Base de dados : LILACS
Pesquisa : F01.914 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 17 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 17 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-708975
Autor: Guarino, Leticia.
Título: Mediación moderada, sensibilidad emocional y atontamiento en el contexto del estrés / Moderated Mediation, Emotional Sensitivity and Coping in the Context of Stress / Mediação moderada, sensibilidade emocional e afrontamento no contexto do stress
Fonte: Pensam. psicol;11(1):141-159, ene.-jun. 2013. ilus.
Idioma: es.
Resumo: El presente trabajo describe una propuesta teórica explicativa de la relación estrés-enfermedad, denominada modelo de mediación moderada, en el cual se establece la intervención de la sensibilidad emocional y el afrontamiento en tal relación; actuando la primera como variable moderadora y la segunda como variable mediadora del modelo. La propuesta pasa por una revisión exhaustiva de la literatura reportada en los últimos 15 años sobre el tema de las variables moderadoras y mediadoras en el contexto del estrés y la importancia de su diferenciación a la hora de integrarlas en los modelos explicativos. Para ello, se usaron las palabras clave "moderación, mediación y estrés" como criterios de búsqueda en las bases de datos bibliográficas. Asimismo, se ofrecen múltiples evidencias sobre la influencia de la sensibilidad emocional y el afrontamiento en la relación estrés-enfermedad en diferentes contextos y poblaciones. El modelo de mediación moderada se presenta como una propuesta teórica a ser validada empíricamente.

The present paper describes a theoretical proposal of the stress-illness relationship, called the moderated mediation model, in which the intervention of emotional sensitivity and coping in such relationships are established, with the former acting as moderating variable and the latteras mediating variable of the model. The proposal was subjected to an exhaustive review of literature over the last 15 years on the subject of moderating and mediating variables in the context of stress, and the relevance of their differentiation when integrated in explanatory models. Key words such as "moderation, mediation and stress" were used as search criteria in the bibliographical data bases. Likewise, considerable empirical evidence is offered regarding the influence of emotional sensitivity and coping in the stress-illness relationship in different contexts and populations. The moderated mediation model is being presented as a theoretical proposal to be empirically validated.

O presente trabalho descreve uma proposta teórica explicativa da relação stress- doença, denominada modelo de mediação moderada, no qual estabelece-se a intervenção da sensibilidade emocional e o afrontamento em tal relação, atuando a primeira como variável moderada e a segunda como variável mediadora do modelo. A proposta passa por uma revisão exaustiva da literatura reportada nos últimos 15 anos sobre o tema das variáveis moderadoras e mediadoras no contexto do stress e a importância de sua diferenciação à hora de ser integradas nos modelos explicativos. Para isto foram usadas as palavras chave "moderação, mediação e stress" como critérios de procura nas bases de dados bibliográficas. Assim mesmo, são oferecidas múltiplas evidencias sobre a influencia da sensibilidade emocional e o afrontamento na relação stress- doença em diferentes contextos e populações. O modelo de mediação moderada apresenta-se como uma proposta teórica para ser avaliada empiricamente.
Descritores: Estresse Psicológico
Temperança
-Negociação
Limites: Seres Humanos
Responsável: CO332 - Facultad de Medicina


  2 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-650807
Autor: Babor, Thomas; Rehm, Jurgen; Jernigan, David; Vaeth, Patrice; Monteiro, Maristela; Lehman, Hallie.
Título: Alcohol, diabetes, and public health in the Americas
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;32(2), Aug. 2012.
Idioma: en.
Descritores: Consumo de Bebidas Alcoólicas/epidemiologia
/epidemiologia
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/epidemiologia
Saúde Pública
-Publicidade como Assunto
Consumo de Bebidas Alcoólicas/economia
Consumo de Bebidas Alcoólicas/legislação & jurisprudência
Alcoolismo/economia
Alcoolismo/epidemiologia
Alcoolismo/prevenção & controle
Américas/epidemiologia
Efeitos Psicossociais da Doença
Interações Medicamentosas
/tratamento farmacológico
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/tratamento farmacológico
/economia
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/economia
/etiologia
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/etiologia
/prevenção & controle
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/prevenção & controle
Etanol/farmacocinética
Hispano-Americanos/estatística & dados numéricos
Hipoglicemiantes/farmacocinética
Hipoglicemiantes/uso terapêutico
Incidência
Temperança
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-641503
Autor: Barbisan, Guilherme Kirsten; Barbisan, Elso; Ferreira, Pedro Eugenio.
Título: Tratamento farmacológico do paciente portador de síndrome de dependência alcoólica / Pharmacological treatment of patients with alcohol dependency syndrome
Fonte: Acta méd. (Porto Alegre);32:569-580, 2011.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores fazem uma revisão bibliográfica sobre o tratamento medicamentoso nos pacientes portadores da síndrome de dependência alcoólica.
Descritores: Consumo de Bebidas Alcoólicas
Alcoolismo/tratamento farmacológico
Temperança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR500.1 - Biblioteca


  4 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-495794
Autor: Guivernau, Mauricio; Pallavicini, Julio.
Título: Efecto de la inhibición de la síntesis de angiotensina II en el consumo de alcohol / Effect of angiotensin II synthesis inhibition on alcohol consumption
Fonte: Rev. méd. Chile;136(8):968-975, ago. 2008. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Background: Central reninangiotensin system modulates alcohol intake and inhibition of angiotensin converting enzyme reduces ethanol consumption in rats, and may be potentially useful in the treatment of alcoholism. Aim: To study the effect of captopríl on alcohol intake, both in humans and animals . Material and methods: In a double-blind, placebo-controlled clinical study, 15 alcoholics who met DSM-IV criíteria were randomized to receive captopril 100 mg/day or placebo for 12 weeks. In the experimental study, daily consumption of ethanol (10 percent v/v), water and solid food was assessed in 12 male Wistar rats before and after the intraperítoneal administration of captopríl 50 mg/kg/day. Results: In alcoholics, mean weekly standard alcoholic drínk consumption was not different during captopríl treatment or placebo. However, both groups had a signiñcantly lower intake than duríng baseline. Days of abstinence increased and days of drunkeness decreased in the group receiving captopril, when compared with baseline but not with placebo. Craving was significantly reduced by captopríl when compared with placebo. In rats, captopríl reduced not only alcohol consumption but also water and food intake. Conclusions: Captopríl decreases alcohol intake in rats and this effect is not speciñc for ethanol. Captopril did not alter alcohol consumption in alcoholics when compared with placebo but reduced craving.
Descritores: Consumo de Bebidas Alcoólicas/tratamento farmacológico
Alcoolismo/tratamento farmacológico
Angiotensina II/biossíntese
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico
Captopril/uso terapêutico
-Consumo de Bebidas Alcoólicas/psicologia
Alcoolismo/psicologia
Método Duplo-Cego
Ingestão de Líquidos/efeitos dos fármacos
Ingestão de Alimentos/efeitos dos fármacos
Etanol/administração & dosagem
Transtornos Disruptivos, de Controle do Impulso e da Conduta/tratamento farmacológico
Efeito Placebo
Ratos Wistar
Temperança
Limites: Adulto
Animais
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Ratos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rolim, Ernani Geraldo
Texto completo
Id: lil-467956
Autor: Vieira, Andrea; Rolim, Ernani Geraldo; Capua Júnior, Armando de; Szutan, Luiz Arnaldo.
Título: Recidiva da ingesta alcoólica em pacientes candidatos a transplante hepático: análise de fatores de risco / Relapse of alcohol consumption in liver transplant candidates: risk factor analysis
Fonte: Arq. gastroenterol;44(3):205-209, jul.-set. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RACIONAL: A recidiva do consumo do álcool após transplante representa grande preocupação nos centros transplantadores e é objeto de debate e controvérsia. OBJETIVO: Avaliar a recidiva da ingesta alcoólica e eventuais fatores a ela relacionados, em pacientes cirróticos, referidos para transplante hepático. MÉTODOS: Estudo retrospectivo de julho de 1995 a setembro de 2005 incluindo 90 pacientes adultos com cirrose hepática, listados para transplante. Os critérios de exclusão eram: ausência de 6 meses de abstinência, não liberação da equipe de psicologia. O diagnóstico da recidiva (ingesta de qualquer quantidade de bebida alcoólica) era feito com base nas informações contidas nos prontuários e fornecidas por contato telefônico. RESULTADOS: A recidiva encontrada foi de 18,9 por cento, que correspondeu a 14,6 por cento do número total de homens e 62,5 por cento do número total das mulheres. A raça, média das idades, classificação de disfunção hepática, tempo de etilismo, quantidade da ingesta alcoólica e realização ou não de transplante, não mostraram correlação significativa com a recidiva da ingesta alcoólica. A comparação tempo de abstinência e recidiva guardou relação inversamente proporcional. CONCLUSÃO: A recidiva da ingesta alcoólica é baixa. Sexo feminino e tempo de abstinência inferior a 1 ano têm influência sobre a recidiva da ingesta alcoólica.

BACKGROUND: Alcohol relapse after transplantation is a serious concern in transplant centers and is a subject of controversy and debate. AIM: To evaluate the relapse of alcohol ingestion and the eventual associated factors in cirrhotic patients referred for liver transplantation. METHODS: A retrospective study comprised of 90 adult patients with liver cirrhosis, listed for transplant. The exclusion criteria were: not having at least 6 months of abstinence and release not approved by the psychology team. The diagnosis of relapse (ingestion of any quantity of alcohol) was done based on the information in the patients' histories and those provided by telephone contact. RESULTS: The rate of relapse was of 18.9 percent. This corresponded to 14.6 percent of the total number of men and 62.5 percent of the total number of women. Race, mean age, classification of hepatic dysfunction, time of alcoholism, quantity of alcohol ingested and the execution of transplant did not show significant correlation to alcohol relapse. The comparison between time of abstinence and relapse had an inversely proportional correlation. CONCLUSION: Relapse of alcohol consumption was low. Being of the female gender and having less than 1 year of abstinence has an influence upon alcohol relapse.
Descritores: Consumo de Bebidas Alcoólicas/epidemiologia
Cirrose Hepática Alcoólica/cirurgia
Transplante de Fígado/estatística & dados numéricos
-Seguimentos
Seleção de Pacientes
Recidiva
Estudos Retrospectivos
Fatores de Risco
Temperança/estatística & dados numéricos
Listas de Espera
Limites: Adulto
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alvarenga, Kátia de Freitas
Texto completo
Id: lil-463508
Autor: Ribeiro, Sandra Beatriz Afonso; Jacob, Lilian Cassia Bornia; Alvarenga, Kátia de Freitas; Marques, Jair Mendes; Campêlo, Rafaela Mocellin; Tschoeke, Samira Natacha.
Título: Avaliação auditiva em alcoolistas abstêmios / Auditory assessment of alcoholics in abstinence
Fonte: Rev. bras. otorrinolaringol;73(4):452-462, jul.-ago. 2007. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O alcoolismo é considerado a toxicomania de maior relevância na escala mundial e a perda auditiva neurossensorial relacionada ao uso abusivo do álcool vem sendo reportada em alguns estudos, porém com resultados contraditórios. OBJETIVO: Analisar o efeito do álcool no sistema auditivo em indivíduos alcoolistas abstêmios, considerando as variáveis tempo de uso de álcool e exposição associada a ruído. MATERIAL E MÉTODO: A casuística foi constituída por 75 indivíduos divididos em dois grupos, de estudo e controle. Como procedimentos de avaliação audiológica foram utilizados a audiometria tonal liminar, pesquisa das emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente e timpanometria. Para a análise estatística dos dados foram utilizados os testes de Wilcoxon e de Mann-Whitney. RESULTADOS: Os grupos expostos ao álcool apresentaram resultados estatisticamente piores nas avaliações audiológicas. A exposição associada ao álcool e ruído não potencializou o efeito dos mesmos sobre o sistema auditivo. CONCLUSÃO: O uso excessivo do álcool por longo período de tempo pode causar prejuízo à função coclear, especificamente às células ciliadas externas.

Alcoholism is considered the most relevant addiction in the international arena and few investigations have examined the association between sensorineural hearing loss and alcohol abuse, with conflicting results. AIM: To analyze the effects of alcohol abuse on the auditory system of alcoholics in abstinence taking into account the duration of alcohol abuse and associated noise exposure. METHOD: our series comprehended 75 individuals, divided into two groups: trial and control. The audiological assessment was made by means of: pure-tone audiometry, transient evoked otoacoustic emissions, tympanometry. The Wilcoxon and Mann-Whitney tests were used in the statistical analysis of the data. RESULTS: the groups of patients who had been alcoholics evidenced a statistically significant worse performance in the audiological assessment. The combined exposure to alcohol and noise was not synergic on the auditory system. CONCLUSION: long-term alcohol abuse can damage the cochlear function, specifically the outer hair cells.
Descritores: Alcoolismo/complicações
Transtornos da Audição/induzido quimicamente
-Audiometria de Tons Puros
Limiar Auditivo/fisiologia
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Transtornos da Audição/diagnóstico
Emissões Otoacústicas Espontâneas
Estatísticas não Paramétricas
Temperança
Limites: Adulto
Idoso
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-447018
Autor: Silva, Sílvio Éder Dias da; Souza, Maria José.
Título: Alcoolismo: representações sociais de alcoolistas abstêmios / Alcoholism: social representations of the abstemious alcoholic
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;8(3):420-427, dez. 2004.
Idioma: pt.
Resumo: O Estudo tem como objeto as representações sociais de alcoolistas abstêmios sobre o alcoolismo e como obejtivo, analisar as representações sociais de alcoolistas abstêmios frequentadores dos Alcoólicos Anônimos, sobre o alcoolismo. É de natureza descritivo-qualitativa, tendo aporte teórico conceitos da teoria das representações sociais e de outros autores selecionados. Utilizou-se a entrevista semi-estruturada e a técnica de associação livre de palavras para coletar os dados, resultando na construção de três unidades temáticas: O despertar por meio da dor - o sentimento como possibilidade de mudança de atitude; Alcoolismo - uma doença progressiva, incurável e com terminações fatais; Alcoolistas, sim; bêbados, não...
Descritores: Alcoolismo
Cuidados de Enfermagem
Temperança
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  8 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-391082
Autor: Cunha, Paulo J; Novaes, Maria Alice.
Título: Avaliacão neurocognitiva no abuso e dependência do álcool: implicacões para o tratamento / Neurocognitive assessment in alcohol abuse and dependence: implications for treatment
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;26(supl.1):SI23-SI27, maio 2004. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A Neuropsicologia, aplicada ao abuso e dependência do álcool, busca a compreensão da relacão entre danos cerebrais e seus efeitos na cognicão e no comportamento do indivíduo. Estuda, ainda, os comprometimentos neurocognitivos dos pacientes, relacionando-os a achados estruturais e funcionais de neuroimagem (TC, RM, PET e SPECT). No uso agudo, o álcool tende a comprometer a atencão, memória, funcões executivas e viso-espaciais, enquanto no uso crônico altera a memória, aprendizagem, análise e síntese viso-espacial, velocidade psicomotora, funcões executivas e tomada de decisões, podendo chegar a transtornos persistentes de memória e demência alcoólica. Os déficits cognitivos encontrados nos dependentes de álcool, principalmente das funcões executivas (frontais), têm implicacão direta no tratamento, tanto para a escolha de estratégias a serem adotadas como para a análise do prognóstico. Ao final do artigo, é apresentado um instrumento útil e breve para rastreio de alteracões cognitivas, a Bateria de Avaliacão Frontal - FAB.15 Acredita-se que a Avaliacão Neuropsicológica pode ser muito importante para a deteccão e avaliacão da progressão destas alteracões e que a reabilitacão cognitiva tem papel relevante na recuperacão dos déficits e reinsercão psicossocial destes pacientes.
Descritores: Alcoolismo/terapia
Transtornos Cognitivos/diagnóstico
Lobo Frontal/fisiopatologia
Testes Neuropsicológicos
-Alcoolismo/complicações
Alcoolismo/psicologia
Transtornos Cognitivos/etiologia
Entrevista Psiquiátrica Padronizada
Transtornos da Memória/diagnóstico
Transtornos da Memória/etiologia
Exame Neurológico/métodos
Temperança
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-391081
Autor: Ramos, Sérgio de Paula; Woitowitz, Arnaldo Broll.
Título: Da cervejinha com os amigos à dependência de álcool: uma síntese do que sabemos sobre esse percurso / From one beer with friends to alcohol dependence: a synthesis about our knowledge of this path
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;26(supl.1):SI18-SI22, maio 2004. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Artigo de revisão sobre os estudos prospectivos a respeito da história natural do alcoolismo, com ênfase na contribuicão de Vaillant, que discorre sobre o impacto de seus achados na evolucão dos conceitos de uso nocivo e dependência, bem como suas principais implicacões terapêuticas. É salientado o fato de as taxas de abstinência não terem aumentado no tratamento de dependentes graves nos últimos 25 anos.
Descritores: Alcoolismo/etiologia
Alcoolismo/terapia
-Estudos Prospectivos
Temperança
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 17 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-257938
Autor: Mena R., María; Marincovich L., Beatriz; Iglesias N., M. Cecilia; Ruminot M., Humberto.
Título: Pesquisa y prevención de alcoholismo y drogadicción fetal: enfoque y modelos de prevención / Detection and prevention of alcohol and drug abuse during pregnancy: approach and preventive models
Fonte: Rev. chil. obstet. ginecol;64(3):202-8, 1999. tab.
Idioma: es.
Resumo: En el consultorio La Bandera del SSMSO se implementó un programa de prevención de abuso de alcohol y drogas en las embarazadas en control, durante un año. Se seleccionó en forma aleatoria una muestra de 427 embarazadas. Una matrona contratada especialmente aplicó al grupo experimental en el primer control de embarazo, una encuesta diseñada para el consumo de alimentos, bebidas y drogas; además realizó educación sobre los efectos fetales de estas drogas, entregando un díptico al respecto. En forma alternada se constituyó el grupo, al que por razones éticas se entregó un díptico. En el control del sexto mes de gestación se realizó la segunda intervención, averiguando los cambios experimentales en el grupo de estudio en el consumo de teratógenos, y se aplicó la encuesta en el grupo control averiguando también el impacto del díptico en estos hábitos. En el estudiado se observó disminución de ingesta de bebidas alcohólicas, de 44,2 por ciento a 10,61 por ciento (p< 0,001) mientras que el grupo control tenía una ingesta de 21,47 por ciento (p< 0.05). también hubo suspensión total de drogas en el grupo intervenido. Se concluye que el grupo de embarazadas en que se hizo diagnóstico de consumo de alcohol y drogas y recibió educación, redujo el consumo de teratógenos en forma estadísticamente significativa
Descritores: Transtornos do Espectro Alcoólico Fetal/prevenção & controle
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/prevenção & controle
-Estudos de Casos e Controles
Inquéritos Epidemiológicos
Complicações na Gravidez/prevenção & controle
Prevenção Primária
Abandono do Hábito de Fumar/estatística & dados numéricos
Temperança/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde