Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.752.190 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 57 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 57 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-301390
Autor: Assumpção Júnior, Francisco B; Kuczynski, Evelyn.
Título: A deliquência juvenil e as idéias de degeneração na Psiquiatria brasileira / Juvenile deliquency and degeneracy concept in Brazilian psychiatry
Fonte: Pediatr. mod;36(1/2):835:838-836-840, jan.-fev. 2000.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores apresentam, a partir de trabalhos publicados na literatura médica, como as idéias de degeneraçäo permearam o conceito de delinquência na criança e no adolescente, influindo de maneira importante na questäo conceitual. Acentuam que essas idéias continuaram presentes em nosso meio, mesmo quando já se encontravam em desuso em países desenvolvidos, mostrando-se assim representativas de um pensamento anacrônico e racionário, bem como decorrentes de todo um processo de dominaçäo cultural. Este fato contrapöe dois modelos interessantes, mostrando que, enquanto o pensamento universitário reproduzia teses ultrapassadas e extremamente conservadoras, o modelo de atendimento, obedecendo às transformaçöes sociais, estabelecia-se de maneira totalmente diferente, caracterizando assim a defasagem do pensamento acadêmico da realidade social.
Descritores: Transtornos da Personalidade
Psiquiatria
Psiquiatria do Adolescente
Transtorno da Conduta
Caráter
Delinquência Juvenil/classificação
-Mudança Social
Limites: Seres Humanos
Adolescente
Criança
Responsável: BR11.1 - Biblioteca


  2 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-692913
Autor: Zack, Oscar.
Título: Síntoma y carácter / Sintoma e caráter / Symptom and character
Fonte: Psicol. rev. (Belo Horizonte);18(1):1-14, abr. 2012.
Idioma: es.
Resumo: El presente artículo parte de la hipótesis según la cual el síntoma y el carácter son dos formas de satisfacción de la pulsión que, en algunas circunstancias, se presentan como estructuras análogas que pueden confundir a la hora del tratamiento. Se realiza un recorrido conceptual en el que se pretenden elucidar los enlaces, las semejanzas y las diferencias entre síntoma y carácter. Para ello se retoman dos referencias freudianas ("Carácter y erotismo anal" y "Algunos tipos de carácter, encontrados por el trabajo analítico") y algunas puntuaciones de Lacan en su primera enseñanza. De este modo el autor sitúa que el carácter y el síntoma responden a dos lógicas diferenciadas en el quehacer analítico. Finalmente el trabajo concluye con el concepto lacaniano de "sinthome" que plantea una resolución clínica acerca de las paradojas y los dilemas e impasses provocados por estas dos formas de satisfacción de las pulsiones.

Este artigo parte da hipótese de que o sintoma e o caráter são duas formas de satisfação pulsional que, em algumas circunstâncias, apresentam-se como estruturas análogas que, na direção do tratamento, podem confundir. Realiza-se um percurso conceitual no qual se pretende elucidar o enlaçamento, as semelhanças e as diferenças entre sintoma e caráter. Para isso são retomadas duas referências freudianas ("Caráter e erotismo anal" e "Alguns tipos de caráter encontrados no trabalho analítico") e algumas pontuações de Lacan em seu primeiro ensino. Desse modo, o autor localiza que o caráter e o sintoma respondem a duas lógicas diferenciadas no afazer analítico. O trabalho é concluído, finalmente, com o conceito lacaniano de "sinthome", que delineia uma resolução clínica a respeito dos paradoxos e impasses provocados por estas duas formas de satisfação pulsional.

This article begins with the hypothesis that symptom and character are two forms of drive satisfaction instinct that can become confused during the phsycoanalytic treatment. It offers a conceptual journey which aims to elucidate the intertwining, the similarities and differences between symptom and character. This paper takes two references from Freud ("Character and Anal Eroticism" and "Some types of character, elucidated by the analytic work"), and some lectures from Lacan. Thus, the author states that symptom and character follow different logics. Finally the paper concludes with the lacanian concept of "sinthome", which raises a clinical solution for the paradoxes and impasses caused by these two forms of instinctual satisfaction.
Descritores: Sinais e Sintomas
Caráter
-Psicanálise
Responsável: BR370.1 - Biblioteca Central


  3 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1023344
Autor: Uribe Díaz, Beatriz Elena.
Título: Fracasos calculados, victorias insospechadas / Calculated failures, unsuspected victories
Fonte: Poiésis (En línea);15(Jun.):1-6, 2008.
Idioma: es.
Resumo: Existen actos que escapan a la certeza, que danzan ante la infastuosa melodía del caos. Equivoco, erróneo, fallido, son los calificativos que enuncian la falta de objetividad en lo dicho, en lo hecho, en lo manifiesto; estos equívocos responden a la construcción social del conocimiento que supone certidumbres en torno al carácter real de todo aquello que rodea al ser humano, es decir, para poder errar resulta indispensable la presencia de un otro que denuncie aquello que escapa a la lógica de los acuerdos sociales frente al hacer o el deber ser.

There are acts that escape certainty, that dance before the infastuous melody of chaos. Wrong, wrong, failed, are the qualifiers that state the lack of objectivity in what has been said, in what has been done, in what is manifest; These mistakes respond to the social construction of knowledge that assumes certainty about the real character of everything that surrounds the human being, that is, in order to err it is essential the presence of another who denounces what escapes the logic of the agreements social versus doing or should be.
Descritores: Tentativa de Suicídio
-Caráter
Comportamento do Adolescente/psicologia
Psicologia do Adolescente
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Congressos
Responsável: CO191.1 - Biblioteca


  4 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-986489
Autor: Oliveira, Flavia Lana Garcia de; Santos, Tania Coelho dos.
Título: A lógica do fantasma na passagem da modernidade à contemporaneidade / The logic of the phantasm in the passage from modernity to contemporaneity / La lógica del fantasma en el paso de la modernidad a la contemporaneidad
Fonte: Estud. pesqui. psicol. (Impr.) = Estud. pesqui. psicol;18(3):932-952, set.-dez. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: A clínica contemporânea nos confronta com sujeitos sujeitados a imposições maciças do gozo. As fixações pulsionais comparecem, muitas vezes, livres do ocultamento fantasmático no inconsciente. Prevalece um tipo de laço com o Outro que remonta às modalidades mais arcaicas de relação do eu com o objeto. Diante deste cenário, interrogamos qual seria o estatuto do fantasma hoje. Nosso fio condutor será a hipótese de um rebaixamento da eficácia simbólica da autoridade paterna em conter o egoísmo pulsional que se manifesta na radicalização dos apelos ao gozo ilimitado. A gramática fantasmática é um anteparo simbólico-imaginário que permite interpretar a posição libidinal de cada um diante do real do desejo do Outro. O desmentido da função do pai como agente da castração, engendra um sujeito voraz, cuja debilidade do eu resulta em alterações psicóticas do caráter.(AU)

The contemporary clinic confronts us with subjects subject to massive impositions of jouissance. Drive fixations often appear free from the phantasmatic occultation in the unconscious. A kind of bond prevails with the Other that goes back to the more archaic forms of relation of the self to the object. Faced with this scenario, we ask what the status of the phantasm would be today. Our guiding principle will be the hypothesis of a debasement of the symbolic efficacy of paternal authority in containing drive's egoism, which manifests itself in the radicalization of the calls to unlimited jouissance. The phantasmatic grammar is a symbolic-imaginary screen that allows for interpreting the libidinal position of each one when faced the real of the desire of the Other. The disavowal of the paternal function as an agent of castration produces a voracious subject, whose weakness of self results in psychotic alterations of character.(AU)

La clínica contemporánea nos confronta con sujetos sometidos a imposiciones masivas del goce. Las fijaciones pulsionales, frecuentemente, están libres del ocultamiento fantasmático en el inconsciente. Prevalece un tipo de lazo con el Otro que se remonta a las modalidades más arcaicas de relación del yo con el objeto. Ante este escenario, interrogamos cuál sería el estatuto del fantasma hoy. Nuestro hilo conductor será la hipótesis de un descenso de la eficacia simbólica de la autoridad paterna en contener el egoísmo pulsional que se manifiesta en la radicalización de las llamadas al goce ilimitado. La gramática fantasmática es una mampara simbólica-imaginaria que permite interpretar la posición libidinal de cada uno ante el real del deseo del Otro. El desmentido de la función del padre como agente de la castración, engendra un sujeto voraz, cuya debilidad del yo resulta en alteraciones psicóticas del carácter.(AU)
Descritores: Inconsciente (Psicologia)
Poder Familiar/psicologia
-Angústia de Castração/psicologia
Caráter
Fantasia
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1691.1 - Biblioteca CEH/A


  5 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-975261
Autor: Alves, Bárbara de Paula; Ambiel, Rodolfo Augusto Matteo.
Título: Escala de forças de caráter: relações com instrumentos de avaliação de afetos e interesses profissionais / Characters strengths scale: relations with instruments to evaluate the affections and professional interests / Escala fuerzas de caracteres: relaciones con instrumentos de evaluación afecta e intereses profesionales
Fonte: Estud. Interdiscip. Psicol;9(2):4-20, maio-ago. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Esta pesquisa objetivou relacionar os construtos Forças de Caráter, Afetos e Interesses Profissionais em universitários, utilizando os instrumentos: Escala de Forças de Caráter (EFC), Escala de Afetos Zanon (EAZ), Escala de Aconselhamento Profissional (EAP) e um Questionário Sociodemográfico. Participaram do estudo 350 universitários de diferentes cursos com idades entre 17 a 53 anos (M= 22,57; DP= 5,96). As forças se correlacionaram positivamente com os afetos positivos e com as dimensões dos interesses, sendo que Ciências Agrárias foi a dimensão com as correlações mais altas. Participantes com idades acima de 19 anos apresentam mais Amor ao Aprendizado, Perseverança e Interesses por Atividades Burocráticas. Conclui-se que forças e afetos positivos podem ser relacionados e utilizados de maneira a auxiliar o desenvolvimento das características positivas dos indivíduos e que a relação das forças com as dimensões pode caracterizar possíveis personalidades que demonstram interesse por determinada área.

This research aimed to relate the constructs Character Forces, Affects, and Professional Interests in university students, using the instruments: Escala de Forças de Caráter (EFC), Escala de Afetos Zanon (EAZ), Escala de Aconselhamento Profissional (EAP), and a Socio-demographic Questionnaire. A total of 350 college students from different courses, aged between 17 and 53 (M = 22.57; SD = 5.96) participated in the study. The forces correlated positively with the positive affects and with the dimensions of interests, and Agrarian Sciences was the dimension with the highest correlations. Participants over the age of 19 have more Love for Learning, Perseverance, and Interests for Bureaucratic Activities. It is concluded that positive forces and affections can be related and used in a way to help the development of the positive characteristics of the individuals and that the relation of the forces with the dimensions can characterize possible personalities that show interest by a certain area.

Este estudio tuvo como objetivo relacionar el carácter construye Fuerzas, afectos e intereses profesionales en la universidad, el uso de los instrumentos: Escala de Forças de Caráter (EFC), Escala de Afetos Zanon (EAZ), Escala de Aconselhamento Profissional (EAP), y cuestionario demográfico. En el estudio participaron 350 alumnos de diferentes cursos de edades comprendidas entre 17-53 años (M = 22.57, SD = 5,96). Las fuerzas se correlacionaron positivamente con afecto positivo y las dimensiones de intereses y Ciencias Agrícolas fue la dimensión donde las correlaciones más altas. Los participantes mayores de 19 años tienen más amor por el aprendizaje, perseverancia e intereses por las actividades burocráticas. En conclusión, las fortalezas y las emociones positivas pueden ser vinculados y se utilizan con el fin de ayudar al desarrollo de las características positivas de los individuos y de la relación de fuerzas con las dimensiones pueden caracterizar posibles personalidades que demuestran interés en un área determinada.
Descritores: Aspirações (Psicologia)
Caráter
Afeto
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  6 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-797791
Autor: Oliveira, Catiane de; Nunes, Maiana Farias Oliveira; Legal, Eduardo José; Noronha, Ana Paula Porto.
Título: Bem-estar subjetivo: estudo de correlação com as forças de caráter / Subjective well-being: linear relationships to character strengths / Bienestar subjetivo: estudio de correlación de fuerzas del carácter
Fonte: Aval. psicol;15(2):177-185, ago. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Bem-estar subjetivo tem sido estudado em sua relação com as forças e virtudes. As principais referências da Psicologia Positiva propõem seis virtudes e 24 forças, ao passo que o bem-estar subjetivo é avaliado quanto à satisfação de vida, afetos positivo e negativo. Este estudo teve como objetivo a verificação do nível de associação entre forças de caráter e bem-estar subjetivo. Aplicou-se a Escala de Bem-Estar Subjetivo (EBES) e a Escala de Forças em 237 universitários. As forças se correlacionaram com pelo menos um dos fatores de bem-estar subjetivo; afeto negativo foi correlacionado com as forças criatividade e vitalidade; satisfação com a vida obteve 16 correlações significativas e o fator geral do bem-estar correlacionou-se com 16 forças. Os resultados confirmaram parcialmente a relação esperada entre os construtos. Discute-se a influência de aspectos culturais nos resultados e o avanço na testagem empírica das propostas teóricas da Psicologia Positiva.

Subjective well-being has been studied in relation to strengths and virtues. Principal references from Positive Psychology propose six virtues and 24 strengths, whereas subjective well-being is appraised by life satisfaction, positive and negative affects. This study aimed to analyze the association between the level of character strengths and subjective well-being. The authors used two scales, namely the Subjective Well-being Scale (EBES) and the Strengths Scale, with 237 university students. All strengths correlated significantly with at least one aspect of subjective well-being. Negative affect was significantly correlated to only two strengths: creativity and vitality. Life satisfaction items showed 16 significant correlations, and the general factor of subjective well-being also showed 16 significant correlations. The results have partially confirmed the theoretical assumptions. The authors discuss the influence of cultural aspects and the need to empirically test the assumptions of Positive Psychology.

El bienestar subjetivo se ha estudiado en relación con las fortalezas y virtudes. Las principales referencias de la Psicología Positiva proponen seis virtudes y 24 fuerzas, mientras que el bienestar subjetivo se evalúa para la satisfacción de vida, afecto positivo y negativo. Este estudio tuvo como objectivo verificar el nivel de asociación entre los puntos fuertes de carácter y el bienestar subjetivo. Se ha aplicado la Escala de Bem-Estar Subjetivo (EBES) y la Escala de Forças con 237 estudiantes universitarios. Las fuerzas se correlacionaron con al menos una de bienestar subjetivo factores; afecto negativo se correlacionó con las fuerzas creatividad y vitalidad; satisfacción con la vida obtuvo 16 correlaciones significativas y el factor general de bienestar se correlacionó con 16 fuerzas. Los resultados confirmaron parcialmente la relación esperada entre los constructos. Se analiza la influencia de los aspectos culturales en los resultados y avances en la comprobación empírica de las propuestas teóricas de la psicología positiva.
Descritores: Satisfação Pessoal
Psicologia/tendências
Caráter
Virtudes
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1249.1 - Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas


  7 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-782016
Autor: Marinho, Paula Duarte Félix; Luchina, Márcia Maria Rosa Vieira.
Título: Characterpathy, the position of the individual in the field of jouissance and the struggle to build an analyzable
Fonte: Agora (Rio J.);19(2):175-189, May-Aug. 2016.
Idioma: en.
Resumo: Caracteropatia, a posição do sujeito no campo do gozo e as dificuldades na instalação do sintoma como analisável. Ao resgatarmos a noção de caráter em alguns teóricos da psicanálise, localizamos nele um operador teórico-clínico importante para a investigação de manifestações de sofrimento psíquico. O caráter supõe algo mais arcaico do que o sintoma, portanto, anterior ao estágio de formação do sintoma. As caracteropatias, ou patologias do caráter, são formas de apresentação subjetiva nas quais predominam as saídas do sujeito pela via do ato em detrimento da palavra e do sentido. Elas trazem desafios na instalação do sintoma como analisável, devido ao modo de gozo de difícil sintomatização apresentado pelo sujeito. Com isso em vista, abordaremos também algumas contribuições quanto à direção do tratamento nesses casos.

As we introduce the concept of character, formulated by some theorists of psychoanalysis, we are able to spot an important theoretical and clinical device to investigate the manifestations of psychic distress. The character presumes something more archaic than the symptom; therefore it emerges before its formation. The pathologies of the character, also called characteropathies, are subjective presentation forms in which the outputs of the subject through the act to the detriment of the word and the meaning predominate. They bring challenges in the installation of the symptom as analyzable, due to the jouissance of difficult symptomatization presented by the subject. Bearing this in mind, we will also approach some contributions concerning the direction of the treatment in such cases.
Descritores: Psicanálise
Caráter
Prazer/fisiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-776651
Autor: Mochcovitch, Marina Dyskant; Baczynski, Tathiana P; Silva, Adriana Cardoso de Oliveira e; Nardi, Antonio E.
Título: Treatment effect on temperament and character in panic disorder: a prospective randomized double-blind study / Efeito de tratamento sobre temperamento e caráter no transtorno de pânico: estudo randomizado prospectivo duplo-cego
Fonte: MedicalExpress (São Paulo, Online);2(3), May-June 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: The present study aims to analyze the effect of pharmacological treatment for panic disorder on temperament and character dimensions and to compare the effect of imipramine and fluoxetine on this outcome. METHOD: Temperament and character dimensions were evaluated in panic disorder patients before and after six months of pharmacological treatment with imipramine and fluoxetine, using the Temperament and Character Inventory-Revised. Patients were randomized between groups and both (patient and investigators) were blinded to the intervention drug. Furthermore, 34 non-panic controls answered the revised Temperament and Character Inventory through an Internet survey. RESULTS: Panic disorder patients showed higher scores for Harm Avoidance and lower scores for Persistence, Self-Directedness, and Cooperativeness than controls at baseline, but only the low Persistence value remained different from controls after treatment. Responder patients presented significant reduction in Harm Avoidance scores and a significant increase in Self-Directedness scores, whereas non-responders showed a significant increase of Harm Avoidance levels. Fluoxetine and Imipramine showed similar effects on the revised Temperament and Character Inventory dimensions. CONCLUSION: High Harm Avoidance and low Self-Directedness, Persistence, and Cooperativeness are associated with panic disorder. Treatment of acute panic disorder symptoms lead to the reduction of Harm Avoidance and to an increase in Self-Directedness scores. However, there was no difference between treatment with fluoxetine and imipramine for the effect on the revised Temperament and Character Inventory dimensions.

OBJETIVO: O presente estudo tem como objetivo analisar o efeito do tratamento farmacológico do transtorno do pânico nas dimensões de temperamento e caráter, comparando os efeitos das medicações imipramina e fluoxetina neste desfecho. METODOLOGIA: As dimensões de temperamento e caráter foram avaliadas em pacientes com transtorno do pânico antes e depois de seis meses de tratamento com imipramina ou fluoxetina, utilizando-se o "Temperament and Character Inventory- Revised" (TCI-R). O estudo foi randomizado e duplo-cego. Além disso, 34 controles sem transtorno do pânico responderam ao TCI-R via internet. RESULTADOS: Pacientes com transtorno do pânico apresentaram maior pontuação para "Harm Avoidance" e menor pontuação para "Persistence", "Self-Directedness" e "Cooperativeness" que os controles antes do tratamento, mas apenas "Persistence" manteve a diferença após o tratamento. Pacientes respondedores apresentaram redução significativa da pontuação para "Harm Avoidance" e aumento significativo para "Self-Directedness" após o tratamento, enquanto os não-respondedores mostraram aumento significativo na pontuação para "Harm Avoidance". A fluoxetina e a imipramina apresentaram efeitos semelhantes nas dimensões do TCI-R. CONCLUSÃO: Alta pontuação para "Harm Avoidance" e baixa para "Persistence", "Self-Directness" e "Cooperativeness" estão associados ao transtorno do pânico. O tratamento sintomático do transtorno do pânico leva a redução da pontuação para "Harm Avoidance" e aumento de pontuação para "Self-Directedness". No entanto, não há diferença entre os efeitos da imipramina e da fluoxetina nestas dimensões do TCI-R.
Descritores: Temperamento
Caráter
Fluoxetina/uso terapêutico
Transtorno de Pânico/tratamento farmacológico
Imipramina/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-907041
Autor: Noronha, Ana Paula Porto; Martins, Denise da Fonseca; Alves, Bárbara de Paula; Silva, Elaine Nogueira.
Título: Evidências de validade para a Escala de Vitalidade / Validity evidence for the Vitality Scale / Evidencia de validez de la Escala de Vitalidad
Fonte: Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003);68(3):32-42, dez. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo do estudo foi investigar as qualidades psicométricas de uma Escala de Vitalidade (EV) no que tange à estrutura interna e à associação com um instrumento de avaliação do otimismo. Participaram 122 sujeitos, sendo 59,8% mulheres. As idades variaram de 18 a 65 anos. Em relação à escolaridade dos participantes, 73% tinham o ensino superior completo. Os instrumentos utilizados foram a EV e o Revised Life Orientation Test - LOT-R Brasil. Como principais resultados, houve diferença entre os sexos, sendo que os homens apresentaram uma maior média em vitalidade. Já em relação à prática de atividade física, os praticantes apresentaram maior média. A EV apresentou coeficiente alpha de 0,91 e mostrou-se unifatorial. Os achados são discutidos à luz da literatura

This study aimed to investigate the psychometric qualities of the Vitality Scale concerning its internal structure and its relationship with an assessment tool of optimism. Participants were 122 people, 59.8% female, aged 18 to 65 years. In regards to education, 73% participants had a university degree. The instruments used were the Vitality Scale and the Revised Life Orientation Test - LOT-R Brazil. The results showed differences between genders, with men and participants who practiced physical activity showing higher levels of vitality. The Vitality Scale showed coefficient alpha of 0.91 and a one-factor dimension. The results are discussed based on the literature

El objetivo del estudio fue investigar las propiedades psicométricas de una Escala de Vitalidad (EV) en lo referente a la estructura interna y a la asociación con un instrumento de evaluación del optimismo. Participaron 122 sujetos, siendo 59,8% mujeres. Las edades variaron de 18 a 65 años. Sobre la escolaridad de los participantes, 73% habían concluido la enseñanza terciaria. Los instrumentos utilizados fueron la EV y el Revised Life Orientation Test - LOT-R Brasil. Como principales resultados se destaca que hubo diferencia entre los sexos, siendo que los hombres presentaron un promedio mayor en vitalidad. Por su vez, en la práctica de actividad física, los practicantes presentaron un promedio mayor. La EV presentó coeficiente alpha de 0,91 y se mostró unifactorial. Los hallazgos son discutidos con base en la literatura
Descritores: Caráter
Otimismo/psicologia
Psicologia
Psicometria
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1194.1 - BT - Biblioteca


  10 / 57 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-891884
Autor: NORONHA, Ana Paula Porto; CAMPOS, Roberta Ramazotti Ferraz de.
Título: Relationship between character strengths and personality traits / Relações entre forças de caráter e traços de personalidade
Fonte: Estud. Psicol. (Campinas, Online);35(1):29-37, Jan.-Mar. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: The objective of this study was to determine which Character Strengths can be predicted by Personality traits using the instruments Forças de Caráter (Character Strengths Scale) and Bateria Fatorial de Personalidade (Factor Personality Questionnaire). A total of 217 university students, with an average age of 22 years participated in this study; 53% were female. The results indicated that the strengths Vitality, Gratitude, Persistence, Spirituality, Kindness, Humor, Social Intelligence, Citizenship, Fairness, and Creativity were best explained by the traits Extraversion, Agreeableness, and Neuroticism. Moreover, Extraversion and Agreeableness were the traits that were most often associated with the Character Strengths. The findings were discussed in the light of relevant literature, and further studies were recommended.

O objetivo deste estudo foi investigar quais Forças de Caráter podem ser preditas pelos traços de Personalidade, utilizando-se os instrumentos Escala de Forças de Caráter e Bateria Fatorial de Personalidade. Os participantes foram 217 universitários, sendo 53% do sexo feminino, com média de idade de 22 anos. Os resultados indicaram que as forças Vitalidade, Gratidão, Perseverança, Espiritualidade, Bondade, Humor, Inteligência social, Cidadania, Imparcialidade e Criatividade são melhor explicadas pelos traços Extroversão, Socialização e Neuroticismo. Ao lado disso, Extroversão e Socialização foram os fatores que mais se associaram às Forças de Caráter. Os achados foram discutidos à luz da literatura e novos estudos são sugeridos.
Descritores: Personalidade
Psicologia
Socialização
Caráter
Limites: Masculino
Feminino
Responsável: BR27.1 - Biblioteca do Campus II



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde