Base de dados : LILACS
Pesquisa : F02.830.816.263 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 527 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 53 ir para página                         

  1 / 527 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135783
Autor: Kantorski, Luciane Prado; Machado, Roberta Antunes; Santos, Cátia Gentile dos; Couto, Maria Laura de Oliveira; Ramos, Camila Irigonhé.
Título: Análise de gênero dos conteúdos das vozes que os outros não ouvem / Análisis de género del contenido de voces que otros no escuchan / Gender analysis of the content of voices that others do not hear
Fonte: Psicol. Estud. (Online);25:e49973, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO. De sintoma à experiência, a significação da audição de vozes vem se transformando ao longo da história. No entanto, ainda hoje, quando o usuário relata ouvir vozes, é aligeiradamente diagnosticado com algum transtorno mental e encaminhado para o tratamento que, em sua maioria, é medicamentoso. Subjetividade, conteúdo das vozes e suas interfaces com aspectos socioculturais não costumam fazer parte da assistência aos ouvidores de vozes. Diante disso, objetivou-se analisar a presença dos valores e estereótipos social e culturalmente estabelecidos para mulheres e homens no conteúdo das vozes de usuárias(os) de um Centro de Atenção Psicossocial II mediante a leitura de 389 prontuários ativos. Os resultados demonstram que os enunciados presentes nos conteúdos das vozes foram influenciados pelos valores e estereótipos sociais e culturais, como as violências, os papéis de homens e mulheres na sociedade e a formação do sujeito feminino a partir da estética do corpo. A incorporação do marcador de gênero em pesquisas sobre os ouvidores de vozes promove uma análise sócio-histórica dessa experiência, ultrapassando as limitações que a psiquiatria a impôs. Além de empoderar os sujeitos, considerar a história de vida das pessoas que ouvem vozes e o que a voz enuncia por intermédio do seu conteúdo permite a criação de estratégias para o desenvolvimento de uma boa convivência com elas, repercutindo na saúde mental e na produção de vida desses sujeitos.

RESUMEN. Desde los síntomas hasta la experiencia, el significado de escuchar voces ha cambiado a lo largo de la historia. Sin embargo, incluso hoy, cuando el usuario informa que escucha voces, le diagnostican rápidamente algún trastorno mental y se lo conduce a tratamiento, que, en su mayor parte, consiste en el uso de medicamentos. La subjetividad, el contenido de las voces y sus interfaces con los aspectos socioculturales no suelen ser parte de la asistencia a los oyentes. Por lo tanto, el objetivo era analizar la presencia de valores y estereotipos social y culturalmente establecidos para mujeres y hombres en el contenido de las voces de los usuarios de un Centro de Atención Psicosocial II, leyendo 389 historias clínicas activas. Los resultados demuestran que las declaraciones presentes en los contenidos de las voces fueron influenciadas por los valores y estereotipos sociales y culturales, como la violencia, los roles de hombres y mujeres en la sociedad y la formación del sujeto femenino a partir de la estética del cuerpo. La incorporación del marcador de género en la investigación sobre oyentes de voz promueve un análisis sociohistórico de esta experiencia, superando las limitaciones que la psiquiatría ha impuesto. Además de empoderar a los sujetos, considerando la historia de vida de las personas que escuchan voces y lo que la voz enuncia a través de su contenido, permite la creación de estrategias para el desarrollo de una buena relación con ellos, reflexionando sobre la salud mental y la producción de vida de estos sujetos.

ABSTRACT. From symptom to experience, the meaning of hearing voices hás been changing through out history. However, even today, when the user reports hearing voices, He is lightly diagnosed with some mental disorder and referred for treatment, which, for the most part, is medication. Subjectivity, the content of voices and their interfaces with socio-cultural aspects are not usually part of assistance to voice-hearers. Therefore, the aim was to analyze the presence of socially and culturally established values and stereotypes for women and men in the content of the users' voices of a Centro de Atenção Psicossocial II - CAPS II (Psychosocial Care Center II), by reading 389 active medical records. The results demonstrate that the statements present in the content of the voices were some how influenced by social and cultural values and stereotypes, such as violence, the roles of men and women in society and the formation of the female subject from the aesthetics of the body. Incorporating the gender marker in research on voice-hearers promotes a socio-historical analysis of this experience, overcoming the limitations that Psychiatry hás imposed. Besides empowering subjects, considering the life story of people who hear voices and what the voice enunciates through its content, allows the creation of strategies for the development of good coexistence with them, reflecting on the mental health and the live production of these subjects.
Descritores: Análise de Gênero
Alucinações/psicologia
Transtornos Mentais/psicologia
-Psiquiatria
Estresse Psicológico/psicologia
Registros Médicos
Audição
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  2 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889319
Autor: Çeliker, Metin; Özgür, Abdulkadir; Tümkaya, Levent; Terzi, Suat; Yılmaz, Mustafa; Kalkan, Yıldıray; Erdoğan, Ender.
Título: Effects of exposure to 2100 MHz GSM-like radiofrequency electromagnetic field on auditory system of rats / Efeitos da exposição a um campo eletromagnético na radiofrequência de 2100 MHz, similar ao sistema GSM, no sistema auditivo de ratos
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(6):691-696, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The use of mobile phones has become widespread in recent years. Although beneficial from the communication viewpoint, the electromagnetic fields generated by mobile phones may cause unwanted biological changes in the human body. Objective: In this study, we aimed to evaluate the effects of 2100 MHz Global System for Mobile communication (GSM-like) electromagnetic field, generated by an electromagnetic fields generator, on the auditory system of rats by using electrophysiological, histopathologic and immunohistochemical methods. Methods: Fourteen adult Wistar albino rats were included in the study. The rats were divided randomly into two groups of seven rats each. The study group was exposed continuously for 30 days to a 2100 MHz electromagnetic fields with a signal level (power) of 5.4 dBm (3.47 mW) to simulate the talk mode on a mobile phone. The control group was not exposed to the aforementioned electromagnetic fields. After 30 days, the Auditory Brainstem Responses of both groups were recorded and the rats were sacrificed. The cochlear nuclei were evaluated by histopathologic and immunohistochemical methods. Results: The Auditory Brainstem Responses records of the two groups did not differ significantly. The histopathologic analysis showed increased degeneration signs in the study group (p = 0.007). In addition, immunohistochemical analysis revealed increased apoptotic index in the study group compared to that in the control group (p = 0.002). Conclusion: The results support that long-term exposure to a GSM-like 2100 MHz electromagnetic fields causes an increase in neuronal degeneration and apoptosis in the auditory system.

Resumo Introdução: O uso de telefones celulares tornou-se generalizado nos últimos anos. Embora benéfico do ponto de vista da comunicação, os campos eletromagnéticos gerados por celulares pode causar alterações biológicas indesejáveis no corpo humano. Objetivo: Nesse estudo, o objetivo foi avaliar os efeitos do campo eletromagnético na frequência de 2.100 MHz, similar à modulação do Sistema Global para Comunicações Móveis, produzido por um gerador de campo eletromagnético, sobre o sistema auditivo de ratos usando os métodos eletrofisiológico, histopatológico e imunohistoquímico. Método: Foram incluídos no estudo catorze adultos ratos albinos Wistar. Os ratos foram divididos aleatoriamente em dois grupos de sete animais cada. O grupo de estudo foi exposto continuamente por 30 dias a um campo eletromagnético em 2100 MHz com um nível de sinal (potência) de 5,4 dBm (3,47 miliwatts) para simular o modo de conversação em um celular. O grupo controle não foi exposto ao campo eletromagnético acima mencionado. Após 30 dias, o potencial evocado auditivo de tronco encefálico de ambos os grupos foi gravado e os ratos foram sacrificados. Os núcleos cocleares foram avaliados pelos métodos histopatológico e imunohistoquímico. Resultados: Os registros do potencial evocado auditivo de tronco encefálico dos dois grupos não diferiram significativamente. A análise histopatológica mostrou aumento dos sinais de degeneração no grupo de estudo (p = 0,007). Além disso, a análise imuno-histoquímica revelou aumento do índice de apoptose no grupo de estudo em comparação com o grupo controle (p = 0,002). Conclusão: Os resultados confirmam que a exposição a longo prazo a um campo eletromagnético em 2100 MHz similar à modulação do sistema global para comunicações móveis causa um aumento na degeneração neuronal e apoptose no sistema auditivo.
Descritores: Ondas de Rádio/efeitos adversos
Núcleo Coclear/efeitos da radiação
Exposição à Radiação/efeitos adversos
Telefone Celular
Campos Eletromagnéticos/efeitos adversos
Audição/efeitos da radiação
-Valores de Referência
Fatores de Tempo
Imuno-Histoquímica
Fatores de Risco
Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Encefálico/efeitos da radiação
Ratos Wistar
Apoptose/efeitos da radiação
Núcleo Coclear/patologia
Degeneração Neural/etiologia
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889321
Autor: Almeida, Gleide Viviani Maciel; Ribas, Angela; Calleros, Jorge.
Título: Free Field Word recognition test in the presence of noise in normal hearing adults / Teste de reconhecimento de palavras em campo livre na presença de ruído em indivíduos adultos normo-ouvintes
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(6):665-669, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: In ideal listening situations, subjects with normal hearing can easily understand speech, as can many subjects who have a hearing loss. Objective: To present the validation of the Word Recognition Test in a Free Field in the Presence of Noise in normal-hearing adults. Methods: Sample consisted of 100 healthy adults over 18 years of age with normal hearing. After pure tone audiometry, a speech recognition test was applied in free field condition with monosyllables and disyllables, with standardized material in three listening situations: optimal listening condition (no noise), with a signal to noise ratio of 0 dB and a signal to noise ratio of −10 dB. For these tests, an environment in calibrated free field was arranged where speech was presented to the subject being tested from two speakers located at 45°, and noise from a third speaker, located at 180°. Results: All participants had speech audiometry results in the free field between 88% and 100% in the three listening situations. Conclusion: Word Recognition Test in Free Field in the Presence of Noise proved to be easy to be organized and applied. The results of the test validation suggest that individuals with normal hearing should get between 88% and 100% of the stimuli correct. The test can be an important tool in measuring noise interference on the speech perception abilities.

Resumo Introdução: Em situações ideais de escuta, indivíduos com audição normal conseguem fazer e reconhecer a fala facilmente. Porém, na presença de ruído competitivo, é comum as pessoas sentirem dificuldades de compreensão, principalmente se tiverem perda auditiva. Objetivo: Apresentar a validação do teste de reconhecimento de palavras em campo livre na presença do ruído em indivíduos adultos normo-ouvintes. Método: A amostra foi composta por 100 sujeitos hígidos, com audição normal e maiores de 18 anos. Depois da audiometria tonal foi aplicado teste de reconhecimento da fala, com monossílabos e dissílabos, em campo livre, com material padronizado, em três situações de escuta: condição ótima de audição (sem ruído), com ruído em relação de 0 dB e com ruído em relação de −10 dB. Para tanto, montou-se um ambiente de teste em campo livre calibrado, no qual a fala foi apresentada ao indivíduo em teste com duas caixas acústicas a 45° e o ruído em uma terceira a 180°. Resultados: Todos os participantes tiveram resultados de logoaudiometria em campo livre entre 88 e 100% nas três situações de escuta. Conclusão: O teste de reconhecimento de palavras em campo livre na presença do ruído mostrou-se de fácil organização e aplicação. Os resultados obtidos na validação do teste sugerem que indivíduos com audição normal devem acertar entre 88 e 100% dos estímulos apresentados. O teste pode configurar um instrumento importante na mensuração da interferência do ruído sobre as habilidades de percepção de fala.
Descritores: Testes de Discriminação da Fala/métodos
Percepção da Fala/fisiologia
Audição/fisiologia
Ruído
-Padrões de Referência
Valores de Referência
Audiometria de Tons Puros
Limiar Auditivo/fisiologia
Reprodutibilidade dos Testes
Fatores Etários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-984047
Autor: Özdemir, Doğukan; Özgür, Abdulkadir; Kalkan, Yıldıray; Terzi, Suat; Tümkaya, Levent; Yılmaz, Adnan; Çeliker, Metin; Dursun, Engin.
Título: The protective effects of whortleberry extract against cisplatin-induced ototoxicity in rats / Efeitos protetores do extrato de uva-do-monte contra a ototoxicidade induzida por cisplatina em ratos
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(1):55-62, Jan.-Feb. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Cisplatin is one of the main chemotherapeutic agents used for the treatment of many types of cancer. However, ototoxicity, one of the most serious side effects of cisplatin, restricts its usage. Objective: We aimed to investigate the protective effects of whortleberry extract against cisplatin-induced ototoxicity by evaluating hearing and histopathological cochlear damage and by measuring the biochemical parameters affected byoxidative stress. Methods: Forty-eight male rats were included in the study after performing Distortion Product Otoacoustic Emission test to confirm that their hearing levels were normal. The rats were randomly divided into six groups: the control group, the sham group, and, which received only whortleberry extract, only cisplatin, cisplatin + 100 mg whortleberry extract, cisplatin + 200 mg whortleberry extract, respectively. Audiologic investigation was performed by performing the Distortion Product Otoacoustic Emission test at the beginning and at the eighth day of the study. Cardiac blood samples were collected for biochemical analysis, and the rats were sacrificed to obtain cochlear histopathological specimens on the eighth day. Results: The results revealed that whortleberry protects hearing against cisplatin-induced ototoxicity independent of the dose. However, high doses of whortleberry extract are needed to prevent histopathological degeneration and oxidative stress. Conclusion: The results obtained in this study show that whortleberry extract has a protective effect against cisplatin-induced ototoxicity.

Resumo Introdução: A cisplatina é um dos principais agentes quimioterápicos utilizados para o tratamento de muitos tipos de câncer. No entanto, a ototoxicidade, um dos efeitos colaterais mais graves da cisplatina, restringe seu uso. Objetivo: Nosso objetivo foi investigar os efeitos protetores do extrato de uva-do-monte contra a ototoxicidade induzida por cisplatina, avaliar o dano auditivo e histopatológico coclear e medir os parâmetros bioquímicos afetados pelo estresse oxidativo. Método: Foram incluídos no estudo 48 ratos machos após teste de emissão otoacústica evocada por produto de distorção para confirmar que seus níveis de audição eram normais. Os ratos foram divididos aleatoriamente em seis grupos: o grupo controle, o grupo simulado, o que recebeu apenas extrato de uva-do-monte, o que recebeu apenas cisplatina, o que recebeu cisplatina + 100 mg de extrato de uva-do-monte e o que recebeu cisplatina + 200 mg de extrato de uva-do-monte, respectivamente. A investigação audiológica foi feita através do teste de emissão otoacústica de produto de distorção no início e no oitavo dia do estudo. As amostras de sangue cardíaco foram coletadas para análise bioquímica e os ratos foram sacrificados para obtenção de espécimes histopatológicos cocleares no oitavo dia. Resultados: Os resultados revelaram que o extrato de uva-do-monte protege a audição contra a ototoxicidade induzida por cisplatina, independentemente da dose. No entanto, são necessárias doses elevadas do extrato para evitar a degeneração histopatológica e o estresse oxidativo. Conclusão: Os resultados obtidos neste estudo mostram que o extrato de uva-do-monte tem um efeito protetor contra a ototoxicidade induzida por cisplatina.
Descritores: Cisplatino/toxicidade
Cóclea/efeitos dos fármacos
Substâncias Protetoras/uso terapêutico
Audição/efeitos dos fármacos
Antocianinas/uso terapêutico
Antineoplásicos/toxicidade
-Valores de Referência
Estimulação Acústica
Distribuição Aleatória
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Ratos Wistar
Emissões Otoacústicas Espontâneas/efeitos dos fármacos
Cóclea/patologia
Estresse Oxidativo/efeitos dos fármacos
Antioxidantes/uso terapêutico
Limites: Animais
Masculino
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019581
Autor: Fontes, Aline Almeida; Carvalho, Sirley Alves da Silva; Andrade, Gláucia Manzan Queiroz de; Carellos, Ericka Viana; Romanelli, Roberta Castro; Resende, Luciana Macedo de.
Título: Study of brainstem auditory evoked potentials in early diagnosis of congenital toxoplasmosis / Estudo dos potenciais auditivos de tronco encefálico na toxoplasmose congênita diagnosticada precocemente
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(4):447-455, July-Aug. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Congenital toxoplasmosis is an infectious disease with high prevalence in tropical countries. It is characterized by neurological, ophthalmological and auditory sequelae. Objective: The aim of this study was to evaluate and describe the brainstem auditory evoked potential in infants aged 1-3 months diagnosed with congenital toxoplasmosis and to compare them with infants of the same age group without the infection. Methods: This is an observational, analytical and cross-sectional study in which brainstem auditory evoked potential was investigated in infants with congenital toxoplasmosis. The following audiological exams were performed: transient-evoked otoacoustic emissions, clinical and automatic brainstem auditory evoked potential. Results: 100 children participated in the study, but the final sample consisted of 76 children. Of the 37 children with toxoplasmosis included in the study, 28 completed the neurological imaging evaluation, and of these, 3 (10.7%) showed an altered neurological examination. At the brainstem auditory evoked potential assessment, two children without toxoplasmosis and 10 children with congenital toxoplasmosis had results suggestive of alterations in the brainstem auditory pathway maturation. Conclusion: 10 (27%) children were identified with a possible unilateral alteration in the electrophysiological assessment. There was a 5-fold higher risk for a child between 1 and 3 months of age with toxoplasmosis to have an altered brainstem auditory evoked potential compared to a child of the same age range without the infection.

Resumo Introdução: A toxoplasmose congênita é uma doença infecciosa com grande prevalência nos países tropicais. Caracteriza-se por sequelas neurológicas, oftalmológicas e auditivas. Objetivo: O objetivo desse estudo foi avaliar e descrever o potencial evocado auditivo de tronco encefálico em bebês de 1 a 3 meses diagnosticados com toxoplasmose congênita e comparar com bebês de mesma faixa etária sem a infecção. Metódo: Trata-se de um estudo observacional, analítico e transversal, no qual foi realizada a pesquisa do potencial evocado auditivo de tronco cerebral em lactentes com toxoplasmose congênita. Foram realizados os exames audiológicos: emissões otoacústicas evocadas por estímulo transiente, potencial auditivo de tronco encefálico clínico e automático. Resultados: Participaram do estudo 100 crianças, porém a amostra final foi constituída por 76. Das 37 crianças com toxoplasmose incluídas no estudo, 28 completaram a avaliação neurológica de imagem e, dessas, três (10,7%) apresentaram exame neurológico alterado. Na avaliação do potencial evocado auditivo de tronco encefálico, duas crianças sem toxoplasmose e 10 com toxoplasmose congênita apresentaram resultado sugestivo de alteração no processo maturacional da via auditiva de tronco encefálico. Conclusão: Foram identificadas 10 (27%) crianças com possível alteração unilateral na avaliação eletrofisiológica e um risco cinco vezes maior de uma criança entre um e três meses com toxoplasmose apresentar alteração no potencial evocado auditivo de tronco encefálico quando comparada com uma criança da mesma faixa de idade sem a infecção.
Descritores: Toxoplasmose Congênita/fisiopatologia
Potenciais Evocados Auditivos do Tronco Encefálico
Audição
-Estudos de Casos e Controles
Toxoplasmose Congênita/diagnóstico
Estudos Transversais
Diagnóstico Precoce
Testes Auditivos
Limites: Humanos
Masculino
Lactente
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039292
Autor: Chang, Young-Soo; Hong, Sung Hwa; Kim, Eun Yeon; Choi, Ji Eun; Chung, Won-Ho; Cho, Yang-Sun; Moon, Il Joon.
Título: Benefit and predictive factors for speech perception outcomes in pediatric bilateral cochlear implant recipients / Benefícios e fatores preditivos para os resultados de percepção da fala em pacientes pediátricos com implantes cocleares bilaterais
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(5):571-577, Sept.-Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Despite recent advancement in the prediction of cochlear implant outcome, the benefit of bilateral procedures compared to bimodal stimulation and how we predict speech perception outcomes of sequential bilateral cochlear implant based on bimodal auditory performance in children remain unclear. Objectives: This investigation was performed: (1) to determine the benefit of sequential bilateral cochlear implant and (2) to identify the associated factors for the outcome of sequential bilateral cochlear implant. Methods: Observational and retrospective study. We retrospectively analyzed 29 patients with sequential cochlear implant following bimodal-fitting condition. Audiological evaluations were performed; the categories of auditory performance scores, speech perception with monosyllable and disyllables words, and the Korean version of Ling. Audiological evaluations were performed before sequential cochlear implant with the bimodal fitting condition (CI1 + HA) and one year after the sequential cochlear implant with bilateral cochlear implant condition (CI1 + CI2). The good performance group (GP) was defined as follows; 90% or higher in monosyllable and bisyllable tests with auditory-only condition or 20% or higher improvement of the scores with CI1 + CI2. Age at first implantation, inter-implant interval, categories of auditory performance score, and various comorbidities were analyzed by logistic regression analysis. Results: Compared to the CI1 + HA, CI1 + CI2 provided significant benefit in categories of auditory performance, speech perception, and Korean version of Ling results. Preoperative categories of auditory performance scores were the only associated factor for being GP (odds ratio = 4.38, 95% confidence interval - 95% = 1.07-17.93, p = 0.04). Conclusions: The children with limited language development in bimodal condition should be considered as the sequential bilateral cochlear implant and preoperative categories of auditory performance score could be used as the predictor in speech perception after sequential cochlear implant.

Resumo Introdução: Apesar dos avanços recentes na predição do resultado do implante coclear, ainda não está claro o benefício do procedimento bilateral em comparação com a estimulação bimodal e como podemos prever resultados de percepção da fala com implante coclear bilateral sequencial com base no desempenho auditivo bimodal em crianças. Objetivos: Este estudo foi realizado para: 1) Determinar o benefício do implante coclear bilateral sequencial e 2) Identificar os fatores associados com o resultado do implante bilateral sequencial. Método: Estudo observacional e retrospectivo. Analisamos retrospectivamente 29 pacientes com implantes sequenciais após a adaptação bimodal. Avaliações audiológicas foram realizadas; os escores das categorias de desempenho auditivo, a percepção da fala com palavras monossílabas e dissílabas e a versão coreana de Ling. As avaliações audiológicas foram realizadas antes do implante sequencial com o ajuste bimodal (IC1 + AH) e um ano após o implante coclear sequencial com implante bilateral (IC1 + IC2). O grupo com bom desempenho (BD) foi definido da seguinte forma: 90% ou mais em testes com monossílabos e dissílabos com condição apenas auditiva ou melhoria de 20% ou mais dos escores com IC1 + IC2. A idade no primeiro implante, o intervalo interimplante, o escore categorias de desempenho auditivo e as diversas comorbidades foram analisadas através de análise de regressão logística. Resultados: Em comparação com o IC1 + AA, IC1 + IC2 demonstraram benefícios significativos nos escores categorias de desempenho auditivo, percepção da fala e a versão coreana de Ling. Os escores de categorias de desempenho auditivo pré-operatórios foram o único fator associado para ser do grupo BD (odds ratio - OR = 4,38, intervalo de confiança de 95% - IC 95% = 1,07-17,93, p = 0,04). Conclusões: As crianças com desenvolvimento limitado de linguagem em condição bimodal devem ser consideradas, pois o implante coclear bilateral sequencial e o escore pré-operatório das categorias de desempenho auditivo poderiam ser usados como preditores na percepção da fala após implante sequencial.
Descritores: Percepção da Fala/fisiologia
Implantes Cocleares
Implante Coclear/métodos
Perda Auditiva Bilateral/cirurgia
-Estudos Retrospectivos
Seguimentos
Resultado do Tratamento
Audição/fisiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055515
Autor: Almeida, Gabriela Felix Lazarini; Martins, Marcella Ferrari; Costa, Lucas Bevilacqua Alves da; Costa, Orozimbo Alves da; Carvalho, Ana Claudia Martinho de.
Título: Sequential bilateral cochlear implant: results in children and adolescents / Implante coclear bilateral sequencial: resultados em crianças e adolescentes
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);85(6):774-779, Nov.-Dec. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: The use of the bilateral cochlear implants can promote the symmetrical development of the central auditory pathways, thus benefiting the development of auditory abilities and improving sound localization and the ability of auditory speech perception in situations of competitive noise. Objective: To evaluate the ability of speech perception in children and adolescents using sequential bilateral cochlear implants, considering the association of these variables: age at surgery, time of device use and interval between surgeries. Methods: A total of 14 individuals between 10 and 16 years of age, who demonstrated surgical indication for the use of sequential bilateral cochlear implants as intervention in the auditory habilitation process, were assessed. The speech perception ability was assessed through sentence lists constructed in the Portuguese language, presented in two situations: in silence, with fixed intensity of 60 dB SPL, and in competitive noise, with a signal-to-noise ratio of +15 dB. The evaluation was performed under the following conditions: unilateral with the first activated cochlear implant, unilateral with the second activated cochlear implant and bilateral with both devices activated. Results: The results of the speech perception tests showed better performance in both silence and in noise for the bilateral cochlear implant condition when compared to the 1st cochlear implant and the 2nd cochlear implant alone. A worse result of speech perception was found using the 2nd cochlear implant alone. No statistically significant correlation was found between age at the surgical procedure, interval between surgeries and the time of use of the 2nd cochlear implant, and the auditory speech perception performance for all assessed conditions. The use of a hearing aid prior to the 2nd cochlear implant resulted in benefits for auditory speech perception with the 2nd cochlear implant, both in silence and in noise. Conclusion: The bilateral cochlear implant provided better speech perception in silence and in noise situations when compared to the unilateral cochlear implant, regardless of the interval between surgeries, age at the surgical procedure and the time of use of the 2nd cochlear implant. Speech perception with the 1st cochlear implant was significantly better than with the 2nd cochlear implant, both in silence and in noise. The use of the hearing aid prior to the 2nd cochlear implant influenced speech perception performance with the 2nd cochlear implant, both in silence and in noise.

Resumo Introdução: A utilização do implante coclear bilateral pode promover o desenvolvimento das vias auditivas centrais de maneira simétrica, beneficiando, assim, o desenvolvimento das habilidades auditivas e melhorando a localização sonora e a habilidade de percepção auditiva da fala em situações de ruído competitivo. Objetivo: Avaliar a habilidade de reconhecimento de fala em crianças e adolescentes usuários do implante coclear bilateral sequencial, considerando a relação das variáveis: idade cirúrgica, tempo de uso do dispositivo e intervalo entre as cirurgias. Método: Foram avaliados 14 indivíduos entre 10 e 16 anos, que receberam indicação cirúrgica para implante coclear bilateral sequencial como forma de intervenção no processo de habilitação auditiva. A habilidade de reconhecimento de fala foi avaliada por meio de listas de sentenças construídas na língua portuguesa, apresentadas em duas situações: no silêncio, com intensidade fixa de 60 dB NPS, e no ruído competitivo, com a relação sinal/ruído de + 15 dB. A avaliação foi feita nas seguintes condições: unilateral com o 1° implante coclear ativado, unilateral com o 2° implante coclear ativado e bilateral com ambos os dispositivos ativados. Resultado: Os resultados dos testes de reconhecimento de fala demonstraram melhor desempenho tanto no silêncio quanto no ruído para a condição implante coclear bilateral, quando comparado ao 1° implante coclear e 2° implante coclear isoladamente. Um pior resultado de reconhecimento de fala foi encontrado com o uso do 2° implante coclear isoladamente. Não foi encontrada correlação estatisticamente significante entre idade cirúrgica, intervalo entre as cirurgias e tempo de uso do 2° implante coclear e o desempenho de percepção auditiva da fala para todas as condições avaliadas. O uso do aparelho de amplificação sonora individual anterior ao 2° implante coclear beneficiou os resultados de percepção auditiva da fala com o 2° implante coclear, tanto no silêncio quanto no ruído. Conclusão: O implante coclear bilateral proporcionou melhor reconhecimento de fala em situações de silêncio e de ruído, quando comparado com o implante coclear unilateral, independentemente do intervalo entre as cirurgias, da idade cirúrgica e do tempo de uso do 2° implante coclear. O reconhecimento de fala com o 1° implante coclear foi significativamente melhor do que com o 2° implante coclear, tanto no silêncio quanto no ruído. O uso do aparelho de amplificação sonora individual anterior ao 2° implante coclear influenciou o desempenho de reconhecimento de fala com o 2° implante coclear, tanto no silêncio quanto no ruído.
Descritores: Percepção da Fala/fisiologia
Implantes Cocleares
Implante Coclear/métodos
Perda Auditiva Bilateral/cirurgia
-Vias Auditivas
Percepção Auditiva
Localização de Som/fisiologia
Audição/fisiologia
Ruído/efeitos adversos
Limites: Humanos
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089363
Autor: Kotzias, Syriaco Atherino; Seerig, Mariana Manzoni; Mello, Maria Fernanda Piccoli Cardoso de; Chueiri, Leticia; Jacques, Janaina; Silva, Martin Batista Coutinho da; Zatt, Daniel Buffon.
Título: Ossicular chain reconstruction in chronic otitis media: hearing results and analysis of prognostic factors / Reconstrução da cadeia ossicular na otite média crônica: resultados auditivos e análise de fatores prognósticos
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(1):49-55, Jan.-Feb. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction The goal of ossiculoplasty is to improve hearing and the success of this procedure depends on several factors. Objective Analyze the hearing results in patients with chronic otitis media undergoing ossicular chain reconstruction, as well as predictive factors for successful surgery. Methods Charts of patients undergoing ossiculoplasty between 2006 and 2016 were reviewed. Sixty-eight patients were included, totaling 72 ears. The following data was analyzed: gender, age, smoking status, laterality, pathology, audiometric exams, type of surgery, previous surgery, characteristics of the middle ear, otorrhea and ossicular chain status. Patients were also classified according to two indices: middle ear risk index and ossiculoplasty outcome parameter staging. The results were evaluated by comparing the air-bone gap before and after surgery. The success of reconstruction was defined as air-bone gap ≤20 dB and the improvement of speech reception Thresholds, calculated through the mean frequencies 0.5, 1, 2 and 3 kHz. Results Reconstruction success rate was 61%. The mean preoperative air bone gap was 34.63 dB and decreased to 17.26 dB after surgery. There was a correlation between low risk in middle ear risk index and ossiculoplasty outcome parameter staging indices with postoperative success. The most frequently eroded ossicle was the incus and the type of prosthesis most used was tragal cartilage. In the patients without incus, we achieved success in 74.2% of the surgeries. In the absence of the stapes, the success rate decreased to 63.3%. In the absence of the malleus, 85% of the patients had and air bone gap ≤20 dB. Conclusion We achieved good audiometric outcomes in ossiculoplasty and the results are comparable to other centers. Ossicle status influenced postoperative results, especially in the presence of stapes. We also concluded that the indexes analyzed may help to predict the success of the surgery.

Resumo Introdução A ossiculoplastia tem como objetivo a melhoria da audição e o sucesso desse procedimento depende de diversos fatores. Objetivo Analisar os resultados auditivos em pacientes com otite média crônica submetidos a reconstrução da cadeia ossicular, bem como os fatores preditivos de sucesso cirúrgico. Método Prontuários de pacientes submetidos a ossiculoplastia entre 2006 e 2016 foram revistos. Sessenta e oito pacientes foram incluídos, total de 72 orelhas. Os seguintes dados foram analisados: sexo, idade, tabagismo, lateralidade, doença, exames audiométricos, tipo de cirurgia, cirurgia prévia, características da orelha média, otorreia e estado da cadeia ossicular. Os pacientes também foram classificados de acordo com dois índices: índice de risco da orelha média e estadiamento do parâmetro de desfecho da ossiculoplastia. Os resultados foram avaliados comparando o gap aéreo-ósseo antes e após a cirurgia. O sucesso da reconstrução foi definido como gap aéreo-ósseo ≤ 20 dB e a melhoria dos limiares de recepção de fala, calculados pelas frequências médias de 0,5, 1, 2 e 3 kHz. Resultados A taxa de sucesso da reconstrução foi de 61%. O gap aéreo-ósseo pré-operatório médio foi de 34,63 dB e diminuiu para 17,26 dB após a cirurgia. Houve correlação entre baixo risco no índice de risco para orelha média e os índices de estadiamento do parâmetro de desfecho da ossiculoplastia com sucesso pós-operatório. O ossículo com erosão mais frequente foi a bigorna e o tipo de prótese mais utilizada foi a cartilagem tragal. Nos pacientes sem bigorna o sucesso foi alcançado em 74,2% das cirurgias. Na ausência do estribo, a taxa de sucesso diminuiu para 63,3%. Na ausência do martelo, 85% dos pacientes apresentaram gap aéreo-ósseo ≤ 20 dB. Conclusão Melhora significativa da audição foi observada em pacientes submetidos à ossiculoplastia, os resultados foram comparáveis aos de outros centros. O "status" dos ossículos influenciou os resultados pós-operatórios, principalmente a presença do estribo. Também concluímos que os índices analisados podem ajudar a prever o sucesso da cirurgia.
Descritores: Otite Média/cirurgia
Prótese Ossicular/normas
Ossículos da Orelha/cirurgia
Audição/fisiologia
-Período Pós-Operatório
Prognóstico
Audiometria
Timpanoplastia
Índice de Gravidade de Doença
Doença Crônica
Resultado do Tratamento
Medição de Risco
Recuperação de Função Fisiológica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 527 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089378
Autor: Rocha, Andressa Vital; Mondelli, Maria Fernanda Capoani Garcia.
Título: Applicability of the real ear measurement for audiological intervention of tinnitus / Aplicabilidade das medidas da orelha real na intervenção audiológica do zumbido
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(1):14-22, Jan.-Feb. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction Tinnitus is present in a large part of chronic health complaints, and it is considered a public health problem injurious to the individual's quality of life. Considering the increase of the world population associated with an increase of life expectancy, tinnitus remains a cause for medical concern, since during aging the occurrence of auditory impairments due to the deterioration of the peripheral auditory structures and central impairs the quality of life. Objective The aim of the present study was to analyze the applicability of real ear measurements for audiological intervention of tinnitus through specific evaluation, selection, verification and validation of the hearing aids combined with the sound generator. Methods Forty individuals of both genders with hearing loss and tinnitus complaints were deemed eligible to compose the sample. They were enrolled according to clinical symptoms and submitted to the following procedures: anamnesis and previous complaint history, high frequency audiometry, immittanciometry and acuphenometry with the research of psychoacoustic thresholds of pitch, loudness and minimum masking threshold, sound generator, in addition to the application of the Tinnitus Handicap Inventory and Visual Analog Scale tools. The entire sample was adapted with Siemens hearing aids and a sound generator, participated in a counseling session with support of digital material and evaluated in two situations: Initial Assessment (before the hearing aids and sound generator adaptation) and Final Assessment (6 months, after adaptation). The statistical analyzes were descriptive and inferential, adopted a significance level of 5% and the T-Paired Test and the Spearman Correlation test were performed. Results The results showed that there was a benefit with the use of hearing aids combined with a sound generator from the statistically significant values and strong correlations between the sound generator verification data regarding acuphenometry and the nuisance/severity questionnaires. Regarding the verification of the sound generator, it is important to highlight that the entire sample selected the effective acoustic stimulation based on the comfort levels, which was proved in the present study to be a sufficient intensity for positive prognosis, whereas the users' noises were found below the psychoacoustic thresholds of acuphenometry. Conclusion The present study concluded that the audiological intervention with any level of sound stimulus is enough to obtain a positive prognosis in the medium term. Data that specifies that the verification of sound generator was effective at the real ear measurements are important in the evaluation and intervention of the complaint. In addition, it points out that the greater the tinnitus perception, the greater its severity, and the greater the nuisance, the higher the psychoacoustics thresholds of frequency and the minimum threshold of masking.

Resumo Introdução O zumbido está presente em grande parte das queixas crônicas de saúde, é considerado um problema de saúde pública, prejudicial à qualidade de vida do indivíduo. Considerando o aumento da população mundial associado ao aumento da expectativa de vida, a tendência é que o zumbido permaneça como um motivo de preocupação, uma vez que com a idade a ocorrência de prejuízos auditivos decorrentes da deterioração das estruturas auditivas periféricas e centrais ocasiona grande impacto negativo na qualidade de vida. Objetivo Analisar a aplicabilidade das medidas da orelha real para a intervenção audiológica do zumbido através de avaliação específica, seleção, verificação e validação do aparelho de amplificação sonora individual combinada ao gerador de som. Método Quarenta indivíduos de ambos os sexos com perda auditiva e queixa de zumbido foram considerados elegíveis para compor a amostra. Eles foram atendidos conforme a demanda clínica e submetidos aos seguintes procedimentos: anamnese e história pregressa da queixa, audiometria de alta frequência, imitanciometria e acufenometria com pesquisa dos limiares psicoacústicos de pitch, loudness e limiar mínimo de mascaramento, gerador de som, além da aplicação das ferramentas tinnitus handicap inventory e escala visual analógica. Toda a amostra recebeu aparelho de amplificação sonora individual e gerador de som, ambos da marca Siemens, participaram de uma sessão de aconselhamento com apoio de material digital e foram avaliados em duas situações: Avaliação inicial (antes da adaptação dos aparelhos de amplificação sonora individual e gerador de som) e Avaliação final (6 meses após a adaptação). As análises estatísticas foram descritivas e inferenciais, adotou-se um nível de significância de 5% com a realização do teste t pareado e o teste de correlação de Spearman. Resultados Os resultados mostraram que houve benefício com o uso de aparelho de amplificação sonora individual combinado ao gerador de som com base nos valores estatisticamente significantes e fortes correlações entre os dados da verificação do gerador de som em relação à acufenometria e os questionários de incômodo/gravidade. Em relação à verificação do gerador de som, é importante destacar que toda a amostra selecionou a estimulação acústica efetiva baseada nos níveis de conforto e no presente estudo demonstraram ser de intensidade suficiente para o prognóstico positivo, enquanto que os ruídos dos usuários estavam abaixo dos limiares psicoacústicos da acufenometria. Conclusão A intervenção audiológica com qualquer nível de estímulo sonoro é suficiente para obter um prognóstico positivo em médio prazo. Os dados que demonstram que a verificação do gerador de som foi efetiva nas medidas da orelha real são importantes na avaliação e intervenção da queixa. Além disso, mostram que quanto maior a percepção do zumbido, maior a sua gravidade; e quanto maior o incômodo, maiores os limiares de frequência psicoacústica e o limiar mínimo de mascaramento.
Descritores: Zumbido/fisiopatologia
Estimulação Acústica/métodos
Idoso/fisiologia
Audição/fisiologia
-Audiometria
Percepção Auditiva
Transtornos da Percepção Auditiva/fisiopatologia
Transtornos da Percepção Auditiva/reabilitação
Som
Zumbido/reabilitação
Índice de Gravidade de Doença
Auxiliares de Audição
Perda Auditiva/fisiopatologia
Perda Auditiva/reabilitação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 527 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1132642
Autor: Machado, Márcia Salgado; Teixeira, Adriane Ribeiro; Costa, Sady Selaimen da.
Título: Central auditory processing in teenagers with non-cholesteatomatous chronic otitis media / Processamento auditivo central em adolescentes com otite média crônica não colesteatomatosa
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);86(5):568-578, Sept.-Oct. 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Evidences of possible effects of early age otitis media with effusion in the central auditory processing, emphasize the need to consider such effects also in subjects with chronic otitis media. Aim: To investigate and analyze the impact of non-cholesteatomatous chronic otitis media on central auditory processing in teenagers. Methods: This is a study in which 68 teenagers were recruited, 34 with a diagnosis of non-cholesteatomatous chronic otitis media (study group) and 34 without otological disease history (control group). The evaluation of the subjects consisted of: anamnesis, pure-tone threshold audiometry, speech audiometry and a behavioral test battery for assessment of central auditory processing. Results: A statistically significant difference was found between the means observed in the study and control groups in all tests performed. An association was found between the control group and subgroups of the study group with unilateral alterations in all tests. An association was shown between the results for the control group and study group for family income, with a greater impact on subjects with a lower income. Conclusions: Non-cholesteatomatous chronic otitis media affects the central auditory processing in teenagers suffering from the disorder, and monaural low-redundancy hearing is the most affected auditory mechanism. Unilateral conductive changes cause more damage than bilateral ones, and lower family income seems to lead to more changes to the central auditory processing of subjects with non-cholesteatomatous chronic otitis media.

Resumo Introdução: As evidências de prováveis efeitos de otite média com efusão precoce no proces-samento auditivo central, ressaltam a necessidade de se considerar tais efeitos também em sujeitos com otite média crônica. Objetivo: Investigar e analisar o impacto da otite média crônica não colesteatomatosa no processamento auditivo central em adolescentes. Método: Estudo para o qual foram recrutados 68 adolescentes, 34 com diagnóstico de otite média crônica não colesteatomatosa (grupo de estudo) e 34 sem história otológica (grupo controle). A avaliação dos indivíduos consistiu de: anamnese, audiometria do limiar auditivo para tons puros, audiometria vocal e bateria de testes comportamentais para avaliação do processamento auditivo central. Resultados: Foi encontrada uma diferença estatisticamente significante entre as médias observadas nos grupos de estudo e controle em todos os testes. Foi encontrada uma associação entre o grupo controle e os subgrupos do grupo de estudo com alterações unilaterais em todos os testes. Houve associação entre os resultados dos grupos controle e de estudo para a renda familiar, com maior impacto nos indivíduos com menor renda. Conclusões: A otite média crônica não colesteatomatosa afeta o processamento auditivo central em adolescentes, a audição monoaural de baixa redundância é o mecanismo auditivo mais afetado. Alterações condutivas unilaterais causam mais danos do que as bilaterais e a menor renda familiar parece conduzir a mais alterações no processamento auditivo central de indivíduos com otite média crônica não colesteatomatosa.
Descritores: Otite Média
-Audiometria de Tons Puros
Audiometria da Fala
Doença Crônica
Audição
Limites: Humanos
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 53 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde