Base de dados : LILACS
Pesquisa : F02.784.176 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 407 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 41 ir para página                         

  1 / 407 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1102129
Autor: Rodrigues, Carmelita Gomes; Tavares, Marcelo de Araújo.
Título: Psicoterapia online: demanda crescente e sugestões para regulamentação / Online psychotherapy: growing demand and suggestions for its regulation / Psicoterapia em línea y sugerencias para la reglamentación
Fonte: Psicol. Estud. (Online);21(4):735-744, out.-dez. 2016.
Idioma: en; pt.
Resumo: A psicoterapia online é uma forma de psicoterapia, conduzida por meio de sessões síncronas via internet, ainda não permitidas no Brasil, exceto em alguns casos definidos pela resolução 011/2012, do Conselho Federal de Psicologia. Tal restrição é baseada no entendimento de que a pesquisa disponível é insuficiente para autorizar a utilização generalizada desse tipo de serviço. Estudos sobre a aliança terapêutica no atendimento psicológico, fornecido exclusivamente pela internet, mostram que o estabelecimento da relação terapêutica em chamadas online síncronas ocorre de maneira muito parecida com o que acontece em processos terapêuticos face a face, considerando tanto seus benefícios como seus desafios. Este artigo tem como objetivos ampliar a compreensão da psicoterapia online e questionar a sua simples proibição, sinalizando os perigos implicados, vis-a-vis o aumento da demanda para o serviço e seu uso crescente, em desrespeito às restrições atuais. Este artigo também faz sugestões para a regulação do serviço no Brasil.

Online psychotherapy is a form of psychotherapy conducted by means of synchronous Internet sessions that are still not allowed in Brazil, except in a few instances defined by the Resolution 011/2012 of the Federal Council of Psychology. Such restriction is based on the understanding that the research available is insufficient to authorize a wide spread use of this type of service. Studies on therapeutic alliance in psychological care provided exclusively over the internet show that the establishment of the therapeutic relationship in synchronous online calls occurs much like it does in face-to-face therapeutic processes, considering both, its benefits and challenges. This article aims to broaden the understanding of the online psychotherapy and to question its prohibition, signaling the dangers it entails, vis-a-vis the increasing demand for the service and its widespread use in disregard with the current restrictions. This article also makes suggestions for the regulation of the service in Brazil.

Psicoterapia en línea es una forma de psicoterapia realizada por intermedio de sesiones sincrónicas a través de Internet, todavía no permitido en Brasil, excepto en algunos casos definidos por la Resolución 011/2012 del Consejo Federal de Psicología. Esta restricción se basa en la constatación de que la investigación disponible es insuficiente para permitir el uso generalizado de este tipo de servicio. Los estudios sobre la alianza terapéutica en los servicios psicológicos proporcionados exclusivamente por medio de Internet muestran que el establecimiento de la relación terapéutica en las llamadas síncronas en línea es una forma muy parecida a lo que ocurre en los procesos terapéuticos cara a cara, teniendo en cuenta tanto sus beneficios y desafíos. Este artículo tiene como objetivo ampliar la comprensión de la psicoterapia en línea y cuestionar su simple prohibición, señalando los peligros involucrados, vis-a-vis el aumento de la demanda del servicio y su creciente uso en violación de las restricciones actuales. En este artículo también se hace sugerencias para regular el servicio en Brasil.
Descritores: Psicoterapia/legislação & jurisprudência
Intervenção Baseada em Internet/legislação & jurisprudência
-Psicologia/legislação & jurisprudência
Terapêutica/psicologia
Aconselhamento/legislação & jurisprudência
Ética
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  2 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1171293
Autor: Tablado, A.
Título: Editorial / Editorial
Fonte: Rev. Soc. Argent. Ginecol. Infanto Juvenil;9(2):51-51, 2002.
Idioma: es.
Descritores: Sexualidade
-Aconselhamento
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  3 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-952711
Autor: Pinto, Valdir Monteiro; Basso, Caritas Relva; Barros, Claudia Renata dos Santos; Gutierrez, Eliana Battaggia.
Título: Fatores associados às infecções sexualmente transmissíveis: inquérito populacional no município de São Paulo, Brasil / Factors associated with sexually transmitted infections: a population based survey in the city of São Paulo, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(7):2423-2432, jul. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Descrevemos a frequência de infecções sexualmente transmissíveis (IST), os fatores associados e as orientações recebidas dos profissionais de saúde entre homens e mulheres no município de São Paulo. Estudo de corte transversal, com inquérito populacional, com indivíduos de 15 a 64 anos residentes em São Paulo. De 4057 indivíduos que iniciaram a vida sexual, 6,3% relataram IST durante a vida, 4,3% das mulheres e 8,2% dos homens. As IST mostraram associação, entre os homens, com: idade > 34 anos, não uso de preservativo na primeira relação sexual; e entre as mulheres idade > 25 anos. Mostraram-se fatores de proteção, entre os homens: não ter tido relações sexuais com pessoa do mesmo sexo; e entre as mulheres: início sexual > 15 anos de idade e não ter tido parceria casual no último ano. Quanto às orientações, 72,1% e 64,7% das mulheres as receberam sobre a importância de realizar testes para HIV e sífilis, respectivamente, enquanto foram ofertadas para menos da metade dos homens (40,2% e 38,6%). A elevada proporção de antecedentes de IST entre a população do município e os resultados deste estudo possibilitaram a construção, implementação e avaliação de políticas públicas de saúde para o enfrentamento das IST incluindo o HIV, com diminuição de barreiras de acesso aos preservativos e criação de um app para prevenção.

Abstract We determined the prevalence of sexually transmitted infections (STIs), the factors associated with infection and types of counseling received by men and women from health professionals in the City of São Paulo. The investigation consisted of a cross-sectional study conducted with men and women aged between 15 and 64 years living in the City of São Paulo. Of 4,057 individuals who had engaged in sexual activity, 6.3% reported previous history of a STI: 4.3% of women and 8.2% of men. The factors associated with STI were being aged over 34 years and not using a condom during first sexual intercourse, among men, and being aged over 25 years among women. Protective factors included not having had sexual intercourse with someone from the same sex, among men, and having initiated sexual activity after the age of 15 years and not having a casual sex partner over the last 12 months, among women. Counseling about the importance of HIV and syphilis testing was received by 72.1% and 64.7% of women, respectively, while fewer than half of the men received this type of counseling (40.2% and 38.6 %, respectively). The prevalence of previous history of a STI was high among the population of the City of São Paulo. The findings of this study informed the development, implementation, and evaluation of STI policies, including those directed at HIV, leading to a reduction in the barriers that hinder access to and use of condoms and the creation of STI prevention app.
Descritores: Comportamento Sexual/estatística & dados numéricos
Parceiros Sexuais
Doenças Sexualmente Transmissíveis/epidemiologia
Preservativos/estatística & dados numéricos
-Brasil/epidemiologia
Sífilis/prevenção & controle
Sífilis/epidemiologia
Doenças Sexualmente Transmissíveis/prevenção & controle
Infecções por HIV/prevenção & controle
Infecções por HIV/epidemiologia
Prevalência
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Fatores de Risco
Fatores Etários
Pessoal de Saúde/organização & administração
Aconselhamento/métodos
Fatores de Proteção
Acesso aos Serviços de Saúde
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1143834
Autor: Ruiz-Hoyos, Bayron Manuel.
Título: Evaluación de la reserva ovárica: pasado, presente y futuro / Ovarian Reserve: Past, Present and Future / Avaliação da reserva ovariana: passado, presente e futuro
Fonte: Rev. MED;28(1):77-88, ene.-jun. 2020.
Idioma: es.
Resumo: Resumen: La necesidad de investigar la reserva ovárica para apoyar la consejería acerca del éxito o fracaso de los tratamientos de reproducción asistida, principalmente en pacientes con riesgo de falla reproductiva, ha generado la descripción y el uso de pruebas histológicas, basales, dinámicas y ultrasonográficas. La presente revisión tiene como objetivo describir y analizar las diferentes pruebas de evaluación de la reserva ovárica, sus limitaciones y ventajas, y ampliar la información referente a las que, por sus características y resultados, son más utilizadas en la actualidad. Para cumplirlo se realizó búsqueda en bases de datos, incluyendo investigaciones originales, revisiones sistemáticas, metaanálisis, reportes de casos y consensos de expertos, en inglés y español, desde 1980. En cuanto a los resultados, puede decirse que pruebas como la biopsia ovárica, medición de Inhibina B, test de estímulo con FSH o con GnRH, y con citrato de clomifeno, han caído en desuso; la medición de la FSH, si bien todavía utilizada, claramente tiene menor capacidad predictiva que el Conteo de Folículos Antrales (CFA) y la Hormona Antimülleriana (HAM). Se concluye que el CFA y la medición de ham son las pruebas más recomendadas, con mejor capacidad predictiva y que, no obstante algunas limitaciones, permiten un acercamiento a la estimación de la respuesta al estímulo ovulatorio. Se plantean opciones para el futuro que permitirán, a mediano plazo, resolver los interrogantes sobre la "verdadera" reserva ovárica.

Abstract: The need to investigate the ovarian reserve to support counseling about the success or failure of assisted reproduction systems has generated the description and use of histological, basal, dynamic, and ultrasound text. The purpose of this review is to describe and analyze the different tests for evaluating ovarian reserve, their limitations and advantages, and to expand the information regarding those that, due to their characteristics and results, are most widely used today. To achieve this, databases searches were carried out, including for original research, systematic reviews, meta-nalyses, case reports and expert consensus, in English and Spanish, since 1980. Regarding the results, it can be said that tests such as ovarian biopsy, measurement of Inhibin B, FSH or GnRH stimulation test, and with clomiphene citrate, have fallen into disuse. FSH measurement, although still used, clearly has a lower predictive capacity than the Antral Follicle Count (AFC) and the Antimullerian Hormone (AMH). It is concluded that the AFC and the AMH measurement are the most recommended tests, with better predictive capacity and that, despite some limitations, they allow closer estimation of the response to ovulatory stimulus. Options for the future that will allow solving the questions in the medium term about the "true" ovarian reserve are proposed.

Resumo: A necessidade de pesquisar sobre a reserva ovariana para apoiar o aconselhamento acerca do sucesso ou do fracasso dos tratamentos de reprodução assistida, principalmente em pacientes com risco de falha reprodutiva, vem gerando a descrição e o uso de exames histológicos, basais, dinâmicos e ultrassonográficos. Esta revisão tem o objetivo de descrever e analisar os diferentes exames de avaliação da reserva ovariana, suas limitações e vantagens, e ampliar a informação referente aos que, por suas características e resultados, são mais utilizados na atualidade. Para isso, foi realizada busca em base de dados, que incluiu pesquisas originais, revisões sistemáticas, meta-aná-lise, relatos de caso e consenso de especialistas, em inglês e em espanhol, desde 1980. Quanto aos resultados, pode-se dizer que os exames como biópsia ovariana, a medição de Inibina B, exame de estímulo com FSH ou com GnRH, e com citrato de clomifeno estão em desuso; a medição da FSH, embora ainda utilizada, claramente tem menor capacidade preditiva que a contagem de folículos antrais (CFA) e o hormônio antimulleriano (HAM). Conclui-se que o CFA e a medição do HAM são os exames mais recomendados, com melhor capacidade preditiva e que, apesar de algumas limitações, permitem uma aproximação da estimativa da resposta ao estímulo da ovulação. São apresentadas opções para o futuro que possibilitarão, em médio prazo, resolver as questões sobre a "verdadeira" reserva ovariana.
Descritores: Reserva Ovariana
-Aconselhamento
Número Básico de Reprodução
Hormônio Antimülleriano
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CO87.1 - Biblioteca Médica


  5 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1150749
Autor: Cannoni B, Gigliola; González T, María Isabel; Conejero R, Carolina; Merino M, Paulina; Schulin-Zeuthen P, Carolina.
Título: Sexualidad en la adolescente: consejería / Sexuality in adolescent: counseling
Fonte: Rev. Méd. Clín. Condes;26(1):81-87, ene-feb. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: La adolescencia es una etapa de la vida durante la cual se desarrolla la identidad sexual. En este período muchas adolescentes inician su actividad sexual. Por ello, es de vital importancia entregarles consejería, que debe considerar prevención de embarazo e infecciones de transmisión sexual, prevención de conductas de riesgo y favorecer la adquisición de conductas protectoras. El objetivo del presente artículo es entregar una propuesta de consejería integral enfocada en adolescentes. Está dirigido a los profesionales de la salud que tienen el enorme desafío y la responsabilidad de prevenir el embarazo no planificado y las infecciones de transmisión sexual; y apoyar a los adolescentes en el desarrollo de una sexualidad sana.

The adolescence is a stage of life where sexual identity develops. In this period many teenagers become sexually active, so it is vital counseling in pregnancy prevention and sexuality transmitted diseases, as well as in risk behavior, creating in the adolescents the acquisition of protective behaviors. The aim of this article is to provide a proposal for comprehensive counseling adolescents to health professionals that works with them and have the enormous challenge and responsibility not only in pregnancy prevention as well as sexually transmitted disease, also in helping adolescents in the developing of a healthy sexuality.
Descritores: Comportamento Sexual/fisiologia
Sexualidade/fisiologia
Aconselhamento/métodos
-Comportamento Sexual/classificação
Abstinência Sexual
Chile
Comportamento do Adolescente/fisiologia
Saúde Sexual e Reprodutiva
Limites: Humanos
Adolescente
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1094973
Autor: Souza Neto, João Miguel; Guerra, Paulo Henrique; Rufino, Emily Alves; Costa, Filipe Ferreira.
Título: Isolated and simultaneous perceived barriers to physical activity counseling / Barreiras percebidas isoladas e simultâneas para o aconselhamento para atividade física
Fonte: Rev. bras. ativ. fís. saúde;24:1-8, out. 2019.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to determine the prevalence of perceived barriers and their isolated and simultaneous association with the practice of counseling for physical activity by primary health care workers. This is a cross-sectional study with 591 health workers, who work in the Family Health Teams. Counseling for physical activity was defined as the accomplishment of such a practice for more than six months. The barriers investigated were lack of time, lack of knowledge, lack of professionals to guide, lack of available instructional material, lack of environmental resources and lack of financial resources of the user. Binary logistic regression was used to evaluate the possible relation-ships between perceived barriers and the practice of counseling for physical activity. Non-counselors reported a lack of time (68.8%), knowledge (68.5%) and orientation (63.2%) compared to their peer counselors (p ≤ 0.001). Professionals with three or more barriers were more likely not to advise (OR = 3.91; 95%CI: 2.10 - 7.29) when compared to those who reported no concurrent barriers. These results indicate that the simultaneity of perceived barriers is negatively associated to the practice of counseling for physical activity of health workers

O objetivo deste estudo foi determinar a prevalência das barreiras percebidas e sua associação isolada e simultânea com a prática de aconselhamento para atividade física por profissionais da atenção primária à saúde. Foi conduzido um estudo transversal com 591 profissionais da Estratégia de Saúde da Família. O aconselhamento para a atividade física foi definido como a realização de tal prática há mais de seis meses. As barreiras investigadas foram a falta de tempo, falta de conhecimento, falta de profissionais para orientar, falta de material instrucional disponível, falta de recursos ambientais e falta de recurso financeiro do usuário. Utilizou-se a regressão logística binária para avaliar as associações entre barreiras percebidas e a prática de aconselhamento. Profissionais não aconselhadores relataram em maior proporção a falta de tempo (68,8%), de conhecimento (68,5%) e de orientação (63,2%) comparados aos seus pares aconselhadores (p ≤ 0,001). Profissionais com três ou mais barreiras apresentaram maior chance de não aconselhar (OR = 3,91; IC95%: 2,10 - 7,29) quando comparados com aqueles que não relataram barreiras simultâneas. Os resultados sugerem que a simultaneidade de barreiras percebidas contribui negativamente na prática do aconselhamento para atividade física
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Pessoal de Saúde
Aconselhamento
Atividade Motora
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  7 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1097401
Autor: Franco, Éder José; Sorgi, Camila Marino; Callegari, Fernanda Vieira Rodovalho; Carbol, Maristela.
Título: Educação em saúde no aconselhamento contraceptivo para esterilização cirúrgica / Health education in the contraceptive counseling for surgical sterilization / Educación sanitaria en el asesoramiento anticonceptivo para esterilización quirúrgica
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;15(42):2082-2082, 20200210. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O planejamento reprodutivo deve levar em conta as condições de vidas das pessoas e garantir que possam decidir sobre sua reprodução de forma livre e esclarecida. Objetivo: Avaliar a atividade de educação em saúde no processo de aconselhamento contraceptivo para esterilização cirúrgica. Metódos: Trata-se de um estudo observacional descritivo, tipo inquérito. A pesquisa ocorreu no Centro Municipal de Especialidades Médicas da cidade de São Carlos, estado de São Paulo, com a participação dos usuários da atenção básica que manifestaram desejo pela esterilização cirúrgica e compareceram na atividade de educação em saúde, no período de setembro a dezembro de 2016. A coleta de dados foi por meio de questionário estruturado aplicado pelos pesquisadores ao término das atividades de educação em saúde. As respostas das questões foram armazenadas no programa Microsoft Excel 2010 para calcular frequências absolutas, relativas e médias. A análise dos dados quantitativos permitiu a interpretação descritiva das informações. Resultados: Foram realizadas seis atividades de educação em saúde com participação de 45 indivíduos, 26 mulheres (58%) e 19 homens (42%). A idade média das mulheres e dos homens foi 31,4 e 37,5 anos, respectivamente. A maioria tinha dois filhos vivos com o atual parceiro. Os motivos alegados para esterilização cirúrgica foram número suficiente de filhos, questões financeiras desfavoráveis e problemas de saúde da mulher. As dúvidas sobre métodos contraceptivos e procedimentos cirúrgicos foram problematizadas durante educação em saúde e nenhuma nova dúvida surgiu quando os participantes foram entrevistados. Após a educação em saúde, dois casais mostraram-se interessados pela mudança da laqueadura tubária para vasectomia. Chamou à atenção de duas mulheres o dispositivo intrauterino e o contraceptivo hormonal transdérmico, mas mantiveram a escolha pelo método definitivo. Conclusão: As atividades de educação em saúde permitiram aos usuários esclarecimentos de dúvidas sobre a esterilização cirúrgica e reflexão sobre a possibilidade de mudanças para outros métodos contraceptivos.

Introduction: Reproductive planning must take into account people's living conditions and ensure that they can decide on their reproduction in a free and informed manner. Objective: To evaluate the health education activity in the contraceptive counseling process for surgical sterilization. Methods: This is a descriptive observational survey study. The research took place at the Municipal Center of Medical Specialties of the city of São Carlos, state of São Paulo, with the participation of primary care users who expressed a desire for surgical sterilization and attended the health education activity, from September to December 2016. Data collection it was through a structured questionnaire applied by researchers at the end of health education activities. The answers to the questions were stored in the Microsoft Excel 2010 program to calculate absolute, relative and average frequencies. The analysis of quantitative data allowed the descriptive interpretation of the information. Results: Six health education activities were conducted with the participation of 45 individuals, 26 women (58%) and 19 men (42%). The average age of women and men was 31.4 and 37.5 years, respectively. Most had two children alive with the current partner. Alleged reasons for surgical sterilization were sufficient numbers of children, unfavorable financial issues, and women's health problems. Doubts about contraceptive methods and surgical procedures were problematized during health education and no new questions arose when participants were interviewed. After health education, two couples were interested in switching from tubal ligation to vasectomy. Two women caught the attention of the intrauterine device and the transdermal hormonal contraceptive, but maintained the choice of the definitive method. Conclusion: Health education activities allowed users to clarify doubts about surgical sterilization and reflect on the possibility of changes to other contraceptive methods.

Introdutión: La planificación reproductiva debe llevar en cuenta las condiciones de vida de las personas y garantizar que puedan decidir sobre su reproducción de forma libre y clara. Objetivo: Evaluar la actividad de la educación en salud en el proceso de asesoramiento contraceptivo para la esterilización quirúrgica. Método: Este es un estudio descriptivo de encuesta observacional. La investigación tuvo lugar en el Centro Municipal de Especialidades Médicas de la ciudad de São Carlos, estado de São Paulo, con la participación de usuarios de atención básica que expresaron su deseo de esterilización quirúrgica y asistieron a la actividad de educación sanitaria, de septiembre a diciembre de 2016. Recopilación de datos a través de un cuestionario estructurado aplicado por investigadores al final de las actividades de educación sanitaria. Las respuestas a las preguntas se almacenaron en el programa Microsoft Excel 2010 para calcular las frecuencias absolutas, relativas y medias. El análisis de datos cuantitativos permitió la interpretación descriptiva de la información. Resultados: Fueron realizadas seis actividades de educación en salud con 45 individuos, 26 del sexo femenino (58%) y 19 masculino (42%). La edad media de ambos sexos fue de 31,4 y 37,5 años respectivamente. La mayoría tenía dos hijos vivos con el actual compañero. Los motivos alegados para la esterilización quirúrgica fueron el número suficiente de hijos, dificultades financieras y problemas de salud de la mujer. Las dudas sobre los métodos contraceptivos y procedimientos quirúrgicos fueron problematizadas durante la educación sanitaria y ninguna duda surgió cuando se entrevistó los participantes. Después de la educación en salud, dos parejas se mostraron interesados por cambiar la ligadura de trompas para vasectomía. Dos mujeres se interesaron por el dispositivo intrauterino y el contraceptivo hormonal transdérmico, pero al final mantuvieron la opción por el método definitivo. Conclusión: Las actividades de educación sanitaria permitieron a los usuarios esclarecimiento de dudas sobre la esterilización quirúrgica y reflexión sobre las posibilidades de cambios para otros métodos anticonceptivos.
Descritores: Esterilização Reprodutiva
Educação em Saúde
Aconselhamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  8 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019383
Autor: Antoniazzi, Luiza.
Título: The Lack of Nutritional Counseling during Hospitalization / Falta de Aconselhamento Nutricional durante Hospitalização
Fonte: Arq. bras. cardiol;113(2):270-271, Aug. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST
-Educação em Saúde
Aconselhamento
Hospitalização
Hospitais
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Comentário
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 407 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019392
Autor: Lima, Ticiane Clair Remacre Munareto; Silva, Danielle Góes da; Barreto, Ikaro Daniel de Carvalho; Oliveira, Jussiely Cunha; Oliveira, Laís Costa Souza; Arcelino, Larissa Andreline Maia; Oliveira, Jeferson Cunha; Sousa, Antônio Carlos Sobral; Barreto Filho, José Augusto Soares.
Título: Quality of Intra-Hospital Nutritional Counseling in Patients with STEMI in the Public and Private Health Networks of Sergipe: The VICTIM Register / Qualidade da Orientação Nutricional Intra-hospitalar em Pacientes com IAMcSST das Redes Pública e Privada de Saúde em Sergipe: Registro (VICTIM)
Fonte: Arq. bras. cardiol;113(2):260-269, Aug. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: Having appropriate dietary habits is part of the recommendations after ST-Elevation Myocardial Infarction (STEMI), however, the quality of intra-hospital nutritional counselling in the different health services has been minimally explored. Objective: To evaluate the quality of intra-hospital nutritional counselling among patients with STEMI in the public and private health systems in Sergipe. Methods: A cross-sectional, with data from the Via Crucis for the Treatment of Myocardial Infarction (VICTIM) Register, conducted from April to November of 2017, with individuals aged ≥ 18 years diagnosed with STEMI, in one public health service hospital and three private hospitals. The occurrence and quality of nutritional counselling were analyzed based on current guidelines and the administration of questionnaires. A significance level of 0.05 was adopted. Results: A total of 188 patients were analyzed; 80.3% were from the public health service facility. Among the interviewees, 57.6% of the public health service, and 70.3% of the private hospital patients received intra-hospital nutritional counselling (p = 0.191). The documentation of this practice, in medical records, was lower in the public service (2.6% vs. 37.8%, p < 0.001). A predominance of restrictive orientations was found in the public and private sectors, mainly regarding salt and fat, 52.3% and 70.3% respectively (p = 0.064). Patients from the private service were more counselling to introduce of cardioprotective foods, mainly fruit, vegetable/legume consumption (48.6% vs. 13.2%, p < 0.001). Among those who received counselling, nutritional knowledge was higher in the private sector (68.2% vs. 26.3%, p < 0.001). Conclusion: The intra-hospital nutritional counselling provided to patients with STEMI, in Sergipe, still presents poor quality in both services, especially in the public health system.

Resumo Fundamento: A adequação dos hábitos alimentares faz parte das recomendações pós-infarto agudo do miocárdio com supradesnivelamento do segmento ST (IAMcSST); contudo, tem sido pouco explorada a qualidade da orientação nutricional intra-hospitalar nos diferentes serviços de saúde. Objetivo: Avaliar a qualidade da orientação nutricional intra-hospitalar entre pacientes com IAMcSST nas redes de saúde pública e privada em Sergipe. Métodos: Estudo transversal, com dados do Registro Via Crucis para o Tratamento do Infarto do Miocárdio (VICTIM), realizado de abril a novembro de 2017 com indivíduos com idade ≥ 18 anos, diagnosticados com IAMcSST em um hospital público e três privados. Analisaram-se a ocorrência de orientação nutricional e a sua qualidade com base nas diretrizes atuais e por meio de aplicação de questionários, sendo adotado nível de significância de 0,05. Resultados: Foram avaliados 188 voluntários, sendo 80,3% do serviço público. Dentre os entrevistados, 57,6% da rede pública e 70,3% da privada receberam orientação nutricional intra-hospitalar (p = 0,191). O registro dessa prática em prontuário foi menor no serviço público (2,6% versus 37,8%; p < 0,001). Verificou-se o predomínio das orientações restritivas, sobretudo de sal e gorduras, 52,3% e 70,3% no público e no privado, respectivamente (p = 0,064). Quanto à inserção de alimentos cardioprotetores, pacientes da rede privada foram mais beneficiados, principalmente quanto ao consumo de frutas e verduras/legumes (48,6% versus 13,2%, p < 0,001). Entre aqueles que receberam orientação, o conhecimento nutricional foi maior no sistema privado (68,2% versus 26,3%, p < 0,001). Conclusão: A orientação nutricional intra-hospitalar para o IAMcSST em Sergipe apresenta baixa qualidade em ambos os serviços de saúde, sobretudo no público.
Descritores: Educação em Saúde/normas
Hospitais Privados/estatística & dados numéricos
Aconselhamento/normas
Infarto do Miocárdio com Supradesnível do Segmento ST/dietoterapia
Dieta Saudável/normas
Hospitais Públicos/estatística & dados numéricos
-Garantia da Qualidade dos Cuidados de Saúde
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Inquéritos Nutricionais
Educação em Saúde/métodos
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Estatísticas não Paramétricas
Aconselhamento/métodos
Autorrelato
Dieta Saudável/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 407 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1101109
Autor: Barbosa, Thiago Luis de Andrade; Gomes, Ludmila Mourão Xavier; Holzmann, Ana Paula Ferreira; Cardoso, Leia; Paula, Alfredo Maurício Batista de; Haikal, Desirée Sant'Ana.
Título: Prática de aconselhamento em infecções sexualmente transmissíveis, HIV e aids, realizada por profissionais da atenção primária à saúde de Montes Claros, Minas Gerais, 2015-2016 / Practica en aconsejar sobre enfermedades transmisibles sexualmente y VIH/SIDA en la atención primaria de salud en Montes Claros, Minas Gerais, Brasil, 2015-2016 / Sexually transmitted infection and HIV/AIDS counseling practice in primary health care in the city of Montes Claros, Minas Gerais, Brazil, 2015-2016
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;29(1):e2018478, 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivo: investigar a prática autorreferida dos profissionais da atenção primária à saúde (APS) sobre aconselhamento em infecções sexualmente transmissíveis (ISTs) e HIV/aids em Montes Claros, MG, Brasil, 2015-2016. Métodos: estudo transversal, mediante aplicação de questionário a médicos e enfermeiros da APS; a prática desses profissionais foi classificada, segundo manuais do Ministério da Saúde, como adequada/inadequada; foram investigadas quatro unidades temáticas - realização do aconselhamento; medidas de prevenção; avaliação de comportamento de risco e vulnerabilidade; e testagem sorológica. Resultados: participaram 146 profissionais (41,1% médicos; 58,9% enfermeiros); apenas 25,7% referiram práticas adequadas; o domínio com maior proporção de prática autorreferida inadequada foi 'avaliação de comportamento de risco e vulnerabilidade' (69,9%); médicos referiram prática global com maior chance de ser adequada que enfermeiros (OR=3,48 - IC95% 1,57;7,70), especialmente na unidade temática 'testagem sorológica'. Conclusão: as práticas autorreferidas de aconselhamento em ISTs e HIV/aids na APS mostraram-se inadequadas, indicando a necessidade de intensificar a sensibilização/capacitação dos profissionais.

Resumen Objetivo: describir investigar la práctica auto-referida de los profesionales de la atención primaria de salud (APS) sobre aconsejar en enfermedades transmisibles sexualmente (ETS) y VIH/SIDA en Montes Claros, MG, Brasil, 2015-2016. Métodos: estudio transversal por cuestionario aplicado a médicos y enfermeros; la práctica fue clasificada según los manuales del Ministerio de Salud, en adecuada/inadecuada; se investigaron dominios - realización del asesoramiento; medidas de prevención; evaluación de comportamiento de riesgo y vulnerabilidad; pruebas serológicas. Resultados: participaron 146 profesionales (41,1% médicos; 58,9% enfermeros); sólo el 25,7% de los profesionales reportaron prácticas adecuadas; el dominio con mayor proporción de práctica auto-referida inadecuada fue la 'evaluación del comportamiento de riesgo y vulnerabilidad (69,9%); los médicos tuvieron una práctica global con mayor probabilidad de ser adecuada que los enfermeros (OR=3,48 - IC95% 1,57;7,70), especialmente en la unidad temática 'pruebas serológicas'. Conclusión: las prácticas de asesoramiento en ITS y VIH/SIDA en la APS se mostraron inadecuadas, revelando la necesidad de intensificar la sensibilización/capacitación de los profesionales.

Abstract Objective: to investigate self-reported counseling practice of primary health care (PHC) professionals on sexually transmitted infections (STI) and HIV/AIDS in Montes Claros, MG, Brazil, 2015-2016. Methods: this was a cross-sectional study using a questionnaire answered by PHC physicians and nurses; their practice was classified as being adequate/inadequate based on the recommendations of Ministry of Health manuals; four thematic areas were investigated - counseling provision; prevention measures; risk behavior and vulnerability assessment; serological testing. Results: 146 professionals participated (41.1% physicians; 58.9% nurses); only 25.7% of professionals reported adequate practices; the area with the highest proportion of inadequate self-reported practice was 'risk behavior and vulnerability assessment' (69.9%); physicians overall practice was more likely to be appropriate than that of nurses (OR=3.48 - 95%CI 1.57;7.70), especially for 'serological testing'. Conclusion: self-reported STI and HIV/AIDS counseling practices in PHC were found to be inadequate, revealing the need to intensify health professional awareness-raising/training.
Descritores: Doenças Sexualmente Transmissíveis
Aconselhamento
Enfermeiras e Enfermeiros
-Atenção Primária à Saúde
Conscientização
Estudos Transversais
Limites: Humanos
Responsável: BR275.1 - Biblioteca



página 1 de 41 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde