Base de dados : LILACS
Pesquisa : F02.463.593.071.869 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 40 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 40 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785818
Autor: Andrade, Adriana Neves de; Iorio, Maria Cecilia Martinelli; Gil, Daniela.
Título: Speech recognition in individuals with sensorineural hearing loss / Reconhecimento de fala em indivíduos com perda auditiva neurossensorial
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(3):334-340tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Hearing loss can negatively influence the communication performance of individuals, who should be evaluated with suitable material and in situations of listening close to those found in everyday life. OBJECTIVE: To analyze and compare the performance of patients with mild-to-moderate sensorineural hearing loss in speech recognition tests carried out in silence and with noise, according to the variables ear (right and left) and type of stimulus presentation. METHODS: The study included 19 right-handed individuals with mild-to-moderate symmetrical bilateral sensorineural hearing loss, submitted to the speech recognition test with words in different modalities and speech test with white noise and pictures. RESULTS: There was no significant difference between right and left ears in any of the tests. The mean number of correct responses in the speech recognition test with pictures, live voice, and recorded monosyllables was 97.1%, 85.9%, and 76.1%, respectively, whereas after the introduction of noise, the performance decreased to 72.6% accuracy. CONCLUSIONS: The best performances in the Speech Recognition Percentage Index were obtained using monosyllabic stimuli, represented by pictures presented in silence, with no significant differences between the right and left ears. After the introduction of competitive noise, there was a decrease in individuals' performance.

Resumo Introdução: A perda auditiva pode influenciar negativamente o desempenho comunicativo e estes indivíduos devem ser avaliados com material adequado e em situações de escuta próximas às observadas no cotidiano. Objetivo: Analisar e comparar o desempenho de indivíduos com perda auditiva neurossensorial de grau leve a moderado em testes de reconhecimento de fala apresentados no silêncio e no ruído segundo as variáveis orelha e tipos de apresentação do estímulo. Método: Participaram do estudo 19 indivíduos destros com perda auditiva neurossensorial bilateral simétrica de grau leve a moderado, submetidos ao teste de reconhecimento de fala com palavras em diferentes modalidades e ao teste de fala com ruído branco com figuras. Resultados: Não houve diferença significante entre as orelhas direita e esquerda para nenhum dos testes realizados. A média de acertos no teste de reconhecimento de fala com figuras, viva voz e monossílabos gravados foi 97,1%; 85,9% e 76,1%, respectivamente, e 72,6% de acertos no teste com ruído. Conclusões: O melhor desempenho no Índice Percentual de Reconhecimento de Fala foi obtido utilizando como estímulos monossílabos representados por figuras apresentados no silêncio, sem diferenças significantes entre as orelhas direita e esquerda. Com a introdução do ruído competitivo, houve descréscimo no desempenho dos indivíduos.
Descritores: Testes de Discriminação da Fala/métodos
Percepção da Fala/fisiologia
Perda Auditiva Bilateral/fisiopatologia
Perda Auditiva Neurossensorial/fisiopatologia
-Localização de Som
Estimulação Acústica
Índice de Gravidade de Doença
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794976
Autor: Mondelli, Maria Fernanda Capoani Garcia; Santos, Marina de Marchi dos; José, Maria Renata.
Título: Speech perception in noise in unilateral hearing loss / Percepção da fala no ruído em perda auditiva unilateral
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);82(4):427-432, July-Aug. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT INTRODUCTION: Unilateral hearing loss is characterized by a decrease of hearing in one ear only. In the presence of ambient noise, individuals with unilateral hearing loss are faced with greater difficulties understanding speech than normal listeners. OBJECTIVE: To evaluate the speech perception of individuals with unilateral hearing loss in speech perception with and without competitive noise, before and after the hearing aid fitting process. METHODS: The study included 30 adults of both genders diagnosed with moderate or severe sensorineural unilateral hearing loss using the Hearing In Noise Test - Hearing In Noise Test-Brazil, in the following scenarios: silence, frontal noise, noise to the right, and noise to the left, before and after the hearing aid fitting process. RESULTS: The study participants had a mean age of 41.9 years and most of them presented right unilateral hearing loss. In all cases evaluated with Hearing In Noise Test, a better performance in speech perception was observed with the use of hearing aids. CONCLUSION: Using the Hearing In Noise Test-Brazil test evaluation, individuals with unilateral hearing loss demonstrated better performance in speech perception when using hearing aids, both in silence and in situations with a competing noise, with use of hearing aids.

Resumo Introdução: A perda auditiva unilateral (PAUn) é caracterizada pela diminuição da audição em apenas uma orelha. Em presença de ruído ambiental, indivíduos com PAUn encontram maiores dificuldades que os ouvintes normais para compreender a fala. Objetivo: Avaliar o desempenho de indivíduos com perda auditiva unilateral, na percepção da fala sem e com ruído competidor, antes a após adaptação do AASI. Método: Estudo com 30 adultos, e de ambos os sexos, com diagnóstico de perda auditiva unilateral sensorioneural, de graus moderado e severo, utilizando o Hearing In Noise Test - HINT - Brasil, nas seguintes situações: silêncio, ruído à frente, ruído a direita e ruído a esquerda. Antes e após adaptação do AASI. Resultados: Os participantes da pesquisa apresentavam média de idade de 41,9 anos e PAUn predominante à direita. Em todas as situações propostas pelo HINT foi constatado melhor desempenho na percepção da fala com o uso do AASI. Conclusão: No teste HINT - Brasil, indivíduos com PAUn demonstraram melhor desempenho napercepção da fala, em tanto no silêncio quanto nas situações com ruído competidor, com usodo AASI.
Descritores: Localização de Som/fisiologia
Percepção da Fala/fisiologia
Perda Auditiva Unilateral/reabilitação
Ruído/efeitos adversos
-Audiometria
Teste do Limiar de Recepção da Fala
Estimulação Acústica
Índice de Gravidade de Doença
Perda Auditiva Unilateral/fisiopatologia
Auxiliares de Audição
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-839417
Autor: Bayat, Arash; Farhadi, Mohammad; Emamdjomeh, Hesam; Saki, Nader; Mirmomeni, Golshan; Rahim, Fakher.
Título: Effect of conductive hearing loss on central auditory function / Efeito da perda auditiva condutiva na função auditiva central
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(2):137-141, Mar.-Apr. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: It has been demonstrated that long-term Conductive Hearing Loss (CHL) may influence the precise detection of the temporal features of acoustic signals or Auditory Temporal Processing (ATP). It can be argued that ATP may be the underlying component of many central auditory processing capabilities such as speech comprehension or sound localization. Little is known about the consequences of CHL on temporal aspects of central auditory processing. Objective: This study was designed to assess auditory temporal processing ability in individuals with chronic CHL. Methods: During this analytical cross-sectional study, 52 patients with mild to moderate chronic CHL and 52 normal-hearing listeners (control), aged between 18 and 45 year-old, were recruited. In order to evaluate auditory temporal processing, the Gaps-in-Noise (GIN) test was used. The results obtained for each ear were analyzed based on the gap perception threshold and the percentage of correct responses. Results: The average of GIN thresholds was significantly smaller for the control group than for the CHL group for both ears (right: p = 0.004; left: p < 0.001). Individuals with CHL had significantly lower correct responses than individuals with normal hearing for both sides (p < 0.001). No correlation was found between GIN performance and degree of hearing loss in either group (p > 0.05). Conclusion: The results suggest reduced auditory temporal processing ability in adults with CHL compared to normal hearing subjects. Therefore, developing a clinical protocol to evaluate auditory temporal processing in this population is recommended.

Resumo Introdução: Já foi demonstrado que a perda auditiva condutiva (PAC), em longo prazo, pode influenciar na detecção precisa das características temporais dos sinais acústicos ou do processamento auditivo temporal (PAT). Pode-se argumentar que o PAT pode ser o componente subjacente de muitos recursos do processamento auditivo central, como a compreensão da fala ou localização do som. Pouco se sabe sobre as consequências da PAC nos aspectos temporais do processamento auditivo central. Objetivo: Este estudo foi projetado para avaliar a capacidade de processamento auditivo temporal em indivíduos com PAC crônica. Método: Durante este estudo transversal analítico, 52 pacientes com PAC crônica leve a moderada e 52 indivíduos com audição normal (controle), entre 18 e 45 anos, foram recrutados. Para avaliar o processamento auditivo temporal, foi usado o teste de resolução temporal Gaps-in-Noise (GIN). Os resultados obtidos para cada orelha foram analisados com base no limiar de percepção da quebra de continuidade (gap) e na porcentagem de respostas corretas. Resultados: A média dos limiares no GIN foi significativamente menor para o grupo controle do que para o grupo PAC em ambas as orelhas (direita: p = 0,004; esquerda: p < 0,001). Os indivíduos com PAC apresentaram respostas corretas significativamente mais baixas do que os indivíduos com audição normal em ambas as orelhas (p < 0,001). Não houve correlação entre o desempenho no GIN e o grau de perda auditiva em ambos os grupos (p > 0,05). Conclusão: Os resultados sugerem uma redução da capacidade de processamento auditivo temporal em adultos com PAC comparados com indivíduos que apresentam audição normal. Portanto, o desenvolvimento de um protocolo clínico para avaliar o processamento auditivo temporal nessa população é recomendado.
Descritores: Percepção Auditiva/fisiologia
Limiar Auditivo/fisiologia
Localização de Som/fisiologia
Perda Auditiva Condutiva/fisiopatologia
-Tempo de Reação
Teste do Limiar de Recepção da Fala
Estimulação Acústica
Estudos de Casos e Controles
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889307
Autor: Shetty, Hemanth Narayan; Puttabasappa, Manjula.
Título: Encoding of speech sounds at auditory brainstem level in good and poor hearing aid performers / Codificação dos sons da fala no nível do tronco encefálico auditivo em bons e maususuários de aparelhos auditivos
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(5):512-522, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Hearing aids are prescribed to alleviate loss of audibility. It has been reported that about 31% of hearing aid users reject their own hearing aid because of annoyance towards background noise. The reason for dissatisfaction can be located anywhere from the hearing aid microphone till the integrity of neurons along the auditory pathway. Objectives: To measure spectra from the output of hearing aid at the ear canal level and frequency following response recorded at the auditory brainstem from individuals with hearing impairment. Methods: A total of sixty participants having moderate sensorineural hearing impairment with age range from 15 to 65 years were involved. Each participant was classified as either Good or Poor Hearing aid Performers based on acceptable noise level measure. Stimuli /da/ and /si/ were presented through loudspeaker at 65 dB SPL. At the ear canal, the spectra were measured in the unaided and aided conditions. At auditory brainstem, frequency following response were recorded to the same stimuli from the participants. Results: Spectrum measured in each condition at ear canal was same in good hearing aid performers and poor hearing aid performers. At brainstem level, better F0 encoding; F0 and F1 energies were significantly higher in good hearing aid performers than in poor hearing aid performers. Though the hearing aid spectra were almost same between good hearing aid performers and poor hearing aid performers, subtle physiological variations exist at the auditory brainstem. Conclusion: The result of the present study suggests that neural encoding of speech sound at the brainstem level might be mediated distinctly in good hearing aid performers from that of poor hearing aid performers. Thus, it can be inferred that subtle physiological changes are evident at the auditory brainstem in a person who is willing to accept noise from those who are not willing to accept noise.

Resumo Introdução: Os aparelhos auditivos são prescritos para aliviar a perda de audibilidade. Tem sido relatado que 31% dos usuários rejeitam seu aparelho auditivo devido ao desconforto com o ruído de fundo. A razão para a insatisfação pode estar situada em qualquer local desde o microfone do aparelho auditivo até a integridade de neurônios ao longo da via auditiva. Objetivos: Medir espectros desde a saída do aparelho auditivo no nível do meato acústico externo e frequência de resposta (FFR) registrada no tronco encefálico de indivíduos com deficiência auditiva. Método: Foram selecionados 60 participantes com deficiência auditiva neurossensorial moderada, de 15 a 65 anos. Cada participante foi classificado como usuário bom ou mau de prótese auditiva (GHP ou PHP) com base na medida de nível de ruído aceitável (ANL). Estímulos/da/e/si/foram apresentados em alto-falante a 65 dB SPL. No meato acústico externo, os espectros foram medidos nas condições sem aparelho e com aparelho. No tronco encefálico auditivo, FFR foram registradas para os mesmos estímulos dos participantes. Resultados: Os espectros medidos em cada condição no meato acústico externo foram os mesmos em GHP e PHP. No nível do tronco cerebral, melhor codificação F0; energias de F0 e F1 foram significativamente maiores em GHP do que em PHP. Embora os espectros do aparelho auditivo fossem quase os mesmos entre GHP e PHP, existem variações fisiológicas sutis no tronco encefálico auditivo. Conclusão: O resultado do presente estudo sugere que a codificação neural do som da fala no nível do tronco encefálico pode ser mediada distintamente em GHP em comparação com PHP. Assim, pode-se inferir que mudanças fisiológicas sutis são evidentes no tronco encefálico em uma pessoa que está disposta a aceitar o ruído em comparação com aqueles que não estão dispostos a aceitar o ruído.
Descritores: Percepção da Fala/fisiologia
Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Encefálico/fisiologia
Auxiliares de Audição
Perda Auditiva Neurossensorial/reabilitação
Ruído
-Limiar Auditivo/fisiologia
Localização de Som
Estimulação Acústica
Adaptação Fisiológica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-951828
Autor: Novelli, Carolina Lino; Carvalho, Nádia Giulian de; Colella-Santos, Maria Francisca.
Título: Hearing in Noise Test, HINT-Brazil, in normal-hearing children / Teste de Reconhecimento de Fala no Ruído, HINT-Brasil, em crianças normo-ouvintes
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);84(3):360-367, May-June 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The auditory processing is related to certain skills such as speech recognition in noise. The HINT-Brazil test allows the measurement of the Speech/Noise ratio however there are no studies in the national literature that establish parameters for the child population. Objective: To analyze the performance of normal-hearing subjects aged 8-10 years old in tasks for speech recognition in noise using HINT test. Methods: Sixty schoolchildren were evaluated. They were between 8 and 10 years of age, of both genders, and had no auditory and school complaints, with results ranking within normality for the Basic Audiological Assessment and the Dichotic Digits Test. HINT-Brazil test was applied with headphones, with the Speech/Noise ratio in conditions of frontal noise, noise to the right, and noise to the left being investigated. The software calculated the Composite Noise, which corresponds to the weighted mean of the tested conditions. Results: There was no statistically significant difference between the ears, nor between the genders. There was a statistically significant difference for age ranges of 8 and 10 years, in situations with noise, and for Composite Noise. The age group of 10 years showed better performance than the age group of 8; the age group of 9 years did not show statistically significant difference regarding the other age ranges. We suggest the values of mean and standard deviation of the Speech/Noise ratio, considering the age ranges of: 8 years - Frontal Noise: −2.09 (±1.09); Right Noise: −7.64 (±1.72); Left Noise: −7.53 (±2.80); Composite Noise: −4.86 (±1.31); 9 years - Frontal Noise: −2.82 (±0.74); Right Noise: −8.49 (±2.24); Left Noise: −8.41 (±1.75); Composite Noise: −5.63 (±1.02); 10 years - Frontal Noise: −3.01 (±0.95); Right Noise: −9.47 (±1.43); Left Noise: −9.16 (±1.65); Composite Noise: −6.16 (±0.91). Conclusion: HINT-Brazil test is a simple and fast test, and is not difficult to performed with normal-hearing children. The results confirm that it is an efficient test to be used with the age range evaluated.

Resumo Introdução: O processamento auditivo está relacionado a determinadas habilidades, como o reconhecimento de fala no ruído. O teste HINT-Brasil permite a mensuração da relação Fala/Ruído, porém, não há na literatura nacional estudos que estabeleçam parâmetros para a população infantil. Objetivo: Analisar o desempenho de normo-ouvintes, de 8 a 10 anos, nas tarefas de reconhecimento de fala no ruído, por meio do teste HINT. Método: Avaliados 60 escolares, entre 8 e 10 anos, de ambos os gêneros, sem queixas auditivas e escolares, e com resultados dentro da normalidade para a Avaliação Audiológica Básica e o Teste Dicótico de Dígitos. O teste HINT-Brasil foi aplicado com fones de ouvido, sendo pesquisada a relação Fala/Ruído nas condições Ruído Frontal, Ruído à Direita e Ruído à Esquerda. O software calculou o Ruído Composto, que corresponde à média ponderada das condições testadas. Resultados: Não houve diferença estatisticamente significante entre as orelhas, nem entre os gêneros. Houve diferença estatisticamente significante para as faixas de 8 e 10 anos, nas situações com ruído e para o Ruído Composto. A faixa etária de 10 anos apresentou desempenho melhor do que a faixa etária de 8; a faixa etária de 9 anos não apresentou diferença estatisticamente significante com relação as outras faixas etárias. Sugerimos os valores de Média e Desvio Padrão da relação F/R, considerando as faixas: 8 anos - RF: -2,09 (± 1,09); RD: -7,64 (± 1,72); RE: -7,53 (± 2,80); RC: -4,86 (± 1,31); 9 anos - RF: -2,82 (± 0,74); RD: -8,49 (± 2,24); RE: -8,41 (± 1,75); RC: -5,63 (± 1,02); 10 anos - RF: -3,01 (± 0,95); RD: -9,47 (± 1,43); RE: -9,16 (± 1,65); RC: -6,16 (± 0,91). Conclusão: O teste HINT-Brasil é um teste simples e rápido e não oferece dificuldades em seu uso com crianças normo-ouvintes; os resultados mostram se tratar de um teste eficaz para ser utilizado com a faixa etária avaliada.
Descritores: Limiar Auditivo/fisiologia
Localização de Som/fisiologia
Percepção da Fala/fisiologia
Teste do Limiar de Recepção da Fala/métodos
Estimulação Acústica/métodos
Testes Auditivos/métodos
-Reprodutibilidade dos Testes
Ruído
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039279
Autor: Nascimento, Islan da Penha; Almeida, Anna Alice; Diniz Junior, José; Martins, Mariana Lopes; Freitas, Thaís Mendonça Maia Wanderley Cruz de; Rosa, Marine Raquel Diniz da.
Título: Tinnitus evaluation: relationship between pitch matching and loudness, visual analog scale and tinnitus handicap inventory / Análise da relação entre tinnitus handicap inventory, acufenometria e escala visualanalógica na avaliação do zumbido
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(5):611-616, Sept.-Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Tinnitus is a subjective auditory symptom usually associated with a sound, even in the absence of external sound sources. Its diagnosis is complex, and some of the forms of measurement alone or in combination, include self-assessment questionnaires, such as the tinnitus handicap inventory, the visual analog scale and/or pitch and loudness matching. Objective: To analyze the correlation among three tinnitus measurement methods: tinnitus handicap inventory, visual analog scale and pitch and loudness matching. Methods: The study consisted of 148 patients complaining of chronic tinnitus. An otorhinolaryngological evaluation, anamnesis directed to tinnitus, audiometry (pure tone and speech), imitanciometry, tinnitus handicap inventory, visual analog scale, and pitch and loudness matching were performed. The study was registered in the Ethics Committee of the Institution with no. 0129/12. Results: Regarding the frequency of tinnitus handicap inventory responses, a higher occurrence of the mild degree was observed. An average of 6 points was observed on the visual analog scale. The mean loudness matching in the right ear was 20 dBNS, and in the left ear was 17 dBNS. As for the type of stimulus, the most found was continuous pure tone. The frequency of the pitch sensation was 6000 Hz in the largest number of cases. Regarding the measures of tinnitus handicap inventory and the visual analogical scale, a significant correlation was observed, and as one value increases the other also increases. Pitch and loudness matching and the visual analogical scale results are also significant. Conclusion: There was a significant correlation between the values measured by the tinnitus handicap inventory, visual analogical scale (annoyance) and loudness matching in the evaluation of tinnitus. The selection of any one of the three evaluative methods for tinnitus investigation provides different dimensions of the tinnitus and complements the others.

Resumo Introdução: O zumbido é um sintoma auditivo de natureza subjetivo, normalmente associado a um som, mesmo na ausência de fontes sonoras externas. Apresenta diagnóstico complexo. Uma das formas de mensuração é o uso, isolado ou em conjunto, de questionários de autoavaliação, como o Tinnitus Handicap Inventory, a escala visual analógica e o exame de acufenometria. Objetivo: Analisar a correlação entre os métodos de mensuração do zumbido: Tinnitus Handicap Inventory, escala visual analógica e acufenometria. Método: Participaram do estudo 148 pacientes com queixa de zumbido crônico. Realizou-se avaliação otorrinolaringológica, anamnese direcionada ao zumbido, audiometria (tonal e vocal), imitanciometria, Tinnitus Handicap Inventory, escala visual analógica e acufenometria. O estudo foi registrado no comitê de ética da instituição, com nº 0129/12. Resultados: Em relação à frequência das respostas do Tinnitus Handicap Inventory, foi observada maior ocorrência do grau leve. Observou-se uma média de 6 pontos na escala visual analógica. A média da sensação de intensidade medida na acufenometria na orelha direita foi de 20 dBNS e na orelha esquerda foi de 17 dBNS. Quanto ao tipo de estímulo, o mais encontrado foi o tom puro contínuo. A sensação de frequência, no maior número de casos, foi de 6.000 Hz Entre as medidas do Tinnitus Handicap Inventory e da escala visual analógica, observou-se correlação significante. À medida que um valor aumenta o outro também aumenta. Os resultados da acufenometria e da escala visual analógica também apresentam significância. Conclusão: Houve correlação significante entre os valores medidos pelo Tinnitus Handicap Inventory, escala visual analógica (incômodo) e acufenometria (loudness) na avaliação do zumbido. A escolha de um dos três métodos avaliativos para pesquisa do zumbido fornece dimensões diferentes do zumbido e se complementam.
Descritores: Zumbido/diagnóstico
Escala Visual Analógica
-Audiometria de Tons Puros
Localização de Som
Zumbido/fisiopatologia
Inquéritos e Questionários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055515
Autor: Almeida, Gabriela Felix Lazarini; Martins, Marcella Ferrari; Costa, Lucas Bevilacqua Alves da; Costa, Orozimbo Alves da; Carvalho, Ana Claudia Martinho de.
Título: Sequential bilateral cochlear implant: results in children and adolescents / Implante coclear bilateral sequencial: resultados em crianças e adolescentes
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(6):774-779, Nov.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The use of the bilateral cochlear implants can promote the symmetrical development of the central auditory pathways, thus benefiting the development of auditory abilities and improving sound localization and the ability of auditory speech perception in situations of competitive noise. Objective: To evaluate the ability of speech perception in children and adolescents using sequential bilateral cochlear implants, considering the association of these variables: age at surgery, time of device use and interval between surgeries. Methods: A total of 14 individuals between 10 and 16 years of age, who demonstrated surgical indication for the use of sequential bilateral cochlear implants as intervention in the auditory habilitation process, were assessed. The speech perception ability was assessed through sentence lists constructed in the Portuguese language, presented in two situations: in silence, with fixed intensity of 60 dB SPL, and in competitive noise, with a signal-to-noise ratio of +15 dB. The evaluation was performed under the following conditions: unilateral with the first activated cochlear implant, unilateral with the second activated cochlear implant and bilateral with both devices activated. Results: The results of the speech perception tests showed better performance in both silence and in noise for the bilateral cochlear implant condition when compared to the 1st cochlear implant and the 2nd cochlear implant alone. A worse result of speech perception was found using the 2nd cochlear implant alone. No statistically significant correlation was found between age at the surgical procedure, interval between surgeries and the time of use of the 2nd cochlear implant, and the auditory speech perception performance for all assessed conditions. The use of a hearing aid prior to the 2nd cochlear implant resulted in benefits for auditory speech perception with the 2nd cochlear implant, both in silence and in noise. Conclusion: The bilateral cochlear implant provided better speech perception in silence and in noise situations when compared to the unilateral cochlear implant, regardless of the interval between surgeries, age at the surgical procedure and the time of use of the 2nd cochlear implant. Speech perception with the 1st cochlear implant was significantly better than with the 2nd cochlear implant, both in silence and in noise. The use of the hearing aid prior to the 2nd cochlear implant influenced speech perception performance with the 2nd cochlear implant, both in silence and in noise.

Resumo Introdução: A utilização do implante coclear bilateral pode promover o desenvolvimento das vias auditivas centrais de maneira simétrica, beneficiando, assim, o desenvolvimento das habilidades auditivas e melhorando a localização sonora e a habilidade de percepção auditiva da fala em situações de ruído competitivo. Objetivo: Avaliar a habilidade de reconhecimento de fala em crianças e adolescentes usuários do implante coclear bilateral sequencial, considerando a relação das variáveis: idade cirúrgica, tempo de uso do dispositivo e intervalo entre as cirurgias. Método: Foram avaliados 14 indivíduos entre 10 e 16 anos, que receberam indicação cirúrgica para implante coclear bilateral sequencial como forma de intervenção no processo de habilitação auditiva. A habilidade de reconhecimento de fala foi avaliada por meio de listas de sentenças construídas na língua portuguesa, apresentadas em duas situações: no silêncio, com intensidade fixa de 60 dB NPS, e no ruído competitivo, com a relação sinal/ruído de + 15 dB. A avaliação foi feita nas seguintes condições: unilateral com o 1° implante coclear ativado, unilateral com o 2° implante coclear ativado e bilateral com ambos os dispositivos ativados. Resultado: Os resultados dos testes de reconhecimento de fala demonstraram melhor desempenho tanto no silêncio quanto no ruído para a condição implante coclear bilateral, quando comparado ao 1° implante coclear e 2° implante coclear isoladamente. Um pior resultado de reconhecimento de fala foi encontrado com o uso do 2° implante coclear isoladamente. Não foi encontrada correlação estatisticamente significante entre idade cirúrgica, intervalo entre as cirurgias e tempo de uso do 2° implante coclear e o desempenho de percepção auditiva da fala para todas as condições avaliadas. O uso do aparelho de amplificação sonora individual anterior ao 2° implante coclear beneficiou os resultados de percepção auditiva da fala com o 2° implante coclear, tanto no silêncio quanto no ruído. Conclusão: O implante coclear bilateral proporcionou melhor reconhecimento de fala em situações de silêncio e de ruído, quando comparado com o implante coclear unilateral, independentemente do intervalo entre as cirurgias, da idade cirúrgica e do tempo de uso do 2° implante coclear. O reconhecimento de fala com o 1° implante coclear foi significativamente melhor do que com o 2° implante coclear, tanto no silêncio quanto no ruído. O uso do aparelho de amplificação sonora individual anterior ao 2° implante coclear influenciou o desempenho de reconhecimento de fala com o 2° implante coclear, tanto no silêncio quanto no ruído.
Descritores: Percepção da Fala/fisiologia
Implantes Cocleares
Implante Coclear/métodos
Perda Auditiva Bilateral/cirurgia
-Vias Auditivas
Percepção Auditiva
Localização de Som/fisiologia
Audição/fisiologia
Ruído/efeitos adversos
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1038756
Autor: Jesus, Evellyn Silva Azevedo de; Silva, Isabella Monteiro de Castro.
Título: Influência da musicalização infantil nas habilidades auditivas de pré-escolares / Influence of children's music learning on preschoolers' listening skills
Fonte: Audiol., Commun. res;24:e2156, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo Verificar a associação entre musicalização infantil e habilidades auditivas de ordenação temporal e localização sonora em pré-escolares de 5 e 6 anos. Métodos Participaram do estudo 60 crianças de ambos os sexos, de 5 anos a 6 anos e 11 meses, sendo 30 do grupo com treinamento musical e 30 do grupo sem treinamento musical. Os participantes de ambos os grupos foram submetidos à triagem auditiva, avaliação simplificada do processamento auditivo e ao teste Padrão de Frequência, em campo livre. Os desempenhos de cada um dos procedimentos foram tabulados, analisando-se as possíveis correlações e associações entre eles, como variáveis dependentes e variáveis independentes, como grupo, sexo e idade. Resultados O grupo com treinamento musical apresentou média de acertos superior ao grupo sem treinamento musical, nos testes de memória sequencial não verbal e verbal, teste Padrão de Frequência não verbal e verbal. Sujeitos de 5 anos do grupo com treinamento musical obtiveram melhor desempenho, em relação aos sujeitos de 5 anos do grupo sem treinamento musical, acertando mais sequências. No teste de localização sonora, não houve diferença entre a idade e o grupo. Conclusão Pré-escolares de 5 e 6 anos que participavam de musicalização infantil apresentaram melhor desempenho nos testes que avaliaram as habilidades de memória sequencial não verbal e verbal e de ordenação temporal de três sons, quando comparados aos pré-escolares que não participavam de musicalização. Portanto, a musicalização infantil influenciou positivamente as habilidades auditivas de pré-escolares de 5 e 6 anos.

ABSTRACT Purpose Verify the association between children's music learning and listening skills of temporal ordering and sound localization in preschoolers from 5 to 6 years old. Methods 60 children of both genders, from 5 to 6 years and 11 months, participated in the study, 30 of the group with music training and the other 30 of the group with no music training. The participants of both groups were submitted to hearing screening, simplified auditory processing assessment and to the Pitch Pattern Sequence. The performance of each of the procedures was tabulated, being analyzed the possible correlations and associations between them, as, for example, dependent and independent variables such as group, gender and age. Results The group with music training presented higher mean of scores than the one with no music training in the verbal and nonverbal sequential memory tests and on the verbal and nonverbal Pitch Pattern Sequence. The 5-year-old children of the group with music training got better results than the 5-year-old ones with no music training, getting right in more sequences. In the sound localization test, there was no difference between ages and groups. Conclusion Preschoolers from 5 to 6 years old who participated in children's music learning presented better performance in the tests that evaluate the abilities of the verbal and non-verbal sequential memory and of the temporal ordering of three sounds when compared to the preschoolers who did not participate in the music learning. Therefore, the children's music learning positively influenced the listening skills of preschoolers from 5 to 6 years old.
Descritores: Percepção Auditiva
Triagem
Testes Auditivos
Música/psicologia
-Córtex Auditivo
Localização de Som
Estimulação Acústica
Percepção Sonora
Limites: Humanos
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  9 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040023
Autor: Almeida, Gleide Viviani Maciel; Ribas, Angela; Calleros, Jorge.
Título: Sound Localization Test in Presence of Noise (Sound Localization Test) in Adults without Hearing Alteration
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);23(3):276-280, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Even people with normal hearing may have difficulties locating a sound source in unfavorable sound environments where competitive noise is intense. Objective To develop, describe, validate and establish the normality curve of the sound localization test. Method The sample consisted of 100 healthy subjects with normal hearing, > 18 years old,who agreed to participate in the study. The sound localization testwas applied after the subjects underwent a tonal audiometry exam. For this purpose, a calibrated free field test environment was set up. Then, 30 randompure tones were presented in 2 speakers placed at 45° (on the right and on the left sides of the subject), and the noise was presented froma 3rd speaker, placed at 180°. The noise was presented in 3 hearing situations: optimal listening condition (no noise), noise in relation to 0 dB, and noise in relation to - 10 dB. The subject was asked to point out the side where the pure tone was being perceived, even in the presence of noise. Results All of the 100 participants performed the test in an average time of 99 seconds. The average score was 21, the medium score was 23, and the standard deviation was 3.05. Conclusion The sound localization test proved to be easy to set-up and to apply. The results obtained in the validation of the test suggest that individuals with normal hearing should locate 70% of the presented stimuli. The test can constitute an important instrument in the measurement of noise interference in the ability to locate the sound.
Descritores: Localização de Som/fisiologia
Audição/fisiologia
Ruído
-Limiar Auditivo/fisiologia
Reprodutibilidade dos Testes
Estudo Clínico
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  10 / 40 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bento, Ricardo Ferreira
Texto completo
Id: lil-773516
Autor: Cabral Junior, Francisco; Pinna, Mariana Hausen; Alves, Ricardo Dourado; Malerbi, Andrea Felice dos Santos; Bento, Ricardo Ferreira.
Título: Cochlear Implantation and Single-sided Deafness: A Systematic Review of the Literature
Fonte: Int. arch. otorhinolaryngol. (Impr.);20(1):69-75, Jan.-Mar. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Introduction Current data show that binaural hearing is superior to unilateral hearing, specifically in the understanding of speech in noisy environments. Furthermore, unilateral hearing reduce oné s ability to localize sound. Objectives This study provides a systematic review of recent studies to evaluate the outcomes of cochlear implantation in patients with single-sided deafness (SSD) with regards to speech discrimination, sound localization and tinnitus suppression. Data Synthesis We performed a search in the PubMed, Cochrane Library and Lilacs databases to assess studies related to cochlear implantation in patients with unilateral deafness. After critical appraisal, eleven studies were selected for data extraction and analysis of demographic, study design and outcome data. Conclusion Although some studies have shown encouraging results on cochlear implantation and SSD, all fail to provide a high level of evidence. Larger studies are necessary to define the tangible benefits of cochlear implantation in patients with SSD.
Descritores: Surdez
Perda Auditiva Unilateral
Localização de Som
Percepção da Fala
Zumbido
-Implante Coclear
Procedimentos Cirúrgicos Otológicos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde