Base de dados : LILACS
Pesquisa : F03.300 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 55 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 55 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1048639
Autor: Carvalho, Thaiza Dutra Gomes de.
Título: Avaliação psicométrica do Peritraumatic Dissociative Experience Questionnaire (PDEQ) e proposta de um instrumento para avaliação de reações peritraumáticas / Psychometric evaluation of the Peritraumatic Dissociative Experience Questionnaire (PDEQ) and proposal of an instrument to evaluate Peritraumatic Reactions.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2019. 105 f p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Medicina Social para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O papel das reações vivenciadas durante experiências traumáticas tem sido alvo de interesse nos estudos sobre etiologia e prognóstico do transtorno de estresse pós-traumático. Essa tese avaliou a estrutura dimensional do instrumento mais utilizado para mensurar a dissociação peritraumática, o Peritraumatic Dissociative Experience Questionnaire (PDEQ). Adicionalmente, desenvolveu-se e avaliou-se as propriedades psicométricas do instrumento Peritraumatic Reactions Questionnaire (PTRQ), proposto para mensurar as três principais reações peritraumáticas (RP) no contexto do TEPT: dissociação peritraumática (DP), imobilidade tônica peritraumática (ITP) e reações físicas peritraumáticas (RFP). Os dados utilizados são originários de um estudo transversal realizado entre junho de 2007 e julho 2008 com amostras representativas da população acima de 15 anos das duas maiores cidades brasileiras. A amostra foi de 1.074 participantes no Rio de Janeiro e 2.145 em São Paulo que reportaram ao menos um evento traumático durante a vida. O primeiro artigo investigou a validade estrutural da versão brasileira do PDEQ. Análises de componentes principais indicaram a solução unidimensional corroborada por análises fatoriais confirmatórias (AFC) e de tipo exploratórias realizadas no Mplus. A adequação de ajuste dos modelos foi aceita para valores de CFI, TLI maiores que 0,95 e de RMSEA abaixo de 0,06. Os índices de modificação indicaram uma alta correlação residual entre os itens 9 ('dificuldade para entender o que estava acontecendo') e o item 10 ('desorientação') que foi corroborada nas duas amostras por AFC e sugere redundância de conteúdo. Análises de escalabilidade utilizando H de Loevinger e a hipóstese de dupla monotonicidade indicaram boas propriedades escalares. A versão reduzida com exclusão do item 9 foi proposta para utilização em estudos epidemiológicos. O segundo artigo reportou o processo de desenvolvimento de um instrumento integrado para avaliar RP. A etapa qualitativa avaliou a validade de conteúdo de 36 itens, sendo 30 provenientes das principais escalas utilizadas para mensurar as três principais RP e mais 6 itens elaborados por especialistas. O conjunto de 34 itens resultantes do processo qualitativo teve sua estrutura configural e métrica avaliadas a partir de AFC e de tipo exploratória para as duas amostras no Mplus. Modelos com CFI e TLI acima de 0,95 e de RMSEA menores que 0,06 foram considerados com ajuste satisfatório. A versão proposta do PTRQ conta com 29 itens distribuídos nas três dimensões (DP, ITP e RFP) mostrou boa estrutura fatorial e métrica, sendo recomendado para uso em estudos epidemiológicos. Espera-se que os resultados desta tese contribuam para o refinamento do processo de mensuração das RP, necessário para se avançar o conhecimento sobre o seu papel no desenvolvimento do TEPT, assim como nas propostas de intervenção precoce em indivíduos sob maior risco de desenvolvimento desse transtorno mental

The role of reactions occurring in the course of traumatic experiences has been of interest in studies regarding the etiology and prognosis of the posttraumatic stress disorder (PTSD). This thesis evaluated the dimensional structure of the most used instrument for measuring peritraumatic dissociation (PD) - the Peritraumatic Dissociative Experience Questionnaire (PDEQ). Additionally, we developed and evaluated the psychometric properties of the instrument denominated Peritraumatic Reaction Questionnaire (PTRQ), proposed for evaluating the three main peritraumatic reactions (PR) in the context of PTSD: dissociation (PD), tonic immobility (TIP) and physical panic reaction (PPR). Data were obtained from a cross-sectional study developed between June 2007 and July 2008, including a representative sample of people aged 15 or more from the two largest Brazilian cities. A sample of 3,229 participants reported at least one traumatic event during their lifetime, 1,074 in Rio de Janeiro and 2,145 in São Paulo. The first article investigated the structural validity of the Brazilian version of the PDEQ. Principal component analyzes indicated the one-dimensional solution corroborated by confirmatory and exploratory factor analysis (CFA) performed in Mplus. The models were fit if CFI, TLI values greater than 0.95 and RMSEA values below 0.06. Modification indices indicated a high residual correlation between item 9 ('difficulty understanding what was happening') and item 10 ('disorientation') which was corroborated in both samples by AFC and suggests content redundancy. Scalability analyzes using Loevinger H and double monotonicity hypothesis indicated good scalar properties. The shortened version excluding item 9 has been proposed for use in epidemiological studies. The second article reported on the process of developing an integrated instrument to assess PR. The qualitative stage evaluated the content validity of 36 items, 30 of them from the main scales used to measure the three main PR and 6 more items prepared by experts. The set of 34 items resulting from the qualitative process had their configuration and metric structure evaluated from CFA and exploratory type for both samples in Mplus. Models with CFI and TLI above 0.95 and RMSEA less than 0.06 were considered with satisfactory fit. The proposed version of the PTRQ has 29 items distributed in the three dimensions (PD, ITP and RFP) presented good factorial and metric structure, and is recommended for use in epidemiological studies. We expect that the findings from this thesis may contribute to the refinement of PR measurement necessary to advance the knowledge about its role in PTSD development, as well as proposals for early intervention in individuals at higher risk of developing this mental disorder
Descritores: Psicometria
Análise Fatorial
Transtorno de Pânico
Resposta de Imobilidade Tônica
Transtornos Dissociativos
Trauma Psicológico
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C
BR433.1; 616.89-008.487, C331, T1775


  2 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-998966
Autor: Margotti, Edficher(edt); Prazeres, Itla.
Título: AVALIAÇÃO DE SINTOMAS DISSOCIATIVOS E PÓS-TRAUMÁTICAS EM CRIANÇAS INTERNADAS EM UNIDADES PEDIÁTRICAS / EVALUATION OF DISSOCIATIVE AND POST-TRAUMATIC SYMPTOMS IN INJURED CHILDREN IN PEDIATRIC UNITS
Fonte: Rev. Rede cuid. saúde;12(2):1-16, 15/12/2018.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo foi investigar a presença de sintomas dissociativas pós-traumáticas infantis decorrentes de hospitalizações superiores a cinco dias. Investigação avaliativa descritiva. Abrangeu crianças de cinco a doze anos. Critérios de inclusão: crianças entre cinco e doze anos, internadas por mais de cinco dias, autorizadas por seus cuidadores e/ou responsáveis à participar da pesquisa. Critérios de exclusão: crianças menores de cinco anos e maiores de doze anos, que apresentaram patologias neurofisiológicas, crianças indígenas, surdas e mudas. Foi utilizada a Child Dissociative Checkist (CDC) e Children's Dissociative Experience Scale (CDES) para a coleta de dados. De acordo com Children Dissociative Checklist, as crianças sem transtornos dissociativos foram de 58% e sem transtorno foram de 42%, em ambos os hospitais, de acordo com a Children's Dissociative Experience Scale, na Santa Casa as crianças sem transtorno foram de 27%, com síndrome pós trauma foram de 26%, com transtorno dissociativo foram de 27% e falsa escala foram de 26%, no hospital Barros Barreto foram de 21% sem transtornos dissociativos, com síndrome pós trauma foram de 27%, com transtorno dissociativo foram de 13% e falsa escala foram de 33%. Concluiu se que os transtornos dissociativos afetaram a população infantil que estava hospitalizada, e a ideia da infância como um período puramente alegre e livre de sofrimentos, foi desmitificada.

The objective was to investigate the presence of dissociative children's post-traumatic symptoms resulting from hospitalizations of more than five days. Descriptive evaluative research. It covered children from five to twelve years. Inclusion criteria: children between five and twelve years old, hospitalized for more than five days, authorized by their caregivers and / or caregivers to participate in the research. Exclusion criteria: children younger than five years and older than twelve years, who presented neurophysiological pathologies, indigenous children, deaf and dumb. The Child Dissociative Checker (CDC) and Children's Dissociative Experience Scale (CDES) were used for data collection. According to the Children Dissociative Checklist, children without dissociative disorders were 58% and no disorder were 42%, in both hospitals, according to the Children's Dissociative Experience Scale, at Santa Casa children without disorder were 27%, With post-trauma syndrome were 26%, dissociative disorders were 27% and false-scale were 26%, Barros Barreto hospital were 21% without dissociative disorders, with post-trauma syndrome were 27%, with dissociative disorder were 13% and false scale were 33%. It was concluded that dissociative disorders affected the hospitalized infant population, and the idea of childhood as a purely joyous and suffering-free period was demystified.
Descritores: Criança
Depressão
Transtornos Dissociativos
Hospitalização
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Estudo Comparativo
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  3 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-484579
Autor: Fiszman, Adriana.
Título: As crises não-epilépticas psicogênicas como manifestações clínicas do transtorno de estresse pós-traumático / Psychogenic nonepileptic seizures as clinical manifestations of posttraumatic stress disorder
Fonte: J. epilepsy clin. neurophysiol;13(4,supl.1):32-35, Dec. 2007.
Idioma: pt.
Resumo: As crises não epilépticas psicogênicas (CNEP) ainda são pouco entendidas. Como não existem critérios clínicos positivos para as CNEP, não há consenso sobre sua definição, assim como não se tem clareza em relação à nosologia de base, à fisiopatologia e ao tratamento apropriado. As CNEP manifestam-se principalmente por sintomas conversivos e dissociativos, os quais estão ligados historicamente a uma doença considerada de origem traumática, a histeria. Recentemente, observou-se que pacientes com CNEP apresentam taxas elevadas de experiências traumáticas, em particular abuso na infância, e de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Estes achados sugerem que a CNEP pode ocorrer como expressão clínica de um padrão de TEPT cuja característica central é a predominância de fenômenos dissociativos e conversivos. Algumas evidências levantam a possibilidade de que este subtipo de TEPT dissociativo/conversivo seja resultante de maus cuidados parentais e disfunção familiar na infância, os quais estão associados a - e, portanto podem causar - sintomas somatoformes, incluindo as CNEP. Limitações metodológicas impedem a confirmação destas hipóteses, sendo necessários desenhos de pesquisa mais fortes, tais como prospectivos e de caso-controle.

Psychogenic nonepileptic seizures (PNES) are still poorly understood. Because there are no positive clinical criteria for PNES, there is no consensus about its definition, nor clarity about the underlying nosology, pathophysiology, or the suitable treatment. PNES most commonly occur in the form of conversion and dissociative symptoms, which are historically linked to a trauma-related disease called hysteria. Recently, it has been observed that PNES patients show high rates of traumatic experiences, in particular childhood abuse, and posttraumatic stress disorder (PTSD). This suggests that PNES may arise as a clinical expression of a PTSD pattern whose cardinal feature is the predominance of dissociative and conversion phenomena. Emerging evidence also raise the possibility that the dissociative/conversion subtype of PTSD may occur as a result of poor parental care and family dysfunction, which are associated with - and may therefore cause - somatoform symptoms, including PNES. Methodological limitations do not permit the confirmation of these hypotheses. Stronger research designs are needed, such as prospective and case-control studies.
Descritores: Convulsões/etiologia
Transtornos Somatoformes
Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos/patologia
Abuso Sexual na Infância
Transtornos Dissociativos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-996694
Autor: Carlotto, Mary Sandra; Barcinski, Mariana; Fonseca, Rosália.
Título: Transtornos mentais comuns e associação com variáveis sociodemográficas e estressores ocupacionais: uma análise de gênero / Common mental disorders and its association with sociodemographic variables and occupational stressors: a gender analysis / Trastornos mentales comunes y asociación con variables sociodemográficas y estresores ocupacionales: un análisis de género
Fonte: Estud. pesqui. psicol. (Impr.) = Estud. pesqui. psicol;15(3):1006-1026, set.-dez. 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve por objetivo identificar a prevalência de Transtornos Mentais Comuns (TMC) em servidores públicos da Justiça Estadual e verificar a existência de associações entre variáveis sociodemográficas e estressores ocupacionais entre homens e mulheres. A amostra aleatória constituiu-se de 541 servidores públicos, 354 mulheres e 187 homens, pertencentes a uma instituição do Poder Judiciário do Estado do Rio Grande do Sul, em 2011. Os instrumentos utilizados foram o Self Reporting Questionnaire (SRQ-20) para avaliar os Transtornos Mentais Comuns e um questionário composto por questões sobre dados sociodemográficos, laborais e estressores ocupacionais. Os resultados evidenciaram que as mulheres apresentam maior prevalência de TMC. Na relação entre TMC e variáveis sociodemográficas e estressores ocupacionais, de acordo com o sexo, verifica-se relação com o tempo de trabalho e com os estressores carga horária, diversidade, complexidade do trabalho e relação com chefia, colegas e ambiente social. Os dados foram discutidos a partir da compreensão sobre o mercado de trabalho contemporâneo e sua interface com as relações de gênero. Os resultados apontam a necessidade de intervenções diferenciadas nos grupos pesquisados

This study aimed at investigating the prevalence of common mental disorders (CMD) in public servants of the State Court, as well as to verify the associations between sociodemographic variables and occupational stressors among men and women. The random sample was composed by 541 public servants, 354 women and 187 men, working in an institution of the Judiciary in Rio Grande do Sul, in 2011. The adopted instruments were the Self Reporting Questionnaire (SRQ-20), to evaluate common mental disorders and a questionnaire composed by items containing sociodemographic, work and occupational stressors data. Results showed that women present a higher prevalence of CMD. Regarding the relationship between sociodemographic variables and occupational stressors, according to sex, there is a relation with both working time and the following stressors: workload, work diversity, work complexity, and the relationship with bosses, colleagues, and social environment. The data were discussed from the understanding of contemporary work market, and its interface with gender relations. The results point to the need of distinct interventions with the researched groups

Este estudio tuvo por objetivo identificar la prevalencia de Trastornos Mentales Comunes (TMC) en funcionarios públicos de la Justicia Estadual y verificar la existencia de asociaciones entre variables sociodemográficas y estresores ocupacionales entre varones y mujeres. La muestra aleatoria se constituyó de 541 funcionarios públicos, 354 mujeres y 187 varones pertenecientes a una institución del poder judiciario del Estado del Rio Grande do Sul, en 2011. Los instrumentos utilizados fueron el Self Reporting Questionnaire (SRQ-20) para evaluar trastornos mentales comunes y un cuestionario compuesto por datos sociodemográficos, laborales y de estresores ocupacionales. Los resultados evidenciaron que las mujeres presentan mayor prevalencia de TMC. En la relación entre TMC y variables sociodemográficas y estresores ocupacionales, conforme el sexo, verificase relación con el tiempo de trabajo y con los estresores carga horaria, diversidad, complexidad del trabajo y relación con el jefe, compañeros y entorno social. Los datos fueron discutidos a partir de la comprensión del mercado de trabajo contemporáneo y su interface con las relaciones de género. Los resultados apuntan la necesidad de intervenciones diferenciadas en los grupos investigados
Descritores: Psicologia Social
Esgotamento Profissional/psicologia
Transtornos Dissociativos/psicologia
Identidade de Gênero
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1691.1 - Biblioteca CEH/A


  5 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-677994
Autor: Silveira, Ronie Alexsandro Teles da; Janczura, Gerson Américo; Stein, Lilian Milnitsky.
Título: O que está errado com a dissociação funcional / What is wrong with functional dissociation
Fonte: Ciênc. cogn;17(2):40-50, jul. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A dissociação empírica vem sendo utilizada como o mecanismo exclusivo para a obtenção de propostas de uma arquitetura funcional da memória e da mente humana. Assim, diante de dissociações empíricas entre resultados obtidos em tarefas de memória, é comum que se postulea existência de diferentes sistemas de memória no âmbito cognitivo: as dissociações funcionais (DFs). As críticas a esse procedimento são de dois tipos básicos. As mais amenas reconhecem o valor das críticas, embora defendam a manutenção dessa estratégia de propor DFs, já que nãohá nada que a substitua. As críticas mais enfáticas afirmam que as DFs não são defensáveis.Ambas as críticas apontam problemas relevantes à base empírica da Ciência Cognitiva e da Neuropsicologia, na medida em que podem comprometer o projeto científico de se obter umaarquitetura funcional da memória e da mente. Identificamos o aspecto lógico principal da fragilidade contida no mecanismo de se postular DFs: o raciocínio indutivo. Com a proposta delógica de produção do conhecimento científico de Karl Popper, obtemos um ponto de vista que evita o uso da indução e preserva as DFs.
Descritores: Memória
Neuropsicologia
Transtornos Dissociativos
-Ciência Cognitiva
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  6 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-914802
Autor: Maraldi, Everton de Oliveira; Alvarado, Carlos; Zangari, Wellington; Machado, Fatima Regina.
Título: Dissociação, crença e criatividade: uma introdução ao pensamento de Théodore Flournoy / Dissociation, belief and creativity: an introduction to the thoughts of Théodore Flournoy
Fonte: Memorandum;30:12-37, abr. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: O presente artigo aborda um pouco da história e das principais contribuições do psicólogo suíço Théodore Flournoy (1854-1920), notadamente, seus trabalhos acerca da dissociação, da crença religiosa, da fantasia e da criatividade. Flournoy tem sido um autor negligenciado na história da psicologia e é pouco conhecido no Brasil. Flournoy dedicou-se ao estudo de temas considerados controvertidos, como a mediunidade e outras experiências alegadamente paranormais. Sua abordagem, no entanto, foi estritamente psicológica e suas contribuições sobre a função dos sonhos e da imaginação constituíram uma teoria alternativa à de Freud, no início do século XX, que enfatizava os aspectos mais criativos e construtivos do inconsciente, tendo antecedido hipóteses desenvolvidas mais tarde por Carl Gustav Jung (1875-1961). O artigo aborda alguns dos possíveis fatores históricos envolvidos na omissão ao trabalho de Flournoy, bem com seu papel nas controvérsias em torno da consideração dos fenômenos parapsicológicos como objetos da psicologia científica na transição do século XIX para o XX.(AU)

This article is about the history and the main contributions of the Swiss psychologist Théodore Flournoy (1854-1920), notably his work on dissociation, religious belief, fantasy and creativity. Flournoy is a neglected author in the history of psychology and is little known in Brazil. He devoted himself to the study of issues considered controversial, such as mediumship and other alleged paranormal experiences. His approach, however, was strictly psychological and his contributions about the function of dreams and imagination were an alternative to the theory of Freud in the early twentieth century, which emphasized the more creative and constructive aspects of the unconscious, having preceded hypotheses developed later by Carl Gustav Jung (1875-1961). The article discusses some of the possible historical factors involved in the omission of the work of Flournoy, as well as its role in the controversies surrounding the consideration of parapsychological phenomena as objects of scientific psychology from the late nineteenth century to the twentieth century.(AU)
Descritores: Criatividade
Transtornos Dissociativos
Psicologia
Responsável: BR654.1 - BIB - Biblioteca Universitária


  7 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-911337
Autor: Panitz, Gabriel de Oliveira; Mendes, Mateus Vizentini; Monteiro, Ricardo Tavares; Gonçalves, Eduardo Paz; Lemos, Guilherme dos Anjos; Dornelles, Victoria Campos; Soibelan, Gustavo; Torrez, Vitor Rocco; Pacheco, Marco Antônio.
Título: Por onde anda a histeria? / Where is the hysteria?
Fonte: Acta méd. (Porto Alegre);39(1):359-367, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: O termo histeria foi suprimido das classificações diagnósticas vigentes. Este artigo cita e descreve os diagnósticos que estão agora abrigados no guarda-chuva da histeria, além de discutir algumas implicações sobre essa mudança.

The term hysteria was suppressed from the current diagnostic classifications. This article cites and describes the diagnoses that are now housed under the umbrella of hysteria, in addition to discussing some implications on this change.
Descritores: Transtornos Dissociativos
Histeria
Transtornos Somatoformes
Responsável: BR1323.1 - Biblioteca Central Irmão José Otão


  8 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-778140
Autor: Maraldi, Everton de Oliveira; Zangari, Wellington.
Título: Evidências de validade da escala de experiências dissociativas em amostra não clínica / Validity evidence of the dissociative experiences scale in a nonclinical sample / Evidencias de validez de la escala de experiencias disociativas em muestra no clinica
Fonte: Aval. psicol;15(1):93-104, abr. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste artigo é apresentar as propriedades psicométricas, a estrutura fatorial e evidências de validade convergente da versão brasileira da Escala de Experiências Dissociativas (DES) em uma amostra não clínica. Participaram deste estudo 1450 respondentes (67,9% homens) com 18 anos de idade ou mais (M=29,32; DP=11,27), de vários estados brasileiros, que integraram um survey online sobre o papel das experiências dissociativas nas práticas religiosas e a relação com variáveis psicopatológicas e sociodemográficas. A análise fatorial exploratória indicou que a melhor solução seria trifatorial, tendo os fatores sido nomeados como: absorção, despersonalização-desrealização e amnésia. A versão brasileira da DES denotou consistência interna satisfatória. Também correlacionou positivamente com variáveis com as quais se esperava que correlacionasse, como sintomas conversivos e de somatização e relatos de experiências místico-religiosas. Pessoas com escore igual ou acima de 30 apresentaram média significativamente maior em abuso emocional, abuso físico e abuso sexual.

The aim of this paper is to present the psychometric properties, factor structure and evidence of convergent validity of the Brazilian version of the Dissociative Experiences Scale (DES) in a non-clinical sample. The study included 1,450 respondents (67.9% male), 18 and older (M=29.32; SD=11.27), from several Brazilian states, who joined an online survey about the role of dissociative experiences in religious practices and their relation to sociodemographic and psychopathological variables. The exploratory factor analysis indicated that the best solution would be tri-factorial. The factors were named as absorption, depersonalization/derealization and amnesia. The Brazilian DES denoted satisfactory internal consistency. The DES also correlated positively with expected variables, as measures of somatization and conversion symptoms, and reports of religious experiences. Participants with a score greater than or equal to 30 in the DES presented significantly higher scores in emotional abuse, physical abuse and sexual abuse.

El objetivo de este artículo es presentar en una muestra no clínica, las propiedades psicométricas, la estructura factorial y evidencias de validez convergente de la versión brasileña de la Escala de Experiencias Disociadas (DES). Participaron 1.450 encuestados (67,9% hombres), con 18 o más años de edad (M=29.32, SD=11.27), de varios estados brasileños, que integraron un levantamiento online sobre el papel de las experiencias disociativas en las prácticas religiosas, y su relación con variables sociodemográficas y psicopatológicas. El análisis factorial exploratorio indicó que la mejor solución sería trifactorial, siendo esos factores : absorción, despersonalización / desrealización y amnesia. La versión brasileña de la DES indica consistencia interna satisfactoria. La DES también se correlacionó positivamente con las variables con las cuales se esperaba que se correlacionase, como síntomas de conversión y de somatización, y relatos de experiencias místico-religiosas. Las personas con resultados igual o mayores de 30 en la DES presentaron media significativamente mayor en abuso emocional, abuso físico y abuso sexual.
Descritores: Análise Fatorial
Religião
Reprodutibilidade dos Testes
Transtornos Dissociativos/psicologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto Jovem
Meia-Idade
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1249.1 - Coordenadoria do Sistema de Bibliotecas


  9 / 55 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-777635
Autor: Vieira, Rodrigo de Sena e Silva; Lima, Marcus Eugênio Oliveira.
Título: Estereótipos sobre os idosos: dissociação entre crenças pessoais e coletivas / Stereotypes about the elderly: dissociation between personal and collective beliefs / Los estereotipos sobre las personas mayores: la disociación entre las creencias personales y colectivas
Fonte: Temas psicol. (Online);23(4):947-958, dez.2015. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os idosos são cada vez mais representativos na sociedade, seja no exterior ou em nosso país, e suscitam discussões sobre o modo como são concebidos. Este trabalho investiga os estereótipos sobre este grupo formados por estudantes universitários da cidade de Aracaju. Através do conceito de dissociação, buscou-se compreender como se organizam as crenças pessoais e as que são atribuídas à sociedade acerca dos idosos. Uma pesquisa foi realizada com 393 participantes de duas instituições, uma pública e uma privada, a partir de um instrumento autoaplicável que questionava sobre a visão da sociedade e a dos próprios participantes a respeito do grupo. Os resultados mostram uma dicotomia em que as crenças pessoais são majoritariamente positivas, enquanto as crenças coletivas são majoritariamente negativas. Eles são discutidos a partir do conceito de dissociação e das possíveis consequências do quadro, e servem para se pensar o modo como se lida com idosos no cotidiano, assim como sugerem futuras pesquisas...

The elderly are increasingly representative in society, whether abroad or in our country, and they raise discussions on how they are conceived. This paper investigates the stereotypes about this group formed by university students in the city of Aracaju. Through the concept of dissociation, we sought to understand how personal beliefs and those assigned to the society about the elderly are organized. A survey was conducted with 393 participants from two institutions, one public and one private, from a self-administered instrument that questioned about the society's and the participant's vision about the group. The results show a dichotomy in which personal beliefs are mostly positive, while the collective beliefs are mostly negative. These are discussed through the concept of dissociation and the possible consequences of this situation, and serve to think about how we deal with elderly people in daily life, besides suggesting future research...

Las personas mayores son cada vez más representativo en la sociedad, ya sea en el extranjero o en nuestro país, y generar debates sobre la forma en que se ven. Este trabajo investiga los estereotipos acerca de este grupo formado por estudiantes universitarios en la ciudad de Aracaju. A través del concepto de disociación, hemos tratado de entender la forma de organizar las creencias personales y los asignados a la sociedad sobre las personas mayores. Se realizó una encuesta con 393 participantes de dos instituciones, una pública y otra privada, a partir de un instrumento autoadministrado que cuestionó acerca de la visión de la sociedad y los propios participantes sobre el grupo. Los resultados muestran una dicotomía en la que las creencias personales son en su mayoría positivas, mientras que las creencias colectivas son en su mayoría negativos. Ellos se discuten desde el concepto de disociación y las posibles consecuencias de la tabla, y sirven para pensar acerca de cómo tratar con las personas de mayores en la vida diaria, y sugerir futuras investigaciones...
Descritores: Envelhecimento
Atitude
Transtornos Dissociativos
Estudantes
-Idoso
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1338.1 - Biblioteca Central Prof. Eurico Back


  10 / 55 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-763500
Autor: Olave, Erika; Storch, Andrea.
Título: Trastornos somatomorfos y trastornos disociativos / Somatoform disorders and dissociative disorders
Fonte: In: Aquines, Carina. Temas de psiquiatría: manual de psiquiatría para médicos. Montevideo, Oficina del Libro Fefmur, dic. 2013. p.83-91, graf.
Idioma: es.
Descritores: Transtornos Dissociativos/classificação
Transtornos Dissociativos/diagnóstico
Transtornos Dissociativos/etiologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina
UY1.1; 19S, AQU; UY1.1; WM34, AQU



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde