Base de dados : LILACS
Pesquisa : F02.739.794 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 939 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 94 ir para página                         

  1 / 939 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1290982
Autor: Mabilde, Luiz Carlos.
Título: Confidências e inconfidências na supervisão psicanalítica como convergência dos três modelos de formação / Confidences and inconfidences in psychoanalytical supervision as a convergence of the three models of training / Confidencias e infidencias en la supervisión psicoanalítica como convergencia de los tres modelos de formación
Fonte: Rev. psicanal;28(1):http://revista.sppa.org.br/index.php/RPdaSPPA/article/view/897/903, Abril 2021.
Idioma: pt.
Resumo: A supervisão foi concebida sob a forma de diagramas, cujas estruturas expressam como o autor organiza e executa sua prática supervisiva. Dentro disso, confidências são entendidas como provenientes do supervisionando, expressas pelo material clínico e demais manifestações. Por outro lado, inconfidências são aquelas intervenções feitas pelo supervisor ao revelar intimidades do que pensa sobre o material clínico, sobre o supervisionando e, desdobrando-se, sobre a sua própria experiência analítica. Repactuar experiências diversas, em setting distintos e de temporalidades anacrônicas, é o desafio imposto à dupla sob a forma de o estranho, conceito equivalente ao de objeto analítico ou de objeto analítico subjugador. De acordo com a técnica e com a estrutura usadas, o presente modelo de supervisão pode ser aplicado a qualquer supervisionando em treinamento da IPA, funcionando na convergência desses três modelos. O trabalho finaliza com um exemplo clínico, através do qual o autor procura ilustrar o exposto (Au)

Supervision was conceived as diagrams, whose structures express how the author organizes and executes their own supervisory practice. Within this, confidences are understood as coming from the supervisee, expressed by the clinical material and other manifestations. On the other hand, inconfidences are those interventions made by the supervisor, unveiling intimacies of their thoughts on the clinical material, on the supervisee, and unfolding over their own analytical experience. Conciliate different experiences, in different settings and anachronistic temporalities is the challenge imposed upon the pair in the form of uncanny, a concept ­ in this paper ­ equivalent to that of analytic object, intersubjective analytic third or "subjugating third". According to the technique and structure used, this model of supervision can be used for any supervisee in training by IPA, functioning in the intersection of these three models. This paper ends with a clinical example, by which the author tries to illustrate the above (Au)

La supervisión se concibió en forma de diagramas, cuyas estructuras expresan cómo el autor organiza y ejecuta su práctica supervisora. Dentro de eso, se entiende que las confidencias provienen del supervisado, expresadas por material clínico y demás manifestaciones. Por otro lado, las infidencias son aquellas intervenciones que realiza el supervisor al revelar intimidades de lo que piensa sobre el material clínico, sobre la persona supervisada y, desplegándose, sobre su propia experiencia analítica. Pactar otra vez diferentes experiencias, en diferentes settings y con temporalidades anacrónicas, es el desafío que se le impone al dúo en la forma de uncanny, concepto equivalente al de objeto analítico u objeto analítico subyugador. De acuerdo con la técnica y estructura utilizadas, el presente modelo de supervisión se puede aplicar a cualquier supervisado en formación de la IPA, funcionando en la convergencia de estos tres modelos. El trabajo finaliza con un ejemplo clínico, a través del cual el autor intenta ilustrar lo anterior (Au)
Descritores: Interpretação Psicanalítica
Processos Psicoterapêuticos
-Psicanálise
Teoria Psicanalítica
Terapia Psicanalítica
Psicologia Aplicada
Técnicas de Observação do Comportamento
Psicoterapeutas
Responsável: BR18.9


  2 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1223229
Autor: Pacheco, Cristiane de Almeida(edt); Fuks, Betty Bernardo(edt).
Título: O pai: um estudo sobre a barbárie contemporânea / The father: a study about contemporary barbarism
Fonte: Rev. psicol. (Fortaleza, Online);11(2):16-26, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: A proposta desse ensaio é refletir e pensar a barbárie no interior do atual estágio da civilização, tendo como pano de fundo a crise contemporânea de refugiados. Escolhemos como norte da pesquisa os desdobramentos da questão do Pai na teoria psicanalítica e a produção teórica de alguns pensadores de outros campos do conhecimento, com as quais é possível estabelecer diálogos interdisciplinares acerca da violência, crueldade e destruição dos laços sociais.

The purpose of this essay is to reflect and think about barbarism within the current stage of civilization, against the backdrop of the contemporary refugee crisis. We chose as the north of the research the developments of the question of the Father in psychoanalytic theory and the theoretical production of some thinkers from other fields of knowledge, with which it is possible to establish interdisciplinary dialogues about violence, cruelty and the destruction of social ties.
Descritores: Teoria Psicanalítica
Refugiados
Civilização
Pai
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR6.3 - Biblioteca de Ciências Humanas


  3 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1254687
Autor: Souza, Carla Arantes de(edt).
Título: Justiça restaurativa, mediação vítima-ofensor e teorias psicanalíticas de grupo: uma possível aproximação / Restorative justice, victim-offender mediation and group psychoanalytic theories: a possible approach
Fonte: Rev. psicol. (Fortaleza, Online);11(1):146-157, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho pretende refletir sobre o dispositivo mediação vítima-ofensor, forjado de acordo com os princípios da Justiça Restaurativa, a partir das teorias psicanalíticas de grupo. Busca-se refletir sobre os processos que se dão nos encontros restaurativos sob o ponto de vista da dinâmica mudança-adaptação e das alianças inconscientes - sobretudo dos pactos denegativos. Para isto, partimos de apontamentos sobre a Justiça Restaurativa e do dispositivo mediação vítima-ofensor para, então, analisar o desenlace de uma sessão de mediação no âmbito do judiciário à luz de perspectivas psicanalíticas de grupo. Este percurso resulta na confirmação da potência do diálogo justiça restaurativa-psicanálise e aponta temas relevantes para futuras investigações.

This paper aims to reflect on victim-offender mediation, forged in accordance with the principles of Restorative Justice, based on group psychoanalytic theories. We seek to reflect on the processes that occur in restorative meetings from the standpoint of change-adaptation dynamics, unconscious alliances - especially denegative pacts. For this, we start from conceptualizing restorative justice and the victim-offender mediation to analyze the dynamics of a mediation session within the judiciary in the light of group psychoanalytic perspectives. In conclusion we get confirmation of the power of the restorative justice-psychoanalysis dialogue and point out relevant themes for future investigations.
Descritores: Teoria Psicanalítica
Negociação
Vítimas de Crime/psicologia
Criminosos/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR6.3 - Biblioteca de Ciências Humanas


  4 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Birman, Joel
Texto completo
Id: lil-456532
Autor: Birman, Joel.
Título: O mal-estar na modernidade e a psicanálise: a psicanálise à prova do social / The discontent in modernity and psychoanalysis: social-proof psychoanalysis
Fonte: Physis (Rio J.);15(supl):203-224, 2005.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo tem a intenção de indicar a presença de dois discursos teóricos opostos em Freud, no que concerne às relações entre sujeito e modernidade. Pretende-se demonstrar que na sua segunda versão, desenvolvida em Mal-estar na civilização, o discurso psicanalítico realizou uma crítica sistemática de sua versão inicial, esboçada em "Moral sexual 'civilizada' e a doença nervosa dos tempos modernos". Pela construção dos conceitos de desamparo e de mal-estar, o discurso freudiano colocou então a psicanálise à prova do social. Além disso, indica que aquela pôde construir uma leitura sobre a modernidade, ao lado das que foram realizadas por Weber e Heidegger. Finalmente, esse percurso tem ainda a finalidade de pensar a crise da psicanálise na atualidade, nas novas condições do mal-estar na modernidade.

The article aims at showing the presence of two opposing theoretical discourses in Freud, in what concerns the relationship between the subject and modemity. It intends to demonstrate that in its second version, developed in Malaise dansia civilisation, the analytical discourse achieved a systematic critical review of its initial version outlined in "La morale sexuelle 'civilisée' et la maladie nerveuse des temps modemes". Through constructing the concepts of discontent and distress, the Freudian discourse thus made psychoanalysis social-proof. ln addition, it indicates that psychoanalysis was able to build a reading of modemity other than those made by Weber and Heidegger. Finally, this joumey also aims at thinking over the present crisis of psychoanalysis within the new conditions of discontent in modemity.
Descritores: Psicanálise
Teoria Psicanalítica
Luto
Constrangimento
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  5 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1252794
Autor: Lewkowicz, Sergio.
Título: As múltiplas cores do arco-íris: despatologizando a diversidade sexual / The multiple colors of the rainbow: depathologizing sexual diversity / Los múltiples colores del arco iris: despatologizando la diversidad sexual
Fonte: Rev. psicanal;27(3):685-696, Dezembro 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Estamos vivenciando na contemporaneidade a manifestação de uma vasta gama de apresentações da sexualidade, compondo metaforicamente as cores de um arco-íris, como o que é representado nas bandeiras e imagens do movimento LGBTQ+. Muitas dessas configurações sexuais atuais não são novas e estiveram sempre presentes na história da humanidade. Entretanto, tornaram-se novas em sua visibilidade e em suas reivindicações de respeito, compreensão e acolhimento. Por outro lado, as sexualidades, que se mostram tão fluidas e cambiantes, parecem ser de aparição mais contemporânea. O autor propõe-se a questionar porque ocorre uma resistência tão violenta contra as manifestações das diversidades de gênero e de orientação sexual na atualidade. Busca compreender essas resistências nas instituições psicanalíticas e também dentro de nós mesmos. Inicia com a nova visão biomédica e da saúde mental que despatologiza a diversidade sexual. Considera a diferença entre as gerações como um dos fatores envolvidos na resistência às novas apresentações da sexualidade. Salienta a nossa tendência a generalizar e a pensar de maneira binária e não complexa, levando a uma insistência na binaridade sexual. Finalmente, discute a resistência presente nas teorias psicanalíticas que tendem a normatizar a sexualidade, considerando que tanto os analistas como as instituições psicanalíticas persistem ambivalentes em relação a normatizar a sexualidade em oposição a uma visão mais singular e específica de cada pessoa (AU)

In our present-times we have been experiencing sexuality been manifested in a wide range of presentations, metaphorically representing the colors of a rainbow, as in the banners and images of the LGBTQ+ movement. Many of these current sexual configurations are not new and have always been present in human history. However, they have become new regarding visibility and in their urge for respect, understanding, and acceptance. On the other hand, sexualities, which present themselves so fluid and changeable, seem to be more contemporary in appearing. The author intended to question why there is such a violent resistance against the manifestations of gender and sexual orientation diversity in our days. He seeks to understand these resistances inside psychoanalytic institutions as well as inside ourselves. He begins with the new biomedical and mental health vision that depathologizes sexual diversity. The author considers the difference between generations as one of the factors involved in the resistance to the new presentations of sexuality. He highlights our trend towards generalization and thinking in a binary instead of complex way, leading to an insistence on sexual binarity. Finally, discusses the resistance present in psychoanalytic theories that tend to systematize sexuality, considering that both analysts and psychoanalytic institutions persist ambivalent in relation to systematizing sexuality as opposed to a more particular and specific sight over each person (AU)

Actualmente estamos viviendo la manifestación de una amplia gama de presentaciones de la sexualidad, componiendo metafóricamente los colores de un arco iris, como lo que se representa en las banderas e imágenes del movimiento LGBTQ+. Muchas de estas configuraciones sexuales actuales no son nuevas y siempre han estado presentes en la historia de la humanidad. Sin embargo, se han vuelto nuevas en su visibilidad y en sus reivindicaciones de respeto, comprensión y aceptación. Por otro lado, las sexualidades, que se muestran tan fluidas y cambiantes, parecen de emergencia más contemporánea. El autor se propone cuestionar por qué existe una resistencia tan violenta contra las manifestaciones de diversidad de género y orientación sexual en la actualidad. Busca comprender estas resistencias en las instituciones psicoanalíticas y también dentro de nosotros mismos. Empieza con la nueva visión biomédica y de salud mental que despatologiza la diversidad sexual. Considera la diferencia entre generaciones como uno de los factores involucrados en la resistencia a las nuevas presentaciones de la sexualidad. Destaca nuestra tendencia a generalizar y pensar de forma binaria y no compleja, lo que lleva a una insistencia en la binariedad sexual. Finalmente, discute la resistencia presente en las teorías psicoanalíticas que tienden a normalizar la sexualidad, considerando que tanto los analistas como las instituciones psicoanalíticas persisten ambivalentes en relación a normalizar la sexualidad en oposición a una visión más singular y específica de cada persona (AU)
Descritores: Comportamento Sexual
Diversidade de Gênero
Identidade de Gênero
-Teoria Psicanalítica
Saúde Mental
Sexualidade
Compreensão
Acolhimento
Responsável: BR18.9


  6 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1252452
Autor: Golse, Bernard.
Título: O sense of being em relação à criatividade. Ser ou existir? / The sense of being in relation to creativity. To be or to exist? / El sense of being con respecto a la creatividad. ¿Ser o existir?
Fonte: Rev. psicanal;27(2):279-290, Agosto 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Tendo estabelecido uma distinção entre o "sentimento de ser" e o "sentimento de existir" que representam duas versões possíveis do sense of being, de D.W. Winnicott, o autor tece algumas considerações sobre a intersubjetividade e a subjetivação, que são precedidas pelo sense of being. Em seguida, são abordadas as relações entre o sense of being e a criatividade. Por fim, discute-se o interesse em desenvolver, então, uma terceira tópica (AU)

Having established a distinction between the "feeling of being" and the "feeling of existing" that represent two possible versions D.W. Winnicott's sense of being, the author weaves some considerations about intersubjectivity and subjectivation, which are preceded by the sense of being. Then, the relations between the sense of being and creativity are addressed. Finally, the interest in developing, thus, a third topographical theory is discussed (AU)

Después de establecer una distinción entre el "sentimiento de ser" y el "sentimiento de existir" que representan las dos posibles versiones del sense of being de D. W. Winnicott, el autor hace algunas consideraciones sobre la intersubjetividad y la subjetivación, las cuales son antecedidas por el sense of being. Luego evoca los vínculos entre el sense of being y la creatividad antes de, en fin, concluir sobre el interés de a partir de ahora desarrollar una tercera tópica (AU)
Descritores: Criatividade
-Teoria Psicanalítica
Existencialismo
Responsável: BR18.9


  7 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1155152
Autor: Araújo, Renato Sarieddine.
Título: Uma lei contra o crime escravista e o mal-estar da abolição / A law against the crime of slavery and the abolition's discontent / Una ley contra el crimen esclavista y el malestar de la abolición
Fonte: Psicol. ciênc. prof;40(spe):e230121, 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este ensaio teórico discute alguns fatos ligados à abolição da escravidão no Brasil, o mais importante acontecimento simbólico da história brasileira, visto que representa a principal transformação das regras da sociedade. Os historiadores relatam, entretanto, que essa mudança foi profundamente amargada por antigos senhores: alguns sucumbiram de uma melancolia, culminando muitas vezes em morte para alguns, em loucura para outros e até mesmo em suicídios. Também se constatou uma segunda vertente do mal-estar entre os antigos senhores, este claramente criminoso: violências físicas e instrumentalização das instituições políticas, garantindo a manutenção da perseguição a pessoas de pele negra. O método utilizado neste artigo se inspira da antropologia psicanalítica de S. Freud e pretende analisar fatos históricos tendo como referência principalmente os textos metapsicológicos. Proponho uma leitura da dimensão inconsciente da reação antiabolicionista enraizada nas instituições da República. Em contraposição, discuto a necessidade de se instaurar uma legislação penal adequada que enquadre o escravismo transatlântico na história do Brasil. Para tal, me refiro à "Lei Taubira" promulgada na França em 2001, reconhecendo a escravização transatlântica como um crime contra a humanidade. A leitura do mal-estar e da nostalgia do senhor decaído aponta que o inconsciente criminoso demanda uma legislação adequada, uma ferramenta importante notadamente para o processo de responsabilização dos sujeitos e instituições em relação à história e seu mal-estar subjetivo, ainda atual.

Abstract This theoretical essay discusses some facts related to the abolition of slavery in Brazil, the most important symbolic event in Brazilian history in that it represents the deepest transformation of social rules in the country. Historians report, nevertheless, that such change profoundly embittered former slave owners, to the extent that some of them succumbed to a state of what I would call melancholia, which led, in many cases, to death, madness and suicide. A second facet of the discontent among former slave owners, clearly a criminal one, was also identified, consisting of physical violence and the instrumentalization of political institutions, which ensured the maintenance of the persecution against dark-skinned people. The method utilized in this article is inspired by Sigmund Freud's psychoanalytic anthropology, and serves to analyze historical facts, having Freud's metapsychological texts as a main reference. I provide an interpretation of the unconscious dimension of the anti-abolitionist backlash that grew roots in the institutions of the Republic. In contrast, this essay also discusses the need to introduce an adequate penal law that takes into consideration the transatlantic slavery in Brazilian history. I refer, here, to the "Taubira Law", promulgated in France in 2001, which acknowledges transatlantic slavery as a crime against humanity. The analysis of discontent and of the nostalgia of decaying slave owners indicates that the criminal unconsciousness demands adequate legislation, a tool that is particularly important for the process of responsibilization of both subjects and institutions regarding history and its subjective discontent.

Resumen Este ensayo teórico analiza algunos hechos relacionados con la abolición de la esclavitud en Brasil, el evento simbólico más importante de la historia brasileña por representar la principal transformación de las reglas de la sociedad. Sin embargo, los historiadores afirman que este cambio fue profundamente amargado por los antiguos señores: algunos han sucumbido a una melancolía, que culminó muchas veces en la muerte, en la locura e incluso el suicidio. También hubo una segunda línea de malestar entre los viejos señores, que es claramente criminal: las violencias físicas y la instrumentalización de las instituciones políticas, garantizando el mantenimiento de la persecución de los negros. Este artículo usó un método con base en la antropología psicoanalítica de S. Freud el cual pretende analizar los hechos históricos teniendo como referencia principal los textos metapsicológicos. Se propone realizar una lectura de la dimensión inconsciente de la reacción antiabolicionista presente en las instituciones de la República. En contraste, se discute la necesidad de establecer una legislación penal adecuada que considere la esclavitud transatlántica en la historia de Brasil. Para ello, se hace referencia a la "Ley Taubira" promulgada en Francia en 2001, la cual reconoce la esclavitud transatlántica como un crimen contra la humanidad. La lectura del malestar y la nostalgia del señor caído señala que el inconsciente criminal requiere una legislación adecuada, una herramienta importante para el proceso de responsabilización de los sujetos e instituciones ante la historia y su malestar subjetivo, que aún está vigente.
Descritores: Psicanálise
Teoria Psicanalítica
Suicídio
Crime
Estado
Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Escravização
Pessoas Escravizadas
Antropologia
-Pele
Criminosos
Políticas
Abuso Físico
Constrangimento
História
Jurisprudência
Pessoas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1552.1 - Biblioteca Central


  8 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1102265
Autor: Teixeira, Fabiana Cristina; Moreira, Jacqueline de Oliveira.
Título: Faroeste Caboclo: leitura psicanalítica de uma canção / Faroeste Caboclo: psychoanalysis interpretation of the song / Faroeste Caboclo: lectura psicoanálisis de una canción
Fonte: Psicol. Estud. (Online);22(1):117-127, Jan-Mar. 2017.
Idioma: en; pt.
Resumo: O presente artigo busca articular os conceitos psicanalíticos de mal-estar, violência, agressividade e inimigo com a consagrada música "Faroeste Caboclo", importante legado do pop rock nacional da década de 1980. A canção narra a saga de João de Santo Cristo, órfão, cuja trajetória de vida foi caracterizada pela inquietação, discriminação racial e dificuldade em lidar com figuras de autoridade, o que fez com que se tornasse um renomado traficante de drogas. Com um desfecho marcado pela tragédia passional, culminando na morte dos protagonistas, violência, agressividade e ódio atravessam o enredo, demonstrando seus desdobramentos no campo da alteridade, na emergência da amizade e da inimizade, permitindo-nos compreender e discutir a história de João de Santo Cristo. Partindo do pressuposto de que a música é tanto uma expressão individual quanto porta-voz de uma realidade social, buscamos compreender dimensões psíquicas, retratadas neste texto musical, que narra uma história que se assemelha à de tantos outros envolvidos com a criminalidade no Brasil. O objetivo é que discutamos os possíveis sentidos da letra da canção, promovendo um diálogo construtivo entre cultura e psicanálise.

This article aims to integrate the psychoanalytic concepts of discontent, violence, aggressiveness and enemy with the acclaimed song "Faroeste Caboclo", an important legacy of Brazilian Pop-Rock from the 1980s. The song narrates the saga of João de Santo Cristo, an orphan whose life story was characterized by uneasiness, racial discrimination, and difficulty to deal with authority figures, which turned him into a renowned drug dealer. With an ending marked by passional tragedy, culminating with the death of all the main characters, the plot is traversed by violence, aggressiveness and hate. This demonstrates how the story unfolds to the field of alteritythrough the emergence of friendship and enmity, allowing a thorough discussion and comprehension of João de Santo Cristo's story. Assuming that music is both an individual form of expression and a form of apprehension and description of social reality, this study sought to comprehend the psychic dimensions demonstrated in the lyrics, which narrate a story that is very similar to real life stories of many adolescents involved in violent criminality in Brazil. The main objective was to discuss the possible meanings of these lyrics, hence promoting a constructive dialog between psychoanalysis and culture.

El presente artículo busca relacionar los conceptos psicoanalíticos de malestar, violencia, agresividad y enemigo con la consagrada música "Faroeste Caboclo", importante legado del Pop Rock Nacional de la década de 1980. La canción narra la saga de João de Santo Cristo, sujeto huérfano, cuya trayectoria de vida fue caracterizada por la inquietud, discriminación racial y dificultad en lidiar con las figuras de autoridad, haciéndose un renombrado traficante de drogas. Con un desenlace marcado por la tragedia pasional, culminando con la muerte de los protagonistas, la violencia, la agresividad y el odio atraviesan el enredo, demostrando sus desdoblamientos en el campo de la alteridad, en la emergencia de la amistad y de la enemistad, permitiéndonos comprender y discutir la historia de João de Santo Cristo. Partiendo del presupuesto de que la música es, al mismo tiempo una expresión individual y un portavoz de una realidad social, buscamos comprender dimensiones psíquicas retratadas en este texto musical, cuya historia se asemeja a la de tantos otros envueltos en la criminalidad en Brasil. El objetivo es que se discutan los posibles sentidos da letra de la canción, promoviendo un diálogo entre cultura y psicoanálisis.
Descritores: Interpretação Psicanalítica
Música/psicologia
-Psicanálise
Teoria Psicanalítica
Violência/psicologia
Crime/psicologia
Cultura
Agressão/psicologia
Emoções
Tráfico de Drogas/psicologia
Ódio
Amor
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  9 / 939 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1154737
Autor: Perrini, Edival Antonio Lessnau.
Título: Desbravando vivências mentais primitivas: uma clínica psicanalítica do terror / Revealing primitive mental experiences: a psychoanalytical clinic of terror / Descubriendo experiencias mentales primitivas: una clínica psicoanalítica de terror / Dévoiler les expériences mentales primitives: une clinique psychanalytique de la terreur
Fonte: J. psicanal;53(98):69-79, jan.-jun. 2020. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho pretende pensar sobre os desafios da psicanálise contemporânea. A análise da parte primitiva da mente, proposta por Bion com base em ideias desenvolvidas por Melanie Klein, traz novas técnicas para a psicanálise. O autor enfatiza que é na análise pessoal do analista, de seus próprios horrores, que se desenvolvem recursos para que seja possível trabalhar e expandir a mente do analisando, com base na contenção e transformação ativa, pela dupla analítica, dessas vivências primitivas de terror.

This work intends to think about the challenges of contemporary psychoanalysis. The analysis of the primitive part of the mind, proposed by Bion based on ideas developed by Melanie Klein, brings new techniques to psychoanalysis. The author emphasizes that personal analysis of the analyst's own horrors is developing resources so that it is possible to work and expand the mind of the analysand, from the contention and active transformation, by the analytical pair, of these primitive experiences of terror.

Este trabajo pretende pensar en los desafíos del psicoanálisis contemporáneo. El análisis de la parte primitiva de la mente, propuesto por Bion a partir de ideas desarrolladas por Melanie Klein, aporta nuevas técnicas al psicoanálisis. El autor enfatiza que es en el análisis personal de los propios horrores del analista que se desarrollan los recursos para que sea posible trabajar y expandir la mente del analizando, a partir de la contención y la transformación activa, por el par analítico, de estas experiencias primitivas de terror.

Ce travail entend réfléchir aux enjeux de la psychanalyse contemporaine. La psychanalyse de la partie primitive de l'esprit, proposée par Bion à partir des idées développées par Mélanie Klein, apporte de nouvelles techniques à la psychanalyse. L'auteur déclare que c'est dans l'analyse personnelle des propres horreurs de l'analyste que les ressources sont développées de sorte qu'il est possible de travailler et d'élargir l'esprit de l'analysant, à partir de la contention et de la transformation active, par le couple analytique, de ces expériences primitives de terreur.
Descritores: Psicanálise
Teoria Psicanalítica
-Métodos
Responsável: BR641.1 - Biblioteca Virginia Leone Bicudo


  10 / 939 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1223787
Autor: Mondrzak, Rafael; Levy, Ruggero.
Título: Três imagens para a Teoria das Funções de Wilfred R. Bion* / Three images for the Theory of Functions by Wilfred R. Bion*
Fonte: Rev. Bras. Psicoter. (Online);22(1):25-37, abr.2020.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo das teorias de Wilfred R. Bion é desafiador tanto para os iniciantes na psicanálise como para os mais experientes que estão em contato com sua obra há décadas. Ele demanda tolerância à não compreensão imediatista dos conceitos apresentados e paciência aos paradoxos propostos. Em sua obra, apresenta definições de extrema importância para o pensamento clínico e metateórico psicanalítico que justifica a necessidade visceral de aprofundamento em seus escritos. O presente trabalho pretende revisar os conceitos de função alfa, elementos alfa, elementos beta, barreira de contato, tela beta, reversão da perspectiva e de objetos bizarros expostos pelo autor em seu livro: Aprendendo com a Experiência. Para isso, o autor lança mão de três gráficos com o intuito de elucidar, de forma imagética, os conceitos citados em seu primeiro contato mais aprofundado com a Teoria das Funções.(AU)

The study of Wilfred R. Bion's theories is challenging for both beginners in psychoanalysis and the more experienced who have been in contact with his work for decades. It demands tolerance to non-understanding of the presented concepts and patience to the proposed paradoxes. In his work, he presents definitions of extreme importance for psychoanalytic clinical and metatheory thinking that justifies the need for deepening in his writings. The present work intends to review the concepts of alpha function, alpha elements, beta elements, contact barrier, beta screen, perspective reversal and bizarre objects exposed by the author in his book: Learning from Experience. For this, the author uses three graphs to elucidate, in an imaginary way, the concepts mentioned in his first more in-depth contact with the theory of functions.(AU)

El estudio de las teorías de Wilfred R. Bion es desafiador tanto para los principiantes en el psicoanálisis y para los más experimentados que están en contacto con su obra desde hace décadas. Él demanda tolerancia a la no comprensión inmediatista de los conceptos presentados y paciencia a las paradojas propuestas. En su obra, presenta definiciones de extrema importancia para el pensamiento clínico y metateórico psicoanalítico que justifica la necesidad visceral de profundización en sus escritos. El presente trabajo pretende revisar los conceptos de función alfa, elementos alfa, elementos beta, barrera de contacto, pantalla beta, reversión de la perspectiva y de objetos bizarros expuestos por el autor en su libro: Aprendiendo con la Experiencia. Para ello, el autor lanza mano de tres gráficos con la intención de elucidar, de forma imagética, los conceptos citados en su primer contacto más profundo con la Teoría de las Funciones.(AU)
Descritores: Psicanálise
Teoria Psicanalítica
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR556.1 - Biblioteca Centro de Estudos Luis Guedes



página 1 de 94 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde