Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.470.142 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 135 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 135 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1156197
Autor: Montenegro, Saulo Souto; Costa, Antônio Carlos; Meves, Robert.
Título: Reconstruction of the Lower Limb with Fasciocutaneous Flap of the Distal Pedicle - Modified Technique of Monteiro, Series of 15 Cases / Reconstrução do membro inferior com retalho fasciocutâneo de pedículo distal - Técnica de Monteiro modificada, série de 15 casos
Fonte: Rev. bras. ortop;55(6):736-741, Nov.-Dec. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective To describe and demonstrate the outcomes of the modified Monteiro (1991) technique for lower limb reconstruction with a fasciocutaneous flap of the distal pedicle in a series of 15 cases. Method We present the technique and outcomes from a series of 15 cases of the modified technique using a fasciocutaneous flap of the distal pedicle to repair the lower third of the leg and the foot. Results Outcomes were satisfactory since these flaps provided good cutaneous and subcutaneous tissue coverage in cases with bone exposure and skin loss. The donor area was closed 3 days after surgery with a partial skin graft to provide better graft viability. Conclusion The fasciocutaneous flap of the distal pedicle proved to be a good option for reconstruction of the middle and lower thirds of the leg, offering good bone coverage.

Resumo Objetivo Descrever e demonstrar o desfecho da técnica modificada de Monteiro (1991) para a reconstrução do membro inferior com retalho fasciocutâneo de pedículo distal numa série de 15 casos. Método Com uma série de 15 casos, apresentamos a técnica e o desfecho da técnica modificada do retalho fasciocutâneo de pedículo distal com para a reparação do terço inferior da perna e do pé. Resultados Os resultados foram satisfatórios porque os retalhos proporcionaram boa cobertura de pele e tecido celular subcutâneo nos casos de exposição óssea e perda cutânea. A área doadora foi fechada 3 dias após a cirurgia, com enxerto de pele de espessura parcial, proporcionando uma melhor viabilidade do enxerto. Conclusão O retalho fasciocutâneo de pedículo distal mostrou-se como uma boa opção para a reconstrução do terço médio e inferior da perna, oferecendo boa cobertura óssea.
Descritores: Retalhos Cirúrgicos
Doadores de Tecidos
Luto
Transplante de Pele
Extremidade Inferior
Fáscia

Perna (Membro)
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  2 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1156952
Autor: Novais, Kaito Campos de.
Título: Lutar, amar e sofrer entre as Mães pela Diversidade / Luchar, amar y sufrir entre las Madres por la Diversidad / Fighting, loving and suffering among the Mothers for Diversity
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(36):291-316, dez. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo parte da interlocução com a associação Mães pela Diversidade do estado de Goiás, Brasil, para analisar a performance do "ativismo materno" que combate violências cometidas contra filhos e filhas lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, intersexos, queers e outras expressões de gênero (LGBTIQ+). Por meio de registros etnográficos verbais e desenhados, proponho refletir sobre os modos como emoções são dramatizadas para a confecção de lutas que, dentre outras coisas, visam à busca por justiça, denúncia de violação de direitos humanos e construção de uma malha de apoio mútuo.

Resumen Este artículo parte del diálogo con la asociación Mães pela Diversidade (Madres por la Diversidad) de Goiás para analizar la actuación del activismo materno que combate la violencia contra hijos e hijas lesbianas, gays, bisexuales, travestis, intersexuales, queer y otras expresiones de género (LGBTIQ+). A través de registros verbales y dibujos etnográficos, yo pretendo reflexionar sobre las formas en que se dramatizan las emociones para la creación de luchas que apuntan, entre otras cosas: la búsqueda de la justicia, la denuncia de violaciones de derechos humanos y la construcción de una malla de apoyo mutuo.

Abstract This article is based on the author's dialogue with the association Mães pela Diversidade (Mothers for Diversity), an NGO located in the Brazilian state of Goiás, to analyze the performance of "maternal activism" opposed to violence against lesbian, gay, bisexual, travesti, transgender, intersex, queer and other non-straight gender expressions (LGBTIQ+). Through verbal and drawn ethnographic records, I propose to reflect on the ways emotions are dramatized in social and political struggles that claim for justice, denounce the violation of human rights, and building a network of mutual support.
Descritores: Violência
Emoções
Sexismo
Minorias Sexuais e de Gênero
Ativismo Político
Mães
-Brasil
Luto
Vítimas de Crime
Estado
Violações dos Direitos Humanos
Homofobia
Diversidade de Gênero
Antropologia Cultural
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1156958
Autor: França, Paula Marcela Ferreira.
Título: Amor de mãe: mobilizando sentimentos e afetos na sustentação de uma denúncia e na reconstrução do cotidiano / A mother's love: mobilization of feelings and affections in supporting a missing person's report and rebuilding daily life / Amor de madre: movilizando sentimientos y afectos en la sustentación de una denuncia y en la reconstrucción del cotidiano
Fonte: Sex., salud soc. (Rio J.);(36):275-290, dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Entre mães e familiares de vítimas do Estado, a possiblidade de vivenciar e de elaborar o luto está intensamente vinculada ao reconhecimento público da denúncia. No entanto, mobilizações e demandas são respondidas com represálias; as mortes e desaparecimentos não são plenamente percebidos como problemas sociais e reconhecidos enquanto homicídios. Por meio de um estudo de caso, que se arrasta por quinze anos sem solução jurídica, intenciono interpretar a expressão dos sentimentos maternos como recurso político e de sensibilização. Observo uma biografia moral e afetiva como ampliação discursiva e emocional de experiências maternas desencadeadas e construídas ao longo da percepção do evento crítico que é o desaparecimento forçado e analiso modalidades de afirmação que se desenrolam quando a violência é movimentada na fronteira entre denúncia e relações correntes.

Abstract For mothers and relatives of victims of the State, the chances of experiencing grief are closely linked to public acknowledgement of a missing person's report. However, mobilisations and demands are met with retaliation; deaths and disappearances are not fully perceived as social problems or acknowledged as homicides. By means of a fifteen-year case study still legally unsolved, my aim is to interpret the expression of motherly feelings as a political and sensitising resource. My contention is that a moral and affective biography is a discursive and emotional enlargement of motherly experiences that are triggered and constructed throughout the perception of an enforced disappearance as a critical episode. Moreover, I analyse modalities of assertion that take place whenever violence is performed at the border between a missing person's report and current relations.

Resumen Entre las madres y los parientes de victimas del Estado, la posibilidad de vivir y elaborar el luto está intensamente vinculada al reconocimiento público de la denuncia. Sin embargo, las movilizaciones y demandas son respondidas con represalias; las muertes y desaparecimientos no son plenamente entendidos como problemas sociales o reconocidos como homicidios. A través de un estudio de caso que se ha desarrollado por quince años sin solución jurídica, mi objetivo es interpretar la expresión de los sentimientos maternos como recurso político y de sensibilización. Observo una biografía moral y afectiva como una ampliación discursiva y emocional de experiencias maternas desencadenadas y construidas a lo largo de la percepción de un desaparecimiento forzado como un evento crítico. Además, analizo las modalidades de afirmación que se desarrollan cuando la violencia se mueve en la frontera entre la denuncia y las relaciones vigentes.
Descritores: Violência
Luto
Poder Familiar
Narrativa Pessoal
Acontecimentos que Mudam a Vida
Mães/história
-Política
Desejabilidade Social
Brasil
Atitude Frente a Morte
Estado
Violações dos Direitos Humanos
Emoções
Homicídio
Relações Mãe-Filho
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  4 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952690
Autor: Delalibera, Mayra; Coelho, Alexandra; Presa, Joana; Barbosa, António; Leal, Isabel.
Título: Circunstâncias e consequências do cuidar: estudo prospetivo em cuidados paliativos / Circumstances and consequences of care: a prospective study in palliative care
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(7):2351-2362, jul. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo As várias circunstâncias que afetam a prestação de cuidados em fim-de-vida podem ter um papel determinante no resultado desta experiência, nomeadamente nos níveis de morbilidade psicológica antes e depois da perda. Este estudo tem por objetivos descrever a prevalência da sobrecarga e sintomatologia psicopatológica dos cuidadores familiares em cuidados paliativos e identificar as circunstâncias que lhe estão associadas. Pretendemos ainda avaliar a evolução da sintomatologia, identificando os fatores circunstanciais que interferem na fase aguda do luto. A amostra foi constituída por 75 cuidadores portugueses, a maioria do sexo feminino e filhas do doente. Os resultados revelam que as pessoas mais envolvidas nos cuidados ao doente apresentam mais sobrecarga e estão mais propensas a sintomatologia psicopatológica, a qual tem tendência a manter-se no luto. Ficou também demonstrada a existência de sintomas peritraumáticos que parecem contribuir significativamente para o estado geral de distress no luto agudo. O suporte social tem efeito protetor nos diferentes quadros sintomatológicos e está relacionado com o funcionamento familiar. Estes resultados sugerem a possibilidade de identificar precocemente os cuidadores mais vulneráveis e as circunstâncias adversas que os afetam.

Abstract The sundry circumstances that affect end-of-life care can have a determining role in the result of this experience, particularly in psychological morbidity levels before and after bereavement. The aim of this study is to describe the prevalence of psychopathological symptoms and overburden among family caregivers in palliative care and to identify the circumstances associated with care provision. An attempt was made to evaluate the progress of psychopathological symptoms, identifying circumstantial factors that can interfere in acute grief. The sample consisted of 75 Portuguese caregivers, mostly women and patients' daughters. The results show that caregivers more involved with patient care bear a greater burden and are more likely to manifest psychopathological symptoms, which persist in acute grief. Moreover, the existence of peritraumatic symptoms seem to contribute significantly to the overall state of distress in acute grief. Social support has a protective effect in the different symptomatologic situations and are closely related to family dynamics. These results suggest the possibility of early identification of the most vulnerable caregivers and the adverse circumstances that affect them.
Descritores: Cuidados Paliativos/métodos
Apoio Social
Assistência Terminal/psicologia
Cuidadores/psicologia
-Cuidados Paliativos/psicologia
Assistência Terminal/métodos
Luto
Família/psicologia
Prevalência
Estudos Prospectivos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151209
Autor: Misko, Maira Deguer.
Título: A experiência da família da criança/adolescente em cuidados paliativos: flutuando entre a esperança e a desesperança em um mundo transformado pelas perdas / The experience of the family of a child/teenager requiring palliative care: fluctuating between hope and hopelessness in a world transformed by loss.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. 207 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo - USP para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Este estudo teve como objetivos: compreender a experiência da família da criança/adolescente em cuidados paliativos, identificar os significados que ela atribui ao processo de ter um filho em cuidados paliativos, identificar as ações e estratégias desenvolvidas pela família que possui um filho em cuidados paliativos e construir um modelo teórico representativo do seu processo de vivenciar a trajetória de uma criança/adolescente nesta situação. Trata-se de uma pesquisa qualitativa orientada pelo Interacionismo Simbólico, enquanto referencial teórico e pela Teoria Fundamentada nos Dados como abordagem metodológica. O estudo foi realizado no Ambulatório da Unidade de Dor e Cuidados Paliativos de um hospital público da cidade de São Paulo, de nível terciário, com características de ensino e pesquisa. Participaram dele 15 famílias de crianças/adolescentes em cuidados paliativos e os dados foram obtidos por meio da observação participante, entrevistas semiestruturadas e consultas a prontuários clínicos. A análise comparativa dos dados permitiu desvendar o significado da experiência da família nesse processo. Esta experiência é composta por quatro subprocessos: Tendo a vida estilhaçada, Manejando a nova condição, Reconhecendo os cuidados paliativos e Reaprendendo a viver, que se inter-relacionam continuamente ao longo da experiência e consistem em desafios para os quais ela precisa empreender ações e estratégias a fim de superá-los. A articulação destes subprocessos viabilizouidentificar a categoria central FLUTUANDO ENTRE A ESPERANÇA E A DESESPERANÇA EM UM MUNDO TRANSFORMADO PELAS PERDAS, a partir da qual se propõe um modelo teórico explicativo da experiência. O processo indica a experiência vivida pela família determinada a proporcionar a melhor condição de vida para o filho e para a unidade familiar antes e depois da sua morte. A esperança, perseverança e as crenças espirituais são fatores determinantes para que ela possa continuar lutando pela vida dele em um contexto de incertezas, angústia e sofrimento decorrentes desse quadro. Ao longo da trajetória, a família integra os cuidados paliativos em suas vidas e redefine valores com a ajuda das interações sociais vividas durante o processo. Os resultados trazem avanços para a área de cuidados paliativos. Conhecer a experiência possibilita que o profissional de saúde identifique e reconheça as suas limitações e forças de enfrentamento frente a este processo, para que possa elaborar e executar estratégias de intervenção com a família que tem um filho em cuidados paliativos. Os dados revelam, ainda, a importância da continência na relação entre o profissional e a família. Futuras pesquisas em outros contextos de cuidados paliativos podem contribuir com o modelo teórico ora apresentado.

The present study aimed to understand the experience of the family of a child/adolescent requiring palliative care; identify the meanings the family attributes to the process of having a child in need of palliative care; identify actions and strategies developed by the family whose child requires palliative care and to build a theoretical model able to represent the familys process when living the experience of having a child/adolescent in need of palliative care. This is a qualitative study using the Symbolic Interactionism and Grounded Theory as theoretical and methodological frameworks, respectively. The study was conducted at the Pain and Palliative Care Outpatient Clinic of a tertiary teaching and research hospital in the city of São Paulo. A total of fifteen families of children requiring palliative care took part in the protocol and data were obtained by means of participant observation, semi-structured interviews and the perusal of medical records. Data comparative analysis made it possible to unveil the meaning of the familys experience in the childs palliative care process. The experience is made up of four sub-processes: having their lives shattered; dealing with the new situation; recognizing palliative care and learning to live again, which are continuously interrelated throughout the experience and are the challenges the family has to act upon and devise strategies in order to overcome them. Articulation among these sub-processes allowed the identification ofthe core category FLUCTUATING BETWEEN HOPE AND HOPELESSNESS IN A WORLD TRANSFORMED BY LOSS, from which a theoretical model explaining the experience is proposed. The process shows the experience lived by the family, determined to offer the best quality of life they can to the child and to keep the family united before and after the childs death. Hope, perseverance and spiritual beliefs are the elements guiding the family to keep fighting for their childs life amidst uncertainties, anguish and suffering due to the losses lived during the process of their childs illness. Throughout this path, the family incorporates palliative care into their lives and redefines their values using the social interactions lived in this process. Results hereby presented bring advances to the field of palliative care. Knowing the familys experience makes it possible for the health care professionals to identify and recognize the familys weaknesses and strengths when coping with this process so that professionals can devise and implement intervention strategies to help families with children in need of palliative care. Data point to the importance of containment in the relationship between health care professionals and the family. Further studies in other contexts of palliative care may contribute to the model hereby presented.
Descritores: Cuidados Paliativos
Luto
Família
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1


  6 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135770
Autor: Kreuz, Giovana; Antoniassi, Raquel Pinheiro Niehues.
Título: Grupo de apoio para sobreviventes do suicídio / Grupo de apoyo para sobrevivientes del suicidio / Support group for suicide survivors
Fonte: Psicol. Estud. (Online);25:e42427, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO. O suicídio pode ser compreendido como o desfecho decorrente de uma complexa interação de fatores e seu resultado gera intensos impactos na família e em toda sociedade. Considerando-se que para cada suicídio estima-se que cerca de 100 pessoas sejam afetadas, recebendo pouco ou nenhum suporte, e que o luto por suicídio tem especificidades que podem complicar o processo; a tarefa da intervenção após um suicídio se amplia como imprescindível. Este artigo descreve e fundamenta o processo de construção e manejo por iniciativa voluntária de profissionais da psicologia, de um grupo de apoio para sobreviventes/enlutados pelo suicídio na cidade de Maringá-PR, iniciado em setembro de 2016, com frequência mensal e gratuidade na participação. Os grupos de apoio representam recursos fundamentais de suporte emocional na posvenção, sendo considerados como espaço de escuta, reconhecimentos, legitimação e apoio a pessoas enlutadas ou intensamente impactadas pelo suicídio, assim, possibilitando a construção de sentidos para a perda e uma adaptação ao processo continuado de ressignificação.

RESUMEN. El suicidio puede ser comprendido como el desenlace indeseable resultante de una compleja interacción de factores y su resultado genera intensos impactos en la familia y toda sociedad. Considerando que para cada suicidio cerca de 100 personas son afectadas, aún así, éstas reciben poco o ningún soporte, y aún, que luto por suicidio tiene especificidades que pueden complicar el processo; la acción de la intervención después de un suicidio se amplía como imprescindible. Este artículo describe y fundamenta el proceso de construcción y manejo, por iniciativa voluntaria de profesionales de la Psicología, de un grupo de apoyo para sobrevivientes/enlutados del suicidio en la ciudad de Maringá-PR, Brasil, iniciado en septiembre de 2016 y mantenido con frecuencia mensual y gratuidad en la participación. Los grupos de apoyo representan recursos fundamentales de soporte emocional en la posvention, siendo considerados como espacio de escucha, reconocimiento, legimitación y apoyo a personas enlutadas o intensamente impactadas por el suicídio, así, posibilitando la construcción de sentidos para la pérdida y una adaptación al proceso continuado de resignificación.

ABSTRACT. Suicide can be understood as the undesirable outcome resulting from a complex interaction of factors, and its outcome generates intense impacts on the family and society as a whole. Considering that for each suicide about 100 people are affected, even so, these receive little or no support, and still, that mourning/grief for suicide has specificities that can complicate the process; the action of the intervention after a suicide is amplified as essential. This article describes and bases the process of construction and management, through a voluntary initiative of Psychology professionals, a support group for suicide survivors / bereaved in the city of Maringá, PR/Brazil, started in September 2016 and maintained monthly and free participation. The support groups represent fundamental resources of emotional support in the posvention, being considered space of listening, recognition, legitimation and support to people mourning/grief or intensely impacted by suicide, thus making it possible to construct meanings for loss and an adaptation to the ongoing process of re-signification.
Descritores: Grupos de Autoajuda
Tentativa de Suicídio/psicologia
Sobreviventes/psicologia
-Psicologia
Luto
Família/psicologia
Comportamento Autodestrutivo/psicologia
Morte
Amigos/psicologia
Acolhimento
Ideação Suicida
Angústia Psicológica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  7 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1039816
Autor: Soares, Larissa Gramazio; Kuchla, Élida; Mazza, Verônica de Azevedo; Soares, Letícia Gramazio; Ferraz, Maria Isabel Raimondo; Mattei, Aline Padilha.
Título: Mothers of angels: (re)living the death of the child as a coping strategy / Madres de ángeles: (re)vivenciar la muerte de un hijo como estrategia de enfrentamiento / Mães de anjos: (re)vivenciando a morte do filho como estratégia de enfrentamento
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;24(1):e20190030, 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To describe the experiences lived by mothers facing the death of their children. Method: A qualitative, exploratory and descriptive research conducted in Guarapuava-PR, with six participants of the "Marias" group that brings together mothers who lost their children and share their experiences to spontaneously help other women in the process of mourning. Data collection took place from May to August 2017, through a focus group. The speeches were organized by the Iramuteq® software and analyzed according to Creswell. Results: Age ranged from 28 to 40 years old, and most participants were married and catholic. The categories express the need to strengthen bonds and to create ways in which women can express themselves; the importance of the social network to accommodate mourning; the relevance of ethical and humanized care; and group identity as an element to promote resilience. Conclusion and Implications for practice: Describing the potentialities and weaknesses in the process of loss and grief enables a qualifying and humanizing care, overcoming care gaps, stimulating the creation of creative and dialogical spaces in maternal care. These results may guide the professional approach by considering the sociocultural context and the risk factors experienced by the mothers, by supporting the development of resilient skills and enabling a humanized and individualized care.

Resumen Objetivo: Describir las experiencias vivenciadas por las madres frente a la muerte de sus hijos. Método: Investigación descriptiva, exploratoria y cualitativa realizada en Guarapuava-PR, con seis participantes del grupo "Marías" que reúne a madres que perdieron a sus hijos y comparten sus vivencias además de ayudar a otras mujeres espontáneamente en el proceso de duelo. Los datos se recolectaron entre mayo y agosto de 2017, por medio de un grupo focal. Las conversaciones se organizaron por medio del software Iramuteq® y se analizaron según Creswell. Resultados: La edad varió entre 28 y 40 años, y la mayoría de las participantes estaban casadas y eran católicas. Las categorías expresan la necesidad de fortalecer vínculos y de crear medios con los que las mujeres puedan expresarse; la importancia de la red social para sobrellevar el duelo; la relevancia de una atención ética y humanizada y la identidad grupal como elemento promotor de la resiliencia. Conclusión e Implicaciones para la práctica: Describir las potencialidades y debilidades en el proceso de pérdida y duelo permite calificar y humanizar el cuidado, superando las lagunas asistenciales y estimulando la creación de espacios creativos y de diálogo en el cuidado materno. Estos resultados pueden orientar el enfoque profesional al considerar el contexto sociocultural y los factores de riesgo que experimentan las madres, apoyando el desarrollo de habilidades resilientes y haciendo posible un cuidado humanizado e individualizado.

Resumo Objetivo: Descrever as experiências vivenciadas pelas mães frente à morte do filho. Método: Pesquisa descritiva exploratória qualitativa realizada em Guarapuava-PR, junto a seis participantes do grupo "Marias" que reúne mães que perderam seus filhos e compartilham suas vivências além de ajudar outras mulheres espontaneamente no processo de luto. A coleta de dados ocorreu de maio e agosto/2017, por meio de grupo focal. As falas foram organizadas pelo software Iramuteq® e analisada segundo Creswell. Resultados: Idade variou entre 28 a 40 anos, maioria casadas e católicas. As categorias expressam a necessidade fortalecer vínculos e criar meios em que possam se expressar; importância da rede social para acolher o luto; relevância do atendimento ético e humanizado e a identidade grupal como elemento promotor da resiliência. Conclusão e Implicações para a prática: Descrever as potencialidades e fragilidades no processo de perda e luto possibilita qualificar e humanizar o cuidado, com a superação de lacunas assistenciais estimulando a criação de espaços criativos e dialógicos no acolhimento materno. Estes resultados podem orientar a abordagem profissional ao considerar o contexto cultural, social e fatores de risco em que as mães vivenciam, ao apoiar o desenvolvimento de habilidades resilientes e possibilitando um cuidado humanizado e individualizado.
Descritores: Adaptação Psicológica
Atitude Frente a Morte
Relações Mãe-Filho/psicologia
-Grupos de Autoajuda
Luto
Pesquisa Qualitativa
Resiliência Psicológica
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  8 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Motta, Maria da Graça Corso da
Texto completo
Id: biblio-1135785
Autor: Freitag, Vera Lucia; Milbrath, Viviane Marten; Motta, Maria da Graça Corso da.
Título: Tornar-se mãe de uma criança com paralisia cerebral: sentimentos vivenciados / Conviértete en madre de un niño con parálisis cerebral: sentimientos experimentados / Becoming the mother of a child with cerebral palsy: feelings experienced
Fonte: Psicol. Estud. (Online);25:e41608, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: compreender a vivência da mulher ao tornar-se mãe de uma criança com necessidades especiais decorrentes da paralisia cerebral. Metodologia: estudo qualitativo, fenomenológico/hermenêutico, realizado em um município ao norte do Rio Grande do Sul/Brasil, com dez mães/cuidadoras de crianças/adolescentes com paralisia cerebral, entre abril a junho/2015. Para a coleta de informações utilizou-se a entrevista fenomenológica. A interpretação compreendeu abordagem hermenêutica. Resultados: a mãe, ao receber o diagnóstico de paralisia cerebral, ocorre uma reorganização do seu modo de ser-no-mundo para se adaptar à nova situação existencial. E, a partir desse momento, inicia um viver em função do cuidado do filho. Conclusões: o estudo traz a possibilidade de reflexão para os profissionais de saúde a fim de compreender todo o processo vivenciado pela mãe, auxiliando-a nesta nova situação existencial, compreendendo-a nas fases que compõem o processo de adaptação à condição de mãe de uma criança com paralisia cerebral.

RESUMEN Objetivo: comprender la vivencia de la mujer al convertirse en madre de un niño con necesidades especiales derivadas de la parálisis cerebral. Metodología: estudio cualitativo, fenomenológico hermenéutico, realizado en un municipio al norte del estado Rio Grande do Sul, Brasil, con diez madres cuidadoras de niños adolescentes con parálisis cerebral, entre los meses de abril a junio del 2015. Para la recolección de informaciones se utilizó la entrevista fenomenológica. La interpretación comprendió el enfoque hermenéutico. Resultados: la madre al recibir el diagnóstico de parálisis cerebral pasa por una reorganización de su habitual modo de ser en el mundo para adaptarse a la nueva situación existencial. A partir de ese momento, pasa a vivir en función del cuidado del hijo. Conclusiones: este estudio da la posibilidad de reflexión para profesionales de la salud a fin de comprender todo el proceso vivido por la madre, ayudándola en esta nueva situación existencial, comprendida en cada una de las fases que componen el proceso de adaptación a la vida en condición de madre de un niño con parálisis cerebral.

ABSTRACT Objective: to understand the woman's experience of becoming a mother of a child with special needs from cerebral palsy. Methodology: this was a qualitative, phenomenological hermeneutic study carried out in a municipality in the north of the State of Rio Grande do Sul, Brazil, with ten mothers who were caring for children/adolescent with cerebral palsy between April and June 2015. Phenomenological interviews were used to collect information. The interpretation included the hermeneutic approach. Results: the mother upon receiving the diagnosis of cerebral palsy goes through a reorganization of her habitual way of being-in-the-world to adapt herself to the new existential situation. From that moment on, she started to live according to the child's care. Conclusions: This study provides the possibility of reflection for health professionals in order to understand the whole process experienced by the mother, helping her in this new existential situation, understanding her in the phases that make up the process of adaptation to the condition of being the mother of a child with cerebral palsy.
Descritores: Paralisia Cerebral/psicologia
Crianças com Deficiência/psicologia
Relações Mãe-Filho/psicologia
-Choque/psicologia
Luto
Cuidadores/psicologia
Diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  9 / 135 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056946
Autor: Faria, Aline Ferreira de; Lerner, Kátia.
Título: Luto e medicalização: gestão do sofrimento entre mães que perderam filhos / Mourning and medicalization: management of suffering among mothers who lost children
Fonte: Physis (Rio J.);29(3):e290317, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo coloca em discussão a medicalização como forma de gestão do sofrimento de mães que perderam filhos, evidenciando como o luto é psicologizado e psiquiatrizado na sociedade contemporânea e como os saberes "psi" são apropriados por aqueles que sofrem. O objetivo do trabalho foi compreender como as mães que perderam filhos lidaram com esses saberes na gestão de seu sofrimento. Optou-se metodologicamente pela realização de entrevistas com base em roteiros semiestruturados com mães enlutadas e alguns de seus familiares e amigos, sempre conduzidas a partir de um olhar etnográfico. Ao todo, foram entrevistadas seis mães e seis familiares. Conclui-se que a relação entre a medicalização e o luto é permeada por um constante processo de negociação, pois o saber adquirido pelas mães a partir de suas experiências e o "saber psi" institucionalizado atuam em uma relação de complementaridade.

Abstract The article discusses medicalization as a way of managing the suffering of mothers who have lost children, highlighting how grief is psychologized and psychiatrized in contemporary society and how "psi" knowledge is appropriated by those who suffer. The study aimed to understand how mothers who lost children dealt with this knowledge in the management of their suffering. Methodologically, interviews were conducted based on semi-structured scripts with bereaved mothers and some of their relatives and friends, always conducted from an ethnographic perspective. In all, six mothers and six family members were interviewed. It is concluded that the relationship between medicalization and grief is permeated by a constant process of negotiation, because the knowledge acquired by mothers from their experiences and the institutionalized "psi knowledge" act in a relationship of complementarity.
Descritores: Estresse Psicológico
Luto
Saúde Mental
Medicalização
Angústia Psicológica
Mães
-Entrevistas como Assunto
Fatores Antropológicos
Narrativa Pessoal
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  10 / 135 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147284
Autor: Soares, Juliana Bassoli Santos; Rodrigues, Patrícia Matos.
Título: A exigência psíquica dos rituais de despedida diante da morte em uma UTI da COVID-19 (Sars - CoV - 2) / The psychic demand of farewell rituals in the face of death in the COVID-19 (Sars - CoV - 2) ICU / L'exigence psychique des rituels d'adieu face à la mort dans une l'USI COVID-19 (Sars - CoV - 2)
Fonte: aSEPHallus;15(29):103-117, nov. 2019-abr. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo visa analisar como a pandemia da COVID-19 (Sars-CoV-2) vem impactando o trabalho do psicólogo intensivista na Casa de Caridade de Muriaé Hospital São Paulo (CCMHSP). A assistência psicológica da CCMHSP orienta-se pelo viés da psicanálise aplicada ao contexto hospitalar. Em função do alto risco de contágio da COVID-19 (Sars-CoV-2), as famílias estão sendo impedidas de acompanhar de perto o processo da doença e da morte, dificultando a vivência do luto. Quais as consequências disso para os sujeitos? Pensamos que as consequências psíquicas estão para todos os envolvidos: profissionais de saúde, pacientes e familiares. Analisamos fragmentos das experiências hospitalares durante a epidemia da COVID-19 (Sars-CoV-2) para refletir se os ritos de despedidas são uma exigência psíquica diante do processo da morte e do luto de um ente querido. A construção teórica desse artigo acompanhou de perto a prática no hospital e suas manifestações diárias. O ofício da psicóloga intensivista nos faz afirmar que os rituais de despedida são uma exigência do nosso psiquismo

This article aims to analyze how the COVID-19 (Sars-CoV-2) pandemic has been impacting the work of the intensive psychologist at the Muriaé Hospital São Paulo Charity House (CCMHSP). The psychological assistance of the CCMHSP is guided by the bias of psychoanalysis applied to the hospital context. Due to the high risk of contagion of COVID-19 (Sars-CoV-2), families are being prevented from closely monitoring the process of illness and death, making it difficult to experience grief. What are the consequences of this for the subjects? We think that the psychological consequences are for everyone involved: health professionals, patients and family members. We analyzed fragments of hospital experiences during the COVID-19 (Sars-CoV-2) epidemic to reflect on whether farewell rites are a psychological requirement in the face of the death and grief of a loved one. The theoretical construction of this article closely followed the practice in the hospital and its daily manifestations. The job of the intensive psychologist makes us claim that farewell rituals are a requirement of our psyche

Cet article vise à analyser comment la pandémie de COVID-19 (Sars-CoV-2) a eu un impact sur le travail du psychologue intensif de l'hôpital Muriaé de São Paulo Charity House (CCMHSP). L'assistance psychologique du CCMHSP est guidée par le biais de la psychanalyse appliquée au contexte hospitalier. En raison du risque élevé de contagion du COVID-19 (Sars-CoV-2), les familles sont empêchées de surveiller de près le processus de maladie et de décès, ce qui rend difficile le deuil. Quelles en sont les conséquences pour les sujets? Nous pensons que les conséquences psychologiques sont pour toutes les personnes impliquées: les professionnels de santé, les patients et les membres de la famille. Nous avons analysé des fragments d'expériences hospitalières pendant l'épidémie de COVID-19 (Sars-CoV-2) pour déterminer si les rites d'adieu sont une exigence psychologique face à la mort et au chagrin d'un être cher. La construction théorique de cet article a suivi de près la pratique à l'hôpital et ses manifestations quotidiennes. Le travail du psychologue intensif nous fait affirmer que les rituels d'adieu sont une exigence de notre psyché
Descritores: Psicanálise
Psicologia
Luto
Infecções por Coronavirus
Pandemias
Hospitais
Unidades de Terapia Intensiva
Responsável: BR1194.1 - BT - Biblioteca



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde