Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.829.263.370.310 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 293 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 30 ir para página                         

  1 / 293 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-955822
Autor: Albertuni, Patrícia Shalana; Stengel, Márcia.
Título: Maternidade e novos modos de vida para a mulher contemporânea / Maternity and new life modes for contemporary woman / Maternidad y nuevos modos de vida para la mujer contemporánea
Fonte: Psicol. rev. (Belo Horizonte);22(3):709-728, dez. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo aborda os discursos da maternidade para mulheres que participam de blogs sobre este tema. Trata-se de pesquisa qualitativa, pautada na discussão da psicossociologia da família, que analisou posts redigidos pelas autoras e seus comentários escritos pelas leitoras de dois blogs públicos (Macetes de Mãe e Manual da Família Moderna), com base na análise de conteúdo de Bardin. Como resultado, obtiveram-se três categorias e, neste artigo, trataremos da primeira: novos modos de vida da mulher. A análise nos permitiu observar diversos modos de vida femininos e interpretá-los com base em autores como Badinter, Rocha-Coutinho, Woodward e outros. Ainda que a contemporaneidade permita a escolha por posições diversas, observamos que, em todos os casos, existem cobranças sociais, permanece a expectativa de que a mulher seja mãe e mantêm-se os discursos do mito da maternidade, o que compõe um cenário de sofrimento-angústia para a mulher, complexificando essa experiência feminina

This article treats discourses of motherhood for women who participate in blogs on this theme. This is a qualitative research, based on discussion of family pychosociology, in which it examined posts written by authors and their comments written by readers in two public blogs (Macetes de Mãe e Manual da Família Moderna) from the Bardin's content analysis. As a result, it was obtained three categories and in this article we shall deal with the first: new modes of women's life. The analysis allowed us to observe various modes of living female and interpret them from authors such as Badinter, Rocha-Coutinho, Woodward among others. Although contemporaneity allows the choice of different positions, we observe that in all cases there are social charges, the expectation remains that the woman is a mother and the discourses of the myth of motherhood, which composes a scenario of distress-anguish for the woman, complicating this female experience

Este artículo trata de discursos de maternidad para mujeres participantes de blogs sobre este tema. Es una investigación cualitativa, basada en la discusión de psicosociología de la familia, que examinó los posts escritos por las autoras y sus comentarios escritos por las lectoras de dos blogs públicos (Macetes de Mãe y Manual da Família Moderna) desde el análisis de contenido de Bardin. Como resultado se obtuvieron tres categorías y en este artículo nos ocuparemos de la primera: nuevos modos de vida de la mujer. El análisis nos permitió observar diversos modos de vida femenina e interpretarlos partiendo de autores como Badinter, Rocha-Coutinho, Woodward y otros. Aunque la contemporaneidad permita la elección por diferentes posiciones, observamos que, en todos los casos, existen exigencias sociales, permanece la expectativa de que la mujer sea madre y se mantienen los discursos del mito de la maternidad, que compone escenario de sufrimiento y angustia para la mujer, complejizando esta experiencia femenina
Descritores: Poder Familiar
Blogs
-Mulheres
Mães
Responsável: BR370.1 - Biblioteca Central


  2 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1024695
Autor: Siqueira, Larissa Karla Rocha; Melo, Mônica Cecília Pimentel de; Morais, Ramon José Leal de.
Título: Pós-parto e sexualidade: perspectivas e ajustes maternos / Postpartum and sexuality: maternal perspectives and adjustments / Posparto y sexualidad: perspectivas y ajustes maternos
Fonte: Rev. enferm. UFSM;9:[18], jul. 15, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: analisar as perspectivas e adaptações maternas da sexualidade no puerpério e identificar se houveram orientações no pré-natal. Método: qualitativo, exploratório e descritivo, no Hospital Dom Malan, em Petrolina ­ Pernambuco, com 12 puérperas entrevistadas, segundo análise temática de conteúdo. Resultados: o medo da dor foi a principal expectativa, além do receio de uma nova gravidez, preocupações com os cuidados com o bebê e insegurança com o próprio corpo. O diálogo com o companheiro mostrou-se importante para a manutenção da relação. As mulheres declararam que não houve orientações no pré-natal. Conclusão: após o nascimento do bebê o casal precisa fazer muitos ajustes para gradualmente retomar sua intimidade. Nesse contexto o enfermeiro tem papel fundamental, pois possui conhecimento para oferecer informações necessárias em relação ao puerpério, favorecendo uma experiência materna de retorno à sexualidade saudável e prazerosa.

Aim: to analyze the perspectives and maternal adaptations of sexuality in the puerperium and to identify if there were guidelines in prenatal care. Method: qualitative, exploratory and descriptive, at the Hospital Dom Malan, in Petrolina - Pernambuco, with 12 postpartum women interviewed, according to content thematic analysis. Results: Fear of pain was the main expectation, besides the fear of a new pregnancy, concerns about the care of the baby and insecurity with the body itself. The dialogue with the partner was important for the maintenance of the relationship. The women stated that there were no prenatal guidelines. Conclusion: After the baby's birth, the couple needs to make many adjustments to gradually regain their intimacy. In this context, the nurse has a fundamental role, since he/she has the knowledge to offer necessary information regarding the puerperium, favoring a healthy and pleasurable maternal experience of return to sexuality.

Objetivo: analizar las perspectivas y adaptaciones maternas de la sexualidad en el puerperio e identificar si hubo orientaciones en la atención prenatal. Método: cualitativo, exploratorio y descriptivo, en el Hospital Dom Malan, en Petrolina - Pernambuco, con 12 mujeres entrevistadas en el postparto, a partir del análisis temático de contenido. Resultados: el temor al dolor era la principal expectativa, además del temor a un nuevo embarazo, de las preocupaciones sobre el cuidado del bebé y de la inseguridad con el propio cuerpo. El diálogo con la pareja fue importante para el mantenimiento de la relación. Las mujeres afirmaron que no hubo orientaciones en la atención prenatal. Conclusión: después del nacimiento del bebé, la pareja debe hacer muchos ajustes para recuperar gradualmente su intimidad. En ese contexto, la enfermera desarrolla un papel fundamental, ya que tiene el conocimiento para ofrecer la información necesaria sobre el puerperio, favoreciendo una experiencia materna de regreso a una sexualidad saludable y placentera.
Descritores: Saúde da Mulher
Poder Familiar
Sexualidade
Período Pós-Parto
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR568.1 - Biblioteca Central Manoel Marques de Souza, Conde de Porto Alegre


  3 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-348305
Autor: Silva, Deusivania Vieira da; Salomäo, Nádia Maria Ribeiro.
Título: A maternidade na perspectiva de mäes adolescentes e avós maternas dos bebês / Maternity in the perspective of adolescent mothers and their mothers
Fonte: Estud. psicol. (Natal);8(1):135-145, jan.-abr. 2003. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo buscou investigar o subsistema avós maternas dos bebês-mäes adolescentes, de baixa renda. Averiguou-se especificamente: a reaçäo inicial frente à gravidez, as concepçöes sobre o exercício da maternidade adolescente e o papel desempenhado pelas avós frente a esta situaçäo. Elaborou-se uma entrevista semi-estruturada a partir de um estudo piloto. As entrevistas foram gravadas, transcritas e posteriormente analisadas segundo a técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin (1976). Participaram da pesquisa 25 avós maternas dos bebês e 25 mäes adolescentes. Verificou-se que, as reaçöes iniciais desfavoráveis frente à notícia da gravidez prevaleceram nos relatos das adolescentes e de suas mäes. No que se refere ao exercício da maternidade constatou-se que, houve uma concepçäo favorável, principalmente por parte das adolescentes. Contudo, algumas avós ressaltaram a imaturidade e a impaciência das mäes para com suas crianças. Verificou-se também que as avós maternas dos bebês exerciam os seguintes papéis: cuidar/apoiar; ensinar/orientar; papel de mäe; avaliar e controlar.
Descritores: Gravidez na Adolescência/psicologia
Adolescente
Poder Familiar
Avós/psicologia
Mães/psicologia
-Brasil
Entrevista
Pesquisa Qualitativa
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1274.1 - Biblioteca Central Zila Mamede


  4 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-349830
Autor: Araújo, Mayeve Rochane Gerônimo Leite; Dias, Cristina Maria de Souza Brito.
Título: Papel dos avós: apoio oferecido aos netos antes e após situaçöes de separaçäo/divórcio dos pais / The grandparents role: support offered to the grandchildren before and after situations of parent's separation/divorce
Fonte: Estud. psicol. (Natal);7(1):91-101, jan. 2002. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo averiguar os tipos de apoio oferecidos pelos avós aos netos antes e após situaçöes de separaçäo/divórcio dos pais, bem como a existência ou näo de alteraçöes nas formas de apoio. Foram considerados dois tipos de apoio: o emocional e o instrumental, sob a influência das seguintes variáveis: distância geográfica, custódia parental, vinculaçäo materna ou paterna, idade, situaçäo empregatícia e estado civil dos avós. Participaram da mesma 30 avós que näo moravam com os netos, antes nem após a separaçäo/divórcio dos pais. O instrumento utilizado foi um questionário contendo itens que atendiam aos objetivos da pesquisa, bem como os dados sócio-demográficos. Os resultados indicaram uma preferência, por parte dos avós, pelas atividades do tipo emocional, notando-se um aumento, em geral, após a separaçäo/divórcio, nas seguintes atividades: dar conselhos, transmitir informaçöes sobre a família, telefonar e uma diminuiçäo na atividade visitar
Descritores: Divórcio/psicologia
Família/psicologia
Poder Familiar
Relações Familiares/psicologia
Avós/psicologia
-Brasil
Inquéritos e Questionários
Pesquisa Qualitativa
Emoções
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1274.1 - Biblioteca Central Zila Mamede


  5 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Trindade, Zeidi Araujo
Texto completo
Id: lil-349823
Autor: Trindade, Zeidi Araujo; Menandro, Maria Cristina Smith.
Título: Pais adolescentes: vivência e significação / Teenage fathers: life experience and signification
Fonte: Estud. psicol. (Natal);7(1):15-23, jan. 2002.
Idioma: pt.
Resumo: Foram investigadas mudanças ocorridas na vida de pais adolescentes e identificados os significados da paternidade e da maternidade para esses jovens. Oito participantes com idades de 16 a 21 anos foram entrevistados com base em roteiro focalizando: mudanças decorrentes da paternidade; significados da paternidade e da maternidade; práticas parentais. Entre as mudanças referidas destacaram-se a perda de liberdade e a inserçäo no mercado de trabalho. Para eles ser pai significa, principalmente, trabalhar para prover as necessidades da criança e também educar, dar carinho e atençäo. A mäe é aquela que cuida e dá carinho, sacrifica-se e é a figura mais importante na vida da criança. As práticas parentais mais mencionadas estavam relacionadas com lazer e brincadeiras. Os dados indicaram a permanência de forte vínculo com os modelos tradicionais de parentalidade, embora tenham mostrado também a emergência de relaçöes afetivas significativas entre pais e filhos
Descritores: Comportamento Paterno/psicologia
Paternidade
Adolescente
Poder Familiar
-Psicologia Social
Brasil
Entrevista
Pesquisa Qualitativa
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1274.1 - Biblioteca Central Zila Mamede


  6 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Corrêa, Marilena Cordeiro Dias Villela
Texto completo
Id: biblio-895597
Autor: Diuana, Vilma; Corrêa, Marilena Cordeiro Dias Villela; Ventura, Miriam.
Título: Mulheres nas prisões brasileiras: tensões entre a ordem disciplinar punitiva e as prescrições da maternidade / Women in Brazilian prisons: tensions between punitive disciplinary order and maternity prescriptions
Fonte: Physis (Rio J.);27(3):727-747, Jul.-Set. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Visando contribuir para o debate acerca da maternidade na prisão, este estudo analisou as interseções das normas de gênero e das relações disciplinares nesse contexto, identificando controvérsias no plano dos valores e das relações de poder que as sustentam. Para tal, entrevistou, em quatro estados brasileiros, 22 mulheres - gestantes e mães com filhos na prisão - e 19 profissionais que atuam nesse ambiente, além de cinco grupos com gestantes e mães e três com profissionais de saúde. Observou-se que o fechamento institucional, regulamentações penais, vigilância constante, restrição do poder decisório das mães e a separação compulsória dos filhos geram tensionamentos e promovem formas peculiares de viver a maternidade. Produziram-se três categorias analíticas distintas: maternidade interrompida, maternidade desautorizada e maternidade exclusiva. Concluiu-se que os mecanismos disciplinares característicos do penitenciário, ao se integrar às práticas de controle de si que as mulheres-mães realizam em função do cuidado e proteção dos filhos, vulnerabilizam concretamente estas mulheres, expondo-as e a seus filhos a sofrimentos psíquicos e morais. Sugere-se a necessidade de intervenções normativas e medidas legais, além de políticas públicas que substituam a intervenção penal como estratégia de controle da pobreza e de outras formas de vida contestadas.

Abstract Aiming to contribute to the debate about maternity in prison, this study analyzed the intersections of gender norms and disciplinary relationships in this context, identifying controversies regarding the values and power relations that sustain them. To that end, she interviewed 22 women - pregnant women and mothers with children in prison - in four Brazilian states, and 19 professionals working in this environment, in addition to five groups with pregnant women and mothers and three with health professionals. It was observed that institutional closure, penal regulations, constant vigilance, restriction of mothers' decision-making power and compulsory separation of children generate tensions and promote peculiar forms of motherhood. Three different analytical categories were produced: interrupted maternity, unauthorized maternity and exclusive maternity. It was concluded that the disciplinary mechanisms characteristic of the penitentiary, by integrating themselves with the self-control practices that mothers perform in function of the care and protection of their children, concretely make these women vulnerable, exposing them and their children to psychic sufferings and moral. It is suggested the need for normative interventions and legal measures, as well as public policies that replace criminal intervention as a strategy to control poverty and other contested ways of life.
Descritores: Prisões
Punição
Mulheres
Brasil
Direitos Civis
Poder Familiar
Pesquisa Qualitativa
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Entrevista
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  7 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Terzis, Antônios
Texto completo
Id: lil-603499
Autor: R. M. do Nascimento, Fátima; Térzis, Antonios.
Título: Adiamento do projeto parental: um estudo psicanalítico com casais que enfrentam a esterilidade / Parental project postponement: a psychoanalytic study with couples fighting sterility / Aplazamiento del proyecto parental: un estudio psicoanalítico con parejas que enfrentan la esterilidad
Fonte: Psicol. rev. (Belo Horizonte);16(1):103-124, abr. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo objetivou investigar o adiamento do projeto parental, enfatizando aspectos psicológicos e sociais que o determinaram, repercussões da esterilidade para o vínculo conjugal e a experiência dos tratamentos reprodutivos. Participaram três casais, heterossexuais, acima de 30 anos, sem filhos biológicos, que realizaram tratamentos reprodutivos. Conteúdos obtidos por meio da entrevista psicológica aberta foram analisados conforme técnica de análise de conteúdo e discutidos conforme referencial teórico da psicanálise e da grupalidade. Resultados revelam: condições sociais específicas (acesso aos recursos biotecnológicos, influências familiares, sociais, econômicas e religiosas) associadas às condições inconscientes (conflitos, resistências, ambivalências, fantasias e angústias) interferiram na realização do projeto parental, comprometimento do vínculo conjugal (diminuição da espontaneidade e interesse sexual, dificuldades para reformulação do projeto vital e interferências no cotidiano), prejuízos à convivência familiar e social, regressão aos estágios iniciais do funcionamento mental desencadeando angústias persecutórias e depressivas e uso de defesas primitivas (negação, ilusão, projeção, deslocamento e racionalização.

This study aimed to investigate parental project postponement, emphasizing psychological and social aspects that determined it, effects of sterility on marital bonds, and the experience with reproductive treatments. Three straight couples, aged over 30 and with no biological children, took part in the research, receiving reproductive treatments. Contents obtained through an open psychological interview were analyzed using the Content Analysis technique and discussed with basis on the theories of psychoanalysis and group psychoanalysis. Results showed interference in the parental project by specific social conditions (access to biotechnology, as well as familiar, social, economic and religious influences) associated to unconscious factors (conflicts, resistances, ambivalence, fantasies and anguish); damage to the marital bond (decrease in spontaneity and sexual desire; difficulty in reorganizing the vital project and interference in daily life); negative influence on family and social interaction; and regression to early stages of mental functioning, characterized by persecution complex and depressive anguish and the use of primitive defences (denial, illusion, projection, displacement and rationalization.

El estudio he investigado la postergación del proyecto parental destacando sus determinantes psicológicos y sociales, los efectos de la esterilidad para el vínculo conyugal y la experiencia de tratamientos reproductivos. Participaron 03 parejas, heterosexuales, con más de 30 años, sin hijos. Contenidos obtenidos a través de entrevista fueron analizados según el Análisis de Contenido y discutidos en el marco teórico del Psicoanálisis y Grupoanálisis. Los resultados muestran: condiciones sociales concretas (acceso a la biotecnología, influencias familiares, sociales, económicas y religiosas) asociadas a condiciones inconscientes (conflictos, resistencia, ambivalencia, ansiedades y fantasías) han interferido en el logro del proyecto parental; pérdidas del vínculo conyugal (disminución de la espontaneidad y interés sexual, dificultades para reformular el proyecto vital compartido y injerencia en la vida diaria); daños a la convivencia familiar y social; regresión a etapas primitivas del funcionamiento mental, con depresión y angustias persecutorias y uso de defensas primitivas (negación, ilusión, proyección, desplazamiento y racionalización.
Descritores: Reprodução
Infertilidade
-Poder Familiar
Terapia de Casal
Relações Familiares
Responsável: BR370.1 - Biblioteca Central


  8 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1016833
Autor: Pombo, Mariana Ferreira.
Título: Family, filiation, parenthood: new arrangements, new questions / Família, filiação, parentalidade: novos arranjos, novas questões / Famille, filiation, parentalité: nouveaux arrangements, nouvelles questions / Familia, filiación, parentalidad: nuevas composiciones, nuevas cuestiones
Fonte: Psicol. USP;30, 2019.
Idioma: en.
Resumo: In this article we analyze important and current questions and challenges caused by changes occurring in the field of family, filiation, and parenthood, and the way contemporaneous authors place themselves regarding them. For this purpose, several fields of knowledge were analyzed such as psychoanalysis, sociology, anthropology, and philosophy. First, the ideas of authors who negatively interpret the emergence of new family arrangements shall be introduced and criticized, with some of them being against the demands made by homosexuals of union and access to filiation. Then, proposals of authors who value new scenarios and problematize points and impasses that emerge in society, as well as in the clinic, will be discussed, and clinical propositions for welcoming patients and their families are proposed. (AU)

Este artigo pretende analisar questões e desafios importantes e atuais que se colocam com as transformações ocorridas no campo da família, filiação e parentalidade, e a maneira como autores contemporâneos se posicionam em relação a eles. Para isso, serão explorados diversos campos do saber, como psicanálise, sociologia, antropologia e filosofia. Primeiramente, apresentarei e criticarei as ideias de autores que interpretam de modo negativo a emergência de novos arranjos familiares, alguns inclusive criticando as demandas dos homossexuais de união e acesso à filiação. Em seguida, explorarei as propostas de autores que positivam o novo, problematizam pontos e impasses surgidos no social e na clínica, e fazem propostas clínicas para o acolhimento dos pacientes e suas famílias. (AU)

Cet article vise à analyser les questions et les défis importants et actuels qui se posent avec les transformations produites dans le domaine de la famille, la filiation et la parentalité, et comment des auteurs contemporains se positionnent par rapport à eux. Pour cela, des différents domaines de connaissance seront explorés, comme la psychanalyse, la sociologie, l'anthropologie et la philosophie. D'abord, nous allons présenter et critiquer les idées d'auteurs qui interprètent de manière négative l'émergence de nouveaux arrangements familiaux, certains même critiquant les revendications des homosexuels d'union et d'accès à la filiation. Ensuite, nous allons explorer les propositions d'auteurs qui positivent le nouveau, problématisent des points et des impasses survenus dans le social et dans la clinique, et font des propositions cliniques pour l'accueil des patients et de leurs familles. (AU)

Este artículo pretende analizar cuestiones y desafíos importantes y actuales que se plantean con las transformaciones ocurridas en el campo de la familia, de la filiación y de la parentalidad, y de qué forma los autores contemporáneos se posicionan con relación a ellos. Para ello, se explorarán diversos campos del saber, como el psicoanálisis, la sociología, la antropología y la filosofía. En primer lugar, presentaré y criticaré las ideas de autores que interpretan de modo negativo la emergencia de nuevas composiciones familiares, algunos incluso criticando las demandas de los homosexuales de unión y acceso a la filiación. A continuación, exploraré las propuestas de autores que positivan lo nuevo, problematizan puntos e impasses surgidos en el social y en la clínica, y hacen propuestas clínicas para la acogida de los pacientes y sus familias. (AU)
Descritores: Família
Homossexualidade
Poder Familiar/psicologia
-Psicologia Clínica
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  9 / 293 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-990271
Autor: Machado, Rebeca Nonato; Féres-Carneiro, Terezinha; Magalhães, Andrea; Mello, Renata.
Título: O mito de origem em famílias adotivas / Le mythe d'origine dans les familles adoptives / El mito de origen en familias adoptivas / The myth of origin in adoptive families
Fonte: Psicol. USP;30:e160102, 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente estudo é parte de uma ampla investigação sobre a vivência de pais adotivos em relação à parentalidade e à filiação no período da adolescência de seus filhos adotivos. Realizamos uma pesquisa qualitativa, baseada em entrevistas semiestruturadas com 10 sujeitos, de classes média e alta da população do Estado do Rio de Janeiro, utilizando o método análise de conteúdo. Procuramos compreender, especificamente neste trabalho, questões referentes ao mito de origem, às narrativas construídas acerca da origem do vínculo de parentesco por adoção e às reatualizações dessas temáticas. Os dados obtidos mostraram que questões referentes ao mito permearam a curiosidade infantil sobre a origem e o desenvolvimento da sexualidade. A sensibilidade dos pais em reconhecer os questionamentos dos filhos apresentou-se como um fator promotor de saúde emocional familiar. Observamos a necessidade de elaboração da dupla filiação, tanto por pais quanto por filhos adotivos, a qual promove particularidades nos destinos sublimatórios.

Résumé Cette étude fait partie d'une large recherche plus sur l'expérience des parents adoptifs en matière de parentalité et de filiation dans la période de l'adolescence de leurs fils adoptés. Nous avons mené une étude sur le terrain, basée sur des entretiens semi-structurés avec 10 sujets de classes moyennes et supérieures de la population de l'État de Rio de Janeiro, et ces entretiens ont été analysés par la méthode d'analyse de contenu. Nous avons essayé d'analyser, en particulier dans ce travail, les questions relatives au mythe d'origine, les récits construits sur l'origine du lien familial par l'adoption et le réactualisations de ces thèmes. Les données obtenues ont montré que les questions liées au mythe a imprégné la curiosité des enfants sur l'origine et le développement de la sexualité. La sensibilité des parents à reconnaître les questions des enfants présentées comme un facteur de promotion de la santé émotionnelle de la famille. Nous avons remarqué la nécessité d'élaboration de la double filiation, aussi bien pour les parents que pour les enfants adoptés, ce qui engendre des particularités dans les destins sublimatoires.

Resumen El presente estudio es parte de una amplia investigación sobre la vivencia de padres adoptivos en relación a la parentalidad y a la filiación en el periodo de la adolescencia de sus hijos adoptivos. Realizamos una investigación cualitativa basada en entrevistas semiestructuradas con 10 sujetos, de clases media y alta de la población del Estado de Rio de Janeiro, y las entrevistas fueron analizados mediante el método de análisis de contenido. Buscamos analizar específicamente en este trabajo las cuestiones referentes al mito de origen, a las narrativas construidas acerca del origen del vínculo de parentesco por adopción y también las reactualizaciones de estas temáticas. Los datos obtenidos mostraron que las preguntas relacionadas con el mito impregnaban la curiosidad de los niños sobre el origen y desarrollo de la sexualidad. La sensibilidad de los padres para reconocer las preguntas de los niños se presenta como un factor de promoción de la salud emocional de la familia. Observamos la necesidad de elaboración de la doble filiación, tanto por los hijos como por los padres, con desdoblamientos en los destinos sublimatorios.

Abstract This study is part of an extensive research on the experience of adoptive parents with regard to parenting and filiation in the adolescence of their adopted children. This qualitative study was conducted based on semi-structured interviews with 10 subjects from the middle and upper classes of the population from the state of Rio de Janeiro, using the method content analysis. This study focuses on issues related to the myth of origin, to the narratives constructed about the origin of adoptive kinship ties, and to the reinterpretation of these subjects. The data acquired showed that questions concerning the myth of origin permeated the children's curiosity on the origin and development of sexuality. The parents' sensibility in recognizing their children's questions was a promoting factor for family emotional health. There is a need to elaborate double filiation, both by parents and adoptive children, which creates some particularities in sublimatory destinations.
Descritores: Poder Familiar
Criança Adotada/psicologia
Apego ao Objeto
-Psicanálise
Afeto
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  10 / 293 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1022731
Autor: Correa, Carla Daniele.
Título: Participação paterna no cuidado e no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança / Parental involvement in the care and monitoring of child growth and development.
Fonte: Porto Alegre; s.n; 2019. s.p.p p. Especialista em Saúde da Família e Comunidade Núcleo Enfermagem.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Grupo Hospitalar Conceição - RIS para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: Objetivo: conhecer a participação paterna no cuidado e no acompanhamento do crescimento e desenvolvimento da criança em uma Unidade de Saúde da Família. Metodologia: estudo descritivo e exploratório, com abordagem qualitativa, realizado em uma Unidade de Saúde da Família do município de Novo Hamburgo/RS. Os dados foram coletados pela entrevista semiestruturada individual e analisados utilizando-se a análise temática de conteúdo. Resultados: as categorias "Participação paterna no pré-natal, nascimento e convívio com a criança"; "Cuidado integral à saúde da criança" e "Sentimento paterno" mostraram que o homem está mais atuante desde o pré-natal ao nascimento do filho, com repercussões no seu envolvimento no cuidado integral da criança. Isto é evidenciado na forma de cuidados de higiene e alimentação e pelo acompanhamento de saúde e vacinas. As interações pai-filho por meio das atividades que realizam juntos nem sempre ocorrem de maneira clara e consciente, evidenciando que existe uma carência de informações a ser suprida. Conclusões: a equipe de saúde deve estar atenta no sentido de compreender a importância da participação paterna no crescimento e desenvolvimento da criança, e, dessa forma, fornecer aos pais as informações necessárias para que ela se concretize em sua amplitude. (AU)
Descritores: Sistema Único de Saúde
Brasil
Cuidado da Criança
Desenvolvimento Infantil
Saúde Pública
Poder Familiar
Relações Pai-Filho
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1751.1 - Biblioteca
BR1751.1; 614(81): 159.922.72(043), C824p



página 1 de 30 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde