários da área da saúde. Os resultados apontaram boa consistência interna e confiabilidade para a escala global (α 0,85; CCI 0,83), e a análise fatorial demonstrou que as subescalas originais podem ser mantidas na adaptação, sendo, portanto, a escala adaptada para o português do Brasil, válida e útil em estudos para explorar atitudes negativas para com os indivíduos obesos.

Abstract Obese individuals are often blamed for their own condition and the targets of discrimination and prejudice. The scope of this study is to describe the cross-cultural adaptation to Brazilian Portuguese and the validation of the Antifat Attitudes Test - specifically developed for evaluation of negative attitudes toward the obese individual. The scale has 34 statements distributed in three subscales - Social/Character Disparagement (15 items), Physical/Romantic Unattractiveness (10 items) and Weight Control/Blame (9 items). The method involved the translation of the scale; evaluation of the conceptual, operational and item equivalence; evaluation of the semantic equivalence using the paired t test, the Pearson correlation coefficient and the intraclass correlation coefficient (ICC); internal consistency evaluation (Cronbach's alpha) and test-retest reliability (ICC) and Confirmatory Factor Analysis - after application in 340 college students in the area of health. The results showed good global internal consistency and reliability (α 0.85; CCI 0.83), and factor analysis showed that the original subscales can be kept in the adaptation, and therefore the scale adapted to the Brazilian-Portuguese version is valid and useful in studies to explore negative attitudes toward obese individuals.
Descritores: Preconceito/psicologia
Atitude Frente a Saúde
Comparação Transcultural
Obesidade/psicologia
-Traduções
Brasil
Inquéritos e Questionários
Reprodutibilidade dos Testes
Análise Fatorial
Idioma
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974708
Autor: Mesquita Filho, Marcos; Marques, Thaline Figueiredo; Rocha, Ana Beatriz Cavalcanti; Oliveira, Suellen Ramos de; Brito, Maíra Barbosa; Pereira, Camila Claudiano Quina.
Título: O preconceito contra a mulher entre trabalhadores da Atenção Primária em Saúde / Sexism against women among primary healthcare workers
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(11):3491-3504, Oct. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo deste trabalho foi pesquisar a existência de preconceitos contra a mulher entre trabalhadores da Atenção Primária em Saúde e identificar fatores associados. Estudo transversal que teve a participação de 163 profissionais de APS. Foram utilizados os questionários Estereótipos de Gênero (EG) e o Inventário do Sexismo Ambivalente. Pesquisou-se indivíduos dos dois sexos, com mais de 18 anos e escolaridade básica ou média. Os escores médios tinham valores acima de 50,0% do valor máximo: EG - 53,8%, Sexismo Hostil - 58,2%; Sexismo Benévolo - 64,1%. As médias estratificadas por variáveis sociodemográficas eram elevadas. Foram encontradas diferenças significantes por sexo (masculino maior que feminino), religiões (maior nos evangélicos) e nos que usavam bebidas alcoólicas, no Sexismo Hostil. No Sexismo Benévolo houve diferenças por escolaridade (maior no nível básico), religião (maior nos evangélicos e católicos) e atividade exercida (maior em serviços gerais). Estratificando EG não se encontrou diferenças significantes. Preconceitos sexistas hostis, benevolentes e estereótipos de gênero foram detectados. Esse achado pode influir negativamente na relação serviço-usuárias agravando as iniquidades em saúde geradas pelas desigualdades entre gêneros.

Abstract The objective of this study was to research the existence of sexism against women among primary healthcare (PHC) workers and to identify associated factors. This was a cross-sectional study in which 163 PHC professionals of both sexes participated, all of whom were aged over 18 and had completed their primary or secondary education. The Gender Stereotyping and Ambivalent Sexism Inventory questionnaires were used. The average scores were more than 50% of the maximum score: Gender Stereotyping - 53.8%, hostile sexism - 58.2%, benevolent sexism - 64.1%. The average scores stratified by sociodemographic variables were higher. Significant differences in the hostile sexism score were found for sex (men scored higher than women), religion (higher scores for evangelical Christians) and among those who drank alcohol. For benevolent sexism, differences were found for schooling (greater scores for those who had only completed their primary education), religion (higher scores for evangelical Christians and Catholics) and area of work (greater for those working in general services). The stratification of the Gender Stereotyping scores did not point to significant differences. Sexist prejudice was found to exist for hostile sexism, benevolent sexism and gender stereotyping. This finding could have a negative influence on the service-user relationship, leading to greater inequities in health as a result of gender inequality.
Descritores: Preconceito/estatística & dados numéricos
Atenção Primária à Saúde
Pessoal de Saúde/psicologia
Sexismo/estatística & dados numéricos
-Estereotipagem
Atitude do Pessoal de Saúde
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Pessoal de Saúde/estatística & dados numéricos
Hostilidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1149121
Autor: Mattar, Cristine Monteiro.
Título: Psicologia em tempos sombrios e o despertar da bela adormecida: estudos em subjetividade e clínica / Psychology in dark times: the awakening of the sleeping beauty / Psicología en tiempos oscuros y el despertar de la bella durmiente: estudios en subjetividad y clínica
Fonte: Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003);72(spe):18-32, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O texto suscita o debate acerca da constituição da psicologia no Brasil, apontando para suas bases importadas de países com realidades bastante diversas daquelas aqui encontradas, tanto nos aspectos sociais e econômicos, quanto naqueles históricos, culturais e raciais. A psicologia, desde 1962, vem se pautando em modelos que raramente levam em conta o contexto no qual se encontra: um país que assenta seus alicerces sobre a escravidão, o preconceito, a violência, os 20 anos de uma truculenta ditadura militar, a exclusão, o encarceramento em massa e o extermínio de populações indígenas e negras, assassinatos de homossexuais e transsexuais. No cenário atual, que intensifica aspectos desde sempre aqui presentes e desmonta as estratégias do seu enfrentamento, torna-se urgente repensar as práticas e saberes psicológicos produtores e reprodutores de subjetividades coloniais, em tempos que, parafraseando Hannah Arendt, se anunciam como sombrios, mas que, ao mesmo tempo, desafiam a psicologia, sobretudo clínica, a despertar de seu sono e sonhos encantados.

The text raises the debate about the constitution of psychology in Brazil, pointing to its bases imported from countries with realities quite different from those found here, in social and economic as well as historical, cultural and racial aspects. Psychology since 1962 has been based on models that rarely take into account the context in which it finds itself: a country that lays its foundations on slavery, prejudice, violence, the 20 years of a truculent military dictatorship, exclusion, mass incarceration and the extermination of indigenous and black populations, murders of homosexuals and transsexuals. In the current scenario, which intensifies aspects always present here and dismantles the strategies of their confrontation, it is urgent to rethink the practices and psychological knowledge producers and breeders of colonial subjectivities, in times that, paraphrasing Hannah Arendt, announce themselves as dark, but at the same time challenge psychology, especially clinical, to awaken from their sleep and enchanted dreams.

El texto plantea el debate sobre la constitución de la psicología en Brasil, señalando sus bases importadas de países con realidades bastante diferentes a las aquí encontradas, tanto en los aspectos sociales y económicos, como en los aspectos históricos, culturales y raciales. La psicología desde 1962 se ha guiado por modelos que pocas veces tienen en cuenta el contexto en el que se encuentra: un país que cimenta la esclavitud, el prejuicio, la violencia, los 20 años de una dictadura militar truculenta, la exclusión, el encarcelamiento masivo y exterminio de poblaciones indígenas y negras, asesinatos de homosexuales y transexuales. En el escenario actual, que intensifica aspectos que siempre han estado presentes aquí y desmantela las estrategias para enfrentarlos, es urgente repensar las prácticas y saberes psicológicos que producen y reproducen subjetividades coloniales, en tiempos que, parafraseando a Hannah Arendt, se anuncian como oscuros, pero que, al mismo tiempo, desafían a la psicología, especialmente a la clínica, a despertar de su torpor y sus sueños encantados.
Descritores: Preconceito
Psicologia Clínica/tendências
Grupos Populacionais
Racismo
-Brasil
Responsável: BR1194.1 - BT - Biblioteca


  6 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1138631
Autor: Estay G, Fernanda; Valenzuela V, Amanda; Cartes V, Ricardo.
Título: Atención en salud de personas LGBT+: perspectivas desde la comunidad local penquista / Health-care on LGBT+ people: perspectives from the local community from Concepción
Fonte: Rev. chil. obstet. ginecol. (En línea);85(4):351-357, ago. 2020.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN La atención en salud a personas de la diversidad sexual (LGBT+), se ve afectada negativamente por la heternormatividad que ha regido históricamente nuestra sociedad. Se destaca la marginalización de este grupo de la población en el sistema de salud, debido a distintas discriminaciones y vulneraciones de derechos, que se convierten en barreras de salud. El objetivo de esta investigación es conocer la experiencia en atención en salud que reciben personas adultas LGBT+ del Gran Concepción. Para esto, se realizaron entrevistas semiestructuradas, enmarcadas en una investigación de tipo cualitativa, por medio del uso de Teoría Fundamentada. Cuatro categorías principales emergieron desde la codificación de las 6 entrevistas realizadas, correspondientes a "Heteronormatividad", "Desinformación de profesionales de la salud", "Desinformación sobre deberes y derechos de los y las pacientes" y "Reconocimiento de la diversidad". Se concluye que la formación de profesionales de la salud es de gran relevancia, en conjunto a la participación social de la comunidad LGBT+. Ambos aspectos actúan como estrategias para superar las desigualdades y la marginalización de la población LGBT+ en salud.

ABSTRACT Health care for people who identify themselves as part of the LGBT+ community is negatively affected by heteronormativity, which has historically ruled our society. The marginalization of this group of society in our health care system stands out. Its causes are different discriminations and violations of LGBT+ people's rights, which become health barriers. The objective of this research was to know the health care experience of LGBT+ adults from Concepción. Semi-structured interviews were carried out, in the context of a qualitative research, through the use of Grounded Theory. Four main categories emerged from the coding of the 6 interviews, corresponding to "Heteronormativity", "Disinformation from health care professionals", "Disinformation about patients' rights and duties" and "Diversity acknowledgement". It is concluded that health care professionals' training is of the upmost importance, as much as social participation of the LGBT+ community. Both together act as strategies to overcome LGBT+ population inequalities and marginalization, in the context of health care.
Descritores: Atitude do Pessoal de Saúde
Assistência à Saúde
Minorias Sexuais e de Gênero/psicologia
-Preconceito
Chile
Entrevistas como Assunto
Comunicação
Direitos do Paciente
Pesquisa Qualitativa
Discriminação Social
Diversidade de Gênero
Acesso aos Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-533925
Autor: Santos, Tânia Steren dos.
Título: Discriminações, estímulos e obstáculos no campo profissional da medicina: um olhar de gênero e gerações / Discrimination, incentives, and obstacles in the professional field of medicine: a vision of gender and generations
Fonte: Trab. educ. saúde;7(3), nov. 2009-fev. 2010. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo aborda, de forma comparativa, a realidade objetiva e representações de homens emulheres sobre seu trabalho na medicina e as interfaces com a esfera doméstica. São analisados discriminações, estímulos e obstáculos para a carreira profissional, na perspectiva de gênero e gerações.Os dados foram coletados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), integrando técnicas quantitativas e qualitativas. Os resultados indicam que, para explicar os fatores de estímulo para a carreira,as mulheres parecem voltar-se mais para elementosda vida privada enquanto os homens enfatizam maisalguns fatores externos. Ambos salientam a importânciade ter um ?modelo? de profissional tomado como ideal para o exercício profissional e um ambiente acadêmico positivo, com apoio institucional e bom relacionamento com os colegas de trabalho. Entre os obstáculos: excesso de trabalho, falta de tempo e dificuldades financeiras, observando-se diferenciações de gênero quanto à vida familiar e problemas pessoais. Foram salientadas as ?vantagens comparativas?das mulheres no desempenho das suas atividades.Este estudo pode contribuir para a implementação de ações positivas para a melhoria das condições do trabalho profissional e da equidade de gênero, tanto na esfera pública quanto na privada.

This article discusses, in a comparative way, the objective reality and representations of men and women concerning their work in medicine and the interfaces with the domestic sphere. Discrimination, incentives, and obstacles in careers are analyzed from the perspective of gender and generations. Data was collected at the Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), integrating quantitative and qualitative techniques. The results indicate that in order to explain career incentive factors, women seem to give more importance to private life elements while men put more emphasis on external factors. Both stress the importance of having a 'model' professional as ideal for professional practice and a positive academic environment with institutional support and good relationships with coworkers. Among the obstacles are overwork, lack of time, and financial difficulties, observing that there are differences of gender in regards to family life and personal problems. Women's 'comparative advantages' were highlighted in carrying out their activities. This study may contribute to the implementation of positive actions to improve the conditions of work life and gender equity, in both the public and private spheres.
Descritores: Medicina/tendências
Mobilidade Ocupacional
Preconceito
Sociedades/normas
-Brasil
Identidade de Gênero
Programa de Estímulos e Incentivos
Recursos Humanos em Hospital
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  8 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1051357
Autor: Soares, Roger Taussig; Alminhana, Letícia Oliveira.
Título: Religiosidade madura e personalidade: uma revisão do conceito de religiosidade intrínseca em Allport / Mature religiosity and personality: Allport's concept of intrinsic religiousness revisited
Fonte: HU rev;44(4):437-446, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: A escala de orientação religiosa, desenvolvida por Allport, explorou originalmente a ideia de que a religiosidade intrínseca poderia estar inversamente relacionada com comportamentos de preconceito e que a religiosidade extrínseca estaria diretamente relacionada com discriminação racial. Religiosidade intrínseca seria uma expressão de uma personalidade madura, menos propensa a atitudes discriminatórias. Nessa revisão investigamos a origem teórica da escala I/E no livro The individual and his religion, publicado por Allport. Identificamos que a Escala I/E não foi capaz de operacionalizar os conceitos originais do autor, o que resultou em afastamento da ideia de correlação entre desenvolvimento da personalidade e religiosidade. Os autores recuperam a noção de religiosidade como função autônoma integradora do comportamento desenvolvida na dependência do amadurecimento pessoal. Propõem o estudo metódico da interface personalidade-religiosidade com base no conceito de Allport como meio para investigar de que forma a orientação religiosa se relaciona com indicadores de maturidade e saúde mental.

The religious orientation scale, developed by Allport, has explored the initial hypothesis that intrinsic religiousness could be inversely related to prejudice behavior and, on the other hand, extrinsic religiousness would directly correlate with racial discrimination. Intrinsic religiousness might represent the expression of a mature personality, less predisposed to bigotry. In this review the authors investigate the theoretical substract for the I/E Scale in the title The individual and his religion, written by Allport. It is pointed that the I/E Scale did not manage to operationalize the original concepts form its author, which resulted in alienation from the idea that there is a correlation between personality growth and religiosity. The authors engage in recovering the notion of religiosity as an autonomous integrative function of behavior, developed as consequence of personal maturation. They propose a methodic exploration of the interface personality/religiosity based on Allport's concepts as a means to investigate how religious orientation is related to indicators of maturity and mental health.
Descritores: Personalidade
Saúde Mental
-Preconceito
Religião
Comportamento
Espiritualidade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  9 / 1089 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1129964
Autor: de Assis Pinto Bezerra, Francisco; Azevedo Nepomuceno, Marcus Vinicius; Quadros Barbosa, Silvana.
Título: Da reclusão à desativação do hospital colônia: a experiência vivenciada pelos hansenianos de Marituba / From the claim the disabling of to the colony hospital: the experienced by the hansenians of Marituba / De la reclusión a la desactivación del hospital colonia: la experiencia vivenciada por los hansenianos de Marituba
Fonte: Rev. baiana saúde pública;42(3), 01/09/2018.
Idioma: pt.
Resumo: A hanseníase é uma doença infecciosa crônica, maculada por insensibilidade e mancha na pele que, se evoluída, causa deformações nas extremidades dos dedos e na face. O preconceito contra os hansenianos de que poderiam contaminar os sadios resultou na construção dos hospitais colônias, gerando problema da cisão entre o paciente e o convívio familiar e social. O objetivo do artigo foi analisar a trajetória de reclusão, isolamento e de segregação social vivenciada pelos hansenianos, com enfoque nas estratégias adotadas pelos internos para superar as adversidades durante o período de internamento. A metodologia adotada foi a abordagem historiográfica, que permitiu realizar análise sobre a história dos hansenianos de Marituba, a partir da história oral narrada pelos sujeitos através do questionário, cujo discurso foi sustentado por autores que discutem a história na perspectiva das pessoas comuns. Os resultados revelam que os hansenianos foram capazes de reelaborar suas vidas, através de estratégias afetivas, a ponto de garantirem boa estadia durante a permanência na Colônia, indicando que os internos não tiveram o seu modo de vida interrompido. Conclui-se que as estratégias adotadas pelos hansenianos para superar as adversidades na Colônia foram: a interação, socialização, colaboração, organização, ajuda mútua e o compartilhamento de tarefas, enfim os laços de amizade e de solidariedade foram fundamentais para superar o confinamento, solidão e a revolta contra o sistema de tratamento coercitivo.

Leprosy is a chronic infectious disease, tainted by insensitivity and spotting on the skin which, if evolved, causes deformities at the extremities of the fingers and the face. The prejudice against the Hansenians that could contaminate the healthy resulted in the construction the colony hospital the generating a split between the patient es family and social life. The objective of this article was to analyze and the trajectory of seclusion, isolation and social segregation experienced by leprosy patients, focusing on the strategies adopted by the inmates to overcome adversity during the hospitalization period. The methodology adopted was the historiographic approach, which allowed the analysis of the history of Marituba leprosy, from the oral history narrated by the subjects through the questionnaire, whose discourse was supported by authors who discuss the history from the perspective of ordinary people. The results show that the Hansenians were able to re-elaborate their lives through affective strategies, to the point of ensuring a good stay during the stay in Cologne, indicating that the inmates did not have their way of life interrupted. It is concluded that the strategies adopted by Hansen to overcome adversity in the Colony were: interaction, socialization, collaboration, organization, mutual aid and sharing of tasks, in the end the bonds of friendship and solidarity were fundamental to overcome confinement, solitude and the revolt against the system of coercive treatment.

La hanseniasis es una enfermedad infecciosa crónica, maculada por insensibilidad y mancha en la piel que, si se desarrolla, causa deformaciones en los extremos de los dedos y en la cara. El preconcepto contra los hansenianos de que podrían contaminar los sanos resultó en la construcción de los hospitales colonios, generando un problema de la escisión entre el paciente y la convivencia familiar y social. El objetivo del artículo fue analizar la trayectoria de reclusión, aislamiento y de segregación social vivenciada por los hansenianos, con enfoque en las estrategias adoptadas por los internos para superar las adversidades durante el período de internamiento. La metodología adoptada fue el abordaje historiográfico, que permitió realizar análisis sobre la historia de los hansenianos de Marituba, a partir de la historia oral narrada por los sujetos a través del cuestionario, cuyo discurso fue sostenido por autores que discuten la historia desde la perspectiva de las personas comunes. Los resultados revelan que los hansenianos fueron capaces de reelaborar sus vidas, a través de estrategias afectivas, a punto de garantizar buena estancia durante la permanencia en la Colonia, indicando que los internos no tuvieron su modo de vida interrumpido. Se concluye que las estrategias adoptadas por los hansenianos para superar las adversidades en la Colonia fueron: la interacción, socialización, colaboración, organización, ayuda mutua y el reparto de tareas, en fin los lazos de amistad y de solidaridad fueron fundamentales para superar el confinamiento, soledad y la revuelta contra el sistema de tratamiento coercitivo.
Descritores: Preconceito
Segregação Social
Hanseníase
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  10 / 1089 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1144715
Autor: Lorena Suazo, Martha; Cruz, Kevin Alberto; Parada, Henry.
Título: Explorando el sistema de protección de la niñez en Honduras / Exploring the child protection system in Honduras / Explorando o sistema de proteção infantil em Honduras
Fonte: Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv;18(2):122-147, jul.-dic. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen (analítico): Se exploran las prácticas institucionales que facilitan u obstaculizan la protección de derechos de niños, niñas y adolescentes en el sistema de protección de la niñez en Honduras a través de sus diferentes etapas. Desde un diseño de Etnografía Institucional, se realizaron entrevistas a catorce trabajadores de instituciones que trabajan con niñez, y a tres residentes en un domicilio de protección. Como resultado, se identificaron múltiples instancias de denuncia, y una estrecha comunicación entre las mismas. Sin embargo, existe carencia de recursos en el sistema, y prejuicios contra adolescentes de la comunidad LGTBIQ; así como prácticas alimentadas por una concepción tradicional de la niñez. El sistema no solamente parece incumplir con algunos principios de la Convención, sino que se encuentra desbordado por precarias condiciones del contexto nacional.

Abstract (analytical) This study explores institutional practices that either facilitate or hinder the protection of the rights of children and adolescents in the child protection system in Honduras. The research focuses on the different stages that users go through when they request services. Using an institutional ethnography design, semistructured interviews were held with 14 workers from institutions that work with users in the system, as well as with three adolescents living in a protection home were conducted. The main results found that there are multiple mechanisms for reporting cases of child abuse, as well as close communication between the different mechanisms. However, there is a lack of resources in the system as well as prejudice against adolescents from the LGTBIQ community; also, practices are fed by a traditional conception of childhood. The system doesn't just violate some of the principles of the Convention on the Rights of the Child, but that its work is overwhelmed by the precarious conditions in the national context.

Resumo (analítico) Este estudo teve como objetivo explorar práticas institucionais que facilitam ou dificultam a proteção dos direitos das crianças e adolescentes no sistema de proteção à criança em Honduras, através das diferentes etapas. Para isso, com base no desenho de Etnografia Institucional, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com quatorze trabalhadores de instituições governamentais e não governamentais e com três adolescentes residentes em um lar de proteção. Entre os principais resultados, constatou-se que existem várias instâncias para relatar casos de abuso infantil, bem como uma estreita comunicação entre elas. No entanto, havia também falta de recursos nas instituições que compõem o sistema, bem preconceitos contra adolescentes da comunidade LGTBIQ. Na análise, muitas práticas são alimentadas por uma concepção tradicional da infância. Por outro lado, o sistema de proteção à criança parece não apenas violar alguns dos princípios da Convenção, mas que seu trabalho é sobrecarregado por precárias condições do contexto nacional.
Descritores: Defesa da Criança e do Adolescente
Serviços de Proteção Infantil
-Preconceito
Maus-Tratos Infantis
Responsável: CO335.1 - Centro de Estudios Avanzados en Niñez y Juventud de la Alianza CINDE



página 1 de 109 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde