Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.658.293.391 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 244 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 25 ir para página                         

  1 / 244 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1252035
Autor: Félix-Beltrán, Lucía; Seixas, Brayan V.
Título: Childhood hunger experiences and chronic health conditions later in life among Brazilian older adults / Experiencias de hambre en la niñez y enfermedades crónicas en etapas posteriores de la vida en adultos mayores de Brasil / Experiência de passar fome na infância e problemas crônicos de saúde posteriores em idosos no Brasil
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;45:e39, 2021. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objectives. To assess the association between childhood hunger experiences and the prevalence of chronic diseases later in life. Methods. A cross-sectional study was conducted using baseline data from the Brazilian Longitudinal Study of Aging (ELSI-Brazil), a nationally representative study of persons aged 50 years and older (n = 9 412). Univariate and bivariate analyses were used to describe the sample, and multivariate logistic regressions to examine the association between childhood hunger and hypertension, diabetes, arthritis and osteoporosis. Adjusted odds ratios and predicted probabilities were calculated. Results. 24.7% of Brazilians aged 50 and over experienced hunger during childhood. This harmful exposure was significantly more common among non-white people, individuals with lower educational attainment, lower household income and heavy manual laborers. Regional variation was also observed, as the prevalence of individuals reporting childhood hunger was higher in the North and Northeast regions. The multivariate analysis revealed that older adults who reported having experienced hunger during childhood had 20% higher odds of developing diabetes in adulthood (aOR = 1.20, 95% CI: 1.02 - 1.41) and 38% higher odds of developing osteoporosis (aOR = 1.38, 95% CI: 1.15 - 1.64) than adults who did not experience hunger during childhood, after controlling for covariates. Conclusions. The study showed an association between childhood hunger and two chronic diseases in later life: diabetes and osteoporosis. This work restates that investing in childhood conditions is a cost-effective way to have a healthy society and provides evidence on relationships that deserve further investigation to elucidate underlying mechanisms.

RESUMEN Objetivos. Evaluar la asociación entre las experiencias de hambre en la niñez y la prevalencia de enfermedades crónicas en las etapas posteriores de la vida. Métodos. Se realizó un estudio transversal utilizando como línea de base los datos del Estudio Longitudinal del Envejecimiento en Brasil (ELSI-Brasil), un estudio nacional representativo de personas de 50 años o más (n = 9 412). Se emplearon análisis univariado y bivariado para describir la muestra, y regresión logística multivariada para examinar la asociación entre el hambre en la niñez y la hipertensión, la diabetes, la artritis y la osteoporosis. Se calcularon las razones de posibilidades ajustadas y las probabilidades previstas. Resultados. El 24,7% de los brasileños de 50 años o más pasó hambre en la niñez. Esta experiencia perjudicial fue considerablemente más común en las personas no blancas, las personas con menor nivel de instrucción, las personas con ingresos familiares bajos y los trabajadores de mano de obra pesada. También se observó una variación regional, puesto que la prevalencia de individuos que expresaron haber pasado hambre en la niñez fue mayor en las regiones Norte y Nordeste. Luego de controlar las covariables, el análisis multifactorial reveló que los adultos mayores que dijeron haber pasado hambre en la niñez tenían una probabilidad 20% mayor de tener diabetes en la edad adulta (aOR = 1,20, IC 95%: 1,02 - 1,41) y 38% mayor de tener osteoporosis (aOR = 1,38, IC 95%: 1,15 - 1,64) que los adultos que no habían pasado hambre en la niñez. Conclusiones. El estudio reveló una asociación entre el hambre en la niñez y dos enfermedades crónicas en las etapas posteriores de la vida: la diabetes y la osteoporosis. Este trabajo reafirma que invertir en las condiciones de vida de las personas en la niñez es una manera costoeficaz de tener una sociedad saludable, al tiempo que aporta evidencia acerca de relaciones que merecen investigarse más a fin de esclarecer los mecanismos subyacentes.

RESUMO Objetivos. Avaliar a associação entre a experiência de passar fome na infância e a prevalência posterior de doenças crônicas. Métodos. Um estudo transversal foi realizado a partir de dados básicos do Estudo Longitudinal da Saúde dos Idosos Brasileiros (ELSI-Brasil), uma pesquisa com representatividade nacional realizada com pessoas de 50 anos ou mais (n = 9.412). Análises univariadas e bivariadas foram usadas para descrever a amostra e a regressão logística multivariada foi aplicada para examinar a associação entre passar fome na infância e hipertensão, diabetes, artrite e osteoporose. Foram calculadas razões de chances (odds ratio, OR) ajustadas e probabilidades previstas. Resultados. Verificou-se que 24,7% dos brasileiros com 50 anos ou mais passaram fome na infância. Esta exposição prejudicial foi significativamente mais frequente em pessoas não brancas, com nível de instrução menor e renda familiar mais baixa e em trabalhadores braçais. Observou-se também uma variação regional, com uma maior prevalência de pessoas que relataram ter passado fome na infância nas Regiões Norte e Nordeste. Na análise multivariada, nos idosos que informaram ter passado fome na infância, a probabilidade foi 20% maior de ter diabetes na idade adulta (ORaj 1,20; IC 95% 1,02-1,41) e 38% maior de ter osteoporose (ORaj 1,38, IC 95% 1,15-1,64) em comparação aos adultos que não passaram fome na infância, após o controle de covariáveis. Conclusões. O estudo demonstrou associação entre passar fome na infância e duas doenças crônicas na vida adulta: diabetes e osteoporose. Este trabalho reitera que investir na infância é uma maneira custo-efetiva de se criar uma sociedade saudável e fornece evidências sobre relações que devem ser pesquisadas mais a fundo para esclarecer os processos subjacentes.
Descritores: Osteoporose/etiologia
Transtornos da Nutrição Infantil/complicações
Fome
Diabetes Mellitus/etiologia
Acontecimentos que Mudam a Vida
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Doença Crônica/classificação
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-639869 LILACS-Express
Autor: Natalichio, Ricardo.
Título: Hambre de globalización
Fonte: Rev. luna azul;(32):8-9, ene.-jun. 2011.
Idioma: es.
Descritores: Fome
-Tecnologia
Internacionalidade
Economia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CO54.1 - Centro de Biblioteca e Información Científica


  3 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1102085
Autor: Antoni, Clarissa De; Munhós, Aline Assmann Ruas.
Título: As violências institucional e estrutural vivenciadas por moradoras de rua / The institutional violence and structural violence experienced by homeless women / La violencia institucional y estructural experimentado por mujeres sin vivenda
Fonte: Psicol. Estud. (Online);21(4):641-651, out.-dez. 2016.
Idioma: en; pt.
Resumo: A presença de mulheres moradoras de rua é uma realidade crescente no Brasil e há escassos estudos sobre esse fenômeno, principalmente os que evidenciam os fatores de risco enfrentados pelas mesmas. Este estudo investigou a percepção de moradoras de rua da cidade Porto Alegre, Brasil, sobre a violência que vivenciaram em seus sistemas ecológicos, por meio da Teoria Bioecológica do Desenvolvimento Humano. Trata-se de um estudo qualitativo de cunho exploratório, no qual seis participantes foram entrevistadas. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo, e emergiram duas categorias: violência institucional e a violência estrutural. Essas violências estão presentes em todos os contextos ecológicos (micro-, meso-, exo-e macrossistema). Na institucional, evidenciou-se principalmente aquela perpetrada por profissionais vinculados a instituições públicas; e na estrutural, relacionada às diferentes formas de manutenção das desigualdades sociais, culturais, de gênero, etárias e étnicas que produzem a miséria, a fome e as várias formas de submissão e exploração de umas pessoas pelas outras. Conclui-se que a existência de múltiplas formas de violência leva a situações de vulnerabilidade que agravam ainda mais o quadro de miserabilidade a que estão expostas e a qualidade de vida dessas moradoras. Além disso essas violências oprimem sua individualidade, seus desejos e necessidades.

Homeless women population is a growing reality in Brazil and there are few studies on this phenomenon, especially those that show the risk factors faced by them. This study aimed to investigate the homeless women perception in the city of Porto Alegre, Brazil, regarding the violence they experienced in their ecological systems through the Ecological Systems Theory of Human Development. This is a qualitative and exploratory study, in which six women were interviewed. After content analysis, two categories regarding violence emerged: the Institutional Violence and the Structural Violence, that are present in all ecological contexts (micro, meso, exo and macrosystem). In Institutional, the violence mainly evidenced is that perpetrated by professionals linked to public institutions; and structural, related to different forms of maintenance of social, cultural, gender, age and ethnic inequalities, producing misery, hunger, and various forms of submission and exploitation of some people by others. In conclusion, the existence of multiple forms of violence leads to vulnerabilities that further aggravate the misery situation/scenario which they are exposed to and also the quality of life of these residents. Moreover, such violence oppresses their individuality, their wishes and needs.

La presencia de las mujeres sin vivienda es una realidad que crece en Brasil y hay pocos estudios sobre este fenómeno, especialmente aquellos que muestran los factores de riesgo que enfrentan las mujeres. Este estudio investigó la percepción de los residentes de la calle de la ciudad de Porto Alegre, Brasil, en la violencia que se vive en sus sistemas ecológicos a través de la Teoría Bioecológica de Desarrollo Humano. Se trata de un estudio cualitativo de carácter exploratorio, en el que se entrevistó a seis participantes. Los datos fueron sometidos a análisis de contenido, y emergieron dos categorías: violencia institucional y estructural. Este tipo de violencia está presente en todos los contextos ecológicos (micro, meso, exo y macrosistema). En institucional, principalmente evidenciado perpetrado por profesionales vinculados a las instituciones públicas; y estructural, relacionada con diferentes formas de mantenimiento de las desigualdades sociales, culturales, de género, la edad y la miseria que produce étnica, el hambre, y diversas formas de presentación y explotación de algunas personas por otros. De ello se desprende que la existencia de múltiples formas de violencia conduce a vulnerabilidades que agravan aún más el marco dentro del cual la miseria están expuestas y la calidad de vida. Por otra parte, este tipo de violencia oprime a su individualidad, sus deseos y necesidades.
Descritores: Violência/psicologia
Pessoas em Situação de Rua/psicologia
-Pobreza/psicologia
Fatores Socioeconômicos
Organizações/ética
Fatores de Risco
Fome
Polícia/psicologia
Abrigo
Violência de Gênero/psicologia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  4 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-759082
Autor: Gamboa-Bernal, Gilberto A.
Título: La ecología humnna es un imperativo para el mundo / Human ecologyis an imperative for the world / A cologia humanaa é um imperativo para mundo
Fonte: Pers. bioet;19(1):5-10, ene.-jun. 2015.
Idioma: es.
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Nações Unidas
Saúde
Fome
Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  5 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890206
Autor: Silva, Mercês de Fátima dos Santos; Nunes, Everardo Duarte.
Título: Josué de Castro e o pensamento social brasileiro / Josué de Castro and Brazilian social thought
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(11):3677-3688, Nov. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo aponta que a obra de Josué de Castro traz à tona algumas das interpretações mais relevantes sobre a situação alimentar brasileira, lançando o primeiro manifesto-propositivo para construção de uma política social de alimentação no país. Subjazem a esta sua discussão os aspectos do processo de construção do Estado-nação, o desenvolvimentismo nacional e o papel dos intelectuais brasileiros. Tais questões somam-se à preocupação do autor com a formação de ações propositivas que levassem às mudanças sociais e redefinições das condições de exclusão social de parcela significativa da população brasileira. Partimos da afirmação que sua obra faz parte das interpretações mais amplas sobre o Brasil, sendo necessária ser revisitada.

Abstract This article highlights the fact that the work of Josué de Castro brings to light some of the most relevant interpretations on the Brazilian food situation, launching the first proactive manifesto for the construction of a social policy on food in Brazil. Underpinning this debate, there are aspects of the process of construction of the Nation State, national development and the role of the Brazilian intellectuals. Such issues are added to the author's concern with the formation of proactive measures that could lead to social change and redefinitions of the conditions of social exclusion of a significant portion of the Brazilian population. We start from the assertion that his work is part of broader interpretations about Brazil, which need to be revisited.
Descritores: Política Pública
Mudança Social
Fome
-Brasil
Alimentos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151741
Autor: Flores, Consuelo Silva.
Título: Para superar el flagelo del hambre: una integracion regional basada en la soberania alimentaria / Para superar o flagelo da fome: uma integração regional baseada na soberania alimentar / To overcome the flagel of hunger: a regional integration based on food sovereignty
Fonte: Textos contextos (Porto Alegre);19(2):38934:38936, 23 dez. 2020.
Idioma: en; es.
Resumo: El artículo aborda el problema del hambre en el mundo, uno de los fenómenos más aberrantes con que la humanidad inició la nueva década. A partir del año 2014 comenzó a manifestarse una tendencia ascendente en la inseguridad alimentaria hasta alcanzar niveles graves en 2019-2020. Con el inicio de la pandemia de COVID-19, se ha acentuado la preocupación respecto a los efectos que ésta podría provocar en la crisis alimentaria a nivel mundial y, espe-cialmente, en América Latina y el Caribe, debido a que es el continente donde el acceso mercantil a la alimentación se sitúa entre las más costosas del mundo. Por cierto, la región no enfrenta escasez de alimentos, sino que al contrario hay abundancia de ellos. Estas contradicciones hacen necesario cuestionarse si la liberalización del mercado ha sido una solución para resolver el problema del hambre a nivel mundial. Así como también, revisar la pertinencia de las políticas "oficiales" de seguridad alimentaria y de sus instituciones impulsoras. Una de las vías de solución es lograr la acción coordinada y permanente de los Estados para garantizar la provisión de alimentos a la población y evitar el avance del hambre. Hoy más que nunca se requiere el fortalecimiento de proyectos de integración regional basados en la soberanía alimentaria.

O artigo aborda o problema da fome no mundo, um dos fenômenos mais aberrantes com que a humanidade começou a nova década. A partir de 2014, começou a se manifestar uma tendência crescente na insegurança alimentar, alcançando graves níveis em 2019-2020. Com o início da pandemia de COVID-19, se acentuou a preocupação a respeito dos efeitos que esta poderia provocar na crise alimentícia a nível mundial e especialmente na América Latina e no Caribe, onde o acesso mercantil à alimentação é um dos mais caros do mundo. No entanto, a região não enfrenta escassez de alimentos, pelo contrário, possui uma grande abundância. Considerando estas contradições, faz-se necessário questionar se a liberação do mercado tem sido uma solução para resolver o problema da fome a nível mundial. Assim como revisar a pertinência das políticas "oficiais" de segurança alimentar e de suas instituições impulsionadoras. Uma das soluções seria obter a ação coordenada e permanente dos Estados a fim de garantir o fornecimento de alimentos à população e evitar o avanço da fome. Hoje, mais do que nunca, é preciso o fortalecimento de projetos de integração regional baseados na soberania alimentar

The article addresses the problem of hunger in the world, one of the most aberrant phenomena with which humanity began the new decade. Starting in 2014, an upward trend in food insecurity began to manifest itself, reaching serious levels in 2019-2020.With the onset of the COVID-19 pandemic, concern grew about the effects it could have on the food crisis worldwide and, especially in Latin America and the Caribbean. The latter, because it is the region where commercial access to food is among the most expensive in the world. By the way, Latin America does not face a shortage of food, but on the contrary it has an abundance of them. These contra-dictions make it necessary to question whether market liberalization has been a solution to solve the problem of hunger at the world level. As well as reviewing the relevance of "official" food security policies and their driving institutions. One of the solutions is to achieve coordinated and permanent action by the States to guarantee the provision of food to the population and prevent the advance of hunger. Our conclusion is that the strengthening of regional integration projects based on food sovereignty is required.
Descritores: Fome
Infecções por Coronavirus/economia
Economia
-Política Pública
Pandemias
América Latina
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  7 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989612
Autor: Paiva, Ariane Rego de; Lobato, Lenaura de Vasconcelos Costa.
Título: Formulação da lei do sistema único de assistência social e a legitimação da política de assistência social / The formulation of social assistance law and the legitimation of the social assistance public policy
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(3):1065-1073, mar. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O trabalho analisa o processo decisório que envolveu a formulação, pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, do Projeto de Lei 3077/2008 e sua posterior aprovação como Lei 12.435/2011, que institucionalizou na ordem jurídica brasileira o Sistema Único de Assistência Social. A metodologia se baseou em pesquisa bibliográfica, análise das atas do Conselho Nacional de Assistência Social de 2008 a 2011 e documentos públicos do Ministério e entrevistas com atores-chave que atuaram no Ministério entre 2008 e 2011. A análise demonstrou que a Lei tinha como principais objetivos legitimar as práticas já em curso na Assistência Social e estabelecer segurança jurídica para os gestores federais. A decisão de elaborar a Lei aponta para a importância dos "policy makers" no processo de inclusão de temas na agenda pública.

Abstract This paper analyzes the decision-making process involving the formulation of Bill 3077/20081 by the Ministry of Social Development and Fight against Hunger, and its subsequent approval as Law 12.435/2011, which institutionalized the Unified Social Assistance System (SUAS). The methodology was based on bibliographic research, analysis of the minutes of the National Social Assistance Council from 2008 to 2011, and public documents from the Ministry and interviews with key stakeholders who worked at the Ministry between 2008 and 2011. The results showed that the Law aimed mainly to legitimize management practices already underway in Social Assistance and to establish legal certainty for federal managers. The decision to propose the Law highlights the relevance of "policymakers" in including issues on the public agenda.
Descritores: Formulação de Políticas
Política Pública/legislação & jurisprudência
Seguridade Social/legislação & jurisprudência
Tomada de Decisões
-Mudança Social
Brasil
Fome
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barreto, Mauricio Lima
Texto completo
Id: biblio-1133146
Autor: Ribeiro-Silva, Rita de Cássia; Pereira, Marcos; Campello, Tereza; Aragão, Érica; Guimarães, Jane Mary de Medeiros; Ferreira, Andréa JF; Barreto, Maurício Lima; Santos, Sandra Maria Chaves dos.
Título: Implicações da pandemia COVID-19 para a segurança alimentar e nutricional no Brasil / Covid-19 pandemic implications for food and nutrition security in Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(9):3421-3430, Mar. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O surgimento da COVID-19 no Brasil explicitou ainda mais a enorme discrepância entre diferentes realidades sociais que coexistem no país, reacendendo as discussões acerca da segurança alimentar e nutricional, à semelhança do que vem acontecendo em outros países que enfrentam a mesma situação de pandemia. Argumenta-se neste trabalho que os riscos para a Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) e a fome dos brasileiros já vinham se apresentando desde 2016, sendo agora aprofundados pela emergência da epidemia da COVID-19, passando a exigir compreensão da extensão e da magnitude dos problemas e articulação de medidas governamentais nas três esferas de gestão (federal, municipal e estadual), que possam assegurar o acesso à alimentação adequada e saudável, com vistas a reduzir os impactos negativos da doença na condição de alimentação, saúde e nutrição dos mais vulneráveis. Assim, este texto pretende contribuir para o debate sobre as medidas a serem adotadas pelos governos e sociedade para promover e garantir a SAN e impedir que a insegurança e a expansão da fome avancem durante e após a crise social e sanitária gerada pela pandemia.

Abstract The emergence of COVID-19 in Brazil further explained the massive discrepancy between different social realities coexisting in the country, rekindling the discussions about food and nutrition security, similarly to what has been happening in other countries facing the same pandemic situation. In this paper, we argue that the risks to hunger and food security in Brazil have been present since 2016 and are now being exacerbated due to the emergence of the COVID-19 epidemic. This situation requires knowing the extent and magnitude of the issue and articulation of measures in the three governmental spheres(federal, municipal and state) to ensure access to adequate and healthy food and reduce the disease's adverse effectson the diet, health, and nutrition among the most vulnerable people. Thus, this work aims to contribute to the debate on the measures to be adopted by governments and society to promote and ensure food and nutrition security and prevent insecurity and the expansion of hunger during and after the social and health crisis created by the pandemic.
Descritores: Pneumonia Viral/epidemiologia
Estado Nutricional
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Abastecimento de Alimentos
-Política Pública
Fome
Infecções por Coronavirus
Populações Vulneráveis
Dieta
Pandemias
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 244 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-990531
Autor: Silva, Robertha Pickina Juvencio; Rampazzo, Ana Raquel Pontello; Nascimento, Leonel Alves do; Fonseca, Ligia Fahl.
Título: Desconfortos esperados e vivenciados por pacientes no pós-operatório imediato / Desconfortos esperados e vivenciados por pacientes no pós-operatório imediato / Discomfort patients expect and experience in the immediate postoperative period
Fonte: Rev. baiana enferm;32:e26070, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo verificar os desconfortos esperados e vivenciados por pacientes no pós-operatório imediato. Método estudo descritivo, quantitativo, pré e pós-teste, realizado em dois hospitais públicos. No pré-operatório, os pacientes enumeraram os desconfortos que esperavam vivenciar, dentre dez desconfortos mais comuns, citados em literatura. No pós-operatório imediato indicavam quais desconfortos realmente vivenciaram e atribuíram valores monetários fictícios para evitá-los. A coleta de dados foi realizada de agosto a outubro de 2016. Resultados participaram da pesquisa 160 pacientes. Os desconfortos esperados, vivenciados e com maiores valores monetários fictícios para preveni-los foram dor (5.870), sede (2.255) e fome (2.125). Estes desconfortos apresentaram correlação significativa entre seu ranqueamento e o valor distribuído para sua prevenção. Conclusão a dor foi o desconforto mais antecipado e o mais vivenciado, assim como o que teve maior valor atribuído para sua prevenção. Os desconfortos vivenciados sede, fome, fraqueza e frio ultrapassaram as expectativas de desconfortos esperados no pós-operatório imediato.

Objetivo verificar las incomodidades esperadas y vividas por pacientes en el posoperatorio inmediato. Método estudio descriptivo, cuantitativo, pre y post-prueba, desarrollado en dos hospitales públicos. En el preoperatorio, los pacientes enumeraron las incomodidades que esperaban vivir, entre diez incomodidades más comunes citados en la literatura. En el posoperatorio inmediato indicaban cuales incomodidades realmente vivieron y atribuyeron valores monetarios ficticios para evitarlas. Los datos fueron recolectados de agosto a octubre del 2016. Resultados participaron de la investigación 160 pacientes. Las incomodidades esperadas, vividas y con mayores valores monetarios ficticios para prevenirlas fueron dolor (5.870), sed (2.255) y hambre (2.125). Estas incomodidades presentaron correlación significativa entre su ranking y el valor distribuido para su prevención. Conclusión el dolor fue la incomodidad más anticipada y la más vivida, y también tuvo el mayor valor atribuido a su prevención. Las incomodidades vividas sed, hambre, debilidad y frío ultrapasaron las expectativas de incomodidades esperadas en el posoperatorio inmediato.

Objective verify the discomfort patients expect and experience in the immediate postoperative period. Method descriptive and quantitative study, pre and post-test developed at two public hospitals. In the preoperative period, the patients listed the discomfort they expected to experience among the ten most common sources of discomfort cited in the literature. In the immediate postoperative period, they indicated which discomfort they actually experienced and attached fictional amounts to avoid them. The data were collected between August and October 2016. Results 160 patients participated in the research. The discomfort that was expected, experienced and to whose prevention the highest amounts were attached were pain (5,870), thirst (2,255) and hunger (2,125). This discomfort presented a significant correlation between the ranking and the amount attached to prevention. Conclusion pain was the most anticipated and experienced discomfort and the highest amount was attached to its prevention. The experienced sources of discomfort thirst, hunger, weakness, and cold surpassed the expected discomfort in the immediate postoperative period.
Descritores: Dor
Cuidados Pós-Operatórios
Complicações Pós-Operatórias
Sede
Assistência Perioperatória
-Período Pós-Operatório
Fome
Período Pré-Operatório
Fragilidade
Hospitais Públicos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  10 / 244 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1129592
Autor: Bernal, Jennifer; Agudelo Martínez, María Alejandra.
Título: Medición de inseguridad alimentaria-nutricional, hambre y estrategias de afrontamiento de niños y adolescentes en Medellín-Colombia / Measurement of food-nutrition insecurity, hunger and coping strategies in children and adolescents in Medellin-Colombia
Fonte: Arch. latinoam. nutr;70(1):20-29, marz. 2020. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La inseguridad alimentaria (IA) y hambre afectan a 820 millones de personas en el mundo, 187 millones en América Latina y el Caribe, 18,5 millones en Latinoamérica con más severas crisis humanitarias y a más de la mitad de la población en Colombia. En niños y adolescentes la IA ha sido poco estudiada en Colombia, en parte por ausencia de instrumentos válidos y confiables. El objetivo de esta investigación es determinar la validez y confiabilidad de escalas que miden la IA y las estrategias de afrontamiento (EA) ante la falta de alimentos en niños y adolescentes. Estudio transversal (n=4051) realizado en Medellín-Colombia que midió la IA (10 ítemes) y EA (9 ítemes) con instrumentos desarrollados previamente. Se utilizó SPSS v21 para realizar análisis de componentes principales (ACP), validez y confiabilidad. Siete de cada 10 niños se preocupan por la falta de alimentos. El ACP de instrumento IA arrojó dos componentes: 1. cantidad, calidad y preocupación; 2. episodios de hambre, que explican 57 % de varianza. El ACP de las EA explica 43 % de varianza. Los instrumentos de IA y EA poseen una buena confiabilidad (α-Cronbach's de 0,78 y 0,82). El instrumento de IA se validó comparándolo con la talla para la edad, que arrojó una asociación inversa y significativa entre baja talla y la seguridad alimentaria. Esta investigación es la primera en evidenciar que la problemática de IA está presente en los niños y adolescentes de Medellín. Los instrumentos de IA y EA utilizados resultaron ser altamente válidos y confiables(AU)

Food insecurity (FI) and hunger affected 820 million people in the world, 187 million in Latin America and the Caribbean, 18.5 million in Latin America lived the worst severe food crises, and more than half of the Colombian population live with FI. FI in children and adolescents has been little measure, partly due to absence of valid and reliable instruments in Colombia. The aim of this study is to determine the validity and reliability of the FI and coping strategies (CS) tools in children and adolescents. Cross-sectional study (n = 4051) carried out in Medellín-Colombia. A 10-ítemes scale is used to measure FI and 9-ítemes scale capture the CS. SPSS v21 program was used to analyze data. Principal component analysis (PCA), validity and reliability were applied. Seven out of 10 children mentioned they were worry for FI. PCA showed two main components of FI: 1. Related with quantity, quality and worry about food; 2. Hunger episodes, that explain 57% of variance. PCA of the CS scale resulted in one component that explains 43% of variance. FI and CS instruments resulted in good reliability (α-Cronbach 0.78; 0.82). FI instrument was validated by comparing it with height-for-age indicator, which showed an association between stunting (low height-for-age) and food insecurity. This study is the first to show that children and adolescents living in Medellín are facing FI and CS. The FI and CS scales used were found to be highly valid and reliable(AU)
Descritores: Ingestão de Alimentos
Fome
Fome Oculta
Necessidades Nutricionais
-Deficiências Nutricionais
Desnutrição
Desnutrição Aguda Grave
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha



página 1 de 25 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde