Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.829.458.205.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 222 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 23 ir para página                         

  1 / 222 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890433
Autor: Morais, Dayane de Castro; Moraes, Luís Fernando de Sousa; Silva, Danielle Cristina Guimarães da; Pinto, Carina Aparecida; Novaes, Juliana Farias de.
Título: Aspectos metodológicos da avaliação da qualidade da dieta no Brasil: revisão sistemática / Methodological aspects of dietary quality assessment in Brazil: systematic review
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;22(8):2671-2680, Ago. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Esta revisão sistemática objetivou analisar metodologias de estudos brasileiros que utilizam índices para avaliação da qualidade da dieta. Realizou-se busca sistemática em bases eletrônicas de dados (Lilacs, Medline, SciELO e Scopus), sem fazer restrição ao ano de publicação dos estudos. Foram selecionados artigos originais, nacionais, que avaliassem a qualidade da dieta pelo Healthy Eating Index (HEI) ou suas versões revisadas. Utilizou-se os descritores: qualidade da dieta, índice de alimentação saudável, índice de qualidade da dieta e respectivos termos em inglês. Foram selecionados 45 artigos, dos quais, 60% analisaram a qualidade da dieta por instrumento denominado índice de alimentação saudável e o restante por índice de qualidade da dieta. Dos estudos analisados, 68,9% classificaram a qualidade da dieta. A maioria dos estudos utilizou 10 itens para avaliação da qualidade da dieta e não apresentaram padronização quanto às metodologias. Dos estudos, 33,3% relacionaram o índice com fatores socioeconômicos e demográficos, itens alimentares e condições de saúde. Diferenças de nomeação e metodologias dificultam comparações entre os estudos de avaliação da qualidade da dieta.

Abstract This systematic review analyzes the methodologies of Brazilian studies that have used indices to evaluate dietary quality. A systematic search was performed of electronic databases (Lilacs, Medline, SciELO and Scopus) with no restriction on the year of publication of the studies. Original, Brazilian articles were selected that assessed dietary quality using the Healthy Eating Index (HEI) or its revised versions. The descriptors were as follows: dietary quality; healthy eating index; and dietary quality index. Atotal of 45 articles were selected, of which 60% analyzed dietary quality using an instrument called the Healthy Eating Index and the rest used an index of dietary quality. Of the analyzed studies, 68.9% classified dietary quality. Most of the studies used ten items to evaluate dietary quality and were not standardized regarding methodologies. A total of 33.3% of the studies related the index to socioeconomic and demographic factors, food items and health conditions. Differences in terms of nomenclature and methodologies made it difficult to compare these studies of dietary quality.
Descritores: Dieta/normas
Dieta Saudável
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Avaliação Nutricional
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
ARAUJO, Raquel Maria Amaral
Texto completo
Id: biblio-890473
Autor: Einloft, Ariadne Barbosa do Nascimento; Cotta, Rosângela Minardi Mitre; Araújo, Raquel Maria Amaral.
Título: Promoção da alimentação saudável na infância: fragilidades no contexto da Atenção Básica / Promoting a healthy diet in childhood: weaknesses in the context of Primary Health Care
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(1):61-72, Jan. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O trabalho versa sobre a experiência da incorporação das percepções de atores sociais na investigação das fragilidades do processo de implementação de programas de promoção da alimentação saudável na infância. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada em um município brasileiro de médio porte, onde os participantes foram profissionais enfermeiros e agentes comunitários de saúde. Os dados foram coletados por meio de questionários semiestruturados e grupos focais. Os achados incluíram precarização das condições de trabalho em um contexto desfavorável à saúde infantil, onde persiste forte demanda por atendimento qualificado. Embora na realidade de países periféricos a utilização de metodologias qualitativas seja dificultada pela incipiência em avaliação de programas, sua utilização, ampliada pela perspectiva dos participantes, pode se configurar em um importante instrumento de participação e responsabilização social, minimizando efeitos de políticas e ações verticalizadas e descontínuas, auxiliando na geração de informações oportunas e adequadas ao entendimento dos diferentes contextos locais e experiências de atores sociais.

Abstract This paper reports the experience of the incorporation of perceptions of social actors in the investigation of the weaknesses of the process of implementation of programs that aim to promote a healthy diet in childhood. It involves qualitative research carried out in a medium-sized Brazilian municipality in which the participants were nurses and community health agents. The data were collected through semi-structured questionnaires as well as focus groups. The findings indicated that the quality and continuity of actions to promote a healthy diet were limited due to the precarious working conditions, hence the strong demand for adequate orientation due to the unfavorable context where child health is concerned. Although the reality of peripheral countries points to an incipience in program evaluation, the incorporation of qualitative investigation broadened by the perspective of the participants may constitute an important tool of participation and social responsibility. This minimizes political effects and verticalized and discontinuous actions, helping the generation of opportune and adequate information for the understanding of the different local contexts and social experiences.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Responsabilidade Social
Dieta Saudável
Promoção da Saúde/métodos
-Brasil
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Saúde da Criança
Inquéritos e Questionários
Grupos Focais
Agentes Comunitários de Saúde/organização & administração
Enfermeiras e Enfermeiros/organização & administração
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-890589
Autor: Pedraza, Dixis Figueroa; Melo, Nadinne Lívia Silva de; Silva, Franciely Albuquerque; Araujo, Erika Morganna Neves.
Título: Avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar: revisão da literatura / Evaluation of the National School Food Program: review of the literature
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(5):1551-1560, Mai. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) representa uma estratégia importante de promoção da alimentação saudável. Objetivou-se realizar uma análise sumária das pesquisas avaliativas sobre o PNAE. Pesquisa bibliografica do período de 2010 a 2015 nas bases de dados Bireme e SciELO. Foram selecionados 12 artigos vinculados à área, dos quais oito analisaram a inserção do nutricionista no PNAE; sete, a aquisição de alimentos da agricultura familiar; cinco, a implantação dos Conselhos de Alimentação Escolar; cinco, a execução dos cardápios; e quatro, os recursos financeiros destinados ao PNAE. Apontam-se problemas na atuação do nutricionista e dos Conselhos de Alimentação Escolar, na aquisição de alimentos da agricultura familiar e na composição dos cardápios (baixo conteúdo de frutas e hortaliças). Destaca-se a necessidade de maior atenção relacionada à execução do PNAE, de maneira a garantir uma alimentação escolar dentro de princípios que promovam a segurança alimentar e nutricional. Novos estudos avaliativos sobre o Programa são fundamentais para o fornecimento de subsídios aos gestores públicos com fins de aprimorar a sua execução.

Abstract The National School Food Program (PNAE) constitutes an important strategy for the promotion of healthy eating. The objective was to perform a brief analysis of evaluative research on the PNAE. It involved a search of the literature from 2010 to 2015 in the Bireme and Scielo databases. Twelve articles were selected linked to the area, eight of which analyzed the insertion of the nutritionist in the PNAE; seven, to buy food from family farms; five, the implementation of School Food Councils; five, the compilation of menus; and four, funding destined for the PNAE. Problems in the performance of the nutritionist and the School Food Councils, on buying food from family farms and in the compilation of the menus (low fruit and vegetable content) were detected. The need for greater attention to execution of the PNAE was highlighted in order to ensure school food within guidelines that promote food and nutrition security. Further evaluation studies about the program are fundamental for the provision of subsidies to public managers for purposes of enhancing its implementation.
Descritores: Assistência Alimentar/organização & administração
Serviços de Alimentação/organização & administração
Abastecimento de Alimentos
-Instituições Acadêmicas
Saúde Pública
Dieta Saudável
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151470
Autor: Claro, Rafael Moreira.
Título: Influência da renda familiar e dos preços dos alimentos sobre a composição da dieta consumida nos domicílios brasileiros / Influence of family income and food prices on the composition of the diet consumed in Brazilian households.
Fonte: São Paulo; s.n; 2010. 122 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Objetivos: Estudar a influência que a renda das famílias e os preços dos alimentos exercem sobre a aquisição de alimentos mais saudáveis (frutas e hortaliças, F&H) e menos saudáveis (bebidas adoçadas, BA). Metodologia: Utilizaram-se dados sobre aquisição de alimentos coletados pela Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), realizada entre julho de 2002 e junho de 2003 pelo IBGE em uma amostra probabilística de 48.470 domicílios do país. A influência da renda familiar e do preço de frutas e hortaliças e de bebidas adoçadas sobre seu consumo foi estudada empregando-se técnicas de análise de regressão múltipa para estimação de coeficientes de elasticidade, controlando-se variáveis sócio-demográficas e preço dos demais alimentos. Resultados: Com a diminuição do preço de F&H haveria aumento da participação desses alimentos no total de aquisições: 10 por cento de redução nos preços de F&H aumentaria em 7,9 por cento sua participação no total calórico. Com o aumento da renda familiar também haveria aumento na participação calórica de F&H: 10 por cento de aumento na renda aumentaria em 2,7 por cento a participação de F&H no total calórico. O efeito dos aumentos de renda tendeu a ser menor nos estratos de maior renda. Haveria significativa redução na aquisição de bebidas adoçadas frente a aumentos no seu preço: para cada 10 por cento de aumento nos preços de bebidas adoçadas haveria uma redução de 8,4 por cento no consumo desses produtos. Aumentos na renda familiar também influenciariam o consumo de bebidas adoçadas, mas com efeito oposto e de magnitude inferior à metade do observado com o aumento de preços: para cada 10 por cento de aumento na renda familiar haveria um aumento de 4,1 por cento no consumo de bebidas adoçadas. Conclusões: Políticas de ajuste de preços como a imposição ou isenção de uma taxa podem ser utilizadas como ferramentas na promoção da alimentação saudável no país, seja estimulando o consumo de alimentos saudáveis ou desestimulando o consumo de não saudáveis

Objectives: To study the influence of family income and food prices on the acquisition of items that act as indicators of a healthy (fruits and vegetables, F&V) or an unhealthy (sugar-sweetened beverages, SSB) food intake. Methods: We used data from the Household Budget Survey (HBS) carried out by IBGE between July 2002 and June 2003 in a probabilistic sample of 48,470 Brazilian households. The influence of family income and the price of fruit and vegetables and sugar-sweetened beverages on its consumption was studied employing techniques multiple regression analysis to estimate elasticity coefficients, controlling for demographic variables and price of other foods. Results: Reducing the price of F&V would increase its participation on total food purchases: 10 per cent reduction in prices of F&V would increase by 7.9 per cent its share of total calories. The increase in family income would also increase the proportion of calories from F&V: 10 per cent increase in income would increase by 2.7 per cent the participation of F&V on total calories. The effect of a raise in income tended to be lower in higher income groups. On the other hand, an increase in the price of SSB would result in considerable reduction in its consumption: for every 10 per cent increase in the prices of SSB a reduction of 8.4 per cent in the consumption would be expected. Increases in income also influence the consumption of SSB, but having the opposite effect, and magnitude less than half that observed for the increase in prices: each 10 per cent increase in family income would increase by 4.1 per cent the consumption of SSB. Conclusions: Public policies aiming the adjustment of prices - as the imposition or exemption of a tax - can be used as a tool in promoting healthy eating in Brazil, either encouraging the consumption of healthy foods or discouraging the consumption of unhealthy products
Descritores: Verduras
Consumo de Alimentos
Comércio
Dieta Saudável
Frutas
Bebidas Adoçadas com Açúcar
Renda
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952741
Autor: Deresz, Luís Fernando; Brito, Carina de; Schneider, Cláudia Dornelles; Rabito, Estela Iraci; Ikeda, Maria Letícia Rodrigues; Lago, Pedro Dal.
Título: Consumo alimentar e risco cardiovascularem pessoas vivendo com HIV/AIDS / Dietary intake and cardiovascular risk among people living with HIV/AIDS
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(8):2533-2542, Aug. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente estudo analisou o consumo alimentar e a presença de fatores de risco cardiovasculares em pessoas vivendo com HIV/AIDS (PVHA) em uso regular de antirretrovirais. O consumo alimentar foi avaliado por meio de questionário de frequência alimentar anual, dividido em alimentos protetores e não protetores para doença cardiovascular (DCV). Os dados foram calculados pelo Teste t de Student para amostras independentes, pelo Teste U de Mann-Whitney e pelo teste exato de Fischer, considerando significativo p < 0,05. A amostra consistiu de 45 PVHA (60% do sexo feminino). O consumo de alimentos não protetores para o risco cardiovascular foi maior do que o de alimentos protetores nos homens (3,91 ± 0,26 vs. 2,79 ± 0,32 p = 0,01) e nas mulheres (3,40 ± 0,23 vs. 2,60 ± 0,29 p = 0,04). A prevalência de síndrome metabólica foi 33,3% nos homens e 37% nas mulheres. Os homens apresentaram hipertrigliceridemia (50%) e baixas concentrações de HDL-c (44%), enquanto que as mulheres apresentaram hipertrigliceridemia (46%), hipercolesterolemia (66,7%, p < 0,02 vs. homens) e obesidade central (54%, p < 0,05 vs. homens). Os resultados deste estudo indicam a presença de padrão de consumo alimentar inadequado e elevada prevalência de fatores de risco relacionados às DCV nos indivíduos avaliados.

Abstract This cross-sectional study evaluated the food intake patterns related to cardiovascular risk disease among people living with HIV/AIDS (PLWHA) with viral suppression and receiving highly active antiretroviral therapy (HAART). Food intake was obtained by the annual food frequency questionnaire, separated into two groups, healthy and unhealthy food related intake and cardiovascular disease. Data were analyzed using Student's t Test for independent samples or the Mann-Whitney U Test and Fisher's exact test, with a significance level of p < 0.05. The sample consisted of 45 individuals with HIV/AIDS (60% female). The intake of unhealthy foods for cardiovascular risk was greater compared to the intake of healthy foods, both in men (3.91 ± 0.26 vs. 2.79 ± 0.32 p = 0.01) and women (3.40 ± 0.23 vs. 2.60 ± 0.29 p = 0.04). Metabolic syndrome prevalence was 33.3% in men and 37% in women. Men presented hypertriglyceridemia (50%) and low HDL (44%) and women presented central obesity (54%, p = 0.05 vs. men) hypercholesterolemia (66.7% p = 0.02 vs. men) and hypertriglyceridemia (46%). Study results indicate the presence of unhealthy food intake patterns and a high prevalence of cardiovascular risk factors in the evaluated subjects.
Descritores: Doenças Cardiovasculares/epidemiologia
Infecções por HIV/epidemiologia
Dieta/estatística & dados numéricos
Comportamento Alimentar
-Doenças Cardiovasculares/etiologia
Infecções por HIV/tratamento farmacológico
Prevalência
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Terapia Antirretroviral de Alta Atividade/métodos
Síndrome Metabólica/epidemiologia
Dislipidemias/epidemiologia
Dieta Saudável/estatística & dados numéricos
Pessoa de Meia-Idade
Obesidade/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mônego, Estelamaris Tronco
Texto completo
Id: biblio-952742
Autor: Silva, Simoni Urbano da; Monego, Estelamaris Tronco; Sousa, Lucilene Maria de; Almeida, Géssica Mercia de.
Título: As ações de educação alimentar e nutricional e o nutricionista no âmbito do Programa Nacional de Alimentação Escolar / Food and nutrition education actions and the nutritionist within the scope of the National School Food Program
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(8):2671-2681, Aug. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) preconiza a promoção de práticas alimentares saudáveis por meio da oferta de refeições juntamente com ações de educação alimentar e nutricional (EAN). O objetivo deste trabalho foi identificar as ações de EAN no PNAE e sua relação com o perfil do nutricionista. Estudo transversal analítico, realizado em municípios de Goiás, Brasil. Dados coletados por telefone, sendo a associação entre a variável desfecho (realização de EAN) e as de exposição (população escolar e atuação do nutricionista) feita por teste qui-quadrado de Pearson, nível de significância de 5,0%. Foram incluídos 214 (87%) municípios, dos quais 91,1% promovem EAN, com frequência predominantemente semestral (25,3% nas escolas e 23,2% nas creches). A presença do nutricionista mostrou-se associada à EAN (p = 0,001). Ações de EAN são executadas na maioria dos municípios, entretanto com baixa frequência. A associação encontrada indica a relevância da presença do nutricionista, em condições que atendam à legislação, possibilitando o cumprimento de suas atribuições, conforme definido pelo Marco Legal do PNAE e do Conselho Federal de Nutricionistas.

Abstract The National School Food Program (NSFP) recommends the promotion of healthy eating habits by offering meals along with food and nutrition education (FNE) actions. The objective of this study was to identify the FNE in the NSFP and its relationship with the nutritionist's profile. It involved an analytical, cross-sectional study conducted in cities in the state of of Goiás, Brazil. Data was collected by telephone, and the association between the outcome variable (achievement of FNE actions) and exposure (school population and nutritionist performance) was done by Pearson's chi-square test of with a 5% significance level. In this study, 214 (87%) municipalities were included, among which, 91.1% promote FNE actions with predominantly biannual frequency (25.3% in schools and 23.2% in day care centers). The nutritionist presence was associated to the FNE (p = 0.001). FNE actions are performed in most municipalities, however with low frequency. The association indicates the relevance of a nutritionist present in conditions that heed the legislation, enabling the performance of their duties, as defined by the Legal Framework of the NSFP and the Federal Council of Nutritionists.
Descritores: Serviços de Saúde Escolar/organização & administração
Educação em Saúde/métodos
Nutricionistas/organização & administração
Serviços de Alimentação/organização & administração
-Instituições Acadêmicas
Brasil
Estudos Transversais
Dieta Saudável
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952746
Autor: Silvani, Juliana; Buss, Caroline; Pena, Geórgia das Graças; Recchi, Andrea Fontoura; Wendland, Eliana Márcia.
Título: Consumo alimentar de usuários do Sistema Único de Saúde segundo o tipo de assistência e participação no Bolsa Família / Food consumption of users of the Brazilian Unified Health System by type of assistance and participation in the "Bolsa Família"
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(8):2599-2608, Aug. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Foi realizado estudo transversal com objetivo de avaliar e comparar o consumo alimentar de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), segundo tipo de assistência (Unidades Básicas de Saúde-UBS e Estratégias de Saúde da Família-ESF) e participação no Programa Bolsa Família (PBF). A amostra foi composta por indivíduos de 18 a 78 anos, de ambos sexos, de Porto Alegre-RS. Foram coletados dados socioeconômicos, clínicos e de consumo alimentar através de questionário adaptado dos inquéritos nacionais SISVAN e VIGITEL. As análises foram realizadas no software R3.1. Dos 187 entrevistados, 91 pertenciam à ESF, 96 à UBS e 40 eram beneficiários do PBF. O padrão alimentar saudável foi identificado em apenas 41% dos usuários do SUS. Entre os beneficiários do PBF, consumo de hortaliças foi menor (67,5% vs 75,9;p = 0,02) e 55% não consumiam salada crua (37%;p = 0,04). Não houve diferença significativa no consumo considerando o tipo de assistência recebida (ESF ou UBS). O padrão de consumo saudável não foi associado às variáveis demográficas e socioeconômicas. A maioria dos beneficiados pelo PBF também não demonstrou padrão alimentar saudável. Portanto, maiores esforços para efetiva promoção e prevenção da saúde são necessários para essa população, principalmente entre os beneficiados pelo PBF.

Abstract A cross-sectional study was conducted to evaluate and compare dietary intake, type of assistance (Basic Health Units - UBS and Family Health Strategies - ESF) and participation in the "Bolsa Família" Program (PBF) among users of the Brazilian Unified Health System, (SUS). The sample was composed of individuals of both sexes between 18 and 78 years of age in Porto Alegre, state of Rio Grande do Sul. Socioeconomic, clinical and food consumption data were collected via a questionnaire adapted from the SISVAN and VIGITEL national surveys. The analyses were conducted using R3.1 software. Of the 187 patients, 91 were affiliated to the ESF, 96 to UBS and 40 were registered with the PBF. A healthy eating pattern was identified in only 41% of SUS users. It was observed that 55% did not consume raw salad (37% p = 0.04) and vegetable consumption was lower among the PBF users (67.5% versus 75.9%; p = 0.02). There was no significant difference in food consumption considering the kind of assistance (ESF or UBS). A healthy consumption pattern was not associated with demographic and socioeconomic variables. The majority of beneficiaries of the PBF did not admit to healthy eating patterns. Therefore, effective health promotion and prevention is needed for this population, mainly among the beneficiaries of the PBF.
Descritores: Comportamento Alimentar
Dieta Saudável/estatística & dados numéricos
Programas Nacionais de Saúde
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Saúde da Família
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Dieta Saudável/economia
Promoção da Saúde/métodos
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Silva, Antonio Augusto Moura da
Texto completo
Id: biblio-974776
Autor: Conceição, Sueli Ismael Oliveira da; Oliveira, Bianca Rodrigues de; Rizzin, Marta; Silva, Antônio Augusto Moura da.
Título: Índice de Alimentação Saudável: adaptação para crianças de 1 a 2 anos / Healthy Eating Index: adaptation for children aged 1 to 2 years
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(12):4095-4106, Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O objetivo foi adaptar o Índice da Alimentação Saudável (IAS) norte-americano às diretrizes dietéticas para crianças brasileiras. Estudo transversal desenvolvido em amostra de base populacional de 1.185 crianças com 13 a 35 meses de idade do município de São Luís (MA). Um Inquérito Recordatório, de 24 horas, mensurou o consumo alimentar e ajustou-se a variância intrapessoal da dieta. Avaliou-se a validade do constructo pela Análise de Componentes Principais e pelo coeficiente de correlação de Pearson para verificar se o índice mede a qualidade da dieta independente da energia consumida. Avaliou-se a confiabilidade pela análise da consistência interna, calculando-se o coeficiente alfa de Conbrach e pelas correlações entre cada componente e o escore total. As correlações entre os escores dos componentes e a energia foram baixas (r ≤ 0,29). Quatro fatores com autovalores > 1 foram retidos com variância acumulada de 58%. O alfa de Cronbach foi 0,48. A variedade da dieta (r = 0,77) e as verduras e legumes (r = 0,60) apresentaram maiores correlações positivas com o escore total (p < 0,05). A média do IAS foi 74,8 (± 13,2) pontos com 58,7% das crianças com dietas que precisavam melhorar. O IAS adaptado mostrou-se válido para avaliar a qualidade global da dieta das crianças.

Abstract The goal was to adapt the Healthy Eating Index (HEI) to the US Dietary Guidelines for Brazilian children. Cross-sectional study conducted in a population-based sample of 1185 children 13-35 months old of São Luís municipality (MA). A 24-hour dietary recall Survey measured the food consumption and set the intrapersonal variance diet. We evaluated the construct validity by Principal Component Analysis and the Pearson correlation coefficient to see whether the index measures the quality of independent dietary energy consumed. We evaluated the reliability for the analysis of internal consistency, by calculating the alpha coefficient Conbrach and the correlations between each component and the total score. The correlations between the scores of components and energy were low (r ≤ 0.29). Four factors with eigenvalues > 1 were retained with cumulative variance of 58%. Cronbach's alpha was 0.48. The variety of the diet (r = 0.77) and vegetables and legumes (r = 0.60) had higher positive correlations with the total score (p < 0.05). The average of the HEI was 74.8 (± 13.2) points to 58.7% of children with diets that needed improvement. The adapted HEI proved to be valid to assess the overall quality of the diet of children.
Descritores: Política Nutricional
Dieta
Dieta Saudável
-Verduras
Brasil
Inquéritos sobre Dietas
Estudos Transversais
Reprodutibilidade dos Testes
Análise de Componente Principal
Fabaceae
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 222 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1150980
Autor: Boklis, Mirena.
Título: Adesão à alimentação escolar e sua influência na qualidade da dieta e no estado nutricional de adolescentes do ensino público brasileiro / Adherence to school meals and its influence among diet quality and nutritional status of adolescents from Brazilian public schools.
Fonte: São Paulo; s.n; 2021. 98 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Louzada, Maria Laura da Costa para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução - A alimentação inadequada é um dos principais fatores de risco para ocorrência de diversas doenças, incluindo a obesidade. Evidências apontam a escola como um ambiente potencial para a promoção de hábitos alimentares saudáveis. O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) brasileiro é um dos maiores programas do mundo e internacionalmente reconhecido. No entanto, há carência de estudos que explorem o impacto da alimentação escolar brasileira na qualidade da dieta e no estado nutricional, especialmente envolvendo uma amostra nacional que inclua o amplo espectro etário da adolescência. Objetivo - Avaliar se a adesão à alimentação escolar servida pelo PNAE influencia na qualidade da dieta e estado nutricional de adolescentes do ensino público. Métodos - Foram avaliados dados de 12.376 estudantes de escolas públicas de 11 a 19 anos, a partir da Pesquisa Nacional de Saúde Escolar de 2015. Dados sobre o consumo alimentar foram obtidos a partir de um questionário de frequência alimentar convertido em três escores de avaliação de qualidade da dieta, sendo eles: consumo de alimentos saudáveis, alimentos não saudáveis e qualidade global da alimentação. A obesidade foi classificada conforme critérios da Organização Mundial da Saúde, a partir de dados diretamente aferidos de peso e da altura. Modelos de regressão brutos e ajustados foram utilizados para avaliar a associação entre adesão à alimentação escolar e indicadores de consumo alimentar e a obesidade. Resultados - A amostra foi bem distribuída entre os sexos, houve maior prevalência de adolescentes de raça/cor preta/parda (59,1%), com idade entre 11 e 15 anos (59,4%) e dos turnos da manhã (44,5%) e tarde (34,5%). Menos de 22% dos adolescentes apresentaram alta adesão às refeições ofertadas pelo PNAE (5 vezes na semana). A alta adesão foi diretamente associada com o escore de alimentação saudável (0,18 IC95% 0,07;0,30) e de qualidade global da alimentação (0,42 IC95% 0,26;0,57) e inversamente associada com o escore de alimentação não saudável (-0,23 IC95% -0,35; -0,10). Observou-se uma associação inversa e dose-resposta entre a adesão ao PNAE e a ocorrência de obesidade. Adolescentes com alta adesão ao PNAE apresentaram 24% menos risco de desenvolver obesidade do que os alunos não aderentes (Razão de prevalência 0,76, IC95% 0,62-0,93). Conclusão - A adesão à alimentação escolar foi associada a melhor qualidade da dieta e menor ocorrência de obesidade. Os resultados sugerem que o PNAE se configura como uma estratégia nacional importante de promoção da alimentação saudável e prevenção da obesidade.

Background -. Inadequate diet is one of the main risk factors for the occurrence of several diseases, including obesity. Evidence points to the school as a potential environment to promote healthy habits. The Brazilian National School Feeding Program (Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE) is one of the largest programs in the world and internationally recognized. However, there is a lack of studies that explore the impact of Brazilian school meals on the diet quality and the nutritional status, especially involving a national sample that includes an ample age range of adolescence. However, the impact of school meals on diet quality and nutritional status of adolescents is controversial on the international scene, and little explored, especially in Brazil. Objective - To evaluate whether adherence to school meals served by the Brazilian School Feeding Program (Programa Nacional de Alimentação Escolar - PNAE) influences diet quality and nutritional status of adolescents from public schools. Design - Data from 12.376 public school students aged from 11 to 19 years old were evaluated, based on the 2015 National School Health Survey (PeNSE 2015). Food consumption data were obtained from a food frequency questionnaire converted into three diet quality assessment scores: consumption of healthy foods, consumption of unhealthy foods and overall healthy eating score. The obesity was classified according to WHO criteria, based on directly measured by weight and height. Crude and adjusted regression models were used to assess the association between high adherence to school meals (5x/ week) and indicators of food consumption and obesity. Results - The sample was well distributed between genders, there was a higher prevalence of adolescents of race/color black/brown (59.1%), aged between 11 and 15 years old (59.4%) and from morning (44.5%) and night shifts (34.5%). Less than 22% of the adolescents had high adherence to the meals offered by PNAE (5 times a week). High adherence was directly associated with healthy foods score (0.18 95% CI 0.07;0.30) and overall healthy eating score (0.42 95% CI 0.26;0.57) and inversely associated with unhealthy food score (-0.23 95% CI -0.35; -0.10). An inverse and dose-response association between adherence and protection related to nutritional status was observed. Highly adherent adolescents had 24% less risk of developing obesity than non-adherent students (prevalence ratio 0.76, 95%CI 0.62-0.93). Conclusion - Adherence to school meals was associated with better diet quality and lower occurrence of obesity. The results suggest that the PNAE is configured as an important national strategy for promoting healthy eating and preventing obesity.
Descritores: Alimentação Escolar
Consumo de Alimentos
Adolescente
Dieta Saudável
Obesidade
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  10 / 222 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974782
Autor: Zanchim, Maria Cristina; Kirsten, Vanessa Ramos; Marchi, Ana Carolina Bertoletti De.
Título: Marcadores do consumo alimentar de pacientes diabéticos avaliados por meio de um aplicativo móvel / Consumption of dietary intake markers by patients with diabetes assessed using a mobile application
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(12):4199-4208, Dec. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este trabalho objetiva avaliar os marcadores do consumo alimentar de pacientes diabéticos por meio de um aplicativo móvel. Estudo transversal, realizado com 100 adultos e idosos portadores de Diabetes Mellitus tipo 2, internados em um hospital do interior do estado do Rio Grande do Sul. Para a coleta de dados utilizou-se o aplicativo móvel Diabetes FoodControl. Na associação da adequação dos marcadores do consumo com as variáveis investigadas, utilizou-se o teste do qui-quadrado ao nível 5% de significância. Identificou-se alto percentual de indivíduos com excesso de peso e adiposidade abdominal, além de inadequado controle glicêmico. A frequência de consumo alimentar adequado foi mais prevalente para os grupos alimentares: frituras (82%), leite ou iogurte (71%), frutas frescas (70%), feijão e bebidas açucaradas (68%, cada), biscoitos doces e guloseimas (57%) e salada crua (56%). A adequação do consumo de marcadores não saudáveis foi mais frequente em diabéticos com renda inferior a quatro salários mínimos e entre os que não tinham hipertensão arterial sistêmica associada, respectivamente. A frequência de consumo dos marcadores pode ser considerada adequada em sua maioria, entretanto faz-se necessário acompanhamento nutricional, a fim de corrigir as alterações do estado nutricional e do controle glicêmico.

Abstract The aim of this study was to assess the consumption of dietary intake markers in patients with diabetes using a mobile application. A cross-sectional study was conducted with 100 younger and older adult type 2 diabetes patients in treatment in a hospital in the State of Rio Grande do Sul, Brazil. Data was collected using the Diabetes Food Control app. The chi-squared test was used to measure the association between adequate consumption of healthy and unhealthy markers and the variables investigated by the study adopting a 5% significance level. The findings revealed that a high percentage of the respondents were overweight and/or obese and showed inadequate glycemic control. The prevalence of adequate consumption of both healthy and unhealthy diet markers was greatest for the following food groups: fried foods (82%), milk or yogurt (71%), fresh fruit (70%), beans and sugary drinks (68% each item), cookies and sweets (57%), and raw salad (56%). Adequate consumption of unhealthy diet markers was greatest in patients with a family income of less than four minimum salaries, followed by those who did not have high blood pressure. The frequency of consumption of markers was considered adequate for the majority of patients; however, nutritional monitoring is required to correct high blood glucose and HbA1c levels.
Descritores: Diabetes Mellitus Tipo 2/epidemiologia
Comportamento Alimentar
Aplicativos Móveis
Dieta Saudável
-Fatores Socioeconômicos
Glicemia
Brasil/epidemiologia
Hemoglobina A Glicada/metabolismo
Prevalência
Estudos Transversais
Diabetes Mellitus Tipo 2/fisiopatologia
Sobrepeso/epidemiologia
Pessoa de Meia-Idade
Obesidade/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 23 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde